SlideShare uma empresa Scribd logo
POPULAÇÃO
BRASILEIRAProfessora Vanessa
DEMOGRAFIA
Demografia é uma área da
ciência que estuda a as
populações por meio de
levantamento de dados.
Graças a demografia sabemos que a
população da Terra é de 7,8 bilhões de
habitantes e pode chegar a 10 bilhões por
volta do ano 2100.
No Brasil, o levantamento
demográfico é realizado pelo
IBGE, por meio do Censo.
Estudos sobre as
populações
CENSOOURECENSEAMENTO
O censo ou recenseamento demográfico é uma
pesquisa que colhe informações sobre a
população de um país.
Quantos
somos?
Segundo os dados fornecidos pelo IBGE,
a população total do Brasil é de
aproximadamente...
Estes dados são atualizados a cada 20 segundos no site do IBGE.
Saiba qual é a projeção do total de habitantes agora clicando neste link
https://www.ibge.gov.br/apps/populacao/projecao/
de pessoas...
Por que dizemos que é
aproximadamente o número
total de habitantes?
Porque todos os dias, morrem
e nascem pessoas.
este número nunca
será exato!
Para compreendermos melhor todas estas dinâmicas
e processos populacionais, precisamos entender
alguns conceitos demográficos.
ANOTE AÍ
Populaçãoabsoluta
É a quantidade total de habitantes de um determinado local.
Por exemplo, a população absoluta do Brasil é de mais de 211 milhões de habitantes.
A população absoluta da China é de mais de um bilhão de habitantes!
ANOTE AÍ
Taxadenatalidade
A taxa de natalidade refere-se ao cálculo que indica o número de
nascidos vivos ao longo de um ano a cada mil habitantes.
Nesse cálculo não é considerado o número de crianças que morreram após o
nascimento ou que já nasceram mortas.
Cálculodataxadenatalidade
Por exemplo, se em um determinado lugar nasceram 1200 crianças e a população
total é de 1.000.000 de habitantes, a taxa de natalidade será de 1,2‰. Isso quer dizer
que a cada mil habitantes nasce cerca de uma criança por ano.
ANOTE AÍ
Taxademortalidade
A taxa de mortalidade refere-se ao cálculo que indica o número de óbitos
(mortes) ao longo de um ano a cada mil habitantes.
Cálculodataxademortalidade
Suponhamos que em um lugar haja 500.000 habitantes e morram por ano 1.000
pessoas, a taxa de mortalidade será de 2‰. Isso quer dizer que morrem nesse lugar 2
pessoas a cada mil habitantes em um ano.
ANOTE AÍ
Taxademortalidadeinfantil
A taxa de mortalidade infantil refere-se ao número de crianças que morrem
antes do primeiro ano de vida.
Esse indicador é de enorme relevância para as análises sobre a população e sobre o
desenvolvimento de um país, visto que atualmente, reduzir a mortalidade infantil é uma
das principais metas governamentais para a infância em todos os países.
Cálculodataxademortalidadeinfantil
Se em um determinado local há 20 óbitos antes do primeiro ano de vida, e nascem no
período de um ano 800 crianças, a taxa de mortalidade infantil é de 25‰. Isso quer
dizer que 25 crianças morrem antes de completarem um ano de vida a cada 1000
crianças nascidas vivas.
ANOTE AÍ
Crescimentovegetativo
O crescimento vegetativo ou crescimento natural refere-se à diferença
entre a taxa de natalidade e a taxa de mortalidade ao longo de um ano.
Subtraímos a taxa de mortalidade (mortes) da taxa de natalidade (nascimentos).
Cálculodecrescimentovegetativoounatural
Em uma determinada cidade a população é de 25000 habitantes. No período de um ano
morreram (taxa de mortalidade) 2320 pessoas e nasceram (taxa de natalidade) 1784 pessoas:
Número de nascimentos – Número de falecimentos = 536.
Podemos afirmar que houve crescimento vegetativo, isso em virtude do número de
nascimentos ser maior que o de falecimentos. Se fosse o contrário, ou seja, se o número de
mortes fosse maior que o de nascimentos, diríamos que ocorreu um crescimento vegetativo
negativo.
Em 2010, a população absoluta
do Brasil era de 190 milhões
de habitantes. Em 2013, 200
milhões e atualmente é de
mais de 211 milhões de
pessoas, aproximadamente.
Apesar dessa diferença, você
sabia que a população do
nosso país está aumentando
em uma velocidade menor
do que antes?
Na década de 1960, o crescimento vegetativo ou natural no
Brasil era de 3%. Nas décadas posteriores, o valor desse
crescimento foi ficando menor, de modo que, em 2007, ele era
de 1,2%, menos da metade de 50 anos antes. Entre os anos de
2012 e 2013, o índice de crescimento foi de apenas 0,9%, o que
significa que essa taxa não para de cair.
Importante! A população brasileira, por
enquanto, não está ficando menor, apenas
está crescendo em um ritmo mais lento.
A população de um
determinado local cresce de
duas formas diferentes: com o
número de nascimentos
subtraído do número de mortes
(crescimento vegetativo) e com o
