SlideShare uma empresa Scribd logo
Hinduísmo-Luiz Costa Junior- 26
Origem
A origem do Hinduísmo data de
aproximadamente 1500 a.C, com o
declínio da antiga civilização do vale do
Indo, a civilização Árya.
Os arianos invadiram o subcontinente
indiano por volta de1 500 a.C.,
disseminando-se pela Índia, Pérsia e
regiões adjacentes. Teriam sido os
descendentes dos indo-europeus que
fundaram a civilização indiana,
subjugando as populações locais, dando
origem ao chamado Vedismo.
O que é o Hinduísmo?
Principal religião da Índia, o Hinduísmo é um tipo de união de crenças com
estilos de vida. Sua cultura religiosa é a união de tradições étnicas.
É considerado uma filosofia de ordem religiosa que engloba tradições culturais,
valores e crenças obtidas através de diferentes povos. Passando por
constantes adaptações até chegar ao que se conhece hoje.
Foi dividido em três fazes:
• Védico
• Bramânico
• Híbrido
-Hinduísmo
80,05%
-Cristianismo
4,34%
-Islamismo
10,3
-Budismo
2,37
1° Fase - Hinduísmo Védico:
Nesta fase temos o culto aos deuses tribais e aos deuses cósmicos .
• Dyaus-Pitar -Deus do Céu- era o deus supremo, companheiro de destino da Mãe
Terra. Doador da Chuva e da fertilidade. Gerou todos os outros deuses:
Surya- o Sol-;
Chandra- a lua
Heos- a aurora- Divindades menores e locais são as árvores, as pedras, os rios e
o fogo.
-Deus Surya,
deus do sol
Deusa Chandra,-
deusa da lua
A partir da influência ariana, o simbolismo de Dyaus(deus do céu) passou por
uma transformação e tornou-se Indra, jovem divindade que rege a guerra, a
fertilidade e o firmamento.
Indra representa os aspectos benevolentes da tempestade, em contraposição
a Rudra, o destruidor. Também nesse período surgiram diversas outras
divindades, inclusive Asura, representante das forças maléficas.
2° Fase – Hinduísmo Bramânico:
Esta fase recebe o nome de Vedanta, ou seja, fim dos
vedas.
Nessa faze histórica, surgem os deuses
que formam a tríade hindu:
Prajapati se transforma em Brahma.
Indra se transforma em Vishnu
Rudra se transforma em Shiva
Brahma
Considerado o criador do universo, dos
deuses e do conhecimento.
Brahma é representado com quatro
cabeças e quatro braços e aparece
sentado em um cisne. Brahma possui
quatro cabeças pois, ao criar a Deusa do
conhecimento, ela corria para todos os
lados e para cada lado que ela corria
nascia uma cabeça, o que significa todas
as direções do conhecimento.
Vishnu
Vishnu representa o modo da bondade, e é
responsável pela sustentação, proteção, e
manutenção do universo.
A palavra Vishnu significa "aquele que tudo
penetra", ou "aquele que tudo impregna".
Como preservador do cosmos.
Enquanto a ordem prevalece no universo, Vishnu
dorme, flutua através do oceano cósmico dando-
lhe sustentação.
Quando há desequilíbrio no universo, Vishnu
utiliza de seu veículo, Garuda, e guerreia com as
forças do caos, ou ele envia um de seus avatares
para salvar o Mundo.
Vishnu possui dez avatares, sendo
os mais populares Rama e
Krishna. A lista dos avatares é a
seguinte:
1. O peixe Matsya
2. A tartaruga Kurma
3. O urso Varaha
4. O homem-leão Narasimha
5. O anão Vamana
6. O guerreiro Parashurama
7. O príncipe Rama
8. O pastor de animais Krishna
9. Buddha-Mayamoha
10. O Cavaleiro Kalki, que ainda
não se encarnou.
Shiva
Shiva é um dos deuses supremos do hinduísmo,
conhecido também como "o destruidor”.
Shiva é representado por uma figura masculina,
normalmente sentado na posição de lótus e
caracterizado por possuir quatro braços.
Na cabeça do deus Shiva existe um jarro de
água, que representa o poder deste elemento
natural que foi concedido aos homens, e que
segundo os hindus simboliza o rio Ganges, na
Índia.
Na testa, Shiva tem um terceiro olho conhecido
como o "Olho de Shiva" que simboliza a
inteligência e o fogo destrutivo da renovação.
Outros deuses importantes no hinduísmo:
Kama: deus do amor Parvati: esposa de Shiva é
a deusa do matrimônio. Ela
é considerada a filha
do Himalaia e irmã do Rio
Ganges.
Ganesha é filho de Shiva
com Parvati. É o deus que
remove os obstáculos e
traz riqueza e soluções .
Surya :deus do sol Sita: representa a esposa hindu ideal Indra : deus da tempestade e
rei dos deuses menores.
Nessa segunda fase surge a figura dos brâmanes, casta sacerdotal da tradição hindu
que também ocupa lugar de destaque nas hierarquias sócio-político-culturais
hinduístas.
Com isso, os rituais hinduístas ganharam uma serie de componentes mágicos e
litúrgicos, deixando de ser crendice e mitologia para se tornar Religião.
Elaboram-se assim, ideias mais complexas acerca do universo e da alma, como os
conceitos de reencarnação e transmigração de almas;
-Brâmane incensando o rio Ganges.
Cerimônia que celebra o casamento
de Parvati com Shiva.
Bramanes- nasceram da cabeça de Brahma
Função- Sacerdotes e letrados
Xátiras- nasceram dos braços de Brahma
Função- Guerreiros
Vaícias- nasceram nas pernas de Brahma
Função- Comerciantes, camponeses e
artesãos
Sudras- nasceram dos pés de Brahma
Função- Servos
Párias ou Dalit’s –Considerados impuros e não
devem ser tocados
 Origem da metempsicose
Na antiguidade a vaca alimentava os
filhos do homem pré-hindu e ajudava
no trabalho da terra para o cultivo.
A partir disso a vaca passou a ser
considerada sagrada, e acreditavam
que a ultima encarnação animal seria
na vaca. Estendeu a consideração pela
vaca para todos os outros animais e
passou a considerar o vegetarianismo
como obrigatoriedade.
3° fase-Hinduísmo Híbrido:
• No século XII a Índia é invadida pelos mulçumanos e grande parte da população
é forçada a conversão. O hinduísmo sofre influencia mulçumana dentro da
ritualística hindu.
• No século XVIII é o Cristianismo que se insere no universo indiano ,e dessa vez
o hinduísmo sofre influencia dos colonizadores franceses.
• Esse hinduísmo híbrido se divide em varias correntes.
-Crianças indianas cristãs
assistem encenação da Paixão de Cristo.
Princípios básicos do Hinduísmo :
• Um deus único com tríplice manifestação;
-os deuses são manifestações ou formas interiores de Brahman, o Deus Supremo.
• A natureza eterna do mundo;
• A reencarnação;
• O Karma e o Dharma;
-ação e reação
• O Nirvana
-estado de não desejo.
O mais puro e íntegro da alma.
O Hinduísmo é uma crença com características politeístas, porém seus
fiéis acreditam em um único deus supremo .Deus Brahman.
