SlideShare uma empresa Scribd logo
Livro ritmos
Aviso Legal........................................................................................................................2
Palavras do Autor..............................................................................................................3
Introdução e Orientações.................................................................................................4
Simbologia.........................................................................................................................5
Simbologia.........................................................................................................................6
Afine o seu Violão.............................................................................................................7
Ritmo Pop 1.......................................................................................................................8
Ritmo Pop 2.......................................................................................................................9
Ritmo Pop Rock 1...........................................................................................................10
Ritmo Pop Rock 2...........................................................................................................11
Ritmo Pop Rock Lento...................................................................................................12
Ritmo Rock ‘n’ Roll.........................................................................................................13
Ritmo Blues.....................................................................................................................14
Ritmo Valsa....................................................................................................................15
Ritmo Guarânia...............................................................................................................16
Ritmo Country................................................................................................................17
Ritmo Reggae 1..............................................................................................................18
Ritmo Reggae 2..............................................................................................................19
Ritmos da MPB...............................................................................................................20
Afine o seu Violão..........................................................................................................21
Samba Canção...............................................................................................................22
Bossa Nova....................................................................................................................23
Samba 1..........................................................................................................................24
Samba 2..........................................................................................................................25
Ritmo Flamenco.............................................................................................................26
Índice
Este E-Book faz parte do Curso Fórmula Violão, e só pode ser
distribuído em conjunto com o mesmo. é expressamente proibido a
distribuição gratuita deste exemplar.
Todos os Direitos Reservados a Fábio de Amorim e Toque Violão Fácil.
teodorofabiok9@yahoo.com.br
toqueviolaofacil@gmail.com.br
2
Aviso Legal
Palavras do Autor
Nos diversos ambientes sociais nos quais estamos inseridos atualmente, é
comum ouvirmos pessoas próximas a nós dizerem a seguinte frase: “comecei a fazer
aulas de violão”. Em um primeiro momento percebemos que as mesmas se
apresentam muito animadas e dispostas, porém, ao surgirem os primeiros
obstáculos a serem superados, fato inevitável para o início de qualquer prática, não é
incomum sermos surpreendidos por frases desanimadoras tais como: “Isto não é
para mim”, “não é possível”, “não tenho tempo para isso” ou “deveria ter aprendido
quando mais jovem”, “meus dedos doem muito quando começo a estudar”. Por
experiência própria, afirmo que, entre os inúmeros motivos que poderão ser
apresentados como justificativa para que a pessoa não siga em frente na
aprendizagem, o principal deles é a falta de persistência.
Independentemente de diversos outros fatores que possam surgir pelo
caminho, para tocar qualquer tipo de instrumento musical é preciso ter muita
persistência. Muitos começam e logo desanimam porque, principalmente, quando se
trata de instrumentos de cordas, nos primeiros dias podem surgir bolhas nos dedos
(causadas pelas cordas), dores no braço (devido a nova postura adotada para tocar o
instrumento), dificuldades em montar os acordes, entre outras. Mas assim como uma
pessoa que começa a freqüentar a academia, a qual sente algumas dificuldades e
dores nos primeiros dias, mas depois supera os obstáculos e percebe os benefícios
que tal atividade pode lhe proporcionar, quem inicia o aprendizado um instrumento
musical (neste caso o violão), depois de passar pelos primeiros desafios estará apto
mergulhar neste magnífico e encantado universo da música. Porque afinal de contas,
você perceberá em sua caminhada que sempre haverá algo novo para aprender. Mas
a essa altura, tudo será bem mais fácil e prazeroso, porque você já terá dado os
primeiros passos no aprendizado básico, o que lhe proporcionará uma base sólida
para continuar seu aprendizado deste maravilhoso instrumento chamado violão.
Tenho certeza que, através deste curso você poderá adquirir o conhecimento
necessário para tocar suas músicas preferidas no violão e desta forma você entrará
na lista daqueles, que assim como eu, conseguiram superar as primeiras
dificuldades e desenvolver afinidade com um instrumento musical. Isto com certeza
resultará em muita alegria para você e para aqueles que compartilharão desta
experiência com você!
Desejo-lhe um bom curso e muito sucesso!!
Fábio de Amorim Teodoro
3
Tenho observado que um grande número des estudantes
conseguem aprender os conceitos iniciais do violão, porém,
após esta fase deparam-se com uma dificuldade comum:
