SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Baixar para ler offline
Jesus ensinava em parábolas
Ouviste certamente
dizer muitas vezes que
Jesus pregou, ensinou.
Que    processos
usou   Ele   para
ensinar?
Ele ensinou de duas maneiras:



  – através de gestos;

  – através de palavras.
Os gestos que Ele fez ou atitudes que
assumiu dizem-nos quem Ele é, donde vem
e o que pretende. São sobretudo gestos
libertadores, de ajuda, de salvação, de
amor, de perdão. Os mais conhecidos são
os milagres, mas não são tudo.
As palavras com que Ele ensinou não
foram ditas em salas de aulas nem em
auditórios de gente culta. Foi no campo, na
rua, na barca, em casa, na sinagoga ou no
templo... onde viesse a propósito.
Também pronunciava discursos, sobretudo
para gente mais entendida, mas a Sua
linguagem   mais   querida,   aquela   que
gostava mais de utilizar e que as pessoas
percebiam melhor eram as parábolas.
Embora       Jesus       fosse   um    exímio
contador de parábolas, como o provam
as   cerca    de     4    dezenas     que   os
Evangelhos nos transmitiram, elas não
eram exclusivas d'Ele. Jesus retirou-as
do quotidiano da vida familiar e social
do Seu tempo.
FORMAS
LITERÁRIAS NOS
 EVANGELHOS
Parábolas:


São comparações prolongadas que utilizam
narrações cheias de elementos da vida
quotidiana do povo. Através destas histórias
fictícias Jesus quer transmitir uma verdade
fundamental   ou   um    ensinamento    por
comparação ou semelhança.
Metáforas:




São comparações simples em que se
aplica a uma coisa o nome de outra por
analogia ou semelhança.
Alegorias:




São metáforas desenvolvidas numa
narração. São pequenas narrações
figuradas em que cada elemento da
narrativa tem um significado próprio.
Ditado Popular:




Ditos sapienciais ou sentenças. Exprimem
verdades retiradas da sabedoria popular.
Comparações:




Estabelecem relações de semelhança
entre dois elementos.
A Parábola foi, contudo a forma literária que
Jesus mais usou e que melhor se coadunou
à mensagem que Ele pretendia transmitir.
Podemos mesmo dizer que foi através de
parábolas que Jesus nos revelou as grandes
verdades acerca de Deus e do Seu projecto
- o Reino de Deus.
Jesus ensinava em parábolas

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Parabolas - Perdidos
Parabolas - PerdidosParabolas - Perdidos
Parabolas - PerdidosTinnova Tech
 
A lenda do peixinho vermelho
A lenda do peixinho vermelhoA lenda do peixinho vermelho
A lenda do peixinho vermelhoMaivo falcão
 
O que é o Espiritismo? (o tríplice aspecto)-1,5h
O que é o Espiritismo? (o tríplice aspecto)-1,5hO que é o Espiritismo? (o tríplice aspecto)-1,5h
O que é o Espiritismo? (o tríplice aspecto)-1,5hhome
 
Os inimigos desencarnados e sua ação contra os grupos espíritas
Os inimigos desencarnados e sua ação contra os grupos espíritasOs inimigos desencarnados e sua ação contra os grupos espíritas
Os inimigos desencarnados e sua ação contra os grupos espíritasGraça Maciel
 
O espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidadeO espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidadeGraça Maciel
 

Destaque (9)

Parabolas - Perdidos
Parabolas - PerdidosParabolas - Perdidos
Parabolas - Perdidos
 
A lenda do peixinho vermelho
A lenda do peixinho vermelhoA lenda do peixinho vermelho
A lenda do peixinho vermelho
 
Parábolas
ParábolasParábolas
Parábolas
 
As parábolas de Jesus
As parábolas de Jesus  As parábolas de Jesus
As parábolas de Jesus
 
Parábolas de Jesus
Parábolas de JesusParábolas de Jesus
Parábolas de Jesus
 
O que é o Espiritismo? (o tríplice aspecto)-1,5h
O que é o Espiritismo? (o tríplice aspecto)-1,5hO que é o Espiritismo? (o tríplice aspecto)-1,5h
O que é o Espiritismo? (o tríplice aspecto)-1,5h
 
Os inimigos desencarnados e sua ação contra os grupos espíritas
Os inimigos desencarnados e sua ação contra os grupos espíritasOs inimigos desencarnados e sua ação contra os grupos espíritas
Os inimigos desencarnados e sua ação contra os grupos espíritas
 
JESUS, MESTRE DA EDUCAÇÃO
JESUS, MESTRE DA EDUCAÇÃOJESUS, MESTRE DA EDUCAÇÃO
JESUS, MESTRE DA EDUCAÇÃO
 
O espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidadeO espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidade
 

Semelhante a Microsoft Power Point 8.1.08

Todas as Parábolas da Bíblia - Herbert Lockyer
Todas as Parábolas da Bíblia - Herbert LockyerTodas as Parábolas da Bíblia - Herbert Lockyer
Todas as Parábolas da Bíblia - Herbert LockyerArão Zuconelli
 
