SlideShare uma empresa Scribd logo
Unidade na diversidade:
uma fé, vários caminhos
Unidade na diversidade: uma fé, vários caminhos




Nesta unidade vamos refletir sobre:
       •   A unidade do Cristianismo
       •   O cisma do Oriente
       •   O cisma do Ocidente
       •   As Igrejas da reforma
       •   A organização interna da Bíblia
       •   A formação do Antigo e do Novo Testamentos
       •   O movimento ecuménico
O Cristianismo
Assenta a sua fé e a sua esperança em Jesus Cristo.
Jesus e os seus discípulos viveram num período histórico em que o
império romano dominava grande parte do mundo conhecido e Roma
era a capital desse imenso império.
Herdeiro do Judaísmo e enriquecido pela civilização greco-romana, o
Cristianismo, apesar de três séculos de perseguições, criou raízes na vida
de muitos homens e mulheres.
O Cristianismo tornou-se universal e alcançou bastante vitalidade.
Ao longo do primeiro milénio, apesar de pequenas divergências e
separações, o Cristianismo manteve-se globalmente unido.
A palavra ‘cisma’ — do grego skhisma («fenda; separação»), por via do
latim schisma — significa dissidência religiosa, separação de uma
determinada religião.
O Cisma do Oriente
235           312 324              380 395               476


Diocleciano           Fundação de            Após a morte de
assume o poder.       Constantinopla         Teodósio, o
Dá-se início à era                           império romano é
dos Mártires.                                dividido

                             Édito de
                                                      Invasão de Roma.
                             Tessalónica,
                                                      Fim do Império
                             Teodósio declara o
                                                      Romano do
                             Cristianismo,
   Constantino torna-se                               Ocidente.
                             religião oficial do
   o primeiro imperador
                             Império.
   cristão e promulga a
   liberdade religiosa
As diferenças entre as Igrejas do Ocidente e do Oriente, já evidentes no século IV,
tornam-se mais precisas durante os séculos seguintes. As suas causas eram
múltiplas:
    •   tradições culturais distintas (greco-oriental por um lado, romano-
        germânica por outro);
    •   a ignorância mútua, não só das línguas, mas também das respetivas
        literaturas teológicas;
    •   divergências de ordem cultural ou eclesiástica
    •   a ordenação de homens casados, proibida no Ocidente;
    •   o uso do pão ázimo no Ocidente, e do pão com fermento no Oriente;
    •   a água acrescentada ao vinho da Eucaristia no Ocidente.
Para além disso:
    •    Certos desenvolvimentos do culto e das instituições eclesiásticas
         conferem ao Cristianismo oriental uma fisionomia peculiar.
    •    A importância da veneração dos ícones no Império Bizantino
    •    a adição do filioque ao Credo de Niceia e Constantinopla — o trecho
         passava a ter a seguinte leitura: «O Espírito procede do Pai e do Filho»



Aumentou a animosidade dos ocidentais contra os orientais.
Surgem assim dois ramos no tronco do Cristianismo:



            a Igreja latina                     e a Igreja oriental
              ‘católica’                             ‘ortodoxa’.
No ano de 1054, numa tentativa de diálogo e conciliação, um enviado do papa
(cardeal Humberto) foi a Constantinopla, mas a tentativa saiu frustrada e
aconteceu a separação (cisma). O cardeal, em nome do papa Leão IX, dirige-se à
Basílica de Santa Sofia e excomunga o patriarca Miguel Cerulário. Este, como
resposta, excomunga o cardeal. Com estes gestos, repletos de falta de
compreensão e de caridade, cada um considera-se portador da verdade e expulsa
dessa fé e dessa comunhão o outro.
Católicos e ortodoxos, apesar dos encontros e abraços fraternos entre os
seus líderes, continuam separados.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reformaReforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reforma
Fatima Freitas
 
A Reforma Protestante
A Reforma Protestante A Reforma Protestante
A Reforma Protestante
Isabella Neves Silva
 
