SlideShare uma empresa Scribd logo
A pesquisa bibliográfica como procedimento de investigação Letícia Strehl Bibliotecária – Bib. Central UFRGS Doutoranda – PPGCOM UFRGS Em dia com a pesquisa – PPGCOM – 24/10/2008
Tópicos Uma definição para pesquisa bibliográfica A pesquisa bibliográfica e as fases e instâncias da investigação científica Recursos para realização de uma boa pesquisa bibliográfica Quais são as fontes de um trabalho científico? Recuperação da informação Bases de dados Formas de representação da informação Dicas de pesquisa
Levantamento de dados e a diversidade das fontes Toda pesquisa implica o levantamento de dados de variadas fontes, quaisquer que sejam os métodos ou técnicas empregadas. Os dois processos pelos quais se podem obter os dados são: documentação direta : levantamento de dados no próprio lugar onde os fenômenos ocorrem realizado por intermédio de pesquisas de campo e de laboratório; documentação indireta : utilização de dados coletados por outras pessoas obtidos por intermédio de pesquisa documental (fontes primárias) e pesquisa bibliográfica (fontes secundárias).  MARCONI, M. de  A.; LAKATOS, E.M. Metodologia do trabalho científico. 5.ed. rev. .ampl. São Paulo: Atlas, 2001. p. 43
Quais são as fontes de um trabalho científico? “Uma tese estuda um  objeto  por meio de determinados  instrumentos . Muitas vezes o objeto é um livro e os instrumentos, outros livros. É o caso de, suponhamos, uma tese sobre o pensamento econômico de Adam Smith, cujo  objeto  é constituído por livros  de  Adam Smith, enquanto os  instrumentos  são outros livros  sobre  Adam Smith.” Fontes primárias Fontes secundárias Eco, Umberto. Como se faz uma tese.  21.ed. São Paulo: Perspectiva, 2008. p. 35
O que é a pesquisa bibliográfica? A pesquisa bibliográfica ou de fontes secundárias “trata-se do levantamento de toda a bibliografia já publicada em forma de livros, revistas, publicações avulsas em imprensa escrita[, documentos eletrônicos] . Sua finalidade é colocar o pesquisador em contato direto com tudo aquilo que foi escrito sobre determinado assunto, com o objetivo de permitir ao cientista o reforço paralelo na análise de suas pesquisas ou manipulação de suas informações.”  MARCONI, M. de  A.; LAKATOS, E.M. Metodologia do trabalho científico. 5.ed. rev. ampl. São Paulo: Atlas, 2001. p. 43-44
A habilidade do pesquisador para realização da pesquisa bibliográfica “Organizar uma bibliografia significa buscar aquilo cuja existência ainda se ignora. O bom pesquisador é aquele que é capaz de entrar numa biblioteca [e/ou consultar uma base de dados] sem ter a mínima idéia sobre um tema e sair dali sabendo um pouco mais sobre ele.” Eco, Umberto. Como se faz uma tese.  21.ed. São Paulo: Perspectiva, 2008. p. 42
Os resultados obtidos por intermédio da pesquisa bibliográfica auxiliarão no desenvolvimento de todas as fases e instâncias da investigação empreendida
A pesquisa bibliográfica e as fases e instâncias da investigação LOPES, Maria Immacolata V. de.  Pesquisa em comunicação : formulação de um modelo metodológico. 4.ed. São Paulo: Loyola, 1999. p.134
Pirâmide de produção do conhecimento QUIVY, Raymond; VAN CAMPENHOUDT, Luc. Manual de investigacao em ciencias sociais.  3. ed.  Lisboa: Gradiva, c1995. Adaptação de Cinara Rosenfield
Pirâmide de produção do conhecimento  e a pesquisa bibliográfica: percepção pessoal Dados produzidos em campo, laboratório e documentos  Livros Livros e artigos com relatos de pesq. Pesquisa bibliogr. (cada qual com sua fonte)
Dicas para a fase anterior à pesquisa bibliográfica Creswell sugere a redação de um título resumido para o estudo. Tente completar a frase: “meu estudo é sobre...” a formulação de questões: “que perguntas devem ser respondidas no estudo proposto?” Além do título, Eco sugere a redação da introdução e do sumário: Essas partes serão reestruturadas inúmeras vezes no decorrer do trabalho. “Mas a reestruturação será mais bem feita se contar com um ponto de partida.” CRESWELL, John W.  Projeto de pesquisa : métodos qualitativo, quantitativo e misto. 2.ed. Port Alegre: Artmed, 2007. p. 43-44.  Eco, Umberto.  Como se faz uma tese .  21.ed. São Paulo: Perspectiva, 2008. p. 81
As etapas da pesquisa bibliográfica Identificação Do aspecto a ser pesquisado Do tipo de documento que se deseja conhecer Das bases de dados e bibliotecas que podem indexar estes materiais Realização da busca Formulação da estratégia de busca para cada fonte selecionada Análise dos resultados de busca Identificação das referências pertinentes Localização e acesso ao documento Fichamento
1 Identificação
1.1 Identificação do aspecto a ser pesquisado
1.1 Identificação do aspecto a ser pesquisado Abordagem teórica ou empírica do objeto de estudo; Método de pesquisa Técnica de pesquisa
1.2 Identificação do tipo de documento que se deseja conhecer
1.2 Identificação do tipo de documento que se deseja conhecer Livros Artigos de periódicos Trabalhos apresentados em eventos Teses e dissertações Sítios na Internet e blogs Etc
1.3 Onde pesquisar esses documentos?
1.3 Onde pesquisar esses documentos? -- Todos os tipos -- Catálogos e repositórios digitais das universidades UFRGS, PUCRS, USP, Harvard, etc. Google e Google acadêmico Sítios das próprias editoras
1.3 Onde pesquisar esses documentos? -- Livros-- Catálogos das bibliotecas nacionais Brasileira, do Congresso do EUA, francesa, britânica, etc. Google livros Sítios das livrarias
1.3 Onde pesquisar esses documentos? -- Artigos de periódicos-- Web of Science Scopus SciELO PortCom Outras bases de dados especializadas gratuitas ou disponibilizadas no Portal de Periódicos da CAPES
1.3 Onde pesquisar esses documentos? -- Teses e dissertações-- Bibliotecas e repositórios digitais das universidades Biblioteca de Teses e Dissertações do IBICT (congrega as informações de quase todas as universidades brasileiras que possuem seu próprio repositório)
1.3 Onde pesquisar esses documentos? -- Sítios na Internet e Blogs-- Favoritos socializados Delicious , Connotea  e CiteULike  Diretórios especializados
2 Realização da busca
2.1 Formulação da estratégia de busca para cada fonte selecionada
