SlideShare uma empresa Scribd logo
Porto Alegre, 01 de novembro de 2011




Aulas 3 e 4 - População
                   Professora: Yazana Guaresi
População: é o conjunto de pessoas que residem em determinada
 área, que pode ser um bairro, um município, um estado, um país e
 até mesmo o planeta.


                     A cada ano há um acréscimo de 800 milhões
                        de pessoas no mundo!


 Dos 158 habitantes que o planeta ganha a cada minuto, 154
  nascem em países subdesenvolvidos!


                             1 em cada 7 habitantes no planeta passa fome!



    78% da população mundial vive em países subdesenvolvidos e 22%
     da população vive em países ricos.
Até a Revolução Industrial, o crescimento da população era
lento. A mortalidade era muito elevada e a expectativa de vida
era baixa, devido as precárias condições de higiene, epidemias,
fomes e guerras. A Revolução Industrial contribuiu para a
melhoria das condições médico-hospitalares, alimentares e
higiênicas,   reduzindo   a   mortalidade   e   aumentando   a
expectativa de vida. Mas isso não aconteceu no mesmo
momento em todo planeta. As melhorias ocorreram primeiro na
Europa e no Japão e só depois da Segunda Guerra Mundial vão
chegar nos países subdesenvolvidos (que ainda mantém a alta
taxa de natalidade, mas reduz a taxa de mortalidade),
ocasionando a maior explosão demográfica de todos os tempo,
o “baby boom” (entre 1940 e 1980).
Por isso, segundo a ONU, no dia 31/10/2011 chegamos ao
   número de 7 bilhões de habitantes na Terra.




                                             > TEORIA MALTHUSIANA ???!!!



  Este é o segundo marco                    Lembrar do que foi
  populacional significativo              discutido em aula!! Será
  recente. Em 2009, pela                 que que a Terra suportaria
 primeira vez na história, a                tantas pessoas, em
população urbana ultrapassou             questões como água, infra-
           a rural.                              estrutura, lixo e
                                                   alimentos??
Teorias Demográficas
 Malthus (1798): a população tenderia a duplicar a cada
  25 anos (se não houvessem guerras, epidemias, desastres
  naturais..). Ela cresceria, portanto, em progressão
  geométrica (2,4,8,16,32), crescendo sem parar, enquanto
  os alimentos cresceriam em progressão aritmética
  (2,4,6,8,10,12), e possuiria um certo limite fixo, tendo
  como resultado a falta de alimentos para a população em
  um dado momento, sendo os pobres responsáveis pela
  miséria. Malthus, que também era pastor da Igreja
  Anglicana, contrária aos métodos anticoncepcionais,
  propunha   que   as   pessoas   só   tivessem   filhos   se
  possuíssem terras cultiváveis para alimentá-los.
Teorias Demográficas
 Neomalthusianos: Pós-guerra. Uma numerosa população jovem,
  resultante das altas taxas de natalidade verificadas em quase
  todos os países subdesenvolvidos, necessitaria de grandes
  investimentos em educação e saúde. Com isso, sobrariam menos
  recursos para investimentos nos setores agrícola e industrial, o
  que impediria o desenvolvimento da economia e consequentemente
  a melhoria das condições de vida. Sustentam que quanto maior o
  número de habitantes de um país, menor a renda per capita e a
  disponibilidade de capital a ser distribuído. O crescimento
  populacional, principalmente os jovens, é responsável pela miséria.
  Propõe   programas    de   controle   de   natalidade   nos   países
  subdesenvolvidos mediante os anticoncepcionais.
Teorias Demográficas

 Reformistas: Taxas elevadas de natalidade são
  consequências do subdesenvolvimento e não causa
  dele. O controle de natalidade ocorreu de maneira
  simultânea a melhoria no padrão de vida da
  população. Faz-se necessário investimentos maiores
  na área social. A fome que castiga quase metade da
  população mundial é resultado da má distribuição de
  renda e não da carência na produção de alimentos!
Áreas de grande concentração populacional são
ditas ecúmenas (áreas de grande atração ligadas
ao clima, trabalho, segurança). Já as áreas pouco
ocupadas ou de difícil sobrevivência são chamadas
de anecúmenas (ligadas aos fatores físicos: frio
demasiado,    áreas     desérticas,    florestas,
montanhas...), e também são conhecidos como
vazios demográficos.
População absoluta: número total de habitantes de um lugar. Quando
um lugar possui um grande número de habitantes, dizemos que ele é
populoso.


                População relativa ou densidade demográfica: é a média de
                habitantes por km². Para obtê-la, basta dividir a POPULAÇÃO
                ABSOLUTA pela ÁREA OCUPADA. Quando um lugar possui muitos
                habitantes por km², dizemos que ele é povoado.