número de pessoas que
entraram no país subtraído do
número de pessoas que saíram
do nosso território (saldo
migratório).
ANOTE AÍ
Saldomigratório
É a diferença entre o número de entradas e saídas por migração,
internacional ou interna, para um determinado país ou região, num
dado período de tempo.
ANOTE AÍ
Migração
A migração é todo deslocamento de um local para outro, seja de saída ou
entrada.
Corresponde a entrada ou saída de pessoas de um país para outro, de uma região para a
outra, de um estado para outro, de uma cidade para outra etc. A migração engloba a
imigração e a emigração.
ANOTE AÍ
emigração
Na imigração ocorre o movimento
de entrada. É quando o indivíduo
entra noutro país ou região
diferente da sua. Por exemplo, se
um boliviano vier morar no Brasil,
ele é um imigrante, pois ele não é
daqui, e fez um movimento de
entrada em nosso país.
imigração
Na emigração o
movimento é de saída.
Quando um cidadão sai
de seu local de origem
para outro, ele está
fazendo um movimento
de emigração, logo, ele é
um emigrante.
Sabemos então que atualmente
que a população brasileira
não cresce tão rápido assim.
Vamos ver alguns dos
motivos, do por quê esse
crescimento estar
diminuindo? Será que
sempre foi assim?
Fonte: BGE. Sinopse do Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro, 2011.
Observeestegráficosobreapopulaçãobrasileira
Como você pode ver no
gráfico de linha, a
população brasileira
passou a crescer de
forma mais acelerada
somente a partir do
final do século XIX.
Osmotivosdocrescimentovegetativoacelerado...
 Grupos de imigrantes começaram a chegar no Brasil. Calcula-se que
cerca de 4 milhões de imigrantes tenham entrado no território brasileiro
neste período.
 O aumento natural da população. A partir da década de 1940, houve
declínio da taxa de mortalidade em nosso país, devido à expansão de
serviços de saneamento básico (água encanada, esgoto) melhorando as
condições sanitárias da população. Também houve melhoria nas
condições médico-sanitárias, pois o surgimento de novos medicamentos e
vacinas passaram a controlar de maneira eficaz doenças que até então
provocavam muitas mortes.
E agora? Por que este
crescimento acelerado
diminuiu? Lembre-se de que
a população brasileira
continua crescendo, afinal
nascem pessoas todos os
dias, mas já não tão rápido
como antes. Por que?
Osmotivosdaquedadocrescimentovegetativo...
 As mulheres passaram a ter menos filhos. Na década de 1960, as
mulheres tinham em média 6 filhos, hoje esse número caiu para
cerca de 2 filhos.
 As mulheres passaram a participar cada vez mais do mercado de
trabalho. Antes grande parte das mulheres não trabalhavam fora.
 Planejamento familiar. Hoje, com o uso de contraceptivos (pílulas
anticoncepcionais e preservativos), as mulheres e casais optam se
querem ou não ter filhos.
FORMAÇÃODA
POPULAÇÃO
BRASILEIRA
Apopulaçãobrasileirafoiformadapor3gruposétnicos.
Os indígenas, que já
habitavam essas
terras há milhares
de anos.
Os europeus,
principalmente
portugueses no início
da colonização do
território e depois
com a chegada dos
imigrantes (italianos,
alemães, espanhóis).
E os africanos,
trazidos ao Brasil
no período da
colonização.
Além destes grupos étnicos, temos também os japoneses e sírio-libaneses. E cada
um destes povos deixou uma herança cultural que hoje está presente no nosso
modo de vida!
Os indígenas já habitavam o território
brasileiro antes da chegada dos portugueses.
Hoje, há aproximadamente 800 mil indígenas
no Brasil.
São 215 grupos indígenas diferentes que falam
170 línguas distintas.
O grau de contato com a sociedade nacional
varia: há indígenas que ainda vivem isolados,
há aqueles que possuem contato através de
intermediários e há indígenas integrados, que
vivem e trabalham nas cidades e falam o
português.
Osindígenas
Clique aqui
https://youtu.be/cQkA5PDow2se
saiba mais...
Trazidos como escravos, os africanos até hoje
vivem em desvantagem.
Na maior parte dos casos, os afrodescendentes
continuam a ocupar uma posição inferior na
sociedade brasileira.
O rendimento mensal dos pardos, em média,
corresponde a apenas 80% do rendimento da
população branca; o dos negros corresponde a
74%.
A taxa de desemprego entre os negros é duas
vezes maior que a da população branca.
A média de anos de estudo entre a população
branca é de 2,7%, ao passo que a dos pardos é
de apenas 1,1%, e a dos negros de 0,9%.
Osnegrosouafro-brasileiros
Clique aqui
https://youtu.be/fGUFwFYx46se
saiba mais...
Os brancos tem origem europeia.
Durante a época colonial os portugueses se
estabeleceram em nosso território.
No período da união ibérica (união da coroa
portuguesa e espanhola) chegaram os espanhóis.
