SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
Hinduísmo
Alunos: Luís Bueno, Allany e Daniele
 Uma das mais antigas religiões do mundo
 antiga cultura védica (3.000 a.C.)
 Terceira maior do mundo
 Sanatana de Dharma (Eterna Lei em sânscrito)
 filosofias de vida, tradições culturais e valores.
 Reúne um grande número de adeptos
 A Índia principal religião é a Hindu, chegando a cerca de 80%
da população.
 influenciado em sua forma de organização social e política.
Introdução
As Castas
 Brâmanes – sacerdotes e letrados que
nasceram da cabeça de Brahma;
 Xátrias – guerreiros que nasceram dos
braços de Brahma;
 Vaixás – comerciantes que nasceram das
pernas de Brahma;
 Sudras – servos, camponeses, artesãos e
operários que nasceram dos pés de Brahma.
Brâmanes Xátrias Vaixás Sudras
As Castas
 Abaixo dos Sudras
 Vieram da poeira debaixo do pé de
Brahma
 Párias, dálit ou intocáveis
 Não possuem castas
 Mais deploráveis trabalhos
Os Cordeiros
Castas na Índia
3 mil castas distintas na Índia
Crescimento populacional
Dinamismo e diversidade das atividades produtivas
Um indivíduo não poder ascender para uma casta
superior
o Origem não exata;
o Milênios antes do Cristianismo;
o Estabelecida pelos invasores arianos da Índia;
o Universo cercado de água;
o Hinduísmo Védico (culto aos deuses das tribos).
Origem do Hinduísmo
Estatua de Brahma
o Segunda fase do hinduísmo (ou Hinduísmo
Bramânico);
o Passou a se cultuar os deuses Brahma, Vishnu
e Shiva;
o O símbolo do Hinduísmo é o Om ou Aum;
o Usado nas meditações e mantras.
Segunda fase do Hinduísmo
Surgimento do Islamismo e do Cristianismo;
Hinduísmo Híbrido (recebeu influência de
outras religiões);
A palavra Hinduísmo Nome do rio Indo;
A partir do final do século, o termo passou a
ser usado para se referir ao conjunto de
crenças que abarca a maioria das tradições
religiosas, espirituais e culturais da Índia.
Evolução do Hinduísmo
Fotografia do Rio Indo
Deuses
 33 Milhões de deuses e deusas hindus (Devi
e Deva)
 Muitos desses deuses são avatares
 Uma manifestação corporal dos deuses
imortais
 Outros são representações de supremas
divindades.
 Brahma é o primeiro deus da Trindade, o deus da
criação e é considerado um dos principais deuses
indianos.
 Acima de tudo, é o responsável pela criação do
universo, sobretudo quando é destruído por
Shiva. Também é considerado o deus da música.
Brahma - O deus da criação
 Segundo deus da trindade, responsável pela
preservação, mantendo o universo e a vida, e
sustentando-as por meio dos princípios da ordem, da
retidão e da verdade.
 Seus quatro braços representam sua onipotência e
onipresença, e ele é frequentemente visto sentado em
cima de uma serpente, simbolizando sua capacidade
de permanecer em paz mesmo diante do medo.
 Responsável por manter o dharma, que é o
comportamento digno e justo
Vishnu - Deus da preservação
 O terceiro deus da trindade hindu, representa a morte
e dissolução. O papel de Shiva é destruir os mundos
para que haja espaço para Brahma criar, mantendo um
ciclo de eterno movimento.
 Protege seus seguidores da luxúria, da raiva, ganância
e da ilusão, que ficam no caminho dos homens para a
iluminação divina.
 Shiva é frequentemente representado como um
homem de cor azul, simbolizando que ele é a luz que
emerge da escuridão. Já a serpente em seu pescoço
representa a energia vital, chamada de Kundalini.
Shiva - Deus da destruição
1. Uma das maiores vertentes do Hinduísmo, chamada
de Shaktismo, acredita que a deusa Shakti também é um
Ser Supremo, assim como Brahma. É considerada a força
cósmica primordial e o aspecto energético das divindades
hindus, sendo referida como “A grande mãe divina”.
2. No plano terrestre, ela geralmente se manifesta pela
forma das deusas Saraswati, Parvati e Lakshmi. Essas