    VER LISTAS DADAS EM AULA!!! A lista dos
    países mais povoados do planeta não coincide com a dos mais
    populosos. Normalmente, os países mais povoados possuem áreas
    territoriais reduzidas.
A população de uma área pode crescer de duas maneiras:



* Crescimento Vegetativo ou Natural:
diferença entre a taxa de natalidade e a
taxa de mortalidade. CV= TN – TM.




                             * Taxa de migração: diferença entre a
                             entrada e a saída de pessoas da área
                             considerada.
Atualmente, alguns países da Europa estão numa fase de
baixíssimo crescimento ou quase estagnação da população com
0,1% de crescimento populacional, enquanto a África é o
continente com maior crescimento populacional com 2,4%.



              Existem     diferenças    entre   o     crescimento   da
              população      dos       países       desenvolvidos    e
              subdesenvolvidos devido à taxa de fecundidade e da
              expectativa de vida. Lembrar do que vimos em aula!!!
              taxa de fecundidade           taxa de fertilidade.
A numerosa população brasileira foi resultado da entrada
 de muitos imigrantes, mas principalmente das altas taxas
 de crescimento vegetativo verificadas a partir de 1940.
 Em 1940, a taxa de fecundidade brasileira era de 6,16,
 enquanto agora essa taxa é de 1,80.



IMIGRANTES ENTRAM E EMIGRANTES SAEM


   Lembrar dos fluxos migratórios no Brasil que comentamos na aula
   (nordestinos, mineiros, paulistas) !! E também dos principais destinos
   dos EMIGRANTES brasileiros e os principais grupos de IMIGRANTES
   que vieram para nosso país !!
Há tipos diferenciados de movimentos populacionais:

  Voluntário: Quando o movimento é livre.




                          Forçado: Como nos casos de escravidão e de
                          perseguição religiosa, étnica ou política.




    Controlado: Quando o Estado controla numericamente,
    religiosamente, etnicamente e/ou ideologicamente a
    entrada e/ou saída de migrantes.
Os principais tipos de migrações internas são:
Exôdo Rural: deslocamento das pessoas do campo para a cidade.

                                  Nomadismo: troca constante de área
                                  de moradia. Exemplo: Ciganos

 Transumância ou Migrações sazonais: são do tipo “vai e volta”; a
 pessoa desloca-se da sua área de origem para outra área,
 geralmente por motivos climáticos e as estações do ano, retornando
 posteriormente. Exemplo: safras do arroz, da soja, da uva, etc.


                            Migrações Diárias ou Pendulares: deslocamento
                            diário, típico de cidade grande. As pessoas moram
                            em regiões metropolitanas e vão até a metrópole
                            para estudar, trabalhar...
Pirâmides Etárias

As   pirâmides   etárias     são   gráficos   que
representam a dinâmica da população de acordo
com a idade e o sexo.




                 Lembrar de como a Terra é dividida pela
                 estrutura    populacional    por   sexo   e
                 estrutura populacional etária !!
Para interpretar a pirâmide etária, lembre-se: CUIDADO COM OS EIXOS!!

                                 a base representa a população jovem


o corpo a população adulta

                              o ápice a população idosa


                                     a direita são representadas as mulheres


 a esquerda são representados os homens


                             no eixo vertical estão representadas as idades


    no eixo horizontal está o número de habitantes (em porcentagem)
> Pirâmide em forma de retângulo: país
                                 desenvolvido ( baixa taxa de natalidade, alta
                                 expectativa de vida, baixa taxa de mortalidade )




Pirâmide   em     forma     de    triângulo:   país
subdesenvolvido ( alta taxa de natalidade, baixa
                                                    <
expectativa de vida, alta taxa de mortalidade )
A qualidade de vida de uma população é avaliada principalmente a partir do IDH
(Índice de Desenvolvimento Humano), que é calculado pelo PNUD (Programa das
Nações Unidas para o Desenvolvimento), e considera três características para o
desenvolvimento e a qualidade de vida: EXPECTATIVA DE VIDA, GRAU DE
ALFABETIZAÇÃO E A RENDA OU PIB PER CAPITA .