Resumo reforma protestante
Resumo   reforma protestanteResumo   reforma protestante
Resumo reforma protestante
Claudenilson da Silva
 
A contrarreforma
A contrarreformaA contrarreforma
A contrarreforma
Fatima Freitas
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
harlissoncarvalho
 
Reforma e contrarreforma
Reforma e contrarreformaReforma e contrarreforma
Reforma e contrarreforma
Fabiana Tonsis
 
Reforma e contrarreforma
Reforma e contrarreformaReforma e contrarreforma
Reforma e contrarreforma
Teresa Maia
 
8. reforma e contra reforma
8. reforma e contra reforma8. reforma e contra reforma
8. reforma e contra reforma
José Augusto Fiorin
 
Queda do império romano do ocidente – 476
Queda do império romano do ocidente – 476Queda do império romano do ocidente – 476
Queda do império romano do ocidente – 476
Izaac Erder
 
O cristianismo em roma
O cristianismo em romaO cristianismo em roma
O cristianismo em roma
Ana Barreiros
 
Cisma do ocidente
Cisma do ocidenteCisma do ocidente
Cisma do ocidente
Diego Silva
 
Reforma religiosa
Reforma religiosaReforma religiosa
Reforma religiosa
Daniel Alves Bronstrup
 
Reforma Católica e Contra Reforma
Reforma Católica e Contra ReformaReforma Católica e Contra Reforma
Reforma Católica e Contra Reforma
Maria Gomes
 
Cruzadas
CruzadasCruzadas
Cruzadas
cattonia
 
Igreja e cultura medieval
Igreja e cultura medievalIgreja e cultura medieval
Igreja e cultura medieval
Marilia Pimentel
 
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
Nefer19
 
O Calvinismo
O CalvinismoO Calvinismo
O Calvinismo
Petedanis
 
A europa do século vi ao século ix
A europa do século vi ao século ixA europa do século vi ao século ix
A europa do século vi ao século ix
HizqeelMajoka
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
Alexandre Guanaes Buongermino
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
Guilherme Marsola
 

Mais procurados (20)

Reforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reformaReforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reforma
 
A Reforma Protestante
A Reforma Protestante A Reforma Protestante
A Reforma Protestante
 
Resumo reforma protestante
Resumo   reforma protestanteResumo   reforma protestante
Resumo reforma protestante
 
A contrarreforma
A contrarreformaA contrarreforma
A contrarreforma
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
Reforma e contrarreforma
Reforma e contrarreformaReforma e contrarreforma
Reforma e contrarreforma
 
Reforma e contrarreforma
Reforma e contrarreformaReforma e contrarreforma
Reforma e contrarreforma
 
8. reforma e contra reforma
8. reforma e contra reforma8. reforma e contra reforma
8. reforma e contra reforma
 
Queda do império romano do ocidente – 476
Queda do império romano do ocidente – 476Queda do império romano do ocidente – 476
Queda do império romano do ocidente – 476
 
O cristianismo em roma
O cristianismo em romaO cristianismo em roma
O cristianismo em roma
 
Cisma do ocidente
Cisma do ocidenteCisma do ocidente
Cisma do ocidente
 
Reforma religiosa
Reforma religiosaReforma religiosa
Reforma religiosa
 
Reforma Católica e Contra Reforma
Reforma Católica e Contra ReformaReforma Católica e Contra Reforma
Reforma Católica e Contra Reforma
 
Cruzadas
CruzadasCruzadas
Cruzadas
 
Igreja e cultura medieval
Igreja e cultura medievalIgreja e cultura medieval
Igreja e cultura medieval
 
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
 
O Calvinismo
O CalvinismoO Calvinismo
O Calvinismo
 
A europa do século vi ao século ix
A europa do século vi ao século ixA europa do século vi ao século ix
A europa do século vi ao século ix
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 

