SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Figuras de Linguagem... Pg.252-livro
Em músicas
“Quem não ouve a
melodia acha maluco
quem dança...”
Oswaldo Montenegro
• As figuras de linguagem são
recursos que tornam mais expressivas
as mensagens. E por isso são muito
utilizadas nas construções de poemas
e músicas.
Relações entre som e sentido
• São as figuras que baseiam-se no princípio de
que sons semelhantes correspondem a sentidos
semelhantes.
• Embora sem base científica, estão presentes de
forma implícita na consciência dos falantes.
Relações entre som e sentido
ASSONÂNCIA
Como foi possível perceber
a figura de linguagem/som
presente na música do
grupo de pagode Sorriso
Maroto é a assonância, que
é a repetição de sons
vocálicos. Tanto do A
quanto do I.
Ai, ai! Ai ai ai ai!
• Ai, ai! Ai ai ai ai! Assim
você mata o papai
Ai, ai! Ai ai! Que boca
gostosa eu quero mais
Ai, ai! Ai ai ai ai! Assim
você mata o papai
Ai, ai! Ai ai! Você “tá”
cheirosa demais.
• Assim Você Mata o Papai. Sorriso
Maroto
ALITERAÇÃO
Contida nas duas letras
apresentadas, é a repetição
de sons consonantais
semelhantes.
TCH & L
• Eu quero tchu, eu quero tcha
Eu quero tchu tcha tcha tchu tchu
tcha
Tchu tcha tcha tchu tchu tcha...
• Lê lê! lê lê lê lê lê lê lê!
Lê lê lê lê lê lê lê lê lê!
•
Tchu Tcha Tcha João Lucas E
Marcelo
PARANOMÁSIA
Uso próximo de palavras
com sons parecidos, mas
significados distintos.
Ainda nesta música, escrita
por Claudinho e na voz de
Adriana Calcanhoto há uma
prosopopeia em:
“[...] eu conto as horas pra
poder te ver,
mas o relógio tá de mal
comigo ....”
• Avião sem asa,
• fogueira sem brasa
Sou eu assim sem você
Futebol sem bola,
Piu-piu sem Frajola
Sou eu assim sem você
• Por que é que tem que ser
assim
Se o meu desejo não tem fim
Eu te quero a todo instante
Nem mil alto-falantes
Vão poder falar por mim...
• Fico Assim Sem Você Buchecha -
Essas figuras
baseiam-se no
princípio de que a
repetição ou a
mudança na
ordenação típica das
palavras ou orações
pode produzir novos
efeitos de sentido
• RELAÇÕES SINTÁTICAS
RELAÇÕES SINTÁTICAS
ANÁFORA
Repetição de uma ou
mais palavras no início
de cada verso ou
oração... Neste caso:
Maria!
Maria!
Maria!
• As empreguetes...
• Outra anáfora:
• És um senhor tão bonito
Quanto a cara do meu filho
Tempo tempo tempo tempo
Vou te fazer um pedido
Tempo tempo tempo tempo...
• Compositor de destinos
Tambor de todos os rítmos
Tempo tempo tempo tempo
Entro num acordo contigo
Tempo tempo tempo tempo...
oração ao tempo=Caetano Veloso
na voz de Maria Gadu.
ASSÍNDETO
COMO JÁ FOI VISTO EM
ALGUNS CONTEÚDOS,
SIGNIFICA QUE NÃO HÁ
PRESENÇA DE CONJUNÇÕES
PARA LIGAR OS TERMOS DA
ORAÇÃO . UMA SEQUÊNCIA
RÁPIDA...
• Pense, fale, compre, beba
Leia, vote, não se esqueça
Use, seja, ouça, diga
Tenha, more, gaste e viva
• Pense, fale, compre, beba
Leia, vote, não se esqueça
Use, seja, ouça, diga...
Não senhor, Sim senhor (2x)
• Pitty - Admirável Chip Novo
Polissíndeto
é a repetição expressiva
da conjunção
coordenativa
• Chega de tentar dissimular e disfarçar e
esconder
O que não dá mais pra ocultar e eu não
quero mais calar
Já que o brilho desse olhar foi traidor
E entregou o que você tentou conter
O que você não quis desabafar
Chega de temer,chorar,sofrer,sorrir,se