          + Os países podem ser enquadrados em três categorias:


                  -IDH DE 0,001 A 0,499: países com baixo desenvolvimento
humano. (Serra Leoa é a última colocada com IDH de 0,336 seguida de todos os
22 países da África subsaariana)
                  -IDH DE 0,500 A 0,799: países com médio desenvolvimento
humano.
                  -IDH DE 0,800 A 1: países com alto desenvolvimento humano. (O
Brasil atingiu 0,800 no último relatório. A primeira é a Islândia com um IDH igual
a 0,968).
Quanto a ocupação, a população é dividida em
             dois grandes grupos:

        - População Economicamente Ativa (PEA): Formada por pessoas de 10
anos ou mais de idades que estão empregadas ou estão à procura de emprego
        - População Economicamente Inativa (PEI): Representada pelas pessoas
que não estão empregadas (crianças, estudantes, idosos) ou que não exercem
atividade econômica remunerada (donas de casa). Também enquadra-se aqui o
MERCADO INFORMAL.




OBS: Nos países subdesenvolvidos, uma parcela considerável da população
dedica-se a economia informal e apresentam menor percentual PEA
E para finalizar...
Lembrar da PEA E OS SETORES DE ATIVIDADES ECONÔMICAS:

- Setor Primário: Compreende a agricultura, a pecuária, o extrativismo
animal e vegetal. -> base da economia dos subdesenvolvidos
- Setor Secundário: Compreende as atividades industriais (indústrias
de transformação, mineradoras e construção civil).
- Setor Terciário: Prestação de Serviços. Compreende o comércio, os
bancos, o funcionalismo público, a educação, os transportes ... -> os
desenvolvidos concentram sua PEA AQUI!!
- Setor Quartenário: Abrange a pesquisa e a inovação tecnológica -> os
desenvolvidos dominam tal setor e inventam...
            o novíssimo SETOR QUINÁRIO...

    Que compreende a pesquisa de ponta e as novas tecnologias
    (biotecnologia, nanotecnologia...)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
profleofonseca
 
Dinâmica populacional brasileira
Dinâmica populacional brasileiraDinâmica populacional brasileira
Dinâmica populacional brasileira
Pedro Neves
 
Populacao mundial e migracoes
Populacao mundial e migracoesPopulacao mundial e migracoes
Populacao mundial e migracoes
UFMS
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
Eduardo Mendes
 
Unidade 8 temas 3 e 4 e unidade 9
Unidade 8 temas 3 e 4  e unidade 9Unidade 8 temas 3 e 4  e unidade 9
Unidade 8 temas 3 e 4 e unidade 9
Christie Freitas
 
Dinâmicas populacionais
Dinâmicas populacionaisDinâmicas populacionais
Dinâmicas populacionais
israelfrois
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
Uilson Pereira da Silva
 
Crescimento Populacionalnomundo
Crescimento PopulacionalnomundoCrescimento Populacionalnomundo
Crescimento Populacionalnomundo
debora
 
DEMOGRAFIA MUNDIAL - 2º ANO - OBJETIVO
DEMOGRAFIA MUNDIAL - 2º ANO - OBJETIVODEMOGRAFIA MUNDIAL - 2º ANO - OBJETIVO
DEMOGRAFIA MUNDIAL - 2º ANO - OBJETIVO
Guilherme Lemos
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia - População Brasileira
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia -  População Brasileira www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia -  População Brasileira
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia - População Brasileira
Annalu Jannuzzi
 
Crescimento Da PopulaçãO Humana E Sustentabilidade
Crescimento Da PopulaçãO Humana E SustentabilidadeCrescimento Da PopulaçãO Humana E Sustentabilidade
Crescimento Da PopulaçãO Humana E Sustentabilidade
Nuno Correia
 
Crescimento Populacional No Mundo
Crescimento Populacional No MundoCrescimento Populacional No Mundo
Crescimento Populacional No Mundo
Débora Sales
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
Luciano Pessanha
 
Slides Aula Extra
Slides Aula ExtraSlides Aula Extra
Slides Aula Extra
ProfMario De Mori
 
Populacao mundial
Populacao mundialPopulacao mundial
Populacao mundial
Virgilio Nt
 
Qualidade de vida em numeros
Qualidade de vida em numerosQualidade de vida em numeros
Qualidade de vida em numeros
Prof.Paulo/geografia
 
Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.
Carson Souza
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
amaroviana
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
Ricardo Alex de Sousa
 
Populacao - Aula 01
Populacao - Aula 01Populacao - Aula 01
Populacao - Aula 01
ProfGeoJean
 

Mais procurados (20)

Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
Dinâmica populacional brasileira
Dinâmica populacional brasileiraDinâmica populacional brasileira
Dinâmica populacional brasileira
 
Populacao mundial e migracoes
Populacao mundial e migracoesPopulacao mundial e migracoes
Populacao mundial e migracoes
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
 
