SlideShare uma empresa Scribd logo
Não vos afadigueis pela posse do ouro.
CELE, 20/11/2013 - Henrique e Cândida Vieira
Observai os pássaros do céu…
 Olhai os pássaros no
céu (ou Olhai os lírios do
campo) é um discurso
proferido
por Jesus durante
o Sermão da Montanha e
relatado
nos evangelhos de Mateus
e Lucas.
“Não acumuleis
tesouros na Terra,
onde a ferrugem e os
vermes os comem e
onde os ladrões os
desenterram e
roubam; acumulai
tesouros no céu, onde
nem a ferrugem, nem
os vermes os comem;
porquanto, onde está
o vosso tesouro aí está
também o vosso
coração.” (Mt, 6: 19 a
21)
JESUS NÃO QUERIA DIZER QUE: JESUS QUERIA DIZER QUE:
 Não devemos ter bens
materiais;
 Não os tendo, não devemos
fazer o menor esforço por
conquistá-los;
 Se os tivermos, devemos
dar tudo e ficar na miséria;
 Os bens terrenos são
transitórios, e sua
importância é relativa;
 Devemos nos esforçar
pela conquista dos bens
espirituais;
 “(...) não ligueis aos
bens materiais mais
importância do que aos
espirituais e sabei
sacrificar os primeiros
aos segundos.”
(Kardec)
“Na busca incessante de TER, o homem esquece-se
de SER, passa a vida TENDO tudo e acaba SENDO
nada.” (autor desconhecido)
76. Que definição se pode dar dos Espíritos?
“Pode dizer-se que os Espíritos são os seres inteligentes da
criação. Povoam o Universo, fora do mundo material.”
84. Os Espíritos constituem um mundo à parte, fora daquele
que vemos?
“Sim, o mundo dos Espíritos, ou das inteligências incorpóreas.”
85. Qual dos dois, o mundo espírita ou o mundo corpóreo, é
o principal, na ordem das coisas?
“O mundo espírita, que preexiste e sobrevive a tudo.”
96. São iguais os Espíritos, ou há entre eles qualquer
hierarquia?
“São de diferentes ordens, conforme o grau de perfeição que
tenham alcançado.”
OLivrodosEspíritos
ParteSegunda,Cap.I
“Observai os
pássaros do céu:
não semeiam, não
ceifam, nada
guardam em
celeiros; mas, vosso
Pai celestial os
alimenta. Não sois
muito mais do que
eles? E qual,
dentre vós, o que
pode, com todos os
seus esforços,
aumentar de um
côvado a sua
estatura?.” (Mt,
6:27 a 27)
JESUS NÃO QUERIA DIZER QUE: JESUS QUERIA DIZER QUE:
 Não devemos nos preocupar
com a obtenção de alimento;
 Se eu ficar esperando, o
alimento cairá do céu;
 Não devemos buscar nos
prover do necessário, nem
fazer provisões;
 Não devemos trabalhar!
 Não devemos desanimar,
e sim confiar na
Providência Divina;
 Somos mais do que
simples seres, somos
FILHOS de Deus!!!
 Somos MAIS e MELHORES
do que imaginamos, mas
é preciso saber disso,
alçar vôo e descobrir
quão alto podemos
chegar...
“Deus conhece as nossas necessidades e a elas provê, como for
necessário. O homem, porém, insaciável nos seus desejos, nem sempre
sabe contentar-se com o que tem: o necessário não lhe basta, reclama o
supérfluo. A Providência, então, o deixa entregue a si mesmo.”
(KARDEC)
“Por que, também, vos
inquietais pelo vestuário?
Observai como crescem os
lírios dos campos: não
trabalham, nem fiam;
entretanto, eu vos declaro
que nem Salomão, em toda
a sua glória, jamais se
vestiu como um deles.
Ora, se Deus tem o
cuidado de vestir dessa
maneira a erva dos
campos, que existe hoje e
amanhã será lançada na
fornalha, quanto maior
cuidado não terá em vos
vestir, ó homens de pouca
fé!.” (Mt, 6: 28 a 30)
Salomão é um personagem da
Bíblia (mencionado, sobretudo,
no Livro dos Reis), filho de
David com Bate-Seba, que teria
se tornado o terceiro rei de
Israel, governando durante
cerca de 40 anos
Riquezas de Salomão
"O peso do ouro que se trazia a
Salomão cada ano era de 666 talentos
de ouro" (equivalente a cerca de 10
toneladas de ouro) de tributos, além
das outras fontes que não eram o
próprio povo. "Todas as taças de que
se servia o rei Salomão eram de ouro.”
JESUS NÃO QUERIA DIZER QUE: JESUS QUERIA DIZER QUE:
 Não devemos nos preocupar
com a obtenção de
vestimentas;
 Se eu ficar esperando, as
vestes de demais bens de que
necessito cairão do céu;
 Não devemos ser previdentes
e nem planejar a vida;
 Não devemos deixar que
a preocupação
exagerada na obtenção
de recursos para viver
seja mais importante
que o VIVER em si;
 Confia em Deus...
 Vista-se como os lírios
do campo, ou seja,
resplandeça a beleza
divina que há em ti!!!!!
“Basta a cada dia a sua própria aflição.”
(JESUS, em: MATEUS, 6:34)
9. Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos, nem
alforjes para o caminho, nem duas túnicas, nem alparcas, nem
bordão; porque digno é o operário do seu alimento.
(Mateus, X: 9-10)
10. E, em qualquer cidade ou aldeia, em que entrardes, procurai
saber quem nela seja digno, e hospedai-vos aí, até que vos retireis.
E, quando entrardes nalguma casa, saudai-a; e, se a casa for digna,
desça sobre ela a vossa paz; mas, se não for digna, torne para vós
a vossa paz. E, se ninguém vos receber, nem escutar as vossas
palavras, saindo daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos
pés. Em verdade vos digo que, no dia do juízo, haverá menos rigor
para o país de Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade.
(Mateus, Cap. X, 11-15)
OEvangelhoSegundooEspiritismo
Cap.XXV
"Se queres ser perfeito, vai,
vende tudo o que tens, dá-o aos
pobres e terás um tesouro no céu.
Depois, vem e segue-me".
Ainda uma vez vos digo: É mais fácil que um camelo passe pelo buraco
de uma agulha, do que entrar um rico no reino dos céus. (Mateus cap.
XIX, v. 16 a 24. - Lucas, cap. XVIII, v. 18 a 25. - Marcos, cap. X, v 17 a
25.)
OEvangelhoSegundooEspiritismo
Cap.XVI
Se a riqueza é causa de muitos males, se exacerba tanto as más