dar
E se perder e se achar e tudo aquilo que
é viver
Eu quero mais é me abrir e que essa
vida entre assim
Como se fosse o sol desvirginando a
madrugada
Quero sentir a dor desta manhã
• Explode Coração (Gonzaguinha)
Relações Semânticas
•São as figuras que
exploram
diferentes relações
de sentido entre
palavras OU entre
uma palavra e seu
significado.
COMPARAÇÃO
Acredito que essa é a mais
famosa de todas as figuras
de linguagem, afinal quem
nunca se comparou com
algo ou alguém??
Nessa música, Paula
Fernandes com uma
belíssima voz se compara a
um mato que deseja chuva,
a madrugada esperando o
Sol... Se ela está longe do
seu amado.
• Eu tô carente desse teu abraço
Desse teu amor que me deixa leve
Eu tô carente desses olhos negros
Desse teu sorriso branco feito neve
Eu tô carente desse olhar que mata
Dessa boca quente, revirando tudo
Tô com saudade dessa cara linda
Me Pedindo fica só mais um segundo
Tô feito mato desejando a chuva
Madrugada fria, esperando o sol
Tô tão carente feito um prisioneiro
Vivo um pesadelo, um beijo sem paixão
Tô com vontade de enfrentar o mundo
Ser pra sempre o guia do seu coração
Sou a metade de um amor que vibra
De uma poesia em forma de canção
Eu sem Você - Paula Fernandes e Mickael Carreira
METÁFORA
É a figura de linguagem em
que se estabelece uma
relação de semelhança, de
comparação entre dois
elementos de natureza
diferente sem a presença de
conectivos ou palavras
comparativas.
• Queria ser um peixe e
mergulhar no seu aquário
Queria ser a data pra marcar
seu calendário
Eu e você espera pra ver...
• Me diga, que você vai entrar na
minha vida
Que eu sou a sua musa preferida
Diga que eu sou seu bem me quer
Seu anjo, sua fada, o que você
quiser...
• Química do amor- Luan
Santana
METONÍMIA
É a substituição
de uma palavra
por outra, quando
entre ambas existe
uma relação de
proximidade de
sentidos que
permite essa troca
•
Te dei o sol, te dei o mar
Pra ganhar seu coração.
Você é raio de saudade,
Meteoro da paixão,
Explosão de sentimentos
Que eu não pude
acreditar.
Ah! Como é bom poder
te amar!
• Meteoro - Luan Santana
ANTÍTESE
É o emprego de palavras
ou ideias que possuem
sentidos, significados
diferentes, opostos.
ALEGRIAS-TRISTEZAS
CEDO-TARDE
• Queria ter aceitado
A vida como ela é
A cada um cabe alegrias
E a tristeza que vier...
• O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar...(2x)
Epitáfio – Titãs
• Cedo ou tarde
A gente vai se encontrar,
Tenho certeza, numa bem
melhor.
Sei que quando canto você pode
me escutar
• Cedo ou Tarde – NxZero
PARADOXO OU
OXÍMORO
Aqui os opostos se
realizam
simultaneamente.
É uma figura de
linguagem caracteri
za pela associação
de ideias
contraditórias
• [...]O amor é o fogo que arde
sem se ver
É ferida que dói e não se sente
É um contentamento
descontente
É dor que desatina sem doer
• [...]
• É um não querer mais que bem
querer
É solitário andar por entre a
gente
É um não contentar-se de
contente
É cuidar que se ganha em se
perder
• Monte Castelo-Legião
Urbana
PARADOXO OU
OXÍMORO
Observe a união de
ideias contrárias
Em: “complicada e
perfeitinha”
[...]
• Complicada e perfeitinha,
Você me apareceu.
Era tudo que eu queria,
Estrela da sorte.
Quando à noite ela surgia,
Meu bem, você cresceu...