Entre 1630 – 1654, flamengos ou holandeses
chegaram e ocuparam a região Nordeste.
Nos séculos XVI e XVII, franceses, ingleses e
italianos migraram para o Brasil.
Os sírio-libaneses e, principalmente, os
japoneses foram os imigrantes asiáticos com
maior destaque no Brasil.
Oseuropeuseasiáticos
Clique aqui
https://youtu.be/HfaeWT6qZl0e saiba
mais sobre os portugueses...
Pirâmide
etária
A pirâmide etária é a representação da estrutura
etária (divisão por idade e sexo) de uma população
por meio de gráfico.
Nesse tipo de gráfico, cada
uma das metades
representa um sexo; a base
representa o grupo jovem
(até 19 anos); a área
intermediária ou corpo
representa o grupo adulto
(entre 20 e 59 anos); e o
topo ou ápice representa a
população idosa (acima de
60 anos).
BASEJovens até 19 anos.
Taxa de natalidade
CORPOAdultos entre 20 e 59 anos.
População Economicamente Ativa
ÁPICEIdosos a partir dos 60 anos
Expectativa de vida
Adaptado de: IBGE. Censos Demográficos 2000 e 2010.
TrêspirâmidesetáriasdoBrasil
O que mudou na pirâmide brasileira ao longo dos anos?
No site do IBGE você consegue
fazer a projeção da pirâmide etária
brasileira para até o ano de 2060.
Você também pode ver as
pirâmides dos estados brasileiros e
compará-las com a do Brasil.
Acesse clicando neste link
https://www.ibge.gov.br/apps/pop
ulacao/projecao/
Comoestamos
distribuídos?
Será que estas mais de 211 milhões de pessoas ocupam
todas as áreas do território brasileiro? Onde tem mais
população? Onde tem menos população?
Para que seja possível compreender a distribuição da
população brasileira, é essencial conhecermos o conceito
de densidade demográfica ou densidade populacional.
Densidade demográfica é um
índice também conhecido
como densidade
populacional ou população
relativa. Refere-se à
distribuição de habitantes
em um determinada área, ou
seja, é a média resultante da
divisão entre o número total
de habitantes e a área
ocupada.
ANOTE AÍ
Comocalcularadensidadedemográfica?
A densidade demográfica é expressa em habitantes por quilômetro quadrado
(hab/km²). Para alcançar a média, é necessário dividir a população
absoluta (população total) pela extensão territorial do local em questão.
Cálculodadensidadedemográfica
Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2020,
atualmente o Brasil tem uma população de 211,84 milhões habitantes em uma área de
8.510.295,914 km², resultando em uma densidade demográfica de 24.89 habitantes
por quilômetro quadrado.
A área territorial do Brasil foi
atualizada em maio de 2020.
Adaptado de: IBGE. Atlas geográfico
escolar. Rio de Janeiro, 2012. p. 114.
Apesar de o Brasil ser
um país populoso, sua
extensão continental
faz com que seja pouco
povoado. Podemos
encontrar regiões
brasileiras
intensamente
povoadas e outras
pouco povoadas.
A diferença entre populoso e povoado está
exatamente na definição desses termos. Populoso é o
conceito que se refere à população total (absoluta) de
um determinado lugar, ou seja, ao número de
habitantes. Povoado é o conceito usado para designar
a densidade demográfica de um local, ou seja, o
número de habitantes por quilômetro quadrado
(km2).
O país mais populoso é a China. Sua população chega a
um total de 1.376.048.943 habitantes. Já o país menos
populoso é o Vaticano, que possui uma população que
não ultrapassa 1.000 habitantes. É importante dizer que
nem todo país considerado populoso é também povoado.
O Brasil, por exemplo,
possui uma população
absoluta elevada, mas em
razão da sua extensão
territorial e de uma
população mal distribuída,
ele é pouco povoado,
apresentando uma
densidade demográfica de
26,4 habitantes por km2.
Veja que há áreas no Brasil que
são pouco povoadas, ou seja,
tem poucas pessoas vivendo
nessas áreas. Não ocupamos
todos os espaços do território.
FIMAlguma dúvida?
prof.vanessa.silva@escolasjc.sp.gov.br
Créditosereferências
Fonte das imagens:
Bing. Autores Desconhecidos. Imagens licenciadas CC BY-AS
FREEPIK. Pagina Inicial. Disponível em <https://br.freepik.com>. Acesso em 22 de junho de 2020.
(Imagens coletadas para uso pedagógico sem fins comerciais)
Referências para a criação dos textos:
IBGE. Página Inicial. Disponível em https://ibge.gov.br
NOVA ESCOLA. Planos de aula, cursos, conteúdos e formações. Página Inicial. Disponível em: <https://novaescola.org.br>.
REDE OMNIA. Escola Kids: Educação pra crianças, conteúdo infantil de educação. Página Inicial. Disponível em:
<https://escolakids.uol.com.br>.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Demografia
DemografiaDemografia
Movimentos migratorios
Movimentos migratoriosMovimentos migratorios
Movimentos migratorios
dela28
 