paixões, se provoca mesmo tantos crimes, não é a ela que
devemos inculpar, mas ao homem, que dela abusa, como de
todos os dons de Deus. Pelo abuso, ele torna pernicioso o que
lhe poderia ser de maior utilidade. E a consequência do estado
de inferioridade do mundo terrestre. Se a riqueza somente males
houvesse de produzir, Deus não a teria posto na Terra. Compete
ao homem fazê-la produzir o bem. Se não é um elemento direto
de progresso moral, é, sem contestação, poderoso elemento de
progresso intelectual.
OEvangelhoSegundooEspiritismo
Cap.XXV
11. Estas palavras, que Jesus dirigia aos seus apóstolos, ao enviá-los
anunciar a boa nova pela primeira vez, nada tinham de estranho
naquela época. Estavam de acordo com os costumes patriarcais do
Oriente, onde o viajante era sempre bem recebido. Mas, então, eles
eram raros. Entre os povos modernos, o aumento das viagens teria
de criar novos costumes. Só encontramos agora os do tempo antigo
nas regiões distantes, onde o tráfico intenso ainda não penetrou. Se
Jesus voltasse hoje à Terra, não poderia mais dizer aos seus
apóstolos: "Ponde-vos a caminho sem provisões.“
Juntamente com o sentido próprio, essas palavras encerram um
sentido moral bastante profundo. Jesus ensinava, assim, aos seus
discípulos a se confiarem na providência. Além disso, desde que
nada possuíam, eles não podiam tentar a cupidez dos que os
recebiam. Era um meio pelo qual distinguiriam os caridosos dos
egoístas, e por isso lhes disse: “Informai-vos de quem é digno de vos
receber" ou seja, de quem é suficientemente humano para abrigar o
viajante que nada pode pagar, porquanto esses são dignos de ouvir
as vossas palavras, e é pela sua caridade que os reconhecereis.
Quanto aos que nem sequer os quisessem receber, nem ouvir,
recomendou ele aos apóstolos que os amaldiçoassem? Ou
recomendou que se impusessem a eles, e usassem de
violência, para os constranger a converterem-se? Não, mas que
se retirassem pura e simplesmente, à procura de gente de
boa vontade.
Assim, diz hoje o Espiritismo aos seus adeptos: Não
violenteis nenhuma consciência; não forceis ninguém a deixar
a sua crença, para adotar a vossa; não lanceis o anátema
sobre os que não pensem como vós. Acolhei os que vos
procuram e deixai em paz os que vos repelem. Lembrai-vos
das palavras do Cristo: antigamente o céu era tomado por
violência, mas hoje o será pela caridade e a doçura.
OEvangelhoSegundooEspiritismo
Cap.XXV
AGénese
A providência é a solicitude de Deus para com as suas
criaturas. Ele está em toda parte, tudo vê, a tudo preside,
mesmo às coisas mais mínimas. É nisto que consiste a ação
providencial.
Cap.II,itens8,19e20
Deus é, pois, a inteligência suprema e soberana, é único,
eterno, imutável, imaterial, omnipotente, soberanamente
justo e bom, infinito em todas as perfeições, e não pode ser
diverso disso.
Não é dado ao homem sondar a natureza íntima de Deus.
Para compreendê-Lo, ainda nos falta o sentido próprio,
que só se adquire por meio da completa depuração do
Espírito. Mas, se não pode penetrar na essência de Deus, o
homem, desde que aceite como premissa a sua existência,
pode, pelo raciocínio, chegar a conhecer-lhe os atributos
necessários, porquanto, vendo o que ele absolutamente não
pode ser, sem deixar de ser Deus, deduz daí o que ele deve
ser.
Sendo Deus a essência divina por excelência, unicamente os
Espíritos que atingiram o mais alto grau de
desmaterialização o podem perceber. Pelo facto de não o
verem, não se segue que os Espíritos imperfeitos estejam mais
distantes dele do que os outros; esses Espíritos, como os
demais, como todos os seres da Natureza, se encontram
mergulhados no fluido divino, do mesmo modo que nós o
estamos na luz.
AGénese
Cap.II,itens34e35
O Espírito só se depura com o tempo, sendo as diversas
encarnações o alambique em cujo fundo deixa de cada vez
algumas impurezas.
Com o abandonar o seu invólucro corpóreo, os Espíritos não
se despojam instantaneamente de suas imperfeições, razão
por que, depois da morte, não veem a Deus mais do que o
viam quando vivos; mas, à medida que se depuram, têm dele
uma intuição mais clara.
Não o veem, mas compreendem-no melhor; a luz é menos
difusa.
"A vida não cessa. A vida é
fonte eterna e a morte é o
jogo escuro das ilusões. (…)
Forneceremos, somente,
algumas ligeiras notícias ao
espírito sequioso dos nossos
irmãos na senda de
realização espiritual, e que
compreendem connosco que
"o espírito sopra onde quer".
ANDRÉ LUIZ, 1944
Desapego dos bens terrenos:
Pessoas e coisas
APEGO:
aprisiona
Desapego dos bens terrenos:
Pessoas e coisas
 Gastamos tanto tempo mergulhados no passado,
ou preocupados em demasia com o futuro, que
esquecemos de viver o momento presente. No
entanto, esse é o presente que Deus nos dá, e
sem ele, não há passado, muito menos futuro...
 Damos muito valor ao que é extremamente
transitório e esquecemos de valorizar o que é
eterno...
 PREocupar-se é, das duas uma: ocupar-se duas
vezes, ou uma vez sem necessidade;
 Dizemos que confiamos em Deus, mas
efetivamente parece que não. Façamos a nossa
parte, Deus providenciará o que Lhe compete...
Mas, façamos a nossa parte!!
 E confiemos, sempre...
 Kardec, Allan, O Evangelho segundo o
Espiritismo, XXV, 6-11
 Palestras: http://estudosespiritas.tk
 Olhai os pássaros no céu:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Olhai_os_p%C3
%A1ssaros_no_c%C3%A9u
 Apego e libertação:
http://www.slideshare.net/ofirsete/apego-
e-libertaao-fev-2008