Meu namoro é na
folhinha,
Mulher de fases.
• Mulher de fases - Raimundos
PROSOPOPEIA
Atribuição de
características
humanas a seres
inanimados, não
humanos.
Afinal, não é possível a Lua
trair ninguém.
• A lua me traiu!
Acreditei que era prá valer
A lua me traiu!
Fiquei sozinha
E louca por você...(2x)
• - A lua me traiu - Banda
Calypso
RELAÇÃO ENTRE O SIGNO E O SEU REFERENTE
• Algumas palavras
exploram a
possibilidade de o
signo intensificar,
amenizar ou
negar aquilo que
representa.
HIPÉRBOLE
Nessa letra da música do
Barão Vermelho é possível
ler que ele faria loucuras
por uma pessoa, por um
amor. Neste caso foi usada
a figura de
linguagem/pensamento
chamada HIPÉRBOLE ,
que é um exagero da
expressão para realçar
uma ideia.
• Por você
Eu dançaria tango no teto
Eu limparia
Os trilhos do metrô
Eu iria a pé
Do Rio à Salvador
• Eu aceitaria
A vida como ela é
Viajaria a prazo
Pro inferno
Eu tomaria banho gelado
No inverno...
• Por Você – Barão
Vermelho
EUFEMISMO
Eufemismo é uma figura
de linguagem/
pensamento, muito
utilizada no dia a dia das
pessoas, principalmente
quando alguém refere-se
a morte de uma pessoa, já
que o uso do eufemismo
tem como “objetivo”
suavizar ou tornar um
termo mais agradável. No
caso da música do Michel
Teló foi usado para
amenizar o sentido de
traição.
• O jeito é dar uma fugidinha
com você
O jeito é dar uma fugida com
você
Se você quer saber o que vai
acontecer
Primeiro a gente foge depois
a gente vê...
• Fugidinha
– Michel Teló
GRADAÇÃO
consiste em dispor
as ideias em ordem
crescente
(CLÍMAX) ou
decrescente
ANTÍCLIMAX).
virando peixes
Virando conchas
Virando seixos
Virando areia
Gradação
decrescente
[...]
• E foram virando peixes
Virando conchas
Virando seixos
Virando areia
Prateada areia
Com lua cheia
E à beira-mar
• Mar e Lua, Chico Buarque de
Holanda
GRADAÇÃO
Nesse caso, temos
uma gradação em
ordem crescente, ou
seja, observa-se
que vai na direção
de um clímax. A
progressão é
ascendente.
• Mesmo que você suporte
este casamento
Por causa dos filhos, por
muito tempo
Dez, vinte, trinta anos
Até se assustar com os
seus cabelos brancos
• Te esperando – Luan
Santana
IRONIA
Emprego de
palavras que
dizem o contrário
do que se pensa ,
a fim de criticar,
ironizar.
[...]
Terceiro Mundo se for
Piada no exterior
Mas o Brasil vai ficar rico
Vamos faturar um milhão
Quando vendermos todas as almas
Dos nossos índios num leilão.
Que País é esse? Legião urbana
ONOMATOPEIAS
Depois de escutar várias
músicas essas duas foram as
escolhidas para representar
as onomatopeias- aquelas
palavrinhas que aparecem
nos quadrinhos- que são as
palavras que imitam sons
da natureza, dos animais
das coisas etc...
é claro que não podia faltar
o incrível (e engraçado)Raul
Seixas , O CARIMBADOR
MALUCO
• Lá em casa tinha um pinto
E o pintinho piu, e o pintinho
piu, e o pintinho piu, e o
pintinho piu.
• Lá em casa tinha uma galinha
• E a galinha có, e o pintinho
piu, e o pintinho piu, e o
pintinho piu ...
Pintinho Pio-
Tema infantil
• Plunct Plact Zum
Não vai a lugar nenhum!!
Plunct Plact Zum
Não vai a lugar nenhum!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Redação: Relato Pessoal
Redação: Relato PessoalRedação: Relato Pessoal
Redação: Relato Pessoal
7 de Setembro
 