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Brasil territorio e fronteiras   7º anoBrasil territorio e fronteiras   7º ano
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Professor
 
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRA
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRAINDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRA
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRA
Bruno Lima
 
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
Nefer19
 
Aula 3 - fluxos migratórios
Aula 3 -  fluxos migratóriosAula 3 -  fluxos migratórios
Aula 3 - fluxos migratórios
Isabela Espíndola
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
Prof. Francesco Torres
 
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Regionalização do espaço brasileiro    fundamentalRegionalização do espaço brasileiro    fundamental
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Abner de Paula
 
Conceitos geograficos
Conceitos geograficosConceitos geograficos
Conceitos geograficos
João José Ferreira Tojal
 
Migraçoes
MigraçoesMigraçoes
Economia asiática
Economia asiáticaEconomia asiática
Economia asiática
Rodrigo Baglini
 
Movimentos populacionais
Movimentos populacionaisMovimentos populacionais
Movimentos populacionais
Fabrício Colombo
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
Uilson Pereira da Silva
 
Industrialização e urbanização brasileira 7 ano
Industrialização e urbanização brasileira 7 anoIndustrialização e urbanização brasileira 7 ano
Industrialização e urbanização brasileira 7 ano
Eponina Alencar
 
Geografia Do Brasil RegiõEs
Geografia Do Brasil   RegiõEsGeografia Do Brasil   RegiõEs
Geografia Do Brasil RegiõEs
Mateus Silva
 
Estado nação - país - território - etnia - raça
Estado   nação - país - território - etnia - raçaEstado   nação - país - território - etnia - raça
Estado nação - país - território - etnia - raça
Julio Siqueira
 
URBANIZAÇÃO
URBANIZAÇÃO URBANIZAÇÃO
URBANIZAÇÃO
Luciana Souza
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
Abner de Paula
 
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
Cap. 5   os agentes modeladores do relevoCap. 5   os agentes modeladores do relevo
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
profacacio
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
Suely Takahashi
 

Mais procurados (20)

Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
Movimentos migratorios
Movimentos migratoriosMovimentos migratorios
Movimentos migratorios
 
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Brasil territorio e fronteiras   7º anoBrasil territorio e fronteiras   7º ano
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
 
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRA
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRAINDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRA
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRA
 
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
 
Aula 3 - fluxos migratórios
Aula 3 -  fluxos migratóriosAula 3 -  fluxos migratórios
Aula 3 - fluxos migratórios
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Regionalização do espaço brasileiro    fundamentalRegionalização do espaço brasileiro    fundamental
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
 
Conceitos geograficos
Conceitos geograficosConceitos geograficos
Conceitos geograficos
 
Migraçoes
MigraçoesMigraçoes
Migraçoes
 
Economia asiática
Economia asiáticaEconomia asiática
Economia asiática
 
Movimentos populacionais
Movimentos populacionaisMovimentos populacionais
Movimentos populacionais
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
 
Industrialização e urbanização brasileira 7 ano
Industrialização e urbanização brasileira 7 anoIndustrialização e urbanização brasileira 7 ano
Industrialização e urbanização brasileira 7 ano
 
Geografia Do Brasil RegiõEs
Geografia Do Brasil   RegiõEsGeografia Do Brasil   RegiõEs
Geografia Do Brasil RegiõEs
 
Estado nação - país - território - etnia - raça
Estado   nação - país - território - etnia - raçaEstado   nação - país - território - etnia - raça
Estado nação - país - território - etnia - raça
 
URBANIZAÇÃO
URBANIZAÇÃO URBANIZAÇÃO
URBANIZAÇÃO
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
 
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
Cap. 5   os agentes modeladores do relevoCap. 5   os agentes modeladores do relevo
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
 

Semelhante a População Brasileira

População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
Luciano Pessanha
 
Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.
Carson Souza
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
profleofonseca
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
profleofonseca
 
Demografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibularDemografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibular
Artur Lara
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia - População Brasileira
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia -  População Brasileira www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia -  População Brasileira
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia - População Brasileira
Annalu Jannuzzi
 
Aula1.8a
Aula1.8aAula1.8a
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
Bruna Azevedo
 
Quem vive no brasil
Quem vive no brasilQuem vive no brasil
Quem vive no brasil
Nilberte Correia
 
Quem vive no brasil aula de população
Quem vive no brasil aula de populaçãoQuem vive no brasil aula de população
Quem vive no brasil aula de população
Nilberte Correia
 
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
Unidade 3   7º ano - População do BrasilUnidade 3   7º ano - População do Brasil
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
Christie Freitas
 