deusas formam outra Trindade Sagrada do hinduísmo,
chamada Tridevi.
Shakti - A grande mãe
 Saraswati é a deusa do conhecimento, da arte, música e
sabedoria. Ela é mulher de Brahma e mãe dos Vedas.
 Adorada quando os devotos buscam por compreensão e
conhecimento, e os cantos dedicados à ela costumam
conter lições sobre como Saraswati concede os poderes
de sabedoria e fala aos humanos.
 Geralmente retratada como uma bela mulher, tocando um
alaúde e sentada sobre um lótus branco.
Saraswati - Deusa da sabedoria
Deusa que governa a riqueza e a prosperidade, material e
espiritual. Muito popular na Índia, e adorada por aqueles
que possuem dificuldades financeiras.
 Geralmente ela é representada como uma mulher de
quatro braços dourados, distribuindo moedas de ouro ou
segurando botões de lótus.
 Laskhmi é uma das deusas do Tridevi, e esposa de
Vishnu.
Lakshmi - Deusa do dinheiro e da riqueza
Ganesha - Senhor
dos obstáculos
Parvati - A deusa do
amor e da
Rama - Modelo
de ação e virtude
Hanuman - Símbolo
da força e devoção
Kali - A furiosa
mãe do tempo
Durga - Deusa
protetora
Arquitetura Hinduísta
 Criação de espaços sagrados de adoração
 A presença de muitas imagens de deuses
 Harmonia entre todos os seres do Universo
 “Ver” a ação dos deuses por meio das
imagens fazia com que as pessoas
participassem da própria ação divina
1. O campanário do domo é denominado de
Shikhara = o pico mais alto da montanha
2. Garbhagriha (câmara-útero), onde a
imagem de uma divindade está abrigada.
3. Nata-mandira é um corredor onde a
audiência fica sentada, usado para rezar,
meditar, cantar hinos.
Arquitetura
Garbhagriha
Shikhara
 Inclui um ambulatório para parikrama (circum-
ambulação)
 Salão de congregação de mandapa (pavilhões
com pilares)
 As estruturas são matematicamente planejadas
 Quatro princípios importantes
 Artha (prosperidade, riqueza)
 Busca do kama (desejo)
 A busca do dharma (virtudes, vida ética)
 A busca de moksha (libertação,
autoconhecimento)
Arquitetura
 Costumam manter em casa um altar de
devoção a seu deus (lá queimam
incenso, colocam flores, velas e
oferendas).
 Frequentam os templos que estão entre
os de arquitetura mais exuberante do
mundo
 Peregrinar para visitar os templos e
lugares sagrados são práticas habituais.
Rituais Hinduístas
Altar de Devoção
• “Mãe Ganga” é o mais sagrado dos rios;
os hindus vão em peregrinação a esse
lugar.
• Muitos se dirigem a Benares para ali
esperar a morte: assim serão
cremados nas escadarias (ghat) que
conduzem ao rio e dali subirão ao céu.
• Os outros peregrinos banham-se nas
águas do Ganges para serem
purificados.
Rituais Hinduístas
Margens do Rio Ganges
o Algumas das celebrações hindus são:
o Festival das Luzes, comemorado em todo o país
no outono com o acender de velas.
o Festival das Nove Noites para a deusa Durga, em
setembro ou outubro,
o Festival da deusa Shiva, em março
o Festival de Krishna, em agosto.
Rituais Hinduístas
Festival das Luzes
 Quando nasce um bebê hindu, ele é
ritualmente lavado e a palavra sagrada
"OM" é escrita com mel em sua língua.
 Outro importante ritual é o de dar o nome
ao bebê, ou namkaran.
Nascismento
 A cerimônia de casamento hindu pode
durar até 12 dias
 O principal ritual acontece à noite
 O casal anda em volta de um fogo sagrado
e dá sete passos, cada um simbolizando
um aspecto de sua vida a dois.
 O casamento é considerado uma união
sagrada imutável
 Levam em conta a religião e casta das
famílias
Casamento
 Os hindus tradicionalmente são
cremados em uma pira aberta, acesa
pelo filho mais velho do falecido
 Os ossos são jogados na água, para
purificá-los e libertar o espírito da
pessoa
Morte
Shiva Manas Puja
Obrigado!
Alunos: Luis Carlos Nº8
Allany Nº1
Daniele Nº3
Professora: Danielle

