SlideShare uma empresa Scribd logo
Espiritismo - Seitas e Heresias
“E, como aos homens está
ordenado morrerem uma vez,
vindo depois disso o juízo,”
Hebreus 9:27
ESPIRITISMO
➢Segundo o Pequeno Dicionário Aurélio da
Língua Portuguesa, a palavra “espiritismo”
tem sua origem no vocábulo francês
espiritisme. É uma doutrina filosófico-
religiosa baseada na “comunicação entre
os vivos e os mortos”. Ainda segundo o
mesmo dicionário, é uma “doutrina
baseada na crença da sobrevivência da
alma e da existência de comunicações, por
meio da mediunidade, entre vivos e
mortos, entre os espíritos encarnados e os
desencarnados”.
ESPIRITISMO
➢Apesar de ser uma religião completa e autônoma
apenas no Brasil, o espiritismo tem se expandido e,
segundo dados do ano 2005, conta com cerca de 15
milhões de adeptos espalhados entre diversos países,
como Portugal, Espanha, França, Reino Unido, Bélgica
Estados Unidos, Japão, Alemanha, Argentina, Canadá, e,
principalmente, Cuba, Jamaica e Brasil, sendo que este
último tem a maior quantidade de adeptos no mundo.
No entanto, vale frisar que é difícil estipular a quantidade
existente de espíritas, pois as principais estipulações
sobre isso são baseadas em censos demográficos em que
se é perguntado qual a religião dos cidadãos, porém nem
todos os espíritas interpretam o Espiritismo como
religião, mas como um código.
HISTÓRIA
HISTÓRIA
➢O espiritismo, enquanto tentativa de contato com os
mortos, faz parte da tradição de vários povos, como os
egípcios, caldeus, hindus, assírios etc. De acordo com o
escritor Jefferson Magno Costa, em seu livro “Porque
Deus Condena o Espiritismo”, pág. 20, “o espiritismo que
hoje se expande pelo Brasil e no mundo nada mais é do
que a continuação da necromancia e do ocultismo
praticados pelos povos antigos”.
➢A origem do espiritismo moderno ocorreu em dois
períodos distintos, começando por 1848 e estendendo-
se até 1857, com a publicação do Livro dos Espíritos, por
Allan Kardec. Vejamos os dois períodos separadamente.
A FAMÍLIA FOX
➢Embora o espiritismo seja uma das
heresias mais antigas já surgidas no
mundo, o seu ressurgimento se deve a
duas jovens norte-americanas, Kate e
Margaret Fox, que nasceram em
Hydesville, uma aldeia perto da cidade de
Rochester, Nova Iorque. Era um lugar
muito pobre, com casas de aspecto
humilde, geralmente de madeira. Seus
pais eram metodistas e tinham mais
filhos.
A FAMÍLIA FOX
➢A família Fox passou a residir nessa casa em 11 de dezembro de 1847, e
tudo transcorria bem até meados de março de 1848, quando
começaram a ouvir pancadas em diferentes pontos da casa onde
moravam. A princípio julgaram que esses ruídos fossem produzidos por
ratos e camundongos que infestavam a casa. Porém, quando os lençóis
começaram a ser arrancados das camas por mãos invisíveis, cadeiras e
mesas tiradas dos seus lugares, e uma mão fria tocou no rosto duma das
meninas, percebeu-se que o que estava acontecendo eram fenômenos
sobrenaturais. Certa noite, John Fox, sua esposa e as duas filhas,
estavam a conversar sobre estranhos fenômenos de assombração.
Catarina, então, produziu estalos com os dedos; notaram todos que
alguém os repetia. Por sua vez, Margaret produziu estalos e encontrou
eco.
A FAMÍLIA FOX
➢Apavorada, a sra. Fox perguntou: “é homem ou mulher que esta
batendo?”, mas não obteve resposta. Insistiu então: “É espírito? Se é
espírito, bata duas vezes”. Produziram-se duas breves pancadas.
Concluiu, assim, que um espírito “desencarnado” estava em
comunicação com a família.
➢Segundo se diz, os próprios espíritos indicaram às irmãs Fox, em
1848, nova forma de comunicação: que os interessados se
colocassem em torno de uma mesa, em cima da qual poriam as
mãos; às interrogações que fizessem aos espíritos, a mesa
responderia com golpes e movimentos de letras do alfabeto e de
palavras.
A FAMÍLIA FOX
➢Foi aí estabelecido um sistema de comunicação
com o mundo dos espíritos, que foi batizado de
telégrafo espiritual, utilizando as Mesas girantes,
mesas falantes ou dança das mesas, que são um
tipo de sessão espírita em que os participantes se
sentam ao redor de uma mesa, colocam as mãos
sobre ela e esperam que ela se movimente.
➢Essas meninas tornaram-se médiuns e durante
trinta anos entregaram-se à produção de
fenômenos que passaram a ser conhecidos
praticamente em todo o mundo.
A FAMÍLIA FOX: UMA FRAUDE
➢As duas irmãs Fox, tidas como “médiuns”, confessaram
posteriormente que recorreram a truques e fraudes para produzir
as pancadas que a mãe, muito crédula, atribuiu a um espírito do
além. No dia 21 de outubro de 1888, a sra. Margaret Fox Kane,
realizou pela primeira vez seu intento de, com os próprios lábios,
denunciar publicamente o espiritismo e seu séqüito de truques.
Apresentou-se à Academia de Música de Nova Iorque perante uma
numerosa e distinta assembléia e, sem reservas, demonstrou a
falsidade de tudo quanto no passado fizeram – ela e a irmã – sob o
disfarce da “mediunidade espírita”.
A FAMÍLIA FOX: UMA FRAUDE
➢“A sra. Kane (Margaret) manteve-se de pé sobre o palco;
tremendo e possuída de intensos sentimentos, fez uma
aberta e extremamente solene abjuração do espiritismo,
enquanto a sra. Catharine Fox (Kate) Jenchensen assistia de
um camarote vizinho, dando, por sua presença, inteiro
assentimento a tudo que a irmã dizia”.
➢O texto dessas confissões e retratações foi publicado pela
imprensa norte-americana – no New York Herald de
27/5/1888 e 10/9/1888, assim como no The World de
22/10/1888. Acha-se tal texto reproduzido em fac-símile
inglês e em uma tradução portuguesa no livro de frei
Boaventura Kloppenburg, O Espiritismo no Brasil, Ed.
Vozes, págs. 426-447.
KARDECISMO
➢Apesar da confissão e retratação das
irmãs Fox, o estrago já estava feito:
propagaram-se sessões espíritas por toda
a América do Norte e Europa. Na
Inglaterra, porém, a consulta aos mortos
já era muito popular entre as camadas
sociais mais elevadas. Por conseguinte, os
médiuns norte-americanos encontraram
ali solo fértil onde a semente do
supersticionismo espiritista haveria de ser
semeada.
KARDECISMO
➢Na França, a figura de Allan Kardec é a principal
dos arraiais espiritistas. Ele passaria para a História
sob o pseudônimo de Allan Kardec – que seria o
nome de um druida, supostamente sua
“encarnação” anterior. Hipóllyte León Denizard
Rivail nasceu às 19h00 do dia 3 de outubro de 1804,
na cidade de Lião (França), e era filho de um
advogado. Em 1854, interessou-se pelo fenômeno
então conhecido como “Mesa Giratória”. Nos salões
elegantes, após os saraus, gente da alta sociedade
costumava se sentar em torno dessas mesas para,
segundo acreditavam, dialogar com os espíritos.
KARDECISMO
➢Utilizando recursos supostamente mediúnicos dos presentes, as
entidades desencarnadas se manifestariam. Segundo os
historiadores, o fenômeno foi a coqueluche da sociedade francesa
de 1853 a 1855. Os eventos das mesas giratórias ganharam dezenas
de reportagens nos jornais europeus.
➢Kardec mergulhou nesse universo por três anos, até estruturar
uma doutrina que, segundo ele, unia os conhecimentos cientifico,
filosófico e religioso. Ele escreveu sua obra básica, O Livro dos
Espíritos, em 1857. O livro é resultado dos diálogos que Kardec
supostamente dizia ter estabelecido com espíritos desencarnados
nas diversas reuniões mediúnicas de que participou.
KARDECISMO
O Livro dos Espíritos serviu de base para mais oito obras de Kardec.
➢1 ) O Que é o Espiritismo (1859)
➢2 ) O Livro dos Médiuns (1861)
➢3 ) O Espiritismo em sua mais Simples Expressão (1862)
➢4 ) Refutação de Críticas ao Espiritismo (1862)
➢5 ) O Evangelho Segundo o Espiritismo (1864)
➢6 ) O Céu e o Inferno (1865)
➢7 ) A Gênese (1868)
➢8 ) Os Milagres e as Predições Segundo o Espiritismo (1868)
KARDECISMO
➢Kardec também fundou A
Revista Espírita, periódico
mensal editado em vários
idiomas.
➢Ele mesmo assentou as
bases da “Sociedade
Continuadora da Missão de
Allan Kardec”.
➢Ele faleceu em 1869, aos
64 anos.
SUBDIVISÕES DO ESPIRITISMO
Embora consideremos o
espiritismo igual em toda
a sua maneira de ser, os
próprios espíritas
preferem admitir haver
diferentes formas de
espiritismo. Para efeito
didático, o espiritismo
pode ser classificado da
seguinte maneira:
a) Comum
✓Quiromancia
✓Cartomancia
✓Grafologia
✓Hidromancia
✓Astrologia
b) Baixo ou Religiões
de Possessão
✓Umbanda
✓Candomblé
✓Quimbanda
SUBDIVISÕES DO ESPIRITISMO
c) Movimentos Dissidentes
✓Racionalismo Cristão
✓Cultura Racional
✓Legião da Boa Vontade (LBV)
✓Renovação Cristã
(também conhecida como Grupo
Bezerra de Menezes)
✓Protestantismo de Oswaldo
Polidoro
✓Ubaldistas
Espiritismo Histórico
