SlideShare uma empresa Scribd logo
Marketing DigitalConceitos e Ferramentasparapequenos, médios e grandesclientes
Daniella Borges de BritoPublicitária, Empresária, Professora, Palestrante, Escritora e Blogueira.FormadaemPublicidade e Propaganda pelaBelasArtes de São Paulo12 anos de experiêncianaárea de Marketing Digital com passagempor grandes agências, como a Leo Burnett, Full Jazz e AgênciaClickIsobar. Atuounasáreas de desenvolvimento, criação, planejamento e gerenciamento de projetoscom grandes clientes taiscomo: Vick,ESPN, Kraft, Vivo, Bradesco, Citibank, Santander, Bank Boston,  DHL, Fiat, Avon, etc.ProprietáriadaD2B Comunicação, agência de Marketing Digital com 3 anos de vida.Autora do livroConstruindo um blog de sucesso com o WordPress 3 pelaEditoraBrasportBlogueira do Multiplicidades(blog próprio), ProfissionaisTI e Tecnocrata Digital.Jáatueicomoprofessorapara a Impacta, Cadritech e Fit.Sobremim
O que os números significamDiferenças entre o Marketing tradicional e o Marketing DigitalDiferenças entre atender pequenos, médios e grandes clientesAs ferramentas do Marketing DigitalComo iniciar um planejamento de Marketing DigitalAgenda
O queosnúmerossignificam
O acesso à internet atingiu 77,8 milhões de pessoas no segundo trimestre de 2011, segundo o IBOPE Nielsen Online.Fonte:http://www.ibope.com.br/calandraWeb/servlet/CalandraRedirect?temp=6&proj=PortalIBOPE&pub=T&db=caldb&comp=pesquisa_leitura&nivel=null&docid=C2A2CAE41B62E75E83257907000EC04FDados de Agosto de 2011 sobreosacessos a Internet
Dados de Agosto de 2011 sobreosacessos a InternetO crescimento do total de usuários continua a ser maior na internet domiciliar. Considerando somente os usuários ativos em residências, o número passou de 32,3 milhões em agosto de 2010 para 37 milhões em agosto de 2011, uma expansão de 14,4% no período.
 No entanto, em Abril de 2010 era o principal local de acesso a lanhouse (31%), seguido da própria casa (27%) e da casa de parente de amigos com 25%.Fonte: http://tobeguarany.com/internet_no_brasil.phpDados de Abril de 2010 sobreosacessos a Internet
Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/07/acesso-internet-3g-cresce-90-no-semestre.htmlDados de Julho de 2011 sobreosacessos a Internet porcelular.O total de acessos ativos a internet via celular 3G cresceu 90% na comparação entre o primeiro semestre de 2011 e de 2010, chegando a 21,3 milhões. Este número representa 76,34% dos acessos móveis – que somam 27,9 milhões – e 48,74% do total de conexões de banda larga no Brasil – que chegam a 43,7 milhões.
Google Chrome será o navegador mais usado da internet em 2012, indicam estatísticas de uso.Fonte: http://www.caririnoticia.com.br/2011/10/google-chrome-sera-o-navegador-mais-usado-da-internet-em-2012-indicam-estatisticas-de-uso.htmlTendênciapara 2012
1024 x 768 pixels - ainda serve de referência para o desenvolvimento de web sites . Em setembro de 2011, foi usada por 17,01% dos usuários mundiais.1280 x 800 pixels - formato mais horizontal, utilizado por um número crescente de usuários. Em setembro de 2011, foi usada por 13,86% dos usuários mundiais.Essatendênciatambém se repete no Brasil.Fonte: http://marketshare.hitslink.com/report.aspx?qprid=17Dados de Outubro de 2011 sobre a utilização de resoluções.
E quais são as tendências para o futuro?
TelecentroO Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) prevê um incremento ainda maior no universo dos usuários de internet do país. A meta do governo é massificar, até 2014, a oferta de acessos banda larga e promover o crescimento da capacidade da infraestrutura de telecomunicações do país. Para isso, o Ministério das Comunicações pretende definir, até o fim de junho próximo, um plano de metas para oferecer internet em larga escala por R$ 35. Com esse valor, o Plano levara acesso à internet a 70% da população brasileira.Fonte: http://blog.planalto.gov.br/numero-de-usuarios-de-internet-no-brasil-cresce-139-em-um-ano-e-chega-a-432-mi/
Mas do que nós temos falado?
A geração Y é formada por jovens nascidos a partir do final dos anos 70. Dotados de uma gigantesca intimidade com o meio tecnológico, essa geração se caracteriza por ser questionadores por natureza, movidos a desafios, imediatistas e capazes de realizar varias tarefas ao mesmo tempo, não se sujeitam às tarefas subalternas de inicio de carreira, buscando sempre altos salários desde cedo.Fonte: http://mirandavox.blogspot.com/2009/05/geracao-y-e-formada-por-jovens-nascidos.html
Marketing digital
Fonte: http://www.locawebers.com.br/uncategorized/estatisticas-de-marco-81-browsers-ipad-subindo-ie6-caindo/Dados Estatísticos de Maio de 2011 sobreacessosao site daLocaweb.
Mas do que deveríamos falar?
Itaim, Jardins, Morumbi, Vila Olímpia, não são referência quando falamos de Brasil.Regiões nobres de São PauloResto do BrasilGeração Y + Ipade Iphone.Nova Classe MédiaQuem mora em São Paulo não mora no Brasil.
Antes:
Agora:
A classe C representametadedapopulaçãobrasileira, ouseja, 100 milhões de pessoas.Essa nova classemédianãosonhamaisem ser como os ricos. Elaquerconsumir, massemfantasiar de deixar o bairroondemoraparamorarem um bairrogrã-fino.Essaclasseconsome 1 trilhãoporano,  mais que as riquezastotais de Argentina, Uruguai, Paraguai e Portugal juntos.A rentabilidade mensal dafamília de classemédia é de R$ 2.295,00A classe C tem um potencial de consumomaior que as classes A e B que estão no topodapirâmide social.Fontes: http://noticias.r7.com/economia/noticias/nova-classe-media-consome-r-1-trilhao-por-ano-20110808.html?question=0http://noticias.r7.com/blogs/daniel-castro/2011/10/06/nova-classe-media-muda-novelas-e-jornais-da-globo-afirma-diretor/Nova Classe Média:
Tem doiscelulares e quermais um.Consomeroupas de marca.Tem TV plana de 29 polegadas.Tem TV porassinatura.Tem DVD.Tem Freezer e lavadora de últimageração.Aproveita o crédito e fazparcelas a perder de vista.Manicure Joseneide mora na Rocinha, tem 34 anos.Fonte: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI10074-15204,00-A+NOVA+CLASSE+MEDIA+DO+BRASIL.html /Nova Classe Média:
Não temos mais uma pirâmide social, mas sim um losango:
Voltando aos acessos a Internet
Parceladosem 12 vezes, jávem com osnavegadoresmaisatuais.
Internet a 0,50 centavos pordia no celular.
“Fizemos o comercial para atingir um público que não está on-line. O filme feito no Brasil mostra como uma menina contou com a ajuda da 	Internet para achar o dono de um cachorro, que estava perdido.” Esteban Walther, diretor de Marketing da Google para América LatinaFonte: http://www.caririnoticia.com.br/2011/10/google-chrome-sera-o-navegador-mais-usado-da-internet-em-2012-indicam-estatisticas-de-uso.html
Antes de pensarmosemplanejarumacampanha de Marketing Digital precisamosentender o cenário o qualestamosinseridosatualmente.Crescenteaumentodabandalarga.Crescenteaumento de acessospeloscelulares.Crescenteaumento do usoda Internet pelanova classemédia.Novosnavegadoresganhando o mercado.
vsDiferenças entre o Marketing tradicional e o Marketing Digital
“Marketing é a atividade humana dirigida para a satisfação das necessidades e desejos, através dos processos de troca.”Philip KotlerFonte: Administração de Marketing – terceira edição
Houve uma redução no número de televisores ligados. No Rio de Janeiro, por exemplo, quase 20% dos aparelhos de televisão foram desligados entre 2005 e 2008. A média nacional ainda é alta, em torno de 42%, mas também tem dado sinais de ceder. Entre 1982 e 1991, cerca 65% de domicílios mantinham os aparelhos de TV ligados.Fonte: http://noticias.uol.com.br/ooops/ultimas-noticias/2008/09/18/ibope-de-novelas-desaba-na-globo-veja-a-queda.jhtm e http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/perguntas_respostas/audiencia-novelas-globo/tv-televisao-ibope-indices-queda-emissora.shtml
No Brasilquemacessa a Internet passatrêsvezesmais tempo quevendoTV.Fonte: http://www.amidiaquemaiscresce.com.br
76% dos consumidoresnãoacreditamque as marcasestãodizendo a verdadeemseusanúncios.Fonte: http://www.slideshare.net/Futurelab/advertising-is-dead
Fonte: http://loiclemeur.com/english/2007/04/food_lies_adver.html
Fonte: http://www.flickr.com/photos/blokey/275563297/sizes/z/in/photostream/
 Dados da Nielsen Global Online ConsumerSurvey de Abril de 2009Fonte: http://www.admit.com.br/marketing/pesquisa-releva-midias-mais-confiaveis-para-publicidade
 Dados da PricewaterhouseCoopersFonte: http://colunistas.ig.com.br/consumoepropaganda/2011/05/24/bolo-publicitario-cresce-477-no-primeiro-trimestre/
“O ser humano há milênios vive em bandos, em grupos. Gostamos de nos aproximar de pessoas que têm interesses similares. A diferença é que com a Internet, agora não há mais barreiras geográficas e ficou muito mais fácil, barato e rápido se comunicar”.  Seth GoldinFonte: http://www.slideshare.net/logicadigital/palestra-marketing-digital-midias-sociais-e-marketing-de-busca-unip