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
 
Budismo slide
Budismo slideBudismo slide
Budismo slide
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
 
HINDUÍSMO
HINDUÍSMOHINDUÍSMO
HINDUÍSMO
 
Religiao hinduísmo
Religiao hinduísmoReligiao hinduísmo
Religiao hinduísmo
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
Ensino Religioso Hinduísmo
Ensino Religioso HinduísmoEnsino Religioso Hinduísmo
Ensino Religioso Hinduísmo
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
O islamismo
O islamismoO islamismo
O islamismo
 
As religiões orientais
As religiões orientaisAs religiões orientais
As religiões orientais
 
Confucionismo
ConfucionismoConfucionismo
Confucionismo
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
Budismo Religião Oriental
Budismo Religião Oriental Budismo Religião Oriental
Budismo Religião Oriental
 
Judaísmo
JudaísmoJudaísmo
Judaísmo
 
íNdia antiga
íNdia antigaíNdia antiga
íNdia antiga
 
JUDAÍSMO
JUDAÍSMOJUDAÍSMO
JUDAÍSMO
 

Semelhante a Slides hinduismo

HinduíSmo Madalena E Rute
HinduíSmo  Madalena E  RuteHinduíSmo  Madalena E  Rute
HinduíSmo Madalena E Rute
elvira.sequeira
 
Hiduismo duarte s 8º
Hiduismo  duarte s 8ºHiduismo  duarte s 8º
Hiduismo duarte s 8º
berenvaz
 
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
Rafael Noronha
 

Semelhante a Slides hinduismo (20)

Hinduísmo
Hinduísmo  Hinduísmo
Hinduísmo
 
Hinduismo Raquel
Hinduismo  RaquelHinduismo  Raquel
Hinduismo Raquel
 
Hinduísmo..
Hinduísmo..Hinduísmo..
Hinduísmo..
 
HinduíSmo
HinduíSmoHinduíSmo
HinduíSmo
 
Trabalho sobre a India
Trabalho sobre a IndiaTrabalho sobre a India
Trabalho sobre a India
 
HinduíSmo Madalena E Rute
HinduíSmo  Madalena E  RuteHinduíSmo  Madalena E  Rute
HinduíSmo Madalena E Rute
 
Hiduismo duarte s 8º
Hiduismo  duarte s 8ºHiduismo  duarte s 8º
Hiduismo duarte s 8º
 
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2 IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 2
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
 
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
Hinduismo, Islamismo, Cristianismo
 
Relig mund aula 2
Relig mund aula 2Relig mund aula 2
Relig mund aula 2
 
Hinduísmo
HinduísmoHinduísmo
Hinduísmo
 
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China6º ano   rafa história - Um pouco de Índia e China
6º ano rafa história - Um pouco de Índia e China
 
INDUÍSMO.ppt
INDUÍSMO.pptINDUÍSMO.ppt
INDUÍSMO.ppt
 
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
41375_4d009ca6a61112eed18c11f4011032dd.pdf
 
Símbolos religiosos diversos.ppt
Símbolos religiosos diversos.pptSímbolos religiosos diversos.ppt
Símbolos religiosos diversos.ppt
 
Hinduísmo..
Hinduísmo..Hinduísmo..
Hinduísmo..
 
