SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
                    UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
                      FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS
                PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTABILIDADE
                    Rua da Paz S?N Graça. Salvador – BA CEP 40 150 140
                      Tel.: (0** 71) 3283 9055 Fax: (0** 71) 3263 7568



     MESTRADO EM CONTABILIDADE

 CADERNO DE PROVA                  INSTRUÇÕES

1) O CARTÃO DE RESPOSTAS não será substituído.
2) A DURAÇÃO DA PROVA: 04 horas, incluído o tempo para preenchimento do
   CARTÃO DE RESPOSTAS.
3) Neste caderno, as questões de múltipla escolha estão enumeradas de 01 a 15,
   seguindo-se a cada uma 5 (cinco) opções (respostas), precedidas das letras a,
   b, c, d, e e;
4) No CARTÃO DE RESPOSTAS MÚLTIPLA ESCOLHA, as questões estão
   representadas por seus respectivos números. Preencha FORTEMENTE, com
   caneta esferográfica (tinta azul ou preta), toda a área correspondente à opção
   de sua escolha, sem ultrapassar seus limites.
5) Não amasse nem dobre o CARTÃO DE RESPOSTAS; evite usar borracha.
6) Será anulada a questão de múltipla escolha cuja resposta contiver emenda ou
   rasura, ou para a qual for assinalada mais de uma opção.
7) Ao receber a ordem do Fiscal de Sala, confira este CADERNO com muita
   atenção, pois qualquer reclamação sobre o total de questões e/ou falhas na
   impressão não será aceita depois de iniciada a prova.
8) Durante a prova, não será admitida qualquer espécie de consulta ou
   comunicação entre os candidatos, tampouco a permanência de aparelho
   celular ligado.
9) Entregue o CARTÃO DE RESPOSTAS, ao Fiscal de Sala, quando de sua
   saída, que não poderá ocorrer antes de decorrida uma hora do início da prova;
   a não-observância dessa exigência acarretará a sua exclusão do concurso.
10) O resultado será divulgado, no máximo, amanhã pela manhã, as entrevistas
    dos selecionados será realizada nos dias 11 e 12 de dezembro 2009.
01- A Cia. Siderúrgica Fortaleza apurou, no exercício de 200X,
um lucro de R$ 1.200.000,00, antes de promover qualquer destinação.
Conforme estabeleciam os estatutos sociais da referida empresa, o dividendo
obrigatório foi de 30% sobre o lucro. Como não poderia deixar de ocorrer, o
Imposto de Renda também ficou com 30%. Para os empregados, foram
destinados apenas 80.000,00. A participação dos diretores foi de 10%. A
Reserva Legal foi constituída na forma da lei.
Nestas circunstâncias, o montante distribuído a título de dividendos foi:

a) R$ 176.940,00.
b) R$ 183.096,00
c) R$ 194.940,00.
d) R$ 211.680,00.
e) R$ 201.096,00.

Considere as seguintes informações para responder às questões de números
02 a 04:


Ativo                     Cia. Guará (31/12//X0)    Cia. Guarani (31/12/X0)
Bancos c/ Movimento       306.000,00                180.000,00
Clientes                  450.000,00                350.000,00
Estoques                  370.000,00                160.000,00
Investimento Cia. Tupi    174.000,00                -
Imobilizado               710.000,00                210.000,00
Total do Ativo            2.010.000,00              900.000,00
Passivo                   Cia. Guará                Cia. Guarani
Fornecedores              480.000,00                250.000,00
Contas a Pagar            450.000,00                350.000,00
Capital                   600.000,00                210.000,00
Reservas                  480.000,00                  90.000,00
Total do Passivo          2.010.000,00              900.000,00

A Cia. Guará é detentora de 70% das ações de que se constitui o capital social
da Cia. Guarani. No exercício considerado, a Cia. Guarani vendeu mercadorias
no valor de R$ 300.000,00 para sua controladora, obtendo um lucro de 20%
sobre o preço de venda. Esta operação foi efetuada a prazo e o vencimento da
respectiva duplicata ocorrerá no curso do exercício seguinte. Até 31/12/X0, a
controladora vendeu apenas 40% do lote adquirido da Cia. Guarani.

02. No balanço consolidado, o valor do Ativo é:

(A) 2.400.000,00
(B) 1.536.000,00
(C) 1.800.000,00
(D) 1.710.000,00
(E))1.884.000,00
03. O valor da participação dos minoritários a ser evidenciado no Balanço
Consolidado é:

(A) 240.000,006060
(B) 60.000,00
(C) 90.000,00
(D) 264.000,00
(E) 276.000,00


04. Após a consolidação dos balanços, o Patrimônio Líquido assume o
seguinte valor:

(A) 1.380.000,00
(B) 1.180.000,00
(C) 1.290.000,00
(D) 1.206.000,00
(E)) 1.080.000,00


Para responder às questões de números 05 e 06, considere os seguintes
dados:


I - Demonstrações contábeis publicadas pela Cia. Tamandaré, em reais:

Ativo                   31/12/2005        31/12/2006   Passivo        31/12/2005   31/12/2006
Caixa                   9.000,00          19.000,00    Fornecedores   17.000,00    28.000,00
Clientes                17.000,00         35.000,00    Prov. Imp.     3.000,00     2.000,00
                                                       Renda
Provisão para           (2.000,00)        (5.000,00)
Devedores
Duvidosos
Duplicatas                                (8.000,00)   Salários a     26.000,00    14.000,00
descontadas                                            Pagar
Estoques                21.000,00         26.000,00    Dividendos     1.000,00     3.000,00
Desp.                   7.000,00          11.000,00    Empréstimo     35.000,00    50.000,00
Antecipada/Seguro
Imobilizado liquido     43.000,00         53.000,00    Capital        10.000,00    27.000,00
                                                       Lucros         3.000,00     7.000,00
                                                       Acumulados
Total do Ativo          95.000,00         131.000,00   Total do       95.000,00    131.000,00
                                                       Passivo

II- Demonstração do Resultado – 31/12/2006

Vendas ................................ 70.000,00
CMV ................................. (30.000,00)
Lucro Bruto ....................... 40.000,00
Despesas de Salários ........................... (19.000,00)
Depreciação ......................................... (2.000,00)
Despesas financeiras ............................ (3.000,00)
Despesas de seguros ............................ (2.000,00)
Despesas c/ Devedores Duvidosos....... (5.000,00)
Lucro antes do IR ................................ 9.000,00
Prov. para IR ........................................ (2.000,00)
Lucro Líquido ........................................ 7.000,00

III - Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido - 2006

                                          Capital                   L. Acum.        Total
Saldo em Dez. 05                         10.000,00                  3.000,00     13.000,00
Aumento capital                          17.000,00                               17.000,00
Lucro do exercício                                                   7.000,00     7.000,00
Dividendos                                                          (3.000,00)   (3.000,00)
Saldo em Dez. 06                         27.000,00                   7.000,00    34.000,00

05- Na Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC), elaborada pelo método direto, o valor
dos Pagamentos efetuados a Fornecedores é:

  A)   49.000,00
  B)   19.000,00
  C)   35.000,00
  D)   24.000,00
  E)   47.000,00

06- O valor de ingresso no Fluxo de Caixa, em 2006, decorrente das Vendas é:

A)   52.000,00
B)   48.000,00
C)   50.000,00
D)   18.000,00
E)   87.000,00

07- Assinale a alternativa que não se coaduna com as disposições legais referentes ao
arrendamento mercantil.
A) Ao contrário do que se verifica com outros ativos, os arrendamentos
mercantis de terrenos e edifícios só podem ser classificados como
arrendamentos operacionais.
 B) Certos custos, como os de negociação e os de garantia de acordos de
 arrendamento mercantil, se identificados como diretamente atribuíveis às
 atividades executadas pelo arrendatário, devem ser adicionados ao ativo.
 C) Um arrendamento mercantil financeiro pode dar origem a uma despesa de
 depreciação a ser registrada na contabilidade do arrendatário.
 D) Os pagamentos da prestação do arrendamento mercantil de natureza operacional
    devem ser reconhecidos como despesa em base linear durante o prazo do
    arrendamento, exceto se outra base sistemática for mais representativa do modelo
    temporal do benefício do usuário.
 E) Num arrendamento de natureza financeira, as prestações a serem recebidas pelo
arrendador devem ser tratadas em sua contabilidade como amortização de capital e
receita financeira para reembolsá-lo e recompensá-lo pelo investimento e serviços.


8- Em relação à Demonstração do Valor Adicionado, é correto afirmar que:

     A)   Nos valores dos custos dos produtos e mercadorias vendidos, devem ser
          considerados os tributos incluídos no momento das compras, sejam eles
          recuperáveis ou não.
     B)   Quando negativo, o Resultado da Equivalência Patrimonial não deve ser
          considerado no cômputo do valor adicionado.
     C)   Receitas financeiras, exceto as resultantes de variações cambiais ativas, devem
          ser consideradas como valor adicionado por terceiros.
     D)   Os aluguéis pagos ou creditados a terceiros não devem ser tratados na DVA
          como Remuneração de Capitais de Terceiros.
     E)   Os dividendos distribuídos, inclusive os que se baseiam em lucros acumulados
          de exercícios anteriores, devem ser apresentados na DVA como remuneração de
          capitais próprios.

9- Em relação aos critérios que devem ser observados quando da apuração
do Ajuste a Valor Presente de elementos do ativo e do passivo, é correto
afirmar que:

A) As reversões dos ajustes a valor presente dos ativos e passivos monetários nunca
   podem ser apropriadas como receitas ou despesas operacionais.
B) Para fins de desconto a valor presente de ativos e passivos, a taxa a ser aplicada
   não deve ser líquida de efeitos fiscais, e, sim, antes dos impostos.
C) Juros embutidos não devem ser expurgados do custo de aquisição das mercadorias
   e apropriados pela fluência do prazo.
D) A aplicação do conceito de ajuste a valor presente tem por objetivo equiparar o
   ativo ou o passivo a seu valor justo.
E) O Ajuste a Valor Presente vem em substituição à antiga Reavaliação de
   Ativos, com a vantagem adicional de não exercer nenhum efeito sobre o
   Patrimônio Líquido da entidade.



10- Considerando o que estabelece a legislação societária a respeito do
    tratamento contábil que deve ser dispensado aos ESTOQUES, é correto
    afirmar que:

A) O custo de aquisição dos estoques compreende apenas o preço de compra, os custos de
     transporte, seguro e manuseio.

B) Os ativos destinados à produção não serão reduzidos abaixo do custo se for previsível
     que os produtos deles resultantes sejam vendidos pelo custo ou acima deste.

C) Gastos com armazenamento de mercadorias sempre devem ser
   imputados aos custos dos estoques.

D)    Despesas de comercialização, incluindo gastos com venda e entrega das mercadorias
aos clientes podem ser computadas nos custos dos estoques.

E) A critério da empresa, os estoques podem ser reduzidos para o seu valor
    realizável líquido.



Considere os seguintes dados para responder às questões 11 e 12:

A Albatroz Ltda. é uma empresa industrial que atua no mercado há mais de 20 anos.
Atualmente, produz e vende um único tipo de produto denominado ZOTRA. Considere
as seguintes informações relativas aos dois últimos exercícios financeiros da empresa:
         CONTAS                                          X10*          X11*
         Estoque Inicial de Matéria-prima               17.850            ?
         Estoque Final de Matéria-prima                 21.000         9.800
         Matéria-prima Comprada no Período               7.000        11.900
         Matéria-prima Consumida                         3.850        23.100
         Custos Indiretos de Fabricação Variáveis        2.530        15.180
         Custos Indiretos de Fabricação Fixos           16.500        16.500
         Mão-de-obra Direta Aplicada                     3.080        18.480
         Estoque Inicial de Produtos Acabados           49.950        11.800
         Estoque Final de Produtos Acabados                 ?         17.760
         Estoque Inicial de Produtos em Elaboração         0              0
         Estoque Final de Produtos em Elaboração            0             0
         Despesas Fixas                                  12.000         12.000
       * Valores em $
Além das informações da tabela anterior, sabe-se que:
   • O Custo da matéria-prima por unidade de produto é de $ 35 por unidade de
      produto, em qualquer período.

   • A empresa incorre em $12 de despesas por unidade de produto vendido, em
     qualquer período.

   • O valor dos Custos Indiretos de Fabricação por unidade de produto é o mesmo
     em qualquer período.

   • Os estoques estão avaliados com base no critério PEPS.

   • A empresa vende cada unidade de produto por $160.

   • Em X10 o Estoque Inicial de Produtos Acabados corresponde a 450 unidades.



