SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
DFC NA VEIA
01. (CESPE/MTE/2013) Os pagamentos de caixa a investidores para
adquirir ou resgatar ações da entidade são classificados, na
demonstração do fluxo de caixa, como atividades de financiamento.
02. (CESPE/TELEBRÁS/2013) A conversão de debêntures em
ações deve ser apresentada como atividade de financiamento na
demonstração dos fluxos de caixa da sociedade que as emitiu.
03. (CESPE/TELEBRÁS/2013) A redução do saldo da conta
fornecedores, do passivo circulante, decorrente do pagamento de
bens e serviços adquiridos a prazo, trará reflexos no valor do caixa
líquido das atividades de financiamento.
04. (CESPE/TELEBRÁS/2013) Os fluxos de caixa decorrentes de
imposto de renda se classificam como fluxos de caixa operacionais e
jamais se admite outra classificação para essas movimentações.
05. (CESPE/TELEBRÁS/2013) Nas instituições financeiras, os
juros recebidos são geralmente classificados como fluxos de caixa
operacional, enquanto nas instituições não financeiras esses juros
podem ser classificados como fluxos de caixa operacional ou como
fluxos de caixa de investimento.
06. (CESPE/TRT/10/2013) Os recursos recebidos pela emissão de
debêntures são classificados como oriundos da atividade
operacional ao se elaborar o fluxo de caixa da empresa.
07. (CESPE/MPU/2015) A montagem do fluxo de caixa deve levar em conta
o rigor das normas internacionais, não se admitindo o registro de fluxos
virtuais de caixa; portanto, recomenda-se que, na operação de desconto de
duplicatas, seja considerado o recebimento do valor líquido descontado
pelo banco como uma entrada classificada entre as atividades operacionais
08. (CESPE/TRT/10/2013) Os recursos recebidos pela emissão de
debêntures são classificados como oriundos da atividade operacional ao se
elaborar o fluxo de caixa da empresa.
09. (CESPE/TJ/AC/2012) Para as entidades obrigadas à apresentação da
DFC que optarem pelo uso do método direto, é recomendável a
apresentação da conciliação entre o lucro líquido e o fluxo de caixa líquido
das atividades operacionais.
10.(ESAF/AFRFB/2014) O lucro obtido na Venda de Imobilizado e o
Resultado de Equivalência Patrimonial representam, na Demonstração dos
Fluxos de Caixa (DFC):
a) ingresso de caixa na atividade de investimento.
b) aumento de atividades operacionais.
c),ajustes do resultado na elaboração da DFC.
d) ingressos por Receita Operacional.
e) aumento de investimentos.
11. (FGV/CUIABA/2016) De acordo com as normas contábeis vigentes no
Brasil, assinale a opção que indica a correta classificação contábil das
perdas estimadas em contas a receber.
a) Redutora da receita de vendas na Demonstração do Resultado do
Exercício.
b) Passivo no Balanço Patrimonial.
c) Atividade Operacional na Demonstração dos Fluxos de Caixa (método
direto).
d) Ajuste positivo no lucro líquido na conciliação entre o lucro e o caixa na
Demonstração dos Fluxos de Caixa (método indireto).
e) Distribuição do valor adicionado para financiadores na Demonstração do
Valor Adicionado.
12. (IDECAN/2016) Uma empresa observou durante o mês de janeiro de
2014, os seguintes fatos:
Venda de estoque à vista: R$ 50.000,00;
Pagamento do ativo imobilizado que havia sido adquirido em novembro de 2013: R$ 20.000,00;
Reconhecimento e provisionamento da despesa de salários: R$ 3.000,00;
Aumento de capital social pelos sócios da empresa em dinheiro: R$ 40.000,00;
Contratação de empréstimo junto ao banco: R$ 50.000,00;
Compra de estoque para pagamento em fevereiro de 2014: R$ 30.000,00;
Empréstimo concedido a terceiros: R$ 12.000,00;
Compra de material de escritório à vista para ser utilizado no semestre: R$ 6.000,00;