Todas as parábolas da bíblia - Herbert Lockyer
Todas as parábolas da bíblia - Herbert LockyerTodas as parábolas da bíblia - Herbert Lockyer
Todas as parábolas da bíblia - Herbert Lockyerjesusnaveia
 
Herbert lockyer todas as parábolas da bíblia
Herbert lockyer   todas as parábolas da bíbliaHerbert lockyer   todas as parábolas da bíblia
Herbert lockyer todas as parábolas da bíbliaRodolfo Neves
 
aula 2 - ines dussel - cópia.pdf
aula 2 - ines dussel - cópia.pdfaula 2 - ines dussel - cópia.pdf
aula 2 - ines dussel - cópia.pdfcinematographoufabc
 
A TEOLOGIA BÍBLICA DA CONTEXTUALIZAÇÃO 001.pptx
A TEOLOGIA BÍBLICA DA CONTEXTUALIZAÇÃO 001.pptxA TEOLOGIA BÍBLICA DA CONTEXTUALIZAÇÃO 001.pptx
A TEOLOGIA BÍBLICA DA CONTEXTUALIZAÇÃO 001.pptxvalmirlima26
 
Parabolas jesus cheung
Parabolas jesus cheungParabolas jesus cheung
Parabolas jesus cheungSttefane Fraga
 
Asparbolasdejesus vincentcheung-120617085915-phpapp02
Asparbolasdejesus vincentcheung-120617085915-phpapp02Asparbolasdejesus vincentcheung-120617085915-phpapp02
Asparbolasdejesus vincentcheung-120617085915-phpapp02Rubens Tatekawa
 
03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf
03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf
03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdfssuser901b57
 
03exegebblica 140513132332-phpapp02
03exegebblica 140513132332-phpapp0203exegebblica 140513132332-phpapp02
03exegebblica 140513132332-phpapp02Convenção Cimadeba
 
Parabolas jesus cheung
Parabolas jesus cheungParabolas jesus cheung
Parabolas jesus cheungEduardo Sousa
 
As parábolas de jesus vincent cheung
As parábolas de jesus   vincent cheungAs parábolas de jesus   vincent cheung
As parábolas de jesus vincent cheungdeusdetdfsoares
 
Língua portuguesa 6º ano
Língua portuguesa 6º anoLíngua portuguesa 6º ano
Língua portuguesa 6º anosmssergio
 

Semelhante a Microsoft Power Point 8.1.08 (20)

Todas as Parábolas da Bíblia - Herbert Lockyer
Todas as Parábolas da Bíblia - Herbert LockyerTodas as Parábolas da Bíblia - Herbert Lockyer
Todas as Parábolas da Bíblia - Herbert Lockyer
 
Todas as parábolas da bíblia - Herbert Lockyer
Todas as parábolas da bíblia - Herbert LockyerTodas as parábolas da bíblia - Herbert Lockyer
Todas as parábolas da bíblia - Herbert Lockyer
 
todas as parbolas da biblia
 todas as parbolas da biblia todas as parbolas da biblia
todas as parbolas da biblia
 
Herbert lockyer todas as parábolas da bíblia
Herbert lockyer   todas as parábolas da bíbliaHerbert lockyer   todas as parábolas da bíblia
Herbert lockyer todas as parábolas da bíblia
 
aula 2 - ines dussel - cópia.pdf
aula 2 - ines dussel - cópia.pdfaula 2 - ines dussel - cópia.pdf
aula 2 - ines dussel - cópia.pdf
 
A TEOLOGIA BÍBLICA DA CONTEXTUALIZAÇÃO 001.pptx
A TEOLOGIA BÍBLICA DA CONTEXTUALIZAÇÃO 001.pptxA TEOLOGIA BÍBLICA DA CONTEXTUALIZAÇÃO 001.pptx
A TEOLOGIA BÍBLICA DA CONTEXTUALIZAÇÃO 001.pptx
 
Parabolas jesus cheung
Parabolas jesus cheungParabolas jesus cheung
Parabolas jesus cheung
 
Asparbolasdejesus vincentcheung-120617085915-phpapp02
Asparbolasdejesus vincentcheung-120617085915-phpapp02Asparbolasdejesus vincentcheung-120617085915-phpapp02
Asparbolasdejesus vincentcheung-120617085915-phpapp02
 
03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf
03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf
03exegebblica-140513132332-phpapp02.pdf
 
03 exege bíblica
03 exege bíblica03 exege bíblica
03 exege bíblica
 
03exegebblica 140513132332-phpapp02
03exegebblica 140513132332-phpapp0203exegebblica 140513132332-phpapp02
03exegebblica 140513132332-phpapp02
 
Parabolas jesus cheung
Parabolas jesus cheungParabolas jesus cheung
Parabolas jesus cheung
 
As parábolas de jesus vincent cheung
As parábolas de jesus   vincent cheungAs parábolas de jesus   vincent cheung
As parábolas de jesus vincent cheung
 