   11 - A soma do Resultado Bruto da empresa nos dois períodos em análise é de:

       a) $133.590

       b) $39.870

       c) $38.400
d) $38.190

       e) Nenhuma Alternativa Anterior

   12- A soma da Margem de Contribuição Total nos dois períodos é de:

       a) $95.400

       b) $38.450

       c) $27.100

       d) $1.470

       e) Nenhuma Alternativa Anterior



     13- A Cia. Luar do Sertão Ltda. é uma empresa industrial multidivisional
         constituída de duas divisões (ALFA e BETA) definidas como Centros de
         Resultado. A Cia. fabrica Carroças Premium de acordo com o seguinte
         esquema: i) DIVISÃO ALFA produz a estrutura (produto intermediário); e ii)
         DIVISÃO BETA monta o restante da carroça (produto final). A empresa pode
         vender tanto o produto intermediário quanto o produto final, pois há mercado
         para as duas divisões, ou transferir a produção de ALFA para BETA
         considerando um preço de transferência estabelecido com base no preço médio
         de longo prazo do mercado.

Considere as seguintes informações sobre a estrutura de custo e preço de cada Divisão:
   • Preço de venda estimado do produto final = $520

   • Preço médio de venda de longo prazo da estrutura num mercado intermediário =
    $310

   • Custo incremental unitário (variável) de acabamento da DIVISÃO BETA =
     $185

   • Custo incremental unitário (variável) da DIVISÃO ALFA = $140

   • Custo Fixo Identificado e não-evitável de DIVISÃO ALFA (mensal) = $100.000

   • Custo Fixo Identificado e não-evitável de DIVISÃO BETA             (mensal)         =
     $50.000

Sabe-se ainda que a capacidade máxima de produção da DIVISÃO ALFA é de 1.500
unidades mensais e as vendas para o mercado intermediário são de 1.200 unidades. Se a
empresa vende no mercado intermediário, o excedente da DIVISÃO ALFA é
transferido para a DIVISÃO BETA. Neste caso, a Cia poderá vender apenas 300
unidade de Carroças Premium por mês. A demanda para a Carroça Premium é de 1.500
unidades por mês.
Com base nas informações disponíveis, indique a alternativa que expressa os Lucros
Operacionais da empresa na situação de não haver transferência interna e no caso de
haver transferência interna, respectivamente:
   a) $262.500 e $292.500

   b) $292.500 e $262.500

   c) $142.500 e $607.500

   d) $112.500 e $142.500

   e) Nenhuma Alternativa Anterior


14- A Cia. Avaré comercializa um único tipo de produto. Em certo período, apurou as
seguintes informações:

        •   Custo Variável unitário = 45% do preço de venda

        •   Imposto sobre Venda = 20%

        •   Margem de Contribuição Unitária = $52,50

        •   Grau de Alavancagem Operacional = 2,8 vezes

        •   Margem de Segurança = 900 unidades

Com base nas informações disponíveis, indique a alternativa que representa A Receita
Bruta Total e o Ponto de Equilíbrio da empresa, respectivamente, para o período em
análise:
   a) $296.000 e 2.500 unidades

   b) $378.000 e 1.620 unidades

   c) $289.000 e 3.400 unidades

   d) $135.000 e 720 unidades

   e) Nenhuma Alternativa Anterior


15-A Cia. Multiplex possui três linhas de produtos com as seguintes características (os
dados se referem a um período):

                                                               Preço
                               Volume atual      Custo
                                                              Unitário   Custos Fixos
Produtos     Matéria-prima     de Produção      Variável
                                                                de       por unidade
                                 e Venda        Unitário
                                                              Venda
               1,5 kg por
   X1           unidade         800 unid.         $122         $180         $5,00
   X2       2 kg por unidade    800 unid.         $145         $225         $27,5
X3     3 kg por unidade     800 unid.         $195        $290         $56,25

Em certo período, a empresa tem à disposição apenas 2.500 quilos de matéria-prima.
Qual o lucro máximo que a Cia. poderá obter, considerando esta restrição?
a) $186.000

b) $115.400

c) $27.800

d) $15.300

e) Nenhuma Alternativa Anterior

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 11 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 11 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 11 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 11 cathedracontacontabil
 
Questoes comentadas exame_crc
Questoes comentadas exame_crcQuestoes comentadas exame_crc
Questoes comentadas exame_crcAmanda Ribeiro
 
Exercícios da unidade curricular cfiii 2014 2015 - bloco i - capital
Exercícios da unidade curricular cfiii 2014 2015 - bloco i - capitalExercícios da unidade curricular cfiii 2014 2015 - bloco i - capital
Exercícios da unidade curricular cfiii 2014 2015 - bloco i - capitalBrígida Oliveira
 
Teoria da contabilidade i gabarito exercicios lucro_distribu_vel
Teoria da contabilidade i gabarito exercicios lucro_distribu_velTeoria da contabilidade i gabarito exercicios lucro_distribu_vel
Teoria da contabilidade i gabarito exercicios lucro_distribu_velgabaritocontabil
 
Exercices corrigés de mathématiques financières
Exercices corrigés de mathématiques financièresExercices corrigés de mathématiques financières
Exercices corrigés de mathématiques financièreseri8p7f4ku
 
Psak 67 pengungkapan investasi pada entitas lain 23122014
Psak 67 pengungkapan investasi pada entitas lain 23122014Psak 67 pengungkapan investasi pada entitas lain 23122014
Psak 67 pengungkapan investasi pada entitas lain 23122014PPA FEUI
 
Vietnam Accounting Standards - VAS 10 Effects of changes in foreign exchange ...
Vietnam Accounting Standards - VAS 10 Effects of changes in foreign exchange ...Vietnam Accounting Standards - VAS 10 Effects of changes in foreign exchange ...
Vietnam Accounting Standards - VAS 10 Effects of changes in foreign exchange ...AC&C Consulting Co., Ltd.
 