Pagamento de dívida com fornecedor: R$ 4.000,00; e,
Depreciação dos ativos imobilizados: R$ 6.000,00.
Com base nas informações anteriores e no Pronunciamento CPC 03 –
Demonstração dos Fluxos de Caixa, os fluxos de caixa gerados ou
consumidos pelas atividades operacional, de investimento e de
financiamento (em Reais), em janeiro de 2014, foram, respectivamente,
de
a) 40.000; zero; e, 58.000.
b) 37.000; 38.000; e, 20.000.
c) 40.000; –12.000; e, 70.000.
d) 40.000; –32.000;e, 90.000.
e) 37.000; –32.000;e, 90.000.
13. (FGV/DP/MT/2015) Uma empresa apresentava, em 01/01/2013,o
seguinte balanço patrimonial:
Em 2013 a empresa vendeu o terreno por R$ 4.000,00 à vista e pagou
imposto de renda de 34% sobre o lucro. Considerando apenas essa
transação, assinale a opção que indica o valor que foi gerado pela
atividade de investimento na DFC
2013.
(A) R$1.360,00.
(B) R$1.980,00.
(C) R$2.640,00.
(D) R$2.980,00.
(E) R$4.000,00.
14.(FCC/TRT/2017) Conforme mostras a tabela abaixo as Contas de
Resultado da Cia Azul nos períodos de 2014/2015 foram:
Levando em conta os dados fornecidos, na identificação do valor do
Resultado Ajustado a ser considerado na elaboração da Demonstração
do Fluxo de Caixa, pelo Modelo Indireto, relativos aos dois períodos,
pode-se afirmar que o valor
(A) do resultado ajustado, em 2015, é R$ 52.000.
(B) final ajustado apurado, em 2015, é R$ 36.000.
(C) apurado, em 2014, é menor que o do exercício de 2015.
(D) do resultado ajustado, em 2015, é R$ 45.000.
(E) do resultado ajustado, em 2014, é R$ 34.500.
15(FCC/SEFAZ/PI/2015) Os Balanços Patrimoniais da Empresa
Internacional S.A. em 31/12/2012 e 31/12/2013 e a Demonstração
do Resultado para o ano de 2013 são apresentados a seguir
(valores em reais):
Informações Adicionais:
− Os investimentos são avaliados pelo Método de Custo.
− Todos os veículos existentes em 31/12/2012 foram vendidos em
30/06/2013. A taxa de depreciação destes bens era 10% ao ano.
− O aumento de capital foi efetuado com a entrega de veículos no valor
de R$ 20.000,00 e o restante em dinheiro.
− Os empréstimos existentes em 31/12/2012 foram integralmente pagos
em 01/01/2013.
− As despesas financeiras são pagas no próprio período a que
competem. A empresa classifica os pagamentos de juros como
operacionais.
O valor correspondente ao caixa gerado pelas Atividades Operacionais no
ano de 2013 foi, em reais:
(A) 20.000,00
(B) 25.000,00
(C) 55.000,00
(D) 50.000,00
(E) 17.000,00
(FCC/TCE/CE/2015) Os Balanços Patrimoniais em 31/12/2013 e
31/12/2014 e a Demonstração do Resultado do ano 2014 da empresa
Armas da Paz S.A. são apresentados nos dois quadros a seguir (Valores
em reais):
Sabe-se que, no ano de 2014,
− a empresa não vendeu participações em outras empresas e
equipamentos;
− os imóveis foram vendidos à vista em 02/01/2014;
− a empresa pagou metade das despesas financeiras, mas não houve
pagamento de principal dos empréstimos;
− a empresa classifica os pagamentos de despesas financeiras nas
atividades operacionais.
Os valores correspondentes ao caixa consumido ou gerado pelas
Atividades Operacionais, Atividades de Investimento e Atividades de
Financiamento em 2014 foram respectivamente, em reais,
(A) 24.000 (negativo), 104.000 (negativo) e 376.000 (positivo).
(B) 4.000 (negativo) e 84.000 (negativo) e 336.000 (positivo).
(C) 44.000 (negativo), 84.000 (negativo) e 386.000 (positivo).
(D) 44.000 (negativo), 84.000 (negativo) e 376.000 (positivo).
(E) 4.000 (positivo), 124.000 (positivo) e 376.000 (negativo).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercicios contabilidade ex contabadm1
Exercicios contabilidade ex contabadm1Exercicios contabilidade ex contabadm1
Exercicios contabilidade ex contabadm1
capitulocontabil
 