Fonte: http://www.slideshare.net/mnegrini/marketing-de-experincia-e-mdias-sociais-3701547O novo consumidor
Fonte: http://trendwatching.com/trends/trysumers.htm e http://www.odiario.com/blogs/publistorm/de-novo-brastemp-brastemp/TrysumersLivres das amarras da convenção e da escassez, imunes à maior parte das propagandas, e gozando de livre acesso à informação, resenhas e navegação, consumidores experientes estão tentando novas aplicações, novos serviços, novos sabores, novos autores, novos destinos, novos artistas, novos relacionamentos, novo qualquer coisa com sabor de pós-mercado de massa.
Fonte:http://www.slideshare.net/paulisakson/whats-next-in-marketing-advertising-318143Nova forma de fazer Marketing
Fonte:http://www.slideshare.net/paulisakson/whats-next-in-marketing-advertising-318143Nova forma de fazer Marketing
As tendências do Marketing Digital
Depois da Internet Comunicação Individual
 Ouvir o consumidor
 Atendimento Público (Mídias Sociais)Antes da Internet Comunicação de Massa
 Divulgação com Máximo Impacto
 Atendimento Privado (Call-Center)Importante: Os Dois Modelos ConvivemFonte: http://www.slideshare.net/mnegrini/marketing-de-experincia-e-mdias-sociais-3701547
1- MarcaCompanheiraA Nike criou o Nike +, umarede social ondeamantes de corridapodem registrar seusavanços e compartilhar com outraspessoas. Para participar do Nike +, a pessoaprecisacomprar um dispositivo.
A Avon criou o Portal daMaquiagem, com matérias a respeito do assunto, tendências, blog, galeria de fotos.1- MarcaCompanheira
A Bombrilcriou a revista digital Mulher, quetambémestádisponívelgratuitamente no formatoimpresso. A revistaconta com matériasqueenvolvem o universofeminino.1- MarcaCompanheira
A Hellmanscriou o Recepedia.com onde as donas de casa podemencontrarreceitasculinárias.1- MarcaCompanheira
2- Conteúdodescentralizado
2- ConteúdodescentralizadoO consumidor nãoquervisitar o site damarca
2- ConteúdodescentralizadoFonte: http://www.slideshare.net/mnegrini/marketing-de-experincia-e-mdias-sociais-3701547
2- Conteúdodescentralizado
3- EngajamentoUm consumidor engajado com uma marca recomenda-a quatro vezes mais que um consumidor com relação “neutra”.4X49%Quase metade dos consumidores bem atendidos online em caso de problemas acreditam que na verdade não tiveram problemasConsumidores engajados visitam os sites das marcas duas vezes mais e compram online seus produtos três vezes mais que os neutros.3XFonte: http://www.slideshare.net/mnegrini/marketing-de-experincia-e-mdias-sociais-3701547
3- EngajamentoFonte: 4º Relatório Anual de Engajamento Digital do Consumidor
4- Contribuição
5- MétricasIralém dos Pageviews.As métricastambémdevemanalisar o sentimento do consumidor e seuengajamento.
6- Marketing de Experiência e Permissão“O Marketing de Experiência conecta o consumidor com as marcasde maneirarelevante e memorável, se afastando do modelotradicional de sómostrarcaracterísticas e benefícios de produtos e serviços.”“O Marketing de Experiência é uma resposta à reação cada vez mais negativa dos consumidores a formas de marketing consideradas intrusivas, oferecendo experiências com as quais o consumidor escolhe se envolver.”WikipediaÉ a arte de tornar um estranho um amigo, e o amigo, um cliente.O desafio para as companhias é convencer as pessoas a prestar atenção voluntariamente.Seth Goldin sobre o Marketing de Permissão
6- Marketing de Experiência e PermissãoO esquema dos “5 Cs”Fonte: http://www.slideshare.net/mnegrini/marketing-de-experincia-e-mdias-sociais-3701547
6- Marketing de Experiência e PermissãoMarketing de PermissãoMarketing de Intromissão
6- Marketing de Experiência e Permissão
7- PersonalizaçãoCamiseteria
7- PersonalizaçãoDell
8- Atração“É muito melhor ser encontrado do que enviar informações e ofertas para as pessoas”.“As pessoas procuram por dor de cabeça e não por aspirina.” Steve Rubel
9- RapidezA Internet mudou completamente a forma como clientes e empresas se relacionam.Enquanto a interação no SAC ainda é unidirecional, as redes sociais deram poder aos usuários. "Antes você reclamava para seus amigos e nada acontecia. Nas redes sociais você escancara essa situação", afirma Renato Shirakashi, cofundador da Scup, empresa de monitoramento de redes sociais.Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/tec/989698-redes-sociais-sao-mais-ageis-que-sac-como-canal-de-reclamacao.shtml
9- RapidezJuliana Rios, superintendente do SAC do Santander, concorda. "Não existe mais a opção de não estar nas redes sociais. O efeito avassalador atinge todo mundo”.Ela diz que a expectativa de resposta é totalmente diferente nesse novo SAC: "A própria rede não permite responder no dia seguinte".No Santander, há três metas: protestos que chegam via Twitter têm de ser atendidos em até duas horas; via Facebook, em 24 horas; via telefone, em até cinco dias úteis. Outras empresas trabalham com prazos similares.Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/tec/989698-redes-sociais-sao-mais-ageis-que-sac-como-canal-de-reclamacao.shtml
9- RapidezFonte: http://www1.folha.uol.com.br/tec/989698-redes-sociais-sao-mais-ageis-que-sac-como-canal-de-reclamacao.shtml
10- Transmedia Storytelling“Uma história transmídia se descobra através de múltiplas plataformas de mídia, cada qual com um novo texto, fazendo uma contribuição distinta e valiosa para o todo.”Henry Jenkins
10- Transmedia Storytelling Nissan, Cisco e Sprint investiram milhões em ações transmedia que vão desde o patrocínio de downloads, spots de 30´antes das reprises online até uma promoção nacional de criação de novos heróis para a série.
 As revistas em quadrinho (9th Wonders), que começaram na Internet, foram consideradas as mais lidas da história mundial. A DC Comics comprou para lançar em verso capa dura e já são Best-sellers.
 A NBC tem 43 programas mas o site da série Heroes (mais de 10 mil páginas) deteve 25% do tráfego da rede desde que começou.Fonte: http://www.coxacreme.com.br/2007/12/04/transmedia-storytelling/
10- Transmedia Storytelling6 autores, 6 histórias, 6 semanas. As históriaseramcontadasemdiversostipos de mídia.
Diferenças entre atenderpequenos, médios e grandesclientes
PequenoclienteNãoentende o queestácomprando e muitasvezes tem raiva de quementende. Elesabeque é necessáriomasnãoquerparticipar do processopoisnãovaloriza.
Nãosabedistinguir a qualidade e portantonãosabedistinguir o porquêdadiferença de preços.
 Como elenãovaloriza o queestácomprando, elenãodáatençãoaoprojetopodendoextender um prazo final de mesesparaanos.
 Tem muitadificuldadeementenderosprocessos, além disso possuiprocessos mal estabelecidos de marketing emsuaempresa.PequenoclienteAlém do faturamento ser menor, nãopossui a cultura de investir 20% de seufaturamentoemmídia, limitando as ações a curtoprazo de tempo. Açõesquedemandammais tempo de investimentosãoprejudicadas.
 Tem o mauhábito de nãoouvira agência, poisacreditaque “todomundo” entende de propaganda. Nãovêcomplexibilidadenaquiloque a agênciaproduz,
 As cobrançasemrelação a prazo e qualidadecostumam ser praticamentenulas.
Nãopossui CRM, planejamento de marketing e muitasvezessuaestratégialimita-se a copiar a concorrência.Grande clientePossui um departamento de marketing especializado e muitasvezespossuiváriasagênciastrabalhandoemconjuntoatendendo a diferentesdepartamentos, porisso o clientejáentende o suficiente e não é precisoexplicar o “bêabá” do Marketing Digital.
Por ser muitogrande, algumasaçõespodemficarparadas a espera de aprovações  de algumasdiretorias.
Pordependerbastanteda propaganda, a cobrança do clienteemrelação a prazo e qualidadesãointensas. A agênciaprecisaproduzirmuito com qualidade e emcurtoespaço de tempo. A criatividadeprecisa ser “cuspida” parafora.Grande clienteApesar de diversasagências e diversascampanhasseremproduzidassimultaneamente o cuidado com a marca do clientedeve ser prioridadeparanãogerarruídos de comunicação e manter a integridadedacomunicação.
 O clientecostumaouvir a agência e exigedessa, soluçõescadavezmaisinovadoras e criativas.Emresumo…O médiocliente é um “mix” entre o pequeno e o grande. Não é tão “primitivo”, porém não é tão departamental e estruturado.
Trabalhando com o pequenoclienteUtilizarlinguagem simples. Antes de vender é precisoexplicar.
Estabelecerregrasparanãocumprimento de prazos. Porexemplo, se nãohouveraprovaçãoemtantosdias, as atividadesserãoconsideradasautomaticamenteaprovadas.
Nãoadiantatentar vender um planejamento de marketing inteiro, mesmoqueessaseja a solução. É precisofazeraospoucos e mostrarosresultados. “Matar a cobra e mostrar o pau”.
 É necessárioexplicartudo, mesmo o queparece ser óbvio.Trabalhando com o grandeclienteO melhorequilibristavence. Tentarconciliarprazo e qualidadeemtodas as campanhasrealizadas.
Tragaseuclientepara ser seuparceiro. Como eleentende as dificuldades, valoriza o trabalhorealizadopelaagência, ficamaisfácilproduzirquando o clienteparticipa e se envolvenosprocessos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