Unidade 8 temas 3 e 4 e unidade 9
Unidade 8 temas 3 e 4  e unidade 9Unidade 8 temas 3 e 4  e unidade 9
Unidade 8 temas 3 e 4 e unidade 9
 
Dinâmicas populacionais
Dinâmicas populacionaisDinâmicas populacionais
Dinâmicas populacionais
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
 
Crescimento Populacionalnomundo
Crescimento PopulacionalnomundoCrescimento Populacionalnomundo
Crescimento Populacionalnomundo
 
DEMOGRAFIA MUNDIAL - 2º ANO - OBJETIVO
DEMOGRAFIA MUNDIAL - 2º ANO - OBJETIVODEMOGRAFIA MUNDIAL - 2º ANO - OBJETIVO
DEMOGRAFIA MUNDIAL - 2º ANO - OBJETIVO
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia - População Brasileira
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia -  População Brasileira www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia -  População Brasileira
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia - População Brasileira
 
Crescimento Da PopulaçãO Humana E Sustentabilidade
Crescimento Da PopulaçãO Humana E SustentabilidadeCrescimento Da PopulaçãO Humana E Sustentabilidade
Crescimento Da PopulaçãO Humana E Sustentabilidade
 
Crescimento Populacional No Mundo
Crescimento Populacional No MundoCrescimento Populacional No Mundo
Crescimento Populacional No Mundo
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
 
Slides Aula Extra
Slides Aula ExtraSlides Aula Extra
Slides Aula Extra
 
Populacao mundial
Populacao mundialPopulacao mundial
Populacao mundial
 
Qualidade de vida em numeros
Qualidade de vida em numerosQualidade de vida em numeros
Qualidade de vida em numeros
 
Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
Populacao - Aula 01
Populacao - Aula 01Populacao - Aula 01
Populacao - Aula 01
 

Destaque

O universo e tudo mais
O universo e tudo maisO universo e tudo mais
Aula 7 indústria
Aula 7   indústriaAula 7   indústria
Aulas 5 e 6 agricultura e pecuária
Aulas 5 e 6   agricultura e pecuáriaAulas 5 e 6   agricultura e pecuária
Ejercicios de revisión
Ejercicios de revisiónEjercicios de revisión
Preposiciones 05 de maio
Preposiciones 05 de maioPreposiciones 05 de maio
Idade média oriental
Idade média orientalIdade média oriental
Artigos - espanhol
Artigos - espanholArtigos - espanhol
Egito antigo
Egito antigo Egito antigo
Falsos cognatos
Falsos cognatosFalsos cognatos
Botânica parte 1
Botânica parte 1Botânica parte 1
Revisão
RevisãoRevisão
Sistemas e Fenômenos
Sistemas e FenômenosSistemas e Fenômenos
Memórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milíciasMemórias de um sargento de milícias
Aula barroco
Aula barrocoAula barroco
A noite das mulheres cantoras
A noite das mulheres cantorasA noite das mulheres cantoras
Barroco
BarrocoBarroco
Aula arcadismo
Aula arcadismoAula arcadismo
Pe antonio vieira
Pe antonio vieiraPe antonio vieira
Aula caminha
Aula caminhaAula caminha
Polígrafo orgânica (resumido)
Polígrafo orgânica (resumido)Polígrafo orgânica (resumido)

Destaque (20)

O universo e tudo mais
O universo e tudo maisO universo e tudo mais
O universo e tudo mais
 
Aula 7 indústria
Aula 7   indústriaAula 7   indústria
Aula 7 indústria
 
Aulas 5 e 6 agricultura e pecuária
Aulas 5 e 6   agricultura e pecuáriaAulas 5 e 6   agricultura e pecuária
Aulas 5 e 6 agricultura e pecuária
 
Ejercicios de revisión
Ejercicios de revisiónEjercicios de revisión
Ejercicios de revisión
 
Preposiciones 05 de maio
Preposiciones 05 de maioPreposiciones 05 de maio
Preposiciones 05 de maio
 
Idade média oriental
Idade média orientalIdade média oriental
Idade média oriental
 
Artigos - espanhol
Artigos - espanholArtigos - espanhol
Artigos - espanhol
 
Egito antigo
Egito antigo Egito antigo
Egito antigo
 
Falsos cognatos
Falsos cognatosFalsos cognatos
Falsos cognatos
 
Botânica parte 1
Botânica parte 1Botânica parte 1
Botânica parte 1
 
Revisão
RevisãoRevisão
Revisão
 
Sistemas e Fenômenos
Sistemas e FenômenosSistemas e Fenômenos
Sistemas e Fenômenos
 
Memórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milíciasMemórias de um sargento de milícias
Memórias de um sargento de milícias
 