Exercicios+sobre+avaliação+de+investimentos+com+respostas
Exercicios+sobre+avaliação+de+investimentos+com+respostasExercicios+sobre+avaliação+de+investimentos+com+respostas
Exercicios+sobre+avaliação+de+investimentos+com+respostas
vanessacavalcantii
 
Contabilidade i exercicio 08 patrimonio
Contabilidade i   exercicio 08 patrimonioContabilidade i   exercicio 08 patrimonio
Contabilidade i exercicio 08 patrimonio
apostilacontabil
 
Exercicios contabilidade exercicioscap 3
Exercicios contabilidade exercicioscap 3Exercicios contabilidade exercicioscap 3
Exercicios contabilidade exercicioscap 3
capitulocontabil
 
Exercicios contabilidade 01 gabarito
Exercicios contabilidade 01 gabaritoExercicios contabilidade 01 gabarito
Exercicios contabilidade 01 gabarito
capitulocontabil
 
Exercício resolvido demonstrações[1]
Exercício resolvido demonstrações[1]Exercício resolvido demonstrações[1]
Exercício resolvido demonstrações[1]
Gabriel Medeiros
 
Exercicio 28.10 resolvido
Exercicio 28.10 resolvidoExercicio 28.10 resolvido
Exercicio 28.10 resolvido
Claudio Parra
 
Transferencia uff 2006_ciencias_contabeis
Transferencia uff 2006_ciencias_contabeisTransferencia uff 2006_ciencias_contabeis
Transferencia uff 2006_ciencias_contabeis
zeramento contabil
 
Contabilidade i exercicio classificar os elementos
Contabilidade i   exercicio classificar os elementosContabilidade i   exercicio classificar os elementos
Contabilidade i exercicio classificar os elementos
apostilacontabil
 
Contabilização_01_alunos
Contabilização_01_alunosContabilização_01_alunos
Contabilização_01_alunos
Claudio Parra
 
Contabilidade i exercício 11 - re balancete razonete bp re
Contabilidade i   exercício 11 - re balancete razonete bp reContabilidade i   exercício 11 - re balancete razonete bp re
Contabilidade i exercício 11 - re balancete razonete bp re
apostilacontabil
 
Balanço patrimonial
Balanço patrimonialBalanço patrimonial
Balanço patrimonial
contacontabil
 
Contabilidade exercício resolvido
Contabilidade exercício resolvidoContabilidade exercício resolvido
Contabilidade exercício resolvido
zeramento contabil
 
Exercicios contabilidade exercicioscap 4
Exercicios contabilidade exercicioscap 4Exercicios contabilidade exercicioscap 4
Exercicios contabilidade exercicioscap 4
capitulocontabil
 

Mais procurados (20)

Exercicios contabilidade ex contabadm1
Exercicios contabilidade ex contabadm1Exercicios contabilidade ex contabadm1
Exercicios contabilidade ex contabadm1
 
Exercicios+sobre+avaliação+de+investimentos+com+respostas
Exercicios+sobre+avaliação+de+investimentos+com+respostasExercicios+sobre+avaliação+de+investimentos+com+respostas
Exercicios+sobre+avaliação+de+investimentos+com+respostas
 
Contabilidade i exercicio 08 patrimonio
Contabilidade i   exercicio 08 patrimonioContabilidade i   exercicio 08 patrimonio
Contabilidade i exercicio 08 patrimonio
 