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tormentos voluntários - Quando buscamos a dor
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dorTormentos voluntários - Quando buscamos a dor
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dor
Danilo Galvão
 
Meu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundoMeu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
O cristo consolador
O cristo consoladorO cristo consolador
O cristo consolador
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
Dalila Melo
 
Jugo leve
Jugo leveJugo leve
Jugo leve
Candice Gunther
 
A Prece
A PreceA Prece
Humildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtudeHumildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtude
Ricardo Azevedo
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
Izabel Cristina Fonseca
 
Influência dos espíritos em nossas vidas 1,5h
Influência dos espíritos em nossas vidas   1,5hInfluência dos espíritos em nossas vidas   1,5h
Influência dos espíritos em nossas vidas 1,5h
home
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
O CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDOO CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDO
Jorge Luiz dos Santos
 
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismoPalestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Jose Ferreira Almeida
 
Não vim trazer a paz, maz a espada
Não vim trazer a paz, maz a espadaNão vim trazer a paz, maz a espada
Não vim trazer a paz, maz a espada
Sergio Menezes
 
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDESPALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
Mauro Santos
 
Observai os Pássaros
Observai os PássarosObservai os Pássaros
Observai os Pássaros
igmateus
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
Jorge Luiz dos Santos
 
Palestra o encontro com a essência
Palestra o encontro com a essênciaPalestra o encontro com a essência
Palestra o encontro com a essência
Ticiana Correia
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
Henrique Vieira
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nós
Ricardo Azevedo
 
Capitulo XX - OS Obreiros do Senhor
Capitulo XX - OS  Obreiros do SenhorCapitulo XX - OS  Obreiros do Senhor
Capitulo XX - OS Obreiros do Senhor
Jean Dias
 

Mais procurados (20)

Tormentos voluntários - Quando buscamos a dor
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dorTormentos voluntários - Quando buscamos a dor
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dor
 
Meu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundoMeu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundo
 
O cristo consolador
O cristo consoladorO cristo consolador
O cristo consolador
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
 
