SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
3 de Março de 2024
Lição 9
O BATISMO – A PRIMEIRA
ORDENANÇA DA IGREJA
TEXTO ÁUREO
“Portanto, ide, ensinai todas as nações,
batizando-as em nome do Pai, e do Filho,
e do Espírito Santo.” (Mt 28.19)
VERDADE PRÁTICA
O batismo é uma ordenança de
Jesus Cristo e, por isso, deve ser
uma prática obedecida pela igreja.
LEITURA DIÁRIA
Segunda - At 16.33 Uma prática cristã
Terça - Mt 28.19 Uma ordenança de Jesus Cristo
Quarta - Mc 16.16 O batismo é para quem crê
verdadeiramente em Cristo
Quinta - At 2.38 Batizando os verdadeiramente
convertidos
Sexta - Cl 2.12 Identificados com Cristo
Sábado - At 2.41 Testemunho público da fé
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Romanos 6.1-11
1 - Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça
seja mais abundante?
2 - De modo nenhum! Nós que estamos mortos para o pecado, como
viveremos ainda nele?
3 - Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo
fomos batizados na sua morte?
4 - De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte;
para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai,
assim andemos nós também em novidade de vida.
5 - Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da
sua morte, também o seremos na da sua ressureição;
6 - sabendo isto: que o nosso velho homem foi com ele crucificado,
para que o corpo do pecado seja desfeito, afim de que não sirvamos
mais ao pecado.
7 - Porque aquele que está morto está justificado do pecado.
8 - Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele
viveremos;
9 - sabendo que, havendo Cristo ressuscitado dos mortos, já não
morre; a morte não mais terá domínio sobre ele.
10 - Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado;
mas, quanto a viver, vive para Deus.
INTRODUÇÃO
Nesta lição, vamos estudar uma importante prática cristã – o
Batismo em águas. Veremos que o rito do Batismo foi praticado
por João Batista, Jesus Cristo e seus apóstolos e, posteriormente,
pelos cristãos da Igreja Primitiva. É uma prática, portanto, de
grande importância para a Igreja de Cristo. Contudo, como toda
doutrina cristã, a prática do Batismo também tem sofrido desvios
ao longo da história, tanto no seu propósito quanto na sua forma.
Assim, é necessário deixarmos a Bíblia falar a fim de que o
propósito correto para o qual foi instituída essa importante
prática seja observado. PALAVRA-CHAVE: Batismo
I – PRESSUPOSTOS BÍBLICO-DOUTRINÁ-
RIOS DO BATISMO
1. O Batismo visto como sacramento: a origem de um erro. A
tradição católica e alguns segmentos do protestantismo histórico veem
a prática do batismo como um sacramento. A palavra “sacramento” vem
do latim sacramenntum, significando um sinal sagrado capaz de conferir
graça àquele que dele participa. Nesse sentido, Agostinho (354-430
d.C), bispo de Hipona, que introduziu esse desvio na igreja, entendia
que o batismo, como sacramento, é um rito que transmite graça
espiritual independentemente da fé de quem o pratica. Esse
entendimento teológico-doutrinário define um sacramento como sendo
um sinal visível de uma graça invisível. Dessa forma, na visão de
algumas tradições cristãs, o batismo torna-se necessário para a salvação.
2. O Batismo não é sacramento, mas ordenança de
Cristo. O ensino bíblico concernente ao Batismo é que ele
é uma ordenança e não um sacramento: “Ide, portanto,
fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome
do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28.19). Não
há, portanto, no Batismo, um poder mágico capaz de
transmitir graça para a salvação. O ensino bíblico é que o
Batismo é uma ordenança dada por Cristo a quem já foi
alcançado pela graça, e não a quem quer obter alguma
graça através dele.
3. O Batismo deve ser administrado aos adultos. O mesmo
Agostinho que entendia o Batismo como um sacramento, defendeu
também que os bebês, por haverem nascidos com o pecado original,
precisavam ser batizados para serem salvos. Nesse caso, o Batismo
deveria ser administrado a eles para anular o pecado original.
Evidentemente que esse entendimento do bispo de Hipona está contra
o ensino de Cristo, que afirmou que as crianças fazem parte do Reino
de Deus: “Jesus, porém, disse: Deixai os pequeninos, não os estorveis
de vir a mim, porque dos tais é o Reino dos céus” (Mt 19.14). Logo,
não há vestígios no Novo Testamento de crianças sendo batizadas,
pois nosso Senhor disse que o Batismo deveria ser administrado a
quem cresse (Mc 16.16). Uma criança, que ainda não chegou à idade
da razão não tem maturidade para crer e fazer escolhas.
SINOPSE I
O Batismo em águas é uma ordenança
que deve ser ministrada aos adultos.
II - O SÍMBOLO E O PROPÓSITO DO
BATISMO
1. Símbolo do Batismo: Identificação com Cristo. O Batismo por
imersão simboliza a união do crente com Cristo, por meio de sua a
morte, sepultamento e ressurreição. Essa verdade é afirmada pelo
apóstolo Paulo aos cristãos que estavam em Roma (Rm 6.3-5). Dessa
forma, o apóstolo mostra que o ato de emergir da água, onde havia sido
submerso, retrata com precisão a identificação do cristão com a
ressurreição de Cristo. Essa mesma verdade é afirmada na Carta aos
Colossenses: “Sepultados com ele no batismo, nele também
ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos”
(Cl 2.12). Isso simboliza que o cristão morreu para a velha vida e agora
entrou na nova vida em Cristo.
2. O Propósito do Batismo: Testemunho público da fé cristã.
No contexto da fé bíblica, o Batismo é uma pública profissão de fé.
Isso significa que o crente, quando desce às águas batismais, está