Mais procurados (20)

Variação linguística
Variação linguísticaVariação linguística
Variação linguística
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
 
Descritores spaece - língua portuguesa
Descritores   spaece - língua portuguesaDescritores   spaece - língua portuguesa
Descritores spaece - língua portuguesa
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
Figuras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoFiguras de linguagem completo
Figuras de linguagem completo
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
 
Modalizadores
ModalizadoresModalizadores
Modalizadores
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
Artigo de opinião
Artigo de opiniãoArtigo de opinião
Artigo de opinião
 
Quiz português 9° ano
Quiz português 9° anoQuiz português 9° ano
Quiz português 9° ano
 
FATO E OPINIAO.pptx
FATO E OPINIAO.pptxFATO E OPINIAO.pptx
FATO E OPINIAO.pptx
 
Gênero memórias literárias
Gênero memórias literáriasGênero memórias literárias
Gênero memórias literárias
 
Poema e poesia - 7º ano.pdf
Poema e poesia - 7º ano.pdfPoema e poesia - 7º ano.pdf
Poema e poesia - 7º ano.pdf
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101) LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC  (EM13LGG101)
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE BNCC (EM13LGG101)
 
4. generos textuais aula 3
4. generos textuais   aula 34. generos textuais   aula 3
4. generos textuais aula 3
 
Redação: Relato Pessoal
Redação: Relato PessoalRedação: Relato Pessoal
Redação: Relato Pessoal
 
Variantes Linguísticas na Música
Variantes Linguísticas na MúsicaVariantes Linguísticas na Música
Variantes Linguísticas na Música
 
Conto
ContoConto
Conto
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 

Destaque

Apresentação musica vagalumes pollo
Apresentação   musica vagalumes polloApresentação   musica vagalumes pollo
Apresentação musica vagalumes pollo
Anderson Freitas
 
Modernismo 1ª fase apresentação
Modernismo 1ª fase apresentaçãoModernismo 1ª fase apresentação
Modernismo 1ª fase apresentação
Zenia Ferreira
 
Pré modernismo-slides
Pré modernismo-slidesPré modernismo-slides
Pré modernismo-slides
Zenia Ferreira
 
Analise de tirinha metáfora e metonímia
Analise de tirinha metáfora e metonímiaAnalise de tirinha metáfora e metonímia
Analise de tirinha metáfora e metonímia
ProfFernandaBraga
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
Pedro Barros
 
Figuras De Linguagem
Figuras De LinguagemFiguras De Linguagem
Figuras De Linguagem
Angela Santos
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
Bovary16
 

Destaque (20)

Figuras de linguagem - Profª. Zenia Ferreira
Figuras de linguagem - Profª. Zenia FerreiraFiguras de linguagem - Profª. Zenia Ferreira
Figuras de linguagem - Profª. Zenia Ferreira
 
Apresentação musica vagalumes pollo
Apresentação   musica vagalumes polloApresentação   musica vagalumes pollo
Apresentação musica vagalumes pollo
 
04 - Músicas para trabalhar figuras de linguagem
04 - Músicas para trabalhar figuras de linguagem04 - Músicas para trabalhar figuras de linguagem
04 - Músicas para trabalhar figuras de linguagem
 
Modernismo 1ª fase apresentação
Modernismo 1ª fase apresentaçãoModernismo 1ª fase apresentação
Modernismo 1ª fase apresentação
 
Funções da Linguagem - Língua Portuguesa. Exemplos com músicas brasileiras
Funções da Linguagem - Língua Portuguesa.  Exemplos com músicas brasileirasFunções da Linguagem - Língua Portuguesa.  Exemplos com músicas brasileiras
Funções da Linguagem - Língua Portuguesa. Exemplos com músicas brasileiras
 
Figuras de Linguagem
Figuras de Linguagem Figuras de Linguagem
Figuras de Linguagem
 