aprender a parte rítmica do instrumento.
Uma vez identificado essa barreira, surgiu a idéia de
criarmos esse material que tem o objetivo de contribuir de forma
prática para o seu aprendizado dos ritmos populares no violão.
Antes de começarmos este estudo específico, gostaria de
lhe dizer que, embora exista uma enorme quantidade de estilos
musicais e conseqüentemente inúmeras possibilidades rítmicas
dentro de cada um deles, este material não tem como finalidade
esgotar o assunto. Nosso objetivo é proporcionar um
conhecimento inicial para que a partir deste ponto você possa
imergir neste maravilhoso universo de possibilidades musicais.
Desta forma, separei uma série de ritmos bastante
utilizados em nossa música popular e fáceis de aprender para
.
Ritmos
Introdução
Como Utilizar o E-Book
Aluno lê o conteúdo
Teórico no Livro
Digital...
Acessa a área de
membros do Curso e assiste
a explicação prática...
Coloca em
Prática no Violão...
4
Ritmos
Visando simplificar o entendimento, utilizaremos uma
simbologia específica para a mão direita. A seguir veja o
significado de cada figura.
Seta Preta para Baixo: Movimento de descida com
o dedo Polegar;
Seta Branca para Baixo: Movimento de descida com o
dedo indicador;
Seta Branca para cima: Movimento de subida com o
dedo indicador;
Simbologia
X X
Setas menores acompanhadas pela letra X: Cordas
tocadas com abafamento (dedo indicador);
A Letra A: Abafar as cordas com o dedo polegar;
Seta Vermelha para Baixo: Movimento de descida
rasgado com polegar ou indicador;
5
Para os ritmos específicos da MPB como Bossa Nova e
Samba também utilizaremos as nomenclaturas abaixo para
Simbologia
I M A
P Letra P: Tocado com o dedo Polegar;
IMA: dedos Indicador, Anelar e Médio tocados junto;
PIMA: dedos Polegar, Indicador, Anelar e Médio tocados juntos;
P I M A
.
6
Ritmos
Afine o seu Violão
Antes de começarmos a aprender os ritmos,
confira a afinação do seu
violão, através do vídeo abaixo.
.
7
Ritmos
APolegar Indicador Indicador
Pop 1
O primeiro ritmo trata-se de uma levada curta,
que utiliza figuras simples de
decida subida e abafamento.
8
Ritmos
Pop 2
A APolegar Indicador Indicador Indicador Indicador
No segundo ritmo a primeira parte é igual o
anterior, mas acrescentaremos alguns
elementos que fazem toda a diferença, dando
outra percepção rítmica para a figura.
9
Ritmos
Polegar Indicador Indicador Indicador Indicador
Pop Rock 1
Esta é uma variação muito utilizada por diversos
grupos musicais constituído por uma
figura rítmica extremamente simples e funcional.
10
Ritmos
Polegar Indicador Indicador Indicador Indicador
Pop Rock 2
Outro ritmo muito utilizado por diversos
grupos musicais dos estilos pop e rock.
Trata-se de uma figura rítmica simples,
mas muito envolvente e funcional.
11
Ritmos
Polegar Indicador IndicadorIndicador IndicadorIndicador Indicador Indicador
Pop Rock Lento
Este ritmo também é bastante conhecido.
Trata-se de uma figura rítmica um
pouco mais elaborada que geralmente
é executada de forma mais lenta.
12
Ritmos
Acentuado
Polegar Indicador Indicador Indicador
Rock’n’Roll
Este Ritmo é muito animado, a batida é
essencialmente um blues
boogie-woogie com contratempo
acentuado, este último
quase fornecido por uma caixa clara.
13
Ritmos
Blues
Acentuado
Indicador
Acentuado
Indicador Indicador Indicador Indicador Indicador
.
14
Agora traremos uma figura rítmica
típica do Blues. Essa é uma levada
bastante praticada por violonistas.
Ritmos
Polegar Indicador Indicador
Valsa
O Ritmo de Valsa é mundialmente
utilizado, desde a música clássica até
a música popular de raíz.
15
Ritmos
Nesta etapa queremos lhe ensinar
uma figura rítmica típica da música
sertaneja e regional brasileira,
a Guarânia.
Polegar
Rasgado
Indicador Indicador Indicador Indicador
Guarânia
16
Ritmos
Polegar Indicador Polegar Indicador Indicador
Country
Este é um ritmo muito simples
contagiante. Embora possamos encontrar
outras variações, a partir desta fica
simples executar as demais.
17
Ritmos
Reggae 1
Desce
sem nada
Esta é a primeira variação do ritmo
Reggae que lhe ensinaremos.
AIndicador Indicador
18
Ritmos
Reggae 2
AXX
X X X
Nesta Segunda variação do ritmo
Reggae encontramos uma maior
quantidade de elementos que deixam
a figura rítmica mias viva. Embora seja um
movimento um pouco mais complexo, vale
muito a pena aprendê-lo e ter esta levada
em sua biblioteca de ritmos.
19
Ritmos
Ritmos da MPB
Nesta fase do nosso Curso passaremos a
estudar algumas figuras rítmicas características
da Música Popular Brasileira. Aqui utilizaremos a
a simbologia relacionada aos dedos
P (polegar), i (Indicador), m (Médio) e
a (Anelar).
Confira no módulo 7 da área
de membros o vídeo com
as orientações desta etapa.
20
Ritmos
Afine o seu Violão
Antes de começarmos a aprender
os ritmos,
confira a afinação do seu
violão, através do vídeo
apresentado
no módulo 7 da área de membros.
21
Ritmos
Bossa Nova
P
i
m
a
i
m
a
P i
m
a
Esta é uma levada
bastante interessante de um ritmo que ficou
mundialmente conhecido por misturar o samba
e o Jazz, a Bossa Nova.
22
Ritmos
Samba Canção
O segundo ritmo desta série é uma variação
que podemos chamar de samba canção.
i
m
a
i
m
a
1 32
a m i
P P
23
Ritmos
Samba 1
P
i
m
a
i
m
a
P i
m
a
P
i
m
a
Pi
m
a
i
m
a
i
m
a
O Ritmo de samba tipicamente brasileiro,
é representado por figuras rítmicas um pouco
mais longas. Em meio a tantas opções de
separamos duas em especial para explicarmos
neste material.
24
Ritmos
Samba 2
i
m
a
P i
m
a
Pi
m
a
i
m
a
P P P P i
m
a
i
m
a
Esta é a segunda variação do ritmo de samba.
A figura é mais longa que a anterior e tem uma
característica muito forte da batida
tradicional de samba.
25
Ritmos
Flamenco
Indicador I. M. A.
ATENÇÂO
I.M.A = Indicador, médio e anelar.
I.P = Indicador junto com o polegar em forma de palheta.
I.P. I.P. I.P. I.P.
O flamenco é a música e a dança
cujas origens remontam às culturas cigana e mourisca,
com influência árabe e judaica.
A cultura do flamenco é associada principalmente
à região da Andaluzia na Espanha, assim
como Múrcia e Estremadura,
e tornou-se um dos símbolos da cultura espanhola.
26
Ritmos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila de Teoria musical
Apostila de Teoria musicalApostila de Teoria musical
Apostila de Teoria musical
jaconiasmusical
 