2.1 Formulação da estratégia de busca para cada fonte selecionada [Mesmo com as vantagens das bases de dados], “você ainda precisará desenvolver uma estratégia e adquir habilidade de busca para que, na medida do possível, consiga identificar apenas aqueles itens que estão diretamente relacionados ao assunto que lhe interessa, eliminando os milhares que não estão” BELL, J.  Projeto de pesquisa  : guia para pesquisadores iniciantes em educação, saúde e ciências sociais. Porto Alegre: Artmed, 2008.  p. 71
2.1 Desafios para formulação de boas estratégias de busca (1) Identificar palavras-chave representativas da forma como o assunto é tratado na literatura Geralmente, o orientador pode fornecer dicas importantes neste sentido, seja enumerando possíveis palavras-chave, seja indicando um conjunto de trabalhos significativos sobre o tema
2.1 Desafios para formulação de boas estratégias de busca (2) Conhecer as especificadades de cada base de dados Os documentos cobertos As regras específicas para construção de expressões de busca Símbolos usados para o operadores booleanos (“AND, E, +” “OR, OU, =“ etc) Regras de truncagem (* # ! etc) para substituição de caractéres e coisas do gênero. Ex.: WOM#N A forma como são indexados os assuntos
2.1 Sobre a forma como são indexados os registros O sistema utiliza um vocabulário controlado para indexar os assuntos na base de dados ou adota a terminologia utilizada pelos próprios autores?  Linguagem natural Vocabulário controlado
Coisas que você precisa pensar quando faz uma pesquisa em uma base de dados e não recupera qualquer registro? Pesquisei em uma base que não indexa os documentos da área... Utilizei termos que não são representativos do assunto que procuro... Utilizei termos conceitualmente representativos, mas seus sinônimos é que são adotados pela base de dados... Bom, somente depois de esgotadas todas estas possibilidades, pode-se COGITAR que ninguém tenha escrito algo sobre o tema – Neste caso: Fale com seu orientador!!!!!
Para além da busca por palavras-chave (1): a recuperação de documentos por citações Premissa: documentos tematicamente afins citam referências semelhantes Tenho um documento muito importante para o desenvolvimento de meu tema: Que trabalhos foram nele citados? Quem citou este trabalho? Bases de dados como a Web of Science, Scopus e Google Acadêmico respondem estas questões
Para além da busca por palavras-chave (2): a recuperação de documentos por usuários com interesses comuns Premissa: pessoas com interesses comuns apresentam comportamentos semelhantes de busca e uso da informação  Tenho um documento como favorito, quem mais o tem? Uso este marcador (antigas palavras-chave) para organizar meu “acervo” quem mais o usa? Ferramentar de socialização de favoritos como Delicious , Connotea, CiteULike etc. respondem estas questões
Para além da busca por palavras-chave (3) e, neste caso, para além do computador Premissa: documentos tematicamente afins estão proximamente localizados nas estantes das bibliotecas “Dirija-se às estantes, examine os títulos dos livros na área que você está pesquisando e em torno dela. (...) Examine os índices. Os títulos dos livros as vezes podem ser enganosos, mas os sumários darão um boa idéia do que realmente tratam os livros e da linguagem utilizada.”  BELL, J.  Projeto de pesquisa  : guia para pesquisadores iniciantes em educação, saúde e ciências sociais. Porto Alegre: Artmed, 2008.  p. 71-72
Sempre desconfie dos resultados de suas buscas, refaça-as inúmeras vezes com estratégias alternativas. As bases de dados não são tão espertas como imaginamos Distinção entre singular e plural Confusão entre homônimos
Recursos para manter os resultados de sua pesquisa bibliográfica atualizada Algumas bases de dados disponibilizam alertas: Novos documentos que satisfazem aos parâmetros de uma dada expressão de busca (WoS e Scopus, por exemplo) Documentos recém publicados que também citam um trabalho por nós considerado importante Algumas editoras disponibilizam alertas com os sumários dos fascículos recém publicados
Localização e acesso ao documento
Documentos disponíveis eletronicamente Documentos Gratuitos Muitos documentos importantes são publicados seguindo a filosofia do livre acesso Alguns autores e instituições disponibilizam a versão integral de seus textos, mesmo nos casos de publicações editadas comercialmente Documentos editados comercialmente Portal CAPES Periódicos texto integral Bases de dados de texto integral Periódicos e livros assinados pela BC-UFRGS E-mail para o autor
Documentos impressos Acervos das bibliotecas geograficamente acessíveis E também geograficamente inacessíves Empréstimo entre bibliotecas COMUT
CUIDADO!!!!!! Muitos documentos imprescindíveis para uma pesquisa não estão disponíveis eletronicamente, não limite-se apenas a ler aquilo que está mais facilmente acessível. Dependendo da área, você deixará de conhecer uma literatura importante. Evite o máximo citação de citação “não só por honestidade, mas também por prudência.”  Eco, Umberto. Como se faz uma tese.  21.ed. São Paulo: Perspectiva, 2008. p. 74
3 Fichamento
Dicas de fichamento “ Assim que começamos as leituras devemos começar a registrar” “ Conforme o andamento da leitura, anote as questões que lhe pareçam importantes e destaque-as. Esteja alerta para os temas recorrentes, categorias e palavras-chave, que se tornarão cada vez mais importantes na busca pela estrutura ou esqueleto da própria pesquisa.” “ Sempre deixe bem claro, em suas anotações, qual é a citação e qual é sua paráfrase (...)” – [Asssim você evitará incorrer em plágio]  “ quando você tiver estabelecido uma rotina, o registro das informações torna-se (ou deve tornar-se) automático.”  BELL, J.  Projeto de pesquisa  : guia para pesquisadores iniciantes em educação, saúde e ciências sociais. Porto Alegre: Artmed, 2008.  p. 58 e 67
Programas de computador para auxiliar no fichamento EndNote, ProCite e Reference Manager estão entre os mais conhecidos programas de computador que facilitam a coleta, o armazenamento e a recuperação das referências e fichas compiladas para realização de um projeto Temos acesso na UFRGS ao EndNote Web por intermédio do Portal da CAPES
Como acessar de casa os recursos que tenho na UFRGS? http://www.biblioteca.ufrgs.br/capes.htm
Obrigada! [email_address]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Metodologia - Aula 1 (A pesquisa científica)
Metodologia - Aula 1 (A pesquisa científica)Metodologia - Aula 1 (A pesquisa científica)
Metodologia - Aula 1 (A pesquisa científica)
Nicolau Chaud
 
