SlideShare uma empresa Scribd logo
APONTAMENTOS DE HISTÓRIA
         Demografia do antigo regime
         Nova demografia

A principal fonte da demografia foi os registos paroquiais (mortos, batizados, nascimentos). O primeiro recenseamento foi em 1866.

A contagem masculina era importante devido á guerra e ao pagamento dos impostos. A agricultura era um dos trabalhos mais importantes, pois já não dependiam da
natureza, mas sim do que cultivavam. Na história da demografia houve sempre altos e baixos, devido aos nascimentos e mortes. Muitas aldeias antes cidades,
desapareceram do mapa, porque os habitantes morreram e não houve nascimentos suficientes para substituir. Outros motivos: pestes, fomes e guerras.

A revolução agrícola vai ajudar a (endémica) reduzir a fome e a revolução dos transportes também. A batata e a castanha foram fundamentais para a demografia por
causa da fome.

Antigo regime
Período entre o século XVI e o século XVIII. (Historio ocidental)

Este regime acabou com a revolução Francesa.

          Poder politico – absolutismo
          Poder económico – estado proteccionista e intervencionista
          Organização social – ordens ou estados
          Unidade religiosa                                                   Demografia do Antigo Regime



        Nova demografia
                                                                                        elevada taxa de natalidade -> o elemento do regulador a
                                                                                                          nupcialidade tardia



        alterações sociais, economicas e politicas - revolução agrícola                 elevada taxa de mortalidade -> oscilações entre periodos de nascimento e
                                                                                                                  periodos de recuo .

         alterações culturais/cientificos
Duas Europas
    Norte:

             Protestante                                                               Sul:
             Mais alfabetizada (população mais culta) – a bíblia pode ser lida,
                                                                                               Católica
             interpretada por qualquer tipo de pessoa, mas para isso é preciso
             aprender a ler.                                                                   Maior alfabetismo - só os mais importantes podiam ler a bíblia e
                                                                                               assim não tinham necessidade de aprender.
             Tolerantes (deixar entrar os judeus…)
                                                                                               Contra-reforma como bloqueio cultural
             Abre-se aos regimes parlamentares
                             - Províncias unidas (Holanda)                                     Peso da nobreza – regime absolutista
                             - Inglaterra de 1668
             Desenvolvem o espírito crítico devido ao que lêem.



        Jean Bodin e Bossuet são teóricos que mais escreveram justificando o direito dos reis ao absolutismo.


                                                                                                                             rei
Poderes do rei:

    o   Executivo, legislativo e judicial;                                                                                  clero
    o   Chefia suprema do exército;
    o   Administração do território;                                                                                      nobreza
                - Corpo de funcionalismo fiel ao rei (cargos, por vezes, hereditários e comprados – venalidade do
        oficio)                                                                                                             povo
   o    Controlo financeiro;



                                                                                                                          Hierarquia social – sociedade de
                                                                                                                                      ordens
Limites do poder real
        As leis de Deus – vão lançar a sociedade de ordens.
        Leis da justiça natural – exemplo: o direito à propriedade, direito à vida e direito à justiça.
        As leis fundamentais de cada país: a tradição e o direito consuetudinário. (direito baseado em leis orais que passavam de geração a geração)

    Casta -> organização com base no nascimento – existe na Índia.
    Classes -> á forma de organizar a sociedade no ponto de vista económico.
    Sociedade de ordens -> organização social em que existem grupos ou estratos sociais claramente diferenciados sobre o ponto de vista jurídico, condição de
    nascimento, prestigio (dignidade) das funções que exercem, vestuário e outros.

    No meio destas duas existe: as ordens (sociedade de ordens) – grupo social de estatuto jurídico próprio, atribuído estado de acordo com a dignidade
    reconhecida à condição de nascimento dos seus membros ou á função que desempenham na sociedade - organizada segundo 2 coisas: o nascimento e a
    dignidade da função e não segundo o investimento.


    Valores e comportamentos definidos para as ordens
   A posição social dos indivíduos dependia do seu nascimento e função exercida;
   Estabelecia os direitos e deveres de cada ordem com as suas leis e penas específicas;
   Código de atuação publica de cada ordem (cerimonial) e as relações das ordens entre si. Espaço ocupado nos atos públicos.
   A forma de tratamento - honras, condecorações, vestuário e pensões a que cada uma das ordens tinha direito.

