SlideShare uma empresa Scribd logo
Santa Bárbara do Oeste CURSO DE FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS - 2009
OREMOS Vem Espírito Santo vem, vem iluminar... O nosso encontro, vem: Iluminar! A nossa vida, vem: Iluminar! Nossa Igreja, vem: Iluminar! Nossa família, vem: Iluminar! Os nossos trabalhos, vem: Iluminar! Nossa ação, vem: Iluminar!
Diretório Nacional de Catequese Linha de ação aos Catequistas e as Catequistas. DCN – 84 – CNBB
DOIS A DOIS Construindo O que eu sei ou já ouvi sobre a Igreja Primitiva? Igreja na Idade Média? Igreja antes de 1965? Igreja HOJE?
Bate-papo Conversa entre três pessoas. Como foi minha catequese? Minha atuação? Hoje, o que é catequese? 10 min.
Pensando os conceitos Identidade: A palavra identidade está diretamente relacionada ao conjunto e ao que é essencial de um todo. Quando se pergunta qual é a identidade se entende o que é próprio daquele campo ou pessoa.
Catequese em busca de sua identidade Essência: Natureza, de onde vem e qual seu sentido? Resgate das origens. Luzes e Sombras ao longo dos Séculos E a virada Fundamental do Vaticano II
PRINCíPIOS O termo   Katechein: ressoar Relatos At 21, 21-24 Lc 1,4 Mistérios da Fé At 18,25; Rm 2,18; Gl 6,6.
Na Igreja Primitiva Catequese é entendida pela Pregação Cristã. Fé e conversão Anúncio Instrução para orientar
Igreja nos tempos Século II: Instrução aos candidatos ao Batismo. Pregação Catecumenal. Catecismo da Cristandade, não se trata de livros mas método. Ensino da Doutrina Catequese Metodologias e Querigmáticas
OBJETIVOS E FINALIDADE DO DNC OBJETIVO GERAL Natureza e Finalidade da CATEQUESE FINALIDADE Bíblia-Teologia-Liturgia= nova Mentalidade
CAP. 01 Uso do Diretório N. de Catequese Não são normas imperativas. Estimular as comunidades. Articular a ação catequética com outras pastorais. Coordenar as iniciativas. Orientar o planejamento da ação Catequética. Estabelece princípios de ação bíblico-litúrgico-pastorais.
A  primeira  parte     fundamentação teológico-pastoral; A  segunda     caráter mais funcional, orientada diretamente à ação.
Movimento Catequetico pós-Conciliar: luzes TEOLOGIA: à Luz de  Gaudium et spes; Lumen gentium e Dei Verbum  a teologia do Vaticano II aponta para uma  ECLESIOLOGIA: jeito de ser e viver a Igreja.
Pensando a prática dos Conceitos COMUNHÃO: KOINONIA= dimensão de At 2,42. PARTICIPAÇÃO: prática do envio de Jesus feito aos discípulos. Mc 16. POVO DE DEUS: pensar a comunidade de pentecostes, Matriarcas e Patriarcas. SERVIÇO: Samaritano e Lava-pés.
Teologia do BATISMO Marca da entrada nesse povo de Deus. LEMBRAR DO MÚNUS ( encargo;comprometimento) REAL; SACERDOTAL E PROFÉTICO; TRÊS ATITUDES : Organizar a Prática. (Ex.3) Celebrar os mistérios (Lc.24, 13-35) Anuncio da BOA NOVA (I Jo)
A partir da perspectiva conciliar CT(pp.João Paulo II): aponta para dimensão de uma catequese:  “[...] educação da fé...orgânica, sistemática ... deve iniciar na vida cristã[...] CR(doc.26 CNBB): experiência utilizada por mais conferências.  “[...] catequese como processo de educação comunitária, permanente, progressiva, ordenada, orgânica, sistemática da fé...para o amadurecimento.”
FECUNDAR A CATEQUESE DEBULHAR O TRIGO, RECOLHER CADA BAGO DO TRIGO, FORJAR NO TRIGO O MILAGRE DO PÃO, E SE FARTAR DE PÃO DECEPAR A CANA, RECOLHER A GARAPA DA CANA. ROUBAR DA CANA A DOÇURA DO MEL, SE LAMBUSAR DE MEL. AFAGAR A TERRA, CONHECER OS DESEJOS DA TERRA, CIO DA TERRA, PROPICIA ESTAÇÃO DE FECUNDAR O CHÃO.
O QUE É CATEQUESE RENOVADA? CAP. 01 Iniciação à vida de fé.Trazer a catequese para o mundo de experiências dos catequizandos. Item 13
Vida de fé em comunidade: vivenciar os valores comunitários. Processo continuo de vivencia da fé. Teoria ligada a prática; Uso da consciência. Cap.01
Primeiro capítulo:   MOVIMENTO CATEQUÉTICO PÓS-CONCILIAR: CONQUISTAS E DESAFIOS,   faz a ponte com o documento  Catequese Renovada: orientações e conteúdo (CNBB, Doc. 26) Relembra os itens principais do Doc.  Catequese Renovada :   1)  a  Bíblia  como texto por excelência da catequese;  2)  o  cristocentrismo  trinitário na educação da fé;
4)  o princípio de  interação fé e vida:  a fé ilumina a vida, e a vida ajuda a expressar a fé ;  3)  a coerência com a  pedagogia divina : inculturação, opção pelos pobres, respeito à caminhada, paciência pelo crescimento de cada um ;
7)  o  ministério catequético  como fonte de  espiritualidade  para o catequista; e 8)  a  integração da catequese  com as outras pastorais .  5)  caminhada da comunidade de fé  como ambiente e conteúdo da educação na fé; 6)  os  temas doutrinais  mais importantes vistos a partir de nossa realidade;
QUAIS desafios antigos, no ATUAL CONJUNTO DA CATEQUESE?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação a iniciação da vida cristã
Apresentação a iniciação da vida cristãApresentação a iniciação da vida cristã
Apresentação a iniciação da vida cristã
eusouaimaculada
 