Política de dividendos
Política de dividendosPolítica de dividendos
Política de dividendosFelipe Pontes
 
Exercicio análise
Exercicio análiseExercicio análise
Exercicio análisevaniasiquei
 
Liquidaçao, fusão, cisão e transformação
Liquidaçao, fusão, cisão e transformaçãoLiquidaçao, fusão, cisão e transformação
Liquidaçao, fusão, cisão e transformaçãoUniversidade Pedagogica
 
Balancetes e razonetes gabarito
Balancetes e razonetes gabaritoBalancetes e razonetes gabarito
Balancetes e razonetes gabaritozeramento contabil
 
Week 3 assignment advanced accounting
Week 3 assignment advanced accountingWeek 3 assignment advanced accounting
Week 3 assignment advanced accountingStacy Shuffler
 
Contabilidade i exercício 09 - re balancete razonete
Contabilidade i   exercício 09 - re balancete razoneteContabilidade i   exercício 09 - re balancete razonete
Contabilidade i exercício 09 - re balancete razoneteapostilacontabil
 
Dfc demonstracao fluxo caixa
Dfc demonstracao fluxo caixaDfc demonstracao fluxo caixa
Dfc demonstracao fluxo caixaadmcontabil
 
Administração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises Bagagi
Administração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises BagagiAdministração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises Bagagi
Administração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises BagagiMoises Bagagi
 
Lançamentos contábeis parte 1
Lançamentos contábeis parte 1Lançamentos contábeis parte 1
Lançamentos contábeis parte 1William Rodrigues
 

Mais procurados (20)

Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 11 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 11 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 11 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 11 cathedra
 
Questoes comentadas exame_crc
Questoes comentadas exame_crcQuestoes comentadas exame_crc
Questoes comentadas exame_crc
 
Exercícios da unidade curricular cfiii 2014 2015 - bloco i - capital
Exercícios da unidade curricular cfiii 2014 2015 - bloco i - capitalExercícios da unidade curricular cfiii 2014 2015 - bloco i - capital
Exercícios da unidade curricular cfiii 2014 2015 - bloco i - capital
 
Teoria da contabilidade i gabarito exercicios lucro_distribu_vel
Teoria da contabilidade i gabarito exercicios lucro_distribu_velTeoria da contabilidade i gabarito exercicios lucro_distribu_vel
Teoria da contabilidade i gabarito exercicios lucro_distribu_vel
 
Exercices corrigés de mathématiques financières
Exercices corrigés de mathématiques financièresExercices corrigés de mathématiques financières
Exercices corrigés de mathématiques financières
 
Psak 67 pengungkapan investasi pada entitas lain 23122014
Psak 67 pengungkapan investasi pada entitas lain 23122014Psak 67 pengungkapan investasi pada entitas lain 23122014
Psak 67 pengungkapan investasi pada entitas lain 23122014
 
Vietnam Accounting Standards - VAS 10 Effects of changes in foreign exchange ...
Vietnam Accounting Standards - VAS 10 Effects of changes in foreign exchange ...Vietnam Accounting Standards - VAS 10 Effects of changes in foreign exchange ...
Vietnam Accounting Standards - VAS 10 Effects of changes in foreign exchange ...
 
Política de dividendos
Política de dividendosPolítica de dividendos
Política de dividendos
 
Exercicio análise
Exercicio análiseExercicio análise
Exercicio análise
 
Liquidaçao, fusão, cisão e transformação
Liquidaçao, fusão, cisão e transformaçãoLiquidaçao, fusão, cisão e transformação
Liquidaçao, fusão, cisão e transformação
 
Contabilidade gerencial
Contabilidade gerencialContabilidade gerencial
Contabilidade gerencial
 
Dmpl aula extra
Dmpl aula extraDmpl aula extra
Dmpl aula extra
 
Balancetes e razonetes gabarito
Balancetes e razonetes gabaritoBalancetes e razonetes gabarito
Balancetes e razonetes gabarito
 
P7 32
P7 32P7 32
P7 32
 
Week 3 assignment advanced accounting
Week 3 assignment advanced accountingWeek 3 assignment advanced accounting
Week 3 assignment advanced accounting
 
Contabilidade i exercício 09 - re balancete razonete
Contabilidade i   exercício 09 - re balancete razoneteContabilidade i   exercício 09 - re balancete razonete
Contabilidade i exercício 09 - re balancete razonete
 
Dfc demonstracao fluxo caixa
Dfc demonstracao fluxo caixaDfc demonstracao fluxo caixa
Dfc demonstracao fluxo caixa
 
Administração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises Bagagi
Administração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises BagagiAdministração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises Bagagi
Administração Financeira e Orçamentária Alfacastelo Moises Bagagi
 
Contabilidade de seguros
Contabilidade de segurosContabilidade de seguros
Contabilidade de seguros
 
Lançamentos contábeis parte 1
Lançamentos contábeis parte 1Lançamentos contábeis parte 1
Lançamentos contábeis parte 1
 

Destaque

Geração Y - características
Geração Y - característicasGeração Y - características
Geração Y - característicasMichel Mossmann
 
Perspectivas da implantação da fitoterapia no sus
Perspectivas da implantação da fitoterapia no susPerspectivas da implantação da fitoterapia no sus
Perspectivas da implantação da fitoterapia no sushenriquetabosa
 
Sistemas operativos
Sistemas operativosSistemas operativos
Sistemas operativosalugpe
 
Artur azevedo abel e helena
Artur azevedo   abel e helenaArtur azevedo   abel e helena
Artur azevedo abel e helenaTulipa Zoá
 
Visitamos la farmacia
Visitamos la farmaciaVisitamos la farmacia
Visitamos la farmaciapilarcheyoli
 
Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ico angel ortiz
Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ico angel ortizLiderazgo y tecnicas de negociacion vii a ico angel ortiz
Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ico angel ortizAngel Rogelio Ortiz del Pino
 
Caperucita, letra y picto
Caperucita, letra y pictoCaperucita, letra y picto
Caperucita, letra y pictoSusana Vila
 
Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ca angel ortiz
Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ca angel ortiz Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ca angel ortiz
Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ca angel ortiz Angel Rogelio Ortiz del Pino
 
Projeto "Rio Náutico - Agenda Estratégica"
Projeto "Rio Náutico - Agenda Estratégica"Projeto "Rio Náutico - Agenda Estratégica"
Projeto "Rio Náutico - Agenda Estratégica"Ernesto São Thiago
 
Como desenhar cabeças curso de desenho
Como desenhar cabeças   curso de desenhoComo desenhar cabeças   curso de desenho
Como desenhar cabeças curso de desenhoOscar Silva
 
Equipo 1 medio ambiente 2
Equipo 1 medio ambiente 2Equipo 1 medio ambiente 2
Equipo 1 medio ambiente 2aaronlatortuga
 
Almoço dia dos pais
Almoço dia dos paisAlmoço dia dos pais
Almoço dia dos paisalceupenning
 
Registro corrida das iniciais
Registro corrida das iniciaisRegistro corrida das iniciais
Registro corrida das iniciaisAna Antunes
 
Tiempo de linchamientos.Rosa Montero
Tiempo de linchamientos.Rosa MonteroTiempo de linchamientos.Rosa Montero
Tiempo de linchamientos.Rosa Monteromvaldesr
 

Destaque (20)

Apresentação Institucional da Abraps no 1º Encontro Nacional dos Profissionai...
Apresentação Institucional da Abraps no 1º Encontro Nacional dos Profissionai...Apresentação Institucional da Abraps no 1º Encontro Nacional dos Profissionai...
Apresentação Institucional da Abraps no 1º Encontro Nacional dos Profissionai...
 