Ele é absoluto, é a origem , a causa e a base de toda a existência.
Todos deuses são formas interiores de Brahman.
O termo designa o princípio divino, não personalizado e neutro
do bramanismo e da teosofia. Não deve ser confundido com Brahma,
que, juntamente com Viṣhṇu e Shiva, formam a trimurti.
Brahman é o "Absoluto", o "Espírito Divino e Infinito" . Portanto, é a
origem e raiz de toda a consciência que evolui neste mundo...
Hinduísmo
Escrituras
• Vedas: Os primeiros livros dessa religião surgiram por volta de 1000 a.C.
Descrevem os elaborados rituais e mantras usados na religião do povo no tempo
védico, em que se adorava aos ou deuses da natureza. Por envolverem intricados
rituais que não são mais seguidos, essas quatro escrituras não são úteis atualmente.
• Upanishads: Foram escritas por místicos que representavam o Bramanismo, uma
das partes do Hinduísmo. O texto é redigido com diálogos e há o ensinamento de
que o mundo é feito de maya, que significa ilusão, e que a verdade está somente
em Brahma.
• Bhagavad-Guita: É a escritura antiga mais divulgada do mundo. É um poema que
foi cantado por Krishna antes do conflito de Kurukshetra. O Bahagavad-
Guita exemplifica todos os fundamentos do hinduísmo.
• Mahabharata: História contada de maneira épica, que possui 18 capítulos.
Desenvolve-se através da briga de dois grupos por causa de um terreno e um dos
lados ganha com a ajuda de Krishna.
As metas do hinduísmo
Kãma:
Satisfação dos desejos por prazeres sensoriais .
Artha:
Aquisição de coisas do mundo e dinheiro de forma legal .
Dharma:
Observância de deveres religiosos .É viver de maneira correta.
Moksha:
Liberação atingida através da realização de Deus. É o que determina o fim do
ciclo da morte.
Culto
Os atos da vida dos hindus revestem-se de um carácter sagrado e devem obedecer
a ritos precisos, públicos ou privados
A oração deve fazer-se, pelo menos duas vezes por dia, ao nascer e pôr-do-sol.
Recitam-se textos dos Vedas e oferecem-se flores e fogo à divindade a que se
presta homenagem.
-Homem ofertando cesta
de flores ao Rio Ganges ao
amanhecer.
Fiéis ofertando velas-
e flores ao Rio Ganges
no anoitecer.
Existem os brâmanes, sacerdotes que consagram a sua vida aos deuses.
Muitos ritos e festas doméstica acompanham a vida, desde a sua concepção
até à morte, passando pelo dom do nome, iniciação religiosa (entre os oito e
dez anos), casamento...
-Sacerdotes iluminando e incensando as margens do Ganges em Varanasi
Tradição Hindu
Toda a Índia tem 7 cidades sagradas: Varanasi, Kanchipuram, Haridwar,
Ayodhya, Ujjain, Mathura e Dwaraka.
Varanasi é a cidade mais sagrada. Milhares de pessoas vão para lá com o
proposito de tomar um banho ritualístico ,rezar em um dos 1600 templos ou
esperar a morte.
-Milhares de fiéis se banham em Varanasi
todos os dias nas águas poluídas do
Rio Ganges para se purificar de seus pecados.
Mantras
O mantra é uma formula mística e ritual recitada ou cantada repetidamente pelos fiéis
hinduístas. O termo é uma palavra em sânscrito que significa 'controle da mente'. O
mantra é repetido de forma a auxiliar a concentração durante a meditação.
-Mulher seguidora do Hinduísmo meditando ás margens do Rio
Sagrado.
É durante a meditação que geralmente se recitam os mantras.
Vishnu
"Om Bhur Bhuvah Svah
Tat savitur varenyam
Bhargo devasya dhimahi
Dhiyo yonah prachodayat"
Tradução:
"Ó grande luz do universo
Ó grande removedour da dor e da tristeza
Descei vossa luz ao nosso intelecto
Para que possamos saber a direção correta"
Ganesha
Jaya Ganesha, Jaya Ganesha,
Jaya Ganesha PahimamShri Ganesha,
Shri Ganesha,
Shri Ganesha Rakshamam
Tradução:
Salve Ganesha, Salve Ganesha,
Salve Ganesha Proteja-nos
Senhor Ganesha, Senhor Ganesha,
Senhor Ganesha Salve-nos
É o deus da cabeça de elefante , filho de Shiva.
Simboliza aquele que abre caminhos , remove os
obstáculos, ou seja, simboliza nosso próprio
poder de abrir nossos caminhos e remover
obstáculos.
Ganesha traz a coragem , a determinação e a
objetividade.
Este deus também tem haver com o
conhecimento , pois mitologicamente Ganesha é
aquele que copilou os Vedas que iam sendo
ditados por um sábio, e que escreveu usando um
pedaço de suas próprias presas como lápis .
-A “família divinal”, Shiva- o pai,
Parvati – a mãe e Ganesha o filho.
Saravasti
Mm aim Saraswatiai namaha
Tradução
“Eu saúdo Saravasti”
Esposa de Brahma, o Criador,
é a deusa das artes, dos
estudos, do conhecimento, da
inteligência.
Kali
Kali é mencionada como a primeira das 10 grandes
Forças Cósmicas porque de alguma forma, é ela que
começa o movimento da Roda do Tempo
Universal. é a personificação da impiedosa fúria
feminina e sempre deixa um rastro de destruição por
onde passa.
Ela é chamada de KALI, pois tem o corpo negro, seu
rosto é vermelho e carrega uma espada invencível.
Seu cabelo é longo e totalmente desalinhado e pode
ser vista nua, indicando sua liberdade e
independência.
Ela tem olhos sedentos de sangue, uma boca com
dentes grandes e afiados, mostrando sua enorme
língua. Ela tem um colar com 50 cabeças humanas
decepadas, representando as letras do alfabeto
sânscrito, seus brincos são corpos de anjos,
indicando que ela está acima da luxúria.
Ela tem cobras enroladas em seus vários braços e
no pescoço que são usadas como armas para
matar suas vítimas. Às vezes Kali é vista
dançando em cima de Shiva como uma furiosa
guerreira num campo de batalha matando seus
adversários e tomando-lhes o sangue.
Dessa forma, demonstra a todos que até mesmo
SHIVA é sobrepujado por sua fúria. Seus braços
estão fazendo diferentes Mudras - posições que
dizem para não ter medo, pois ela é a mais
querida e doce Mãe. Como Deusa da Morte, ela
controla o poder do Tempo que tudo devora.
Kali combate a ignorância e a desonestidade
humana. Sua língua representa a força ativa da
palavra certa. Seus cabelos longos a trama
psicológica na qual nos perdemos. Seus olhos
firmes e fortes representam o despertar da
consciência sobre si mesmo.
Om Klim Kalika-yei Namaha
Jaya jaya ma jaya Kali ma.
Tradução:
"Om e Saudações.
Eu atraio aquela que é negra e
poderosa".
O mantra de Kali é um dos mais
poderosos. É usado para alcançar
grandes e radicais transformações.
Lakshmi
É a esposa do deus Vishnu e
personificação da beleza, da fartura,
da generosidade e, principalmente,
da riqueza e da fortuna. É a deusa da boa