Pesquisa De Campo
Pesquisa De CampoPesquisa De Campo
Pesquisa De Campo
Prof. Francesco Torres
 
Tipos de pesquisa
Tipos de pesquisaTipos de pesquisa
Tipos de pesquisa
lilianpinheiro2015
 
Metodos e tecnicas de pesquisa
Metodos e tecnicas de pesquisaMetodos e tecnicas de pesquisa
Metodos e tecnicas de pesquisa
Marcos Aurélio R. Igreja
 
Metodologia Científica - Tipos de Pesquisa
Metodologia Científica - Tipos de PesquisaMetodologia Científica - Tipos de Pesquisa
Metodologia Científica - Tipos de Pesquisa
Karlandrade26
 
Revisão Sistemática da Literatura
Revisão Sistemática da LiteraturaRevisão Sistemática da Literatura
Revisão Sistemática da Literatura
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Pesquisa Qualitativa
Pesquisa QualitativaPesquisa Qualitativa
Pesquisa Qualitativa
Raylon Gabriel
 
Apresentação metodologia da pesquisa
Apresentação   metodologia da pesquisaApresentação   metodologia da pesquisa
Apresentação metodologia da pesquisa
Faculdade Metropolitanas Unidas - FMU
 
19 elaboração da metodologia
19 elaboração da metodologia19 elaboração da metodologia
19 elaboração da metodologia
Joao Balbi
 
Aula 1 metodologia científica
Aula 1   metodologia científicaAula 1   metodologia científica
Aula 1 metodologia científica
Ludmila Moura
 
Pesquisa Científica
Pesquisa CientíficaPesquisa Científica
Pesquisa Científica
sheilamayrink
 
Revisão bibliográfica
Revisão bibliográficaRevisão bibliográfica
Projeto de pesquisa exemplo
Projeto de pesquisa   exemploProjeto de pesquisa   exemplo
Projeto de pesquisa exemplo
Felipe Pereira
 
Metodologia e Regras de Apresentação de Trabalhos Científicos
Metodologia e Regras de Apresentação de Trabalhos CientíficosMetodologia e Regras de Apresentação de Trabalhos Científicos
Metodologia e Regras de Apresentação de Trabalhos Científicos
Hamilton Nobrega
 
Apresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científicoApresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científico
Larissa Almada
 
Aula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tccAula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tcc
Cursos Profissionalizantes
 
Elaboração de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2015)
Elaboração de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2015)Elaboração de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2015)
Elaboração de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2015)
Biblioteca FEAUSP
 
Métodos e Técnicas de Pesquisa: O Estudo de Caso
Métodos e Técnicas de Pesquisa: O Estudo de CasoMétodos e Técnicas de Pesquisa: O Estudo de Caso
Métodos e Técnicas de Pesquisa: O Estudo de Caso
João Uchôa
 
Pesquisa qualitativa
Pesquisa qualitativaPesquisa qualitativa
Pesquisa qualitativa
Miryam Mastrella
 
Ética em pesquisa científica e boas práticas
Ética em pesquisa científica e boas práticasÉtica em pesquisa científica e boas práticas
Ética em pesquisa científica e boas práticas
Juliana Lima
 

Mais procurados (20)

Metodologia - Aula 1 (A pesquisa científica)
Metodologia - Aula 1 (A pesquisa científica)Metodologia - Aula 1 (A pesquisa científica)
Metodologia - Aula 1 (A pesquisa científica)
 
Pesquisa De Campo
Pesquisa De CampoPesquisa De Campo
Pesquisa De Campo
 
Tipos de pesquisa
Tipos de pesquisaTipos de pesquisa
Tipos de pesquisa
 
Metodos e tecnicas de pesquisa
Metodos e tecnicas de pesquisaMetodos e tecnicas de pesquisa
Metodos e tecnicas de pesquisa
 
Metodologia Científica - Tipos de Pesquisa
Metodologia Científica - Tipos de PesquisaMetodologia Científica - Tipos de Pesquisa
Metodologia Científica - Tipos de Pesquisa
 
Revisão Sistemática da Literatura
Revisão Sistemática da LiteraturaRevisão Sistemática da Literatura
Revisão Sistemática da Literatura
 
Pesquisa Qualitativa
Pesquisa QualitativaPesquisa Qualitativa
Pesquisa Qualitativa
 
Apresentação metodologia da pesquisa
Apresentação   metodologia da pesquisaApresentação   metodologia da pesquisa
Apresentação metodologia da pesquisa
 
19 elaboração da metodologia
19 elaboração da metodologia19 elaboração da metodologia
19 elaboração da metodologia
 
Aula 1 metodologia científica
Aula 1   metodologia científicaAula 1   metodologia científica
Aula 1 metodologia científica
 
Pesquisa Científica
Pesquisa CientíficaPesquisa Científica
Pesquisa Científica
 
Revisão bibliográfica
Revisão bibliográficaRevisão bibliográfica
Revisão bibliográfica
 
Projeto de pesquisa exemplo
Projeto de pesquisa   exemploProjeto de pesquisa   exemplo
Projeto de pesquisa exemplo
 
Metodologia e Regras de Apresentação de Trabalhos Científicos
Metodologia e Regras de Apresentação de Trabalhos CientíficosMetodologia e Regras de Apresentação de Trabalhos Científicos
Metodologia e Regras de Apresentação de Trabalhos Científicos
 
Apresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científicoApresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científico
 
Aula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tccAula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tcc
 
Elaboração de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2015)
Elaboração de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2015)Elaboração de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2015)
Elaboração de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2015)
 
Métodos e Técnicas de Pesquisa: O Estudo de Caso
Métodos e Técnicas de Pesquisa: O Estudo de CasoMétodos e Técnicas de Pesquisa: O Estudo de Caso
Métodos e Técnicas de Pesquisa: O Estudo de Caso
 
Pesquisa qualitativa
Pesquisa qualitativaPesquisa qualitativa
Pesquisa qualitativa
 