Destaque

8 ano ul2[1]
8 ano ul2[1]8 ano ul2[1]
8 ano ul2[1]
Lino Barbosa
 
Declaração dos Direitos das CriançAs
Declaração dos Direitos das CriançAsDeclaração dos Direitos das CriançAs
Declaração dos Direitos das CriançAs
guest25fa9d47
 
2. reprodução e caracteres sexuais
2. reprodução e caracteres sexuais2. reprodução e caracteres sexuais
2. reprodução e caracteres sexuais
Elsa RITA
 
O grande cisma do ocidente
O grande cisma do ocidenteO grande cisma do ocidente
O grande cisma do ocidente
João Couto
 
Direitos da criança
Direitos da criançaDireitos da criança
Direitos da criança
davidjpereira
 
Adolecencia emrc 1
Adolecencia emrc 1Adolecencia emrc 1
Adolecencia emrc 1
Lino Barbosa
 
Direitos ..
Direitos ..Direitos ..
Direitos ..
didimartins
 
História da Igreja - O Cisma do Ocidente
História da Igreja - O Cisma do OcidenteHistória da Igreja - O Cisma do Ocidente
História da Igreja - O Cisma do Ocidente
Glauco Gonçalves
 
Microsoft Power Point Grandes ReligiõEs
Microsoft Power Point   Grandes ReligiõEsMicrosoft Power Point   Grandes ReligiõEs
Microsoft Power Point Grandes ReligiõEs
Tito Romeu Gomes de Sousa Maia Mendes
 

Destaque (9)

8 ano ul2[1]
8 ano ul2[1]8 ano ul2[1]
8 ano ul2[1]
 
Declaração dos Direitos das CriançAs
Declaração dos Direitos das CriançAsDeclaração dos Direitos das CriançAs
Declaração dos Direitos das CriançAs
 
2. reprodução e caracteres sexuais
2. reprodução e caracteres sexuais2. reprodução e caracteres sexuais
2. reprodução e caracteres sexuais
 
O grande cisma do ocidente
O grande cisma do ocidenteO grande cisma do ocidente
O grande cisma do ocidente
 
Direitos da criança
Direitos da criançaDireitos da criança
Direitos da criança
 
Adolecencia emrc 1
Adolecencia emrc 1Adolecencia emrc 1
Adolecencia emrc 1
 
Direitos ..
Direitos ..Direitos ..
Direitos ..
 
História da Igreja - O Cisma do Ocidente
História da Igreja - O Cisma do OcidenteHistória da Igreja - O Cisma do Ocidente
História da Igreja - O Cisma do Ocidente
 
Microsoft Power Point Grandes ReligiõEs
Microsoft Power Point   Grandes ReligiõEsMicrosoft Power Point   Grandes ReligiõEs
Microsoft Power Point Grandes ReligiõEs
 

Semelhante a O Cisma do Oriente

Historia da igreja antiga
Historia da igreja antigaHistoria da igreja antiga
Historia da igreja antiga
JosJunqueira1
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
Luiz Costa Junior
 
08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...
08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...
08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...
Tiago Silva
 
10 Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
10   Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula10   Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
10 Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
PIB Penha
 
Cristianismo 2-slides
Cristianismo 2-slidesCristianismo 2-slides
Cristianismo 2-slides
Joel Marins
 
11 - A pre-reforma.pptx
11 - A pre-reforma.pptx11 - A pre-reforma.pptx
11 - A pre-reforma.pptx
PIB Penha - SP
 
04 ist - história da igreja ii
04   ist - história da igreja ii04   ist - história da igreja ii
04 ist - história da igreja ii
Léo Mendonça
 
Aula - História da Igreja.pptx
Aula - História da Igreja.pptxAula - História da Igreja.pptx
Aula - História da Igreja.pptx
DenisAurlio2
 
Capitulo 2 - Visão Histórica da Igreja - Apostila Igreja
Capitulo 2 - Visão Histórica da Igreja - Apostila IgrejaCapitulo 2 - Visão Histórica da Igreja - Apostila Igreja
Capitulo 2 - Visão Histórica da Igreja - Apostila Igreja
Klaus Newman
 