Jugo leve
Jugo leveJugo leve
Jugo leve
 
A Prece
A PreceA Prece
A Prece
 
Humildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtudeHumildade - A primeira virtude
Humildade - A primeira virtude
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
 
Influência dos espíritos em nossas vidas 1,5h
Influência dos espíritos em nossas vidas   1,5hInfluência dos espíritos em nossas vidas   1,5h
Influência dos espíritos em nossas vidas 1,5h
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
 
O CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDOO CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDO
 
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismoPalestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
Palestra 18 o evangelho segundo o espiritismo
 
Não vim trazer a paz, maz a espada
Não vim trazer a paz, maz a espadaNão vim trazer a paz, maz a espada
Não vim trazer a paz, maz a espada
 
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDESPALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
 
Observai os Pássaros
Observai os PássarosObservai os Pássaros
Observai os Pássaros
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
 
Palestra o encontro com a essência
Palestra o encontro com a essênciaPalestra o encontro com a essência
Palestra o encontro com a essência
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nós
 
Capitulo XX - OS Obreiros do Senhor
Capitulo XX - OS  Obreiros do SenhorCapitulo XX - OS  Obreiros do Senhor
Capitulo XX - OS Obreiros do Senhor
 

Destaque

Conquiste o inimigo venca a obsessao
Conquiste o inimigo   venca a obsessaoConquiste o inimigo   venca a obsessao
Conquiste o inimigo venca a obsessao
Henrique Vieira
 
Consultas espirituais - que cuidados devemos ter
Consultas  espirituais - que cuidados devemos terConsultas  espirituais - que cuidados devemos ter
Consultas espirituais - que cuidados devemos ter
Henrique Vieira
 
O casamento e o divórcio
O casamento e o divórcioO casamento e o divórcio
O casamento e o divórcio
Henrique Vieira
 
Indissolubilidade do casamento
Indissolubilidade do casamento Indissolubilidade do casamento
Indissolubilidade do casamento
Henrique Vieira
 
A realeza de jesus
A realeza de jesusA realeza de jesus
A realeza de jesus
Edemilson G Souza
 
Qr codes
Qr codesQr codes
Qr codes
davidwalters
 
Novas ameaças do mundo conectado
Novas ameaças do mundo conectadoNovas ameaças do mundo conectado
Novas ameaças do mundo conectado
Alberto Oliveira
 
Anthology Book
Anthology BookAnthology Book
Anthology Book
Giedre Dian
 
Glossary
GlossaryGlossary
Glossary
Eca Rreno
 
Informe de resultados millaray
Informe de resultados millarayInforme de resultados millaray
Informe de resultados millaray
Pilarcoyhaique
 
Galeria fotogràfica del Centre Obert de Camprodon
Galeria fotogràfica del Centre Obert de CamprodonGaleria fotogràfica del Centre Obert de Camprodon
Galeria fotogràfica del Centre Obert de Camprodon
Cbs Ripollès Consorci Benestar
 
Jorge zeceña primero basico
Jorge zeceña primero basicoJorge zeceña primero basico
Jorge zeceña primero basico
Jorge David Zeceña Cubas
 
Tendências na Educação
Tendências na EducaçãoTendências na Educação
PtCS_Demo_Sales_v2016.3
PtCS_Demo_Sales_v2016.3PtCS_Demo_Sales_v2016.3
PtCS_Demo_Sales_v2016.3
Marie Franko, RN, BSN
 
TRABAJO TERMINADO GBI
TRABAJO TERMINADO GBI TRABAJO TERMINADO GBI
TRABAJO TERMINADO GBI
kevinArevalo1992
 
Evolución y retos de la educación virtual diapositivas
Evolución y retos de la educación virtual diapositivasEvolución y retos de la educación virtual diapositivas
Evolución y retos de la educación virtual diapositivas
Sinuhe Robles
 
Uma etica crista_para_a_vida_pos_moderna
Uma etica crista_para_a_vida_pos_modernaUma etica crista_para_a_vida_pos_moderna
Uma etica crista_para_a_vida_pos_moderna
Franciéllen de Barros
 
Ronaldo FicherBozza P01295
Ronaldo FicherBozza P01295Ronaldo FicherBozza P01295
Ronaldo FicherBozza P01295
ronibozza
 

Destaque (20)

Conquiste o inimigo venca a obsessao
Conquiste o inimigo   venca a obsessaoConquiste o inimigo   venca a obsessao
Conquiste o inimigo venca a obsessao
 
Consultas espirituais - que cuidados devemos ter
Consultas  espirituais - que cuidados devemos terConsultas  espirituais - que cuidados devemos ter
Consultas espirituais - que cuidados devemos ter
 
O casamento e o divórcio
O casamento e o divórcioO casamento e o divórcio
O casamento e o divórcio
 
Indissolubilidade do casamento
Indissolubilidade do casamento Indissolubilidade do casamento
Indissolubilidade do casamento
 