Escalas maiores e menores
Escalas maiores e menoresEscalas maiores e menores
Escalas maiores e menores
Eva Docinho Lima
 
Apostila contra-baixo
Apostila contra-baixoApostila contra-baixo
Apostila contra-baixo
eltoleon
 
Manual Aula Cavaquinho
Manual Aula CavaquinhoManual Aula Cavaquinho
Manual Aula Cavaquinho
Vagner Taschetti
 
Apostila de contrabaixo prof. Luciano Carvalho
Apostila de contrabaixo prof. Luciano CarvalhoApostila de contrabaixo prof. Luciano Carvalho
Apostila de contrabaixo prof. Luciano Carvalho
Luciano Carvalho
 
Inversão de acordes - Teclado
Inversão de acordes - TecladoInversão de acordes - Teclado
Inversão de acordes - Teclado
paulo_206
 
Apostila Teoria Musical
Apostila Teoria MusicalApostila Teoria Musical
Apostila Teoria Musical
roseandreia
 
Apostila de Violão - Grupo SIM
Apostila de Violão - Grupo SIMApostila de Violão - Grupo SIM
Apostila de Violão - Grupo SIM
Gerson Luis Costa, PMP
 
Escala para contra baixo
Escala para contra baixoEscala para contra baixo
Escala para contra baixo
eliwelton muller
 
Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
 Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
Guilherme Pereira
 
Livro diagramas de acordes def5
Livro diagramas de acordes def5Livro diagramas de acordes def5
Livro diagramas de acordes def5
Nando Costa
 
Apostila de violao
Apostila de violaoApostila de violao
Apostila de violao
Júlio Rocha
 
Curso completo de violão. prrsoares
Curso completo de violão. prrsoaresCurso completo de violão. prrsoares
Curso completo de violão. prrsoares
Seduc MT
 
Escala maior-natural_aula_especial
 Escala maior-natural_aula_especial Escala maior-natural_aula_especial
Escala maior-natural_aula_especial
Nando Costa
 
Apostila de guitarra
Apostila de guitarraApostila de guitarra
Apostila de guitarra
Marlon Ferreira
 
MANUAL DO BATERA COMPLETO.pdf
MANUAL DO BATERA COMPLETO.pdfMANUAL DO BATERA COMPLETO.pdf
MANUAL DO BATERA COMPLETO.pdf
EmilsonCdaSilva
 
Aula 4 - Flauta transversal - Nível 1 - Projeto Aprendiz VV - 2012
Aula 4 - Flauta transversal - Nível 1 - Projeto Aprendiz VV - 2012Aula 4 - Flauta transversal - Nível 1 - Projeto Aprendiz VV - 2012
Aula 4 - Flauta transversal - Nível 1 - Projeto Aprendiz VV - 2012
Ramon Fávero
 
Aula de violão
Aula de violão Aula de violão
Aula de violão
Lah Mikrute
 
Abc musical
Abc musicalAbc musical
Abc musical
Geraldo Pinheiro
 
Escala pentatonica-penta-blues
 Escala pentatonica-penta-blues Escala pentatonica-penta-blues
Escala pentatonica-penta-blues
Pedro Henrique Vasconcelos Cardoso
 

Mais procurados (20)

Apostila de Teoria musical
Apostila de Teoria musicalApostila de Teoria musical
Apostila de Teoria musical
 
Escalas maiores e menores
Escalas maiores e menoresEscalas maiores e menores
Escalas maiores e menores
 
Apostila contra-baixo
Apostila contra-baixoApostila contra-baixo
Apostila contra-baixo
 