Disciplina História do Cristianismo
Disciplina História do CristianismoDisciplina História do Cristianismo
Disciplina História do Cristianismo
faculdadeteologica
 
18
18 18
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA IGREJA - CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA IGREJA - CURSO BÁSICO EM TEOLOGIAINTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA IGREJA - CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA IGREJA - CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA
Francelia Carvalho Oliveira
 
A cristandade ocidental face ao islão parte 1
A cristandade ocidental face ao islão  parte 1A cristandade ocidental face ao islão  parte 1
A cristandade ocidental face ao islão parte 1
Carla Teixeira
 
Cisma da igreja católica
Cisma da igreja católicaCisma da igreja católica
Cisma da igreja católica
Alex J. Eger
 
M7 ensino 03 04
M7 ensino 03 04M7 ensino 03 04
8 ano ul2[1]
8 ano ul2[1]8 ano ul2[1]
8 ano ul2[1]
Lino Barbosa
 
A verdade sobre a trajetória da igreja católica ao longo da história
A verdade sobre a trajetória da igreja católica ao longo da históriaA verdade sobre a trajetória da igreja católica ao longo da história
A verdade sobre a trajetória da igreja católica ao longo da história
Fernando Alcoforado
 
História do cristianismo v da página 328 a 452
História do cristianismo v da página 328 a 452História do cristianismo v da página 328 a 452
História do cristianismo v da página 328 a 452
Ivan De Oliveira Santos
 
História da Igreja
História da IgrejaHistória da Igreja
História da Igreja
rodrigobcaldas
 
O império em crise parte 1
O império em crise  parte 1O império em crise  parte 1
O império em crise parte 1
Carla Teixeira
 

Semelhante a O Cisma do Oriente (20)

Historia da igreja antiga
Historia da igreja antigaHistoria da igreja antiga
Historia da igreja antiga
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...
08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...
08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...
 
10 Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
10   Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula10   Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
10 Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
 
Cristianismo 2-slides
Cristianismo 2-slidesCristianismo 2-slides
Cristianismo 2-slides
 
11 - A pre-reforma.pptx
11 - A pre-reforma.pptx11 - A pre-reforma.pptx
11 - A pre-reforma.pptx
 
04 ist - história da igreja ii
04   ist - história da igreja ii04   ist - história da igreja ii
04 ist - história da igreja ii
 
Aula - História da Igreja.pptx
Aula - História da Igreja.pptxAula - História da Igreja.pptx
Aula - História da Igreja.pptx
 
Capitulo 2 - Visão Histórica da Igreja - Apostila Igreja
Capitulo 2 - Visão Histórica da Igreja - Apostila IgrejaCapitulo 2 - Visão Histórica da Igreja - Apostila Igreja
Capitulo 2 - Visão Histórica da Igreja - Apostila Igreja
 
Disciplina História do Cristianismo
Disciplina História do CristianismoDisciplina História do Cristianismo
Disciplina História do Cristianismo
 
18
18 18
18
 
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA IGREJA - CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA IGREJA - CURSO BÁSICO EM TEOLOGIAINTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA IGREJA - CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA IGREJA - CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA
 
A cristandade ocidental face ao islão parte 1
A cristandade ocidental face ao islão  parte 1A cristandade ocidental face ao islão  parte 1
A cristandade ocidental face ao islão parte 1
 
Cisma da igreja católica
Cisma da igreja católicaCisma da igreja católica
Cisma da igreja católica
 
M7 ensino 03 04
M7 ensino 03 04M7 ensino 03 04
M7 ensino 03 04
 
8 ano ul2[1]
8 ano ul2[1]8 ano ul2[1]
8 ano ul2[1]
 