testemunhando de forma pública perante o mundo da sua nova
vida em Cristo (At 2.41). Quem se candidata ao Batismo deve estar
convicto e consciente da fé que abraçou. Aqui, não há território
neutro (Cl 2.6). Enfim, o batismo é para salvos e convertidos que
estão dispostos a seguir Jesus (At 8.12; 16.14,15).
3. Não há espaço para indecisão. Somente cristãos
indecisos rejeitam ser batizados. Às vezes isso acontece por
ignorância ao sentido do ato. Outras vezes é por falta de
convicção de fé. No primeiro caso, às vezes o crente entende
que após ser batizado não pode mais cometer qualquer tipo
de falha. Embora a Bíblia mostre que o crente deve evitar o
pecado (1 Jo 2.1), contudo, o Batismo não pode ser visto
como uma vacina que imuniza o cristão contra o pecado.
Este é vencido quando se anda no Espírito (Gl 5.16). Por
outro lado, há muitos que rejeitam o Batismo justamente por
falta de conversão. Estão conscientes das implicações que
esse rito traz e não estão dispostos a cortar o cordão
umbilical com o mundo.
SINOPSE II
O Batismo em águas simboliza uma
identificação com Cristo e o
testemunho público de fé.
III - A FÓRMULA E O MÉTODO DO BATISMO
1. Fórmula trinitária do Batismo. Durante a Grande Comissão,
Jesus orientou seus discípulos: “Portanto ide, fazei discípulos de
todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do
Espírito Santo” (Mt 28.19). Essa é a fórmula trinitária do batismo
cristão. Isso porque esse texto cita as três pessoas da Trindade: Pai,
Filho e Espírito Santo. Um só Deus, três pessoas distintas, com
uma só essência. No rito do Batismo, portanto, a orientação de
Jesus precisa ser seguida pela invocação do nome do Pai, do Filho e
do Espírito Santo.
2. Fórmula herética do Batismo. Nem todos os grupos
dentro da tradição cristã seguem a fórmula trinitariana. Há
grupos que seguem um tipo de doutrina modalista. Um
exemplo é o unicismo. Esse grupo batiza seus membros
somente em nome de Jesus. O suporte bíblico dele é
buscado em alguns textos do livro de Atos, onde
supostamente se negaria a prática trinitariana (At 2.38;
19.5). Convém dizer que esses textos não negam a
fórmula trinitária nem tampouco negam a Trindade. Na
verdade, o que é dito é que o Batismo era feito na
autoridade de Jesus, isto é, naquilo que Ele fez e ensinou.
3. Imersão: o método bíblico do Batismo. Convém dizer
que não há vestígios da prática do Batismo por aspersão no
Novo Testamento. Esse tipo de Batismo se caracteriza por
aspersão de água sobre o candidato. Entretanto, o contexto
do Novo Testamento mostra claramente que o Batismo nos
dias bíblicos era por imersão. A palavra grega baptizo
possui o sentido de “mergulhar” e “submergir” tanto na
Bíblia como fora dela. Vários textos bíblicos mostram a
prática bíblica do Batismo por imersão: o povo saía para ser
batizado por João no (dentro de) rio Jordão (Mc 1.5); da
mesma forma, quando foi batizado, Jesus “saiu da água”
(Mc 1.10); João batizava onde havia muita água (Jo 3.23).
SINOPSE III
A fórmula trinitária do Batismo é: em
nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
CONCLUSÃO
Procuramos abordar as questões mais relevantes
concernentes ao Batismo em águas. Mostramos que,
embora não tenha a atribuição de salvação a quem dele
participa, o Batismo é, sim, uma prática que deve ser
levada a sério por todo crente que quer seguir as
Palavras de Jesus. Por meio do Batismo nos
identificamos com Cristo Jesus e tornamos pública a
nossa profissão de fé.
REVISANDO O CONTEÚDO
1. Explique o significado da palavra “sacramento”.
A palavra “sacramento” vem do latim sacramenntum,
significando um sinal sagrado capaz de conferir graça àquele
que dele participa.
2. De acordo com a lição, qual é o ensino bíblico sobre o
Batismo?
O ensino bíblico concernente ao Batismo é que ele é uma
ordenança e não um sacramento: “Ide, portanto, fazei
discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai,
e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28.19).
3. O que o Batismo simboliza?
O Batismo por imersão simboliza a união do crente
com Cristo, por meio de sua morte, sepultamento e
ressurreição.
4. Qual é o propósito do Batismo?
No contexto da fé bíblica, o Batismo é uma pública
profissão de fé.
5. Quais são a fórmula e o método bíblico do Batismo?
A fórmula do batismo é trinitária: Em nome do Pai, do
Filho e do Espírito Santo; o método de batismo é por
imersão em águas.
REFERÊNCIAS
CPAD. O CORPO DE CRISTO - Origem, Natureza e Missão da Igreja
no Mundo. Rio de Janeiro: Casa Publicadora das Assembleias de Deus
(CPAD), 2024. (Lições Bíblicas, Adultos CPAD).
SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASIL (org.). Bíblia De Estudo Plenitude
Revista E Atualizada. Barueri, SP: SBB, 2005.
Slides elaborados por Celso Napoleon
EBD | 1° Trimestre De 2024 | CPAD Adultos | Tema: O
CORPO DE CRISTO - Origem, Natureza e Missão da
Igreja no Mundo | Escola Bíblica Dominical | Lição 9 -
O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja
LIÇÕES:
Lição 1- A Origem da igreja
Lição 2 - Imagens Bíblicas da Igreja
Lição 3 - A Natureza da Igreja
Lição 4 - A Igreja e o Reino de Deus
Lição 5 - A Missão da Igreja de Cristo
Lição 6 - Igreja: Organismo e Organização
Lição 7 - O Ministério da Igreja
Lição 8 - A Disciplina na Igreja
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja
Lição 10 - A Ceia do Senhor – A Segunda Ordenança da Igreja
Lição 11 - O Culto da Igreja Cristã
Lição 12 - O Papel da Pregação no Culto
Lição 13 - O Poder de Deus na Missão da Igreja