Manual Aula Cavaquinho
Manual Aula CavaquinhoManual Aula Cavaquinho
Manual Aula Cavaquinho
 
Apostila de contrabaixo prof. Luciano Carvalho
Apostila de contrabaixo prof. Luciano CarvalhoApostila de contrabaixo prof. Luciano Carvalho
Apostila de contrabaixo prof. Luciano Carvalho
 
Inversão de acordes - Teclado
Inversão de acordes - TecladoInversão de acordes - Teclado
Inversão de acordes - Teclado
 
Apostila Teoria Musical
Apostila Teoria MusicalApostila Teoria Musical
Apostila Teoria Musical
 
Apostila de Violão - Grupo SIM
Apostila de Violão - Grupo SIMApostila de Violão - Grupo SIM
Apostila de Violão - Grupo SIM
 
Escala para contra baixo
Escala para contra baixoEscala para contra baixo
Escala para contra baixo
 
Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
 Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
Apostila-2012-aprenda-ler-uma-partitura-pdf
 
Livro diagramas de acordes def5
Livro diagramas de acordes def5Livro diagramas de acordes def5
Livro diagramas de acordes def5
 
Apostila de violao
Apostila de violaoApostila de violao
Apostila de violao
 
Curso completo de violão. prrsoares
Curso completo de violão. prrsoaresCurso completo de violão. prrsoares
Curso completo de violão. prrsoares
 
Escala maior-natural_aula_especial
 Escala maior-natural_aula_especial Escala maior-natural_aula_especial
Escala maior-natural_aula_especial
 
Apostila de guitarra
Apostila de guitarraApostila de guitarra
Apostila de guitarra
 
MANUAL DO BATERA COMPLETO.pdf
MANUAL DO BATERA COMPLETO.pdfMANUAL DO BATERA COMPLETO.pdf
MANUAL DO BATERA COMPLETO.pdf
 
Aula 4 - Flauta transversal - Nível 1 - Projeto Aprendiz VV - 2012
Aula 4 - Flauta transversal - Nível 1 - Projeto Aprendiz VV - 2012Aula 4 - Flauta transversal - Nível 1 - Projeto Aprendiz VV - 2012
Aula 4 - Flauta transversal - Nível 1 - Projeto Aprendiz VV - 2012
 
Aula de violão
Aula de violão Aula de violão
Aula de violão
 
Abc musical
Abc musicalAbc musical
Abc musical
 
Escala pentatonica-penta-blues
 Escala pentatonica-penta-blues Escala pentatonica-penta-blues
Escala pentatonica-penta-blues
 

Destaque

Cadernode acordes
Cadernode acordesCadernode acordes
Cadernode acordes
Genilson Eduardo
 
60 great clarinet_solos
60 great clarinet_solos60 great clarinet_solos
60 great clarinet_solos
phclarinete
 
Bossa Nova Santos
Bossa Nova SantosBossa Nova Santos
Bossa Nova Santos
Francisco Lopes
 
Apostila de violão
Apostila de violãoApostila de violão
Apostila de violão
Marlon Ferreira
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
guilas
 
Apostila batidas de violao vol 2
Apostila batidas de violao   vol 2Apostila batidas de violao   vol 2
Apostila batidas de violao vol 2
奈莫 里玛
 
Antonio carlos jobim- (partitura_e_tablatura)_(songbook)
Antonio carlos jobim- (partitura_e_tablatura)_(songbook)Antonio carlos jobim- (partitura_e_tablatura)_(songbook)
Antonio carlos jobim- (partitura_e_tablatura)_(songbook)
Vitor Bento
 
Guiailustradodaguitarra 140314171234-phpapp02
Guiailustradodaguitarra 140314171234-phpapp02Guiailustradodaguitarra 140314171234-phpapp02
Guiailustradodaguitarra 140314171234-phpapp02
Nando Costa
 
Dilermando reis -_partituras
Dilermando reis -_partiturasDilermando reis -_partituras
Dilermando reis -_partituras
Marco Lima
 
Guia de estudo violão e guitarra
Guia de estudo violão e guitarraGuia de estudo violão e guitarra
Guia de estudo violão e guitarra
Nando Costa
 
Wolfgang Amadeus Mozart
Wolfgang Amadeus MozartWolfgang Amadeus Mozart
Wolfgang Amadeus Mozart
Raskovic Nikola
 
Quarta Doutrina Cardinal da Igreja do Evangelho Quadrangular
Quarta Doutrina Cardinal da Igreja do Evangelho QuadrangularQuarta Doutrina Cardinal da Igreja do Evangelho Quadrangular
Quarta Doutrina Cardinal da Igreja do Evangelho Quadrangular
cassioluiz
 
Abel Carlevaro caderno 1 escalas
Abel Carlevaro caderno 1 escalasAbel Carlevaro caderno 1 escalas
Abel Carlevaro caderno 1 escalas
orquestrajovem
 
Metodo de violão
Metodo de violãoMetodo de violão
Metodo de violão
Nando Costa
 
Música e tradução
Música e traduçãoMúsica e tradução
Música e tradução
Dinho Paulo Clakly
 