#Vemprarua
#Vemprarua#Vemprarua
IAB - Brasil Conectado - Hábitos de Consumo de Mídia 2013
IAB - Brasil Conectado - Hábitos de Consumo de Mídia 2013IAB - Brasil Conectado - Hábitos de Consumo de Mídia 2013
IAB - Brasil Conectado - Hábitos de Consumo de Mídia 2013
IAB Brasil
 
Jornalismo e Mídias Sociais
Jornalismo e Mídias SociaisJornalismo e Mídias Sociais
Jornalismo e Mídias Sociais
Pablo Nacer
 
Indicadores Mercado Online
Indicadores Mercado OnlineIndicadores Mercado Online
Indicadores Mercado Online
IAB Brasil
 
IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2013
IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2013IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2013
IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2013
Camilla Fonseca Lambert
 
IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2014
IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2014IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2014
IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2014
Skrol Salustiano
 
Redes sociais o futuro agora
Redes sociais o futuro agoraRedes sociais o futuro agora
Redes sociais o futuro agora
Romante Rodrigues
 
Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1
Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1
Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1
Professor Sérgio Duarte
 
Edw latam midias sociais ago 2011
Edw latam   midias sociais  ago 2011Edw latam   midias sociais  ago 2011
Edw latam midias sociais ago 2011
Sandra Turchi
 
Palestra ibis- marketing digital
Palestra ibis- marketing digitalPalestra ibis- marketing digital
Palestra ibis- marketing digital
Daniella Portásio Borges
 
Apresentação data popular poa
Apresentação data popular poaApresentação data popular poa
Apresentação data popular poa
Helena Meirelles
 
Redes Sociais, a bola da vez!
Redes Sociais, a bola da vez!Redes Sociais, a bola da vez!
Redes Sociais, a bola da vez!
Mel Oliveira
 
Relatório: O Futuro Digital do Brasil em Foco
Relatório: O Futuro Digital do Brasil em FocoRelatório: O Futuro Digital do Brasil em Foco
Relatório: O Futuro Digital do Brasil em Foco
MarketingImob
 
O Uso da Internet por Alunos de Graduação da Faculdade de Comunicação da UFBA
O Uso da Internet por Alunos de Graduação da Faculdade de Comunicação da UFBAO Uso da Internet por Alunos de Graduação da Faculdade de Comunicação da UFBA
O Uso da Internet por Alunos de Graduação da Faculdade de Comunicação da UFBA
PaperCliQ Comunicação
 
Palestra Web 2.0 - Estratégias e Ferramentas (FAP Tupã)
Palestra Web 2.0 - Estratégias e Ferramentas (FAP Tupã)Palestra Web 2.0 - Estratégias e Ferramentas (FAP Tupã)
Palestra Web 2.0 - Estratégias e Ferramentas (FAP Tupã)
Paulo Milreu
 