A realeza de jesus
A realeza de jesusA realeza de jesus
A realeza de jesus
 
Qr codes
Qr codesQr codes
Qr codes
 
Novas ameaças do mundo conectado
Novas ameaças do mundo conectadoNovas ameaças do mundo conectado
Novas ameaças do mundo conectado
 
Anthology Book
Anthology BookAnthology Book
Anthology Book
 
Glossary
GlossaryGlossary
Glossary
 
Informe de resultados millaray
Informe de resultados millarayInforme de resultados millaray
Informe de resultados millaray
 
Pompeia
PompeiaPompeia
Pompeia
 
Galeria fotogràfica del Centre Obert de Camprodon
Galeria fotogràfica del Centre Obert de CamprodonGaleria fotogràfica del Centre Obert de Camprodon
Galeria fotogràfica del Centre Obert de Camprodon
 
Exer.
Exer.Exer.
Exer.
 
Jorge zeceña primero basico
Jorge zeceña primero basicoJorge zeceña primero basico
Jorge zeceña primero basico
 
Tendências na Educação
Tendências na EducaçãoTendências na Educação
Tendências na Educação
 
PtCS_Demo_Sales_v2016.3
PtCS_Demo_Sales_v2016.3PtCS_Demo_Sales_v2016.3
PtCS_Demo_Sales_v2016.3
 
TRABAJO TERMINADO GBI
TRABAJO TERMINADO GBI TRABAJO TERMINADO GBI
TRABAJO TERMINADO GBI
 
Evolución y retos de la educación virtual diapositivas
Evolución y retos de la educación virtual diapositivasEvolución y retos de la educación virtual diapositivas
Evolución y retos de la educación virtual diapositivas
 
Uma etica crista_para_a_vida_pos_moderna
Uma etica crista_para_a_vida_pos_modernaUma etica crista_para_a_vida_pos_moderna
Uma etica crista_para_a_vida_pos_moderna
 
Ronaldo FicherBozza P01295
Ronaldo FicherBozza P01295Ronaldo FicherBozza P01295
Ronaldo FicherBozza P01295
 

Semelhante a Não vos afadigueis pela posse do ouro

Chorem e gritem!_1042014_GGR
Chorem e gritem!_1042014_GGRChorem e gritem!_1042014_GGR
Chorem e gritem!_1042014_GGR
Gerson G. Ramos
 
Respostas_Com os ricos e famosos_812014
Respostas_Com os ricos e famosos_812014Respostas_Com os ricos e famosos_812014
Respostas_Com os ricos e famosos_812014
Gerson G. Ramos
 
As parábolas de Jesus
As parábolas de Jesus  As parábolas de Jesus
As parábolas de Jesus
Ponte de Luz ASEC
 
A verdadeira propriedade
A verdadeira propriedadeA verdadeira propriedade
A verdadeira propriedade
Abelardo Fontanari
 
Palestra Espirita De Onde Vem as Tentacoes - KSSF
Palestra Espirita De Onde Vem as  Tentacoes - KSSFPalestra Espirita De Onde Vem as  Tentacoes - KSSF
Palestra Espirita De Onde Vem as Tentacoes - KSSF
Clea Alves
 
Acreditar ou não em Deus
Acreditar ou não em DeusAcreditar ou não em Deus
Acreditar ou não em Deus
Helio Cruz
 
Uma igreja verdadeiramente próspera1
Uma igreja verdadeiramente próspera1Uma igreja verdadeiramente próspera1
Uma igreja verdadeiramente próspera1
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Sexta semana
Sexta semanaSexta semana
Sexta semana
Félix Júnior
 
Sexta semana
Sexta semanaSexta semana
Sexta semana
Félix Júnior
 
evangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptxevangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptx
Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8
Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8
Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8
Patricia Farias
 
Os Valores Da Vida
Os Valores Da VidaOs Valores Da Vida
Os Valores Da Vida
Grupo Espírita Cristão
 
Acreditar ou não em deus
Acreditar ou não em deusAcreditar ou não em deus
Acreditar ou não em deus
Helio Cruz
 
Não se pode servir a Deus e a mamon.
Não se pode servir a Deus e a mamon. Não se pode servir a Deus e a mamon.
Não se pode servir a Deus e a mamon.
ThiagoPereiraSantos2
 
Você está podendo?
Você está podendo?Você está podendo?
Você está podendo?
Quenia Damata
 
Le 814 ese_cap11_item10
Le 814 ese_cap11_item10Le 814 ese_cap11_item10
Le 814 ese_cap11_item10
Patricia Farias
 
LE 872 ESE cap13_item1
LE 872 ESE cap13_item1LE 872 ESE cap13_item1
LE 872 ESE cap13_item1
Patricia Farias
 
Desprendimento dos bens terrenos
Desprendimento dos bens terrenosDesprendimento dos bens terrenos
Desprendimento dos bens terrenos
Henrique Vieira
 
Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...
Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...
Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...
Antonio Braga
 
Livro da vida
Livro da vidaLivro da vida

Semelhante a Não vos afadigueis pela posse do ouro (20)