Ética em pesquisa científica e boas práticas
Ética em pesquisa científica e boas práticasÉtica em pesquisa científica e boas práticas
Ética em pesquisa científica e boas práticas
 

Semelhante a Pesquisa Bibliografica

Pesquisa bibliografica: Engenharia
Pesquisa bibliografica: EngenhariaPesquisa bibliografica: Engenharia
Pesquisa bibliografica: Engenharia
Leticia Strehl
 
Como começa a pesquisa de um artigo científico
Como começa a pesquisa de um artigo científicoComo começa a pesquisa de um artigo científico
Como começa a pesquisa de um artigo científico
USP e Plexus
 
Métodos e técnicas de Pesquisa
Métodos e técnicas de PesquisaMétodos e técnicas de Pesquisa
Métodos e técnicas de Pesquisa
MBA em Marketing Digital e Gestão de Projetos Web
 
Fontes de informação na produção cientifica - Prof. Ma. Diana Vilas Boas Sout...
Fontes de informação na produção cientifica - Prof. Ma. Diana Vilas Boas Sout...Fontes de informação na produção cientifica - Prof. Ma. Diana Vilas Boas Sout...
Fontes de informação na produção cientifica - Prof. Ma. Diana Vilas Boas Sout...
Competências Digitais para Agricultura Familiar
 
A pesquisa na base de dados ERIC
A pesquisa na base de dados ERICA pesquisa na base de dados ERIC
A pesquisa na base de dados ERIC
Bibliotecas da Universidade de Aveiro
 
Web of Science Thomson
Web of Science ThomsonWeb of Science Thomson
Web of Science Thomson
Leticia Strehl
 
va_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.ppt
va_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.pptva_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.ppt
va_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.ppt
Allas Jony da Silva Oliveira
 
va_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.ppt
va_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.pptva_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.ppt
va_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.ppt
Ademar Trindade
 
Aula fontes de informação
Aula  fontes de informaçãoAula  fontes de informação
Aula fontes de informação
Sistema de Bibliotecas da UEL
 
Elaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisaElaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisa
popi97
 
Aula6
Aula6Aula6
Unidade 4
Unidade 4Unidade 4
Unidade 4
Marcelo Gomes
 
Procedimento Bibliográfico e Documental
Procedimento Bibliográfico e DocumentalProcedimento Bibliográfico e Documental
Procedimento Bibliográfico e Documental
H. Henrique Coelho Bucar
 
COMO FAZER UMA PESQUISA BIBLIOGRFICA SLIDES UFRB
COMO FAZER UMA PESQUISA BIBLIOGRFICA SLIDES UFRBCOMO FAZER UMA PESQUISA BIBLIOGRFICA SLIDES UFRB
COMO FAZER UMA PESQUISA BIBLIOGRFICA SLIDES UFRB
ICARORIBEIROCAZUMBAS
 
Acesso `a informação - estratégias
Acesso `a informação - estratégiasAcesso `a informação - estratégias
Acesso `a informação - estratégias
Kelley Cristine Gasque
 
Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013
Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013
Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013
Carla Regina Mota Alonso Diéguez
 
Localiza literatura
Localiza literaturaLocaliza literatura
Localiza literatura
Eliane Maciel
 
Normas de vancouver
Normas de vancouverNormas de vancouver
Normas de vancouver
Victor Pessoa
 
2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf
2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf
2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf
SORAYAPEDROSA1
 
Pesquisa acadêmica - Drops PET FALE UFAL
Pesquisa acadêmica - Drops PET FALE UFALPesquisa acadêmica - Drops PET FALE UFAL
Pesquisa acadêmica - Drops PET FALE UFAL
Gonzalo Abio
 

Semelhante a Pesquisa Bibliografica (20)

Pesquisa bibliografica: Engenharia
Pesquisa bibliografica: EngenhariaPesquisa bibliografica: Engenharia
Pesquisa bibliografica: Engenharia
 
Como começa a pesquisa de um artigo científico
Como começa a pesquisa de um artigo científicoComo começa a pesquisa de um artigo científico
Como começa a pesquisa de um artigo científico
 
Métodos e técnicas de Pesquisa
Métodos e técnicas de PesquisaMétodos e técnicas de Pesquisa
Métodos e técnicas de Pesquisa
 
Fontes de informação na produção cientifica - Prof. Ma. Diana Vilas Boas Sout...
Fontes de informação na produção cientifica - Prof. Ma. Diana Vilas Boas Sout...Fontes de informação na produção cientifica - Prof. Ma. Diana Vilas Boas Sout...
Fontes de informação na produção cientifica - Prof. Ma. Diana Vilas Boas Sout...
 
A pesquisa na base de dados ERIC
A pesquisa na base de dados ERICA pesquisa na base de dados ERIC
A pesquisa na base de dados ERIC
 
Web of Science Thomson
Web of Science ThomsonWeb of Science Thomson
Web of Science Thomson
 
va_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.ppt
va_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.pptva_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.ppt
va_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.ppt
 
va_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.ppt
va_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.pptva_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.ppt
va_Arte_Pesquisar_II_Estratégia_busca_fontes_informação_2019.ppt
 
Aula fontes de informação
Aula  fontes de informaçãoAula  fontes de informação
Aula fontes de informação
 
Elaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisaElaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisa
 
Aula6
Aula6Aula6
Aula6
 
Unidade 4
Unidade 4Unidade 4
Unidade 4
 
Procedimento Bibliográfico e Documental
Procedimento Bibliográfico e DocumentalProcedimento Bibliográfico e Documental
Procedimento Bibliográfico e Documental
 
COMO FAZER UMA PESQUISA BIBLIOGRFICA SLIDES UFRB
COMO FAZER UMA PESQUISA BIBLIOGRFICA SLIDES UFRBCOMO FAZER UMA PESQUISA BIBLIOGRFICA SLIDES UFRB
COMO FAZER UMA PESQUISA BIBLIOGRFICA SLIDES UFRB
 
Acesso `a informação - estratégias
Acesso `a informação - estratégiasAcesso `a informação - estratégias
Acesso `a informação - estratégias
 
Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013
Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013
Plano de ensino introdução ao conhecimento científico 2013
 
Localiza literatura
Localiza literaturaLocaliza literatura
Localiza literatura
 
Normas de vancouver
Normas de vancouverNormas de vancouver
Normas de vancouver
 
2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf
2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf
2336-Texto do Artigo-8432-1-10-20210308 (1).pdf
 