Liturgia Fundamental - Liturgia e História da Salvação.ppt
Liturgia Fundamental - Liturgia e História da Salvação.pptLiturgia Fundamental - Liturgia e História da Salvação.ppt
Liturgia Fundamental - Liturgia e História da Salvação.ppt
Padre Anderson de Lima Alencar
 
Resumo dei verbum
Resumo dei verbumResumo dei verbum
Resumo dei verbum
Genival Alves
 
Maria na devoção e na liturgia
Maria na devoção e na liturgiaMaria na devoção e na liturgia
Maria na devoção e na liturgia
Afonso Murad (FAJE)
 
Catequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidadeCatequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidade
Fábio Vasconcelos
 
Maria no evangelho de lucas (2012)
Maria no evangelho de lucas (2012)Maria no evangelho de lucas (2012)
Maria no evangelho de lucas (2012)
Afonso Murad (FAJE)
 
A espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequistaA espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequista
fagundes_daniel
 
Querigma e catequese
Querigma e catequeseQuerigma e catequese
Querigma e catequese
Francisco Rodrigues
 
Formação para leitores e salmistas
Formação para leitores e salmistasFormação para leitores e salmistas
Formação para leitores e salmistas
pascomichu
 
Catequese iniciacao a vida cristã ii
Catequese   iniciacao a vida cristã iiCatequese   iniciacao a vida cristã ii
Catequese iniciacao a vida cristã ii
Henrique Fernandes de Souza
 
Missa parte a parte
Missa parte a parteMissa parte a parte
Missa parte a parte
paroquianogueira
 
A missa– parte por parte
A missa– parte por parteA missa– parte por parte
A missa– parte por parte
Jean
 
Formação em Liturgia
Formação em LiturgiaFormação em Liturgia
Formação em Liturgia
iaymesobrino
 
Liturgia: SAGRADA CEIA DO SENHOR: “O MISTÉRIO DA FÉ”
Liturgia: SAGRADA CEIA DO SENHOR: “O MISTÉRIO DA FÉ”Liturgia: SAGRADA CEIA DO SENHOR: “O MISTÉRIO DA FÉ”
Liturgia: SAGRADA CEIA DO SENHOR: “O MISTÉRIO DA FÉ”
Leandro Couto
 
Quaresma momento de estender as mãos ao próximo
Quaresma momento de estender as mãos ao próximoQuaresma momento de estender as mãos ao próximo
Quaresma momento de estender as mãos ao próximo
Bernadetecebs .
 