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologia
Alberto Nery
 

Mais procurados (20)

Lição 6 - Igreja: Organismo e Organização.pptx
Lição 6 - Igreja: Organismo e Organização.pptxLição 6 - Igreja: Organismo e Organização.pptx
Lição 6 - Igreja: Organismo e Organização.pptx
 
Lição 02: A Deturpação da Doutrina Bíblica do pecado.pptx
Lição 02: A Deturpação da Doutrina Bíblica do pecado.pptxLição 02: A Deturpação da Doutrina Bíblica do pecado.pptx
Lição 02: A Deturpação da Doutrina Bíblica do pecado.pptx
 
Carta aos efesios
Carta aos efesiosCarta aos efesios
Carta aos efesios
 
Lição 6 – Orando, Contribuindo e Fazendo Missões.pptx
Lição 6 – Orando, Contribuindo e Fazendo Missões.pptxLição 6 – Orando, Contribuindo e Fazendo Missões.pptx
Lição 6 – Orando, Contribuindo e Fazendo Missões.pptx
 
Slides Licao 4, CPAD, Quando se vai a Gloria de DEUS, 4Tr22, Pr Henrique, EBD...
Slides Licao 4, CPAD, Quando se vai a Gloria de DEUS, 4Tr22, Pr Henrique, EBD...Slides Licao 4, CPAD, Quando se vai a Gloria de DEUS, 4Tr22, Pr Henrique, EBD...
Slides Licao 4, CPAD, Quando se vai a Gloria de DEUS, 4Tr22, Pr Henrique, EBD...
 