Pres.
Pres.Pres.
Pres.
 
Geração Y - características
Geração Y - característicasGeração Y - características
Geração Y - características
 
Perspectivas da implantação da fitoterapia no sus
Perspectivas da implantação da fitoterapia no susPerspectivas da implantação da fitoterapia no sus
Perspectivas da implantação da fitoterapia no sus
 
Sistemas operativos
Sistemas operativosSistemas operativos
Sistemas operativos
 
Photoshop
PhotoshopPhotoshop
Photoshop
 
2
22
2
 
Artur azevedo abel e helena
Artur azevedo   abel e helenaArtur azevedo   abel e helena
Artur azevedo abel e helena
 
Visitamos la farmacia
Visitamos la farmaciaVisitamos la farmacia
Visitamos la farmacia
 
Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ico angel ortiz
Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ico angel ortizLiderazgo y tecnicas de negociacion vii a ico angel ortiz
Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ico angel ortiz
 
Caperucita, letra y picto
Caperucita, letra y pictoCaperucita, letra y picto
Caperucita, letra y picto
 
Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ca angel ortiz
Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ca angel ortiz Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ca angel ortiz
Liderazgo y tecnicas de negociacion vii a ca angel ortiz
 
Projeto "Rio Náutico - Agenda Estratégica"
Projeto "Rio Náutico - Agenda Estratégica"Projeto "Rio Náutico - Agenda Estratégica"
Projeto "Rio Náutico - Agenda Estratégica"
 
Como desenhar cabeças curso de desenho
Como desenhar cabeças   curso de desenhoComo desenhar cabeças   curso de desenho
Como desenhar cabeças curso de desenho
 
Ter fe
Ter feTer fe
Ter fe
 
Equipo 1 medio ambiente 2
Equipo 1 medio ambiente 2Equipo 1 medio ambiente 2
Equipo 1 medio ambiente 2
 
Almoço dia dos pais
Almoço dia dos paisAlmoço dia dos pais
Almoço dia dos pais
 
Registro corrida das iniciais
Registro corrida das iniciaisRegistro corrida das iniciais
Registro corrida das iniciais
 
Tiempo de linchamientos.Rosa Montero
Tiempo de linchamientos.Rosa MonteroTiempo de linchamientos.Rosa Montero
Tiempo de linchamientos.Rosa Montero
 
Fibra 2012
Fibra 2012Fibra 2012
Fibra 2012
 

Semelhante a Prova 2010 1 com resposta

Contabilidade geral exerc 9
Contabilidade geral exerc 9Contabilidade geral exerc 9
Contabilidade geral exerc 9J M
 
Contabilidade decifrada 01
Contabilidade decifrada 01Contabilidade decifrada 01
Contabilidade decifrada 01simuladocontabil
 
Contabilidade resolvida comentada
Contabilidade resolvida comentadaContabilidade resolvida comentada
Contabilidade resolvida comentadasimuladocontabil
 
Contabilidade geral resolução comentada
Contabilidade geral resolução comentadaContabilidade geral resolução comentada
Contabilidade geral resolução comentadasimuladocontabil
 
Prova exa.. (1)
Prova exa.. (1)Prova exa.. (1)
Prova exa.. (1)BSuelly
 
Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00apostilacontabil
 
Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00apostilacontabil
 
Contabilidade intermediaria
Contabilidade intermediariaContabilidade intermediaria
Contabilidade intermediariaREURIANNI
 
Apostila c intermediria 20101 atividade 1
Apostila c intermediria 20101   atividade 1Apostila c intermediria 20101   atividade 1
Apostila c intermediria 20101 atividade 1zeramento contabil
 
Exame normal cfiii is 2016 guiao (1)
Exame normal   cfiii is 2016 guiao (1)Exame normal   cfiii is 2016 guiao (1)
Exame normal cfiii is 2016 guiao (1)flichucha
 
Controladoria gabarito lista suplementar_2_bimestre2
Controladoria gabarito lista suplementar_2_bimestre2Controladoria gabarito lista suplementar_2_bimestre2
Controladoria gabarito lista suplementar_2_bimestre2controladoriacontab
 
Contabilidade decifrada 07
Contabilidade decifrada 07Contabilidade decifrada 07
Contabilidade decifrada 07simuladocontabil
 
Contabilidade i exercício 13 - desp antecip depreciação
Contabilidade i   exercício 13 - desp antecip depreciaçãoContabilidade i   exercício 13 - desp antecip depreciação
Contabilidade i exercício 13 - desp antecip depreciaçãoapostilacontabil
 
Exercicios contabilidade gabarito 01
Exercicios contabilidade gabarito 01Exercicios contabilidade gabarito 01
Exercicios contabilidade gabarito 01capitulocontabil
 

Semelhante a Prova 2010 1 com resposta (20)

Contabilidade geral exerc 9
Contabilidade geral exerc 9Contabilidade geral exerc 9
Contabilidade geral exerc 9
 
Contabilidade decifrada 01
Contabilidade decifrada 01Contabilidade decifrada 01
Contabilidade decifrada 01
 
Contabilidade resolvida comentada
Contabilidade resolvida comentadaContabilidade resolvida comentada
Contabilidade resolvida comentada
 
Contabilidade geral resolução comentada
Contabilidade geral resolução comentadaContabilidade geral resolução comentada
Contabilidade geral resolução comentada
 
Prova exa.. (1)
Prova exa.. (1)Prova exa.. (1)
Prova exa.. (1)
 
Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00
 
Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00Contabilidade dicas concursos 00
Contabilidade dicas concursos 00
 
Contabilidade intermediaria
Contabilidade intermediariaContabilidade intermediaria
Contabilidade intermediaria
 
Apostila c intermediria 20101 atividade 1
Apostila c intermediria 20101   atividade 1Apostila c intermediria 20101   atividade 1
Apostila c intermediria 20101 atividade 1
 
Exame normal cfiii is 2016 guiao (1)
Exame normal   cfiii is 2016 guiao (1)Exame normal   cfiii is 2016 guiao (1)
Exame normal cfiii is 2016 guiao (1)
 
Contabilidade Avançada
Contabilidade AvançadaContabilidade Avançada
Contabilidade Avançada
 