Piano método - mário mascarenhas
Piano   método - mário mascarenhasPiano   método - mário mascarenhas
Piano método - mário mascarenhas
Nando Costa
 
Art Pro
Art ProArt Pro
Art Pro
Marco Almeida
 
O violão de João Gilberto
O violão de João GilbertoO violão de João Gilberto
O violão de João Gilberto
Gabriel Vandresen
 
Dicionário de acordes de violão
Dicionário de acordes de violãoDicionário de acordes de violão
Dicionário de acordes de violão
Nando Costa
 

Destaque (20)

Cadernode acordes
Cadernode acordesCadernode acordes
Cadernode acordes
 
60 great clarinet_solos
60 great clarinet_solos60 great clarinet_solos
60 great clarinet_solos
 
Bossa Nova Santos
Bossa Nova SantosBossa Nova Santos
Bossa Nova Santos
 
Rock sucessos
Rock sucessosRock sucessos
Rock sucessos
 
Apostila de violão
Apostila de violãoApostila de violão
Apostila de violão
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Apostila batidas de violao vol 2
Apostila batidas de violao   vol 2Apostila batidas de violao   vol 2
Apostila batidas de violao vol 2
 
Antonio carlos jobim- (partitura_e_tablatura)_(songbook)
Antonio carlos jobim- (partitura_e_tablatura)_(songbook)Antonio carlos jobim- (partitura_e_tablatura)_(songbook)
Antonio carlos jobim- (partitura_e_tablatura)_(songbook)
 
Guiailustradodaguitarra 140314171234-phpapp02
Guiailustradodaguitarra 140314171234-phpapp02Guiailustradodaguitarra 140314171234-phpapp02
Guiailustradodaguitarra 140314171234-phpapp02
 
Dilermando reis -_partituras
Dilermando reis -_partiturasDilermando reis -_partituras
Dilermando reis -_partituras
 
Guia de estudo violão e guitarra
Guia de estudo violão e guitarraGuia de estudo violão e guitarra
Guia de estudo violão e guitarra
 
Wolfgang Amadeus Mozart
Wolfgang Amadeus MozartWolfgang Amadeus Mozart
Wolfgang Amadeus Mozart
 
Quarta Doutrina Cardinal da Igreja do Evangelho Quadrangular
Quarta Doutrina Cardinal da Igreja do Evangelho QuadrangularQuarta Doutrina Cardinal da Igreja do Evangelho Quadrangular
Quarta Doutrina Cardinal da Igreja do Evangelho Quadrangular
 
Abel Carlevaro caderno 1 escalas
Abel Carlevaro caderno 1 escalasAbel Carlevaro caderno 1 escalas
Abel Carlevaro caderno 1 escalas
 
Metodo de violão
Metodo de violãoMetodo de violão
Metodo de violão
 
Música e tradução
Música e traduçãoMúsica e tradução
Música e tradução
 
Piano método - mário mascarenhas
Piano   método - mário mascarenhasPiano   método - mário mascarenhas
Piano método - mário mascarenhas
 
Art Pro
Art ProArt Pro
Art Pro
 
O violão de João Gilberto
O violão de João GilbertoO violão de João Gilberto
O violão de João Gilberto
 
Dicionário de acordes de violão
Dicionário de acordes de violãoDicionário de acordes de violão
Dicionário de acordes de violão
 

Semelhante a Livro ritmos

Apostila teclado
Apostila tecladoApostila teclado
Apostila teclado
OSIEL TAVARES
 
1 introdução do curso
1 introdução do curso1 introdução do curso
1 introdução do curso
Eduardo Santos
 
Curso básico de teclado - academia das teclas
Curso básico de teclado  - academia das teclasCurso básico de teclado  - academia das teclas
Curso básico de teclado - academia das teclas
Cleber Lucas
 
Curso básico de teclado
Curso básico de tecladoCurso básico de teclado
Curso básico de teclado
vestaisdvenus
 
03. Como aprender a tocar ritmos de violão Os 3 Pilares essenciais autor Mar...
03. Como aprender a tocar ritmos de violão Os 3 Pilares essenciais autor Mar...03. Como aprender a tocar ritmos de violão Os 3 Pilares essenciais autor Mar...
03. Como aprender a tocar ritmos de violão Os 3 Pilares essenciais autor Mar...
pesocanchinha10
 
Aprenda a-batucar
Aprenda a-batucarAprenda a-batucar
Aprenda a-batucar
Luana Aparecida Gomes
 
Como tocar sua primeira música em 7 dias.pdf
Como tocar sua primeira música em 7 dias.pdfComo tocar sua primeira música em 7 dias.pdf
Como tocar sua primeira música em 7 dias.pdf
Marcelo Campos
 
Apostila de violão
Apostila de violãoApostila de violão
Apostila de violão
Jesrayne Nascimento
 
Apostiladeviolao
ApostiladeviolaoApostiladeviolao
Apostiladeviolao
Centro Paula Souza - ETEC
 
Apostila de violao
Apostila de violaoApostila de violao
Apostila de violao
WendelArajo2
 