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptxLição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
 
Lição 14 - Missões e a Volta do Senhor Jesus.pptx
Lição 14 - Missões e a Volta do Senhor Jesus.pptxLição 14 - Missões e a Volta do Senhor Jesus.pptx
Lição 14 - Missões e a Volta do Senhor Jesus.pptx
 
Slides Lição 2, CPAD, A Predileção dos Pais por um dos Filhos.pptx
Slides Lição 2, CPAD, A Predileção dos Pais por um dos Filhos.pptxSlides Lição 2, CPAD, A Predileção dos Pais por um dos Filhos.pptx
Slides Lição 2, CPAD, A Predileção dos Pais por um dos Filhos.pptx
 
Lição 1 – A Grande Comissão Um Enfoque Etnocêntrico.pptx
Lição 1 – A Grande Comissão Um Enfoque Etnocêntrico.pptxLição 1 – A Grande Comissão Um Enfoque Etnocêntrico.pptx
Lição 1 – A Grande Comissão Um Enfoque Etnocêntrico.pptx
 
Lição 3 - A Natureza da Igreja - Escola Bíblica Dominical.pptx
Lição 3 - A Natureza da Igreja - Escola Bíblica Dominical.pptxLição 3 - A Natureza da Igreja - Escola Bíblica Dominical.pptx
Lição 3 - A Natureza da Igreja - Escola Bíblica Dominical.pptx
 
Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologia
 
Lição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novoLição 5 - É necessário nascer de novo
Lição 5 - É necessário nascer de novo
 
Slides Lição 9, CPAD, Uma Visão Bíblica do Corpo, 3Tr23.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Uma Visão Bíblica do Corpo, 3Tr23.pptxSlides Lição 9, CPAD, Uma Visão Bíblica do Corpo, 3Tr23.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Uma Visão Bíblica do Corpo, 3Tr23.pptx
 
Lição 08: O Avivamento Espiritual no Mundo.pptx
Lição 08: O Avivamento Espiritual no Mundo.pptxLição 08: O Avivamento Espiritual no Mundo.pptx
Lição 08: O Avivamento Espiritual no Mundo.pptx
 
Slides Lição 13, CPAD, Aviva, o Senhor, a Tua Obra.pptx
Slides Lição 13, CPAD, Aviva, o Senhor, a Tua Obra.pptxSlides Lição 13, CPAD, Aviva, o Senhor, a Tua Obra.pptx
Slides Lição 13, CPAD, Aviva, o Senhor, a Tua Obra.pptx
 
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
Epístolas Gerais - I e II Pedro, I II e III João, Judas.
 
Batismo nas aguas
Batismo nas aguasBatismo nas aguas
Batismo nas aguas
 
Lição 13 – O Mundo de Deus no Mundo dos Homens.pptx
Lição 13 – O Mundo de Deus no Mundo dos Homens.pptxLição 13 – O Mundo de Deus no Mundo dos Homens.pptx
Lição 13 – O Mundo de Deus no Mundo dos Homens.pptx
 
9. epístola de paulo 1' coríntios
9. epístola de paulo 1' coríntios9. epístola de paulo 1' coríntios
9. epístola de paulo 1' coríntios
 
Qual o real significado do batismo
Qual o real significado do batismoQual o real significado do batismo
Qual o real significado do batismo
 

Semelhante a Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx

lição 9 - Batismo.pptx kkkkkkkkkkkkkkkkkk
lição 9 - Batismo.pptx kkkkkkkkkkkkkkkkkklição 9 - Batismo.pptx kkkkkkkkkkkkkkkkkk
lição 9 - Batismo.pptx kkkkkkkkkkkkkkkkkk
sheylarocha10
 
A_ordenanca_do_batismo_em_aguas-1644030335.pptx
A_ordenanca_do_batismo_em_aguas-1644030335.pptxA_ordenanca_do_batismo_em_aguas-1644030335.pptx
A_ordenanca_do_batismo_em_aguas-1644030335.pptx
deivid silva
 
Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Fi...
Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Fi...Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Fi...
Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Fi...
JooAlbertoSoaresdaSi
 
Sacramentos Catequese para os adultos.pptx
Sacramentos Catequese para os adultos.pptxSacramentos Catequese para os adultos.pptx
Sacramentos Catequese para os adultos.pptx
DevairJose1
 
Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011
Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011
Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011
Nuno Bessa
 

Semelhante a Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx (20)

lição 9 - Batismo.pptx kkkkkkkkkkkkkkkkkk
lição 9 - Batismo.pptx kkkkkkkkkkkkkkkkkklição 9 - Batismo.pptx kkkkkkkkkkkkkkkkkk
lição 9 - Batismo.pptx kkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
Lição 07 - A ordenança do batismo em águas
Lição 07 - A ordenança do batismo em águasLição 07 - A ordenança do batismo em águas
Lição 07 - A ordenança do batismo em águas
 
Aula resumo batismo em águas
Aula resumo   batismo em águasAula resumo   batismo em águas
Aula resumo batismo em águas
 
A_ordenanca_do_batismo_em_aguas-1644030335.pptx
A_ordenanca_do_batismo_em_aguas-1644030335.pptxA_ordenanca_do_batismo_em_aguas-1644030335.pptx
A_ordenanca_do_batismo_em_aguas-1644030335.pptx
 
Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Fi...
Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Fi...Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Fi...
Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Fi...
 
