SlideShare uma empresa Scribd logo
CONCRETISMO
Concretismo foi um movimento vanguardista
surgido em 1950, inicialmente na música e depois
na poesia e nas artes plásticas. Defendia a
racionalidade e rejeitava o Expressionismo, o
acaso, a abstração lírica e aleatória. Nas obras
surgidas no movimento, não há intimismo nem
preocupação com o tema, seu intuito era acabar
com a distinção entre forma e conteúdo e criar uma
nova linguagem.
Sua máxima expressão mundial é o grupo
concretista de São Paulo, fundador da Revista
"Noigandres", na década de 1950, liderado pelos
irmãos Campos (Augusto de Campos e Haroldo
de Campos), Décio Pignatari e José Lino
Grunewaldt.
A partir da década de 1960, poetas e músicos do
movimento passaram a se envolver em temas
sociais, surgindo várias tendências pós ou neo-
concretistas, entre eles Ferreira Gullar, o poema-
práxis e Paulo Leminski.
e
m
a
i
s
u
m
a
v
e
z
n o m e i o d e u m a e n c r u z i l h a d a
n
c
o
n
t
r
o
-
m
e
d
e
p
é
Concretismo
Concretismo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
Andrea Garcia
 
Arte contemporanea
Arte contemporaneaArte contemporanea
Arte contemporanea
Jucielly Vasconcellos
 
Concretismo
ConcretismoConcretismo
Concretismo
Fábio Oliveira
 
Arte moderna brasileira
Arte moderna brasileiraArte moderna brasileira
Arte moderna brasileira
Arte Educadora
 
Música popular brasileira
Música popular brasileiraMúsica popular brasileira
Música popular brasileira
Taisson Wile
 
Pop Art
Pop ArtPop Art
Pop Art
Bruna M
 
História da Música Brasileira
História da Música BrasileiraHistória da Música Brasileira
História da Música Brasileira
Carlos Zaranza
 
Pop Art
Pop ArtPop Art
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiro
Junior Onildo
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
Ana Paula Silva
 
Arte povera
Arte poveraArte povera
Arte povera
ma.no.el.ne.ves
 
Aula 13 historia da arte.
Aula 13 historia da arte.Aula 13 historia da arte.
Aula 13 historia da arte.
Rafael Serra
 
Oficina: Colagem
Oficina: ColagemOficina: Colagem
Arte conceitual
Arte conceitualArte conceitual
Arte conceitual
Stefânia Balestero
 
Arte Efêmera: Land Art e Arte Povera
Arte Efêmera: Land Art e Arte PoveraArte Efêmera: Land Art e Arte Povera
Arte Efêmera: Land Art e Arte Povera
Silmara Nogueira
 
As vanguardas-europeias
As vanguardas-europeiasAs vanguardas-europeias
As vanguardas-europeias
Andre Lucas
 
Semana de Arte Moderna 1922
Semana de Arte Moderna 1922Semana de Arte Moderna 1922
Semana de Arte Moderna 1922
seixasmarianas
 
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro  - Arte ConcretaConcretismo Brasileiro  - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
Andrea Dressler
 
Abstracionismo (Arte Abstrata)
Abstracionismo (Arte Abstrata)Abstracionismo (Arte Abstrata)
Abstracionismo (Arte Abstrata)
Samara Coimbra
 

Mais procurados (20)

Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
 
Arte contemporanea
Arte contemporaneaArte contemporanea
Arte contemporanea
 
Concretismo
ConcretismoConcretismo
Concretismo
 
Arte moderna brasileira
Arte moderna brasileiraArte moderna brasileira
Arte moderna brasileira
 
Música popular brasileira
Música popular brasileiraMúsica popular brasileira
Música popular brasileira
 
Pop Art
Pop ArtPop Art
Pop Art
 
História da Música Brasileira
História da Música BrasileiraHistória da Música Brasileira
História da Música Brasileira
 
Pop Art
Pop ArtPop Art
Pop Art
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiro
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
 
Arte povera
Arte poveraArte povera
Arte povera
 
Arte Conceitual
Arte ConceitualArte Conceitual
Arte Conceitual
 
Aula 13 historia da arte.
Aula 13 historia da arte.Aula 13 historia da arte.
Aula 13 historia da arte.
 
Oficina: Colagem
Oficina: ColagemOficina: Colagem
Oficina: Colagem
 
Arte conceitual
Arte conceitualArte conceitual
Arte conceitual
 
Arte Efêmera: Land Art e Arte Povera
Arte Efêmera: Land Art e Arte PoveraArte Efêmera: Land Art e Arte Povera
Arte Efêmera: Land Art e Arte Povera
 
As vanguardas-europeias
As vanguardas-europeiasAs vanguardas-europeias
As vanguardas-europeias
 
Semana de Arte Moderna 1922
Semana de Arte Moderna 1922Semana de Arte Moderna 1922
Semana de Arte Moderna 1922
 
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro  - Arte ConcretaConcretismo Brasileiro  - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
 