✓Kardecismo
✓Roustainguistas
✓Científicos
✓Armondistas
✓Emmanuelistas
✓Ramatistas
✓Paganizantes
✓Dialéticos
✓Transcomunicadores
✓Espiritualistas
NO BRASIL
➢Afirma-se que a história do espiritismo no Brasil remonta ao ano de
1845, quando, no então distrito de Mata de São João, na então
Província da Bahia, teriam sido registradas as primeiras manifestações.
De acordo com Divaldo Pereira Franco, o ano teria sido 1849, tendo se
caracterizado por um confronto entre elementos da Igreja Católica e
espíritas, com a interveniência de força policial.
➢No Brasil, as ideias que darão origem ao espiritismo remontam às
primeiras experiências com o chamado "fluido vital" (magnetismo
animal, mesmerismo) por parte dos praticantes da homeopatia,
nomeadamente os médicos Benoît Jules Mure, natural de França, e João
Vicente Martins, de Portugal, que chegaram ao país em 1840 e o
aplicavam em seus clientes.
NO BRASIL
➢No período imperial, na cidade do Rio de Janeiro, então capital do
Império do Brasil, as primeiras sessões espíritas foram realizadas
por franceses, muitos deles exilados políticos do regime de
Napoleão III de França (1852-1870), na década de 1860.
"Verificamos, com satisfação que a ideia espírita faz progressos
sensíveis no Rio de Janeiro, onde ela conta com numerosos
representantes, fervorosos e devotados. A pequena brochura "Le
Spiritisme à sa plus simple expression", publicada em língua
portuguesa, contribuiu, não pouco, para ali espalhar os verdadeiros
princípios da Doutrina.“ – Jornal do Comércio, 23/09/1863.
NO BRASIL
➢Após grandes perseguições, o espiritismo
ganhou força no país e consolidou-se,
principalmente com o advento de médiuns
famosos, como Chico Xavier, convertido ao
espiritismo em 1927.
➢Chico Xavier psicografou mais de 450 livros,
tendo vendido mais de 50 milhões de
exemplares e sendo o escritor brasileiro de
maior sucesso comercial da história, sendo
indicado ao prêmio Nobel da Paz.
NO BRASIL
➢Várias são as divisões do espiritismo brasileiro.
São segmentos dele no Brasil o...
➢espiritismo kardecista, filiado à Federação
Espírita Brasileira; a
➢ Legião da Boa Vontade, fundada por Alziro Elias
Davi Abraão Zarur, a qual nega que Cristo tivesse
corpo real e humano;
➢o Racionalismo Cristão, fundado em 1910 por
Luiz de Matos, que tem uma ideia panteísta acerca
de Deus; e
NO BRASIL
➢a Cultura Racional, fundada por Manoel Jacinto
Coelho em 1935, no Rio de Janeiro, e que ensina a
metempsicose, que é o retorno do espírito do morto
a seres inferiores;
➢a Umbanda, seita afro-brasileira;
➢o Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento,
fundado em 1909 por Antônio Olívio Rodrigues, que
ensina a doutrina da reencarnação; e
➢a Ordem Rosacruz, que tem uma tradição mística
egípcia.
NO BRASIL
➢Outras ramificações famosas no país são a UDV –
União dos Vegetais e o Vale do Amanhecer.
➢O Centro Espírita Beneficente União do Vegetal,
fundado em Janeiro de 1965 em Porto-Velho-RO,
por José Gabriel da Costa – o Mestre Gabriel, é
uma religião de fundamentação cristã e
reencarnacionista que usa em seu ritual o Chá
Hoasca (também conhecido como ayahuasca). O
Chá é também chamado de Vegetal e seus
discípulos o bebem, durante as sessões, para efeito
de concentração mental.
NO BRASIL
➢O Vale do Amanhecer é uma religião
espiritualista cristã, criada para abrigar a
Doutrina do Amanhecer, fundada em 1959 pela
médium clarividente Tia Neiva. Essa
espiritualidade foi trazida pelo espírito de
Francisco de Assis, conhecido nessa doutrina
como “Pai Seta Branca”, e por sua equipe
espiritual, contendo elementos de várias outras
religiões. O Vale do Amanhecer tem sede em
Planaltina-DF e já conta com mais de 600
templos em todo o Brasil e em outros países.
ATUALMENTE
➢O Espiritismo declinou no
mundo todo, com exceção do
Brasil, como pode ser visto no
número de pessoas que
participaram do 4º Congresso
Espírita Mundial, realizado na
França de 2 a 5 de outubro de
2004. Dos 1.780 congressistas
presentes, havia o seguinte
número de participantes por
país:
ATUALMENTE
➢O Espiritismo declinou no
mundo todo, com exceção do
Brasil, como pode ser visto no
número de pessoas que
participaram do 4º Congresso
Espírita Mundial, realizado na
França de 2 a 5 de outubro de
2004. Dos 1.780 congressistas
presentes, havia o seguinte
número de participantes por
país:
DOUTRINAS
DOUTRINAS
Cinco pontos principais resumem a doutrina básica universal do
espiritismo:
➢Existência de Deus – Deus, para os espíritas, é uma inteligência
cósmica responsável pela manutenção do Universo. Eles negam a
existência de um Deus pessoal.
➢Existência do espírito – O homem possui um espírito ou alma,
envolvido pelo perispírito, conservando a memória mesmo após a
morte, assegurando identidade individual a cada pessoa. Ensinam
que todos os espíritos do outro mundo nada são, a não ser as almas
daqueles que têm vivido aqui na Terra.
DOUTRINAS
➢Lei da reencarnação – Todas as criaturas, sucessivamente, vão
evoluindo no plano intelectual e moral, enquanto expiam os erros do
passado. Kardec definiu sua crença com esta definição: “Nascer,
morrer, renascer e progredir sem cessar, tal é a lei”.
➢Lei da pluralidade de mundos – A existência de vários planetas
habitados que oferecem um âmbito universal para a evolução do
espírito.
➢Lei do carma ou da casualidade moral – As vidas sucessivas do
espírito se interligam, dando-se a este destino condizente aos atos
praticados.
DOUTRINAS
➢Além desses cinco pontos principais, devem
ser acrescentados ainda duas crenças básicas
do espiritismo:
1) O aperfeiçoamento do espírito pelo
sofrimento e pelas boas obras;
2) A negação da existência do Céu e do
Inferno. Um outro ensino espírita absurdo é a
afirmação de que o espiritismo é a terceira
revelação, o qual denominam Espírito Santo.
DOUTRINAS
➢A Bíblia refuta claramente a teoria da reencarnação.
Uma vez que alguém morre, sua alma vai para um só
lugar e de lá não saem até o dia da ressurreição dos
mortos.
➢A Palavra de Deus declara que o homem morre uma
só vez, vindo depois o Juízo (Hebreus 9.27).
➢Além disso, a salvação é obra da graça de Deus e
não de obras humanas (Efésios 2.8-9; Romanos 3.20-
28; Romanos 5.1; Gálatas 2.16; 3.11; Tito 3.5).
DOUTRINAS
➢Após a morte, o ser humano vai para o lugar que
garantiu em vida, o Paraíso ou o Lugar de Tormento (Lucas
16.19-25; 34.43; 2Coríntios 5.1-8; Filipenses 1.21-23;
Apocalipse 14.13).
➢Depois da morte, estando nesse Lugar (Sheol – Hades),
não há a menor possibilidade de comunicação com os
vivos.
➢A prática de consulta aos mortos é condenada
veementemente pela Palavra de Deus (Êxodo 22.18;
Levítico 19.31; Levítico 20.6; Deuteronômio 18.9-14; Isaías
8.19-20).
DOUTRINAS
➢A Bíblia ensina que quando o homem morre, seu corpo volta para o pó
e o espírito volta a Deus, para prestar contas no Juízo (Hebreus 9.27 e
Eclesiastes 12.7).
➢A ideia da reencarnação diz que as almas dos mortos transmigram
para que o espirito possa purificar-se evolutivamente, a fim de alcançar
a felicidade plena. Ora, não há transmigração das almas dos mortos
nem qualquer possibilidade de purificação ou aperfeiçoamento do
espírito. Ao negarem a existência do Céu, negam, de fato, o que a Bíblia
declara acerca do Céu. O Céu é representado como Morada do
Altíssimo, como o Paraíso, lugar de habitação dos justos na presença de
Deus (2Coríntios 12.1-4; Apocalipse 21.1 a 22.5).
DOUTRINAS
➢A Bíblia declara acerca da
existência do Inferno como um
lugar de tormento onde habitam
os espíritos dos ímpios, daqueles
que morrem sem salvação (Mateus
5.29-30; 10.28). O Inferno é
também a habitação dos anjos que
se rebelaram contra o Criador
(2Pedro 2.4-9).
ADIVINHAÇÃO E PROGNOSTICAÇÃO
➢Adivinhação, ou prognosticação, consiste em predizer eventos
futuros ou descobrir coisas secretas por meio de comunicação direta,
ou ser por sinais ou agouros. A curiosidade humana leva muitos a
consultar sobre sua sorte, porém a Bíblia as condena severamente.
Deus as proíbe e as classifica entre as abominações pagãs: (Lv 19.26,
31; 22.23, 26, 27). O castigo [para os seus praticantes] era a morte.
➢Outros meios modernos de adivinhar são: jogar cartas de baralho e
ver como caem; "ler" as folhas de chá no fundo da xícara; o uso da
tábua de Ouija; ler a sorte na palma da mão do cliente (quiromancia,
praticada pelos ciganos). A astrologia, embora não esteja ligada
diretamente ao espiritismo, representa outra forma de adivinhação.
SOBRE A BÍBLIA
➢Os espíritas não reconhecem a Bíblia como autoridade
de fé ou doutrina. Baseiam sua doutrina nas
"revelações". Na obra O ABC do Espiritismo, citam a