A importância de ser Batizado.pdf
A importância de ser Batizado.pdfA importância de ser Batizado.pdf
A importância de ser Batizado.pdf
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
 
Culto dos Juniores - 07.12.21.pptx
Culto dos Juniores - 07.12.21.pptxCulto dos Juniores - 07.12.21.pptx
Culto dos Juniores - 07.12.21.pptx
 
Apostila treinamento-para-batismo
Apostila treinamento-para-batismoApostila treinamento-para-batismo
Apostila treinamento-para-batismo
 
Os sacramento do batismo
Os sacramento do batismoOs sacramento do batismo
Os sacramento do batismo
 
Pastoral do batismal 01
Pastoral do batismal 01Pastoral do batismal 01
Pastoral do batismal 01
 
Batismo
BatismoBatismo
Batismo
 
Rituais e cerimônias da igreja_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
Rituais e cerimônias da igreja_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos Rituais e cerimônias da igreja_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
Rituais e cerimônias da igreja_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
 
Cateq pt 26
Cateq pt 26Cateq pt 26
Cateq pt 26
 
Sacramentos Catequese para os adultos.pptx
Sacramentos Catequese para os adultos.pptxSacramentos Catequese para os adultos.pptx
Sacramentos Catequese para os adultos.pptx
 
Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011
Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011
Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011
 
Lbj lição 5 Ordenanças da igreja
Lbj lição 5   Ordenanças da igrejaLbj lição 5   Ordenanças da igreja
Lbj lição 5 Ordenanças da igreja
 
Curso-de-Batismo-e-Novos-Membros.pdf
Curso-de-Batismo-e-Novos-Membros.pdfCurso-de-Batismo-e-Novos-Membros.pdf
Curso-de-Batismo-e-Novos-Membros.pdf
 
Sacramentos: Batismo e Ceia
Sacramentos: Batismo e Ceia Sacramentos: Batismo e Ceia
Sacramentos: Batismo e Ceia
 
O batismo nas águas
O batismo nas águasO batismo nas águas
O batismo nas águas
 

Mais de Celso Napoleon

Mais de Celso Napoleon (20)

Lesson 7 - The Danger of Murmuring - SBS.pptx
Lesson 7 - The Danger of Murmuring - SBS.pptxLesson 7 - The Danger of Murmuring - SBS.pptx
Lesson 7 - The Danger of Murmuring - SBS.pptx
 
Lição 7 - O Perigo da Murmuração - EBD.pptx
Lição 7 - O Perigo da Murmuração - EBD.pptxLição 7 - O Perigo da Murmuração - EBD.pptx
Lição 7 - O Perigo da Murmuração - EBD.pptx
 
Lesson 6 - Our Spiritual Weapons - SBS.pptx
Lesson 6 - Our Spiritual Weapons - SBS.pptxLesson 6 - Our Spiritual Weapons - SBS.pptx
Lesson 6 - Our Spiritual Weapons - SBS.pptx
 
Lição 6 - As nossas Armas Espirituais.pptx
Lição 6 - As nossas Armas Espirituais.pptxLição 6 - As nossas Armas Espirituais.pptx
Lição 6 - As nossas Armas Espirituais.pptx
 
Lesson 5 - The Enemies of the Christian.pptx
Lesson 5 - The Enemies of the Christian.pptxLesson 5 - The Enemies of the Christian.pptx
Lesson 5 - The Enemies of the Christian.pptx
 
Lição 5 - Os Inimigos do Cristão - EBD.pptx
Lição 5 - Os Inimigos do Cristão - EBD.pptxLição 5 - Os Inimigos do Cristão - EBD.pptx
Lição 5 - Os Inimigos do Cristão - EBD.pptx
 
Lesson 4 - How to Conduct Yourself on a Walk.pptx
Lesson 4 - How to Conduct Yourself on a Walk.pptxLesson 4 - How to Conduct Yourself on a Walk.pptx
Lesson 4 - How to Conduct Yourself on a Walk.pptx
 