Prosopopeia e Gradação
Prosopopeia e GradaçãoProsopopeia e Gradação
Prosopopeia e Gradação
 
Trabalho de portugues
Trabalho de portugues Trabalho de portugues
Trabalho de portugues
 
Pré modernismo-slides
Pré modernismo-slidesPré modernismo-slides
Pré modernismo-slides
 
Analise de tirinha metáfora e metonímia
Analise de tirinha metáfora e metonímiaAnalise de tirinha metáfora e metonímia
Analise de tirinha metáfora e metonímia
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
 
Figuras De Linguagem
Figuras De LinguagemFiguras De Linguagem
Figuras De Linguagem
 
Principais figuras de linguagem
Principais figuras de linguagemPrincipais figuras de linguagem
Principais figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem: 25 propagandas. Exercício 2.
Figuras de linguagem: 25 propagandas. Exercício 2.Figuras de linguagem: 25 propagandas. Exercício 2.
Figuras de linguagem: 25 propagandas. Exercício 2.
 
Figuras de linguagem em propagandas
Figuras de linguagem em propagandasFiguras de linguagem em propagandas
Figuras de linguagem em propagandas
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Figuras de linguagem - Gradação[Editável]
Figuras de linguagem - Gradação[Editável]Figuras de linguagem - Gradação[Editável]
Figuras de linguagem - Gradação[Editável]
 
1fasemodernismoequar 140802112350-phpapp01
1fasemodernismoequar 140802112350-phpapp011fasemodernismoequar 140802112350-phpapp01
1fasemodernismoequar 140802112350-phpapp01
 

Semelhante a Figuras de linguagem

Figuras de linguagem 2012
Figuras de linguagem   2012Figuras de linguagem   2012
Figuras de linguagem 2012
Lourdes Vilar
 
Figuras de Linguagem
Figuras de Linguagem Figuras de Linguagem
Figuras de Linguagem
lumeloczs
 
Figuras de estilo
Figuras de estiloFiguras de estilo
Figuras de estilo
dsca1011
 
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptxfigurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
JssicaCassiano2
 

Semelhante a Figuras de linguagem (20)

Figura de linguagem
Figura de linguagemFigura de linguagem
Figura de linguagem
 
Figurasdelinguagem slide-120914120327-phpapp02
Figurasdelinguagem slide-120914120327-phpapp02Figurasdelinguagem slide-120914120327-phpapp02
Figurasdelinguagem slide-120914120327-phpapp02
 
Figuras de linguagem 2012
Figuras de linguagem   2012Figuras de linguagem   2012
Figuras de linguagem 2012
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de Linguagem
Figuras de Linguagem Figuras de Linguagem
Figuras de Linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Exercícios figuras de linguagemmm.pptx
Exercícios figuras de linguagemmm.pptxExercícios figuras de linguagemmm.pptx
Exercícios figuras de linguagemmm.pptx
 
Figuras de Linguagem.pptx
Figuras de Linguagem.pptxFiguras de Linguagem.pptx
Figuras de Linguagem.pptx
 
Figurasdelinguagemoficial 170301205825
Figurasdelinguagemoficial 170301205825Figurasdelinguagemoficial 170301205825
Figurasdelinguagemoficial 170301205825
 
Figuras de Linguagem,metafora, antitese.pptx
Figuras de Linguagem,metafora, antitese.pptxFiguras de Linguagem,metafora, antitese.pptx
Figuras de Linguagem,metafora, antitese.pptx
 
FIGURAS DE LINGUAGEM
FIGURAS DE LINGUAGEM FIGURAS DE LINGUAGEM
FIGURAS DE LINGUAGEM
 
Gênero lírico - Profª Vivian Trombini
Gênero lírico - Profª Vivian TrombiniGênero lírico - Profª Vivian Trombini
Gênero lírico - Profª Vivian Trombini
 
Aula 4-denotação-e-conotação-nova
Aula 4-denotação-e-conotação-novaAula 4-denotação-e-conotação-nova
Aula 4-denotação-e-conotação-nova
 