sorte. Pode ser vista sentada sobre uma
flor de lótus, ou segurando flores de lótus
nas mãos, e um cântaro que
jorra moedas de ouro.
“Om shri maha Lakshmiai namaha”
Eu saúdo à Grande Senhora Lakshmi
Yantras
Na atualidade, um yantra é uma representação simbólica do aspecto de uma
divindade, normalmente a Deusa Mãe ou Durga. Ele é uma matriz interconectada de
figuras geométricas, círculos, triângulos e padrões florais que formam um padrão
fractal de elegância e beleza.
YANTRA literalmente significa "apoio" e "instrumento". Trata-se de um desenho
geométrico que atua como uma ferramenta altamente eficiente para a contemplação,
a concentração e a meditação.
O Yantra fornece um ponto focal que é uma janela para o absoluto. Quando a mente
está concentrada em um objeto único e simples, a vibração mental cessa.
Eventualmente, o objeto é descartado quando a mente pode permanecer vazia e
silenciosa sem essa ajuda. Nas fases mais avançadas, é possível alcançar a união
com Deus através da visualização geométrica de um Yantra.
Hinduísmo
Festas
Hinduístas
Os indianos são campeões de festas (as festas são celebradas conforme a
experiência de vida).
A vida Hindu é repleta de simbolismos, por isso existem festas para praticamente
todas as situações possíveis. São cerca de 400 festejos, que podem variar de
acordo com a região e a divindade celebrada.
• Shiva Puja: É uma comemoração realizada em honra de Shiva, um dos principais
deuses hindu. Como demonstração de respeito, muitos peregrinos fazem longas
jornadas a locais sagrados e dedicados ao deus. É comum também a pratica de
jejum durante o dia, acompanhado de vigília durante a noite. A festa acontece em
fevereiro.
• Holi: Conhecido como festival das cores, celebra a chegada da primavera, com a
dispersão de pós coloridos nas águas do rio. Acontece entre fevereiro e março, e
também é conhecida como festa do nado. Os festejos contam com danças,
brincadeiras e muita cor. Simboliza as travessuras do jovem Krishna.
-Fiéis comemoram-
a festa Holi.
• Ganesh Puja :É celebrado nos estados do sul da Índia e comemora o aniversário
de Ganesha, deus indiano que tem cabeça de elefante. As festividades são
realizadas entre agosto e setembro e duram de dois a dez dias. É costume carregar
estátuas da divindade feitas de barro e adornadas de enfeites e flores.
-Milhares de pessoas acompanham a
caminhada da festa de Ganesh Puja.
• Diwali: A festa comemora o assassinato do demônio Narakasura,
executado por Krishna, e a volta de Rama, após ter derrotado Ravana. O
evento tem um simbolismo de vitória do bem contra o mal. O Diwali é
considerado o ano novo Hindu, por isso é chamado também de festa das
luzes. As comemorações duram cinco dias, e acontecem entre outubro e
novembro. É costume típico usar roupas novas, enfeitar as casas, dividir
doces e estourar fogos de artifício.
• Durga : A festividade é realizada entre setembro e novembro. Comemora a
vitória da esposa de Shiva, contra o demônio Mahishasur, que tinha cabeça
de búfalo. As imagens de Durga são adoradas e depois são jogadas na
água. O evento simboliza a energia divina e comemora também o início do
outono.
-Fiéis adorando imagem de Durga,
manifestação da deusa Parvati.
• Kumbh Mela: É uma festa que ocorre de três em três anos sempre em volta do
rio Ganges. É a celebração da criação, já que para a religião Hindu, a água é a
origem de tudo. No Kumbh Mela os peregrinos se banham nas águas do rio
Ganges em busca de purificação espiritual. A cada ano a festa é realizada em
uma das cidades sagradas.
-Milhões de fiéis se banham no Ganges
durante o festival do Kumbh Mela.
Em cada festival, aproximadamente
500 pessoas morrem pisoteadas ou
Afogadas no rio.
• Krishna Janmashtami :Celebra o nascimento de Krishna. É comemorada
entre Julho e agosto e é uma das mais importantes comemorações do
calendário hindu. Neste dia, os fiéis fazem um jejum de 24 horas, que
termina a meia-noite, horário de nascimento de Krishna.
-Milhões de fiéis nas ruas comemoram o
nascimento de Krishna .
Número de fiéis
• O hinduísmo possui aproximadamente 900 milhões de adeptos.
• Os hindus apresentam mais de 80 % da população da Índia .
• Apesar da variedade é considerada apenas a terceira maior religião
do mundo (atrás apenas do Cristianismo e do Islamismo ).
• No Brasil é uma religião pouco comum e é encontrado em pequenas
quantidades.
-Hindus no mundo: 870milhões
-Hindus no retângulo: 851milhões
Municípios com maior percentual de hindus
no Brasil:
1) Nazário (GO) – 0,48%
2) Palmeiras (BA) – 0,46%
3) Itapina (ES) – 0,14%
4) Lindolfo Collor (RS) – 0,14%
5) Bocaina de Minas (MG) – 0,13%
6) São Lourenço da Serra (SP) – 0,11%
7) Xambrê(PR) – 0,10%
8) Itanagra(BA) – 0,06%
9) Porto Calvo (AL) – 0,06%
10) Tiradentes(MG) – 0,06%
Símbolos Hinduístas
Flor de lótus
“Om mani padme hum”
Tilak
Tilak em sânscrito significa marca.
• Os devotos de Shiva costumam usar Tilak de Cinzas
e normalmente é feito em três linhas horizontais conhecidas
como Tripundra.
• Os devotos de Vishnu costumam usar Tilak de pasta
de sândalo e normalmente é feito em três linhas verticais.
• Os devotos de Shakti costumam utilizar kumkum e é feito
apenas uma linha vertical porem as vezes é utilizado apenas
um ponto vermelho.
Bindi
Sindoor
Trishula
Cada ponta desse tridente tem seu significado
relacionado
com as três qualidades da matéria:
Tamas
Rajas
Sattva
Concha
A concha se chama Pantchdjanya,
que têm nela todos os cinco
elementos da criação: ar, fogo, água, terra e éter.
Quando se assopra nessa concha,
pode se ouvir o som que deu origem
à todo o universo, o Om.
Swastica
Hinduísmo
Om
Om, também chamado de Aum, é um som sagrado
e considerado o maior de todos os mantras.
A sílaba, Om é composta por três
sons a-u-m. Em sânscrito, o A e o U combinados
formam o O.
Ele representa as mais importantes trindades:
- Os 3 mundos : terra, atmosfera e céu.
- Os 3 maiores deuses hindus: Brahma, Shiva e Vishnu
- As 3 escrituras sagradas dos Vedas: Rig, Yajur e Sama
-Os elementos da Natureza
Éter
Ar
Água
Fogo
Terra
“A religião é o suspiro da criança acabrunhada,
o coração de um mundo sem coração, assim
como também o espírito de uma época sem
espírito. Ela é o ópio do povo.”
Karl Marx
Hinduísmo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Hinduísmo..
Hinduísmo..Hinduísmo..
Hinduísmo..
Francisca Oliveira
 