Lição 4 - Como se Conduzir na Caminhada.pptx
Lição 4 - Como se Conduzir na Caminhada.pptxLição 4 - Como se Conduzir na Caminhada.pptx
Lição 4 - Como se Conduzir na Caminhada.pptx
 
Lesson 3 - Heaven - the Christian's Destiny.pptx
Lesson 3 - Heaven - the Christian's Destiny.pptxLesson 3 - Heaven - the Christian's Destiny.pptx
Lesson 3 - Heaven - the Christian's Destiny.pptx
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
Lesson 2 - The Choice between the Narrow Gate and the Wide Gate.pptx
Lesson 2 - The Choice between the Narrow Gate and the Wide Gate.pptxLesson 2 - The Choice between the Narrow Gate and the Wide Gate.pptx
Lesson 2 - The Choice between the Narrow Gate and the Wide Gate.pptx
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
Lesson 1- The Beginning of the Walk.pptx
Lesson 1- The Beginning of the Walk.pptxLesson 1- The Beginning of the Walk.pptx
Lesson 1- The Beginning of the Walk.pptx
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 
Lição 13 - O Poder de Deus na Missão da Igreja.pptx
Lição 13 - O Poder de Deus na Missão da Igreja.pptxLição 13 - O Poder de Deus na Missão da Igreja.pptx
Lição 13 - O Poder de Deus na Missão da Igreja.pptx
 
Lesson 12 - The Role of Preaching in Worship.pptx
Lesson 12 - The Role of Preaching in Worship.pptxLesson 12 - The Role of Preaching in Worship.pptx
Lesson 12 - The Role of Preaching in Worship.pptx
 
Lição 12 - O Papel da Pregação no Culto.pptx
Lição 12 - O Papel da Pregação no Culto.pptxLição 12 - O Papel da Pregação no Culto.pptx
Lição 12 - O Papel da Pregação no Culto.pptx
 
Lesson 11 - The Worship of the Christian Church.pptx
Lesson 11 - The Worship of the Christian Church.pptxLesson 11 - The Worship of the Christian Church.pptx
Lesson 11 - The Worship of the Christian Church.pptx
 
Lição 11 - O Culto da Igreja Cristã.pptx
Lição 11 - O Culto da Igreja Cristã.pptxLição 11 - O Culto da Igreja Cristã.pptx
Lição 11 - O Culto da Igreja Cristã.pptx
 
Lesson 9 - Baptism – The First Ordinance of the Church.pptx
Lesson 9 - Baptism – The First Ordinance of the Church.pptxLesson 9 - Baptism – The First Ordinance of the Church.pptx
Lesson 9 - Baptism – The First Ordinance of the Church.pptx
 

Último

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 

Último (8)