Crescimento Populacional No Brasil e Mundo
Crescimento Populacional No Brasil e MundoCrescimento Populacional No Brasil e Mundo
Crescimento Populacional No Brasil e Mundo
Débora Sales
 
Crescimento Populacional No Mundo
Crescimento Populacional No MundoCrescimento Populacional No Mundo
Crescimento Populacional No Mundo
Débora Sales
 
População Brasileira..pptx
População Brasileira..pptxPopulação Brasileira..pptx
População Brasileira..pptx
SvioCarvalho10
 
Populacão brasileira - Rumo a estabilidade.ppt
Populacão brasileira - Rumo a estabilidade.pptPopulacão brasileira - Rumo a estabilidade.ppt
Populacão brasileira - Rumo a estabilidade.ppt
ANAPAULACARDOSODONAS1
 
Geografia cn2
Geografia cn2Geografia cn2
Geografia cn2
2marrow
 
CENSO 2000-2010
CENSO 2000-2010CENSO 2000-2010
CENSO 2000-2010
Eduardo Borges
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
amaroviana
 
Ransição demográfica e envelhecimento da população brasileira
Ransição demográfica e envelhecimento da população brasileiraRansição demográfica e envelhecimento da população brasileira
Ransição demográfica e envelhecimento da população brasileira
Atividades Diversas Cláudia
 
População
PopulaçãoPopulação
População
Isabelegeografia
 

Semelhante a População Brasileira (20)

População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
 
Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
Demografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibularDemografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibular
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia - População Brasileira
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia -  População Brasileira www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia -  População Brasileira
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Geografia - População Brasileira
 
Aula1.8a
Aula1.8aAula1.8a
Aula1.8a
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
Quem vive no brasil
Quem vive no brasilQuem vive no brasil
Quem vive no brasil
 
Quem vive no brasil aula de população
Quem vive no brasil aula de populaçãoQuem vive no brasil aula de população
Quem vive no brasil aula de população
 
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
Unidade 3   7º ano - População do BrasilUnidade 3   7º ano - População do Brasil
Unidade 3 7º ano - População do Brasil
 
Crescimento Populacional No Brasil e Mundo
Crescimento Populacional No Brasil e MundoCrescimento Populacional No Brasil e Mundo
Crescimento Populacional No Brasil e Mundo
 
Crescimento Populacional No Mundo
Crescimento Populacional No MundoCrescimento Populacional No Mundo
Crescimento Populacional No Mundo
 
População Brasileira..pptx
População Brasileira..pptxPopulação Brasileira..pptx
População Brasileira..pptx
 
Populacão brasileira - Rumo a estabilidade.ppt
Populacão brasileira - Rumo a estabilidade.pptPopulacão brasileira - Rumo a estabilidade.ppt
Populacão brasileira - Rumo a estabilidade.ppt
 
Geografia cn2
Geografia cn2Geografia cn2
Geografia cn2
 
CENSO 2000-2010
CENSO 2000-2010CENSO 2000-2010
CENSO 2000-2010
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
Ransição demográfica e envelhecimento da população brasileira
Ransição demográfica e envelhecimento da população brasileiraRansição demográfica e envelhecimento da população brasileira
Ransição demográfica e envelhecimento da população brasileira
 
População
PopulaçãoPopulação
População
 

Mais de Vanessa Silva

URBANIZAÇÃO E INDUSTRIALIZAÇÃO
URBANIZAÇÃO E INDUSTRIALIZAÇÃOURBANIZAÇÃO E INDUSTRIALIZAÇÃO
URBANIZAÇÃO E INDUSTRIALIZAÇÃO
Vanessa Silva
 
ATMOSFERA - TEMPO E CLIMA
ATMOSFERA - TEMPO E CLIMAATMOSFERA - TEMPO E CLIMA
ATMOSFERA - TEMPO E CLIMA
Vanessa Silva
 
Regionalização do território brasileiro
Regionalização do território brasileiroRegionalização do território brasileiro
Regionalização do território brasileiro
Vanessa Silva
 
Orientação - Pontos Cardeais e Bússola
Orientação - Pontos Cardeais e BússolaOrientação - Pontos Cardeais e Bússola
Orientação - Pontos Cardeais e Bússola
Vanessa Silva
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
Vanessa Silva
 
Elementos do mapa
Elementos do mapaElementos do mapa
Elementos do mapa
Vanessa Silva
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
Vanessa Silva
 

Mais de Vanessa Silva (7)

URBANIZAÇÃO E INDUSTRIALIZAÇÃO
URBANIZAÇÃO E INDUSTRIALIZAÇÃOURBANIZAÇÃO E INDUSTRIALIZAÇÃO
URBANIZAÇÃO E INDUSTRIALIZAÇÃO
 
ATMOSFERA - TEMPO E CLIMA
ATMOSFERA - TEMPO E CLIMAATMOSFERA - TEMPO E CLIMA
ATMOSFERA - TEMPO E CLIMA
 
Regionalização do território brasileiro
Regionalização do território brasileiroRegionalização do território brasileiro
Regionalização do território brasileiro
 