Querigma parte por parte
Querigma parte por parteQuerigma parte por parte
Querigma parte por parte
Cassio Felipe
 
Natureza,finalidade e tarefas da catequese
Natureza,finalidade e tarefas da catequeseNatureza,finalidade e tarefas da catequese
Natureza,finalidade e tarefas da catequese
Catequese Anjos dos Céus
 
Finalidade da catequese no DNC cj
Finalidade da catequese no DNC cjFinalidade da catequese no DNC cj
Finalidade da catequese no DNC cj
Catequista Josivaldo
 
A espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequistaA espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequista
Francisco Rodrigues
 
Aula 1 - Primeiro Período - A Igreja Apostólica
Aula 1 - Primeiro Período - A Igreja ApostólicaAula 1 - Primeiro Período - A Igreja Apostólica
Aula 1 - Primeiro Período - A Igreja Apostólica
Adriano Pascoa
 

Mais procurados (20)

Apresentação a iniciação da vida cristã
Apresentação a iniciação da vida cristãApresentação a iniciação da vida cristã
Apresentação a iniciação da vida cristã
 
Liturgia Fundamental - Liturgia e História da Salvação.ppt
Liturgia Fundamental - Liturgia e História da Salvação.pptLiturgia Fundamental - Liturgia e História da Salvação.ppt
Liturgia Fundamental - Liturgia e História da Salvação.ppt
 
Resumo dei verbum
Resumo dei verbumResumo dei verbum
Resumo dei verbum
 
Maria na devoção e na liturgia
Maria na devoção e na liturgiaMaria na devoção e na liturgia
Maria na devoção e na liturgia
 
Catequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidadeCatequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidade
 
Maria no evangelho de lucas (2012)
Maria no evangelho de lucas (2012)Maria no evangelho de lucas (2012)
Maria no evangelho de lucas (2012)
 
A espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequistaA espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequista
 
Querigma e catequese
Querigma e catequeseQuerigma e catequese
Querigma e catequese
 
Formação para leitores e salmistas
Formação para leitores e salmistasFormação para leitores e salmistas
Formação para leitores e salmistas
 
Catequese iniciacao a vida cristã ii
Catequese   iniciacao a vida cristã iiCatequese   iniciacao a vida cristã ii
Catequese iniciacao a vida cristã ii
 
Missa parte a parte
Missa parte a parteMissa parte a parte
Missa parte a parte
 
A missa– parte por parte
A missa– parte por parteA missa– parte por parte
A missa– parte por parte
 
Formação em Liturgia
Formação em LiturgiaFormação em Liturgia
Formação em Liturgia
 
Liturgia: SAGRADA CEIA DO SENHOR: “O MISTÉRIO DA FÉ”
Liturgia: SAGRADA CEIA DO SENHOR: “O MISTÉRIO DA FÉ”Liturgia: SAGRADA CEIA DO SENHOR: “O MISTÉRIO DA FÉ”
Liturgia: SAGRADA CEIA DO SENHOR: “O MISTÉRIO DA FÉ”
 
Quaresma momento de estender as mãos ao próximo
Quaresma momento de estender as mãos ao próximoQuaresma momento de estender as mãos ao próximo
Quaresma momento de estender as mãos ao próximo
 
Querigma parte por parte
Querigma parte por parteQuerigma parte por parte
Querigma parte por parte
 
Natureza,finalidade e tarefas da catequese
Natureza,finalidade e tarefas da catequeseNatureza,finalidade e tarefas da catequese
Natureza,finalidade e tarefas da catequese
 
Finalidade da catequese no DNC cj
Finalidade da catequese no DNC cjFinalidade da catequese no DNC cj
Finalidade da catequese no DNC cj
 
A espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequistaA espiritualidade do catequista
A espiritualidade do catequista
 
Aula 1 - Primeiro Período - A Igreja Apostólica
Aula 1 - Primeiro Período - A Igreja ApostólicaAula 1 - Primeiro Período - A Igreja Apostólica
Aula 1 - Primeiro Período - A Igreja Apostólica
 

Destaque

Identidade Catequese
Identidade CatequeseIdentidade Catequese
Identidade Catequese
guest6e39b2
 
O que é catequese
O que é catequeseO que é catequese
O que é catequese
Francisco Rodrigues
 
materias_e_catequese
materias_e_catequesematerias_e_catequese
materias_e_catequese
Luís Miguel Rodrigues
 
Catequese jmc
Catequese jmcCatequese jmc
Catequese jmc
SeminarioJMC
 
O sinal da cruz
O sinal da cruzO sinal da cruz
O sinal da cruz
ContigonaCatequese
 