pergunta: "Não se baseia a Bíblia no Espiritismo?" e
respondem: "Não! O espiritismo não depende de
nenhuma revelação anterior para suas credenciais e
provas." Para os cristãos é pura blasfêmia o fato de
colocar as revelações contraditórias do espiritismo no
mesmo nível da infalível Palavra de Deus. Sobram
evidências para depender somente da Revelação Bíblica
na própria Bíblia. (2 Pe 1.19-21; 1 Tm 4.1,2; 2 Ts 2.3,4; Jd
v.3,4; 2 Tm 3.5 etc.).
DEUS
➢O Manual Espírita declara: "Cremos na inteligência
infinita.... Por isso expressamos nossa crença em um
Poder Supremo, impessoal, presente em todo lugar,
manifestando-se como vida através de todas as formas
organizadas da matéria, chamado por alguns, Deus, por
outros, espírito, e pelos espíritas, Inteligência Infinita".
Nós, os evangélicos, cremos que Deus é um ser pessoal
que possui inteligência infinita, e que tem interesse por
cada um de nós (Jo 3.16). Ele nos ama. A Bíblia inteira o
prova! Russel Spittler disse: "Os espíritas substituem o
próprio Deus por um de seus atributos. Fazem caso
omisso a todos os outros atributos..." .
JESUS CRISTO
➢Os espíritas creem que Jesus foi o melhor mestre, exemplo e
médium que o mundo jamais conheceu. Creem na divindade de
Cristo no mesmo sentido em que creem na divindade de todo ser
humano. Não os reconhecem como divino em sentido único.
Rejeitam a doutrina da Trindade. Creem que Jesus foi um dos
vários salvadores vindos ao mundo....
➢A Bíblia diz que Jesus Cristo é o único mediador entre Deus e os
homens (1 Tm 2.5; At 4.12; Jo 14.6). O Unigênito Filho de Deus,
eterno e coexistente com o Pai. A maioria de seus milagres eram
feitos em plena luz do dia, ao ar livre, e não por invocar um
"controle".
JOÃO BATISTA E ELIAS
➢Para tentar convencer que a Bíblia apoia e valida a
reencarnação, os kardecistas tem usado textos referentes a
João Batista e Elias. Os textos preferidos pelos espíritas são
Ml 4.5; Mt 11.11, 14; Mt 17.10-13.
➢Kardec não sabia disso, e por isso afirmou em O Evangelho
Segundo o Espiritismo, cap. IV, 11: 19 “Se o princípio da
reencarnação, expresso em São João, podia, a rigor, ser
interpretado num sentido puramente místico, não podia
suceder o mesmo nesta passagem de São Mateus, que é
inequívoca: é ELE MESMO o Elias que deve vir; não há, aí,
nem figura, nem alegoria: é uma afirmação positiva.”
JOÃO BATISTA E ELIAS
➢Todavia, o próprio Livro dos Espíritos, na questão 150,
responde que a alma tem ainda um fluído que lhe é
próprio, tomado da atmosfera de seu planeta e que
representa a aparência de sua última encarnação: seu
perispírito.
➢Na ocasião da transfiguração de Jesus, registrada em
Mateus 17.3, observamos que o Senhor conversou com
Elias e também com Moisés. Neste momento da história,
João Batista, ‘supostamente’ a reencarnação de Elias
(como afirmam os kardecistas), já se encontrava morto, já
que havia sido decapitado por ordem de Herodes,
conforme Mateus 14.10.
JOÃO BATISTA E ELIAS
➢Entende-se com base na questão 150
do Livro dos Espíritos, que quem deveria
aparecer ali era João Batista, e não
Elias. Fica evidente que Kardec não
soube examinar o contexto
profundamente antes de criar esta tese.
➢ Ademais, quando Jesus disse que Elias
já veio (Mateus 17.12) e que João é o
Elias que havia de vir (Mateus 11.14),
falava da virtude e do paralelo
ministerial de João e Elias.
SAUL E A PITONISA DE EN-DOR
➢Apesar deste fato, registrado na Bíblia em 1
Samuel 28, não tratar especificamente sobre
reencarnação, os kardecistas o tem utilizado com
muita frequência para tentar defender e legitimar,
através da Bíblia, a mediunidade, ou seja, a
comunicação entre vivos e mortos.
➢Na passagem em questão, vemos o rei Saul
procurando por uma médium (pitonisa, feiticeira), a
fim de obter auxílio do profeta Samuel, que na
ocasião já se encontrava morto, evidentemente.
SAUL E A PITONISA DE EN-DOR
➢A palavra do Senhor já advertia que Deus considerava (e
continua considerando) abominação a prática da consulta aos
mortos, ou necromancia, como está bem claro em Deuteronômio
18.10-12. As Sagradas Escrituras registram ainda os seguintes
textos que condenam tais práticas ocultistas: Isaías 8.19-21;
Levítico 19.31; 20.6; Êxodo 22.18; Jeremias 27.9; 29.8; Atos 16.16.
➢ Assim como no caso de João Batista e Elias, é necessário
examinar o contexto bíblico para chegar às conclusões coerentes.
Desta forma, deixemos mais uma vez a Bíblia se explicar por si
mesma.
SAUL E A PITONISA DE EN-DOR
➢O grande problema para os espíritas, neste texto, está no fato de
que Deus não falava mais com Saul, por conta dos seus pecados.
De acordo com o v.10, Saul jurou falsamente em nome do Senhor
por algo abominável aos olhos do Santo.
➢A médium demonstrou confusão e foi imprecisa quanto à figura
obscura que participou da sessão. Ela não sabia quem estava lá, já
que disse ter visto a Samuel (v.12), deuses que sobem da terra
(v.13) e por fim um ancião envolto numa capa (v.14). Saul quem
interpretou que a figura vista era de Samuel (v.14).
SAUL E A PITONISA DE EN-DOR
➢A Bíblia nos dá parâmetros para julgar profetas e profecias
(Deuteronômio 18.20-22), e as profecias do falso Samuel não
passam neste exame. (ver 1 Sm 3.19-20);
➢Disse o falso Samuel, no versículo 19:
“Amanhã tu e teus filhos estareis comigo” – Saul não morreu no
dia seguinte (amanhã), mas cerca de 5 dias depois (1 Samuel
29.10-11; 1 Samuel 30.1; 1 Samuel 30.17); Eram cerca de oito os
filhos de Saul: Jônatas, Isvi, Malquisua, Merabe, Mical (1 Samuel
14.49; 1 Crônicas 8.33), Armoni, Mefibosete (2 Samuel 21.8),
Abinadabe (1 Crônicas 8.33), Is-Bosete (Esbaal – 2 Samuel 2.8).
SAUL E A PITONISA DE EN-DOR
➢A profecia falhou, pois apenas três filhos de Saul morreram na
batalha: Jônatas, Abinadabe e Melquisua (1 Samuel 31.2,6; 1
Crônicas 10.2). A profecia é tão falaciosa que Is-Bosete veio a
reinar sobre Israel por um período de doze anos, cinco anos após
a morte de Saul (2 Samuel 2.10; 4.7). Saul também não foi
entregue aos filisteus, como disse a falsa profecia.
➢As consequências foram terríveis na vida de Saul. Por toda sua
desobediência perante o Senhor e ao findar de sua vida por ter
buscado auxílio de uma médium, como diz em 1 Crônicas 10.13.
➢O objetivo, portanto, do texto é demonstrar a derrocada de
Saul, não validar a fala com mortos ou consulta a cartomantes.
CONCLUSÃO
CONCLUSÃO
➢A doutrina espírita nasceu envolta
em mentiras e falsificações. As
próprias mesas girantes (sensações
à época) eram truques
desmascarados posteriormente,
além do fato do descobrimento do
efeito ideomotor, que demonstrou
que o movimento das mãos dos
participantes era involuntariamente
produzido pelo próprio cérebro.
CONCLUSÃO
➢Ao contrário do que eles afirmam, tal seita não é uma doutrina ou
denominação cristã.
➢Enquanto crentes, devemos estar sempre atentos, conhecendo e
defendendo a nossa fé (Jd 3), a fim de compartilharmos com os
espíritas a salvação cabal encontrada somente em Jesus Cristo,
Deus de Deus, o único nome suficiente para a redenção final de
todo aquele que n’Ele crê.
➢Cada espírita, precisa abandonar a fé na reencarnação e crer no
Cristo que, no juízo, ressuscitará os Seus para a vida eterna!
REFERÊNCIAS
➢Pr. Joel Santana Apologista - Livro: O Espiritismo Kardecista E Suas Incoerências:
http://prjoelapologista.blogspot.com.br/2015/06/livro-o-espiritismo-kardecista-e-
suas.html
➢Wikipedia – Mesas girantes:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Mesas_girantes
➢CACP – O Espiritismo, sua origem e ramificações:
http://www.cacp.org.br/o-espiritismo-sua-origem-e-ramificacoes/
➢Wikipedia – Espiritismo:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Espiritismo
➢Centro Espírita Beneficente União do Vegetal – Quem somos:
http://udv.org.br/a-uniao-do-vegetal/
REFERÊNCIAS
➢NAPEC – Apologética Cristã - Ebook: Reencarnação e Cristianismo: água e óleo:
http://www.napec.org/napec/ebook-reencarnacao-e-cristianismo-agua-e-oleo/
➢NAPEC – Apologética Cristã - Introdução ao estudo do Espiritismo:
http://www.napec.org/heresiologia/introespiritismo/
➢Wikipedia – História do espiritismo no Brasil:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_do_espiritismo_no_Brasil
➢Wikipedia – Chico Xavier:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Chico_Xavier
➢Observatório Transdisciplinar das Religiões no Recife – Vale do Amanhecer:
http://www.unicap.br/observatorio2/?page_id=209
REFERÊNCIAS
➢O Amanhecer de Koatay 108 – O que é o Vale do Amanhecer:
https://sites.google.com/site/oamanhecerdekoatay108/o-que-e-o-vale-do-amanhecer
➢Sola Scriptura.tt – O Espiritismo:
http://solascriptura-tt.org/Seitas/Espiritismo-PlanetaEv.htm