DFC - SILVIO SANDE
DFC - SILVIO SANDEDFC - SILVIO SANDE
DFC - SILVIO SANDE
 
Prova 2012 01_bacharel
Prova 2012 01_bacharelProva 2012 01_bacharel
Prova 2012 01_bacharel
 
Controladoria gabarito lista suplementar_2_bimestre2
Controladoria gabarito lista suplementar_2_bimestre2Controladoria gabarito lista suplementar_2_bimestre2
Controladoria gabarito lista suplementar_2_bimestre2
 
Contabilidade decifrada 07
Contabilidade decifrada 07Contabilidade decifrada 07
Contabilidade decifrada 07
 
Contabilidade i exercício 13 - desp antecip depreciação
Contabilidade i   exercício 13 - desp antecip depreciaçãoContabilidade i   exercício 13 - desp antecip depreciação
Contabilidade i exercício 13 - desp antecip depreciação
 
Exercicios contabilidade gabarito 01
Exercicios contabilidade gabarito 01Exercicios contabilidade gabarito 01
Exercicios contabilidade gabarito 01
 
Prova 2011 01_tecnico
Prova 2011 01_tecnicoProva 2011 01_tecnico
Prova 2011 01_tecnico
 
Atps cont int final.
Atps cont int final.Atps cont int final.
Atps cont int final.
 
Prova Bacharel 1 semestre de 2014
Prova Bacharel 1 semestre de 2014Prova Bacharel 1 semestre de 2014
Prova Bacharel 1 semestre de 2014
 

Mais de Cleidinea Andrade

História dp direito geral e brasil 6ª edição- flavia lages de castro
História dp direito geral e brasil   6ª edição- flavia lages de castroHistória dp direito geral e brasil   6ª edição- flavia lages de castro
História dp direito geral e brasil 6ª edição- flavia lages de castroCleidinea Andrade
 
76606697 departamento-pessoal-exercicio
76606697 departamento-pessoal-exercicio76606697 departamento-pessoal-exercicio
76606697 departamento-pessoal-exercicioCleidinea Andrade
 
Icms sp fcc_claudio_cardoso_contabilidade_geral_avancada_exercicios_lista_02
Icms sp fcc_claudio_cardoso_contabilidade_geral_avancada_exercicios_lista_02Icms sp fcc_claudio_cardoso_contabilidade_geral_avancada_exercicios_lista_02
Icms sp fcc_claudio_cardoso_contabilidade_geral_avancada_exercicios_lista_02Cleidinea Andrade
 

Mais de Cleidinea Andrade (6)

História dp direito geral e brasil 6ª edição- flavia lages de castro
História dp direito geral e brasil   6ª edição- flavia lages de castroHistória dp direito geral e brasil   6ª edição- flavia lages de castro
História dp direito geral e brasil 6ª edição- flavia lages de castro
 
Sociedade Pessoa Juridica
Sociedade Pessoa JuridicaSociedade Pessoa Juridica
Sociedade Pessoa Juridica
 
Arq 1310405705
Arq 1310405705Arq 1310405705
Arq 1310405705
 
76606697 departamento-pessoal-exercicio
76606697 departamento-pessoal-exercicio76606697 departamento-pessoal-exercicio
76606697 departamento-pessoal-exercicio
 
Mix prod
Mix prodMix prod
Mix prod
 
Icms sp fcc_claudio_cardoso_contabilidade_geral_avancada_exercicios_lista_02
Icms sp fcc_claudio_cardoso_contabilidade_geral_avancada_exercicios_lista_02Icms sp fcc_claudio_cardoso_contabilidade_geral_avancada_exercicios_lista_02
Icms sp fcc_claudio_cardoso_contabilidade_geral_avancada_exercicios_lista_02
 