A verdade sobre a trajetória da igreja católica ao longo da história
A verdade sobre a trajetória da igreja católica ao longo da históriaA verdade sobre a trajetória da igreja católica ao longo da história
A verdade sobre a trajetória da igreja católica ao longo da história
 
História do cristianismo v da página 328 a 452
História do cristianismo v da página 328 a 452História do cristianismo v da página 328 a 452
História do cristianismo v da página 328 a 452
 
História da Igreja
História da IgrejaHistória da Igreja
História da Igreja
 
O império em crise parte 1
O império em crise  parte 1O império em crise  parte 1
O império em crise parte 1
 

Mais de Nelson Ramalhoto

Um dia um prisioneiro
Um dia um prisioneiroUm dia um prisioneiro
Um dia um prisioneiro
Nelson Ramalhoto
 
Lenda martinho
Lenda martinhoLenda martinho
Lenda martinho
Nelson Ramalhoto
 
Ficha de revisão
Ficha de revisãoFicha de revisão
Ficha de revisão
Nelson Ramalhoto
 
Ficha revisao
Ficha revisaoFicha revisao
Ficha revisao
Nelson Ramalhoto
 
Ficha revisao 6.º Ano
Ficha revisao 6.º AnoFicha revisao 6.º Ano
Ficha revisao 6.º Ano
Nelson Ramalhoto
 
Ficha revisão - 5.º Ano
Ficha revisão - 5.º AnoFicha revisão - 5.º Ano
Ficha revisão - 5.º Ano
Nelson Ramalhoto
 
Ficha revisao 7_ano_1_p_2015
Ficha revisao 7_ano_1_p_2015Ficha revisao 7_ano_1_p_2015
Ficha revisao 7_ano_1_p_2015
Nelson Ramalhoto
 
Trabalho final
Trabalho finalTrabalho final
Trabalho final
Nelson Ramalhoto
 
Métodos de planeamento
Métodos de planeamentoMétodos de planeamento
Métodos de planeamento
Nelson Ramalhoto
 
Pe sanches
Pe sanchesPe sanches
Pe sanches
Nelson Ramalhoto
 
O Amor Na Arte
O Amor Na ArteO Amor Na Arte
O Amor Na Arte
Nelson Ramalhoto
 
A Construção da Identidade
A Construção da IdentidadeA Construção da Identidade
A Construção da Identidade
Nelson Ramalhoto
 
Duvidasangustias
DuvidasangustiasDuvidasangustias
Duvidasangustias
Nelson Ramalhoto
 
Afinal O Que Se Passa Comigo I
Afinal O Que Se Passa Comigo IAfinal O Que Se Passa Comigo I
Afinal O Que Se Passa Comigo I
Nelson Ramalhoto
 

Mais de Nelson Ramalhoto (14)

Um dia um prisioneiro
Um dia um prisioneiroUm dia um prisioneiro
Um dia um prisioneiro
 
Lenda martinho
Lenda martinhoLenda martinho
Lenda martinho
 
Ficha de revisão
Ficha de revisãoFicha de revisão
Ficha de revisão
 
Ficha revisao
Ficha revisaoFicha revisao
Ficha revisao
 
Ficha revisao 6.º Ano
Ficha revisao 6.º AnoFicha revisao 6.º Ano
Ficha revisao 6.º Ano
 
Ficha revisão - 5.º Ano
Ficha revisão - 5.º AnoFicha revisão - 5.º Ano
Ficha revisão - 5.º Ano
 
Ficha revisao 7_ano_1_p_2015
Ficha revisao 7_ano_1_p_2015Ficha revisao 7_ano_1_p_2015
Ficha revisao 7_ano_1_p_2015
 
Trabalho final
Trabalho finalTrabalho final
Trabalho final
 
Métodos de planeamento
Métodos de planeamentoMétodos de planeamento
Métodos de planeamento
 
Pe sanches
Pe sanchesPe sanches
Pe sanches
 
O Amor Na Arte
O Amor Na ArteO Amor Na Arte
O Amor Na Arte
 
A Construção da Identidade
A Construção da IdentidadeA Construção da Identidade
A Construção da Identidade
 