Tp3
Tp3Tp3
Tp3
 
Tp3
Tp3Tp3
Tp3
 
Tp3
Tp3Tp3
Tp3
 
Língua portuguesa 6º ano
Língua portuguesa 6º anoLíngua portuguesa 6º ano
Língua portuguesa 6º ano
 
07
0707
07
 
TESTE
TESTETESTE
TESTE
 
Disciplina de Hermenêutica
Disciplina de HermenêuticaDisciplina de Hermenêutica
Disciplina de Hermenêutica
 

Mais de Tito Romeu Gomes de Sousa Maia Mendes

Mais de Tito Romeu Gomes de Sousa Maia Mendes (20)

Trabalho de grupo 5ºa
Trabalho de grupo 5ºaTrabalho de grupo 5ºa
Trabalho de grupo 5ºa
 
Silves cristã
Silves cristãSilves cristã
Silves cristã
 
A importancia da água
A importancia da águaA importancia da água
A importancia da água
 
áGua
áGuaáGua
áGua
 
A importancia da água
A importancia da águaA importancia da água
A importancia da água
 
A arte religiosa na cidade de silves
A arte religiosa na cidade de silvesA arte religiosa na cidade de silves
A arte religiosa na cidade de silves
 
Arte cristã em silves 5ºa
Arte cristã em silves 5ºaArte cristã em silves 5ºa
Arte cristã em silves 5ºa
 
Joao arez e pedro
Joao arez e pedroJoao arez e pedro
Joao arez e pedro
 
Historia do rock
Historia do rockHistoria do rock
Historia do rock
 
O nosso planeta
O nosso planetaO nosso planeta
O nosso planeta
 
Apresentação joana...
Apresentação joana...Apresentação joana...
Apresentação joana...
 
Apresentação moral
Apresentação   moralApresentação   moral
Apresentação moral
 
Apresentação joana...
Apresentação joana...Apresentação joana...
Apresentação joana...
 
Religião
ReligiãoReligião
Religião
 
Monoteísmo e politeísmo
Monoteísmo e politeísmoMonoteísmo e politeísmo
Monoteísmo e politeísmo
 
Projecto vida
Projecto vidaProjecto vida
Projecto vida
 
Projecto de voluntariado..
Projecto de voluntariado..Projecto de voluntariado..
Projecto de voluntariado..
 
Projecto ines costa 9 a
Projecto  ines costa 9 aProjecto  ines costa 9 a
Projecto ines costa 9 a
 
Projecto de voluntariado..
Projecto de voluntariado..Projecto de voluntariado..
Projecto de voluntariado..
 
Projecto vida
Projecto vidaProjecto vida
Projecto vida
 

Último

Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .natzarimdonorte
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequeseanamdp2004
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).natzarimdonorte
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfnatzarimdonorte
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfSUELLENBALTARDELEU
 

Último (14)

Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
 

Microsoft Power Point 8.1.08

  • 1. Jesus ensinava em parábolas
  • 2. Ouviste certamente dizer muitas vezes que Jesus pregou, ensinou.
  • 3. Que processos usou Ele para ensinar?
  • 4. Ele ensinou de duas maneiras: – através de gestos; – através de palavras.
  • 5. Os gestos que Ele fez ou atitudes que assumiu dizem-nos quem Ele é, donde vem e o que pretende. São sobretudo gestos libertadores, de ajuda, de salvação, de amor, de perdão. Os mais conhecidos são os milagres, mas não são tudo.
  • 6. As palavras com que Ele ensinou não foram ditas em salas de aulas nem em auditórios de gente culta. Foi no campo, na rua, na barca, em casa, na sinagoga ou no templo... onde viesse a propósito.
  • 7. Também pronunciava discursos, sobretudo para gente mais entendida, mas a Sua linguagem mais querida, aquela que gostava mais de utilizar e que as pessoas percebiam melhor eram as parábolas.
  • 8. Embora Jesus fosse um exímio contador de parábolas, como o provam as cerca de 4 dezenas que os Evangelhos nos transmitiram, elas não eram exclusivas d'Ele. Jesus retirou-as do quotidiano da vida familiar e social do Seu tempo.
  • 10. Parábolas: São comparações prolongadas que utilizam narrações cheias de elementos da vida quotidiana do povo. Através destas histórias fictícias Jesus quer transmitir uma verdade fundamental ou um ensinamento por comparação ou semelhança.
  • 11. Metáforas: São comparações simples em que se aplica a uma coisa o nome de outra por analogia ou semelhança.
  • 12. Alegorias: São metáforas desenvolvidas numa narração. São pequenas narrações figuradas em que cada elemento da narrativa tem um significado próprio.
  • 13. Ditado Popular: Ditos sapienciais ou sentenças. Exprimem verdades retiradas da sabedoria popular.
  • 14. Comparações: Estabelecem relações de semelhança entre dois elementos.
  • 15. A Parábola foi, contudo a forma literária que Jesus mais usou e que melhor se coadunou à mensagem que Ele pretendia transmitir. Podemos mesmo dizer que foi através de parábolas que Jesus nos revelou as grandes verdades acerca de Deus e do Seu projecto - o Reino de Deus.
  • 16. Jesus ensinava em parábolas