Chorem e gritem!_1042014_GGR
Chorem e gritem!_1042014_GGRChorem e gritem!_1042014_GGR
Chorem e gritem!_1042014_GGR
 
Respostas_Com os ricos e famosos_812014
Respostas_Com os ricos e famosos_812014Respostas_Com os ricos e famosos_812014
Respostas_Com os ricos e famosos_812014
 
As parábolas de Jesus
As parábolas de Jesus  As parábolas de Jesus
As parábolas de Jesus
 
A verdadeira propriedade
A verdadeira propriedadeA verdadeira propriedade
A verdadeira propriedade
 
Palestra Espirita De Onde Vem as Tentacoes - KSSF
Palestra Espirita De Onde Vem as  Tentacoes - KSSFPalestra Espirita De Onde Vem as  Tentacoes - KSSF
Palestra Espirita De Onde Vem as Tentacoes - KSSF
 
Acreditar ou não em Deus
Acreditar ou não em DeusAcreditar ou não em Deus
Acreditar ou não em Deus
 
Uma igreja verdadeiramente próspera1
Uma igreja verdadeiramente próspera1Uma igreja verdadeiramente próspera1
Uma igreja verdadeiramente próspera1
 
Sexta semana
Sexta semanaSexta semana
Sexta semana
 
Sexta semana
Sexta semanaSexta semana
Sexta semana
 
evangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptxevangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptx
 
Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8
Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8
Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8
 
Os Valores Da Vida
Os Valores Da VidaOs Valores Da Vida
Os Valores Da Vida
 
Acreditar ou não em deus
Acreditar ou não em deusAcreditar ou não em deus
Acreditar ou não em deus
 
Não se pode servir a Deus e a mamon.
Não se pode servir a Deus e a mamon. Não se pode servir a Deus e a mamon.
Não se pode servir a Deus e a mamon.
 
Você está podendo?
Você está podendo?Você está podendo?
Você está podendo?
 
Le 814 ese_cap11_item10
Le 814 ese_cap11_item10Le 814 ese_cap11_item10
Le 814 ese_cap11_item10
 
LE 872 ESE cap13_item1
LE 872 ESE cap13_item1LE 872 ESE cap13_item1
LE 872 ESE cap13_item1
 
Desprendimento dos bens terrenos
Desprendimento dos bens terrenosDesprendimento dos bens terrenos
Desprendimento dos bens terrenos
 
Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...
Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...
Livro dos espiritos - questoes 803 a 805 - igualdade natural e desigualdade d...
 
Livro da vida
Livro da vidaLivro da vida
Livro da vida
 

Último

O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
Oziete SS
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
GABRIELADIASDUTRA1
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 

Último (10)