Aula barroco
Aula barrocoAula barroco
Aula barroco
 
A noite das mulheres cantoras
A noite das mulheres cantorasA noite das mulheres cantoras
A noite das mulheres cantoras
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Aula arcadismo
Aula arcadismoAula arcadismo
Aula arcadismo
 
Pe antonio vieira
Pe antonio vieiraPe antonio vieira
Pe antonio vieira
 
Aula caminha
Aula caminhaAula caminha
Aula caminha
 
Polígrafo orgânica (resumido)
Polígrafo orgânica (resumido)Polígrafo orgânica (resumido)
Polígrafo orgânica (resumido)
 

Semelhante a Aulas 3 e 4 População

População do brasil
População do brasilPopulação do brasil
População do brasil
Gustavo Silva de Souza
 
Cópia de população
Cópia de populaçãoCópia de população
Cópia de população
COSMO ALVES
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
Professor
 
Crescimento e desigualdades
Crescimento e desigualdadesCrescimento e desigualdades
Crescimento e desigualdades
Elaine Costa
 
Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11
Raquel Avila
 
Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11
Raquel Avila
 
Apresentação 2 revisão provão 2 ano
Apresentação 2 revisão provão 2 anoApresentação 2 revisão provão 2 ano
Apresentação 2 revisão provão 2 ano
Matheus Boniatti
 
Demografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibularDemografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibular
Artur Lara
 
2 o crescimento da população humana
2 o crescimento da população humana2 o crescimento da população humana
2 o crescimento da população humana
Pelo Siro
 
3º ano e.m (mod. 25) Brasil população
3º ano e.m (mod. 25) Brasil população3º ano e.m (mod. 25) Brasil população
3º ano e.m (mod. 25) Brasil população
Alexandre Alves
 
População Mundial.ppt
População Mundial.pptPopulação Mundial.ppt
População Mundial.ppt
VldiadaSilva
 
Demografia aplicada ao vestibular - População mundial
Demografia aplicada ao vestibular - População mundialDemografia aplicada ao vestibular - População mundial
Demografia aplicada ao vestibular - População mundial
Artur Lara
 
Slides população (1)
Slides população (1)Slides população (1)
Slides população (1)
terceirob
 
Geografia 3 ano
Geografia 3 anoGeografia 3 ano
Geografia 3 ano
Junior Oliveira
 
Unidade 1 e 2 parcial
Unidade 1 e 2 parcialUnidade 1 e 2 parcial
Unidade 1 e 2 parcial
Christie Freitas
 
Geo1.pdf
Geo1.pdfGeo1.pdf
Geo1.pdf
srwgmllx
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
profleofonseca
 
População
PopulaçãoPopulação
População
Isabelegeografia
 
A dinamica populacional brasileira01.ppt
A dinamica populacional brasileira01.pptA dinamica populacional brasileira01.ppt
A dinamica populacional brasileira01.ppt
JaneteMaura1
 
Evolução da população
Evolução da populaçãoEvolução da população
Evolução da população
elisabarbosa
 

Semelhante a Aulas 3 e 4 População (20)

População do brasil
População do brasilPopulação do brasil
População do brasil
 
Cópia de população
Cópia de populaçãoCópia de população
Cópia de população
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
 
Crescimento e desigualdades
Crescimento e desigualdadesCrescimento e desigualdades
Crescimento e desigualdades
 
Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11
 
Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11
 
Apresentação 2 revisão provão 2 ano
Apresentação 2 revisão provão 2 anoApresentação 2 revisão provão 2 ano
Apresentação 2 revisão provão 2 ano
 
Demografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibularDemografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibular
 
2 o crescimento da população humana
2 o crescimento da população humana2 o crescimento da população humana
2 o crescimento da população humana
 
3º ano e.m (mod. 25) Brasil população
3º ano e.m (mod. 25) Brasil população3º ano e.m (mod. 25) Brasil população
3º ano e.m (mod. 25) Brasil população
 
População Mundial.ppt
População Mundial.pptPopulação Mundial.ppt
População Mundial.ppt
 
Demografia aplicada ao vestibular - População mundial
Demografia aplicada ao vestibular - População mundialDemografia aplicada ao vestibular - População mundial
Demografia aplicada ao vestibular - População mundial
 
Slides população (1)
Slides população (1)Slides população (1)
Slides população (1)
 
Geografia 3 ano
Geografia 3 anoGeografia 3 ano
Geografia 3 ano
 
Unidade 1 e 2 parcial
Unidade 1 e 2 parcialUnidade 1 e 2 parcial
Unidade 1 e 2 parcial
 