Clero:                                                                               Nobreza:
                                                                                         Vossa excelência
     Vossa iminência                                                                    Vossa senhoria
     Vossa reverência                                                                   Vossa mercê
Clero
       Alto clero -> bispos, cardeais, aboles dos mosteiros             Nobreza
       Baixo clero -> frades, monges, párocos
                                                                                Nobreza de sangue -> solar/rural
                                                                                                     Corte – ganhou peso no antigo regime
                                                                                                     Espada – exército
       Secular -> vive junto da comunidade dos crentes – bispos,
        parcos
                                                                                Nobreza de toga -> (letradas enobrecidas)
       Regular -> vive em comunidade isolada dos crentes – bispos
                                                                                                      Origem burguesa
        cardiais
                    Obedece a uma regra                                 Características:

Características:                                                               Isenção do pagamento de impostos
                                                                               Uso da espada
       Foro (leis) e tribunal privados – direito canónico;
                                                                               Foro (leis) próprio e tribunal de padres
       Direito de imunidade e do asilo;
                                                                               Forma de tratamento e vestuário
       Isenção do serviço militar;
                                                                               Recebiam (direito a receber) tensas ou pensões
       Isenção fiscal;
                                                                               Direito de exercer altos cargos políticos e administrativos
       Posse de terras;
       Direito a ocupar o 1ºlugar nos actos públicos e cerimonial da
        corte;
       Direito a receber o dizimo;
       Ocupavam os altos cargos no ensino na corte e na administração
        publica.
3º Estado ou Povo

       Ordem tributária
         - Impostos ao rei e aos senhores
       Heterogénea
         - Burguesa (alto, média ou pequena) consoante a função e o rendimento /salário auferido
         - Campesinato
         - Marginais (vive fora dos sistemas normais – ciganos) – judeus

        Burguesia -> mobilidade social – podiam mudar de título com o casamento, entre outras coisas.
        A alta tinha tendência a imitar a nobreza. A média tinha profissões liberais – médicos, médios rendeiros (agricultura em grandes áreas)
        artesãos e grandes comerciantes. O comércio também passou a ser uma profissão nobre.

Lei sálica -> sucessão ao trono por via masculina.
O sal foi um dos produtos que contribuiu para o bem da economia, pois era muito comercializado naquela altura.

Estado Absoluto (Moderno)

       Rei necessita de um aparelho burocrático (precisa de uma hierarquia)
             Nobreza de corte controlada pelo rei
             Novos organismos administrativos

       Cargos de serviço rei
                Rés públicas (noção)

         Serviço ao rei ≠ serviço público
         Autonomia
         Construção do estado moderno
         Consolidação do poder real
         Consolidação do aparelho
A Europa do Parlamento

Países baixos                   províncias do sul e Espanha
                                 (mentalidade espanhola)                             Holanda

                                                                                    Regime parlamentar (órgão com poderes legislativos)
                                      nobreza rural católica                        Autonomia das províncias
                                      intolerância religiosa -> questão             Governo central e estados (parlamento) gerais
                                    judaica (que os obrigava a baptizar-se)         País culto e com uma elite burguesa (economica, politica)
                                                                                    Desenvolver as atividades tradicionais e novas manufacturas
províncias do norte                                                                 Faz uma revolução agrícola
                                                                                    Desenvolve a construção naval

burguesia dinâmica
abertas ás ideias de Lutero e Calvino
defensores da liberdade de expressão                                          Magna Carta (a nobreza obrigou o rei a escreve-la)
tolerantes
desde a idade média que os habitantes se                                            Limite ao poder do rei -> estabelece um parlamento
dedicavam ao comércio, ao câmbio (banqueiros)                                       Elites das 3 ordens -> representantes do clero, da nobreza e da burguesia
e aos têxteis                                                                       Rei não pode criar ou aumentar impostos sem autorização do parlamento
                                                                                    Rei tem de respeitar as leis tradicionais e ouvir o tribunal régio
                                                                                    Estabelece o princípio de Hobios Corpus (principio judicial – ninguém pode ser
                 Movimento das províncias unidas do norte                            julgado sem ser julgado primeiro pelo tribunal de pares).
                               (Holanda)
                      Domínio filipino em Portugal
                                                                                       A magna carta defende princípios parlamentares



                                                                                                     Evolução politica

                                                                                     -relevo a Henrique VII   - Ato de supremacia

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
Ana Vilardouro
 
Françês
FrançêsFrançês
Françês
Ana Vilardouro
 
25 de abril
25 de abril25 de abril
25 de abril
Ana Vilardouro
 
O agudizar das tensões politicas e sociais a partir dos anos 30
O agudizar das tensões politicas e sociais a partir dos anos 30O agudizar das tensões politicas e sociais a partir dos anos 30
O agudizar das tensões politicas e sociais a partir dos anos 30
Ana Vilardouro
 