O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 

Não vos afadigueis pela posse do ouro

  • 1. Não vos afadigueis pela posse do ouro. CELE, 20/11/2013 - Henrique e Cândida Vieira Observai os pássaros do céu…
  • 2.  Olhai os pássaros no céu (ou Olhai os lírios do campo) é um discurso proferido por Jesus durante o Sermão da Montanha e relatado nos evangelhos de Mateus e Lucas.
  • 3. “Não acumuleis tesouros na Terra, onde a ferrugem e os vermes os comem e onde os ladrões os desenterram e roubam; acumulai tesouros no céu, onde nem a ferrugem, nem os vermes os comem; porquanto, onde está o vosso tesouro aí está também o vosso coração.” (Mt, 6: 19 a 21)
  • 4. JESUS NÃO QUERIA DIZER QUE: JESUS QUERIA DIZER QUE:  Não devemos ter bens materiais;  Não os tendo, não devemos fazer o menor esforço por conquistá-los;  Se os tivermos, devemos dar tudo e ficar na miséria;  Os bens terrenos são transitórios, e sua importância é relativa;  Devemos nos esforçar pela conquista dos bens espirituais;  “(...) não ligueis aos bens materiais mais importância do que aos espirituais e sabei sacrificar os primeiros aos segundos.” (Kardec) “Na busca incessante de TER, o homem esquece-se de SER, passa a vida TENDO tudo e acaba SENDO nada.” (autor desconhecido)
  • 5. 76. Que definição se pode dar dos Espíritos? “Pode dizer-se que os Espíritos são os seres inteligentes da criação. Povoam o Universo, fora do mundo material.” 84. Os Espíritos constituem um mundo à parte, fora daquele que vemos? “Sim, o mundo dos Espíritos, ou das inteligências incorpóreas.” 85. Qual dos dois, o mundo espírita ou o mundo corpóreo, é o principal, na ordem das coisas? “O mundo espírita, que preexiste e sobrevive a tudo.” 96. São iguais os Espíritos, ou há entre eles qualquer hierarquia? “São de diferentes ordens, conforme o grau de perfeição que tenham alcançado.” OLivrodosEspíritos ParteSegunda,Cap.I
  • 6. “Observai os pássaros do céu: não semeiam, não ceifam, nada guardam em celeiros; mas, vosso Pai celestial os alimenta. Não sois muito mais do que eles? E qual, dentre vós, o que pode, com todos os seus esforços, aumentar de um côvado a sua estatura?.” (Mt, 6:27 a 27)
  • 7. JESUS NÃO QUERIA DIZER QUE: JESUS QUERIA DIZER QUE:  Não devemos nos preocupar com a obtenção de alimento;  Se eu ficar esperando, o alimento cairá do céu;  Não devemos buscar nos prover do necessário, nem fazer provisões;  Não devemos trabalhar!  Não devemos desanimar, e sim confiar na Providência Divina;  Somos mais do que simples seres, somos FILHOS de Deus!!!  Somos MAIS e MELHORES do que imaginamos, mas é preciso saber disso, alçar vôo e descobrir quão alto podemos chegar... “Deus conhece as nossas necessidades e a elas provê, como for necessário. O homem, porém, insaciável nos seus desejos, nem sempre sabe contentar-se com o que tem: o necessário não lhe basta, reclama o supérfluo. A Providência, então, o deixa entregue a si mesmo.” (KARDEC)
  • 8. “Por que, também, vos inquietais pelo vestuário? Observai como crescem os lírios dos campos: não trabalham, nem fiam; entretanto, eu vos declaro que nem Salomão, em toda a sua glória, jamais se vestiu como um deles. Ora, se Deus tem o cuidado de vestir dessa maneira a erva dos campos, que existe hoje e amanhã será lançada na fornalha, quanto maior cuidado não terá em vos vestir, ó homens de pouca fé!.” (Mt, 6: 28 a 30)
  • 9. Salomão é um personagem da Bíblia (mencionado, sobretudo, no Livro dos Reis), filho de David com Bate-Seba, que teria se tornado o terceiro rei de Israel, governando durante cerca de 40 anos Riquezas de Salomão "O peso do ouro que se trazia a Salomão cada ano era de 666 talentos de ouro" (equivalente a cerca de 10 toneladas de ouro) de tributos, além das outras fontes que não eram o próprio povo. "Todas as taças de que se servia o rei Salomão eram de ouro.”
  • 10. JESUS NÃO QUERIA DIZER QUE: JESUS QUERIA DIZER QUE:  Não devemos nos preocupar com a obtenção de vestimentas;  Se eu ficar esperando, as vestes de demais bens de que necessito cairão do céu;  Não devemos ser previdentes e nem planejar a vida;  Não devemos deixar que a preocupação exagerada na obtenção de recursos para viver seja mais importante que o VIVER em si;  Confia em Deus...  Vista-se como os lírios do campo, ou seja, resplandeça a beleza divina que há em ti!!!!! “Basta a cada dia a sua própria aflição.” (JESUS, em: MATEUS, 6:34)
  • 11. 9. Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos, nem alforjes para o caminho, nem duas túnicas, nem alparcas, nem bordão; porque digno é o operário do seu alimento. (Mateus, X: 9-10) 10. E, em qualquer cidade ou aldeia, em que entrardes, procurai saber quem nela seja digno, e hospedai-vos aí, até que vos retireis. E, quando entrardes nalguma casa, saudai-a; e, se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; mas, se não for digna, torne para vós a vossa paz. E, se ninguém vos receber, nem escutar as vossas palavras, saindo daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos pés. Em verdade vos digo que, no dia do juízo, haverá menos rigor para o país de Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade. (Mateus, Cap. X, 11-15) OEvangelhoSegundooEspiritismo Cap.XXV
  • 12. "Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me".