Bp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidosBp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidos
 
Exercicios contabilidade exercicioscap 3
Exercicios contabilidade exercicioscap 3Exercicios contabilidade exercicioscap 3
Exercicios contabilidade exercicioscap 3
 
Exercicios contabilidade 01 gabarito
Exercicios contabilidade 01 gabaritoExercicios contabilidade 01 gabarito
Exercicios contabilidade 01 gabarito
 
Exercício resolvido demonstrações[1]
Exercício resolvido demonstrações[1]Exercício resolvido demonstrações[1]
Exercício resolvido demonstrações[1]
 
RAZONETE+RAZÃO+BP+DRE .:. www.tc58n.wordpress.com
RAZONETE+RAZÃO+BP+DRE .:. www.tc58n.wordpress.comRAZONETE+RAZÃO+BP+DRE .:. www.tc58n.wordpress.com
RAZONETE+RAZÃO+BP+DRE .:. www.tc58n.wordpress.com
 
Exercicio 9 a
Exercicio 9 aExercicio 9 a
Exercicio 9 a
 
Exercicio 28.10 resolvido
Exercicio 28.10 resolvidoExercicio 28.10 resolvido
Exercicio 28.10 resolvido
 
Transferencia uff 2006_ciencias_contabeis
Transferencia uff 2006_ciencias_contabeisTransferencia uff 2006_ciencias_contabeis
Transferencia uff 2006_ciencias_contabeis
 
Contabilidade i exercicio classificar os elementos
Contabilidade i   exercicio classificar os elementosContabilidade i   exercicio classificar os elementos
Contabilidade i exercicio classificar os elementos
 
Contabilização_01_alunos
Contabilização_01_alunosContabilização_01_alunos
Contabilização_01_alunos
 
Contabilidade i exercício 11 - re balancete razonete bp re
Contabilidade i   exercício 11 - re balancete razonete bp reContabilidade i   exercício 11 - re balancete razonete bp re
Contabilidade i exercício 11 - re balancete razonete bp re
 
Balanço patrimonial
Balanço patrimonialBalanço patrimonial
Balanço patrimonial
 
Contabilidade exercício resolvido
Contabilidade exercício resolvidoContabilidade exercício resolvido
Contabilidade exercício resolvido
 
Senac ges..
Senac ges..Senac ges..
Senac ges..
 
Balancetes e razonetes cap 82
Balancetes e razonetes cap 82Balancetes e razonetes cap 82
Balancetes e razonetes cap 82
 
Exercicios razonetes e balancetes 1
Exercicios razonetes e balancetes 1Exercicios razonetes e balancetes 1
Exercicios razonetes e balancetes 1
 
Exercicios contabilidade exercicioscap 4
Exercicios contabilidade exercicioscap 4Exercicios contabilidade exercicioscap 4
Exercicios contabilidade exercicioscap 4
 

Semelhante a DFC - SILVIO SANDE

Prova comentada Auditoria Governamental TCE-CE
Prova comentada Auditoria Governamental TCE-CEProva comentada Auditoria Governamental TCE-CE
Prova comentada Auditoria Governamental TCE-CE
Estratégia Concursos
 
A2 cco6 laboratorio_de_gestao_contabil_tema_1_impressao
A2 cco6 laboratorio_de_gestao_contabil_tema_1_impressaoA2 cco6 laboratorio_de_gestao_contabil_tema_1_impressao
A2 cco6 laboratorio_de_gestao_contabil_tema_1_impressao
Roberta Faria
 
Aula ii - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Aula  ii - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioliAula  ii - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Aula ii - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Neon Online
 
Prova exa.. (1)
Prova exa.. (1)Prova exa.. (1)
Prova exa.. (1)
BSuelly
 
Contabilidade resolvida comentada
Contabilidade resolvida comentadaContabilidade resolvida comentada
Contabilidade resolvida comentada
simuladocontabil
 