Jornalismo Digital - tendências do jornalismo no mundo 2.0
Jornalismo Digital - tendências do jornalismo no mundo 2.0Jornalismo Digital - tendências do jornalismo no mundo 2.0
Jornalismo Digital - tendências do jornalismo no mundo 2.0
Nino Carvalho - Consultor e Professor
 
Como o mundo digital pode ajudar sua empresa a chegar ao sucesso
Como o mundo digital pode ajudar sua empresa a chegar ao sucessoComo o mundo digital pode ajudar sua empresa a chegar ao sucesso
Como o mundo digital pode ajudar sua empresa a chegar ao sucesso
Nino Carvalho - Consultor e Professor
 
Apresentação Gestão de Serviços - Coppead
Apresentação Gestão de Serviços - CoppeadApresentação Gestão de Serviços - Coppead
Apresentação Gestão de Serviços - Coppead
Rafael Ferrer
 
Apresentação de Nino Carvalho no #RedeseGov
Apresentação de Nino Carvalho no #RedeseGovApresentação de Nino Carvalho no #RedeseGov
Apresentação de Nino Carvalho no #RedeseGov
Cetem
 
O Mercado de Mídia no Brasil 2013
O Mercado de Mídia no Brasil 2013O Mercado de Mídia no Brasil 2013
O Mercado de Mídia no Brasil 2013
USMediaConsulting
 

Mais procurados (20)

#Vemprarua
#Vemprarua#Vemprarua
#Vemprarua
 
IAB - Brasil Conectado - Hábitos de Consumo de Mídia 2013
IAB - Brasil Conectado - Hábitos de Consumo de Mídia 2013IAB - Brasil Conectado - Hábitos de Consumo de Mídia 2013
IAB - Brasil Conectado - Hábitos de Consumo de Mídia 2013
 
Jornalismo e Mídias Sociais
Jornalismo e Mídias SociaisJornalismo e Mídias Sociais
Jornalismo e Mídias Sociais
 
Indicadores Mercado Online
Indicadores Mercado OnlineIndicadores Mercado Online
Indicadores Mercado Online
 
IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2013
IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2013IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2013
IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2013
 
IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2014
IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2014IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2014
IAB Brasil - comScore - Hábitos de consumo de mídia 2014
 
Redes sociais o futuro agora
Redes sociais o futuro agoraRedes sociais o futuro agora
Redes sociais o futuro agora
 
Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1
Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1
Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1
 
Edw latam midias sociais ago 2011
Edw latam   midias sociais  ago 2011Edw latam   midias sociais  ago 2011
Edw latam midias sociais ago 2011
 
Palestra ibis- marketing digital
Palestra ibis- marketing digitalPalestra ibis- marketing digital
Palestra ibis- marketing digital
 
Apresentação data popular poa
Apresentação data popular poaApresentação data popular poa
Apresentação data popular poa
 
Redes Sociais, a bola da vez!
Redes Sociais, a bola da vez!Redes Sociais, a bola da vez!
Redes Sociais, a bola da vez!
 
Relatório: O Futuro Digital do Brasil em Foco
Relatório: O Futuro Digital do Brasil em FocoRelatório: O Futuro Digital do Brasil em Foco
Relatório: O Futuro Digital do Brasil em Foco
 
O Uso da Internet por Alunos de Graduação da Faculdade de Comunicação da UFBA
O Uso da Internet por Alunos de Graduação da Faculdade de Comunicação da UFBAO Uso da Internet por Alunos de Graduação da Faculdade de Comunicação da UFBA
O Uso da Internet por Alunos de Graduação da Faculdade de Comunicação da UFBA
 
Palestra Web 2.0 - Estratégias e Ferramentas (FAP Tupã)
Palestra Web 2.0 - Estratégias e Ferramentas (FAP Tupã)Palestra Web 2.0 - Estratégias e Ferramentas (FAP Tupã)
Palestra Web 2.0 - Estratégias e Ferramentas (FAP Tupã)
 
Jornalismo Digital - tendências do jornalismo no mundo 2.0
Jornalismo Digital - tendências do jornalismo no mundo 2.0Jornalismo Digital - tendências do jornalismo no mundo 2.0
Jornalismo Digital - tendências do jornalismo no mundo 2.0
 
Como o mundo digital pode ajudar sua empresa a chegar ao sucesso
Como o mundo digital pode ajudar sua empresa a chegar ao sucessoComo o mundo digital pode ajudar sua empresa a chegar ao sucesso
Como o mundo digital pode ajudar sua empresa a chegar ao sucesso
 
Apresentação Gestão de Serviços - Coppead
Apresentação Gestão de Serviços - CoppeadApresentação Gestão de Serviços - Coppead
Apresentação Gestão de Serviços - Coppead
 
Apresentação de Nino Carvalho no #RedeseGov
Apresentação de Nino Carvalho no #RedeseGovApresentação de Nino Carvalho no #RedeseGov
Apresentação de Nino Carvalho no #RedeseGov
 
O Mercado de Mídia no Brasil 2013
O Mercado de Mídia no Brasil 2013O Mercado de Mídia no Brasil 2013
O Mercado de Mídia no Brasil 2013
 

Semelhante a Marketing digital

A Nova Era Digital
A Nova Era DigitalA Nova Era Digital
A Nova Era Digital
Rafael Comin
 
Introdução marketing digital espm jul 2011 v3
Introdução marketing digital espm jul 2011 v3Introdução marketing digital espm jul 2011 v3
Introdução marketing digital espm jul 2011 v3
Sandra Turchi
 
Eleições nos tempos do marketing digital
  Eleições nos tempos do marketing digital  Eleições nos tempos do marketing digital
Eleições nos tempos do marketing digital
Marco Ribeiro
 
Digitalizarpreciso 090914224914 Phpapp02
Digitalizarpreciso 090914224914 Phpapp02Digitalizarpreciso 090914224914 Phpapp02
Digitalizarpreciso 090914224914 Phpapp02
Camila Leite
 
MBA Mkt - Inovação e tendências em Mídias Digitais
MBA Mkt - Inovação e tendências em Mídias DigitaisMBA Mkt - Inovação e tendências em Mídias Digitais
MBA Mkt - Inovação e tendências em Mídias Digitais
Cris Alessi
 
Revolução digital - O que é tendência e o que já se tornou realidade no novo ...
Revolução digital - O que é tendência e o que já se tornou realidade no novo ...Revolução digital - O que é tendência e o que já se tornou realidade no novo ...
Revolução digital - O que é tendência e o que já se tornou realidade no novo ...
Alinne Fernandes
 
Comércio Eletrônico para Micro e Pequena Empresa
Comércio Eletrônico para Micro e Pequena EmpresaComércio Eletrônico para Micro e Pequena Empresa
Comércio Eletrônico para Micro e Pequena Empresa
Associação Comercial de São Paulo
 
Twitter
TwitterTwitter
Twitter
thallestrouva
 
Palestra Rede Dial de Comunicação (rádios). Marketing Digital
Palestra Rede Dial de Comunicação (rádios). Marketing Digital Palestra Rede Dial de Comunicação (rádios). Marketing Digital
Palestra Rede Dial de Comunicação (rádios). Marketing Digital
Janclei Frömming
 
