Teoria musical

2.428 visualizações

Publicada em

Teoria musical

  1. 1. TEORIA MUSICAL
  2. 2. MÚSICA Combinação de sons de forma agradável. Combinação de sons sucessivos ou simultâneos,que conservam entre si uma relação lógica e ordenada. Arte de manifestar os diversos afetos da nossa alma mediante o som.
  3. 3. MÚSICA A música se divide em 3 (três) partes; melodia, harmonia e ritmo.  Melodia: combinação de sons sucessivos.  Harmonia: combinação de sons simultâneos.  Ritmo: combinação de valores.
  4. 4. SOM É tudo aquilo que impressiona os nossos ouvidos. Na prática musical,o som assume 4 (quatro) propriedades; altura, duração, intensidade e timbre.
  5. 5. ALTURA É a propriedade do som que o define como;grave, médio ou agudo.  Graves: sons mais grossos.  Agudos: sons mais finos.  Médios: sons que se estabelecem entre os graves e agudos. Para se obter um som médio, é preciso ter referências dos sons graves e agudos.
  6. 6. DURAÇÃO É a propriedade que determina o tempo de produção do som.  O som pode ser curto ou longo. Curto Longo
  7. 7. INTENSIDADE É a propriedade que determina a força com que o som é executado (volume). O som pode ser forte ou fraco.
  8. 8. TIMBRE É a Propriedade que caracteriza o som. As vezes dois sons têm a mesma altura, duração, e intensidade, mas os timbres são diferentes. É através dele que podemos dizer se um som vêm da flauta, piano, voz humana, etc...
  9. 9. PENTAGRAMA Escreve-se a música sobre 5 linhas e 4 espaços, chamados de pentagrama ou pauta musical. As linhas e espaços são contadas debaixo para cima: Cada Linha ou espaço representa uma nota musical. As Claves atribuem notas específicas à linhas e espaços determinados.
  10. 10. CLAVES Normalmente são usadas duas claves. A clave de Sol e a clave de FÁ. A clave de Sol é usada para sons médios e agudos. A clave de FÁ é usada para sons graves (baixo).
  11. 11. CLAVE DE SOL A primeira Clave que vamos discutir é a clave de Sol. A Clave de Sol assina-se na 2ª linha (ponto vermelho). Portanto a 2ª linha (mostrada de vermelho),representa a nota Sol. Qualquer nota colocada nesta linha torna-se um Sol.
  12. 12. NOTAS DA CLAVE DE SOL A nota no espaço acima do Sol, é o Lá. A linha acima do Lá é o Si, e assim esse processo continua.
  13. 13. LINHAS SUPLEMENTARES E quando acabam-se as 5 linhas e os 4 espaços? As linhas suplementares dão continuidade à marcação das notas.
  14. 14. LINHAS SUPLEMENTARES Uma Linha suplementar, é uma pequena linha que amplia a pauta quando o espaço para as notas acaba. Com a linha suplementar então desenhada, podemos colocar o LÁ, e assim vão se adicionando novas Linhas e espaços.
  15. 15. SUPERIOR E INFERIOR Existem as Linhas e espaços suplementares superiores e inferiores. Ao subirmos as linhas e espaços,temos os sons mais agudos, e ao descermos teremos sons mais graves.
  16. 16. CLAVE DE FÁ Quando queremos obter um som mais grave, e que a clave de SOL não pode emitir, usaremos a clave de FÁ. A clave de FÁ assina-se na 4ª linha, portanto esta linha é o FÁ (linha vermelha).
  17. 17. NOTAS DA CLAVE DE FÁ. À partir desta linha podemos preencher o resto da pauta com notas. Também são acrescentadas Linhas e espaços suplementares inferiores e superiores quando preciso.
  18. 18. SISTEMA DE 11 LINHAS É uma pauta teórica chamada de endecagrama. Quando eliminamos a linha do meio,ficamos com 2 pautas normais.
  19. 19. RELAÇÃO ENTRE AS PAUTAS Ao adicionarmos uma clave de SOL na pauta superior,e uma clave de FÁ na pauta inferior, podemos ver a relação entre as duas pautas.
  20. 20. RELAÇÃO ENTRE AS PAUTAS Observe como as duas claves são “unidas” pelo DÓ. Ele é chamado de “DÓ central”, já que corresponde à linha do meio entre as pautas da clave de SOL e de FÁ.
  21. 21. NOTAS E VALORES Número relativo Tempo de cada nota
  22. 22. COMPASSO E FÓRMULA DE COMPASSO Linhas verticais chamadas barra de compasso, ou travessões, dividem a pauta em compassos. No exemplo abaixo,dividimos a pauta em 2 compassos.
  23. 23. COMPASSO E FÓRMULA DE COMPASSO A fração, ou fórmula de compasso, define a qualidade e o tipo das notas que cada compasso pode conter. No exemplo acima,o primeiro compasso é um compasso 4/4 e o segundo, um compasso 3/4.
  24. 24. COMPASSO E FÓRMULA DE COMPASSO O primeiro compasso, 4/4 contém quatro semínimas. O segundo compasso, 3/4 contém três semínimas.
  25. 25. PONTO DE AUMENTO É o sinal colocado ao lado de um valor, para indicar o aumento de metade em sua duração.
  26. 26. DUPLO PONTO DE AUMENTO Um segundo ponto indica aumento igual à metade do valor do primeiro ponto. Esses pontos de aumentos também são aplicados às pausas musicais.
  27. 27. TEMPOS São movimentos que fixam a duração absoluta dos valores.  Podem ser fortes ou fracos. Compasso é a reunião de tempos.  Há compassos simples e compostos. São mais usados compassos de dois, três e quatro tempos.  Binário, ternário e quartenário.

×