Viola iniciante
Viola inicianteViola iniciante
Viola iniciante
Marcos Duprá
 
Metodo oboe ccb
Metodo oboe ccbMetodo oboe ccb
Metodo oboe ccb
Saulo Gomes
 
Como-tirar-musicas-de-ouvido
 Como-tirar-musicas-de-ouvido Como-tirar-musicas-de-ouvido
Como-tirar-musicas-de-ouvido
Wallysson Mendes
 
guitarra-nivel-basico
guitarra-nivel-basicoguitarra-nivel-basico
guitarra-nivel-basico
Saulo Gomes
 
Apostiladeviolao
ApostiladeviolaoApostiladeviolao
Apostiladeviolao
PedroAlves480
 
Palhetada-alternada
 Palhetada-alternada Palhetada-alternada
Palhetada-alternada
ebenezer melo
 
Aprender a tocar guitarra
Aprender a tocar guitarraAprender a tocar guitarra
Aprender a tocar guitarra
Luciano Lobo
 
Viola de ouro apostila
Viola de ouro apostilaViola de ouro apostila
Viola de ouro apostila
Elvis Live
 
Apostila contra-baixo
Apostila contra-baixoApostila contra-baixo
Apostila contra-baixo
flaviolimaenfermeiro
 
Curso basicão de violão
Curso basicão de violão Curso basicão de violão
Curso basicão de violão
Luiz Avelar
 

Semelhante a Livro ritmos (20)

Apostila teclado
Apostila tecladoApostila teclado
Apostila teclado
 
1 introdução do curso
1 introdução do curso1 introdução do curso
1 introdução do curso
 
Curso básico de teclado - academia das teclas
Curso básico de teclado  - academia das teclasCurso básico de teclado  - academia das teclas
Curso básico de teclado - academia das teclas
 
Curso básico de teclado
Curso básico de tecladoCurso básico de teclado
Curso básico de teclado
 
03. Como aprender a tocar ritmos de violão Os 3 Pilares essenciais autor Mar...
03. Como aprender a tocar ritmos de violão Os 3 Pilares essenciais autor Mar...03. Como aprender a tocar ritmos de violão Os 3 Pilares essenciais autor Mar...
03. Como aprender a tocar ritmos de violão Os 3 Pilares essenciais autor Mar...
 
Aprenda a-batucar
Aprenda a-batucarAprenda a-batucar
Aprenda a-batucar
 
Como tocar sua primeira música em 7 dias.pdf
Como tocar sua primeira música em 7 dias.pdfComo tocar sua primeira música em 7 dias.pdf
Como tocar sua primeira música em 7 dias.pdf
 
Apostila de violão
Apostila de violãoApostila de violão
Apostila de violão
 
Apostiladeviolao
ApostiladeviolaoApostiladeviolao
Apostiladeviolao
 
Apostila de violao
Apostila de violaoApostila de violao
Apostila de violao
 
Viola iniciante
Viola inicianteViola iniciante
Viola iniciante
 
Metodo oboe ccb
Metodo oboe ccbMetodo oboe ccb
Metodo oboe ccb
 
Como-tirar-musicas-de-ouvido
 Como-tirar-musicas-de-ouvido Como-tirar-musicas-de-ouvido
Como-tirar-musicas-de-ouvido
 
guitarra-nivel-basico
guitarra-nivel-basicoguitarra-nivel-basico
guitarra-nivel-basico
 
Apostiladeviolao
ApostiladeviolaoApostiladeviolao
Apostiladeviolao
 
Palhetada-alternada
 Palhetada-alternada Palhetada-alternada
Palhetada-alternada
 
Aprender a tocar guitarra
Aprender a tocar guitarraAprender a tocar guitarra
Aprender a tocar guitarra
 
Viola de ouro apostila
Viola de ouro apostilaViola de ouro apostila
Viola de ouro apostila
 
Apostila contra-baixo
Apostila contra-baixoApostila contra-baixo
Apostila contra-baixo
 
Curso basicão de violão
Curso basicão de violão Curso basicão de violão
Curso basicão de violão
 

Último

Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
Estuda.com
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 