HINDUÍSMO
HINDUÍSMOHINDUÍSMO
HINDUÍSMO
Antonio Marcos
 
Hinduismo Raquel
Hinduismo  RaquelHinduismo  Raquel
Budismo slide
Budismo slideBudismo slide
RELIGIÃO 1ª AULA
RELIGIÃO 1ª AULARELIGIÃO 1ª AULA
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
EASYMATICA
 
íNdia antiga
íNdia antigaíNdia antiga
Carnaval
CarnavalCarnaval
Festas religiosas no Brasil
Festas religiosas no BrasilFestas religiosas no Brasil
Festas religiosas no Brasil
Leonaldo Brandao
 
Cultura indiana
Cultura indiana Cultura indiana
Cultura indiana
Ana Pereira
 
História das-religiões
História das-religiõesHistória das-religiões
História das-religiões
Messyas Rhennyk Rhennyk
 
Budismo
BudismoBudismo
Uma História de Múltiplas Tradições Religiosas
Uma História de Múltiplas Tradições ReligiosasUma História de Múltiplas Tradições Religiosas
Uma História de Múltiplas Tradições Religiosas
psicologiaisecensa
 
Filosofia.1º ano
Filosofia.1º anoFilosofia.1º ano
Filosofia.1º ano
Jorge Marcos Oliveira
 
Religião e reigosidade 6º ano
Religião e reigosidade 6º anoReligião e reigosidade 6º ano
Religião e reigosidade 6º ano
Kamila Silvestre
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
maruu7
 
RELIGIÕES DO MUNDO.
RELIGIÕES DO MUNDO.RELIGIÕES DO MUNDO.
RELIGIÕES DO MUNDO.
Virna Salgado Barra
 
Diversidade religiosa
Diversidade religiosaDiversidade religiosa
Diversidade religiosa
terceirao-zepires
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
ioseph
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
Aida Morais
 

Mais procurados (20)

Hinduísmo..
Hinduísmo..Hinduísmo..
Hinduísmo..
 
HINDUÍSMO
HINDUÍSMOHINDUÍSMO
HINDUÍSMO
 
Hinduismo Raquel
Hinduismo  RaquelHinduismo  Raquel
Hinduismo Raquel
 
Budismo slide
Budismo slideBudismo slide
Budismo slide
 
RELIGIÃO 1ª AULA
RELIGIÃO 1ª AULARELIGIÃO 1ª AULA
RELIGIÃO 1ª AULA
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
íNdia antiga
íNdia antigaíNdia antiga
íNdia antiga
 
Carnaval
CarnavalCarnaval
Carnaval
 
Festas religiosas no Brasil
Festas religiosas no BrasilFestas religiosas no Brasil
Festas religiosas no Brasil
 
Cultura indiana
Cultura indiana Cultura indiana
Cultura indiana
 
História das-religiões
História das-religiõesHistória das-religiões
História das-religiões
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
Uma História de Múltiplas Tradições Religiosas
Uma História de Múltiplas Tradições ReligiosasUma História de Múltiplas Tradições Religiosas
Uma História de Múltiplas Tradições Religiosas
 
Filosofia.1º ano
Filosofia.1º anoFilosofia.1º ano
Filosofia.1º ano
 
Religião e reigosidade 6º ano
Religião e reigosidade 6º anoReligião e reigosidade 6º ano
Religião e reigosidade 6º ano
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
 
RELIGIÕES DO MUNDO.
RELIGIÕES DO MUNDO.RELIGIÕES DO MUNDO.
RELIGIÕES DO MUNDO.
 