Antologia poética
Antologia poéticaAntologia poética
Antologia poética
 
FIGURAS DE LINGUAGEM.pptx
FIGURAS DE LINGUAGEM.pptxFIGURAS DE LINGUAGEM.pptx
FIGURAS DE LINGUAGEM.pptx
 
Figuras de estilo
Figuras de estiloFiguras de estilo
Figuras de estilo
 
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptxfigurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
 
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptxfigurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
figurasdelinguagemoficial-170301205825.pptx
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 

Último (20)

o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 

Figuras de linguagem

  • 1. Figuras de Linguagem... Pg.252-livro Em músicas “Quem não ouve a melodia acha maluco quem dança...” Oswaldo Montenegro
  • 2. • As figuras de linguagem são recursos que tornam mais expressivas as mensagens. E por isso são muito utilizadas nas construções de poemas e músicas.
  • 3. Relações entre som e sentido • São as figuras que baseiam-se no princípio de que sons semelhantes correspondem a sentidos semelhantes. • Embora sem base científica, estão presentes de forma implícita na consciência dos falantes.
  • 4. Relações entre som e sentido ASSONÂNCIA Como foi possível perceber a figura de linguagem/som presente na música do grupo de pagode Sorriso Maroto é a assonância, que é a repetição de sons vocálicos. Tanto do A quanto do I. Ai, ai! Ai ai ai ai! • Ai, ai! Ai ai ai ai! Assim você mata o papai Ai, ai! Ai ai! Que boca gostosa eu quero mais Ai, ai! Ai ai ai ai! Assim você mata o papai Ai, ai! Ai ai! Você “tá” cheirosa demais. • Assim Você Mata o Papai. Sorriso Maroto
  • 5. ALITERAÇÃO Contida nas duas letras apresentadas, é a repetição de sons consonantais semelhantes. TCH & L • Eu quero tchu, eu quero tcha Eu quero tchu tcha tcha tchu tchu tcha Tchu tcha tcha tchu tchu tcha... • Lê lê! lê lê lê lê lê lê lê! Lê lê lê lê lê lê lê lê lê! • Tchu Tcha Tcha João Lucas E Marcelo
  • 6. PARANOMÁSIA Uso próximo de palavras com sons parecidos, mas significados distintos. Ainda nesta música, escrita por Claudinho e na voz de Adriana Calcanhoto há uma prosopopeia em: “[...] eu conto as horas pra poder te ver, mas o relógio tá de mal comigo ....” • Avião sem asa, • fogueira sem brasa Sou eu assim sem você Futebol sem bola, Piu-piu sem Frajola Sou eu assim sem você • Por que é que tem que ser assim Se o meu desejo não tem fim Eu te quero a todo instante Nem mil alto-falantes Vão poder falar por mim... • Fico Assim Sem Você Buchecha -
  • 7. Essas figuras baseiam-se no princípio de que a repetição ou a mudança na ordenação típica das palavras ou orações pode produzir novos efeitos de sentido • RELAÇÕES SINTÁTICAS
  • 8. RELAÇÕES SINTÁTICAS ANÁFORA Repetição de uma ou mais palavras no início de cada verso ou oração... Neste caso: Maria! Maria! Maria! • As empreguetes...
  • 9. • Outra anáfora: • És um senhor tão bonito Quanto a cara do meu filho Tempo tempo tempo tempo Vou te fazer um pedido Tempo tempo tempo tempo... • Compositor de destinos Tambor de todos os rítmos Tempo tempo tempo tempo Entro num acordo contigo Tempo tempo tempo tempo... oração ao tempo=Caetano Veloso na voz de Maria Gadu.
  • 10. ASSÍNDETO COMO JÁ FOI VISTO EM ALGUNS CONTEÚDOS, SIGNIFICA QUE NÃO HÁ PRESENÇA DE CONJUNÇÕES PARA LIGAR OS TERMOS DA ORAÇÃO . UMA SEQUÊNCIA RÁPIDA... • Pense, fale, compre, beba Leia, vote, não se esqueça Use, seja, ouça, diga Tenha, more, gaste e viva • Pense, fale, compre, beba Leia, vote, não se esqueça Use, seja, ouça, diga... Não senhor, Sim senhor (2x) • Pitty - Admirável Chip Novo