Mitologia hindu - Prof. Altair Aguilar
Mitologia hindu - Prof. Altair AguilarMitologia hindu - Prof. Altair Aguilar
Mitologia hindu - Prof. Altair Aguilar
 
SHIVA E SHAKTI.pptx
SHIVA E SHAKTI.pptxSHIVA E SHAKTI.pptx
SHIVA E SHAKTI.pptx
 
ÍIndia
ÍIndiaÍIndia
ÍIndia
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 

Slides hinduismo

  • 2.  Uma das mais antigas religiões do mundo  antiga cultura védica (3.000 a.C.)  Terceira maior do mundo  Sanatana de Dharma (Eterna Lei em sânscrito)  filosofias de vida, tradições culturais e valores.  Reúne um grande número de adeptos  A Índia principal religião é a Hindu, chegando a cerca de 80% da população.  influenciado em sua forma de organização social e política. Introdução
  • 3. As Castas  Brâmanes – sacerdotes e letrados que nasceram da cabeça de Brahma;  Xátrias – guerreiros que nasceram dos braços de Brahma;  Vaixás – comerciantes que nasceram das pernas de Brahma;  Sudras – servos, camponeses, artesãos e operários que nasceram dos pés de Brahma.
  • 4. Brâmanes Xátrias Vaixás Sudras As Castas
  • 5.  Abaixo dos Sudras  Vieram da poeira debaixo do pé de Brahma  Párias, dálit ou intocáveis  Não possuem castas  Mais deploráveis trabalhos Os Cordeiros
  • 6. Castas na Índia 3 mil castas distintas na Índia Crescimento populacional Dinamismo e diversidade das atividades produtivas Um indivíduo não poder ascender para uma casta superior
  • 7. o Origem não exata; o Milênios antes do Cristianismo; o Estabelecida pelos invasores arianos da Índia; o Universo cercado de água; o Hinduísmo Védico (culto aos deuses das tribos). Origem do Hinduísmo Estatua de Brahma
  • 8. o Segunda fase do hinduísmo (ou Hinduísmo Bramânico); o Passou a se cultuar os deuses Brahma, Vishnu e Shiva; o O símbolo do Hinduísmo é o Om ou Aum; o Usado nas meditações e mantras. Segunda fase do Hinduísmo
  • 9. Surgimento do Islamismo e do Cristianismo; Hinduísmo Híbrido (recebeu influência de outras religiões); A palavra Hinduísmo Nome do rio Indo; A partir do final do século, o termo passou a ser usado para se referir ao conjunto de crenças que abarca a maioria das tradições religiosas, espirituais e culturais da Índia. Evolução do Hinduísmo Fotografia do Rio Indo
  • 10. Deuses  33 Milhões de deuses e deusas hindus (Devi e Deva)  Muitos desses deuses são avatares  Uma manifestação corporal dos deuses imortais  Outros são representações de supremas divindades.
  • 11.  Brahma é o primeiro deus da Trindade, o deus da criação e é considerado um dos principais deuses indianos.  Acima de tudo, é o responsável pela criação do universo, sobretudo quando é destruído por Shiva. Também é considerado o deus da música. Brahma - O deus da criação
  • 12.  Segundo deus da trindade, responsável pela preservação, mantendo o universo e a vida, e sustentando-as por meio dos princípios da ordem, da retidão e da verdade.  Seus quatro braços representam sua onipotência e onipresença, e ele é frequentemente visto sentado em cima de uma serpente, simbolizando sua capacidade de permanecer em paz mesmo diante do medo.  Responsável por manter o dharma, que é o comportamento digno e justo Vishnu - Deus da preservação
  • 13.  O terceiro deus da trindade hindu, representa a morte e dissolução. O papel de Shiva é destruir os mundos para que haja espaço para Brahma criar, mantendo um ciclo de eterno movimento.  Protege seus seguidores da luxúria, da raiva, ganância e da ilusão, que ficam no caminho dos homens para a iluminação divina.  Shiva é frequentemente representado como um homem de cor azul, simbolizando que ele é a luz que emerge da escuridão. Já a serpente em seu pescoço representa a energia vital, chamada de Kundalini. Shiva - Deus da destruição
  • 14. 1. Uma das maiores vertentes do Hinduísmo, chamada de Shaktismo, acredita que a deusa Shakti também é um Ser Supremo, assim como Brahma. É considerada a força cósmica primordial e o aspecto energético das divindades hindus, sendo referida como “A grande mãe divina”. 2. No plano terrestre, ela geralmente se manifesta pela forma das deusas Saraswati, Parvati e Lakshmi. Essas deusas formam outra Trindade Sagrada do hinduísmo, chamada Tridevi. Shakti - A grande mãe