Geo1.pdf
Geo1.pdfGeo1.pdf
Geo1.pdf
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
População
PopulaçãoPopulação
População
 
A dinamica populacional brasileira01.ppt
A dinamica populacional brasileira01.pptA dinamica populacional brasileira01.ppt
A dinamica populacional brasileira01.ppt
 
Evolução da população
Evolução da populaçãoEvolução da população
Evolução da população
 

Mais de Centro de Educação e Cultura Pré-Vestibular Resgate Popular

Dançar tango em Porto Alegre
Dançar tango em Porto AlegreDançar tango em Porto Alegre
Vanguardas e Modernismo
Vanguardas e ModernismoVanguardas e Modernismo
Romantismo romancistas
Romantismo romancistasRomantismo romancistas
Portas abertas 2014
Portas abertas 2014Portas abertas 2014
Romantismo contexto e poetas
Romantismo contexto e poetasRomantismo contexto e poetas
Transcrição e tradução
Transcrição e traduçãoTranscrição e tradução
Arcadismo
ArcadismoArcadismo
Luís vaz de camões
Luís vaz de camõesLuís vaz de camões
Gil vicente aula
Gil vicente aulaGil vicente aula
Gregório de matos
Gregório de matosGregório de matos
Composição química da célula 2014
Composição química da célula 2014Composição química da célula 2014
As artes no renascimento
As artes no renascimentoAs artes no renascimento
Gil vicente aula resgate
Gil vicente aula resgateGil vicente aula resgate
Gil vicente aula resgate
Gil vicente aula resgateGil vicente aula resgate
Portas abertas 2013
Portas abertas 2013Portas abertas 2013
Taxonomia
TaxonomiaTaxonomia
Folhetos embrionários
Folhetos embrionáriosFolhetos embrionários

Mais de Centro de Educação e Cultura Pré-Vestibular Resgate Popular (18)

Dançar tango em Porto Alegre
Dançar tango em Porto AlegreDançar tango em Porto Alegre
Dançar tango em Porto Alegre
 
Vanguardas e Modernismo
Vanguardas e ModernismoVanguardas e Modernismo
Vanguardas e Modernismo
 
Romantismo romancistas
Romantismo romancistasRomantismo romancistas
Romantismo romancistas
 
Portas abertas 2014
Portas abertas 2014Portas abertas 2014
Portas abertas 2014
 
Romantismo contexto e poetas
Romantismo contexto e poetasRomantismo contexto e poetas
Romantismo contexto e poetas
 
Transcrição e tradução
Transcrição e traduçãoTranscrição e tradução
Transcrição e tradução
 
Arcadismo
ArcadismoArcadismo
Arcadismo
 
Luís vaz de camões
Luís vaz de camõesLuís vaz de camões
Luís vaz de camões
 
Gil vicente aula
Gil vicente aulaGil vicente aula
Gil vicente aula
 
Gregório de matos
Gregório de matosGregório de matos
Gregório de matos
 
Composição química da célula 2014
Composição química da célula 2014Composição química da célula 2014
Composição química da célula 2014
 
As artes no renascimento
As artes no renascimentoAs artes no renascimento
As artes no renascimento
 
Gil vicente aula resgate
Gil vicente aula resgateGil vicente aula resgate
Gil vicente aula resgate
 
Gil vicente aula resgate
Gil vicente aula resgateGil vicente aula resgate
Gil vicente aula resgate
 
Gabaritos 2013
Gabaritos 2013Gabaritos 2013
Gabaritos 2013
 
Portas abertas 2013
Portas abertas 2013Portas abertas 2013
Portas abertas 2013
 
Taxonomia
TaxonomiaTaxonomia
Taxonomia
 
Folhetos embrionários
Folhetos embrionáriosFolhetos embrionários
Folhetos embrionários
 