Orientação - Pontos Cardeais e Bússola
Orientação - Pontos Cardeais e BússolaOrientação - Pontos Cardeais e Bússola
Orientação - Pontos Cardeais e Bússola
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
 
Elementos do mapa
Elementos do mapaElementos do mapa
Elementos do mapa
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
 

Último

Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 

Último (20)

FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 

População Brasileira

  • 2. DEMOGRAFIA Demografia é uma área da ciência que estuda a as populações por meio de levantamento de dados.
  • 3. Graças a demografia sabemos que a população da Terra é de 7,8 bilhões de habitantes e pode chegar a 10 bilhões por volta do ano 2100.
  • 4. No Brasil, o levantamento demográfico é realizado pelo IBGE, por meio do Censo. Estudos sobre as populações
  • 5. CENSOOURECENSEAMENTO O censo ou recenseamento demográfico é uma pesquisa que colhe informações sobre a população de um país.
  • 7. Segundo os dados fornecidos pelo IBGE, a população total do Brasil é de aproximadamente...
  • 8. Estes dados são atualizados a cada 20 segundos no site do IBGE. Saiba qual é a projeção do total de habitantes agora clicando neste link https://www.ibge.gov.br/apps/populacao/projecao/ de pessoas...
  • 9. Por que dizemos que é aproximadamente o número total de habitantes? Porque todos os dias, morrem e nascem pessoas. este número nunca será exato!
  • 10. Para compreendermos melhor todas estas dinâmicas e processos populacionais, precisamos entender alguns conceitos demográficos.
  • 11. ANOTE AÍ Populaçãoabsoluta É a quantidade total de habitantes de um determinado local. Por exemplo, a população absoluta do Brasil é de mais de 211 milhões de habitantes. A população absoluta da China é de mais de um bilhão de habitantes!
  • 12. ANOTE AÍ Taxadenatalidade A taxa de natalidade refere-se ao cálculo que indica o número de nascidos vivos ao longo de um ano a cada mil habitantes. Nesse cálculo não é considerado o número de crianças que morreram após o nascimento ou que já nasceram mortas.
  • 13. Cálculodataxadenatalidade Por exemplo, se em um determinado lugar nasceram 1200 crianças e a população total é de 1.000.000 de habitantes, a taxa de natalidade será de 1,2‰. Isso quer dizer que a cada mil habitantes nasce cerca de uma criança por ano.
  • 14. ANOTE AÍ Taxademortalidade A taxa de mortalidade refere-se ao cálculo que indica o número de óbitos (mortes) ao longo de um ano a cada mil habitantes.
  • 15. Cálculodataxademortalidade Suponhamos que em um lugar haja 500.000 habitantes e morram por ano 1.000 pessoas, a taxa de mortalidade será de 2‰. Isso quer dizer que morrem nesse lugar 2 pessoas a cada mil habitantes em um ano.
  • 16. ANOTE AÍ Taxademortalidadeinfantil A taxa de mortalidade infantil refere-se ao número de crianças que morrem antes do primeiro ano de vida. Esse indicador é de enorme relevância para as análises sobre a população e sobre o desenvolvimento de um país, visto que atualmente, reduzir a mortalidade infantil é uma das principais metas governamentais para a infância em todos os países.
  • 17. Cálculodataxademortalidadeinfantil Se em um determinado local há 20 óbitos antes do primeiro ano de vida, e nascem no período de um ano 800 crianças, a taxa de mortalidade infantil é de 25‰. Isso quer dizer que 25 crianças morrem antes de completarem um ano de vida a cada 1000 crianças nascidas vivas.
  • 18. ANOTE AÍ Crescimentovegetativo O crescimento vegetativo ou crescimento natural refere-se à diferença entre a taxa de natalidade e a taxa de mortalidade ao longo de um ano. Subtraímos a taxa de mortalidade (mortes) da taxa de natalidade (nascimentos).
  • 19. Cálculodecrescimentovegetativoounatural Em uma determinada cidade a população é de 25000 habitantes. No período de um ano morreram (taxa de mortalidade) 2320 pessoas e nasceram (taxa de natalidade) 1784 pessoas: Número de nascimentos – Número de falecimentos = 536. Podemos afirmar que houve crescimento vegetativo, isso em virtude do número de nascimentos ser maior que o de falecimentos. Se fosse o contrário, ou seja, se o número de mortes fosse maior que o de nascimentos, diríamos que ocorreu um crescimento vegetativo negativo.
  • 20. Em 2010, a população absoluta do Brasil era de 190 milhões de habitantes. Em 2013, 200 milhões e atualmente é de mais de 211 milhões de pessoas, aproximadamente. Apesar dessa diferença, você sabia que a população do nosso país está aumentando em uma velocidade menor do que antes?
  • 21. Na década de 1960, o crescimento vegetativo ou natural no Brasil era de 3%. Nas décadas posteriores, o valor desse crescimento foi ficando menor, de modo que, em 2007, ele era de 1,2%, menos da metade de 50 anos antes. Entre os anos de 2012 e 2013, o índice de crescimento foi de apenas 0,9%, o que significa que essa taxa não para de cair.