Duvidasangustias
DuvidasangustiasDuvidasangustias
Duvidasangustias
 
Afinal O Que Se Passa Comigo I
Afinal O Que Se Passa Comigo IAfinal O Que Se Passa Comigo I
Afinal O Que Se Passa Comigo I
 

O Cisma do Oriente

  • 1. Unidade na diversidade: uma fé, vários caminhos
  • 2. Unidade na diversidade: uma fé, vários caminhos Nesta unidade vamos refletir sobre: • A unidade do Cristianismo • O cisma do Oriente • O cisma do Ocidente • As Igrejas da reforma • A organização interna da Bíblia • A formação do Antigo e do Novo Testamentos • O movimento ecuménico
  • 3. O Cristianismo Assenta a sua fé e a sua esperança em Jesus Cristo. Jesus e os seus discípulos viveram num período histórico em que o império romano dominava grande parte do mundo conhecido e Roma era a capital desse imenso império.
  • 4. Herdeiro do Judaísmo e enriquecido pela civilização greco-romana, o Cristianismo, apesar de três séculos de perseguições, criou raízes na vida de muitos homens e mulheres. O Cristianismo tornou-se universal e alcançou bastante vitalidade.
  • 5. Ao longo do primeiro milénio, apesar de pequenas divergências e separações, o Cristianismo manteve-se globalmente unido.
  • 6. A palavra ‘cisma’ — do grego skhisma («fenda; separação»), por via do latim schisma — significa dissidência religiosa, separação de uma determinada religião.
  • 8. 235 312 324 380 395 476 Diocleciano Fundação de Após a morte de assume o poder. Constantinopla Teodósio, o Dá-se início à era império romano é dos Mártires. dividido Édito de Invasão de Roma. Tessalónica, Fim do Império Teodósio declara o Romano do Cristianismo, Constantino torna-se Ocidente. religião oficial do o primeiro imperador Império. cristão e promulga a liberdade religiosa
  • 9. As diferenças entre as Igrejas do Ocidente e do Oriente, já evidentes no século IV, tornam-se mais precisas durante os séculos seguintes. As suas causas eram múltiplas: • tradições culturais distintas (greco-oriental por um lado, romano- germânica por outro); • a ignorância mútua, não só das línguas, mas também das respetivas literaturas teológicas; • divergências de ordem cultural ou eclesiástica • a ordenação de homens casados, proibida no Ocidente; • o uso do pão ázimo no Ocidente, e do pão com fermento no Oriente; • a água acrescentada ao vinho da Eucaristia no Ocidente.
  • 10. Para além disso: • Certos desenvolvimentos do culto e das instituições eclesiásticas conferem ao Cristianismo oriental uma fisionomia peculiar. • A importância da veneração dos ícones no Império Bizantino • a adição do filioque ao Credo de Niceia e Constantinopla — o trecho passava a ter a seguinte leitura: «O Espírito procede do Pai e do Filho» Aumentou a animosidade dos ocidentais contra os orientais.
  • 11. Surgem assim dois ramos no tronco do Cristianismo: a Igreja latina e a Igreja oriental ‘católica’ ‘ortodoxa’.
  • 12. No ano de 1054, numa tentativa de diálogo e conciliação, um enviado do papa (cardeal Humberto) foi a Constantinopla, mas a tentativa saiu frustrada e aconteceu a separação (cisma). O cardeal, em nome do papa Leão IX, dirige-se à Basílica de Santa Sofia e excomunga o patriarca Miguel Cerulário. Este, como resposta, excomunga o cardeal. Com estes gestos, repletos de falta de compreensão e de caridade, cada um considera-se portador da verdade e expulsa dessa fé e dessa comunhão o outro.
  • 13. Católicos e ortodoxos, apesar dos encontros e abraços fraternos entre os seus líderes, continuam separados.