Aulas 3 e 4 População

  • 1. Porto Alegre, 01 de novembro de 2011 Aulas 3 e 4 - População Professora: Yazana Guaresi
  • 2. População: é o conjunto de pessoas que residem em determinada área, que pode ser um bairro, um município, um estado, um país e até mesmo o planeta.  A cada ano há um acréscimo de 800 milhões de pessoas no mundo!  Dos 158 habitantes que o planeta ganha a cada minuto, 154 nascem em países subdesenvolvidos!  1 em cada 7 habitantes no planeta passa fome!  78% da população mundial vive em países subdesenvolvidos e 22% da população vive em países ricos.
  • 3. Até a Revolução Industrial, o crescimento da população era lento. A mortalidade era muito elevada e a expectativa de vida era baixa, devido as precárias condições de higiene, epidemias, fomes e guerras. A Revolução Industrial contribuiu para a melhoria das condições médico-hospitalares, alimentares e higiênicas, reduzindo a mortalidade e aumentando a expectativa de vida. Mas isso não aconteceu no mesmo momento em todo planeta. As melhorias ocorreram primeiro na Europa e no Japão e só depois da Segunda Guerra Mundial vão chegar nos países subdesenvolvidos (que ainda mantém a alta taxa de natalidade, mas reduz a taxa de mortalidade), ocasionando a maior explosão demográfica de todos os tempo, o “baby boom” (entre 1940 e 1980).
  • 4. Por isso, segundo a ONU, no dia 31/10/2011 chegamos ao número de 7 bilhões de habitantes na Terra. > TEORIA MALTHUSIANA ???!!! Este é o segundo marco Lembrar do que foi populacional significativo discutido em aula!! Será recente. Em 2009, pela que que a Terra suportaria primeira vez na história, a tantas pessoas, em população urbana ultrapassou questões como água, infra- a rural. estrutura, lixo e alimentos??
  • 5. Teorias Demográficas  Malthus (1798): a população tenderia a duplicar a cada 25 anos (se não houvessem guerras, epidemias, desastres naturais..). Ela cresceria, portanto, em progressão geométrica (2,4,8,16,32), crescendo sem parar, enquanto os alimentos cresceriam em progressão aritmética (2,4,6,8,10,12), e possuiria um certo limite fixo, tendo como resultado a falta de alimentos para a população em um dado momento, sendo os pobres responsáveis pela miséria. Malthus, que também era pastor da Igreja Anglicana, contrária aos métodos anticoncepcionais, propunha que as pessoas só tivessem filhos se possuíssem terras cultiváveis para alimentá-los.
  • 6. Teorias Demográficas  Neomalthusianos: Pós-guerra. Uma numerosa população jovem, resultante das altas taxas de natalidade verificadas em quase todos os países subdesenvolvidos, necessitaria de grandes investimentos em educação e saúde. Com isso, sobrariam menos recursos para investimentos nos setores agrícola e industrial, o que impediria o desenvolvimento da economia e consequentemente a melhoria das condições de vida. Sustentam que quanto maior o número de habitantes de um país, menor a renda per capita e a disponibilidade de capital a ser distribuído. O crescimento populacional, principalmente os jovens, é responsável pela miséria. Propõe programas de controle de natalidade nos países subdesenvolvidos mediante os anticoncepcionais.
  • 7. Teorias Demográficas  Reformistas: Taxas elevadas de natalidade são consequências do subdesenvolvimento e não causa dele. O controle de natalidade ocorreu de maneira simultânea a melhoria no padrão de vida da população. Faz-se necessário investimentos maiores na área social. A fome que castiga quase metade da população mundial é resultado da má distribuição de renda e não da carência na produção de alimentos!
  • 8. Áreas de grande concentração populacional são ditas ecúmenas (áreas de grande atração ligadas ao clima, trabalho, segurança). Já as áreas pouco ocupadas ou de difícil sobrevivência são chamadas de anecúmenas (ligadas aos fatores físicos: frio demasiado, áreas desérticas, florestas, montanhas...), e também são conhecidos como vazios demográficos.
  • 9. População absoluta: número total de habitantes de um lugar. Quando um lugar possui um grande número de habitantes, dizemos que ele é populoso. População relativa ou densidade demográfica: é a média de habitantes por km². Para obtê-la, basta dividir a POPULAÇÃO ABSOLUTA pela ÁREA OCUPADA. Quando um lugar possui muitos habitantes por km², dizemos que ele é povoado. VER LISTAS DADAS EM AULA!!! A lista dos países mais povoados do planeta não coincide com a dos mais populosos. Normalmente, os países mais povoados possuem áreas territoriais reduzidas.
  • 10. A população de uma área pode crescer de duas maneiras: * Crescimento Vegetativo ou Natural: diferença entre a taxa de natalidade e a taxa de mortalidade. CV= TN – TM. * Taxa de migração: diferença entre a entrada e a saída de pessoas da área considerada.