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A história da igreja cristã
A história da igreja cristãA história da igreja cristã
A história da igreja cristã
Filipe
 
Historia da igreja
Historia da igrejaHistoria da igreja
Historia da igreja
ESTUDANTETEOLOGIA
 
Seitas e heresias
Seitas e heresiasSeitas e heresias
Seitas e heresias
Taciano Cassimiro Cassimiro
 
Desmascarando o Dogma da Trindade a Luz da Biblia
Desmascarando o Dogma da Trindade a Luz da BibliaDesmascarando o Dogma da Trindade a Luz da Biblia
Desmascarando o Dogma da Trindade a Luz da Biblia
ASD Remanescentes
 
Adventistas do Sétimo Dia - Seitas e Heresias
Adventistas do Sétimo Dia - Seitas e HeresiasAdventistas do Sétimo Dia - Seitas e Heresias
Adventistas do Sétimo Dia - Seitas e Heresias
Luan Almeida
 
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Coop. Fabio Silva
 
28 Adventismo (Parte 1)
28   Adventismo (Parte 1)28   Adventismo (Parte 1)
28 Adventismo (Parte 1)
Robson Tavares Fernandes
 
O Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aula
O Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aulaO Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aula
O Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aula
Luis Carlos Oliveira
 
Tema 6 seitas e heresias - parte 2
Tema 6   seitas e heresias - parte 2Tema 6   seitas e heresias - parte 2
Tema 6 seitas e heresias - parte 2
magnao2
 
SEITAS E HERESIAS - CATOLICISMO ROMANO
SEITAS E HERESIAS - CATOLICISMO ROMANOSEITAS E HERESIAS - CATOLICISMO ROMANO
SEITAS E HERESIAS - CATOLICISMO ROMANO
Leonam dos Santos
 
TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
TESTEMUNHAS DE JEOVÁTESTEMUNHAS DE JEOVÁ
TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Virna Salgado Barra
 
Mormonismo (IJCSUD) - Seitas e Heresias
Mormonismo (IJCSUD) - Seitas e HeresiasMormonismo (IJCSUD) - Seitas e Heresias
Mormonismo (IJCSUD) - Seitas e Heresias
Luan Almeida
 
Escatologia parte 2_ibadep_a grande tribulação
Escatologia  parte 2_ibadep_a grande tribulaçãoEscatologia  parte 2_ibadep_a grande tribulação
Escatologia parte 2_ibadep_a grande tribulação
Natalino das Neves Neves
 
História da Igreja II: Aula 14: Pentecostalismo, Ecumenismo e Vaticano II
História da Igreja II: Aula 14: Pentecostalismo, Ecumenismo e Vaticano IIHistória da Igreja II: Aula 14: Pentecostalismo, Ecumenismo e Vaticano II
História da Igreja II: Aula 14: Pentecostalismo, Ecumenismo e Vaticano II
Andre Nascimento
 
10º Aula de História da Igreja
10º Aula de História da Igreja10º Aula de História da Igreja
10º Aula de História da Igreja
Jefferson Evangelista
 
Deus se revela a Moisés
Deus se revela a MoisésDeus se revela a Moisés
Deus se revela a Moisés
Tiago Silveira
 
Eclesiologia ana
Eclesiologia anaEclesiologia ana
Eclesiologia ana
Eraldo Luciano
 
Disciplina de Escatologia
Disciplina de EscatologiaDisciplina de Escatologia
Disciplina de Escatologia
faculdadeteologica
 
Seitas e heresias identificando e refutando
Seitas e heresias  identificando e refutandoSeitas e heresias  identificando e refutando
Seitas e heresias identificando e refutando
Edmilson Fernandes
 
Movimento Pentecostal - Seitas e Heresias
Movimento Pentecostal - Seitas e HeresiasMovimento Pentecostal - Seitas e Heresias
Movimento Pentecostal - Seitas e Heresias
Luan Almeida
 

Mais procurados (20)

A história da igreja cristã
A história da igreja cristãA história da igreja cristã
A história da igreja cristã
 
Historia da igreja
Historia da igrejaHistoria da igreja
Historia da igreja
 
Seitas e heresias
Seitas e heresiasSeitas e heresias
Seitas e heresias
 
Desmascarando o Dogma da Trindade a Luz da Biblia
Desmascarando o Dogma da Trindade a Luz da BibliaDesmascarando o Dogma da Trindade a Luz da Biblia
Desmascarando o Dogma da Trindade a Luz da Biblia
 
Adventistas do Sétimo Dia - Seitas e Heresias
Adventistas do Sétimo Dia - Seitas e HeresiasAdventistas do Sétimo Dia - Seitas e Heresias
Adventistas do Sétimo Dia - Seitas e Heresias
 
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
 
28 Adventismo (Parte 1)
28   Adventismo (Parte 1)28   Adventismo (Parte 1)
28 Adventismo (Parte 1)
 
O Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aula
O Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aulaO Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aula
O Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aula
 
Tema 6 seitas e heresias - parte 2
Tema 6   seitas e heresias - parte 2Tema 6   seitas e heresias - parte 2
Tema 6 seitas e heresias - parte 2
 
SEITAS E HERESIAS - CATOLICISMO ROMANO
SEITAS E HERESIAS - CATOLICISMO ROMANOSEITAS E HERESIAS - CATOLICISMO ROMANO
SEITAS E HERESIAS - CATOLICISMO ROMANO
 
TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
TESTEMUNHAS DE JEOVÁTESTEMUNHAS DE JEOVÁ
TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
 
Mormonismo (IJCSUD) - Seitas e Heresias
Mormonismo (IJCSUD) - Seitas e HeresiasMormonismo (IJCSUD) - Seitas e Heresias
Mormonismo (IJCSUD) - Seitas e Heresias
 
Escatologia parte 2_ibadep_a grande tribulação
Escatologia  parte 2_ibadep_a grande tribulaçãoEscatologia  parte 2_ibadep_a grande tribulação
Escatologia parte 2_ibadep_a grande tribulação
 
História da Igreja II: Aula 14: Pentecostalismo, Ecumenismo e Vaticano II
História da Igreja II: Aula 14: Pentecostalismo, Ecumenismo e Vaticano IIHistória da Igreja II: Aula 14: Pentecostalismo, Ecumenismo e Vaticano II
História da Igreja II: Aula 14: Pentecostalismo, Ecumenismo e Vaticano II
 
10º Aula de História da Igreja
10º Aula de História da Igreja10º Aula de História da Igreja
10º Aula de História da Igreja
 
Deus se revela a Moisés
Deus se revela a MoisésDeus se revela a Moisés
Deus se revela a Moisés
 
Eclesiologia ana
Eclesiologia anaEclesiologia ana
Eclesiologia ana
 
Disciplina de Escatologia
Disciplina de EscatologiaDisciplina de Escatologia
Disciplina de Escatologia
 
Seitas e heresias identificando e refutando
Seitas e heresias  identificando e refutandoSeitas e heresias  identificando e refutando
Seitas e heresias identificando e refutando
 
Movimento Pentecostal - Seitas e Heresias
Movimento Pentecostal - Seitas e HeresiasMovimento Pentecostal - Seitas e Heresias
Movimento Pentecostal - Seitas e Heresias
 

Semelhante a Espiritismo - Seitas e Heresias

Antecedentes Da Doutrina EspíRita
Antecedentes Da Doutrina EspíRitaAntecedentes Da Doutrina EspíRita
Antecedentes Da Doutrina EspíRita
Power Point
 
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificaçãoPrimeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
CeiClarencio
 
Apresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docx
Apresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docxApresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docx
Apresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docx
Marta Gomes
 
Aula 03 - Introdução Estudo DE - 2023-02-23.pptx
Aula 03 - Introdução Estudo DE - 2023-02-23.pptxAula 03 - Introdução Estudo DE - 2023-02-23.pptx
Aula 03 - Introdução Estudo DE - 2023-02-23.pptx
LuizHenriqueTDias
 
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 7
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 7Religiões, Seitas e Heresias - Aula 7
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 7
PIBJA
 
Aula espiritismo Historico
Aula espiritismo HistoricoAula espiritismo Historico
Aula espiritismo Historico
Mocidade Bezzerra de Menezes
 
Manifestações 1 e ideias espíritas em outros povos 1
Manifestações 1 e ideias espíritas em outros povos 1Manifestações 1 e ideias espíritas em outros povos 1
Manifestações 1 e ideias espíritas em outros povos 1
Jose Maria Magalhaes
 
A mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma Badan
A mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma BadanA mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma Badan
A mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma Badan
Wilma Badan C.G.
 
Fenômenos Hydesville Mesas Girantes
Fenômenos Hydesville Mesas GirantesFenômenos Hydesville Mesas Girantes
Fenômenos Hydesville Mesas Girantes
Fatima Carvalho
 
As mesas girantes e o espiritismo
As mesas girantes e o espiritismoAs mesas girantes e o espiritismo
Aula 04/2013 - Antecedentes e Contemporâneos de Kardec na Europa
Aula 04/2013 - Antecedentes e Contemporâneos de Kardec na EuropaAula 04/2013 - Antecedentes e Contemporâneos de Kardec na Europa
Aula 04/2013 - Antecedentes e Contemporâneos de Kardec na Europa
contatodoutrina2013
 
Sociedade parisiense espirita
Sociedade parisiense espiritaSociedade parisiense espirita
Sociedade parisiense espirita
Mocidade Bezzerra de Menezes
 
ESE 1 AS REVELAÇÕES.pptx
ESE 1 AS REVELAÇÕES.pptxESE 1 AS REVELAÇÕES.pptx
ESE 1 AS REVELAÇÕES.pptx
Joel Antonio Silva Guardiano
 
Fund1Mod02Rot1-[2012]guto
Fund1Mod02Rot1-[2012]gutoFund1Mod02Rot1-[2012]guto
Fund1Mod02Rot1-[2012]guto
Guto Ovsky
 
Médiuns Precursores
Médiuns PrecursoresMédiuns Precursores
Médiuns Precursores
Nathasha Fernandes
 
Historia do espiritismo
Historia do espiritismoHistoria do espiritismo
Historia do espiritismo
Ceile Bernardo
 
Aula 04 2013 - antecedentes e contemporâneos de kardec na europa
Aula 04 2013 - antecedentes e contemporâneos de kardec na europaAula 04 2013 - antecedentes e contemporâneos de kardec na europa
Aula 04 2013 - antecedentes e contemporâneos de kardec na europa
contatodoutrina2013
 