Simulado ate fiscal-contabil
Simulado ate fiscal-contabilSimulado ate fiscal-contabil
Simulado ate fiscal-contabil
Neon Online
 
Extinção de sociedade balanço de liquidação
Extinção de sociedade   balanço de liquidaçãoExtinção de sociedade   balanço de liquidação
Extinção de sociedade balanço de liquidação
Alexandra Morales
 
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
simuladocontabil
 
Contabilidade geral exerc 9
Contabilidade geral exerc 9Contabilidade geral exerc 9
Contabilidade geral exerc 9
J M
 
Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00
apostilacontabil
 
Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00
apostilacontabil
 

Semelhante a DFC - SILVIO SANDE (20)

Prova comentada Auditoria Governamental TCE-CE
Prova comentada Auditoria Governamental TCE-CEProva comentada Auditoria Governamental TCE-CE
Prova comentada Auditoria Governamental TCE-CE
 
Simulado Contabilidade Receita Federal
Simulado Contabilidade Receita FederalSimulado Contabilidade Receita Federal
Simulado Contabilidade Receita Federal
 
A2 cco6 laboratorio_de_gestao_contabil_tema_1_impressao
A2 cco6 laboratorio_de_gestao_contabil_tema_1_impressaoA2 cco6 laboratorio_de_gestao_contabil_tema_1_impressao
A2 cco6 laboratorio_de_gestao_contabil_tema_1_impressao
 
Aula ii - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Aula  ii - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioliAula  ii - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Aula ii - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
 
Prova exa.. (1)
Prova exa.. (1)Prova exa.. (1)
Prova exa.. (1)
 
100 questoes comentadas contabilidade
100 questoes comentadas contabilidade100 questoes comentadas contabilidade
100 questoes comentadas contabilidade
 
Prova 2010 1 com resposta
Prova 2010 1 com respostaProva 2010 1 com resposta
Prova 2010 1 com resposta
 
Contabilidade resolvida comentada
Contabilidade resolvida comentadaContabilidade resolvida comentada
Contabilidade resolvida comentada
 
Simulado ate fiscal-contabil
Simulado ate fiscal-contabilSimulado ate fiscal-contabil
Simulado ate fiscal-contabil
 
Extinção de sociedade balanço de liquidação
Extinção de sociedade   balanço de liquidaçãoExtinção de sociedade   balanço de liquidação
Extinção de sociedade balanço de liquidação
 
Simulado CONTABILIDADE ISS RECIFE
Simulado CONTABILIDADE ISS RECIFESimulado CONTABILIDADE ISS RECIFE
Simulado CONTABILIDADE ISS RECIFE
 
Simulado AFTE - Rio Grande do Sul
Simulado AFTE - Rio Grande do SulSimulado AFTE - Rio Grande do Sul
Simulado AFTE - Rio Grande do Sul
 
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
 
Contabilidade geral exerc 9
Contabilidade geral exerc 9Contabilidade geral exerc 9
Contabilidade geral exerc 9
 
Contabilidade em Exercícios ESAF _ Bateria 1
Contabilidade em Exercícios ESAF _ Bateria 1Contabilidade em Exercícios ESAF _ Bateria 1
Contabilidade em Exercícios ESAF _ Bateria 1
 
Questões de contabilidade para concursos !!!
Questões de contabilidade para concursos !!!Questões de contabilidade para concursos !!!
Questões de contabilidade para concursos !!!
 
Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00
 
Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00
 
Palestra capital de giro
Palestra capital de giroPalestra capital de giro
Palestra capital de giro
 
Contabilidade para não contadores
Contabilidade para não contadoresContabilidade para não contadores
Contabilidade para não contadores
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 

DFC - SILVIO SANDE

  • 2. 01. (CESPE/MTE/2013) Os pagamentos de caixa a investidores para adquirir ou resgatar ações da entidade são classificados, na demonstração do fluxo de caixa, como atividades de financiamento. 02. (CESPE/TELEBRÁS/2013) A conversão de debêntures em ações deve ser apresentada como atividade de financiamento na demonstração dos fluxos de caixa da sociedade que as emitiu.
  • 3. 03. (CESPE/TELEBRÁS/2013) A redução do saldo da conta fornecedores, do passivo circulante, decorrente do pagamento de bens e serviços adquiridos a prazo, trará reflexos no valor do caixa líquido das atividades de financiamento. 04. (CESPE/TELEBRÁS/2013) Os fluxos de caixa decorrentes de imposto de renda se classificam como fluxos de caixa operacionais e jamais se admite outra classificação para essas movimentações.
  • 4. 05. (CESPE/TELEBRÁS/2013) Nas instituições financeiras, os juros recebidos são geralmente classificados como fluxos de caixa operacional, enquanto nas instituições não financeiras esses juros podem ser classificados como fluxos de caixa operacional ou como fluxos de caixa de investimento. 06. (CESPE/TRT/10/2013) Os recursos recebidos pela emissão de debêntures são classificados como oriundos da atividade operacional ao se elaborar o fluxo de caixa da empresa.
  • 5. 07. (CESPE/MPU/2015) A montagem do fluxo de caixa deve levar em conta o rigor das normas internacionais, não se admitindo o registro de fluxos virtuais de caixa; portanto, recomenda-se que, na operação de desconto de duplicatas, seja considerado o recebimento do valor líquido descontado pelo banco como uma entrada classificada entre as atividades operacionais 08. (CESPE/TRT/10/2013) Os recursos recebidos pela emissão de debêntures são classificados como oriundos da atividade operacional ao se elaborar o fluxo de caixa da empresa. 09. (CESPE/TJ/AC/2012) Para as entidades obrigadas à apresentação da DFC que optarem pelo uso do método direto, é recomendável a apresentação da conciliação entre o lucro líquido e o fluxo de caixa líquido das atividades operacionais.
  • 6. 10.(ESAF/AFRFB/2014) O lucro obtido na Venda de Imobilizado e o Resultado de Equivalência Patrimonial representam, na Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC): a) ingresso de caixa na atividade de investimento. b) aumento de atividades operacionais. c),ajustes do resultado na elaboração da DFC. d) ingressos por Receita Operacional. e) aumento de investimentos.
  • 7. 11. (FGV/CUIABA/2016) De acordo com as normas contábeis vigentes no Brasil, assinale a opção que indica a correta classificação contábil das perdas estimadas em contas a receber. a) Redutora da receita de vendas na Demonstração do Resultado do Exercício. b) Passivo no Balanço Patrimonial. c) Atividade Operacional na Demonstração dos Fluxos de Caixa (método direto). d) Ajuste positivo no lucro líquido na conciliação entre o lucro e o caixa na Demonstração dos Fluxos de Caixa (método indireto). e) Distribuição do valor adicionado para financiadores na Demonstração do Valor Adicionado.