  • 15.  Saraswati é a deusa do conhecimento, da arte, música e sabedoria. Ela é mulher de Brahma e mãe dos Vedas.  Adorada quando os devotos buscam por compreensão e conhecimento, e os cantos dedicados à ela costumam conter lições sobre como Saraswati concede os poderes de sabedoria e fala aos humanos.  Geralmente retratada como uma bela mulher, tocando um alaúde e sentada sobre um lótus branco. Saraswati - Deusa da sabedoria
  • 16. Deusa que governa a riqueza e a prosperidade, material e espiritual. Muito popular na Índia, e adorada por aqueles que possuem dificuldades financeiras.  Geralmente ela é representada como uma mulher de quatro braços dourados, distribuindo moedas de ouro ou segurando botões de lótus.  Laskhmi é uma das deusas do Tridevi, e esposa de Vishnu. Lakshmi - Deusa do dinheiro e da riqueza
  • 17. Ganesha - Senhor dos obstáculos Parvati - A deusa do amor e da Rama - Modelo de ação e virtude Hanuman - Símbolo da força e devoção Kali - A furiosa mãe do tempo Durga - Deusa protetora
  • 18. Arquitetura Hinduísta  Criação de espaços sagrados de adoração  A presença de muitas imagens de deuses  Harmonia entre todos os seres do Universo  “Ver” a ação dos deuses por meio das imagens fazia com que as pessoas participassem da própria ação divina
  • 19. 1. O campanário do domo é denominado de Shikhara = o pico mais alto da montanha 2. Garbhagriha (câmara-útero), onde a imagem de uma divindade está abrigada. 3. Nata-mandira é um corredor onde a audiência fica sentada, usado para rezar, meditar, cantar hinos. Arquitetura Garbhagriha Shikhara
  • 20.  Inclui um ambulatório para parikrama (circum- ambulação)  Salão de congregação de mandapa (pavilhões com pilares)  As estruturas são matematicamente planejadas  Quatro princípios importantes  Artha (prosperidade, riqueza)  Busca do kama (desejo)  A busca do dharma (virtudes, vida ética)  A busca de moksha (libertação, autoconhecimento) Arquitetura
  • 21.  Costumam manter em casa um altar de devoção a seu deus (lá queimam incenso, colocam flores, velas e oferendas).  Frequentam os templos que estão entre os de arquitetura mais exuberante do mundo  Peregrinar para visitar os templos e lugares sagrados são práticas habituais. Rituais Hinduístas Altar de Devoção
  • 22. • “Mãe Ganga” é o mais sagrado dos rios; os hindus vão em peregrinação a esse lugar. • Muitos se dirigem a Benares para ali esperar a morte: assim serão cremados nas escadarias (ghat) que conduzem ao rio e dali subirão ao céu. • Os outros peregrinos banham-se nas águas do Ganges para serem purificados. Rituais Hinduístas Margens do Rio Ganges
  • 23. o Algumas das celebrações hindus são: o Festival das Luzes, comemorado em todo o país no outono com o acender de velas. o Festival das Nove Noites para a deusa Durga, em setembro ou outubro, o Festival da deusa Shiva, em março o Festival de Krishna, em agosto. Rituais Hinduístas Festival das Luzes
  • 24.  Quando nasce um bebê hindu, ele é ritualmente lavado e a palavra sagrada "OM" é escrita com mel em sua língua.  Outro importante ritual é o de dar o nome ao bebê, ou namkaran. Nascismento
  • 25.  A cerimônia de casamento hindu pode durar até 12 dias  O principal ritual acontece à noite  O casal anda em volta de um fogo sagrado e dá sete passos, cada um simbolizando um aspecto de sua vida a dois.  O casamento é considerado uma união sagrada imutável  Levam em conta a religião e casta das famílias Casamento
  • 26.  Os hindus tradicionalmente são cremados em uma pira aberta, acesa pelo filho mais velho do falecido  Os ossos são jogados na água, para purificá-los e libertar o espírito da pessoa Morte
  • 28. Obrigado! Alunos: Luis Carlos Nº8 Allany Nº1 Daniele Nº3 Professora: Danielle