Crise do racionalismo e do positivismo
Crise do racionalismo e do positivismoCrise do racionalismo e do positivismo
Crise do racionalismo e do positivismo
Ana Vilardouro
 
Geografia 11ºano
Geografia 11ºanoGeografia 11ºano
Geografia 11ºano
Ana Vilardouro
 
Século xx
Século xxSéculo xx
Século xx
Ana Vilardouro
 
11º ano Línguas e Humanidade - Geografia
11º ano Línguas e Humanidade - Geografia11º ano Línguas e Humanidade - Geografia
11º ano Línguas e Humanidade - Geografia
Ana Vilardouro
 

Destaque (8)

Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Françês
FrançêsFrançês
Françês
 
25 de abril
25 de abril25 de abril
25 de abril
 
O agudizar das tensões politicas e sociais a partir dos anos 30
O agudizar das tensões politicas e sociais a partir dos anos 30O agudizar das tensões politicas e sociais a partir dos anos 30
O agudizar das tensões politicas e sociais a partir dos anos 30
 
Crise do racionalismo e do positivismo
Crise do racionalismo e do positivismoCrise do racionalismo e do positivismo
Crise do racionalismo e do positivismo
 
Geografia 11ºano
Geografia 11ºanoGeografia 11ºano
Geografia 11ºano
 
Século xx
Século xxSéculo xx
Século xx
 
11º ano Línguas e Humanidade - Geografia
11º ano Línguas e Humanidade - Geografia11º ano Línguas e Humanidade - Geografia
11º ano Línguas e Humanidade - Geografia
 

Semelhante a História

2.1 estratificação social e poder político
2.1 estratificação social e poder político2.1 estratificação social e poder político
2.1 estratificação social e poder político
cattonia
 
Romanos e cristianismo
Romanos e cristianismoRomanos e cristianismo
Romanos e cristianismo
Marcelo Lopes Rosa
 
A minha roma antiga
A minha  roma antigaA minha  roma antiga
A minha roma antiga
Lucas Matheus
 
Sociedade Medieval
Sociedade MedievalSociedade Medieval
Sociedade Medieval
Eduardo Sousa
 
Roma das origens à república
Roma   das origens à repúblicaRoma   das origens à república
Roma das origens à república
macariojr
 
Historia do Direito Direito Arcaico.pdf
Historia do Direito Direito Arcaico.pdfHistoria do Direito Direito Arcaico.pdf
Historia do Direito Direito Arcaico.pdf
RAFAELMESQUITA57
 
O povo Hebreu - n 9
O povo Hebreu - n 9O povo Hebreu - n 9
O povo Hebreu - n 9
Graça Maciel
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
Vítor Santos
 
A Sociedade do Antigo Regime
A Sociedade do Antigo RegimeA Sociedade do Antigo Regime
A Sociedade do Antigo Regime
Maria Gomes
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
gueste4d053
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
Nila Michele Bastos Santos
 
Cap 2 o jesus histórico
Cap 2 o jesus históricoCap 2 o jesus histórico
Cap 2 o jesus histórico
Petula
 
Apresentaçãohistdir13
Apresentaçãohistdir13Apresentaçãohistdir13
Aula 1 para ead
Aula 1 para eadAula 1 para ead
Aula 1 para ead
Deborah Machado
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
Vítor Santos
 
A cultura do palco - contextualização
A cultura do palco - contextualizaçãoA cultura do palco - contextualização
A cultura do palco - contextualização
cattonia
 
histriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdf
histriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdfhistriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdf
histriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdf
PriscilaRodrigues209545
 
histriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdf
histriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdfhistriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdf
histriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdf
TaisdeJesusSantos
 
Roma
RomaRoma
Europa dos Estados Absolutos e Europa dos Parlamentos- Resumos
Europa dos Estados Absolutos e Europa dos Parlamentos- ResumosEuropa dos Estados Absolutos e Europa dos Parlamentos- Resumos
Europa dos Estados Absolutos e Europa dos Parlamentos- Resumos
Nome Sobrenome
 

Semelhante a História (20)

2.1 estratificação social e poder político
2.1 estratificação social e poder político2.1 estratificação social e poder político
2.1 estratificação social e poder político
 
Romanos e cristianismo
Romanos e cristianismoRomanos e cristianismo
Romanos e cristianismo
 
A minha roma antiga
A minha  roma antigaA minha  roma antiga
A minha roma antiga
 
Sociedade Medieval
Sociedade MedievalSociedade Medieval
Sociedade Medieval
 
Roma das origens à república
Roma   das origens à repúblicaRoma   das origens à república
Roma das origens à república
 