Diversidade religiosa
Diversidade religiosaDiversidade religiosa
Diversidade religiosa
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 

Semelhante a Hinduísmo

Hinduísmo
Hinduísmo  Hinduísmo
Hinduísmo
Hellen Caroline
 
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2 IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
Rubens Sohn
 
HinduíSmo Madalena E Rute
HinduíSmo  Madalena E  RuteHinduíSmo  Madalena E  Rute
HinduíSmo Madalena E Rute
elvira.sequeira
 
Hinduísmo..
Hinduísmo..Hinduísmo..
Hinduísmo..
Jéssica Leme
 
Relig mund aula 2
Relig mund aula 2Relig mund aula 2
Relig mund aula 2
Keiler Vasconcelos
 
Lei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualideLei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualide
Claudio Macedo
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
Luísa Balbinot
 
Ensino Religioso Hinduísmo
Ensino Religioso HinduísmoEnsino Religioso Hinduísmo
Ensino Religioso Hinduísmo
iraciva
 
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
Rafael Noronha
 
Hinduismo resumo
Hinduismo resumoHinduismo resumo
Hinduismo resumo
Williams Ferreira
 
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
Gessica Chaves
 
Hiduismo duarte s 8º
Hiduismo  duarte s 8ºHiduismo  duarte s 8º
Hiduismo duarte s 8º
berenvaz
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
Simone Candido
 
HinduíSmo
HinduíSmoHinduíSmo
HinduíSmo
elvira.sequeira
 
A Origem Das Religiões
A Origem Das ReligiõesA Origem Das Religiões
A Origem Das Religiões
Alexandre Ernest
 
Cultura indiana
Cultura indiana Cultura indiana
Cultura indiana
WESLLEY PEREIRA
 
6º ano rafa história - india
6º ano   rafa história - india6º ano   rafa história - india
6º ano rafa história - india
Rafael Noronha
 
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
LourenoRocha1
 
SHIVA E SHAKTI.pptx
SHIVA E SHAKTI.pptxSHIVA E SHAKTI.pptx
SHIVA E SHAKTI.pptx
PauloShiva
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
Tiago de Campos
 

Semelhante a Hinduísmo (20)

Hinduísmo
Hinduísmo  Hinduísmo
Hinduísmo
 
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2 IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
 
HinduíSmo Madalena E Rute
HinduíSmo  Madalena E  RuteHinduíSmo  Madalena E  Rute
HinduíSmo Madalena E Rute
 
Hinduísmo..
Hinduísmo..Hinduísmo..
Hinduísmo..
 
Relig mund aula 2
Relig mund aula 2Relig mund aula 2
Relig mund aula 2
 
Lei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualideLei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualide
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
 
Ensino Religioso Hinduísmo
Ensino Religioso HinduísmoEnsino Religioso Hinduísmo
Ensino Religioso Hinduísmo
 
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
 
Hinduismo resumo
Hinduismo resumoHinduismo resumo
Hinduismo resumo
 
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
 
Hiduismo duarte s 8º
Hiduismo  duarte s 8ºHiduismo  duarte s 8º
Hiduismo duarte s 8º
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
 
HinduíSmo
HinduíSmoHinduíSmo
HinduíSmo
 
A Origem Das Religiões
A Origem Das ReligiõesA Origem Das Religiões
A Origem Das Religiões
 
Cultura indiana
Cultura indiana Cultura indiana
Cultura indiana
 
6º ano rafa história - india
6º ano   rafa história - india6º ano   rafa história - india
6º ano rafa história - india
 
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
 
SHIVA E SHAKTI.pptx
SHIVA E SHAKTI.pptxSHIVA E SHAKTI.pptx
SHIVA E SHAKTI.pptx
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
 

Mais de Luiz Costa Junior

Tropicalismo Luiz Soares
Tropicalismo Luiz SoaresTropicalismo Luiz Soares
Tropicalismo Luiz Soares
Luiz Costa Junior
 
Nazismo alemão
Nazismo alemãoNazismo alemão
Nazismo alemão
Luiz Costa Junior
 
Império Bizantino
Império BizantinoImpério Bizantino
Império Bizantino
Luiz Costa Junior
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
Luiz Costa Junior
 
Charles Darwin e o Evolucionismo
Charles Darwin e o EvolucionismoCharles Darwin e o Evolucionismo
Charles Darwin e o Evolucionismo
Luiz Costa Junior
 
Karl jaspers
Karl jaspersKarl jaspers
Karl jaspers
Luiz Costa Junior
 

Mais de Luiz Costa Junior (6)

Tropicalismo Luiz Soares
Tropicalismo Luiz SoaresTropicalismo Luiz Soares
Tropicalismo Luiz Soares
 
Nazismo alemão
Nazismo alemãoNazismo alemão
Nazismo alemão
 
Império Bizantino
Império BizantinoImpério Bizantino
Império Bizantino
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
Charles Darwin e o Evolucionismo
Charles Darwin e o EvolucionismoCharles Darwin e o Evolucionismo
Charles Darwin e o Evolucionismo
 