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 

Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx

  • 1. 3 de Março de 2024 Lição 9 O BATISMO – A PRIMEIRA ORDENANÇA DA IGREJA
  • 2. TEXTO ÁUREO “Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.” (Mt 28.19)
  • 3. VERDADE PRÁTICA O batismo é uma ordenança de Jesus Cristo e, por isso, deve ser uma prática obedecida pela igreja.
  • 4. LEITURA DIÁRIA Segunda - At 16.33 Uma prática cristã Terça - Mt 28.19 Uma ordenança de Jesus Cristo Quarta - Mc 16.16 O batismo é para quem crê verdadeiramente em Cristo Quinta - At 2.38 Batizando os verdadeiramente convertidos Sexta - Cl 2.12 Identificados com Cristo Sábado - At 2.41 Testemunho público da fé
  • 5. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Romanos 6.1-11 1 - Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça seja mais abundante? 2 - De modo nenhum! Nós que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? 3 - Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? 4 - De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.
  • 6. 5 - Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressureição; 6 - sabendo isto: que o nosso velho homem foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, afim de que não sirvamos mais ao pecado. 7 - Porque aquele que está morto está justificado do pecado. 8 - Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos; 9 - sabendo que, havendo Cristo ressuscitado dos mortos, já não morre; a morte não mais terá domínio sobre ele. 10 - Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus.
  • 7. INTRODUÇÃO Nesta lição, vamos estudar uma importante prática cristã – o Batismo em águas. Veremos que o rito do Batismo foi praticado por João Batista, Jesus Cristo e seus apóstolos e, posteriormente, pelos cristãos da Igreja Primitiva. É uma prática, portanto, de grande importância para a Igreja de Cristo. Contudo, como toda doutrina cristã, a prática do Batismo também tem sofrido desvios ao longo da história, tanto no seu propósito quanto na sua forma. Assim, é necessário deixarmos a Bíblia falar a fim de que o propósito correto para o qual foi instituída essa importante prática seja observado. PALAVRA-CHAVE: Batismo
  • 8. I – PRESSUPOSTOS BÍBLICO-DOUTRINÁ- RIOS DO BATISMO 1. O Batismo visto como sacramento: a origem de um erro. A tradição católica e alguns segmentos do protestantismo histórico veem a prática do batismo como um sacramento. A palavra “sacramento” vem do latim sacramenntum, significando um sinal sagrado capaz de conferir graça àquele que dele participa. Nesse sentido, Agostinho (354-430 d.C), bispo de Hipona, que introduziu esse desvio na igreja, entendia que o batismo, como sacramento, é um rito que transmite graça espiritual independentemente da fé de quem o pratica. Esse entendimento teológico-doutrinário define um sacramento como sendo um sinal visível de uma graça invisível. Dessa forma, na visão de algumas tradições cristãs, o batismo torna-se necessário para a salvação.
  • 9. 2. O Batismo não é sacramento, mas ordenança de Cristo. O ensino bíblico concernente ao Batismo é que ele é uma ordenança e não um sacramento: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28.19). Não há, portanto, no Batismo, um poder mágico capaz de transmitir graça para a salvação. O ensino bíblico é que o Batismo é uma ordenança dada por Cristo a quem já foi alcançado pela graça, e não a quem quer obter alguma graça através dele.
  • 10. 3. O Batismo deve ser administrado aos adultos. O mesmo Agostinho que entendia o Batismo como um sacramento, defendeu também que os bebês, por haverem nascidos com o pecado original, precisavam ser batizados para serem salvos. Nesse caso, o Batismo deveria ser administrado a eles para anular o pecado original. Evidentemente que esse entendimento do bispo de Hipona está contra o ensino de Cristo, que afirmou que as crianças fazem parte do Reino de Deus: “Jesus, porém, disse: Deixai os pequeninos, não os estorveis de vir a mim, porque dos tais é o Reino dos céus” (Mt 19.14). Logo, não há vestígios no Novo Testamento de crianças sendo batizadas, pois nosso Senhor disse que o Batismo deveria ser administrado a quem cresse (Mc 16.16). Uma criança, que ainda não chegou à idade da razão não tem maturidade para crer e fazer escolhas.
  • 11. SINOPSE I O Batismo em águas é uma ordenança que deve ser ministrada aos adultos.
  • 12. II - O SÍMBOLO E O PROPÓSITO DO BATISMO 1. Símbolo do Batismo: Identificação com Cristo. O Batismo por imersão simboliza a união do crente com Cristo, por meio de sua a morte, sepultamento e ressurreição. Essa verdade é afirmada pelo apóstolo Paulo aos cristãos que estavam em Roma (Rm 6.3-5). Dessa forma, o apóstolo mostra que o ato de emergir da água, onde havia sido submerso, retrata com precisão a identificação do cristão com a ressurreição de Cristo. Essa mesma verdade é afirmada na Carta aos Colossenses: “Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos” (Cl 2.12). Isso simboliza que o cristão morreu para a velha vida e agora entrou na nova vida em Cristo.
  • 13. 2. O Propósito do Batismo: Testemunho público da fé cristã. No contexto da fé bíblica, o Batismo é uma pública profissão de fé. Isso significa que o crente, quando desce às águas batismais, está testemunhando de forma pública perante o mundo da sua nova vida em Cristo (At 2.41). Quem se candidata ao Batismo deve estar convicto e consciente da fé que abraçou. Aqui, não há território neutro (Cl 2.6). Enfim, o batismo é para salvos e convertidos que estão dispostos a seguir Jesus (At 8.12; 16.14,15).