  • 22. Importante! A população brasileira, por enquanto, não está ficando menor, apenas está crescendo em um ritmo mais lento.
  • 23. A população de um determinado local cresce de duas formas diferentes: com o número de nascimentos subtraído do número de mortes (crescimento vegetativo) e com o número de pessoas que entraram no país subtraído do número de pessoas que saíram do nosso território (saldo migratório).
  • 24. ANOTE AÍ Saldomigratório É a diferença entre o número de entradas e saídas por migração, internacional ou interna, para um determinado país ou região, num dado período de tempo.
  • 25. ANOTE AÍ Migração A migração é todo deslocamento de um local para outro, seja de saída ou entrada. Corresponde a entrada ou saída de pessoas de um país para outro, de uma região para a outra, de um estado para outro, de uma cidade para outra etc. A migração engloba a imigração e a emigração.
  • 26. ANOTE AÍ emigração Na imigração ocorre o movimento de entrada. É quando o indivíduo entra noutro país ou região diferente da sua. Por exemplo, se um boliviano vier morar no Brasil, ele é um imigrante, pois ele não é daqui, e fez um movimento de entrada em nosso país. imigração Na emigração o movimento é de saída. Quando um cidadão sai de seu local de origem para outro, ele está fazendo um movimento de emigração, logo, ele é um emigrante.
  • 27. Sabemos então que atualmente que a população brasileira não cresce tão rápido assim. Vamos ver alguns dos motivos, do por quê esse crescimento estar diminuindo? Será que sempre foi assim?
  • 28. Fonte: BGE. Sinopse do Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro, 2011. Observeestegráficosobreapopulaçãobrasileira Como você pode ver no gráfico de linha, a população brasileira passou a crescer de forma mais acelerada somente a partir do final do século XIX.
  • 29. Osmotivosdocrescimentovegetativoacelerado...  Grupos de imigrantes começaram a chegar no Brasil. Calcula-se que cerca de 4 milhões de imigrantes tenham entrado no território brasileiro neste período.  O aumento natural da população. A partir da década de 1940, houve declínio da taxa de mortalidade em nosso país, devido à expansão de serviços de saneamento básico (água encanada, esgoto) melhorando as condições sanitárias da população. Também houve melhoria nas condições médico-sanitárias, pois o surgimento de novos medicamentos e vacinas passaram a controlar de maneira eficaz doenças que até então provocavam muitas mortes.
  • 30. E agora? Por que este crescimento acelerado diminuiu? Lembre-se de que a população brasileira continua crescendo, afinal nascem pessoas todos os dias, mas já não tão rápido como antes. Por que?
  • 31. Osmotivosdaquedadocrescimentovegetativo...  As mulheres passaram a ter menos filhos. Na década de 1960, as mulheres tinham em média 6 filhos, hoje esse número caiu para cerca de 2 filhos.  As mulheres passaram a participar cada vez mais do mercado de trabalho. Antes grande parte das mulheres não trabalhavam fora.  Planejamento familiar. Hoje, com o uso de contraceptivos (pílulas anticoncepcionais e preservativos), as mulheres e casais optam se querem ou não ter filhos.
  • 33. Apopulaçãobrasileirafoiformadapor3gruposétnicos. Os indígenas, que já habitavam essas terras há milhares de anos. Os europeus, principalmente portugueses no início da colonização do território e depois com a chegada dos imigrantes (italianos, alemães, espanhóis). E os africanos, trazidos ao Brasil no período da colonização. Além destes grupos étnicos, temos também os japoneses e sírio-libaneses. E cada um destes povos deixou uma herança cultural que hoje está presente no nosso modo de vida!
  • 34. Os indígenas já habitavam o território brasileiro antes da chegada dos portugueses. Hoje, há aproximadamente 800 mil indígenas no Brasil. São 215 grupos indígenas diferentes que falam 170 línguas distintas. O grau de contato com a sociedade nacional varia: há indígenas que ainda vivem isolados, há aqueles que possuem contato através de intermediários e há indígenas integrados, que vivem e trabalham nas cidades e falam o português. Osindígenas Clique aqui https://youtu.be/cQkA5PDow2se saiba mais...
  • 35. Trazidos como escravos, os africanos até hoje vivem em desvantagem. Na maior parte dos casos, os afrodescendentes continuam a ocupar uma posição inferior na sociedade brasileira. O rendimento mensal dos pardos, em média, corresponde a apenas 80% do rendimento da população branca; o dos negros corresponde a 74%. A taxa de desemprego entre os negros é duas vezes maior que a da população branca. A média de anos de estudo entre a população branca é de 2,7%, ao passo que a dos pardos é de apenas 1,1%, e a dos negros de 0,9%. Osnegrosouafro-brasileiros Clique aqui https://youtu.be/fGUFwFYx46se saiba mais...