Gestão de marcas em Mídias Sociais por @GabrieLeite
Gestão de marcas em Mídias Sociais por @GabrieLeiteGestão de marcas em Mídias Sociais por @GabrieLeite
Gestão de marcas em Mídias Sociais por @GabrieLeite
Mentes Digitais - Marketing Digital
 
PUC-SP E TV GLOBO
PUC-SP E TV GLOBOPUC-SP E TV GLOBO
PUC-SP E TV GLOBO
Bernardomagalhaes
 
O que o Setor Público Pode Aprender com o Setor Privado
O que o Setor Público Pode Aprender com o Setor PrivadoO que o Setor Público Pode Aprender com o Setor Privado
O que o Setor Público Pode Aprender com o Setor Privado
Nino Carvalho - Consultor e Professor
 
Palestra - Marketing Digital: Novas possibilidades e desafios
Palestra - Marketing Digital: Novas possibilidades e desafiosPalestra - Marketing Digital: Novas possibilidades e desafios
Palestra - Marketing Digital: Novas possibilidades e desafios
Mapa Digital
 
Perfil dos usuários de internet e definição de seu público alvo
Perfil dos usuários de internet e definição de seu público alvoPerfil dos usuários de internet e definição de seu público alvo
Perfil dos usuários de internet e definição de seu público alvo
Evandro Bariviera
 
Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...
Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...
Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...
Paulo Milreu
 
Consumidor digital
Consumidor digitalConsumidor digital
Consumidor digital
renato_castro
 
A audiência inteligente: Impacto dos devices conectados nas programações tele...
A audiência inteligente: Impacto dos devices conectados nas programações tele...A audiência inteligente: Impacto dos devices conectados nas programações tele...
A audiência inteligente: Impacto dos devices conectados nas programações tele...
EraTransmidia
 
Os Próximos 30 Anos de Patrocínios
Os Próximos 30 Anos de PatrocíniosOs Próximos 30 Anos de Patrocínios
Os Próximos 30 Anos de Patrocínios
Andrés Enrique Balé
 
Como utilizar a inteligência digital para obter lucro na internet- Palestrant...
Como utilizar a inteligência digital para obter lucro na internet- Palestrant...Como utilizar a inteligência digital para obter lucro na internet- Palestrant...
Como utilizar a inteligência digital para obter lucro na internet- Palestrant...
sucesu68
 
Palestra Wellido Teles - Redes Sociais e seu Papel na Fidelização de um Cliente
Palestra Wellido Teles - Redes Sociais e seu Papel na Fidelização de um ClientePalestra Wellido Teles - Redes Sociais e seu Papel na Fidelização de um Cliente
Palestra Wellido Teles - Redes Sociais e seu Papel na Fidelização de um Cliente
UNIMONTE
 

Semelhante a Marketing digital (20)

A Nova Era Digital
A Nova Era DigitalA Nova Era Digital
A Nova Era Digital
 
Introdução marketing digital espm jul 2011 v3
Introdução marketing digital espm jul 2011 v3Introdução marketing digital espm jul 2011 v3
Introdução marketing digital espm jul 2011 v3
 
Eleições nos tempos do marketing digital
  Eleições nos tempos do marketing digital  Eleições nos tempos do marketing digital
Eleições nos tempos do marketing digital
 
Digitalizarpreciso 090914224914 Phpapp02
Digitalizarpreciso 090914224914 Phpapp02Digitalizarpreciso 090914224914 Phpapp02
Digitalizarpreciso 090914224914 Phpapp02
 
MBA Mkt - Inovação e tendências em Mídias Digitais
MBA Mkt - Inovação e tendências em Mídias DigitaisMBA Mkt - Inovação e tendências em Mídias Digitais
MBA Mkt - Inovação e tendências em Mídias Digitais
 
Revolução digital - O que é tendência e o que já se tornou realidade no novo ...
Revolução digital - O que é tendência e o que já se tornou realidade no novo ...Revolução digital - O que é tendência e o que já se tornou realidade no novo ...
Revolução digital - O que é tendência e o que já se tornou realidade no novo ...
 
Comércio Eletrônico para Micro e Pequena Empresa
Comércio Eletrônico para Micro e Pequena EmpresaComércio Eletrônico para Micro e Pequena Empresa
Comércio Eletrônico para Micro e Pequena Empresa
 
Twitter
TwitterTwitter
Twitter
 
Palestra Rede Dial de Comunicação (rádios). Marketing Digital
Palestra Rede Dial de Comunicação (rádios). Marketing Digital Palestra Rede Dial de Comunicação (rádios). Marketing Digital
Palestra Rede Dial de Comunicação (rádios). Marketing Digital
 
Gestão de marcas em Mídias Sociais por @GabrieLeite
Gestão de marcas em Mídias Sociais por @GabrieLeiteGestão de marcas em Mídias Sociais por @GabrieLeite
Gestão de marcas em Mídias Sociais por @GabrieLeite
 
PUC-SP E TV GLOBO
PUC-SP E TV GLOBOPUC-SP E TV GLOBO
PUC-SP E TV GLOBO
 
O que o Setor Público Pode Aprender com o Setor Privado
O que o Setor Público Pode Aprender com o Setor PrivadoO que o Setor Público Pode Aprender com o Setor Privado
O que o Setor Público Pode Aprender com o Setor Privado
 
Palestra - Marketing Digital: Novas possibilidades e desafios
Palestra - Marketing Digital: Novas possibilidades e desafiosPalestra - Marketing Digital: Novas possibilidades e desafios
Palestra - Marketing Digital: Novas possibilidades e desafios
 
Perfil dos usuários de internet e definição de seu público alvo
Perfil dos usuários de internet e definição de seu público alvoPerfil dos usuários de internet e definição de seu público alvo
Perfil dos usuários de internet e definição de seu público alvo
 
Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...
Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...
Imobiliárias na Internet: como o consumidor se comporta com as novas mídias d...
 
Consumidor digital
Consumidor digitalConsumidor digital
Consumidor digital
 
A audiência inteligente: Impacto dos devices conectados nas programações tele...
A audiência inteligente: Impacto dos devices conectados nas programações tele...A audiência inteligente: Impacto dos devices conectados nas programações tele...
A audiência inteligente: Impacto dos devices conectados nas programações tele...
 
Os Próximos 30 Anos de Patrocínios
Os Próximos 30 Anos de PatrocíniosOs Próximos 30 Anos de Patrocínios
Os Próximos 30 Anos de Patrocínios
 
Como utilizar a inteligência digital para obter lucro na internet- Palestrant...
Como utilizar a inteligência digital para obter lucro na internet- Palestrant...Como utilizar a inteligência digital para obter lucro na internet- Palestrant...
Como utilizar a inteligência digital para obter lucro na internet- Palestrant...
 