Historia do Direito Direito Arcaico.pdf
Historia do Direito Direito Arcaico.pdfHistoria do Direito Direito Arcaico.pdf
Historia do Direito Direito Arcaico.pdf
 
O povo Hebreu - n 9
O povo Hebreu - n 9O povo Hebreu - n 9
O povo Hebreu - n 9
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
 
A Sociedade do Antigo Regime
A Sociedade do Antigo RegimeA Sociedade do Antigo Regime
A Sociedade do Antigo Regime
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
 
Cap 2 o jesus histórico
Cap 2 o jesus históricoCap 2 o jesus histórico
Cap 2 o jesus histórico
 
Apresentaçãohistdir13
Apresentaçãohistdir13Apresentaçãohistdir13
Apresentaçãohistdir13
 
Aula 1 para ead
Aula 1 para eadAula 1 para ead
Aula 1 para ead
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
 
A cultura do palco - contextualização
A cultura do palco - contextualizaçãoA cultura do palco - contextualização
A cultura do palco - contextualização
 
histriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdf
histriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdfhistriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdf
histriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdf
 
histriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdf
histriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdfhistriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdf
histriadapsiquiatria-aula1-120807163258-phpapp02.pdf
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Europa dos Estados Absolutos e Europa dos Parlamentos- Resumos
Europa dos Estados Absolutos e Europa dos Parlamentos- ResumosEuropa dos Estados Absolutos e Europa dos Parlamentos- Resumos
Europa dos Estados Absolutos e Europa dos Parlamentos- Resumos
 

Último

SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 

Último (20)

SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 

História

  • 1. APONTAMENTOS DE HISTÓRIA  Demografia do antigo regime  Nova demografia A principal fonte da demografia foi os registos paroquiais (mortos, batizados, nascimentos). O primeiro recenseamento foi em 1866. A contagem masculina era importante devido á guerra e ao pagamento dos impostos. A agricultura era um dos trabalhos mais importantes, pois já não dependiam da natureza, mas sim do que cultivavam. Na história da demografia houve sempre altos e baixos, devido aos nascimentos e mortes. Muitas aldeias antes cidades, desapareceram do mapa, porque os habitantes morreram e não houve nascimentos suficientes para substituir. Outros motivos: pestes, fomes e guerras. A revolução agrícola vai ajudar a (endémica) reduzir a fome e a revolução dos transportes também. A batata e a castanha foram fundamentais para a demografia por causa da fome. Antigo regime Período entre o século XVI e o século XVIII. (Historio ocidental) Este regime acabou com a revolução Francesa. Poder politico – absolutismo Poder económico – estado proteccionista e intervencionista Organização social – ordens ou estados Unidade religiosa Demografia do Antigo Regime Nova demografia elevada taxa de natalidade -> o elemento do regulador a nupcialidade tardia alterações sociais, economicas e politicas - revolução agrícola elevada taxa de mortalidade -> oscilações entre periodos de nascimento e periodos de recuo . alterações culturais/cientificos
  • 2. Duas Europas Norte: Protestante Sul: Mais alfabetizada (população mais culta) – a bíblia pode ser lida, Católica interpretada por qualquer tipo de pessoa, mas para isso é preciso aprender a ler. Maior alfabetismo - só os mais importantes podiam ler a bíblia e assim não tinham necessidade de aprender. Tolerantes (deixar entrar os judeus…) Contra-reforma como bloqueio cultural Abre-se aos regimes parlamentares - Províncias unidas (Holanda) Peso da nobreza – regime absolutista - Inglaterra de 1668 Desenvolvem o espírito crítico devido ao que lêem. Jean Bodin e Bossuet são teóricos que mais escreveram justificando o direito dos reis ao absolutismo. rei Poderes do rei: o Executivo, legislativo e judicial; clero o Chefia suprema do exército; o Administração do território; nobreza - Corpo de funcionalismo fiel ao rei (cargos, por vezes, hereditários e comprados – venalidade do oficio) povo o Controlo financeiro; Hierarquia social – sociedade de ordens
  • 3. Limites do poder real  As leis de Deus – vão lançar a sociedade de ordens.  Leis da justiça natural – exemplo: o direito à propriedade, direito à vida e direito à justiça.  As leis fundamentais de cada país: a tradição e o direito consuetudinário. (direito baseado em leis orais que passavam de geração a geração) Casta -> organização com base no nascimento – existe na Índia. Classes -> á forma de organizar a sociedade no ponto de vista económico. Sociedade de ordens -> organização social em que existem grupos ou estratos sociais claramente diferenciados sobre o ponto de vista jurídico, condição de nascimento, prestigio (dignidade) das funções que exercem, vestuário e outros. No meio destas duas existe: as ordens (sociedade de ordens) – grupo social de estatuto jurídico próprio, atribuído estado de acordo com a dignidade reconhecida à condição de nascimento dos seus membros ou á função que desempenham na sociedade - organizada segundo 2 coisas: o nascimento e a dignidade da função e não segundo o investimento. Valores e comportamentos definidos para as ordens  A posição social dos indivíduos dependia do seu nascimento e função exercida;  Estabelecia os direitos e deveres de cada ordem com as suas leis e penas específicas;  Código de atuação publica de cada ordem (cerimonial) e as relações das ordens entre si. Espaço ocupado nos atos públicos.  A forma de tratamento - honras, condecorações, vestuário e pensões a que cada uma das ordens tinha direito. Clero: Nobreza:  Vossa excelência  Vossa iminência  Vossa senhoria  Vossa reverência  Vossa mercê
  • 4. Clero  Alto clero -> bispos, cardeais, aboles dos mosteiros Nobreza  Baixo clero -> frades, monges, párocos  Nobreza de sangue -> solar/rural Corte – ganhou peso no antigo regime Espada – exército  Secular -> vive junto da comunidade dos crentes – bispos, parcos  Nobreza de toga -> (letradas enobrecidas)  Regular -> vive em comunidade isolada dos crentes – bispos Origem burguesa cardiais  Obedece a uma regra Características: Características:  Isenção do pagamento de impostos  Uso da espada  Foro (leis) e tribunal privados – direito canónico;  Foro (leis) próprio e tribunal de padres  Direito de imunidade e do asilo;  Forma de tratamento e vestuário  Isenção do serviço militar;  Recebiam (direito a receber) tensas ou pensões  Isenção fiscal;  Direito de exercer altos cargos políticos e administrativos  Posse de terras;  Direito a ocupar o 1ºlugar nos actos públicos e cerimonial da corte;  Direito a receber o dizimo;  Ocupavam os altos cargos no ensino na corte e na administração publica.
  • 5. 3º Estado ou Povo  Ordem tributária - Impostos ao rei e aos senhores  Heterogénea - Burguesa (alto, média ou pequena) consoante a função e o rendimento /salário auferido - Campesinato - Marginais (vive fora dos sistemas normais – ciganos) – judeus Burguesia -> mobilidade social – podiam mudar de título com o casamento, entre outras coisas. A alta tinha tendência a imitar a nobreza. A média tinha profissões liberais – médicos, médios rendeiros (agricultura em grandes áreas) artesãos e grandes comerciantes. O comércio também passou a ser uma profissão nobre. Lei sálica -> sucessão ao trono por via masculina. O sal foi um dos produtos que contribuiu para o bem da economia, pois era muito comercializado naquela altura. Estado Absoluto (Moderno)  Rei necessita de um aparelho burocrático (precisa de uma hierarquia)  Nobreza de corte controlada pelo rei  Novos organismos administrativos  Cargos de serviço rei Rés públicas (noção)  Serviço ao rei ≠ serviço público  Autonomia  Construção do estado moderno  Consolidação do poder real  Consolidação do aparelho
  • 6. A Europa do Parlamento Países baixos províncias do sul e Espanha (mentalidade espanhola) Holanda  Regime parlamentar (órgão com poderes legislativos) nobreza rural católica  Autonomia das províncias intolerância religiosa -> questão  Governo central e estados (parlamento) gerais judaica (que os obrigava a baptizar-se)  País culto e com uma elite burguesa (economica, politica)  Desenvolver as atividades tradicionais e novas manufacturas províncias do norte  Faz uma revolução agrícola  Desenvolve a construção naval burguesia dinâmica abertas ás ideias de Lutero e Calvino defensores da liberdade de expressão Magna Carta (a nobreza obrigou o rei a escreve-la) tolerantes desde a idade média que os habitantes se  Limite ao poder do rei -> estabelece um parlamento dedicavam ao comércio, ao câmbio (banqueiros)  Elites das 3 ordens -> representantes do clero, da nobreza e da burguesia e aos têxteis  Rei não pode criar ou aumentar impostos sem autorização do parlamento  Rei tem de respeitar as leis tradicionais e ouvir o tribunal régio  Estabelece o princípio de Hobios Corpus (principio judicial – ninguém pode ser Movimento das províncias unidas do norte julgado sem ser julgado primeiro pelo tribunal de pares). (Holanda) Domínio filipino em Portugal A magna carta defende princípios parlamentares Evolução politica -relevo a Henrique VII - Ato de supremacia