Karl jaspers
Karl jaspersKarl jaspers
Karl jaspers
 

Último

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 

Hinduísmo

  • 2. Origem A origem do Hinduísmo data de aproximadamente 1500 a.C, com o declínio da antiga civilização do vale do Indo, a civilização Árya. Os arianos invadiram o subcontinente indiano por volta de1 500 a.C., disseminando-se pela Índia, Pérsia e regiões adjacentes. Teriam sido os descendentes dos indo-europeus que fundaram a civilização indiana, subjugando as populações locais, dando origem ao chamado Vedismo.
  • 3. O que é o Hinduísmo?
  • 4. Principal religião da Índia, o Hinduísmo é um tipo de união de crenças com estilos de vida. Sua cultura religiosa é a união de tradições étnicas. É considerado uma filosofia de ordem religiosa que engloba tradições culturais, valores e crenças obtidas através de diferentes povos. Passando por constantes adaptações até chegar ao que se conhece hoje. Foi dividido em três fazes: • Védico • Bramânico • Híbrido -Hinduísmo 80,05% -Cristianismo 4,34% -Islamismo 10,3 -Budismo 2,37
  • 5. 1° Fase - Hinduísmo Védico: Nesta fase temos o culto aos deuses tribais e aos deuses cósmicos . • Dyaus-Pitar -Deus do Céu- era o deus supremo, companheiro de destino da Mãe Terra. Doador da Chuva e da fertilidade. Gerou todos os outros deuses: Surya- o Sol-; Chandra- a lua Heos- a aurora- Divindades menores e locais são as árvores, as pedras, os rios e o fogo. -Deus Surya, deus do sol Deusa Chandra,- deusa da lua
  • 6. A partir da influência ariana, o simbolismo de Dyaus(deus do céu) passou por uma transformação e tornou-se Indra, jovem divindade que rege a guerra, a fertilidade e o firmamento. Indra representa os aspectos benevolentes da tempestade, em contraposição a Rudra, o destruidor. Também nesse período surgiram diversas outras divindades, inclusive Asura, representante das forças maléficas.
  • 7. 2° Fase – Hinduísmo Bramânico: Esta fase recebe o nome de Vedanta, ou seja, fim dos vedas. Nessa faze histórica, surgem os deuses que formam a tríade hindu: Prajapati se transforma em Brahma. Indra se transforma em Vishnu Rudra se transforma em Shiva
  • 8. Brahma Considerado o criador do universo, dos deuses e do conhecimento. Brahma é representado com quatro cabeças e quatro braços e aparece sentado em um cisne. Brahma possui quatro cabeças pois, ao criar a Deusa do conhecimento, ela corria para todos os lados e para cada lado que ela corria nascia uma cabeça, o que significa todas as direções do conhecimento.
  • 9. Vishnu Vishnu representa o modo da bondade, e é responsável pela sustentação, proteção, e manutenção do universo. A palavra Vishnu significa "aquele que tudo penetra", ou "aquele que tudo impregna". Como preservador do cosmos. Enquanto a ordem prevalece no universo, Vishnu dorme, flutua através do oceano cósmico dando- lhe sustentação. Quando há desequilíbrio no universo, Vishnu utiliza de seu veículo, Garuda, e guerreia com as forças do caos, ou ele envia um de seus avatares para salvar o Mundo.
  • 10. Vishnu possui dez avatares, sendo os mais populares Rama e Krishna. A lista dos avatares é a seguinte: 1. O peixe Matsya 2. A tartaruga Kurma 3. O urso Varaha 4. O homem-leão Narasimha 5. O anão Vamana 6. O guerreiro Parashurama 7. O príncipe Rama 8. O pastor de animais Krishna 9. Buddha-Mayamoha 10. O Cavaleiro Kalki, que ainda não se encarnou.
  • 11. Shiva Shiva é um dos deuses supremos do hinduísmo, conhecido também como "o destruidor”. Shiva é representado por uma figura masculina, normalmente sentado na posição de lótus e caracterizado por possuir quatro braços. Na cabeça do deus Shiva existe um jarro de água, que representa o poder deste elemento natural que foi concedido aos homens, e que segundo os hindus simboliza o rio Ganges, na Índia. Na testa, Shiva tem um terceiro olho conhecido como o "Olho de Shiva" que simboliza a inteligência e o fogo destrutivo da renovação.
  • 12. Outros deuses importantes no hinduísmo: Kama: deus do amor Parvati: esposa de Shiva é a deusa do matrimônio. Ela é considerada a filha do Himalaia e irmã do Rio Ganges. Ganesha é filho de Shiva com Parvati. É o deus que remove os obstáculos e traz riqueza e soluções .
  • 13. Surya :deus do sol Sita: representa a esposa hindu ideal Indra : deus da tempestade e rei dos deuses menores.
  • 14. Nessa segunda fase surge a figura dos brâmanes, casta sacerdotal da tradição hindu que também ocupa lugar de destaque nas hierarquias sócio-político-culturais hinduístas. Com isso, os rituais hinduístas ganharam uma serie de componentes mágicos e litúrgicos, deixando de ser crendice e mitologia para se tornar Religião. Elaboram-se assim, ideias mais complexas acerca do universo e da alma, como os conceitos de reencarnação e transmigração de almas; -Brâmane incensando o rio Ganges. Cerimônia que celebra o casamento de Parvati com Shiva.
  • 15. Bramanes- nasceram da cabeça de Brahma Função- Sacerdotes e letrados Xátiras- nasceram dos braços de Brahma Função- Guerreiros Vaícias- nasceram nas pernas de Brahma Função- Comerciantes, camponeses e artesãos Sudras- nasceram dos pés de Brahma Função- Servos Párias ou Dalit’s –Considerados impuros e não devem ser tocados
  • 16.  Origem da metempsicose Na antiguidade a vaca alimentava os filhos do homem pré-hindu e ajudava no trabalho da terra para o cultivo. A partir disso a vaca passou a ser considerada sagrada, e acreditavam que a ultima encarnação animal seria na vaca. Estendeu a consideração pela vaca para todos os outros animais e passou a considerar o vegetarianismo como obrigatoriedade.
  • 17. 3° fase-Hinduísmo Híbrido: • No século XII a Índia é invadida pelos mulçumanos e grande parte da população é forçada a conversão. O hinduísmo sofre influencia mulçumana dentro da ritualística hindu. • No século XVIII é o Cristianismo que se insere no universo indiano ,e dessa vez o hinduísmo sofre influencia dos colonizadores franceses. • Esse hinduísmo híbrido se divide em varias correntes. -Crianças indianas cristãs assistem encenação da Paixão de Cristo.
  • 18. Princípios básicos do Hinduísmo : • Um deus único com tríplice manifestação; -os deuses são manifestações ou formas interiores de Brahman, o Deus Supremo. • A natureza eterna do mundo; • A reencarnação; • O Karma e o Dharma; -ação e reação • O Nirvana -estado de não desejo. O mais puro e íntegro da alma.