Palestra Wellido Teles - Redes Sociais e seu Papel na Fidelização de um Cliente
Palestra Wellido Teles - Redes Sociais e seu Papel na Fidelização de um ClientePalestra Wellido Teles - Redes Sociais e seu Papel na Fidelização de um Cliente
Palestra Wellido Teles - Redes Sociais e seu Papel na Fidelização de um Cliente
 

Último

Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 

Marketing digital

  • 1. Marketing DigitalConceitos e Ferramentasparapequenos, médios e grandesclientes
  • 2. Daniella Borges de BritoPublicitária, Empresária, Professora, Palestrante, Escritora e Blogueira.FormadaemPublicidade e Propaganda pelaBelasArtes de São Paulo12 anos de experiêncianaárea de Marketing Digital com passagempor grandes agências, como a Leo Burnett, Full Jazz e AgênciaClickIsobar. Atuounasáreas de desenvolvimento, criação, planejamento e gerenciamento de projetoscom grandes clientes taiscomo: Vick,ESPN, Kraft, Vivo, Bradesco, Citibank, Santander, Bank Boston, DHL, Fiat, Avon, etc.ProprietáriadaD2B Comunicação, agência de Marketing Digital com 3 anos de vida.Autora do livroConstruindo um blog de sucesso com o WordPress 3 pelaEditoraBrasportBlogueira do Multiplicidades(blog próprio), ProfissionaisTI e Tecnocrata Digital.Jáatueicomoprofessorapara a Impacta, Cadritech e Fit.Sobremim
  • 3. O que os números significamDiferenças entre o Marketing tradicional e o Marketing DigitalDiferenças entre atender pequenos, médios e grandes clientesAs ferramentas do Marketing DigitalComo iniciar um planejamento de Marketing DigitalAgenda
  • 5. O acesso à internet atingiu 77,8 milhões de pessoas no segundo trimestre de 2011, segundo o IBOPE Nielsen Online.Fonte:http://www.ibope.com.br/calandraWeb/servlet/CalandraRedirect?temp=6&proj=PortalIBOPE&pub=T&db=caldb&comp=pesquisa_leitura&nivel=null&docid=C2A2CAE41B62E75E83257907000EC04FDados de Agosto de 2011 sobreosacessos a Internet
  • 6. Dados de Agosto de 2011 sobreosacessos a InternetO crescimento do total de usuários continua a ser maior na internet domiciliar. Considerando somente os usuários ativos em residências, o número passou de 32,3 milhões em agosto de 2010 para 37 milhões em agosto de 2011, uma expansão de 14,4% no período.
  • 7.  No entanto, em Abril de 2010 era o principal local de acesso a lanhouse (31%), seguido da própria casa (27%) e da casa de parente de amigos com 25%.Fonte: http://tobeguarany.com/internet_no_brasil.phpDados de Abril de 2010 sobreosacessos a Internet
  • 8. Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/07/acesso-internet-3g-cresce-90-no-semestre.htmlDados de Julho de 2011 sobreosacessos a Internet porcelular.O total de acessos ativos a internet via celular 3G cresceu 90% na comparação entre o primeiro semestre de 2011 e de 2010, chegando a 21,3 milhões. Este número representa 76,34% dos acessos móveis – que somam 27,9 milhões – e 48,74% do total de conexões de banda larga no Brasil – que chegam a 43,7 milhões.
  • 9. Google Chrome será o navegador mais usado da internet em 2012, indicam estatísticas de uso.Fonte: http://www.caririnoticia.com.br/2011/10/google-chrome-sera-o-navegador-mais-usado-da-internet-em-2012-indicam-estatisticas-de-uso.htmlTendênciapara 2012
  • 10. 1024 x 768 pixels - ainda serve de referência para o desenvolvimento de web sites . Em setembro de 2011, foi usada por 17,01% dos usuários mundiais.1280 x 800 pixels - formato mais horizontal, utilizado por um número crescente de usuários. Em setembro de 2011, foi usada por 13,86% dos usuários mundiais.Essatendênciatambém se repete no Brasil.Fonte: http://marketshare.hitslink.com/report.aspx?qprid=17Dados de Outubro de 2011 sobre a utilização de resoluções.
  • 11. E quais são as tendências para o futuro?
  • 12. TelecentroO Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) prevê um incremento ainda maior no universo dos usuários de internet do país. A meta do governo é massificar, até 2014, a oferta de acessos banda larga e promover o crescimento da capacidade da infraestrutura de telecomunicações do país. Para isso, o Ministério das Comunicações pretende definir, até o fim de junho próximo, um plano de metas para oferecer internet em larga escala por R$ 35. Com esse valor, o Plano levara acesso à internet a 70% da população brasileira.Fonte: http://blog.planalto.gov.br/numero-de-usuarios-de-internet-no-brasil-cresce-139-em-um-ano-e-chega-a-432-mi/
  • 13. Mas do que nós temos falado?
  • 14. A geração Y é formada por jovens nascidos a partir do final dos anos 70. Dotados de uma gigantesca intimidade com o meio tecnológico, essa geração se caracteriza por ser questionadores por natureza, movidos a desafios, imediatistas e capazes de realizar varias tarefas ao mesmo tempo, não se sujeitam às tarefas subalternas de inicio de carreira, buscando sempre altos salários desde cedo.Fonte: http://mirandavox.blogspot.com/2009/05/geracao-y-e-formada-por-jovens-nascidos.html
  • 17. Mas do que deveríamos falar?
  • 18. Itaim, Jardins, Morumbi, Vila Olímpia, não são referência quando falamos de Brasil.Regiões nobres de São PauloResto do BrasilGeração Y + Ipade Iphone.Nova Classe MédiaQuem mora em São Paulo não mora no Brasil.
  • 21. A classe C representametadedapopulaçãobrasileira, ouseja, 100 milhões de pessoas.Essa nova classemédianãosonhamaisem ser como os ricos. Elaquerconsumir, massemfantasiar de deixar o bairroondemoraparamorarem um bairrogrã-fino.Essaclasseconsome 1 trilhãoporano, mais que as riquezastotais de Argentina, Uruguai, Paraguai e Portugal juntos.A rentabilidade mensal dafamília de classemédia é de R$ 2.295,00A classe C tem um potencial de consumomaior que as classes A e B que estão no topodapirâmide social.Fontes: http://noticias.r7.com/economia/noticias/nova-classe-media-consome-r-1-trilhao-por-ano-20110808.html?question=0http://noticias.r7.com/blogs/daniel-castro/2011/10/06/nova-classe-media-muda-novelas-e-jornais-da-globo-afirma-diretor/Nova Classe Média:
  • 22. Tem doiscelulares e quermais um.Consomeroupas de marca.Tem TV plana de 29 polegadas.Tem TV porassinatura.Tem DVD.Tem Freezer e lavadora de últimageração.Aproveita o crédito e fazparcelas a perder de vista.Manicure Joseneide mora na Rocinha, tem 34 anos.Fonte: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI10074-15204,00-A+NOVA+CLASSE+MEDIA+DO+BRASIL.html /Nova Classe Média:
  • 23. Não temos mais uma pirâmide social, mas sim um losango:
  • 24. Voltando aos acessos a Internet
  • 25. Parceladosem 12 vezes, jávem com osnavegadoresmaisatuais.
  • 26. Internet a 0,50 centavos pordia no celular.
  • 27. “Fizemos o comercial para atingir um público que não está on-line. O filme feito no Brasil mostra como uma menina contou com a ajuda da Internet para achar o dono de um cachorro, que estava perdido.” Esteban Walther, diretor de Marketing da Google para América LatinaFonte: http://www.caririnoticia.com.br/2011/10/google-chrome-sera-o-navegador-mais-usado-da-internet-em-2012-indicam-estatisticas-de-uso.html