Lição 1
Lição 1Lição 1
Lição 1
Clara Alexandre
 
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenalUma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
IRINEU FILHO
 
Catequese dinâmica
Catequese dinâmicaCatequese dinâmica
Catequese dinâmica
jcsa.media
 
Dinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicas
Dinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicasDinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicas
Dinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicas
Vinicius O Resiliente
 

Destaque (9)

Identidade Catequese
Identidade CatequeseIdentidade Catequese
Identidade Catequese
 
O que é catequese
O que é catequeseO que é catequese
O que é catequese
 
materias_e_catequese
materias_e_catequesematerias_e_catequese
materias_e_catequese
 
Catequese jmc
Catequese jmcCatequese jmc
Catequese jmc
 
O sinal da cruz
O sinal da cruzO sinal da cruz
O sinal da cruz
 
Lição 1
Lição 1Lição 1
Lição 1
 
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenalUma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
Uma nova catequese - reflexão para catequese em estilo catecumenal
 
Catequese dinâmica
Catequese dinâmicaCatequese dinâmica
Catequese dinâmica
 
Dinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicas
Dinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicasDinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicas
Dinamicas para oi nicio das aulas atividades ludicas
 

Semelhante a Introdução a Catequese

CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de CatequeseCNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
Luís Miguel Rodrigues
 
PARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃ
PARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃPARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃ
PARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃ
Ramon Gimenez
 
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptxComo formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Nuno Melo
 
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptxChaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
LuizHonorio4
 
Catequese Renovada
Catequese RenovadaCatequese Renovada
Catequese Renovada
Rodrigo Oliveira
 
Retiro com catequistas
Retiro com catequistasRetiro com catequistas
Retiro com catequistas
José Vieira Dos Santos
 
Encontro de Catequistas
Encontro de Catequistas  Encontro de Catequistas
Encontro de Catequistas
José Vieira Dos Santos
 
Encontro com Catequistas
Encontro com CatequistasEncontro com Catequistas
Encontro com Catequistas
José Vieira Dos Santos
 
Uma nova paroquia
Uma nova paroquiaUma nova paroquia
Uma nova paroquia
Pe Gil Medeiros
 
CAMINHO DA Mistagogia INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ
CAMINHO DA Mistagogia INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃCAMINHO DA Mistagogia INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ
CAMINHO DA Mistagogia INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ
jardelrodrigues29
 
Catequese e Liturgia na Iniciação Cristã
Catequese e Liturgia na Iniciação CristãCatequese e Liturgia na Iniciação Cristã
Catequese e Liturgia na Iniciação Cristã
Sergio Cabral
 
Para Que Acreditem E Tenham Vida
Para Que Acreditem E Tenham VidaPara Que Acreditem E Tenham Vida
Para Que Acreditem E Tenham Vida
Luís Miguel Rodrigues
 
DGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleberDGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleber
Kleber Silva
 
Dgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoralDgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoral
Kleber Silva
 
Concílio Vaticano II - 50 Anos
Concílio Vaticano II - 50 AnosConcílio Vaticano II - 50 Anos
Concílio Vaticano II - 50 Anos
Rubens Júnior
 
CATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconato
CATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconatoCATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconato
CATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconato
Lucio Souza
 
História da Iniciação à vida cristã desde a origem
História da Iniciação à vida cristã desde a origemHistória da Iniciação à vida cristã desde a origem
História da Iniciação à vida cristã desde a origem
JosWolney
 
Preparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptx
Preparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptxPreparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptx
Preparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptx
JosWolney
 
INICIACAO-A-VIDA-CRISTA-CAP.-III-ILUMINAR.pptx
INICIACAO-A-VIDA-CRISTA-CAP.-III-ILUMINAR.pptxINICIACAO-A-VIDA-CRISTA-CAP.-III-ILUMINAR.pptx
INICIACAO-A-VIDA-CRISTA-CAP.-III-ILUMINAR.pptx
Julio Cesar
 
VIVÊNCIA LITÚRGICA PARTE I
VIVÊNCIA LITÚRGICA PARTE I VIVÊNCIA LITÚRGICA PARTE I
VIVÊNCIA LITÚRGICA PARTE I
José Luiz Silva Pinto
 

Semelhante a Introdução a Catequese (20)

CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de CatequeseCNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
 
PARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃ
PARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃPARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃ
PARÓQUIA SÃO GERALDO - INICIAÇÃO CRISTÃ
 