Curso Básico de Espiritismo
Curso Básico de EspiritismoCurso Básico de Espiritismo
Curso Básico de Espiritismo
ADEP Portugal
 
Historia do espiritismo
Historia do espiritismo Historia do espiritismo
Historia do espiritismo
Ceile Bernardo
 
fenmenos-hydesville-mesas-girantes-Complementar.pptx
fenmenos-hydesville-mesas-girantes-Complementar.pptxfenmenos-hydesville-mesas-girantes-Complementar.pptx
fenmenos-hydesville-mesas-girantes-Complementar.pptx
FilipeDuartedeBem
 

Semelhante a Espiritismo - Seitas e Heresias (20)

Antecedentes Da Doutrina EspíRita
Antecedentes Da Doutrina EspíRitaAntecedentes Da Doutrina EspíRita
Antecedentes Da Doutrina EspíRita
 
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificaçãoPrimeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
Primeiro Módulo - Aula 1 - Espiritismo - antecedentes da codificação
 
Apresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docx
Apresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docxApresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docx
Apresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docx
 
Aula 03 - Introdução Estudo DE - 2023-02-23.pptx
Aula 03 - Introdução Estudo DE - 2023-02-23.pptxAula 03 - Introdução Estudo DE - 2023-02-23.pptx
Aula 03 - Introdução Estudo DE - 2023-02-23.pptx
 
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 7
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 7Religiões, Seitas e Heresias - Aula 7
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 7
 
Aula espiritismo Historico
Aula espiritismo HistoricoAula espiritismo Historico
Aula espiritismo Historico
 
Manifestações 1 e ideias espíritas em outros povos 1
Manifestações 1 e ideias espíritas em outros povos 1Manifestações 1 e ideias espíritas em outros povos 1
Manifestações 1 e ideias espíritas em outros povos 1
 
A mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma Badan
A mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma BadanA mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma Badan
A mediunidade através dos tempos - Espiritismo e mediunidade - Wilma Badan
 
Fenômenos Hydesville Mesas Girantes
Fenômenos Hydesville Mesas GirantesFenômenos Hydesville Mesas Girantes
Fenômenos Hydesville Mesas Girantes
 
As mesas girantes e o espiritismo
As mesas girantes e o espiritismoAs mesas girantes e o espiritismo
As mesas girantes e o espiritismo
 
Aula 04/2013 - Antecedentes e Contemporâneos de Kardec na Europa
Aula 04/2013 - Antecedentes e Contemporâneos de Kardec na EuropaAula 04/2013 - Antecedentes e Contemporâneos de Kardec na Europa
Aula 04/2013 - Antecedentes e Contemporâneos de Kardec na Europa
 
Sociedade parisiense espirita
Sociedade parisiense espiritaSociedade parisiense espirita
Sociedade parisiense espirita
 
ESE 1 AS REVELAÇÕES.pptx
ESE 1 AS REVELAÇÕES.pptxESE 1 AS REVELAÇÕES.pptx
ESE 1 AS REVELAÇÕES.pptx
 
Fund1Mod02Rot1-[2012]guto
Fund1Mod02Rot1-[2012]gutoFund1Mod02Rot1-[2012]guto
Fund1Mod02Rot1-[2012]guto
 
Médiuns Precursores
Médiuns PrecursoresMédiuns Precursores
Médiuns Precursores
 
Historia do espiritismo
Historia do espiritismoHistoria do espiritismo
Historia do espiritismo
 
Aula 04 2013 - antecedentes e contemporâneos de kardec na europa
Aula 04 2013 - antecedentes e contemporâneos de kardec na europaAula 04 2013 - antecedentes e contemporâneos de kardec na europa
Aula 04 2013 - antecedentes e contemporâneos de kardec na europa
 
Curso Básico de Espiritismo
Curso Básico de EspiritismoCurso Básico de Espiritismo
Curso Básico de Espiritismo
 
Historia do espiritismo
Historia do espiritismo Historia do espiritismo
Historia do espiritismo
 
fenmenos-hydesville-mesas-girantes-Complementar.pptx
fenmenos-hydesville-mesas-girantes-Complementar.pptxfenmenos-hydesville-mesas-girantes-Complementar.pptx
fenmenos-hydesville-mesas-girantes-Complementar.pptx
 

Mais de Luan Almeida

5 solas da Reforma Protestante
5 solas da Reforma Protestante5 solas da Reforma Protestante
5 solas da Reforma Protestante
Luan Almeida
 
Eleições 2018 - TCG
Eleições 2018 - TCGEleições 2018 - TCG
Eleições 2018 - TCG
Luan Almeida
 
O cristão e a política
O cristão e a políticaO cristão e a política
O cristão e a política
Luan Almeida
 
Por que o Cristianismo e a única religião verdadeira
Por que o Cristianismo e a única religião verdadeiraPor que o Cristianismo e a única religião verdadeira
Por que o Cristianismo e a única religião verdadeira
Luan Almeida
 
A importância do culto doméstico
A importância do culto domésticoA importância do culto doméstico
A importância do culto doméstico
Luan Almeida
 
Finanças da Família
Finanças da FamíliaFinanças da Família
Finanças da Família
Luan Almeida
 
Conflitos no Lar
Conflitos no LarConflitos no Lar
Conflitos no Lar
Luan Almeida
 
A Família e a Igreja
A Família e a IgrejaA Família e a Igreja
A Família e a Igreja
Luan Almeida
 
O Propósito de Deus para a Família - Pr. David Merkh
O Propósito de Deus para a Família - Pr. David MerkhO Propósito de Deus para a Família - Pr. David Merkh
O Propósito de Deus para a Família - Pr. David Merkh
Luan Almeida
 
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e HeresiasMovimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Luan Almeida
 
O cristão e a sexualidade
O cristão e a sexualidadeO cristão e a sexualidade
O cristão e a sexualidade
Luan Almeida
 
Adventistas do Sétimo Dia - Seitas e Heresias
Adventistas do Sétimo Dia - Seitas e HeresiasAdventistas do Sétimo Dia - Seitas e Heresias
Adventistas do Sétimo Dia - Seitas e Heresias
Luan Almeida
 
Cultos Afro - Seitas e Heresias
Cultos Afro - Seitas e HeresiasCultos Afro - Seitas e Heresias
Cultos Afro - Seitas e Heresias
Luan Almeida
 
Liberalismo Teológico - Seitas e Heresias
Liberalismo Teológico - Seitas e HeresiasLiberalismo Teológico - Seitas e Heresias
Liberalismo Teológico - Seitas e Heresias
Luan Almeida
 
O cristão e a Rede (O cristão e a Internet)
O cristão e a Rede (O cristão e a Internet)O cristão e a Rede (O cristão e a Internet)
O cristão e a Rede (O cristão e a Internet)
Luan Almeida
 
Catolicismo Romano - Seitas e Heresias
Catolicismo Romano - Seitas e HeresiasCatolicismo Romano - Seitas e Heresias
Catolicismo Romano - Seitas e Heresias
Luan Almeida
 
Islamismo - Seitas e Heresias
Islamismo - Seitas e HeresiasIslamismo - Seitas e Heresias
Islamismo - Seitas e Heresias
Luan Almeida
 
Seitas, heresias e falsos ensinos - Introdução
Seitas, heresias e falsos ensinos - IntroduçãoSeitas, heresias e falsos ensinos - Introdução
Seitas, heresias e falsos ensinos - Introdução
Luan Almeida
 
O cristão e as drogas
O cristão e as drogasO cristão e as drogas
O cristão e as drogas
Luan Almeida
 
O cristão e o namoro
O cristão e o namoroO cristão e o namoro
O cristão e o namoro
Luan Almeida
 

Mais de Luan Almeida (20)

5 solas da Reforma Protestante
5 solas da Reforma Protestante5 solas da Reforma Protestante
5 solas da Reforma Protestante
 
Eleições 2018 - TCG
Eleições 2018 - TCGEleições 2018 - TCG
Eleições 2018 - TCG
 
O cristão e a política
O cristão e a políticaO cristão e a política
O cristão e a política
 
Por que o Cristianismo e a única religião verdadeira
Por que o Cristianismo e a única religião verdadeiraPor que o Cristianismo e a única religião verdadeira
Por que o Cristianismo e a única religião verdadeira
 
A importância do culto doméstico
A importância do culto domésticoA importância do culto doméstico
A importância do culto doméstico
 
Finanças da Família
Finanças da FamíliaFinanças da Família
Finanças da Família
 
Conflitos no Lar
Conflitos no LarConflitos no Lar
Conflitos no Lar
 
A Família e a Igreja
A Família e a IgrejaA Família e a Igreja
A Família e a Igreja
 
O Propósito de Deus para a Família - Pr. David Merkh
O Propósito de Deus para a Família - Pr. David MerkhO Propósito de Deus para a Família - Pr. David Merkh
O Propósito de Deus para a Família - Pr. David Merkh
 
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e HeresiasMovimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
 
O cristão e a sexualidade
O cristão e a sexualidadeO cristão e a sexualidade
O cristão e a sexualidade
 
Adventistas do Sétimo Dia - Seitas e Heresias
Adventistas do Sétimo Dia - Seitas e HeresiasAdventistas do Sétimo Dia - Seitas e Heresias
Adventistas do Sétimo Dia - Seitas e Heresias
 
Cultos Afro - Seitas e Heresias
Cultos Afro - Seitas e HeresiasCultos Afro - Seitas e Heresias
Cultos Afro - Seitas e Heresias
 
Liberalismo Teológico - Seitas e Heresias
Liberalismo Teológico - Seitas e HeresiasLiberalismo Teológico - Seitas e Heresias
Liberalismo Teológico - Seitas e Heresias
 
O cristão e a Rede (O cristão e a Internet)
O cristão e a Rede (O cristão e a Internet)O cristão e a Rede (O cristão e a Internet)
O cristão e a Rede (O cristão e a Internet)
 
Catolicismo Romano - Seitas e Heresias
Catolicismo Romano - Seitas e HeresiasCatolicismo Romano - Seitas e Heresias
Catolicismo Romano - Seitas e Heresias
 