  • 19. O Hinduísmo é uma crença com características politeístas, porém seus fiéis acreditam em um único deus supremo .Deus Brahman. Ele é absoluto, é a origem , a causa e a base de toda a existência. Todos deuses são formas interiores de Brahman. O termo designa o princípio divino, não personalizado e neutro do bramanismo e da teosofia. Não deve ser confundido com Brahma, que, juntamente com Viṣhṇu e Shiva, formam a trimurti. Brahman é o "Absoluto", o "Espírito Divino e Infinito" . Portanto, é a origem e raiz de toda a consciência que evolui neste mundo...
  • 21. Escrituras • Vedas: Os primeiros livros dessa religião surgiram por volta de 1000 a.C. Descrevem os elaborados rituais e mantras usados na religião do povo no tempo védico, em que se adorava aos ou deuses da natureza. Por envolverem intricados rituais que não são mais seguidos, essas quatro escrituras não são úteis atualmente. • Upanishads: Foram escritas por místicos que representavam o Bramanismo, uma das partes do Hinduísmo. O texto é redigido com diálogos e há o ensinamento de que o mundo é feito de maya, que significa ilusão, e que a verdade está somente em Brahma. • Bhagavad-Guita: É a escritura antiga mais divulgada do mundo. É um poema que foi cantado por Krishna antes do conflito de Kurukshetra. O Bahagavad- Guita exemplifica todos os fundamentos do hinduísmo. • Mahabharata: História contada de maneira épica, que possui 18 capítulos. Desenvolve-se através da briga de dois grupos por causa de um terreno e um dos lados ganha com a ajuda de Krishna.
  • 22. As metas do hinduísmo Kãma: Satisfação dos desejos por prazeres sensoriais . Artha: Aquisição de coisas do mundo e dinheiro de forma legal . Dharma: Observância de deveres religiosos .É viver de maneira correta. Moksha: Liberação atingida através da realização de Deus. É o que determina o fim do ciclo da morte.
  • 23. Culto Os atos da vida dos hindus revestem-se de um carácter sagrado e devem obedecer a ritos precisos, públicos ou privados A oração deve fazer-se, pelo menos duas vezes por dia, ao nascer e pôr-do-sol. Recitam-se textos dos Vedas e oferecem-se flores e fogo à divindade a que se presta homenagem. -Homem ofertando cesta de flores ao Rio Ganges ao amanhecer. Fiéis ofertando velas- e flores ao Rio Ganges no anoitecer.
  • 24. Existem os brâmanes, sacerdotes que consagram a sua vida aos deuses. Muitos ritos e festas doméstica acompanham a vida, desde a sua concepção até à morte, passando pelo dom do nome, iniciação religiosa (entre os oito e dez anos), casamento... -Sacerdotes iluminando e incensando as margens do Ganges em Varanasi
  • 25. Tradição Hindu Toda a Índia tem 7 cidades sagradas: Varanasi, Kanchipuram, Haridwar, Ayodhya, Ujjain, Mathura e Dwaraka. Varanasi é a cidade mais sagrada. Milhares de pessoas vão para lá com o proposito de tomar um banho ritualístico ,rezar em um dos 1600 templos ou esperar a morte. -Milhares de fiéis se banham em Varanasi todos os dias nas águas poluídas do Rio Ganges para se purificar de seus pecados.
  • 26. Mantras O mantra é uma formula mística e ritual recitada ou cantada repetidamente pelos fiéis hinduístas. O termo é uma palavra em sânscrito que significa 'controle da mente'. O mantra é repetido de forma a auxiliar a concentração durante a meditação. -Mulher seguidora do Hinduísmo meditando ás margens do Rio Sagrado. É durante a meditação que geralmente se recitam os mantras.
  • 27. Vishnu "Om Bhur Bhuvah Svah Tat savitur varenyam Bhargo devasya dhimahi Dhiyo yonah prachodayat" Tradução: "Ó grande luz do universo Ó grande removedour da dor e da tristeza Descei vossa luz ao nosso intelecto Para que possamos saber a direção correta"
  • 28. Ganesha Jaya Ganesha, Jaya Ganesha, Jaya Ganesha PahimamShri Ganesha, Shri Ganesha, Shri Ganesha Rakshamam Tradução: Salve Ganesha, Salve Ganesha, Salve Ganesha Proteja-nos Senhor Ganesha, Senhor Ganesha, Senhor Ganesha Salve-nos
  • 29. É o deus da cabeça de elefante , filho de Shiva. Simboliza aquele que abre caminhos , remove os obstáculos, ou seja, simboliza nosso próprio poder de abrir nossos caminhos e remover obstáculos. Ganesha traz a coragem , a determinação e a objetividade. Este deus também tem haver com o conhecimento , pois mitologicamente Ganesha é aquele que copilou os Vedas que iam sendo ditados por um sábio, e que escreveu usando um pedaço de suas próprias presas como lápis . -A “família divinal”, Shiva- o pai, Parvati – a mãe e Ganesha o filho.
  • 30. Saravasti Mm aim Saraswatiai namaha Tradução “Eu saúdo Saravasti” Esposa de Brahma, o Criador, é a deusa das artes, dos estudos, do conhecimento, da inteligência.
  • 31. Kali
  • 32. Kali é mencionada como a primeira das 10 grandes Forças Cósmicas porque de alguma forma, é ela que começa o movimento da Roda do Tempo Universal. é a personificação da impiedosa fúria feminina e sempre deixa um rastro de destruição por onde passa. Ela é chamada de KALI, pois tem o corpo negro, seu rosto é vermelho e carrega uma espada invencível. Seu cabelo é longo e totalmente desalinhado e pode ser vista nua, indicando sua liberdade e independência. Ela tem olhos sedentos de sangue, uma boca com dentes grandes e afiados, mostrando sua enorme língua. Ela tem um colar com 50 cabeças humanas decepadas, representando as letras do alfabeto sânscrito, seus brincos são corpos de anjos, indicando que ela está acima da luxúria.
  • 33. Ela tem cobras enroladas em seus vários braços e no pescoço que são usadas como armas para matar suas vítimas. Às vezes Kali é vista dançando em cima de Shiva como uma furiosa guerreira num campo de batalha matando seus adversários e tomando-lhes o sangue. Dessa forma, demonstra a todos que até mesmo SHIVA é sobrepujado por sua fúria. Seus braços estão fazendo diferentes Mudras - posições que dizem para não ter medo, pois ela é a mais querida e doce Mãe. Como Deusa da Morte, ela controla o poder do Tempo que tudo devora. Kali combate a ignorância e a desonestidade humana. Sua língua representa a força ativa da palavra certa. Seus cabelos longos a trama psicológica na qual nos perdemos. Seus olhos firmes e fortes representam o despertar da consciência sobre si mesmo.
  • 34. Om Klim Kalika-yei Namaha Jaya jaya ma jaya Kali ma. Tradução: "Om e Saudações. Eu atraio aquela que é negra e poderosa". O mantra de Kali é um dos mais poderosos. É usado para alcançar grandes e radicais transformações.