Abstracionismo (Arte Abstrata)
Abstracionismo (Arte Abstrata)Abstracionismo (Arte Abstrata)
Abstracionismo (Arte Abstrata)
 

Destaque

Concretismo e neoconcretismo slides
Concretismo e neoconcretismo slidesConcretismo e neoconcretismo slides
Concretismo e neoconcretismo slides
wddan
 
Concretismo
ConcretismoConcretismo
Concretismo
Josue Jorge Cruz
 
Geraldo de barros slides sv
Geraldo de barros slides svGeraldo de barros slides sv
Geraldo de barros slides sv
Larissa Ribeiro
 
Concretismo
ConcretismoConcretismo
Concretismo
Elaine Blogger
 
Vanguardias
VanguardiasVanguardias
Vanguardias
guest896b0a
 
Passo a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slidesPasso a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slides
Dênia Cavalcante
 

Destaque (6)

Concretismo e neoconcretismo slides
Concretismo e neoconcretismo slidesConcretismo e neoconcretismo slides
Concretismo e neoconcretismo slides
 
Concretismo
ConcretismoConcretismo
Concretismo
 
Geraldo de barros slides sv
Geraldo de barros slides svGeraldo de barros slides sv
Geraldo de barros slides sv
 
Concretismo
ConcretismoConcretismo
Concretismo
 
Vanguardias
VanguardiasVanguardias
Vanguardias
 
Passo a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slidesPasso a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slides
 

Semelhante a Concretismo

Aula 3 novo
Aula 3 novoAula 3 novo
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdfLiteratura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
MAURICIOMARQUESDACOS
 
Instituto federal de educação, ciência e tecnologia
Instituto federal de educação, ciência e tecnologiaInstituto federal de educação, ciência e tecnologia
Instituto federal de educação, ciência e tecnologia
IFMT - Campus Juína
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Modernismo - VANGUARDAS EUROPEIAS.pptx
Modernismo    -  VANGUARDAS EUROPEIAS.pptxModernismo    -  VANGUARDAS EUROPEIAS.pptx
Modernismo - VANGUARDAS EUROPEIAS.pptx
MarlenePastor2
 
O modernismo em portugal
O modernismo em portugalO modernismo em portugal
O Modernismo
O ModernismoO Modernismo
O Modernismo
complementoindirecto
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Adventus Net
 
Vanguardas Européias
Vanguardas EuropéiasVanguardas Européias
Vanguardas Européias
Arcelino Barbosa
 
Vanguardas europeias - Profª Telma Cavalcanti
Vanguardas europeias - Profª Telma CavalcantiVanguardas europeias - Profª Telma Cavalcanti
Vanguardas europeias - Profª Telma Cavalcanti
Telma Cavalcanti
 
Primeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismoPrimeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismo
Victor Said
 
Surrealismo 2
Surrealismo 2Surrealismo 2
Surrealismo 2
cvocedac
 
Movimentos de Vanguardas Artísticas Europeias
Movimentos de Vanguardas Artísticas EuropeiasMovimentos de Vanguardas Artísticas Europeias
Movimentos de Vanguardas Artísticas Europeias
Douglas Capizani Campos
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
cvocedac
 
G um
G umG um
G um
profnati
 
A vanguarda europeia
A vanguarda europeiaA vanguarda europeia
A vanguarda europeia
Laboratório de Informática
 
Lygia Pape 2C12
Lygia Pape 2C12Lygia Pape 2C12
Lygia Pape 2C12
www.historiadasartes.com
 
Mordenismo
MordenismoMordenismo
Mordenismo
Vitor Morais
 
Modernismo em portugal
Modernismo em portugalModernismo em portugal
Modernismo em portugal
quintaldasletras
 
Expressionismo - Trabalho de artes
Expressionismo - Trabalho de artesExpressionismo - Trabalho de artes
Expressionismo - Trabalho de artes
Luis_Cesar_Hryckiv
 

Semelhante a Concretismo (20)

Aula 3 novo
Aula 3 novoAula 3 novo
Aula 3 novo
 
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdfLiteratura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
 
Instituto federal de educação, ciência e tecnologia
Instituto federal de educação, ciência e tecnologiaInstituto federal de educação, ciência e tecnologia
Instituto federal de educação, ciência e tecnologia
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 
Modernismo - VANGUARDAS EUROPEIAS.pptx
Modernismo    -  VANGUARDAS EUROPEIAS.pptxModernismo    -  VANGUARDAS EUROPEIAS.pptx
Modernismo - VANGUARDAS EUROPEIAS.pptx
 
O modernismo em portugal
O modernismo em portugalO modernismo em portugal
O modernismo em portugal
 
O Modernismo
O ModernismoO Modernismo
O Modernismo
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Vanguardas Européias
Vanguardas EuropéiasVanguardas Européias
Vanguardas Européias
 
Vanguardas europeias - Profª Telma Cavalcanti
Vanguardas europeias - Profª Telma CavalcantiVanguardas europeias - Profª Telma Cavalcanti
Vanguardas europeias - Profª Telma Cavalcanti
 
Primeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismoPrimeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismo
 
Surrealismo 2
Surrealismo 2Surrealismo 2
Surrealismo 2
 
Movimentos de Vanguardas Artísticas Europeias
Movimentos de Vanguardas Artísticas EuropeiasMovimentos de Vanguardas Artísticas Europeias
Movimentos de Vanguardas Artísticas Europeias
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
 
G um
G umG um
G um
 
A vanguarda europeia
A vanguarda europeiaA vanguarda europeia
A vanguarda europeia
 
Lygia Pape 2C12
Lygia Pape 2C12Lygia Pape 2C12
Lygia Pape 2C12
 
Mordenismo
MordenismoMordenismo
Mordenismo
 
Modernismo em portugal
Modernismo em portugalModernismo em portugal
Modernismo em portugal
 
Expressionismo - Trabalho de artes
Expressionismo - Trabalho de artesExpressionismo - Trabalho de artes
Expressionismo - Trabalho de artes
 

Mais de Tio Pablo Virtual

Estrutura e Formação das Palavras - Composição
Estrutura e Formação das Palavras - ComposiçãoEstrutura e Formação das Palavras - Composição
Estrutura e Formação das Palavras - Composição
Tio Pablo Virtual
 
Arcadismo
Arcadismo Arcadismo
Arcadismo
Tio Pablo Virtual
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
Tio Pablo Virtual
 
Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
Tio Pablo Virtual
 
Violência 2
Violência 2Violência 2
Violência 2
Tio Pablo Virtual
 
Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
Tio Pablo Virtual
 
Tropicalismo
TropicalismoTropicalismo
Tropicalismo
Tio Pablo Virtual
 
Produção textual exercícios
Produção textual exercíciosProdução textual exercícios
Produção textual exercícios
Tio Pablo Virtual
 
Produção textual - dissertação - exercícios
Produção textual - dissertação - exercíciosProdução textual - dissertação - exercícios
Produção textual - dissertação - exercícios
Tio Pablo Virtual
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
Tio Pablo Virtual
 
Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
Tio Pablo Virtual
 
Avaliação multimídia da 2001
Avaliação multimídia da 2001Avaliação multimídia da 2001
Avaliação multimídia da 2001
Tio Pablo Virtual
 
Morfossintaxe - substantivos
Morfossintaxe - substantivosMorfossintaxe - substantivos
Morfossintaxe - substantivos
Tio Pablo Virtual
 
Gerações românticas no Brasil: Poesia
Gerações românticas no Brasil: PoesiaGerações românticas no Brasil: Poesia
Gerações românticas no Brasil: Poesia
Tio Pablo Virtual
 

Mais de Tio Pablo Virtual (14)

Estrutura e Formação das Palavras - Composição
Estrutura e Formação das Palavras - ComposiçãoEstrutura e Formação das Palavras - Composição
Estrutura e Formação das Palavras - Composição
 
Arcadismo
Arcadismo Arcadismo
Arcadismo
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 
Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
 
Violência 2
Violência 2Violência 2
Violência 2
 
Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
 
Tropicalismo
TropicalismoTropicalismo
Tropicalismo
 
Produção textual exercícios
Produção textual exercíciosProdução textual exercícios
Produção textual exercícios
 
Produção textual - dissertação - exercícios
Produção textual - dissertação - exercíciosProdução textual - dissertação - exercícios
Produção textual - dissertação - exercícios
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
 
Avaliação multimídia da 2001
Avaliação multimídia da 2001Avaliação multimídia da 2001
Avaliação multimídia da 2001
 
Morfossintaxe - substantivos
Morfossintaxe - substantivosMorfossintaxe - substantivos
Morfossintaxe - substantivos
 
Gerações românticas no Brasil: Poesia
Gerações românticas no Brasil: PoesiaGerações românticas no Brasil: Poesia
Gerações românticas no Brasil: Poesia
 

Último

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 

Último (20)

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 

Concretismo

  • 2. Concretismo foi um movimento vanguardista surgido em 1950, inicialmente na música e depois na poesia e nas artes plásticas. Defendia a racionalidade e rejeitava o Expressionismo, o acaso, a abstração lírica e aleatória. Nas obras surgidas no movimento, não há intimismo nem preocupação com o tema, seu intuito era acabar com a distinção entre forma e conteúdo e criar uma nova linguagem.
  • 3. Sua máxima expressão mundial é o grupo concretista de São Paulo, fundador da Revista "Noigandres", na década de 1950, liderado pelos irmãos Campos (Augusto de Campos e Haroldo de Campos), Décio Pignatari e José Lino Grunewaldt. A partir da década de 1960, poetas e músicos do movimento passaram a se envolver em temas sociais, surgindo várias tendências pós ou neo- concretistas, entre eles Ferreira Gullar, o poema- práxis e Paulo Leminski.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8. e m a i s u m a v e z n o m e i o d e u m a e n c r u z i l h a d a n c o n t r o - m e d e p é