Islamismo - Seitas e Heresias
Islamismo - Seitas e HeresiasIslamismo - Seitas e Heresias
Islamismo - Seitas e Heresias
 
Seitas, heresias e falsos ensinos - Introdução
Seitas, heresias e falsos ensinos - IntroduçãoSeitas, heresias e falsos ensinos - Introdução
Seitas, heresias e falsos ensinos - Introdução
 
O cristão e as drogas
O cristão e as drogasO cristão e as drogas
O cristão e as drogas
 
O cristão e o namoro
O cristão e o namoroO cristão e o namoro
O cristão e o namoro
 

Último

16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
PIB Penha
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
Sammis Reachers
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
PIB Penha
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 

Último (14)

16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 

Espiritismo - Seitas e Heresias

  • 2. “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo,” Hebreus 9:27
  • 3. ESPIRITISMO ➢Segundo o Pequeno Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa, a palavra “espiritismo” tem sua origem no vocábulo francês espiritisme. É uma doutrina filosófico- religiosa baseada na “comunicação entre os vivos e os mortos”. Ainda segundo o mesmo dicionário, é uma “doutrina baseada na crença da sobrevivência da alma e da existência de comunicações, por meio da mediunidade, entre vivos e mortos, entre os espíritos encarnados e os desencarnados”.
  • 4. ESPIRITISMO ➢Apesar de ser uma religião completa e autônoma apenas no Brasil, o espiritismo tem se expandido e, segundo dados do ano 2005, conta com cerca de 15 milhões de adeptos espalhados entre diversos países, como Portugal, Espanha, França, Reino Unido, Bélgica Estados Unidos, Japão, Alemanha, Argentina, Canadá, e, principalmente, Cuba, Jamaica e Brasil, sendo que este último tem a maior quantidade de adeptos no mundo. No entanto, vale frisar que é difícil estipular a quantidade existente de espíritas, pois as principais estipulações sobre isso são baseadas em censos demográficos em que se é perguntado qual a religião dos cidadãos, porém nem todos os espíritas interpretam o Espiritismo como religião, mas como um código.
  • 6. HISTÓRIA ➢O espiritismo, enquanto tentativa de contato com os mortos, faz parte da tradição de vários povos, como os egípcios, caldeus, hindus, assírios etc. De acordo com o escritor Jefferson Magno Costa, em seu livro “Porque Deus Condena o Espiritismo”, pág. 20, “o espiritismo que hoje se expande pelo Brasil e no mundo nada mais é do que a continuação da necromancia e do ocultismo praticados pelos povos antigos”. ➢A origem do espiritismo moderno ocorreu em dois períodos distintos, começando por 1848 e estendendo- se até 1857, com a publicação do Livro dos Espíritos, por Allan Kardec. Vejamos os dois períodos separadamente.
  • 7. A FAMÍLIA FOX ➢Embora o espiritismo seja uma das heresias mais antigas já surgidas no mundo, o seu ressurgimento se deve a duas jovens norte-americanas, Kate e Margaret Fox, que nasceram em Hydesville, uma aldeia perto da cidade de Rochester, Nova Iorque. Era um lugar muito pobre, com casas de aspecto humilde, geralmente de madeira. Seus pais eram metodistas e tinham mais filhos.
  • 8. A FAMÍLIA FOX ➢A família Fox passou a residir nessa casa em 11 de dezembro de 1847, e tudo transcorria bem até meados de março de 1848, quando começaram a ouvir pancadas em diferentes pontos da casa onde moravam. A princípio julgaram que esses ruídos fossem produzidos por ratos e camundongos que infestavam a casa. Porém, quando os lençóis começaram a ser arrancados das camas por mãos invisíveis, cadeiras e mesas tiradas dos seus lugares, e uma mão fria tocou no rosto duma das meninas, percebeu-se que o que estava acontecendo eram fenômenos sobrenaturais. Certa noite, John Fox, sua esposa e as duas filhas, estavam a conversar sobre estranhos fenômenos de assombração. Catarina, então, produziu estalos com os dedos; notaram todos que alguém os repetia. Por sua vez, Margaret produziu estalos e encontrou eco.
  • 9. A FAMÍLIA FOX ➢Apavorada, a sra. Fox perguntou: “é homem ou mulher que esta batendo?”, mas não obteve resposta. Insistiu então: “É espírito? Se é espírito, bata duas vezes”. Produziram-se duas breves pancadas. Concluiu, assim, que um espírito “desencarnado” estava em comunicação com a família. ➢Segundo se diz, os próprios espíritos indicaram às irmãs Fox, em 1848, nova forma de comunicação: que os interessados se colocassem em torno de uma mesa, em cima da qual poriam as mãos; às interrogações que fizessem aos espíritos, a mesa responderia com golpes e movimentos de letras do alfabeto e de palavras.
  • 10. A FAMÍLIA FOX ➢Foi aí estabelecido um sistema de comunicação com o mundo dos espíritos, que foi batizado de telégrafo espiritual, utilizando as Mesas girantes, mesas falantes ou dança das mesas, que são um tipo de sessão espírita em que os participantes se sentam ao redor de uma mesa, colocam as mãos sobre ela e esperam que ela se movimente. ➢Essas meninas tornaram-se médiuns e durante trinta anos entregaram-se à produção de fenômenos que passaram a ser conhecidos praticamente em todo o mundo.
  • 11. A FAMÍLIA FOX: UMA FRAUDE ➢As duas irmãs Fox, tidas como “médiuns”, confessaram posteriormente que recorreram a truques e fraudes para produzir as pancadas que a mãe, muito crédula, atribuiu a um espírito do além. No dia 21 de outubro de 1888, a sra. Margaret Fox Kane, realizou pela primeira vez seu intento de, com os próprios lábios, denunciar publicamente o espiritismo e seu séqüito de truques. Apresentou-se à Academia de Música de Nova Iorque perante uma numerosa e distinta assembléia e, sem reservas, demonstrou a falsidade de tudo quanto no passado fizeram – ela e a irmã – sob o disfarce da “mediunidade espírita”.
  • 12. A FAMÍLIA FOX: UMA FRAUDE ➢“A sra. Kane (Margaret) manteve-se de pé sobre o palco; tremendo e possuída de intensos sentimentos, fez uma aberta e extremamente solene abjuração do espiritismo, enquanto a sra. Catharine Fox (Kate) Jenchensen assistia de um camarote vizinho, dando, por sua presença, inteiro assentimento a tudo que a irmã dizia”. ➢O texto dessas confissões e retratações foi publicado pela imprensa norte-americana – no New York Herald de 27/5/1888 e 10/9/1888, assim como no The World de 22/10/1888. Acha-se tal texto reproduzido em fac-símile inglês e em uma tradução portuguesa no livro de frei Boaventura Kloppenburg, O Espiritismo no Brasil, Ed. Vozes, págs. 426-447.
  • 13. KARDECISMO ➢Apesar da confissão e retratação das irmãs Fox, o estrago já estava feito: propagaram-se sessões espíritas por toda a América do Norte e Europa. Na Inglaterra, porém, a consulta aos mortos já era muito popular entre as camadas sociais mais elevadas. Por conseguinte, os médiuns norte-americanos encontraram ali solo fértil onde a semente do supersticionismo espiritista haveria de ser semeada.
  • 14. KARDECISMO ➢Na França, a figura de Allan Kardec é a principal dos arraiais espiritistas. Ele passaria para a História sob o pseudônimo de Allan Kardec – que seria o nome de um druida, supostamente sua “encarnação” anterior. Hipóllyte León Denizard Rivail nasceu às 19h00 do dia 3 de outubro de 1804, na cidade de Lião (França), e era filho de um advogado. Em 1854, interessou-se pelo fenômeno então conhecido como “Mesa Giratória”. Nos salões elegantes, após os saraus, gente da alta sociedade costumava se sentar em torno dessas mesas para, segundo acreditavam, dialogar com os espíritos.
  • 15. KARDECISMO ➢Utilizando recursos supostamente mediúnicos dos presentes, as entidades desencarnadas se manifestariam. Segundo os historiadores, o fenômeno foi a coqueluche da sociedade francesa de 1853 a 1855. Os eventos das mesas giratórias ganharam dezenas de reportagens nos jornais europeus. ➢Kardec mergulhou nesse universo por três anos, até estruturar uma doutrina que, segundo ele, unia os conhecimentos cientifico, filosófico e religioso. Ele escreveu sua obra básica, O Livro dos Espíritos, em 1857. O livro é resultado dos diálogos que Kardec supostamente dizia ter estabelecido com espíritos desencarnados nas diversas reuniões mediúnicas de que participou.
  • 16. KARDECISMO O Livro dos Espíritos serviu de base para mais oito obras de Kardec. ➢1 ) O Que é o Espiritismo (1859) ➢2 ) O Livro dos Médiuns (1861) ➢3 ) O Espiritismo em sua mais Simples Expressão (1862) ➢4 ) Refutação de Críticas ao Espiritismo (1862) ➢5 ) O Evangelho Segundo o Espiritismo (1864) ➢6 ) O Céu e o Inferno (1865) ➢7 ) A Gênese (1868) ➢8 ) Os Milagres e as Predições Segundo o Espiritismo (1868)
  • 17. KARDECISMO ➢Kardec também fundou A Revista Espírita, periódico mensal editado em vários idiomas. ➢Ele mesmo assentou as bases da “Sociedade Continuadora da Missão de Allan Kardec”. ➢Ele faleceu em 1869, aos 64 anos.