  • 35. Lakshmi É a esposa do deus Vishnu e personificação da beleza, da fartura, da generosidade e, principalmente, da riqueza e da fortuna. É a deusa da boa sorte. Pode ser vista sentada sobre uma flor de lótus, ou segurando flores de lótus nas mãos, e um cântaro que jorra moedas de ouro. “Om shri maha Lakshmiai namaha” Eu saúdo à Grande Senhora Lakshmi
  • 36. Yantras Na atualidade, um yantra é uma representação simbólica do aspecto de uma divindade, normalmente a Deusa Mãe ou Durga. Ele é uma matriz interconectada de figuras geométricas, círculos, triângulos e padrões florais que formam um padrão fractal de elegância e beleza.
  • 37. YANTRA literalmente significa "apoio" e "instrumento". Trata-se de um desenho geométrico que atua como uma ferramenta altamente eficiente para a contemplação, a concentração e a meditação. O Yantra fornece um ponto focal que é uma janela para o absoluto. Quando a mente está concentrada em um objeto único e simples, a vibração mental cessa. Eventualmente, o objeto é descartado quando a mente pode permanecer vazia e silenciosa sem essa ajuda. Nas fases mais avançadas, é possível alcançar a união com Deus através da visualização geométrica de um Yantra.
  • 39. Festas Hinduístas Os indianos são campeões de festas (as festas são celebradas conforme a experiência de vida). A vida Hindu é repleta de simbolismos, por isso existem festas para praticamente todas as situações possíveis. São cerca de 400 festejos, que podem variar de acordo com a região e a divindade celebrada.
  • 40. • Shiva Puja: É uma comemoração realizada em honra de Shiva, um dos principais deuses hindu. Como demonstração de respeito, muitos peregrinos fazem longas jornadas a locais sagrados e dedicados ao deus. É comum também a pratica de jejum durante o dia, acompanhado de vigília durante a noite. A festa acontece em fevereiro. • Holi: Conhecido como festival das cores, celebra a chegada da primavera, com a dispersão de pós coloridos nas águas do rio. Acontece entre fevereiro e março, e também é conhecida como festa do nado. Os festejos contam com danças, brincadeiras e muita cor. Simboliza as travessuras do jovem Krishna. -Fiéis comemoram- a festa Holi.
  • 41. • Ganesh Puja :É celebrado nos estados do sul da Índia e comemora o aniversário de Ganesha, deus indiano que tem cabeça de elefante. As festividades são realizadas entre agosto e setembro e duram de dois a dez dias. É costume carregar estátuas da divindade feitas de barro e adornadas de enfeites e flores. -Milhares de pessoas acompanham a caminhada da festa de Ganesh Puja.
  • 42. • Diwali: A festa comemora o assassinato do demônio Narakasura, executado por Krishna, e a volta de Rama, após ter derrotado Ravana. O evento tem um simbolismo de vitória do bem contra o mal. O Diwali é considerado o ano novo Hindu, por isso é chamado também de festa das luzes. As comemorações duram cinco dias, e acontecem entre outubro e novembro. É costume típico usar roupas novas, enfeitar as casas, dividir doces e estourar fogos de artifício.
  • 43. • Durga : A festividade é realizada entre setembro e novembro. Comemora a vitória da esposa de Shiva, contra o demônio Mahishasur, que tinha cabeça de búfalo. As imagens de Durga são adoradas e depois são jogadas na água. O evento simboliza a energia divina e comemora também o início do outono. -Fiéis adorando imagem de Durga, manifestação da deusa Parvati.
  • 44. • Kumbh Mela: É uma festa que ocorre de três em três anos sempre em volta do rio Ganges. É a celebração da criação, já que para a religião Hindu, a água é a origem de tudo. No Kumbh Mela os peregrinos se banham nas águas do rio Ganges em busca de purificação espiritual. A cada ano a festa é realizada em uma das cidades sagradas. -Milhões de fiéis se banham no Ganges durante o festival do Kumbh Mela. Em cada festival, aproximadamente 500 pessoas morrem pisoteadas ou Afogadas no rio.
  • 45. • Krishna Janmashtami :Celebra o nascimento de Krishna. É comemorada entre Julho e agosto e é uma das mais importantes comemorações do calendário hindu. Neste dia, os fiéis fazem um jejum de 24 horas, que termina a meia-noite, horário de nascimento de Krishna. -Milhões de fiéis nas ruas comemoram o nascimento de Krishna .
  • 46. Número de fiéis • O hinduísmo possui aproximadamente 900 milhões de adeptos. • Os hindus apresentam mais de 80 % da população da Índia . • Apesar da variedade é considerada apenas a terceira maior religião do mundo (atrás apenas do Cristianismo e do Islamismo ). • No Brasil é uma religião pouco comum e é encontrado em pequenas quantidades. -Hindus no mundo: 870milhões -Hindus no retângulo: 851milhões
  • 47. Municípios com maior percentual de hindus no Brasil: 1) Nazário (GO) – 0,48% 2) Palmeiras (BA) – 0,46% 3) Itapina (ES) – 0,14% 4) Lindolfo Collor (RS) – 0,14% 5) Bocaina de Minas (MG) – 0,13% 6) São Lourenço da Serra (SP) – 0,11% 7) Xambrê(PR) – 0,10% 8) Itanagra(BA) – 0,06% 9) Porto Calvo (AL) – 0,06% 10) Tiradentes(MG) – 0,06%
  • 49. Flor de lótus “Om mani padme hum”
  • 50. Tilak Tilak em sânscrito significa marca. • Os devotos de Shiva costumam usar Tilak de Cinzas e normalmente é feito em três linhas horizontais conhecidas como Tripundra. • Os devotos de Vishnu costumam usar Tilak de pasta de sândalo e normalmente é feito em três linhas verticais. • Os devotos de Shakti costumam utilizar kumkum e é feito apenas uma linha vertical porem as vezes é utilizado apenas um ponto vermelho.
  • 51. Bindi
  • 53. Trishula Cada ponta desse tridente tem seu significado relacionado com as três qualidades da matéria: Tamas Rajas Sattva
  • 54. Concha A concha se chama Pantchdjanya, que têm nela todos os cinco elementos da criação: ar, fogo, água, terra e éter. Quando se assopra nessa concha, pode se ouvir o som que deu origem à todo o universo, o Om.
  • 57. Om Om, também chamado de Aum, é um som sagrado e considerado o maior de todos os mantras. A sílaba, Om é composta por três sons a-u-m. Em sânscrito, o A e o U combinados formam o O. Ele representa as mais importantes trindades: - Os 3 mundos : terra, atmosfera e céu. - Os 3 maiores deuses hindus: Brahma, Shiva e Vishnu - As 3 escrituras sagradas dos Vedas: Rig, Yajur e Sama -Os elementos da Natureza
  • 59. “A religião é o suspiro da criança acabrunhada, o coração de um mundo sem coração, assim como também o espírito de uma época sem espírito. Ela é o ópio do povo.” Karl Marx