Livro ritmos

  • 2. Aviso Legal........................................................................................................................2 Palavras do Autor..............................................................................................................3 Introdução e Orientações.................................................................................................4 Simbologia.........................................................................................................................5 Simbologia.........................................................................................................................6 Afine o seu Violão.............................................................................................................7 Ritmo Pop 1.......................................................................................................................8 Ritmo Pop 2.......................................................................................................................9 Ritmo Pop Rock 1...........................................................................................................10 Ritmo Pop Rock 2...........................................................................................................11 Ritmo Pop Rock Lento...................................................................................................12 Ritmo Rock ‘n’ Roll.........................................................................................................13 Ritmo Blues.....................................................................................................................14 Ritmo Valsa....................................................................................................................15 Ritmo Guarânia...............................................................................................................16 Ritmo Country................................................................................................................17 Ritmo Reggae 1..............................................................................................................18 Ritmo Reggae 2..............................................................................................................19 Ritmos da MPB...............................................................................................................20 Afine o seu Violão..........................................................................................................21 Samba Canção...............................................................................................................22 Bossa Nova....................................................................................................................23 Samba 1..........................................................................................................................24 Samba 2..........................................................................................................................25 Ritmo Flamenco.............................................................................................................26 Índice
  • 3. Este E-Book faz parte do Curso Fórmula Violão, e só pode ser distribuído em conjunto com o mesmo. é expressamente proibido a distribuição gratuita deste exemplar. Todos os Direitos Reservados a Fábio de Amorim e Toque Violão Fácil. teodorofabiok9@yahoo.com.br toqueviolaofacil@gmail.com.br 2 Aviso Legal
  • 4. Palavras do Autor Nos diversos ambientes sociais nos quais estamos inseridos atualmente, é comum ouvirmos pessoas próximas a nós dizerem a seguinte frase: “comecei a fazer aulas de violão”. Em um primeiro momento percebemos que as mesmas se apresentam muito animadas e dispostas, porém, ao surgirem os primeiros obstáculos a serem superados, fato inevitável para o início de qualquer prática, não é incomum sermos surpreendidos por frases desanimadoras tais como: “Isto não é para mim”, “não é possível”, “não tenho tempo para isso” ou “deveria ter aprendido quando mais jovem”, “meus dedos doem muito quando começo a estudar”. Por experiência própria, afirmo que, entre os inúmeros motivos que poderão ser apresentados como justificativa para que a pessoa não siga em frente na aprendizagem, o principal deles é a falta de persistência. Independentemente de diversos outros fatores que possam surgir pelo caminho, para tocar qualquer tipo de instrumento musical é preciso ter muita persistência. Muitos começam e logo desanimam porque, principalmente, quando se trata de instrumentos de cordas, nos primeiros dias podem surgir bolhas nos dedos (causadas pelas cordas), dores no braço (devido a nova postura adotada para tocar o instrumento), dificuldades em montar os acordes, entre outras. Mas assim como uma pessoa que começa a freqüentar a academia, a qual sente algumas dificuldades e dores nos primeiros dias, mas depois supera os obstáculos e percebe os benefícios que tal atividade pode lhe proporcionar, quem inicia o aprendizado um instrumento musical (neste caso o violão), depois de passar pelos primeiros desafios estará apto mergulhar neste magnífico e encantado universo da música. Porque afinal de contas, você perceberá em sua caminhada que sempre haverá algo novo para aprender. Mas a essa altura, tudo será bem mais fácil e prazeroso, porque você já terá dado os primeiros passos no aprendizado básico, o que lhe proporcionará uma base sólida para continuar seu aprendizado deste maravilhoso instrumento chamado violão. Tenho certeza que, através deste curso você poderá adquirir o conhecimento necessário para tocar suas músicas preferidas no violão e desta forma você entrará na lista daqueles, que assim como eu, conseguiram superar as primeiras dificuldades e desenvolver afinidade com um instrumento musical. Isto com certeza resultará em muita alegria para você e para aqueles que compartilharão desta experiência com você! Desejo-lhe um bom curso e muito sucesso!! Fábio de Amorim Teodoro 3