  • 18. SUBDIVISÕES DO ESPIRITISMO Embora consideremos o espiritismo igual em toda a sua maneira de ser, os próprios espíritas preferem admitir haver diferentes formas de espiritismo. Para efeito didático, o espiritismo pode ser classificado da seguinte maneira: a) Comum ✓Quiromancia ✓Cartomancia ✓Grafologia ✓Hidromancia ✓Astrologia b) Baixo ou Religiões de Possessão ✓Umbanda ✓Candomblé ✓Quimbanda
  • 19. SUBDIVISÕES DO ESPIRITISMO c) Movimentos Dissidentes ✓Racionalismo Cristão ✓Cultura Racional ✓Legião da Boa Vontade (LBV) ✓Renovação Cristã (também conhecida como Grupo Bezerra de Menezes) ✓Protestantismo de Oswaldo Polidoro ✓Ubaldistas Espiritismo Histórico ✓Kardecismo ✓Roustainguistas ✓Científicos ✓Armondistas ✓Emmanuelistas ✓Ramatistas ✓Paganizantes ✓Dialéticos ✓Transcomunicadores ✓Espiritualistas
  • 20. NO BRASIL ➢Afirma-se que a história do espiritismo no Brasil remonta ao ano de 1845, quando, no então distrito de Mata de São João, na então Província da Bahia, teriam sido registradas as primeiras manifestações. De acordo com Divaldo Pereira Franco, o ano teria sido 1849, tendo se caracterizado por um confronto entre elementos da Igreja Católica e espíritas, com a interveniência de força policial. ➢No Brasil, as ideias que darão origem ao espiritismo remontam às primeiras experiências com o chamado "fluido vital" (magnetismo animal, mesmerismo) por parte dos praticantes da homeopatia, nomeadamente os médicos Benoît Jules Mure, natural de França, e João Vicente Martins, de Portugal, que chegaram ao país em 1840 e o aplicavam em seus clientes.
  • 21. NO BRASIL ➢No período imperial, na cidade do Rio de Janeiro, então capital do Império do Brasil, as primeiras sessões espíritas foram realizadas por franceses, muitos deles exilados políticos do regime de Napoleão III de França (1852-1870), na década de 1860. "Verificamos, com satisfação que a ideia espírita faz progressos sensíveis no Rio de Janeiro, onde ela conta com numerosos representantes, fervorosos e devotados. A pequena brochura "Le Spiritisme à sa plus simple expression", publicada em língua portuguesa, contribuiu, não pouco, para ali espalhar os verdadeiros princípios da Doutrina.“ – Jornal do Comércio, 23/09/1863.
  • 22. NO BRASIL ➢Após grandes perseguições, o espiritismo ganhou força no país e consolidou-se, principalmente com o advento de médiuns famosos, como Chico Xavier, convertido ao espiritismo em 1927. ➢Chico Xavier psicografou mais de 450 livros, tendo vendido mais de 50 milhões de exemplares e sendo o escritor brasileiro de maior sucesso comercial da história, sendo indicado ao prêmio Nobel da Paz.
  • 23. NO BRASIL ➢Várias são as divisões do espiritismo brasileiro. São segmentos dele no Brasil o... ➢espiritismo kardecista, filiado à Federação Espírita Brasileira; a ➢ Legião da Boa Vontade, fundada por Alziro Elias Davi Abraão Zarur, a qual nega que Cristo tivesse corpo real e humano; ➢o Racionalismo Cristão, fundado em 1910 por Luiz de Matos, que tem uma ideia panteísta acerca de Deus; e
  • 24. NO BRASIL ➢a Cultura Racional, fundada por Manoel Jacinto Coelho em 1935, no Rio de Janeiro, e que ensina a metempsicose, que é o retorno do espírito do morto a seres inferiores; ➢a Umbanda, seita afro-brasileira; ➢o Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento, fundado em 1909 por Antônio Olívio Rodrigues, que ensina a doutrina da reencarnação; e ➢a Ordem Rosacruz, que tem uma tradição mística egípcia.
  • 25. NO BRASIL ➢Outras ramificações famosas no país são a UDV – União dos Vegetais e o Vale do Amanhecer. ➢O Centro Espírita Beneficente União do Vegetal, fundado em Janeiro de 1965 em Porto-Velho-RO, por José Gabriel da Costa – o Mestre Gabriel, é uma religião de fundamentação cristã e reencarnacionista que usa em seu ritual o Chá Hoasca (também conhecido como ayahuasca). O Chá é também chamado de Vegetal e seus discípulos o bebem, durante as sessões, para efeito de concentração mental.
  • 26. NO BRASIL ➢O Vale do Amanhecer é uma religião espiritualista cristã, criada para abrigar a Doutrina do Amanhecer, fundada em 1959 pela médium clarividente Tia Neiva. Essa espiritualidade foi trazida pelo espírito de Francisco de Assis, conhecido nessa doutrina como “Pai Seta Branca”, e por sua equipe espiritual, contendo elementos de várias outras religiões. O Vale do Amanhecer tem sede em Planaltina-DF e já conta com mais de 600 templos em todo o Brasil e em outros países.
  • 27. ATUALMENTE ➢O Espiritismo declinou no mundo todo, com exceção do Brasil, como pode ser visto no número de pessoas que participaram do 4º Congresso Espírita Mundial, realizado na França de 2 a 5 de outubro de 2004. Dos 1.780 congressistas presentes, havia o seguinte número de participantes por país:
  • 28. ATUALMENTE ➢O Espiritismo declinou no mundo todo, com exceção do Brasil, como pode ser visto no número de pessoas que participaram do 4º Congresso Espírita Mundial, realizado na França de 2 a 5 de outubro de 2004. Dos 1.780 congressistas presentes, havia o seguinte número de participantes por país:
  • 30. DOUTRINAS Cinco pontos principais resumem a doutrina básica universal do espiritismo: ➢Existência de Deus – Deus, para os espíritas, é uma inteligência cósmica responsável pela manutenção do Universo. Eles negam a existência de um Deus pessoal. ➢Existência do espírito – O homem possui um espírito ou alma, envolvido pelo perispírito, conservando a memória mesmo após a morte, assegurando identidade individual a cada pessoa. Ensinam que todos os espíritos do outro mundo nada são, a não ser as almas daqueles que têm vivido aqui na Terra.
  • 31. DOUTRINAS ➢Lei da reencarnação – Todas as criaturas, sucessivamente, vão evoluindo no plano intelectual e moral, enquanto expiam os erros do passado. Kardec definiu sua crença com esta definição: “Nascer, morrer, renascer e progredir sem cessar, tal é a lei”. ➢Lei da pluralidade de mundos – A existência de vários planetas habitados que oferecem um âmbito universal para a evolução do espírito. ➢Lei do carma ou da casualidade moral – As vidas sucessivas do espírito se interligam, dando-se a este destino condizente aos atos praticados.
  • 32. DOUTRINAS ➢Além desses cinco pontos principais, devem ser acrescentados ainda duas crenças básicas do espiritismo: 1) O aperfeiçoamento do espírito pelo sofrimento e pelas boas obras; 2) A negação da existência do Céu e do Inferno. Um outro ensino espírita absurdo é a afirmação de que o espiritismo é a terceira revelação, o qual denominam Espírito Santo.
  • 33. DOUTRINAS ➢A Bíblia refuta claramente a teoria da reencarnação. Uma vez que alguém morre, sua alma vai para um só lugar e de lá não saem até o dia da ressurreição dos mortos. ➢A Palavra de Deus declara que o homem morre uma só vez, vindo depois o Juízo (Hebreus 9.27). ➢Além disso, a salvação é obra da graça de Deus e não de obras humanas (Efésios 2.8-9; Romanos 3.20- 28; Romanos 5.1; Gálatas 2.16; 3.11; Tito 3.5).
  • 34. DOUTRINAS ➢Após a morte, o ser humano vai para o lugar que garantiu em vida, o Paraíso ou o Lugar de Tormento (Lucas 16.19-25; 34.43; 2Coríntios 5.1-8; Filipenses 1.21-23; Apocalipse 14.13). ➢Depois da morte, estando nesse Lugar (Sheol – Hades), não há a menor possibilidade de comunicação com os vivos. ➢A prática de consulta aos mortos é condenada veementemente pela Palavra de Deus (Êxodo 22.18; Levítico 19.31; Levítico 20.6; Deuteronômio 18.9-14; Isaías 8.19-20).
  • 35. DOUTRINAS ➢A Bíblia ensina que quando o homem morre, seu corpo volta para o pó e o espírito volta a Deus, para prestar contas no Juízo (Hebreus 9.27 e Eclesiastes 12.7). ➢A ideia da reencarnação diz que as almas dos mortos transmigram para que o espirito possa purificar-se evolutivamente, a fim de alcançar a felicidade plena. Ora, não há transmigração das almas dos mortos nem qualquer possibilidade de purificação ou aperfeiçoamento do espírito. Ao negarem a existência do Céu, negam, de fato, o que a Bíblia declara acerca do Céu. O Céu é representado como Morada do Altíssimo, como o Paraíso, lugar de habitação dos justos na presença de Deus (2Coríntios 12.1-4; Apocalipse 21.1 a 22.5).
  • 36. DOUTRINAS ➢A Bíblia declara acerca da existência do Inferno como um lugar de tormento onde habitam os espíritos dos ímpios, daqueles que morrem sem salvação (Mateus 5.29-30; 10.28). O Inferno é também a habitação dos anjos que se rebelaram contra o Criador (2Pedro 2.4-9).
  • 37. ADIVINHAÇÃO E PROGNOSTICAÇÃO ➢Adivinhação, ou prognosticação, consiste em predizer eventos futuros ou descobrir coisas secretas por meio de comunicação direta, ou ser por sinais ou agouros. A curiosidade humana leva muitos a consultar sobre sua sorte, porém a Bíblia as condena severamente. Deus as proíbe e as classifica entre as abominações pagãs: (Lv 19.26, 31; 22.23, 26, 27). O castigo [para os seus praticantes] era a morte. ➢Outros meios modernos de adivinhar são: jogar cartas de baralho e ver como caem; "ler" as folhas de chá no fundo da xícara; o uso da tábua de Ouija; ler a sorte na palma da mão do cliente (quiromancia, praticada pelos ciganos). A astrologia, embora não esteja ligada diretamente ao espiritismo, representa outra forma de adivinhação.