  • 13. Ainda uma vez vos digo: É mais fácil que um camelo passe pelo buraco de uma agulha, do que entrar um rico no reino dos céus. (Mateus cap. XIX, v. 16 a 24. - Lucas, cap. XVIII, v. 18 a 25. - Marcos, cap. X, v 17 a 25.) OEvangelhoSegundooEspiritismo Cap.XVI Se a riqueza é causa de muitos males, se exacerba tanto as más paixões, se provoca mesmo tantos crimes, não é a ela que devemos inculpar, mas ao homem, que dela abusa, como de todos os dons de Deus. Pelo abuso, ele torna pernicioso o que lhe poderia ser de maior utilidade. E a consequência do estado de inferioridade do mundo terrestre. Se a riqueza somente males houvesse de produzir, Deus não a teria posto na Terra. Compete ao homem fazê-la produzir o bem. Se não é um elemento direto de progresso moral, é, sem contestação, poderoso elemento de progresso intelectual.
  • 14. OEvangelhoSegundooEspiritismo Cap.XXV 11. Estas palavras, que Jesus dirigia aos seus apóstolos, ao enviá-los anunciar a boa nova pela primeira vez, nada tinham de estranho naquela época. Estavam de acordo com os costumes patriarcais do Oriente, onde o viajante era sempre bem recebido. Mas, então, eles eram raros. Entre os povos modernos, o aumento das viagens teria de criar novos costumes. Só encontramos agora os do tempo antigo nas regiões distantes, onde o tráfico intenso ainda não penetrou. Se Jesus voltasse hoje à Terra, não poderia mais dizer aos seus apóstolos: "Ponde-vos a caminho sem provisões.“ Juntamente com o sentido próprio, essas palavras encerram um sentido moral bastante profundo. Jesus ensinava, assim, aos seus discípulos a se confiarem na providência. Além disso, desde que nada possuíam, eles não podiam tentar a cupidez dos que os recebiam. Era um meio pelo qual distinguiriam os caridosos dos egoístas, e por isso lhes disse: “Informai-vos de quem é digno de vos receber" ou seja, de quem é suficientemente humano para abrigar o viajante que nada pode pagar, porquanto esses são dignos de ouvir as vossas palavras, e é pela sua caridade que os reconhecereis.
  • 15. Quanto aos que nem sequer os quisessem receber, nem ouvir, recomendou ele aos apóstolos que os amaldiçoassem? Ou recomendou que se impusessem a eles, e usassem de violência, para os constranger a converterem-se? Não, mas que se retirassem pura e simplesmente, à procura de gente de boa vontade. Assim, diz hoje o Espiritismo aos seus adeptos: Não violenteis nenhuma consciência; não forceis ninguém a deixar a sua crença, para adotar a vossa; não lanceis o anátema sobre os que não pensem como vós. Acolhei os que vos procuram e deixai em paz os que vos repelem. Lembrai-vos das palavras do Cristo: antigamente o céu era tomado por violência, mas hoje o será pela caridade e a doçura. OEvangelhoSegundooEspiritismo Cap.XXV
  • 16. AGénese A providência é a solicitude de Deus para com as suas criaturas. Ele está em toda parte, tudo vê, a tudo preside, mesmo às coisas mais mínimas. É nisto que consiste a ação providencial. Cap.II,itens8,19e20 Deus é, pois, a inteligência suprema e soberana, é único, eterno, imutável, imaterial, omnipotente, soberanamente justo e bom, infinito em todas as perfeições, e não pode ser diverso disso. Não é dado ao homem sondar a natureza íntima de Deus. Para compreendê-Lo, ainda nos falta o sentido próprio, que só se adquire por meio da completa depuração do Espírito. Mas, se não pode penetrar na essência de Deus, o homem, desde que aceite como premissa a sua existência, pode, pelo raciocínio, chegar a conhecer-lhe os atributos necessários, porquanto, vendo o que ele absolutamente não pode ser, sem deixar de ser Deus, deduz daí o que ele deve ser.
  • 17. Sendo Deus a essência divina por excelência, unicamente os Espíritos que atingiram o mais alto grau de desmaterialização o podem perceber. Pelo facto de não o verem, não se segue que os Espíritos imperfeitos estejam mais distantes dele do que os outros; esses Espíritos, como os demais, como todos os seres da Natureza, se encontram mergulhados no fluido divino, do mesmo modo que nós o estamos na luz. AGénese Cap.II,itens34e35 O Espírito só se depura com o tempo, sendo as diversas encarnações o alambique em cujo fundo deixa de cada vez algumas impurezas. Com o abandonar o seu invólucro corpóreo, os Espíritos não se despojam instantaneamente de suas imperfeições, razão por que, depois da morte, não veem a Deus mais do que o viam quando vivos; mas, à medida que se depuram, têm dele uma intuição mais clara. Não o veem, mas compreendem-no melhor; a luz é menos difusa.
  • 18. "A vida não cessa. A vida é fonte eterna e a morte é o jogo escuro das ilusões. (…) Forneceremos, somente, algumas ligeiras notícias ao espírito sequioso dos nossos irmãos na senda de realização espiritual, e que compreendem connosco que "o espírito sopra onde quer". ANDRÉ LUIZ, 1944
  • 19. Desapego dos bens terrenos: Pessoas e coisas
  • 21. Desapego dos bens terrenos: Pessoas e coisas
  • 22.  Gastamos tanto tempo mergulhados no passado, ou preocupados em demasia com o futuro, que esquecemos de viver o momento presente. No entanto, esse é o presente que Deus nos dá, e sem ele, não há passado, muito menos futuro...  Damos muito valor ao que é extremamente transitório e esquecemos de valorizar o que é eterno...  PREocupar-se é, das duas uma: ocupar-se duas vezes, ou uma vez sem necessidade;  Dizemos que confiamos em Deus, mas efetivamente parece que não. Façamos a nossa parte, Deus providenciará o que Lhe compete... Mas, façamos a nossa parte!!  E confiemos, sempre...
  • 23.  Kardec, Allan, O Evangelho segundo o Espiritismo, XXV, 6-11  Palestras: http://estudosespiritas.tk  Olhai os pássaros no céu: http://pt.wikipedia.org/wiki/Olhai_os_p%C3 %A1ssaros_no_c%C3%A9u  Apego e libertação: http://www.slideshare.net/ofirsete/apego- e-libertaao-fev-2008