Prova 2010 1 com resposta

  • 1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTABILIDADE Rua da Paz S?N Graça. Salvador – BA CEP 40 150 140 Tel.: (0** 71) 3283 9055 Fax: (0** 71) 3263 7568 MESTRADO EM CONTABILIDADE CADERNO DE PROVA INSTRUÇÕES 1) O CARTÃO DE RESPOSTAS não será substituído. 2) A DURAÇÃO DA PROVA: 04 horas, incluído o tempo para preenchimento do CARTÃO DE RESPOSTAS. 3) Neste caderno, as questões de múltipla escolha estão enumeradas de 01 a 15, seguindo-se a cada uma 5 (cinco) opções (respostas), precedidas das letras a, b, c, d, e e; 4) No CARTÃO DE RESPOSTAS MÚLTIPLA ESCOLHA, as questões estão representadas por seus respectivos números. Preencha FORTEMENTE, com caneta esferográfica (tinta azul ou preta), toda a área correspondente à opção de sua escolha, sem ultrapassar seus limites. 5) Não amasse nem dobre o CARTÃO DE RESPOSTAS; evite usar borracha. 6) Será anulada a questão de múltipla escolha cuja resposta contiver emenda ou rasura, ou para a qual for assinalada mais de uma opção. 7) Ao receber a ordem do Fiscal de Sala, confira este CADERNO com muita atenção, pois qualquer reclamação sobre o total de questões e/ou falhas na impressão não será aceita depois de iniciada a prova. 8) Durante a prova, não será admitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, tampouco a permanência de aparelho celular ligado. 9) Entregue o CARTÃO DE RESPOSTAS, ao Fiscal de Sala, quando de sua saída, que não poderá ocorrer antes de decorrida uma hora do início da prova; a não-observância dessa exigência acarretará a sua exclusão do concurso. 10) O resultado será divulgado, no máximo, amanhã pela manhã, as entrevistas dos selecionados será realizada nos dias 11 e 12 de dezembro 2009.
  • 2. 01- A Cia. Siderúrgica Fortaleza apurou, no exercício de 200X, um lucro de R$ 1.200.000,00, antes de promover qualquer destinação. Conforme estabeleciam os estatutos sociais da referida empresa, o dividendo obrigatório foi de 30% sobre o lucro. Como não poderia deixar de ocorrer, o Imposto de Renda também ficou com 30%. Para os empregados, foram destinados apenas 80.000,00. A participação dos diretores foi de 10%. A Reserva Legal foi constituída na forma da lei. Nestas circunstâncias, o montante distribuído a título de dividendos foi: a) R$ 176.940,00. b) R$ 183.096,00 c) R$ 194.940,00. d) R$ 211.680,00. e) R$ 201.096,00. Considere as seguintes informações para responder às questões de números 02 a 04: Ativo Cia. Guará (31/12//X0) Cia. Guarani (31/12/X0) Bancos c/ Movimento 306.000,00 180.000,00 Clientes 450.000,00 350.000,00 Estoques 370.000,00 160.000,00 Investimento Cia. Tupi 174.000,00 - Imobilizado 710.000,00 210.000,00 Total do Ativo 2.010.000,00 900.000,00 Passivo Cia. Guará Cia. Guarani Fornecedores 480.000,00 250.000,00 Contas a Pagar 450.000,00 350.000,00 Capital 600.000,00 210.000,00 Reservas 480.000,00 90.000,00 Total do Passivo 2.010.000,00 900.000,00 A Cia. Guará é detentora de 70% das ações de que se constitui o capital social da Cia. Guarani. No exercício considerado, a Cia. Guarani vendeu mercadorias no valor de R$ 300.000,00 para sua controladora, obtendo um lucro de 20% sobre o preço de venda. Esta operação foi efetuada a prazo e o vencimento da respectiva duplicata ocorrerá no curso do exercício seguinte. Até 31/12/X0, a controladora vendeu apenas 40% do lote adquirido da Cia. Guarani. 02. No balanço consolidado, o valor do Ativo é: (A) 2.400.000,00 (B) 1.536.000,00 (C) 1.800.000,00 (D) 1.710.000,00 (E))1.884.000,00
  • 3. 03. O valor da participação dos minoritários a ser evidenciado no Balanço Consolidado é: (A) 240.000,006060 (B) 60.000,00 (C) 90.000,00 (D) 264.000,00 (E) 276.000,00 04. Após a consolidação dos balanços, o Patrimônio Líquido assume o seguinte valor: (A) 1.380.000,00 (B) 1.180.000,00 (C) 1.290.000,00 (D) 1.206.000,00 (E)) 1.080.000,00 Para responder às questões de números 05 e 06, considere os seguintes dados: I - Demonstrações contábeis publicadas pela Cia. Tamandaré, em reais: Ativo 31/12/2005 31/12/2006 Passivo 31/12/2005 31/12/2006 Caixa 9.000,00 19.000,00 Fornecedores 17.000,00 28.000,00 Clientes 17.000,00 35.000,00 Prov. Imp. 3.000,00 2.000,00 Renda Provisão para (2.000,00) (5.000,00) Devedores Duvidosos Duplicatas (8.000,00) Salários a 26.000,00 14.000,00 descontadas Pagar Estoques 21.000,00 26.000,00 Dividendos 1.000,00 3.000,00 Desp. 7.000,00 11.000,00 Empréstimo 35.000,00 50.000,00 Antecipada/Seguro Imobilizado liquido 43.000,00 53.000,00 Capital 10.000,00 27.000,00 Lucros 3.000,00 7.000,00 Acumulados Total do Ativo 95.000,00 131.000,00 Total do 95.000,00 131.000,00 Passivo II- Demonstração do Resultado – 31/12/2006 Vendas ................................ 70.000,00 CMV ................................. (30.000,00) Lucro Bruto ....................... 40.000,00
  • 4. Despesas de Salários ........................... (19.000,00) Depreciação ......................................... (2.000,00) Despesas financeiras ............................ (3.000,00) Despesas de seguros ............................ (2.000,00) Despesas c/ Devedores Duvidosos....... (5.000,00) Lucro antes do IR ................................ 9.000,00 Prov. para IR ........................................ (2.000,00) Lucro Líquido ........................................ 7.000,00 III - Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido - 2006 Capital L. Acum. Total Saldo em Dez. 05 10.000,00 3.000,00 13.000,00 Aumento capital 17.000,00 17.000,00 Lucro do exercício 7.000,00 7.000,00 Dividendos (3.000,00) (3.000,00) Saldo em Dez. 06 27.000,00 7.000,00 34.000,00 05- Na Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC), elaborada pelo método direto, o valor dos Pagamentos efetuados a Fornecedores é: A) 49.000,00 B) 19.000,00 C) 35.000,00 D) 24.000,00 E) 47.000,00 06- O valor de ingresso no Fluxo de Caixa, em 2006, decorrente das Vendas é: A) 52.000,00 B) 48.000,00 C) 50.000,00 D) 18.000,00 E) 87.000,00 07- Assinale a alternativa que não se coaduna com as disposições legais referentes ao arrendamento mercantil. A) Ao contrário do que se verifica com outros ativos, os arrendamentos mercantis de terrenos e edifícios só podem ser classificados como arrendamentos operacionais. B) Certos custos, como os de negociação e os de garantia de acordos de arrendamento mercantil, se identificados como diretamente atribuíveis às atividades executadas pelo arrendatário, devem ser adicionados ao ativo. C) Um arrendamento mercantil financeiro pode dar origem a uma despesa de depreciação a ser registrada na contabilidade do arrendatário. D) Os pagamentos da prestação do arrendamento mercantil de natureza operacional devem ser reconhecidos como despesa em base linear durante o prazo do arrendamento, exceto se outra base sistemática for mais representativa do modelo temporal do benefício do usuário. E) Num arrendamento de natureza financeira, as prestações a serem recebidas pelo