Pesquisa acadêmica - Drops PET FALE UFAL
Pesquisa acadêmica - Drops PET FALE UFALPesquisa acadêmica - Drops PET FALE UFAL
Pesquisa acadêmica - Drops PET FALE UFAL
 

Mais de Leticia Strehl

O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
Leticia Strehl
 
Do Lume ao Super 8: a contribuição das bibliotecas para a cultura e a infraes...
Do Lume ao Super 8: a contribuição das bibliotecas para a cultura e a infraes...Do Lume ao Super 8: a contribuição das bibliotecas para a cultura e a infraes...
Do Lume ao Super 8: a contribuição das bibliotecas para a cultura e a infraes...
Leticia Strehl
 
A gestão do conhecimento para a construção de saberes em um mega sistema de b...
A gestão do conhecimento para a construção de saberes em um mega sistema de b...A gestão do conhecimento para a construção de saberes em um mega sistema de b...
A gestão do conhecimento para a construção de saberes em um mega sistema de b...
Leticia Strehl
 
O uso de e-books em uma grande comunidade universitária: hábitos de leitura, ...
O uso de e-books em uma grande comunidade universitária: hábitos de leitura, ...O uso de e-books em uma grande comunidade universitária: hábitos de leitura, ...
O uso de e-books em uma grande comunidade universitária: hábitos de leitura, ...
Leticia Strehl
 
Fólio: o futuro das bibliotecas é aberto: uma visão pessoal
Fólio: o futuro das bibliotecas é aberto: uma visão pessoalFólio: o futuro das bibliotecas é aberto: uma visão pessoal
Fólio: o futuro das bibliotecas é aberto: uma visão pessoal
Leticia Strehl
 
Futuro da Publicação científica
Futuro da Publicação científicaFuturo da Publicação científica
Futuro da Publicação científica
Leticia Strehl
 
IIMPOSTURAS INTELECTUAIS : resumo das principais discussões
IIMPOSTURAS INTELECTUAIS : resumo das principais discussõesIIMPOSTURAS INTELECTUAIS : resumo das principais discussões
IIMPOSTURAS INTELECTUAIS : resumo das principais discussões
Leticia Strehl
 
TEORIA DAS MÚLTIPLAS INTELIGÊNCIAS DE HOWARD GARDNER: BREVE RESENHA E REFLEXÕ...
TEORIA DAS MÚLTIPLAS INTELIGÊNCIAS DE HOWARD GARDNER: BREVE RESENHA E REFLEXÕ...TEORIA DAS MÚLTIPLAS INTELIGÊNCIAS DE HOWARD GARDNER: BREVE RESENHA E REFLEXÕ...
TEORIA DAS MÚLTIPLAS INTELIGÊNCIAS DE HOWARD GARDNER: BREVE RESENHA E REFLEXÕ...
Leticia Strehl
 
Produzir, comunicar e ser lido: bases de dados e rankings
Produzir, comunicar e ser lido:bases de dados e rankingsProduzir, comunicar e ser lido:bases de dados e rankings
Produzir, comunicar e ser lido: bases de dados e rankings
Leticia Strehl
 
Impasses da divulgação científica: publicar ou perecer
Impasses da divulgação científica: publicar ou perecerImpasses da divulgação científica: publicar ou perecer
Impasses da divulgação científica: publicar ou perecer
Leticia Strehl
 
Perfis de autor: visibilidade e avaliação da produção científica individual
Perfis de autor: visibilidade e avaliação da produção científica individualPerfis de autor: visibilidade e avaliação da produção científica individual
Perfis de autor: visibilidade e avaliação da produção científica individual
Leticia Strehl
 
Editorias e metrias alternativas: alguns desafios da publicação de contribuiç...
Editorias e metrias alternativas: alguns desafios da publicação de contribuiç...Editorias e metrias alternativas: alguns desafios da publicação de contribuiç...
Editorias e metrias alternativas: alguns desafios da publicação de contribuiç...
Leticia Strehl
 
Qualidade, recuperação, visibilidade e acesso à informação científica: concei...
Qualidade, recuperação, visibilidade e acesso à informação científica: concei...Qualidade, recuperação, visibilidade e acesso à informação científica: concei...
Qualidade, recuperação, visibilidade e acesso à informação científica: concei...
Leticia Strehl
 
Curso de cienciometria. Aula 3, Os indicadores cienciométricos
Curso de cienciometria. Aula 3, Os indicadores cienciométricosCurso de cienciometria. Aula 3, Os indicadores cienciométricos
Curso de cienciometria. Aula 3, Os indicadores cienciométricos
Leticia Strehl
 
Curso de cienciometria. Aula 2, As bases de dados e a cienciometria
Curso de cienciometria. Aula 2, As bases de dados e a cienciometriaCurso de cienciometria. Aula 2, As bases de dados e a cienciometria
Curso de cienciometria. Aula 2, As bases de dados e a cienciometria
Leticia Strehl
 
Curso de Cienciometria. Aula 1, Os conceitos das metrias e os contextos da co...
Curso de Cienciometria. Aula 1, Os conceitos das metrias e os contextos da co...Curso de Cienciometria. Aula 1, Os conceitos das metrias e os contextos da co...
Curso de Cienciometria. Aula 1, Os conceitos das metrias e os contextos da co...
Leticia Strehl
 
Recuperação e visibilidade da produção científica: ferramentas e indicadores
Recuperação e visibilidade da produção científica: ferramentas e indicadoresRecuperação e visibilidade da produção científica: ferramentas e indicadores
Recuperação e visibilidade da produção científica: ferramentas e indicadores
Leticia Strehl
 
Funções e disfunções das bases de dados em levantamentos bibliométricos (atua...
Funções e disfunções das bases de dados em levantamentos bibliométricos (atua...Funções e disfunções das bases de dados em levantamentos bibliométricos (atua...
Funções e disfunções das bases de dados em levantamentos bibliométricos (atua...
Leticia Strehl
 
Recuperação, visibilidade e qualidade da informação científica: conceitos, fe...
Recuperação, visibilidade e qualidade da informação científica: conceitos, fe...Recuperação, visibilidade e qualidade da informação científica: conceitos, fe...
Recuperação, visibilidade e qualidade da informação científica: conceitos, fe...
Leticia Strehl
 
Indicadores de produção e impacto da produção científica
Indicadores de produção e impacto da produção científicaIndicadores de produção e impacto da produção científica
Indicadores de produção e impacto da produção científica
Leticia Strehl
 

Mais de Leticia Strehl (20)

O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
 
Do Lume ao Super 8: a contribuição das bibliotecas para a cultura e a infraes...
Do Lume ao Super 8: a contribuição das bibliotecas para a cultura e a infraes...Do Lume ao Super 8: a contribuição das bibliotecas para a cultura e a infraes...
Do Lume ao Super 8: a contribuição das bibliotecas para a cultura e a infraes...
 