  • 36. Os brancos tem origem europeia. Durante a época colonial os portugueses se estabeleceram em nosso território. No período da união ibérica (união da coroa portuguesa e espanhola) chegaram os espanhóis. Entre 1630 – 1654, flamengos ou holandeses chegaram e ocuparam a região Nordeste. Nos séculos XVI e XVII, franceses, ingleses e italianos migraram para o Brasil. Os sírio-libaneses e, principalmente, os japoneses foram os imigrantes asiáticos com maior destaque no Brasil. Oseuropeuseasiáticos Clique aqui https://youtu.be/HfaeWT6qZl0e saiba mais sobre os portugueses...
  • 38. A pirâmide etária é a representação da estrutura etária (divisão por idade e sexo) de uma população por meio de gráfico.
  • 39. Nesse tipo de gráfico, cada uma das metades representa um sexo; a base representa o grupo jovem (até 19 anos); a área intermediária ou corpo representa o grupo adulto (entre 20 e 59 anos); e o topo ou ápice representa a população idosa (acima de 60 anos).
  • 40. BASEJovens até 19 anos. Taxa de natalidade CORPOAdultos entre 20 e 59 anos. População Economicamente Ativa ÁPICEIdosos a partir dos 60 anos Expectativa de vida
  • 41. Adaptado de: IBGE. Censos Demográficos 2000 e 2010. TrêspirâmidesetáriasdoBrasil O que mudou na pirâmide brasileira ao longo dos anos?
  • 42. No site do IBGE você consegue fazer a projeção da pirâmide etária brasileira para até o ano de 2060. Você também pode ver as pirâmides dos estados brasileiros e compará-las com a do Brasil. Acesse clicando neste link https://www.ibge.gov.br/apps/pop ulacao/projecao/
  • 44. Será que estas mais de 211 milhões de pessoas ocupam todas as áreas do território brasileiro? Onde tem mais população? Onde tem menos população? Para que seja possível compreender a distribuição da população brasileira, é essencial conhecermos o conceito de densidade demográfica ou densidade populacional.
  • 45. Densidade demográfica é um índice também conhecido como densidade populacional ou população relativa. Refere-se à distribuição de habitantes em um determinada área, ou seja, é a média resultante da divisão entre o número total de habitantes e a área ocupada.
  • 46. ANOTE AÍ Comocalcularadensidadedemográfica? A densidade demográfica é expressa em habitantes por quilômetro quadrado (hab/km²). Para alcançar a média, é necessário dividir a população absoluta (população total) pela extensão territorial do local em questão.
  • 47. Cálculodadensidadedemográfica Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2020, atualmente o Brasil tem uma população de 211,84 milhões habitantes em uma área de 8.510.295,914 km², resultando em uma densidade demográfica de 24.89 habitantes por quilômetro quadrado. A área territorial do Brasil foi atualizada em maio de 2020.
  • 48. Adaptado de: IBGE. Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro, 2012. p. 114. Apesar de o Brasil ser um país populoso, sua extensão continental faz com que seja pouco povoado. Podemos encontrar regiões brasileiras intensamente povoadas e outras pouco povoadas.
  • 49. A diferença entre populoso e povoado está exatamente na definição desses termos. Populoso é o conceito que se refere à população total (absoluta) de um determinado lugar, ou seja, ao número de habitantes. Povoado é o conceito usado para designar a densidade demográfica de um local, ou seja, o número de habitantes por quilômetro quadrado (km2).
  • 50. O país mais populoso é a China. Sua população chega a um total de 1.376.048.943 habitantes. Já o país menos populoso é o Vaticano, que possui uma população que não ultrapassa 1.000 habitantes. É importante dizer que nem todo país considerado populoso é também povoado.
  • 51. O Brasil, por exemplo, possui uma população absoluta elevada, mas em razão da sua extensão territorial e de uma população mal distribuída, ele é pouco povoado, apresentando uma densidade demográfica de 26,4 habitantes por km2. Veja que há áreas no Brasil que são pouco povoadas, ou seja, tem poucas pessoas vivendo nessas áreas. Não ocupamos todos os espaços do território.
  • 53. Créditosereferências Fonte das imagens: Bing. Autores Desconhecidos. Imagens licenciadas CC BY-AS FREEPIK. Pagina Inicial. Disponível em <https://br.freepik.com>. Acesso em 22 de junho de 2020. (Imagens coletadas para uso pedagógico sem fins comerciais) Referências para a criação dos textos: IBGE. Página Inicial. Disponível em https://ibge.gov.br NOVA ESCOLA. Planos de aula, cursos, conteúdos e formações. Página Inicial. Disponível em: <https://novaescola.org.br>. REDE OMNIA. Escola Kids: Educação pra crianças, conteúdo infantil de educação. Página Inicial. Disponível em: <https://escolakids.uol.com.br>.