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptxComo formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
Como formar Discípulos Missionários para jesus.pptx
 
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptxChaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
Chaves de Leitura do Documento 107 da CNBB.pptx
 
Catequese Renovada
Catequese RenovadaCatequese Renovada
Catequese Renovada
 
Retiro com catequistas
Retiro com catequistasRetiro com catequistas
Retiro com catequistas
 
Encontro de Catequistas
Encontro de Catequistas  Encontro de Catequistas
Encontro de Catequistas
 
Encontro com Catequistas
Encontro com CatequistasEncontro com Catequistas
Encontro com Catequistas
 
Uma nova paroquia
Uma nova paroquiaUma nova paroquia
Uma nova paroquia
 
CAMINHO DA Mistagogia INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ
CAMINHO DA Mistagogia INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃCAMINHO DA Mistagogia INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ
CAMINHO DA Mistagogia INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ
 
Catequese e Liturgia na Iniciação Cristã
Catequese e Liturgia na Iniciação CristãCatequese e Liturgia na Iniciação Cristã
Catequese e Liturgia na Iniciação Cristã
 
Para Que Acreditem E Tenham Vida
Para Que Acreditem E Tenham VidaPara Que Acreditem E Tenham Vida
Para Que Acreditem E Tenham Vida
 
DGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleberDGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleber
 
Dgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoralDgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoral
 
Concílio Vaticano II - 50 Anos
Concílio Vaticano II - 50 AnosConcílio Vaticano II - 50 Anos
Concílio Vaticano II - 50 Anos
 
CATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconato
CATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconatoCATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconato
CATEQUESE EVANGELIZADORA PSRA ESTUDO de candidatos ao diaconato
 
História da Iniciação à vida cristã desde a origem
História da Iniciação à vida cristã desde a origemHistória da Iniciação à vida cristã desde a origem
História da Iniciação à vida cristã desde a origem
 
Preparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptx
Preparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptxPreparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptx
Preparando a paróquia para trabalhar com a IVC.pptx
 
INICIACAO-A-VIDA-CRISTA-CAP.-III-ILUMINAR.pptx
INICIACAO-A-VIDA-CRISTA-CAP.-III-ILUMINAR.pptxINICIACAO-A-VIDA-CRISTA-CAP.-III-ILUMINAR.pptx
INICIACAO-A-VIDA-CRISTA-CAP.-III-ILUMINAR.pptx
 