A gestão do conhecimento para a construção de saberes em um mega sistema de b...
A gestão do conhecimento para a construção de saberes em um mega sistema de b...A gestão do conhecimento para a construção de saberes em um mega sistema de b...
A gestão do conhecimento para a construção de saberes em um mega sistema de b...
 
O uso de e-books em uma grande comunidade universitária: hábitos de leitura, ...
O uso de e-books em uma grande comunidade universitária: hábitos de leitura, ...O uso de e-books em uma grande comunidade universitária: hábitos de leitura, ...
O uso de e-books em uma grande comunidade universitária: hábitos de leitura, ...
 
Fólio: o futuro das bibliotecas é aberto: uma visão pessoal
Fólio: o futuro das bibliotecas é aberto: uma visão pessoalFólio: o futuro das bibliotecas é aberto: uma visão pessoal
Fólio: o futuro das bibliotecas é aberto: uma visão pessoal
 
Futuro da Publicação científica
Futuro da Publicação científicaFuturo da Publicação científica
Futuro da Publicação científica
 
IIMPOSTURAS INTELECTUAIS : resumo das principais discussões
IIMPOSTURAS INTELECTUAIS : resumo das principais discussõesIIMPOSTURAS INTELECTUAIS : resumo das principais discussões
IIMPOSTURAS INTELECTUAIS : resumo das principais discussões
 
TEORIA DAS MÚLTIPLAS INTELIGÊNCIAS DE HOWARD GARDNER: BREVE RESENHA E REFLEXÕ...
TEORIA DAS MÚLTIPLAS INTELIGÊNCIAS DE HOWARD GARDNER: BREVE RESENHA E REFLEXÕ...TEORIA DAS MÚLTIPLAS INTELIGÊNCIAS DE HOWARD GARDNER: BREVE RESENHA E REFLEXÕ...
TEORIA DAS MÚLTIPLAS INTELIGÊNCIAS DE HOWARD GARDNER: BREVE RESENHA E REFLEXÕ...
 
Produzir, comunicar e ser lido: bases de dados e rankings
Produzir, comunicar e ser lido:bases de dados e rankingsProduzir, comunicar e ser lido:bases de dados e rankings
Produzir, comunicar e ser lido: bases de dados e rankings
 
Impasses da divulgação científica: publicar ou perecer
Impasses da divulgação científica: publicar ou perecerImpasses da divulgação científica: publicar ou perecer
Impasses da divulgação científica: publicar ou perecer
 
Perfis de autor: visibilidade e avaliação da produção científica individual
Perfis de autor: visibilidade e avaliação da produção científica individualPerfis de autor: visibilidade e avaliação da produção científica individual
Perfis de autor: visibilidade e avaliação da produção científica individual
 
Editorias e metrias alternativas: alguns desafios da publicação de contribuiç...
Editorias e metrias alternativas: alguns desafios da publicação de contribuiç...Editorias e metrias alternativas: alguns desafios da publicação de contribuiç...
Editorias e metrias alternativas: alguns desafios da publicação de contribuiç...
 
Qualidade, recuperação, visibilidade e acesso à informação científica: concei...
Qualidade, recuperação, visibilidade e acesso à informação científica: concei...Qualidade, recuperação, visibilidade e acesso à informação científica: concei...
Qualidade, recuperação, visibilidade e acesso à informação científica: concei...
 
Curso de cienciometria. Aula 3, Os indicadores cienciométricos
Curso de cienciometria. Aula 3, Os indicadores cienciométricosCurso de cienciometria. Aula 3, Os indicadores cienciométricos
Curso de cienciometria. Aula 3, Os indicadores cienciométricos
 
Curso de cienciometria. Aula 2, As bases de dados e a cienciometria
Curso de cienciometria. Aula 2, As bases de dados e a cienciometriaCurso de cienciometria. Aula 2, As bases de dados e a cienciometria
Curso de cienciometria. Aula 2, As bases de dados e a cienciometria
 
Curso de Cienciometria. Aula 1, Os conceitos das metrias e os contextos da co...
Curso de Cienciometria. Aula 1, Os conceitos das metrias e os contextos da co...Curso de Cienciometria. Aula 1, Os conceitos das metrias e os contextos da co...
Curso de Cienciometria. Aula 1, Os conceitos das metrias e os contextos da co...
 
Recuperação e visibilidade da produção científica: ferramentas e indicadores
Recuperação e visibilidade da produção científica: ferramentas e indicadoresRecuperação e visibilidade da produção científica: ferramentas e indicadores
Recuperação e visibilidade da produção científica: ferramentas e indicadores
 
Funções e disfunções das bases de dados em levantamentos bibliométricos (atua...
Funções e disfunções das bases de dados em levantamentos bibliométricos (atua...Funções e disfunções das bases de dados em levantamentos bibliométricos (atua...
Funções e disfunções das bases de dados em levantamentos bibliométricos (atua...
 
Recuperação, visibilidade e qualidade da informação científica: conceitos, fe...
Recuperação, visibilidade e qualidade da informação científica: conceitos, fe...Recuperação, visibilidade e qualidade da informação científica: conceitos, fe...
Recuperação, visibilidade e qualidade da informação científica: conceitos, fe...
 