  • 14. 3. Não há espaço para indecisão. Somente cristãos indecisos rejeitam ser batizados. Às vezes isso acontece por ignorância ao sentido do ato. Outras vezes é por falta de convicção de fé. No primeiro caso, às vezes o crente entende que após ser batizado não pode mais cometer qualquer tipo de falha. Embora a Bíblia mostre que o crente deve evitar o pecado (1 Jo 2.1), contudo, o Batismo não pode ser visto como uma vacina que imuniza o cristão contra o pecado. Este é vencido quando se anda no Espírito (Gl 5.16). Por outro lado, há muitos que rejeitam o Batismo justamente por falta de conversão. Estão conscientes das implicações que esse rito traz e não estão dispostos a cortar o cordão umbilical com o mundo.
  • 15. SINOPSE II O Batismo em águas simboliza uma identificação com Cristo e o testemunho público de fé.
  • 16. III - A FÓRMULA E O MÉTODO DO BATISMO 1. Fórmula trinitária do Batismo. Durante a Grande Comissão, Jesus orientou seus discípulos: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28.19). Essa é a fórmula trinitária do batismo cristão. Isso porque esse texto cita as três pessoas da Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo. Um só Deus, três pessoas distintas, com uma só essência. No rito do Batismo, portanto, a orientação de Jesus precisa ser seguida pela invocação do nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
  • 17. 2. Fórmula herética do Batismo. Nem todos os grupos dentro da tradição cristã seguem a fórmula trinitariana. Há grupos que seguem um tipo de doutrina modalista. Um exemplo é o unicismo. Esse grupo batiza seus membros somente em nome de Jesus. O suporte bíblico dele é buscado em alguns textos do livro de Atos, onde supostamente se negaria a prática trinitariana (At 2.38; 19.5). Convém dizer que esses textos não negam a fórmula trinitária nem tampouco negam a Trindade. Na verdade, o que é dito é que o Batismo era feito na autoridade de Jesus, isto é, naquilo que Ele fez e ensinou.
  • 18. 3. Imersão: o método bíblico do Batismo. Convém dizer que não há vestígios da prática do Batismo por aspersão no Novo Testamento. Esse tipo de Batismo se caracteriza por aspersão de água sobre o candidato. Entretanto, o contexto do Novo Testamento mostra claramente que o Batismo nos dias bíblicos era por imersão. A palavra grega baptizo possui o sentido de “mergulhar” e “submergir” tanto na Bíblia como fora dela. Vários textos bíblicos mostram a prática bíblica do Batismo por imersão: o povo saía para ser batizado por João no (dentro de) rio Jordão (Mc 1.5); da mesma forma, quando foi batizado, Jesus “saiu da água” (Mc 1.10); João batizava onde havia muita água (Jo 3.23).
  • 19. SINOPSE III A fórmula trinitária do Batismo é: em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
  • 20. CONCLUSÃO Procuramos abordar as questões mais relevantes concernentes ao Batismo em águas. Mostramos que, embora não tenha a atribuição de salvação a quem dele participa, o Batismo é, sim, uma prática que deve ser levada a sério por todo crente que quer seguir as Palavras de Jesus. Por meio do Batismo nos identificamos com Cristo Jesus e tornamos pública a nossa profissão de fé.
  • 21. REVISANDO O CONTEÚDO 1. Explique o significado da palavra “sacramento”. A palavra “sacramento” vem do latim sacramenntum, significando um sinal sagrado capaz de conferir graça àquele que dele participa. 2. De acordo com a lição, qual é o ensino bíblico sobre o Batismo? O ensino bíblico concernente ao Batismo é que ele é uma ordenança e não um sacramento: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28.19).
  • 22. 3. O que o Batismo simboliza? O Batismo por imersão simboliza a união do crente com Cristo, por meio de sua morte, sepultamento e ressurreição. 4. Qual é o propósito do Batismo? No contexto da fé bíblica, o Batismo é uma pública profissão de fé. 5. Quais são a fórmula e o método bíblico do Batismo? A fórmula do batismo é trinitária: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo; o método de batismo é por imersão em águas.
  • 23. REFERÊNCIAS CPAD. O CORPO DE CRISTO - Origem, Natureza e Missão da Igreja no Mundo. Rio de Janeiro: Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD), 2024. (Lições Bíblicas, Adultos CPAD). SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASIL (org.). Bíblia De Estudo Plenitude Revista E Atualizada. Barueri, SP: SBB, 2005.
  • 24. Slides elaborados por Celso Napoleon EBD | 1° Trimestre De 2024 | CPAD Adultos | Tema: O CORPO DE CRISTO - Origem, Natureza e Missão da Igreja no Mundo | Escola Bíblica Dominical | Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja
  • 25. LIÇÕES: Lição 1- A Origem da igreja Lição 2 - Imagens Bíblicas da Igreja Lição 3 - A Natureza da Igreja Lição 4 - A Igreja e o Reino de Deus Lição 5 - A Missão da Igreja de Cristo Lição 6 - Igreja: Organismo e Organização Lição 7 - O Ministério da Igreja Lição 8 - A Disciplina na Igreja Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja Lição 10 - A Ceia do Senhor – A Segunda Ordenança da Igreja Lição 11 - O Culto da Igreja Cristã Lição 12 - O Papel da Pregação no Culto Lição 13 - O Poder de Deus na Missão da Igreja