VIVÊNCIA LITÚRGICA PARTE I
VIVÊNCIA LITÚRGICA PARTE I VIVÊNCIA LITÚRGICA PARTE I
VIVÊNCIA LITÚRGICA PARTE I
 

Introdução a Catequese

  • 1. Santa Bárbara do Oeste CURSO DE FORMAÇÃO DE CATEQUISTAS - 2009
  • 2. OREMOS Vem Espírito Santo vem, vem iluminar... O nosso encontro, vem: Iluminar! A nossa vida, vem: Iluminar! Nossa Igreja, vem: Iluminar! Nossa família, vem: Iluminar! Os nossos trabalhos, vem: Iluminar! Nossa ação, vem: Iluminar!
  • 3. Diretório Nacional de Catequese Linha de ação aos Catequistas e as Catequistas. DCN – 84 – CNBB
  • 4. DOIS A DOIS Construindo O que eu sei ou já ouvi sobre a Igreja Primitiva? Igreja na Idade Média? Igreja antes de 1965? Igreja HOJE?
  • 5. Bate-papo Conversa entre três pessoas. Como foi minha catequese? Minha atuação? Hoje, o que é catequese? 10 min.
  • 6. Pensando os conceitos Identidade: A palavra identidade está diretamente relacionada ao conjunto e ao que é essencial de um todo. Quando se pergunta qual é a identidade se entende o que é próprio daquele campo ou pessoa.
  • 7. Catequese em busca de sua identidade Essência: Natureza, de onde vem e qual seu sentido? Resgate das origens. Luzes e Sombras ao longo dos Séculos E a virada Fundamental do Vaticano II
  • 8. PRINCíPIOS O termo  Katechein: ressoar Relatos At 21, 21-24 Lc 1,4 Mistérios da Fé At 18,25; Rm 2,18; Gl 6,6.
  • 9. Na Igreja Primitiva Catequese é entendida pela Pregação Cristã. Fé e conversão Anúncio Instrução para orientar
  • 10. Igreja nos tempos Século II: Instrução aos candidatos ao Batismo. Pregação Catecumenal. Catecismo da Cristandade, não se trata de livros mas método. Ensino da Doutrina Catequese Metodologias e Querigmáticas
  • 11. OBJETIVOS E FINALIDADE DO DNC OBJETIVO GERAL Natureza e Finalidade da CATEQUESE FINALIDADE Bíblia-Teologia-Liturgia= nova Mentalidade
  • 12. CAP. 01 Uso do Diretório N. de Catequese Não são normas imperativas. Estimular as comunidades. Articular a ação catequética com outras pastorais. Coordenar as iniciativas. Orientar o planejamento da ação Catequética. Estabelece princípios de ação bíblico-litúrgico-pastorais.
  • 13. A primeira parte  fundamentação teológico-pastoral; A segunda  caráter mais funcional, orientada diretamente à ação.
  • 14. Movimento Catequetico pós-Conciliar: luzes TEOLOGIA: à Luz de Gaudium et spes; Lumen gentium e Dei Verbum a teologia do Vaticano II aponta para uma ECLESIOLOGIA: jeito de ser e viver a Igreja.
  • 15. Pensando a prática dos Conceitos COMUNHÃO: KOINONIA= dimensão de At 2,42. PARTICIPAÇÃO: prática do envio de Jesus feito aos discípulos. Mc 16. POVO DE DEUS: pensar a comunidade de pentecostes, Matriarcas e Patriarcas. SERVIÇO: Samaritano e Lava-pés.
  • 16. Teologia do BATISMO Marca da entrada nesse povo de Deus. LEMBRAR DO MÚNUS ( encargo;comprometimento) REAL; SACERDOTAL E PROFÉTICO; TRÊS ATITUDES : Organizar a Prática. (Ex.3) Celebrar os mistérios (Lc.24, 13-35) Anuncio da BOA NOVA (I Jo)
  • 17. A partir da perspectiva conciliar CT(pp.João Paulo II): aponta para dimensão de uma catequese: “[...] educação da fé...orgânica, sistemática ... deve iniciar na vida cristã[...] CR(doc.26 CNBB): experiência utilizada por mais conferências. “[...] catequese como processo de educação comunitária, permanente, progressiva, ordenada, orgânica, sistemática da fé...para o amadurecimento.”
  • 18. FECUNDAR A CATEQUESE DEBULHAR O TRIGO, RECOLHER CADA BAGO DO TRIGO, FORJAR NO TRIGO O MILAGRE DO PÃO, E SE FARTAR DE PÃO DECEPAR A CANA, RECOLHER A GARAPA DA CANA. ROUBAR DA CANA A DOÇURA DO MEL, SE LAMBUSAR DE MEL. AFAGAR A TERRA, CONHECER OS DESEJOS DA TERRA, CIO DA TERRA, PROPICIA ESTAÇÃO DE FECUNDAR O CHÃO.
  • 19. O QUE É CATEQUESE RENOVADA? CAP. 01 Iniciação à vida de fé.Trazer a catequese para o mundo de experiências dos catequizandos. Item 13
  • 20. Vida de fé em comunidade: vivenciar os valores comunitários. Processo continuo de vivencia da fé. Teoria ligada a prática; Uso da consciência. Cap.01
  • 21. Primeiro capítulo: MOVIMENTO CATEQUÉTICO PÓS-CONCILIAR: CONQUISTAS E DESAFIOS, faz a ponte com o documento Catequese Renovada: orientações e conteúdo (CNBB, Doc. 26) Relembra os itens principais do Doc. Catequese Renovada : 1) a Bíblia como texto por excelência da catequese; 2) o cristocentrismo trinitário na educação da fé;
  • 22. 4) o princípio de interação fé e vida: a fé ilumina a vida, e a vida ajuda a expressar a fé ; 3) a coerência com a pedagogia divina : inculturação, opção pelos pobres, respeito à caminhada, paciência pelo crescimento de cada um ;
  • 23. 7) o ministério catequético como fonte de espiritualidade para o catequista; e 8) a integração da catequese com as outras pastorais . 5) caminhada da comunidade de fé como ambiente e conteúdo da educação na fé; 6) os temas doutrinais mais importantes vistos a partir de nossa realidade;
  • 24. QUAIS desafios antigos, no ATUAL CONJUNTO DA CATEQUESE?