Indicadores de produção e impacto da produção científica
Indicadores de produção e impacto da produção científicaIndicadores de produção e impacto da produção científica
Indicadores de produção e impacto da produção científica
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 

Pesquisa Bibliografica

  • 1. A pesquisa bibliográfica como procedimento de investigação Letícia Strehl Bibliotecária – Bib. Central UFRGS Doutoranda – PPGCOM UFRGS Em dia com a pesquisa – PPGCOM – 24/10/2008
  • 2. Tópicos Uma definição para pesquisa bibliográfica A pesquisa bibliográfica e as fases e instâncias da investigação científica Recursos para realização de uma boa pesquisa bibliográfica Quais são as fontes de um trabalho científico? Recuperação da informação Bases de dados Formas de representação da informação Dicas de pesquisa
  • 3. Levantamento de dados e a diversidade das fontes Toda pesquisa implica o levantamento de dados de variadas fontes, quaisquer que sejam os métodos ou técnicas empregadas. Os dois processos pelos quais se podem obter os dados são: documentação direta : levantamento de dados no próprio lugar onde os fenômenos ocorrem realizado por intermédio de pesquisas de campo e de laboratório; documentação indireta : utilização de dados coletados por outras pessoas obtidos por intermédio de pesquisa documental (fontes primárias) e pesquisa bibliográfica (fontes secundárias). MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E.M. Metodologia do trabalho científico. 5.ed. rev. .ampl. São Paulo: Atlas, 2001. p. 43
  • 4. Quais são as fontes de um trabalho científico? “Uma tese estuda um objeto por meio de determinados instrumentos . Muitas vezes o objeto é um livro e os instrumentos, outros livros. É o caso de, suponhamos, uma tese sobre o pensamento econômico de Adam Smith, cujo objeto é constituído por livros de Adam Smith, enquanto os instrumentos são outros livros sobre Adam Smith.” Fontes primárias Fontes secundárias Eco, Umberto. Como se faz uma tese.  21.ed. São Paulo: Perspectiva, 2008. p. 35
  • 5. O que é a pesquisa bibliográfica? A pesquisa bibliográfica ou de fontes secundárias “trata-se do levantamento de toda a bibliografia já publicada em forma de livros, revistas, publicações avulsas em imprensa escrita[, documentos eletrônicos] . Sua finalidade é colocar o pesquisador em contato direto com tudo aquilo que foi escrito sobre determinado assunto, com o objetivo de permitir ao cientista o reforço paralelo na análise de suas pesquisas ou manipulação de suas informações.” MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E.M. Metodologia do trabalho científico. 5.ed. rev. ampl. São Paulo: Atlas, 2001. p. 43-44
  • 6. A habilidade do pesquisador para realização da pesquisa bibliográfica “Organizar uma bibliografia significa buscar aquilo cuja existência ainda se ignora. O bom pesquisador é aquele que é capaz de entrar numa biblioteca [e/ou consultar uma base de dados] sem ter a mínima idéia sobre um tema e sair dali sabendo um pouco mais sobre ele.” Eco, Umberto. Como se faz uma tese.  21.ed. São Paulo: Perspectiva, 2008. p. 42
  • 7. Os resultados obtidos por intermédio da pesquisa bibliográfica auxiliarão no desenvolvimento de todas as fases e instâncias da investigação empreendida
  • 8. A pesquisa bibliográfica e as fases e instâncias da investigação LOPES, Maria Immacolata V. de. Pesquisa em comunicação : formulação de um modelo metodológico. 4.ed. São Paulo: Loyola, 1999. p.134
  • 9. Pirâmide de produção do conhecimento QUIVY, Raymond; VAN CAMPENHOUDT, Luc. Manual de investigacao em ciencias sociais. 3. ed. Lisboa: Gradiva, c1995. Adaptação de Cinara Rosenfield
  • 10. Pirâmide de produção do conhecimento e a pesquisa bibliográfica: percepção pessoal Dados produzidos em campo, laboratório e documentos Livros Livros e artigos com relatos de pesq. Pesquisa bibliogr. (cada qual com sua fonte)
  • 11. Dicas para a fase anterior à pesquisa bibliográfica Creswell sugere a redação de um título resumido para o estudo. Tente completar a frase: “meu estudo é sobre...” a formulação de questões: “que perguntas devem ser respondidas no estudo proposto?” Além do título, Eco sugere a redação da introdução e do sumário: Essas partes serão reestruturadas inúmeras vezes no decorrer do trabalho. “Mas a reestruturação será mais bem feita se contar com um ponto de partida.” CRESWELL, John W. Projeto de pesquisa : métodos qualitativo, quantitativo e misto. 2.ed. Port Alegre: Artmed, 2007. p. 43-44. Eco, Umberto. Como se faz uma tese .  21.ed. São Paulo: Perspectiva, 2008. p. 81
  • 12. As etapas da pesquisa bibliográfica Identificação Do aspecto a ser pesquisado Do tipo de documento que se deseja conhecer Das bases de dados e bibliotecas que podem indexar estes materiais Realização da busca Formulação da estratégia de busca para cada fonte selecionada Análise dos resultados de busca Identificação das referências pertinentes Localização e acesso ao documento Fichamento
  • 14. 1.1 Identificação do aspecto a ser pesquisado
  • 15. 1.1 Identificação do aspecto a ser pesquisado Abordagem teórica ou empírica do objeto de estudo; Método de pesquisa Técnica de pesquisa
  • 16. 1.2 Identificação do tipo de documento que se deseja conhecer
  • 17. 1.2 Identificação do tipo de documento que se deseja conhecer Livros Artigos de periódicos Trabalhos apresentados em eventos Teses e dissertações Sítios na Internet e blogs Etc
  • 18. 1.3 Onde pesquisar esses documentos?
  • 19. 1.3 Onde pesquisar esses documentos? -- Todos os tipos -- Catálogos e repositórios digitais das universidades UFRGS, PUCRS, USP, Harvard, etc. Google e Google acadêmico Sítios das próprias editoras
  • 20. 1.3 Onde pesquisar esses documentos? -- Livros-- Catálogos das bibliotecas nacionais Brasileira, do Congresso do EUA, francesa, britânica, etc. Google livros Sítios das livrarias
  • 21. 1.3 Onde pesquisar esses documentos? -- Artigos de periódicos-- Web of Science Scopus SciELO PortCom Outras bases de dados especializadas gratuitas ou disponibilizadas no Portal de Periódicos da CAPES
  • 22. 1.3 Onde pesquisar esses documentos? -- Teses e dissertações-- Bibliotecas e repositórios digitais das universidades Biblioteca de Teses e Dissertações do IBICT (congrega as informações de quase todas as universidades brasileiras que possuem seu próprio repositório)
  • 23. 1.3 Onde pesquisar esses documentos? -- Sítios na Internet e Blogs-- Favoritos socializados Delicious , Connotea e CiteULike Diretórios especializados