  • 38. SOBRE A BÍBLIA ➢Os espíritas não reconhecem a Bíblia como autoridade de fé ou doutrina. Baseiam sua doutrina nas "revelações". Na obra O ABC do Espiritismo, citam a pergunta: "Não se baseia a Bíblia no Espiritismo?" e respondem: "Não! O espiritismo não depende de nenhuma revelação anterior para suas credenciais e provas." Para os cristãos é pura blasfêmia o fato de colocar as revelações contraditórias do espiritismo no mesmo nível da infalível Palavra de Deus. Sobram evidências para depender somente da Revelação Bíblica na própria Bíblia. (2 Pe 1.19-21; 1 Tm 4.1,2; 2 Ts 2.3,4; Jd v.3,4; 2 Tm 3.5 etc.).
  • 39. DEUS ➢O Manual Espírita declara: "Cremos na inteligência infinita.... Por isso expressamos nossa crença em um Poder Supremo, impessoal, presente em todo lugar, manifestando-se como vida através de todas as formas organizadas da matéria, chamado por alguns, Deus, por outros, espírito, e pelos espíritas, Inteligência Infinita". Nós, os evangélicos, cremos que Deus é um ser pessoal que possui inteligência infinita, e que tem interesse por cada um de nós (Jo 3.16). Ele nos ama. A Bíblia inteira o prova! Russel Spittler disse: "Os espíritas substituem o próprio Deus por um de seus atributos. Fazem caso omisso a todos os outros atributos..." .
  • 40. JESUS CRISTO ➢Os espíritas creem que Jesus foi o melhor mestre, exemplo e médium que o mundo jamais conheceu. Creem na divindade de Cristo no mesmo sentido em que creem na divindade de todo ser humano. Não os reconhecem como divino em sentido único. Rejeitam a doutrina da Trindade. Creem que Jesus foi um dos vários salvadores vindos ao mundo.... ➢A Bíblia diz que Jesus Cristo é o único mediador entre Deus e os homens (1 Tm 2.5; At 4.12; Jo 14.6). O Unigênito Filho de Deus, eterno e coexistente com o Pai. A maioria de seus milagres eram feitos em plena luz do dia, ao ar livre, e não por invocar um "controle".
  • 41. JOÃO BATISTA E ELIAS ➢Para tentar convencer que a Bíblia apoia e valida a reencarnação, os kardecistas tem usado textos referentes a João Batista e Elias. Os textos preferidos pelos espíritas são Ml 4.5; Mt 11.11, 14; Mt 17.10-13. ➢Kardec não sabia disso, e por isso afirmou em O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. IV, 11: 19 “Se o princípio da reencarnação, expresso em São João, podia, a rigor, ser interpretado num sentido puramente místico, não podia suceder o mesmo nesta passagem de São Mateus, que é inequívoca: é ELE MESMO o Elias que deve vir; não há, aí, nem figura, nem alegoria: é uma afirmação positiva.”
  • 42. JOÃO BATISTA E ELIAS ➢Todavia, o próprio Livro dos Espíritos, na questão 150, responde que a alma tem ainda um fluído que lhe é próprio, tomado da atmosfera de seu planeta e que representa a aparência de sua última encarnação: seu perispírito. ➢Na ocasião da transfiguração de Jesus, registrada em Mateus 17.3, observamos que o Senhor conversou com Elias e também com Moisés. Neste momento da história, João Batista, ‘supostamente’ a reencarnação de Elias (como afirmam os kardecistas), já se encontrava morto, já que havia sido decapitado por ordem de Herodes, conforme Mateus 14.10.
  • 43. JOÃO BATISTA E ELIAS ➢Entende-se com base na questão 150 do Livro dos Espíritos, que quem deveria aparecer ali era João Batista, e não Elias. Fica evidente que Kardec não soube examinar o contexto profundamente antes de criar esta tese. ➢ Ademais, quando Jesus disse que Elias já veio (Mateus 17.12) e que João é o Elias que havia de vir (Mateus 11.14), falava da virtude e do paralelo ministerial de João e Elias.
  • 44. SAUL E A PITONISA DE EN-DOR ➢Apesar deste fato, registrado na Bíblia em 1 Samuel 28, não tratar especificamente sobre reencarnação, os kardecistas o tem utilizado com muita frequência para tentar defender e legitimar, através da Bíblia, a mediunidade, ou seja, a comunicação entre vivos e mortos. ➢Na passagem em questão, vemos o rei Saul procurando por uma médium (pitonisa, feiticeira), a fim de obter auxílio do profeta Samuel, que na ocasião já se encontrava morto, evidentemente.
  • 45. SAUL E A PITONISA DE EN-DOR ➢A palavra do Senhor já advertia que Deus considerava (e continua considerando) abominação a prática da consulta aos mortos, ou necromancia, como está bem claro em Deuteronômio 18.10-12. As Sagradas Escrituras registram ainda os seguintes textos que condenam tais práticas ocultistas: Isaías 8.19-21; Levítico 19.31; 20.6; Êxodo 22.18; Jeremias 27.9; 29.8; Atos 16.16. ➢ Assim como no caso de João Batista e Elias, é necessário examinar o contexto bíblico para chegar às conclusões coerentes. Desta forma, deixemos mais uma vez a Bíblia se explicar por si mesma.
  • 46. SAUL E A PITONISA DE EN-DOR ➢O grande problema para os espíritas, neste texto, está no fato de que Deus não falava mais com Saul, por conta dos seus pecados. De acordo com o v.10, Saul jurou falsamente em nome do Senhor por algo abominável aos olhos do Santo. ➢A médium demonstrou confusão e foi imprecisa quanto à figura obscura que participou da sessão. Ela não sabia quem estava lá, já que disse ter visto a Samuel (v.12), deuses que sobem da terra (v.13) e por fim um ancião envolto numa capa (v.14). Saul quem interpretou que a figura vista era de Samuel (v.14).
  • 47. SAUL E A PITONISA DE EN-DOR ➢A Bíblia nos dá parâmetros para julgar profetas e profecias (Deuteronômio 18.20-22), e as profecias do falso Samuel não passam neste exame. (ver 1 Sm 3.19-20); ➢Disse o falso Samuel, no versículo 19: “Amanhã tu e teus filhos estareis comigo” – Saul não morreu no dia seguinte (amanhã), mas cerca de 5 dias depois (1 Samuel 29.10-11; 1 Samuel 30.1; 1 Samuel 30.17); Eram cerca de oito os filhos de Saul: Jônatas, Isvi, Malquisua, Merabe, Mical (1 Samuel 14.49; 1 Crônicas 8.33), Armoni, Mefibosete (2 Samuel 21.8), Abinadabe (1 Crônicas 8.33), Is-Bosete (Esbaal – 2 Samuel 2.8).
  • 48. SAUL E A PITONISA DE EN-DOR ➢A profecia falhou, pois apenas três filhos de Saul morreram na batalha: Jônatas, Abinadabe e Melquisua (1 Samuel 31.2,6; 1 Crônicas 10.2). A profecia é tão falaciosa que Is-Bosete veio a reinar sobre Israel por um período de doze anos, cinco anos após a morte de Saul (2 Samuel 2.10; 4.7). Saul também não foi entregue aos filisteus, como disse a falsa profecia. ➢As consequências foram terríveis na vida de Saul. Por toda sua desobediência perante o Senhor e ao findar de sua vida por ter buscado auxílio de uma médium, como diz em 1 Crônicas 10.13. ➢O objetivo, portanto, do texto é demonstrar a derrocada de Saul, não validar a fala com mortos ou consulta a cartomantes.
  • 50. CONCLUSÃO ➢A doutrina espírita nasceu envolta em mentiras e falsificações. As próprias mesas girantes (sensações à época) eram truques desmascarados posteriormente, além do fato do descobrimento do efeito ideomotor, que demonstrou que o movimento das mãos dos participantes era involuntariamente produzido pelo próprio cérebro.
  • 51. CONCLUSÃO ➢Ao contrário do que eles afirmam, tal seita não é uma doutrina ou denominação cristã. ➢Enquanto crentes, devemos estar sempre atentos, conhecendo e defendendo a nossa fé (Jd 3), a fim de compartilharmos com os espíritas a salvação cabal encontrada somente em Jesus Cristo, Deus de Deus, o único nome suficiente para a redenção final de todo aquele que n’Ele crê. ➢Cada espírita, precisa abandonar a fé na reencarnação e crer no Cristo que, no juízo, ressuscitará os Seus para a vida eterna!
  • 52. REFERÊNCIAS ➢Pr. Joel Santana Apologista - Livro: O Espiritismo Kardecista E Suas Incoerências: http://prjoelapologista.blogspot.com.br/2015/06/livro-o-espiritismo-kardecista-e- suas.html ➢Wikipedia – Mesas girantes: https://pt.wikipedia.org/wiki/Mesas_girantes ➢CACP – O Espiritismo, sua origem e ramificações: http://www.cacp.org.br/o-espiritismo-sua-origem-e-ramificacoes/ ➢Wikipedia – Espiritismo: https://pt.wikipedia.org/wiki/Espiritismo ➢Centro Espírita Beneficente União do Vegetal – Quem somos: http://udv.org.br/a-uniao-do-vegetal/
  • 53. REFERÊNCIAS ➢NAPEC – Apologética Cristã - Ebook: Reencarnação e Cristianismo: água e óleo: http://www.napec.org/napec/ebook-reencarnacao-e-cristianismo-agua-e-oleo/ ➢NAPEC – Apologética Cristã - Introdução ao estudo do Espiritismo: http://www.napec.org/heresiologia/introespiritismo/ ➢Wikipedia – História do espiritismo no Brasil: https://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_do_espiritismo_no_Brasil ➢Wikipedia – Chico Xavier: https://pt.wikipedia.org/wiki/Chico_Xavier ➢Observatório Transdisciplinar das Religiões no Recife – Vale do Amanhecer: http://www.unicap.br/observatorio2/?page_id=209
  • 54. REFERÊNCIAS ➢O Amanhecer de Koatay 108 – O que é o Vale do Amanhecer: https://sites.google.com/site/oamanhecerdekoatay108/o-que-e-o-vale-do-amanhecer ➢Sola Scriptura.tt – O Espiritismo: http://solascriptura-tt.org/Seitas/Espiritismo-PlanetaEv.htm