  • 8. 12. (IDECAN/2016) Uma empresa observou durante o mês de janeiro de 2014, os seguintes fatos: Venda de estoque à vista: R$ 50.000,00; Pagamento do ativo imobilizado que havia sido adquirido em novembro de 2013: R$ 20.000,00; Reconhecimento e provisionamento da despesa de salários: R$ 3.000,00; Aumento de capital social pelos sócios da empresa em dinheiro: R$ 40.000,00; Contratação de empréstimo junto ao banco: R$ 50.000,00; Compra de estoque para pagamento em fevereiro de 2014: R$ 30.000,00; Empréstimo concedido a terceiros: R$ 12.000,00; Compra de material de escritório à vista para ser utilizado no semestre: R$ 6.000,00; Pagamento de dívida com fornecedor: R$ 4.000,00; e, Depreciação dos ativos imobilizados: R$ 6.000,00.
  • 9. Com base nas informações anteriores e no Pronunciamento CPC 03 – Demonstração dos Fluxos de Caixa, os fluxos de caixa gerados ou consumidos pelas atividades operacional, de investimento e de financiamento (em Reais), em janeiro de 2014, foram, respectivamente, de a) 40.000; zero; e, 58.000. b) 37.000; 38.000; e, 20.000. c) 40.000; –12.000; e, 70.000. d) 40.000; –32.000;e, 90.000. e) 37.000; –32.000;e, 90.000.
  • 10. 13. (FGV/DP/MT/2015) Uma empresa apresentava, em 01/01/2013,o seguinte balanço patrimonial: Em 2013 a empresa vendeu o terreno por R$ 4.000,00 à vista e pagou imposto de renda de 34% sobre o lucro. Considerando apenas essa transação, assinale a opção que indica o valor que foi gerado pela atividade de investimento na DFC 2013. (A) R$1.360,00. (B) R$1.980,00. (C) R$2.640,00. (D) R$2.980,00. (E) R$4.000,00.
  • 11. 14.(FCC/TRT/2017) Conforme mostras a tabela abaixo as Contas de Resultado da Cia Azul nos períodos de 2014/2015 foram:
  • 12. Levando em conta os dados fornecidos, na identificação do valor do Resultado Ajustado a ser considerado na elaboração da Demonstração do Fluxo de Caixa, pelo Modelo Indireto, relativos aos dois períodos, pode-se afirmar que o valor (A) do resultado ajustado, em 2015, é R$ 52.000. (B) final ajustado apurado, em 2015, é R$ 36.000. (C) apurado, em 2014, é menor que o do exercício de 2015. (D) do resultado ajustado, em 2015, é R$ 45.000. (E) do resultado ajustado, em 2014, é R$ 34.500.
  • 13. 15(FCC/SEFAZ/PI/2015) Os Balanços Patrimoniais da Empresa Internacional S.A. em 31/12/2012 e 31/12/2013 e a Demonstração do Resultado para o ano de 2013 são apresentados a seguir (valores em reais):
  • 14.
  • 15. Informações Adicionais: − Os investimentos são avaliados pelo Método de Custo. − Todos os veículos existentes em 31/12/2012 foram vendidos em 30/06/2013. A taxa de depreciação destes bens era 10% ao ano. − O aumento de capital foi efetuado com a entrega de veículos no valor de R$ 20.000,00 e o restante em dinheiro. − Os empréstimos existentes em 31/12/2012 foram integralmente pagos em 01/01/2013. − As despesas financeiras são pagas no próprio período a que competem. A empresa classifica os pagamentos de juros como operacionais. O valor correspondente ao caixa gerado pelas Atividades Operacionais no ano de 2013 foi, em reais: (A) 20.000,00 (B) 25.000,00 (C) 55.000,00 (D) 50.000,00 (E) 17.000,00
  • 16. (FCC/TCE/CE/2015) Os Balanços Patrimoniais em 31/12/2013 e 31/12/2014 e a Demonstração do Resultado do ano 2014 da empresa Armas da Paz S.A. são apresentados nos dois quadros a seguir (Valores em reais):
  • 17.
  • 18. Sabe-se que, no ano de 2014, − a empresa não vendeu participações em outras empresas e equipamentos; − os imóveis foram vendidos à vista em 02/01/2014; − a empresa pagou metade das despesas financeiras, mas não houve pagamento de principal dos empréstimos; − a empresa classifica os pagamentos de despesas financeiras nas atividades operacionais. Os valores correspondentes ao caixa consumido ou gerado pelas Atividades Operacionais, Atividades de Investimento e Atividades de Financiamento em 2014 foram respectivamente, em reais, (A) 24.000 (negativo), 104.000 (negativo) e 376.000 (positivo). (B) 4.000 (negativo) e 84.000 (negativo) e 336.000 (positivo). (C) 44.000 (negativo), 84.000 (negativo) e 386.000 (positivo). (D) 44.000 (negativo), 84.000 (negativo) e 376.000 (positivo). (E) 4.000 (positivo), 124.000 (positivo) e 376.000 (negativo).