  • 11. Atualmente, alguns países da Europa estão numa fase de baixíssimo crescimento ou quase estagnação da população com 0,1% de crescimento populacional, enquanto a África é o continente com maior crescimento populacional com 2,4%. Existem diferenças entre o crescimento da população dos países desenvolvidos e subdesenvolvidos devido à taxa de fecundidade e da expectativa de vida. Lembrar do que vimos em aula!!! taxa de fecundidade taxa de fertilidade.
  • 12. A numerosa população brasileira foi resultado da entrada de muitos imigrantes, mas principalmente das altas taxas de crescimento vegetativo verificadas a partir de 1940. Em 1940, a taxa de fecundidade brasileira era de 6,16, enquanto agora essa taxa é de 1,80. IMIGRANTES ENTRAM E EMIGRANTES SAEM Lembrar dos fluxos migratórios no Brasil que comentamos na aula (nordestinos, mineiros, paulistas) !! E também dos principais destinos dos EMIGRANTES brasileiros e os principais grupos de IMIGRANTES que vieram para nosso país !!
  • 13. Há tipos diferenciados de movimentos populacionais: Voluntário: Quando o movimento é livre. Forçado: Como nos casos de escravidão e de perseguição religiosa, étnica ou política. Controlado: Quando o Estado controla numericamente, religiosamente, etnicamente e/ou ideologicamente a entrada e/ou saída de migrantes.
  • 14. Os principais tipos de migrações internas são: Exôdo Rural: deslocamento das pessoas do campo para a cidade. Nomadismo: troca constante de área de moradia. Exemplo: Ciganos Transumância ou Migrações sazonais: são do tipo “vai e volta”; a pessoa desloca-se da sua área de origem para outra área, geralmente por motivos climáticos e as estações do ano, retornando posteriormente. Exemplo: safras do arroz, da soja, da uva, etc. Migrações Diárias ou Pendulares: deslocamento diário, típico de cidade grande. As pessoas moram em regiões metropolitanas e vão até a metrópole para estudar, trabalhar...
  • 15. Pirâmides Etárias As pirâmides etárias são gráficos que representam a dinâmica da população de acordo com a idade e o sexo. Lembrar de como a Terra é dividida pela estrutura populacional por sexo e estrutura populacional etária !!
  • 16. Para interpretar a pirâmide etária, lembre-se: CUIDADO COM OS EIXOS!! a base representa a população jovem o corpo a população adulta o ápice a população idosa a direita são representadas as mulheres a esquerda são representados os homens no eixo vertical estão representadas as idades no eixo horizontal está o número de habitantes (em porcentagem)
  • 17. > Pirâmide em forma de retângulo: país desenvolvido ( baixa taxa de natalidade, alta expectativa de vida, baixa taxa de mortalidade ) Pirâmide em forma de triângulo: país subdesenvolvido ( alta taxa de natalidade, baixa < expectativa de vida, alta taxa de mortalidade )
  • 18. A qualidade de vida de uma população é avaliada principalmente a partir do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), que é calculado pelo PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), e considera três características para o desenvolvimento e a qualidade de vida: EXPECTATIVA DE VIDA, GRAU DE ALFABETIZAÇÃO E A RENDA OU PIB PER CAPITA . + Os países podem ser enquadrados em três categorias: -IDH DE 0,001 A 0,499: países com baixo desenvolvimento humano. (Serra Leoa é a última colocada com IDH de 0,336 seguida de todos os 22 países da África subsaariana) -IDH DE 0,500 A 0,799: países com médio desenvolvimento humano. -IDH DE 0,800 A 1: países com alto desenvolvimento humano. (O Brasil atingiu 0,800 no último relatório. A primeira é a Islândia com um IDH igual a 0,968).
  • 19. Quanto a ocupação, a população é dividida em dois grandes grupos: - População Economicamente Ativa (PEA): Formada por pessoas de 10 anos ou mais de idades que estão empregadas ou estão à procura de emprego - População Economicamente Inativa (PEI): Representada pelas pessoas que não estão empregadas (crianças, estudantes, idosos) ou que não exercem atividade econômica remunerada (donas de casa). Também enquadra-se aqui o MERCADO INFORMAL. OBS: Nos países subdesenvolvidos, uma parcela considerável da população dedica-se a economia informal e apresentam menor percentual PEA
  • 20. E para finalizar... Lembrar da PEA E OS SETORES DE ATIVIDADES ECONÔMICAS: - Setor Primário: Compreende a agricultura, a pecuária, o extrativismo animal e vegetal. -> base da economia dos subdesenvolvidos - Setor Secundário: Compreende as atividades industriais (indústrias de transformação, mineradoras e construção civil). - Setor Terciário: Prestação de Serviços. Compreende o comércio, os bancos, o funcionalismo público, a educação, os transportes ... -> os desenvolvidos concentram sua PEA AQUI!! - Setor Quartenário: Abrange a pesquisa e a inovação tecnológica -> os desenvolvidos dominam tal setor e inventam... o novíssimo SETOR QUINÁRIO... Que compreende a pesquisa de ponta e as novas tecnologias (biotecnologia, nanotecnologia...)