  • 5. arrendador devem ser tratadas em sua contabilidade como amortização de capital e receita financeira para reembolsá-lo e recompensá-lo pelo investimento e serviços. 8- Em relação à Demonstração do Valor Adicionado, é correto afirmar que: A) Nos valores dos custos dos produtos e mercadorias vendidos, devem ser considerados os tributos incluídos no momento das compras, sejam eles recuperáveis ou não. B) Quando negativo, o Resultado da Equivalência Patrimonial não deve ser considerado no cômputo do valor adicionado. C) Receitas financeiras, exceto as resultantes de variações cambiais ativas, devem ser consideradas como valor adicionado por terceiros. D) Os aluguéis pagos ou creditados a terceiros não devem ser tratados na DVA como Remuneração de Capitais de Terceiros. E) Os dividendos distribuídos, inclusive os que se baseiam em lucros acumulados de exercícios anteriores, devem ser apresentados na DVA como remuneração de capitais próprios. 9- Em relação aos critérios que devem ser observados quando da apuração do Ajuste a Valor Presente de elementos do ativo e do passivo, é correto afirmar que: A) As reversões dos ajustes a valor presente dos ativos e passivos monetários nunca podem ser apropriadas como receitas ou despesas operacionais. B) Para fins de desconto a valor presente de ativos e passivos, a taxa a ser aplicada não deve ser líquida de efeitos fiscais, e, sim, antes dos impostos. C) Juros embutidos não devem ser expurgados do custo de aquisição das mercadorias e apropriados pela fluência do prazo. D) A aplicação do conceito de ajuste a valor presente tem por objetivo equiparar o ativo ou o passivo a seu valor justo. E) O Ajuste a Valor Presente vem em substituição à antiga Reavaliação de Ativos, com a vantagem adicional de não exercer nenhum efeito sobre o Patrimônio Líquido da entidade. 10- Considerando o que estabelece a legislação societária a respeito do tratamento contábil que deve ser dispensado aos ESTOQUES, é correto afirmar que: A) O custo de aquisição dos estoques compreende apenas o preço de compra, os custos de transporte, seguro e manuseio. B) Os ativos destinados à produção não serão reduzidos abaixo do custo se for previsível que os produtos deles resultantes sejam vendidos pelo custo ou acima deste. C) Gastos com armazenamento de mercadorias sempre devem ser imputados aos custos dos estoques. D) Despesas de comercialização, incluindo gastos com venda e entrega das mercadorias
  • 6. aos clientes podem ser computadas nos custos dos estoques. E) A critério da empresa, os estoques podem ser reduzidos para o seu valor realizável líquido. Considere os seguintes dados para responder às questões 11 e 12: A Albatroz Ltda. é uma empresa industrial que atua no mercado há mais de 20 anos. Atualmente, produz e vende um único tipo de produto denominado ZOTRA. Considere as seguintes informações relativas aos dois últimos exercícios financeiros da empresa: CONTAS X10* X11* Estoque Inicial de Matéria-prima 17.850 ? Estoque Final de Matéria-prima 21.000 9.800 Matéria-prima Comprada no Período 7.000 11.900 Matéria-prima Consumida 3.850 23.100 Custos Indiretos de Fabricação Variáveis 2.530 15.180 Custos Indiretos de Fabricação Fixos 16.500 16.500 Mão-de-obra Direta Aplicada 3.080 18.480 Estoque Inicial de Produtos Acabados 49.950 11.800 Estoque Final de Produtos Acabados ? 17.760 Estoque Inicial de Produtos em Elaboração 0 0 Estoque Final de Produtos em Elaboração 0 0 Despesas Fixas 12.000 12.000 * Valores em $ Além das informações da tabela anterior, sabe-se que: • O Custo da matéria-prima por unidade de produto é de $ 35 por unidade de produto, em qualquer período. • A empresa incorre em $12 de despesas por unidade de produto vendido, em qualquer período. • O valor dos Custos Indiretos de Fabricação por unidade de produto é o mesmo em qualquer período. • Os estoques estão avaliados com base no critério PEPS. • A empresa vende cada unidade de produto por $160. • Em X10 o Estoque Inicial de Produtos Acabados corresponde a 450 unidades. 11 - A soma do Resultado Bruto da empresa nos dois períodos em análise é de: a) $133.590 b) $39.870 c) $38.400
  • 7. d) $38.190 e) Nenhuma Alternativa Anterior 12- A soma da Margem de Contribuição Total nos dois períodos é de: a) $95.400 b) $38.450 c) $27.100 d) $1.470 e) Nenhuma Alternativa Anterior 13- A Cia. Luar do Sertão Ltda. é uma empresa industrial multidivisional constituída de duas divisões (ALFA e BETA) definidas como Centros de Resultado. A Cia. fabrica Carroças Premium de acordo com o seguinte esquema: i) DIVISÃO ALFA produz a estrutura (produto intermediário); e ii) DIVISÃO BETA monta o restante da carroça (produto final). A empresa pode vender tanto o produto intermediário quanto o produto final, pois há mercado para as duas divisões, ou transferir a produção de ALFA para BETA considerando um preço de transferência estabelecido com base no preço médio de longo prazo do mercado. Considere as seguintes informações sobre a estrutura de custo e preço de cada Divisão: • Preço de venda estimado do produto final = $520 • Preço médio de venda de longo prazo da estrutura num mercado intermediário = $310 • Custo incremental unitário (variável) de acabamento da DIVISÃO BETA = $185 • Custo incremental unitário (variável) da DIVISÃO ALFA = $140 • Custo Fixo Identificado e não-evitável de DIVISÃO ALFA (mensal) = $100.000 • Custo Fixo Identificado e não-evitável de DIVISÃO BETA (mensal) = $50.000 Sabe-se ainda que a capacidade máxima de produção da DIVISÃO ALFA é de 1.500 unidades mensais e as vendas para o mercado intermediário são de 1.200 unidades. Se a empresa vende no mercado intermediário, o excedente da DIVISÃO ALFA é transferido para a DIVISÃO BETA. Neste caso, a Cia poderá vender apenas 300 unidade de Carroças Premium por mês. A demanda para a Carroça Premium é de 1.500 unidades por mês.
  • 8. Com base nas informações disponíveis, indique a alternativa que expressa os Lucros Operacionais da empresa na situação de não haver transferência interna e no caso de haver transferência interna, respectivamente: a) $262.500 e $292.500 b) $292.500 e $262.500 c) $142.500 e $607.500 d) $112.500 e $142.500 e) Nenhuma Alternativa Anterior 14- A Cia. Avaré comercializa um único tipo de produto. Em certo período, apurou as seguintes informações: • Custo Variável unitário = 45% do preço de venda • Imposto sobre Venda = 20% • Margem de Contribuição Unitária = $52,50 • Grau de Alavancagem Operacional = 2,8 vezes • Margem de Segurança = 900 unidades Com base nas informações disponíveis, indique a alternativa que representa A Receita Bruta Total e o Ponto de Equilíbrio da empresa, respectivamente, para o período em análise: a) $296.000 e 2.500 unidades b) $378.000 e 1.620 unidades c) $289.000 e 3.400 unidades d) $135.000 e 720 unidades e) Nenhuma Alternativa Anterior 15-A Cia. Multiplex possui três linhas de produtos com as seguintes características (os dados se referem a um período): Preço Volume atual Custo Unitário Custos Fixos Produtos Matéria-prima de Produção Variável de por unidade e Venda Unitário Venda 1,5 kg por X1 unidade 800 unid. $122 $180 $5,00 X2 2 kg por unidade 800 unid. $145 $225 $27,5
  • 9. X3 3 kg por unidade 800 unid. $195 $290 $56,25 Em certo período, a empresa tem à disposição apenas 2.500 quilos de matéria-prima. Qual o lucro máximo que a Cia. poderá obter, considerando esta restrição? a) $186.000 b) $115.400 c) $27.800 d) $15.300 e) Nenhuma Alternativa Anterior