  • 11. Polissíndeto é a repetição expressiva da conjunção coordenativa • Chega de tentar dissimular e disfarçar e esconder O que não dá mais pra ocultar e eu não quero mais calar Já que o brilho desse olhar foi traidor E entregou o que você tentou conter O que você não quis desabafar Chega de temer,chorar,sofrer,sorrir,se dar E se perder e se achar e tudo aquilo que é viver Eu quero mais é me abrir e que essa vida entre assim Como se fosse o sol desvirginando a madrugada Quero sentir a dor desta manhã • Explode Coração (Gonzaguinha)
  • 12. Relações Semânticas •São as figuras que exploram diferentes relações de sentido entre palavras OU entre uma palavra e seu significado.
  • 13. COMPARAÇÃO Acredito que essa é a mais famosa de todas as figuras de linguagem, afinal quem nunca se comparou com algo ou alguém?? Nessa música, Paula Fernandes com uma belíssima voz se compara a um mato que deseja chuva, a madrugada esperando o Sol... Se ela está longe do seu amado. • Eu tô carente desse teu abraço Desse teu amor que me deixa leve Eu tô carente desses olhos negros Desse teu sorriso branco feito neve Eu tô carente desse olhar que mata Dessa boca quente, revirando tudo Tô com saudade dessa cara linda Me Pedindo fica só mais um segundo Tô feito mato desejando a chuva Madrugada fria, esperando o sol Tô tão carente feito um prisioneiro Vivo um pesadelo, um beijo sem paixão Tô com vontade de enfrentar o mundo Ser pra sempre o guia do seu coração Sou a metade de um amor que vibra De uma poesia em forma de canção Eu sem Você - Paula Fernandes e Mickael Carreira
  • 14. METÁFORA É a figura de linguagem em que se estabelece uma relação de semelhança, de comparação entre dois elementos de natureza diferente sem a presença de conectivos ou palavras comparativas. • Queria ser um peixe e mergulhar no seu aquário Queria ser a data pra marcar seu calendário Eu e você espera pra ver... • Me diga, que você vai entrar na minha vida Que eu sou a sua musa preferida Diga que eu sou seu bem me quer Seu anjo, sua fada, o que você quiser... • Química do amor- Luan Santana
  • 15. METONÍMIA É a substituição de uma palavra por outra, quando entre ambas existe uma relação de proximidade de sentidos que permite essa troca • Te dei o sol, te dei o mar Pra ganhar seu coração. Você é raio de saudade, Meteoro da paixão, Explosão de sentimentos Que eu não pude acreditar. Ah! Como é bom poder te amar! • Meteoro - Luan Santana
  • 16. ANTÍTESE É o emprego de palavras ou ideias que possuem sentidos, significados diferentes, opostos. ALEGRIAS-TRISTEZAS CEDO-TARDE • Queria ter aceitado A vida como ela é A cada um cabe alegrias E a tristeza que vier... • O acaso vai me proteger Enquanto eu andar distraído O acaso vai me proteger Enquanto eu andar...(2x) Epitáfio – Titãs • Cedo ou tarde A gente vai se encontrar, Tenho certeza, numa bem melhor. Sei que quando canto você pode me escutar • Cedo ou Tarde – NxZero
  • 17. PARADOXO OU OXÍMORO Aqui os opostos se realizam simultaneamente. É uma figura de linguagem caracteri za pela associação de ideias contraditórias • [...]O amor é o fogo que arde sem se ver É ferida que dói e não se sente É um contentamento descontente É dor que desatina sem doer • [...] • É um não querer mais que bem querer É solitário andar por entre a gente É um não contentar-se de contente É cuidar que se ganha em se perder • Monte Castelo-Legião Urbana