  • 25. 2.1 Formulação da estratégia de busca para cada fonte selecionada
  • 26. 2.1 Formulação da estratégia de busca para cada fonte selecionada [Mesmo com as vantagens das bases de dados], “você ainda precisará desenvolver uma estratégia e adquir habilidade de busca para que, na medida do possível, consiga identificar apenas aqueles itens que estão diretamente relacionados ao assunto que lhe interessa, eliminando os milhares que não estão” BELL, J. Projeto de pesquisa : guia para pesquisadores iniciantes em educação, saúde e ciências sociais. Porto Alegre: Artmed, 2008. p. 71
  • 27. 2.1 Desafios para formulação de boas estratégias de busca (1) Identificar palavras-chave representativas da forma como o assunto é tratado na literatura Geralmente, o orientador pode fornecer dicas importantes neste sentido, seja enumerando possíveis palavras-chave, seja indicando um conjunto de trabalhos significativos sobre o tema
  • 28. 2.1 Desafios para formulação de boas estratégias de busca (2) Conhecer as especificadades de cada base de dados Os documentos cobertos As regras específicas para construção de expressões de busca Símbolos usados para o operadores booleanos (“AND, E, +” “OR, OU, =“ etc) Regras de truncagem (* # ! etc) para substituição de caractéres e coisas do gênero. Ex.: WOM#N A forma como são indexados os assuntos
  • 29. 2.1 Sobre a forma como são indexados os registros O sistema utiliza um vocabulário controlado para indexar os assuntos na base de dados ou adota a terminologia utilizada pelos próprios autores? Linguagem natural Vocabulário controlado
  • 30. Coisas que você precisa pensar quando faz uma pesquisa em uma base de dados e não recupera qualquer registro? Pesquisei em uma base que não indexa os documentos da área... Utilizei termos que não são representativos do assunto que procuro... Utilizei termos conceitualmente representativos, mas seus sinônimos é que são adotados pela base de dados... Bom, somente depois de esgotadas todas estas possibilidades, pode-se COGITAR que ninguém tenha escrito algo sobre o tema – Neste caso: Fale com seu orientador!!!!!
  • 31. Para além da busca por palavras-chave (1): a recuperação de documentos por citações Premissa: documentos tematicamente afins citam referências semelhantes Tenho um documento muito importante para o desenvolvimento de meu tema: Que trabalhos foram nele citados? Quem citou este trabalho? Bases de dados como a Web of Science, Scopus e Google Acadêmico respondem estas questões
  • 32. Para além da busca por palavras-chave (2): a recuperação de documentos por usuários com interesses comuns Premissa: pessoas com interesses comuns apresentam comportamentos semelhantes de busca e uso da informação Tenho um documento como favorito, quem mais o tem? Uso este marcador (antigas palavras-chave) para organizar meu “acervo” quem mais o usa? Ferramentar de socialização de favoritos como Delicious , Connotea, CiteULike etc. respondem estas questões
  • 33. Para além da busca por palavras-chave (3) e, neste caso, para além do computador Premissa: documentos tematicamente afins estão proximamente localizados nas estantes das bibliotecas “Dirija-se às estantes, examine os títulos dos livros na área que você está pesquisando e em torno dela. (...) Examine os índices. Os títulos dos livros as vezes podem ser enganosos, mas os sumários darão um boa idéia do que realmente tratam os livros e da linguagem utilizada.” BELL, J. Projeto de pesquisa : guia para pesquisadores iniciantes em educação, saúde e ciências sociais. Porto Alegre: Artmed, 2008. p. 71-72
  • 34. Sempre desconfie dos resultados de suas buscas, refaça-as inúmeras vezes com estratégias alternativas. As bases de dados não são tão espertas como imaginamos Distinção entre singular e plural Confusão entre homônimos
  • 35. Recursos para manter os resultados de sua pesquisa bibliográfica atualizada Algumas bases de dados disponibilizam alertas: Novos documentos que satisfazem aos parâmetros de uma dada expressão de busca (WoS e Scopus, por exemplo) Documentos recém publicados que também citam um trabalho por nós considerado importante Algumas editoras disponibilizam alertas com os sumários dos fascículos recém publicados
  • 36. Localização e acesso ao documento
  • 37. Documentos disponíveis eletronicamente Documentos Gratuitos Muitos documentos importantes são publicados seguindo a filosofia do livre acesso Alguns autores e instituições disponibilizam a versão integral de seus textos, mesmo nos casos de publicações editadas comercialmente Documentos editados comercialmente Portal CAPES Periódicos texto integral Bases de dados de texto integral Periódicos e livros assinados pela BC-UFRGS E-mail para o autor
  • 38. Documentos impressos Acervos das bibliotecas geograficamente acessíveis E também geograficamente inacessíves Empréstimo entre bibliotecas COMUT
  • 39. CUIDADO!!!!!! Muitos documentos imprescindíveis para uma pesquisa não estão disponíveis eletronicamente, não limite-se apenas a ler aquilo que está mais facilmente acessível. Dependendo da área, você deixará de conhecer uma literatura importante. Evite o máximo citação de citação “não só por honestidade, mas também por prudência.” Eco, Umberto. Como se faz uma tese.  21.ed. São Paulo: Perspectiva, 2008. p. 74
  • 41. Dicas de fichamento “ Assim que começamos as leituras devemos começar a registrar” “ Conforme o andamento da leitura, anote as questões que lhe pareçam importantes e destaque-as. Esteja alerta para os temas recorrentes, categorias e palavras-chave, que se tornarão cada vez mais importantes na busca pela estrutura ou esqueleto da própria pesquisa.” “ Sempre deixe bem claro, em suas anotações, qual é a citação e qual é sua paráfrase (...)” – [Asssim você evitará incorrer em plágio] “ quando você tiver estabelecido uma rotina, o registro das informações torna-se (ou deve tornar-se) automático.” BELL, J. Projeto de pesquisa : guia para pesquisadores iniciantes em educação, saúde e ciências sociais. Porto Alegre: Artmed, 2008. p. 58 e 67
  • 42. Programas de computador para auxiliar no fichamento EndNote, ProCite e Reference Manager estão entre os mais conhecidos programas de computador que facilitam a coleta, o armazenamento e a recuperação das referências e fichas compiladas para realização de um projeto Temos acesso na UFRGS ao EndNote Web por intermédio do Portal da CAPES
  • 43. Como acessar de casa os recursos que tenho na UFRGS? http://www.biblioteca.ufrgs.br/capes.htm