  • 28. Antes de pensarmosemplanejarumacampanha de Marketing Digital precisamosentender o cenário o qualestamosinseridosatualmente.Crescenteaumentodabandalarga.Crescenteaumento de acessospeloscelulares.Crescenteaumento do usoda Internet pelanova classemédia.Novosnavegadoresganhando o mercado.
  • 29. vsDiferenças entre o Marketing tradicional e o Marketing Digital
  • 30. “Marketing é a atividade humana dirigida para a satisfação das necessidades e desejos, através dos processos de troca.”Philip KotlerFonte: Administração de Marketing – terceira edição
  • 31. Houve uma redução no número de televisores ligados. No Rio de Janeiro, por exemplo, quase 20% dos aparelhos de televisão foram desligados entre 2005 e 2008. A média nacional ainda é alta, em torno de 42%, mas também tem dado sinais de ceder. Entre 1982 e 1991, cerca 65% de domicílios mantinham os aparelhos de TV ligados.Fonte: http://noticias.uol.com.br/ooops/ultimas-noticias/2008/09/18/ibope-de-novelas-desaba-na-globo-veja-a-queda.jhtm e http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/perguntas_respostas/audiencia-novelas-globo/tv-televisao-ibope-indices-queda-emissora.shtml
  • 32. No Brasilquemacessa a Internet passatrêsvezesmais tempo quevendoTV.Fonte: http://www.amidiaquemaiscresce.com.br
  • 33. 76% dos consumidoresnãoacreditamque as marcasestãodizendo a verdadeemseusanúncios.Fonte: http://www.slideshare.net/Futurelab/advertising-is-dead
  • 36. Dados da Nielsen Global Online ConsumerSurvey de Abril de 2009Fonte: http://www.admit.com.br/marketing/pesquisa-releva-midias-mais-confiaveis-para-publicidade
  • 37. Dados da PricewaterhouseCoopersFonte: http://colunistas.ig.com.br/consumoepropaganda/2011/05/24/bolo-publicitario-cresce-477-no-primeiro-trimestre/
  • 38. “O ser humano há milênios vive em bandos, em grupos. Gostamos de nos aproximar de pessoas que têm interesses similares. A diferença é que com a Internet, agora não há mais barreiras geográficas e ficou muito mais fácil, barato e rápido se comunicar”. Seth GoldinFonte: http://www.slideshare.net/logicadigital/palestra-marketing-digital-midias-sociais-e-marketing-de-busca-unip
  • 40. Fonte: http://trendwatching.com/trends/trysumers.htm e http://www.odiario.com/blogs/publistorm/de-novo-brastemp-brastemp/TrysumersLivres das amarras da convenção e da escassez, imunes à maior parte das propagandas, e gozando de livre acesso à informação, resenhas e navegação, consumidores experientes estão tentando novas aplicações, novos serviços, novos sabores, novos autores, novos destinos, novos artistas, novos relacionamentos, novo qualquer coisa com sabor de pós-mercado de massa.
  • 43. As tendências do Marketing Digital
  • 44. Depois da Internet Comunicação Individual
  • 45. Ouvir o consumidor
  • 46. Atendimento Público (Mídias Sociais)Antes da Internet Comunicação de Massa
  • 47. Divulgação com Máximo Impacto
  • 48. Atendimento Privado (Call-Center)Importante: Os Dois Modelos ConvivemFonte: http://www.slideshare.net/mnegrini/marketing-de-experincia-e-mdias-sociais-3701547
  • 49. 1- MarcaCompanheiraA Nike criou o Nike +, umarede social ondeamantes de corridapodem registrar seusavanços e compartilhar com outraspessoas. Para participar do Nike +, a pessoaprecisacomprar um dispositivo.
  • 50. A Avon criou o Portal daMaquiagem, com matérias a respeito do assunto, tendências, blog, galeria de fotos.1- MarcaCompanheira
  • 51. A Bombrilcriou a revista digital Mulher, quetambémestádisponívelgratuitamente no formatoimpresso. A revistaconta com matériasqueenvolvem o universofeminino.1- MarcaCompanheira
  • 52. A Hellmanscriou o Recepedia.com onde as donas de casa podemencontrarreceitasculinárias.1- MarcaCompanheira
  • 54. 2- ConteúdodescentralizadoO consumidor nãoquervisitar o site damarca
  • 57. 3- EngajamentoUm consumidor engajado com uma marca recomenda-a quatro vezes mais que um consumidor com relação “neutra”.4X49%Quase metade dos consumidores bem atendidos online em caso de problemas acreditam que na verdade não tiveram problemasConsumidores engajados visitam os sites das marcas duas vezes mais e compram online seus produtos três vezes mais que os neutros.3XFonte: http://www.slideshare.net/mnegrini/marketing-de-experincia-e-mdias-sociais-3701547
  • 58. 3- EngajamentoFonte: 4º Relatório Anual de Engajamento Digital do Consumidor
  • 60. 5- MétricasIralém dos Pageviews.As métricastambémdevemanalisar o sentimento do consumidor e seuengajamento.
  • 61. 6- Marketing de Experiência e Permissão“O Marketing de Experiência conecta o consumidor com as marcasde maneirarelevante e memorável, se afastando do modelotradicional de sómostrarcaracterísticas e benefícios de produtos e serviços.”“O Marketing de Experiência é uma resposta à reação cada vez mais negativa dos consumidores a formas de marketing consideradas intrusivas, oferecendo experiências com as quais o consumidor escolhe se envolver.”WikipediaÉ a arte de tornar um estranho um amigo, e o amigo, um cliente.O desafio para as companhias é convencer as pessoas a prestar atenção voluntariamente.Seth Goldin sobre o Marketing de Permissão
  • 62. 6- Marketing de Experiência e PermissãoO esquema dos “5 Cs”Fonte: http://www.slideshare.net/mnegrini/marketing-de-experincia-e-mdias-sociais-3701547
  • 63. 6- Marketing de Experiência e PermissãoMarketing de PermissãoMarketing de Intromissão
  • 64. 6- Marketing de Experiência e Permissão
  • 67. 8- Atração“É muito melhor ser encontrado do que enviar informações e ofertas para as pessoas”.“As pessoas procuram por dor de cabeça e não por aspirina.” Steve Rubel
  • 68. 9- RapidezA Internet mudou completamente a forma como clientes e empresas se relacionam.Enquanto a interação no SAC ainda é unidirecional, as redes sociais deram poder aos usuários. "Antes você reclamava para seus amigos e nada acontecia. Nas redes sociais você escancara essa situação", afirma Renato Shirakashi, cofundador da Scup, empresa de monitoramento de redes sociais.Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/tec/989698-redes-sociais-sao-mais-ageis-que-sac-como-canal-de-reclamacao.shtml
  • 69. 9- RapidezJuliana Rios, superintendente do SAC do Santander, concorda. "Não existe mais a opção de não estar nas redes sociais. O efeito avassalador atinge todo mundo”.Ela diz que a expectativa de resposta é totalmente diferente nesse novo SAC: "A própria rede não permite responder no dia seguinte".No Santander, há três metas: protestos que chegam via Twitter têm de ser atendidos em até duas horas; via Facebook, em 24 horas; via telefone, em até cinco dias úteis. Outras empresas trabalham com prazos similares.Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/tec/989698-redes-sociais-sao-mais-ageis-que-sac-como-canal-de-reclamacao.shtml
  • 71. 10- Transmedia Storytelling“Uma história transmídia se descobra através de múltiplas plataformas de mídia, cada qual com um novo texto, fazendo uma contribuição distinta e valiosa para o todo.”Henry Jenkins