  • 5. Tenho observado que um grande número des estudantes conseguem aprender os conceitos iniciais do violão, porém, após esta fase deparam-se com uma dificuldade comum: aprender a parte rítmica do instrumento. Uma vez identificado essa barreira, surgiu a idéia de criarmos esse material que tem o objetivo de contribuir de forma prática para o seu aprendizado dos ritmos populares no violão. Antes de começarmos este estudo específico, gostaria de lhe dizer que, embora exista uma enorme quantidade de estilos musicais e conseqüentemente inúmeras possibilidades rítmicas dentro de cada um deles, este material não tem como finalidade esgotar o assunto. Nosso objetivo é proporcionar um conhecimento inicial para que a partir deste ponto você possa imergir neste maravilhoso universo de possibilidades musicais. Desta forma, separei uma série de ritmos bastante utilizados em nossa música popular e fáceis de aprender para . Ritmos Introdução Como Utilizar o E-Book Aluno lê o conteúdo Teórico no Livro Digital... Acessa a área de membros do Curso e assiste a explicação prática... Coloca em Prática no Violão... 4
  • 6. Ritmos Visando simplificar o entendimento, utilizaremos uma simbologia específica para a mão direita. A seguir veja o significado de cada figura. Seta Preta para Baixo: Movimento de descida com o dedo Polegar; Seta Branca para Baixo: Movimento de descida com o dedo indicador; Seta Branca para cima: Movimento de subida com o dedo indicador; Simbologia X X Setas menores acompanhadas pela letra X: Cordas tocadas com abafamento (dedo indicador); A Letra A: Abafar as cordas com o dedo polegar; Seta Vermelha para Baixo: Movimento de descida rasgado com polegar ou indicador; 5
  • 7. Para os ritmos específicos da MPB como Bossa Nova e Samba também utilizaremos as nomenclaturas abaixo para Simbologia I M A P Letra P: Tocado com o dedo Polegar; IMA: dedos Indicador, Anelar e Médio tocados junto; PIMA: dedos Polegar, Indicador, Anelar e Médio tocados juntos; P I M A . 6 Ritmos
  • 8. Afine o seu Violão Antes de começarmos a aprender os ritmos, confira a afinação do seu violão, através do vídeo abaixo. . 7 Ritmos
  • 9. APolegar Indicador Indicador Pop 1 O primeiro ritmo trata-se de uma levada curta, que utiliza figuras simples de decida subida e abafamento. 8 Ritmos
  • 10. Pop 2 A APolegar Indicador Indicador Indicador Indicador No segundo ritmo a primeira parte é igual o anterior, mas acrescentaremos alguns elementos que fazem toda a diferença, dando outra percepção rítmica para a figura. 9 Ritmos
  • 11. Polegar Indicador Indicador Indicador Indicador Pop Rock 1 Esta é uma variação muito utilizada por diversos grupos musicais constituído por uma figura rítmica extremamente simples e funcional. 10 Ritmos
  • 12. Polegar Indicador Indicador Indicador Indicador Pop Rock 2 Outro ritmo muito utilizado por diversos grupos musicais dos estilos pop e rock. Trata-se de uma figura rítmica simples, mas muito envolvente e funcional. 11 Ritmos
  • 13. Polegar Indicador IndicadorIndicador IndicadorIndicador Indicador Indicador Pop Rock Lento Este ritmo também é bastante conhecido. Trata-se de uma figura rítmica um pouco mais elaborada que geralmente é executada de forma mais lenta. 12 Ritmos
  • 14. Acentuado Polegar Indicador Indicador Indicador Rock’n’Roll Este Ritmo é muito animado, a batida é essencialmente um blues boogie-woogie com contratempo acentuado, este último quase fornecido por uma caixa clara. 13 Ritmos
  • 15. Blues Acentuado Indicador Acentuado Indicador Indicador Indicador Indicador Indicador . 14 Agora traremos uma figura rítmica típica do Blues. Essa é uma levada bastante praticada por violonistas. Ritmos
  • 16. Polegar Indicador Indicador Valsa O Ritmo de Valsa é mundialmente utilizado, desde a música clássica até a música popular de raíz. 15 Ritmos
  • 17. Nesta etapa queremos lhe ensinar uma figura rítmica típica da música sertaneja e regional brasileira, a Guarânia. Polegar Rasgado Indicador Indicador Indicador Indicador Guarânia 16 Ritmos
  • 18. Polegar Indicador Polegar Indicador Indicador Country Este é um ritmo muito simples contagiante. Embora possamos encontrar outras variações, a partir desta fica simples executar as demais. 17 Ritmos
  • 19. Reggae 1 Desce sem nada Esta é a primeira variação do ritmo Reggae que lhe ensinaremos. AIndicador Indicador 18 Ritmos
  • 20. Reggae 2 AXX X X X Nesta Segunda variação do ritmo Reggae encontramos uma maior quantidade de elementos que deixam a figura rítmica mias viva. Embora seja um movimento um pouco mais complexo, vale muito a pena aprendê-lo e ter esta levada em sua biblioteca de ritmos. 19 Ritmos
  • 21. Ritmos da MPB Nesta fase do nosso Curso passaremos a estudar algumas figuras rítmicas características da Música Popular Brasileira. Aqui utilizaremos a a simbologia relacionada aos dedos P (polegar), i (Indicador), m (Médio) e a (Anelar). Confira no módulo 7 da área de membros o vídeo com as orientações desta etapa. 20 Ritmos
  • 22. Afine o seu Violão Antes de começarmos a aprender os ritmos, confira a afinação do seu violão, através do vídeo apresentado no módulo 7 da área de membros. 21 Ritmos
  • 23. Bossa Nova P i m a i m a P i m a Esta é uma levada bastante interessante de um ritmo que ficou mundialmente conhecido por misturar o samba e o Jazz, a Bossa Nova. 22 Ritmos
  • 24. Samba Canção O segundo ritmo desta série é uma variação que podemos chamar de samba canção. i m a i m a 1 32 a m i P P 23 Ritmos
  • 25. Samba 1 P i m a i m a P i m a P i m a Pi m a i m a i m a O Ritmo de samba tipicamente brasileiro, é representado por figuras rítmicas um pouco mais longas. Em meio a tantas opções de separamos duas em especial para explicarmos neste material. 24 Ritmos
  • 26. Samba 2 i m a P i m a Pi m a i m a P P P P i m a i m a Esta é a segunda variação do ritmo de samba. A figura é mais longa que a anterior e tem uma característica muito forte da batida tradicional de samba. 25 Ritmos
  • 27. Flamenco Indicador I. M. A. ATENÇÂO I.M.A = Indicador, médio e anelar. I.P = Indicador junto com o polegar em forma de palheta. I.P. I.P. I.P. I.P. O flamenco é a música e a dança cujas origens remontam às culturas cigana e mourisca, com influência árabe e judaica. A cultura do flamenco é associada principalmente à região da Andaluzia na Espanha, assim como Múrcia e Estremadura, e tornou-se um dos símbolos da cultura espanhola. 26 Ritmos