  • 18. PARADOXO OU OXÍMORO Observe a união de ideias contrárias Em: “complicada e perfeitinha” [...] • Complicada e perfeitinha, Você me apareceu. Era tudo que eu queria, Estrela da sorte. Quando à noite ela surgia, Meu bem, você cresceu... Meu namoro é na folhinha, Mulher de fases. • Mulher de fases - Raimundos
  • 19. PROSOPOPEIA Atribuição de características humanas a seres inanimados, não humanos. Afinal, não é possível a Lua trair ninguém. • A lua me traiu! Acreditei que era prá valer A lua me traiu! Fiquei sozinha E louca por você...(2x) • - A lua me traiu - Banda Calypso
  • 20. RELAÇÃO ENTRE O SIGNO E O SEU REFERENTE • Algumas palavras exploram a possibilidade de o signo intensificar, amenizar ou negar aquilo que representa.
  • 21. HIPÉRBOLE Nessa letra da música do Barão Vermelho é possível ler que ele faria loucuras por uma pessoa, por um amor. Neste caso foi usada a figura de linguagem/pensamento chamada HIPÉRBOLE , que é um exagero da expressão para realçar uma ideia. • Por você Eu dançaria tango no teto Eu limparia Os trilhos do metrô Eu iria a pé Do Rio à Salvador • Eu aceitaria A vida como ela é Viajaria a prazo Pro inferno Eu tomaria banho gelado No inverno... • Por Você – Barão Vermelho
  • 22. EUFEMISMO Eufemismo é uma figura de linguagem/ pensamento, muito utilizada no dia a dia das pessoas, principalmente quando alguém refere-se a morte de uma pessoa, já que o uso do eufemismo tem como “objetivo” suavizar ou tornar um termo mais agradável. No caso da música do Michel Teló foi usado para amenizar o sentido de traição. • O jeito é dar uma fugidinha com você O jeito é dar uma fugida com você Se você quer saber o que vai acontecer Primeiro a gente foge depois a gente vê... • Fugidinha – Michel Teló
  • 23. GRADAÇÃO consiste em dispor as ideias em ordem crescente (CLÍMAX) ou decrescente ANTÍCLIMAX). virando peixes Virando conchas Virando seixos Virando areia Gradação decrescente [...] • E foram virando peixes Virando conchas Virando seixos Virando areia Prateada areia Com lua cheia E à beira-mar • Mar e Lua, Chico Buarque de Holanda
  • 24. GRADAÇÃO Nesse caso, temos uma gradação em ordem crescente, ou seja, observa-se que vai na direção de um clímax. A progressão é ascendente. • Mesmo que você suporte este casamento Por causa dos filhos, por muito tempo Dez, vinte, trinta anos Até se assustar com os seus cabelos brancos • Te esperando – Luan Santana
  • 25. IRONIA Emprego de palavras que dizem o contrário do que se pensa , a fim de criticar, ironizar. [...] Terceiro Mundo se for Piada no exterior Mas o Brasil vai ficar rico Vamos faturar um milhão Quando vendermos todas as almas Dos nossos índios num leilão. Que País é esse? Legião urbana
  • 26. ONOMATOPEIAS Depois de escutar várias músicas essas duas foram as escolhidas para representar as onomatopeias- aquelas palavrinhas que aparecem nos quadrinhos- que são as palavras que imitam sons da natureza, dos animais das coisas etc... é claro que não podia faltar o incrível (e engraçado)Raul Seixas , O CARIMBADOR MALUCO • Lá em casa tinha um pinto E o pintinho piu, e o pintinho piu, e o pintinho piu, e o pintinho piu. • Lá em casa tinha uma galinha • E a galinha có, e o pintinho piu, e o pintinho piu, e o pintinho piu ... Pintinho Pio- Tema infantil • Plunct Plact Zum Não vai a lugar nenhum!! Plunct Plact Zum Não vai a lugar nenhum!!