  • 72. 10- Transmedia Storytelling Nissan, Cisco e Sprint investiram milhões em ações transmedia que vão desde o patrocínio de downloads, spots de 30´antes das reprises online até uma promoção nacional de criação de novos heróis para a série.
  • 73. As revistas em quadrinho (9th Wonders), que começaram na Internet, foram consideradas as mais lidas da história mundial. A DC Comics comprou para lançar em verso capa dura e já são Best-sellers.
  • 74. A NBC tem 43 programas mas o site da série Heroes (mais de 10 mil páginas) deteve 25% do tráfego da rede desde que começou.Fonte: http://www.coxacreme.com.br/2007/12/04/transmedia-storytelling/
  • 75. 10- Transmedia Storytelling6 autores, 6 histórias, 6 semanas. As históriaseramcontadasemdiversostipos de mídia.
  • 76. Diferenças entre atenderpequenos, médios e grandesclientes
  • 77. PequenoclienteNãoentende o queestácomprando e muitasvezes tem raiva de quementende. Elesabeque é necessáriomasnãoquerparticipar do processopoisnãovaloriza.
  • 78. Nãosabedistinguir a qualidade e portantonãosabedistinguir o porquêdadiferença de preços.
  • 79. Como elenãovaloriza o queestácomprando, elenãodáatençãoaoprojetopodendoextender um prazo final de mesesparaanos.
  • 80. Tem muitadificuldadeementenderosprocessos, além disso possuiprocessos mal estabelecidos de marketing emsuaempresa.PequenoclienteAlém do faturamento ser menor, nãopossui a cultura de investir 20% de seufaturamentoemmídia, limitando as ações a curtoprazo de tempo. Açõesquedemandammais tempo de investimentosãoprejudicadas.
  • 81. Tem o mauhábito de nãoouvira agência, poisacreditaque “todomundo” entende de propaganda. Nãovêcomplexibilidadenaquiloque a agênciaproduz,
  • 82. As cobrançasemrelação a prazo e qualidadecostumam ser praticamentenulas.
  • 83. Nãopossui CRM, planejamento de marketing e muitasvezessuaestratégialimita-se a copiar a concorrência.Grande clientePossui um departamento de marketing especializado e muitasvezespossuiváriasagênciastrabalhandoemconjuntoatendendo a diferentesdepartamentos, porisso o clientejáentende o suficiente e não é precisoexplicar o “bêabá” do Marketing Digital.
  • 84. Por ser muitogrande, algumasaçõespodemficarparadas a espera de aprovações de algumasdiretorias.
  • 85. Pordependerbastanteda propaganda, a cobrança do clienteemrelação a prazo e qualidadesãointensas. A agênciaprecisaproduzirmuito com qualidade e emcurtoespaço de tempo. A criatividadeprecisa ser “cuspida” parafora.Grande clienteApesar de diversasagências e diversascampanhasseremproduzidassimultaneamente o cuidado com a marca do clientedeve ser prioridadeparanãogerarruídos de comunicação e manter a integridadedacomunicação.
  • 86. O clientecostumaouvir a agência e exigedessa, soluçõescadavezmaisinovadoras e criativas.Emresumo…O médiocliente é um “mix” entre o pequeno e o grande. Não é tão “primitivo”, porém não é tão departamental e estruturado.
  • 87. Trabalhando com o pequenoclienteUtilizarlinguagem simples. Antes de vender é precisoexplicar.
  • 88. Estabelecerregrasparanãocumprimento de prazos. Porexemplo, se nãohouveraprovaçãoemtantosdias, as atividadesserãoconsideradasautomaticamenteaprovadas.
  • 89. Nãoadiantatentar vender um planejamento de marketing inteiro, mesmoqueessaseja a solução. É precisofazeraospoucos e mostrarosresultados. “Matar a cobra e mostrar o pau”.
  • 90. É necessárioexplicartudo, mesmo o queparece ser óbvio.Trabalhando com o grandeclienteO melhorequilibristavence. Tentarconciliarprazo e qualidadeemtodas as campanhasrealizadas.
  • 91. Tragaseuclientepara ser seuparceiro. Como eleentende as dificuldades, valoriza o trabalhorealizadopelaagência, ficamaisfácilproduzirquando o clienteparticipa e se envolvenosprocessos.
  • 92. Mensuretudo e com muitodetalhamento. O grandeclienteanalisauma boa campanhapelosseusresultados.
  • 93. Sejatransparente. Umapequenadecepçãopodesignificarperdadaconta. Os grandesclientescostumam ser maisexigentes e intolerantes a erros, além disso a concorrência entre grandesagênciascostuma ser maisvoraz.As ferramentas do Marketing Digital
  • 94. Email Marketing - Dados 78% das empresasutilizam o email marketing.
  • 95. 50% afirmamque 10% de seufaturamentoprovémdessasações.
  • 96. 31% afirmamque entre 6 a 10% daverbadestinada a Marketing Direto é utilizadapara o email marketing.
  • 97. 34%disparam de 3 a 5 emails marketing pormês.
  • 98. 17% das empresas disparam entre 500 mil e 1 milhão de e-mails e 14% disparam mais que 1 milhão.
  • 99.  A segmentação é feita principalmente por histórico de comportamento (79%), informação demográfica (69%) e informação psicográfica (29%).Fonte: http://www.abemd.org.br
  • 100. Email Marketing - Dicas1- Una o CRM com o Email Marketing;2- Mantenhasua base de emails livre dos bounces;3- Automatizeseu email marketing (festividades e remarketing);4- Abuse e use dos formatosdiferenciados;5- Coloque links parasuasredessociais;6- Ofereça um diferencial;7-Maisqualidadequequantidade;8-Prefiratrabalharsuaprópria base quecompraruma base de emails;9-Deixeumaopçãopara o usuáriosairdalista;10-Verifique se o seu IP nãoestáemnenhumalistanegra.Fonte: http://www.daniellaborges.com.br/email-marketing
  • 102. E-Commerce – Checklist paramontarsualoja virtual1- Pesquisa de mercado e de público-alvo2. Definição do portfólio de produtos3. Escolha dos fornecedores4. Benchmark e definição dos preços5. Definição da equipe6. Contrato Social7. Ferramenta8. Servidor de Hospedagem9. Definição de investimento inicial10. Marca11. Domínio12. Planejamento de Marketing e Comunicação13. Plano de Atendimento 14. Estoque15. Logística16. Forma de Pagamento17. Política de devolução e garantia18. Selo ou certificado de segurançaFonte: http://www.daniellaborges.com.br/precisa-saber-montar-loja-virtual
  • 103. Social Media - DadosO Brasil é o paísmaissociável do mundo.E como as marcaspodemtirarproveito disso?
  • 104. Social Media - AçõesAtravés de ações de Social Media.As açõessãofeitasemtrêspassos: planejar, executar e monitorar.Mediçõesimportantes: ranking de influenciadores, sentimento e engajamento.Açãoimportante: Plano de contingênciaDica:Ações no Facebookdevemseguir o Promotions Guidelines.Use e abuse dos concursosculturais.Aproveite as ferramentasgratuitas.
  • 105. Social Media - FerramentasGoogle AlertsTopsy.comSorteie.meHootSuiteNorth Social Easy PromosIntegraçãoFacebook com Google DocsKurrentlySocial MentionGoogle Blog SearchSearch TwitterKloutSocial CamWetokuFriend Follow TwitterTwitter Fall PostRank AnalyticsBoardReaderTwazzupMonitterTweetbeepMais: http://delicious.com/daniella.portasio.borges/socialmedia
  • 107. Como iniciar um planejamento de Marketing Digital
  • 108. Como iniciar um planejamento de Marketing Digital
  • 109. Como iniciar um planejamento de Marketing Digital
  • 110. Como iniciar um planejamento de Marketing Digital