SlideShare uma empresa Scribd logo
Curso Novas Regras de Contabilidade para
                           Pequenas e Médias Empresas
                       Conhecimento essencial em Gestão de Controladoria




Depois de sucessivas crises econômicas, os investidores pressionam cada vez
mais pela garantia e confiabilidade nas demonstrações contábeis. Fatos estes
que levam a uma crescente padronização mundial e o Brasil deu o primeiro
passo    neste    sentido,      com    a    publicação     da    Lei      11.638/2007
(https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11638.htm), que
teve como principal objetivo a alteração na legislação societária, modificando a
estrutura conceitual para a elaboração e apresentação das demonstrações
contábeis, em vigor desde 1º de janeiro de 2008 e que teve sua origem com o
projeto de Lei nº 3.741/2000 que altera e revoga dispositivos da Lei n º
6.404/1976. Esta mudança visa aprofundar a harmonização dessas regras com
os pronunciamentos internacionais, em especial os emitidos pelo IASB -
International Accounting Standard Board que norteia a convergência da
contabilidade      brasileira     às       normas        internacionais      editadas
(http://www.ifrs.org/Home.htm).


As novas regras de Contabilidade para as Pequenas e Médias Empresas
(CPC - PME), têm aplicação obrigatória no segmento das PMEs, em
decorrência da edição pelo Conselho Federal de Contabilidade – CFC da
Resolução nº 1.255/09 que aprova a NBC T 19.41, em vigor nos exercícios
iniciados a partir de 1º de janeiro de 2010.




                             www.grupotreinar.com.br
No Brasil, o Comitê de Pronunciamentos Contábeis – CPC - é a entidade com
a atribuição de estudar, pesquisar, discutir, elaborar e deliberar sobre o
conteúdo e a redação de Pronunciamentos Técnicos, levando sempre em
conta a convergência da Contabilidade Brasileira aos padrões internacionais.



O CPC PME, deve ser adotado por empresas com receita bruta até R$ 300
milhões de reais/ano ou a sociedade ou conjunto de sociedades sob controle
comum que tiver, no exercício social anterior, ativo total até R$ 240 milhões de
reais. É um contingente expressivo de empresas que devem adotar esse
Pronunciamento para a elaboração e apresentação das suas demonstrações
contábeis ao final deste exercício.

A convergência da Contabilidade brasileira às normas do IFRS/IASB constitui
um dos fatores que contribuirá para mudar a relação da economia brasileira
com o mundo. Segundo o Prof. Vagner Margarido: “Milhares de contabilistas
em atividade no Brasil terão que, obrigatoriamente, se adaptar a esse conjunto
de normas”.

A Lei 12.249, que deu poderes ao CFC de instituir o Exame de Suficiência,
similar ao da Ordem dos Advogados do Brasil, com isso, aumenta a
necessidade do contador de aprimorar ainda mais o seu conhecimento para
exercer a sua atividade profissional e como conseqüência, maior valorização
da classe contábil.

Por outro lado, a não observância das normas editadas pode causar
transtornos ao profissional de contabilidade, pelo poder regulatório do CFC que
aplica penalidades com base no Código de Ética da profissão. Dependendo da
extensão da inobservância das normas, o profissional pode também ter que
responder civilmente, pois o Código Civil Brasileiro, em vigor desde janeiro de
2003, prevê penalidades para contadores e administradores das empresas que
não mantiverem os registros contábeis em ordem.




                           www.grupotreinar.com.br
Objetivo

Este curso tem como propósito oferecer ao egresso conhecimento básico dos novos conceitos
fundamentais para a elaboração e apresentação das demonstrações contábeis, de acordo com
as   regras editadas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis para Pequenas e Médias
Empresas, de conformidade com as Normas Internacionais de Contabilidade (The International
Financial Reporting Standard for Small and Medium-sized Entities) – IFRS for SMEs.



Público alvo

Tendo em vista a relevância do assunto, este curso é voltado para profissionais de
contabilidade, diretores, gerentes, administradores, analistas de crédito e de investimentos,
estudantes de contabilidade e demais usuários das demonstrações contábeis.
As aulas serão ministradas na forma presencial, onde será abordado os principais tópicos do
“CPC - PME”, com aplicação de exercícios de fixação.




Benefícios
Fornecer subsídios para os alunos realizarem uma imersão completa neste ambiente. Ao final
deste evento o participante estará apto para:


        Entender mais sobre esta prática, que propõe uma lista integrada de competências e
        sua importância, especialmente para profissionais de contabilidade, envolvidos na
        elaboração das demonstrações contábeis, diretores, gerentes, administradores,
        analistas de crédito e de investimentos, estudantes de contabilidade e demais usuários
        interessados em aprimorar os conhecimentos para melhor entendimento da nova forma
        de apresentação do Balanço Patrimonial e da Demonstração dos Resultados do
        Exercício;


        Ao final do treinamento, ter uma visão ampliada sobre a necessidade da convergência
        da Contabilidade Brasileira às Normas Internacionais de Contabilidade, e um melhor
        entendimento do processo de mudança , facilitando assim a sua aplicação prática nas
        Pequenas e Médias Empresas.




                               www.grupotreinar.com.br
Metodologia de ensino

Exposição interativa com apresentação de exercícios de fixação.
O curso tem como proposta preparar o participante para entender mais sobre a elaboração e
apresentação das demonstrações contábeis, de conformidade com as novas regras impostas
pelo CPC – PME. Através de abordagem teórica e prática, com a interação dos alunos, por
meio de debates, propiciará um suporte para elucidação de dúvidas durante e após o término
imediato do curso.




Pré-requisitos

Recomenda-se que o participante tenha conhecimentos básicos de contabilidade, para melhor
aproveitamento no entendimento dos novos conceitos aplicados na elaboração e apresentação
das Demonstrações Contábeis.




Material Didático

Apostila fornecida com os slides do curso e espaço para anotações.




                               www.grupotreinar.com.br
Conteúdo Programático

     Os objetivos do curso são alcançados em um processo indutivo, onde os requisitos
     para a constituição dos novos demonstrativos e os procedimentos envolvidos são
     abordados através das seguintes etapas:


     1.     INTRODUÇÃO

            O Comitê de Pronunciamentos Contábeis;
            Demonstrações contábeis para fins gerais;
            Contabilidade para pequenas e médias empresas (PMEs);
            Aplicabilidade do Pronunciamento para PMEs;
            Organização do Pronunciamento;
            Manutenção do conteúdo do Pronunciamento.


     2.     PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

            Alcance;
            Descrição de pequenas e médias empresas.


     3.     CONCEITOS E PRINCÍPIOS GERAIS

            Alcance;
            Objetivo das demonstrações contábeis de pequenas e médias empresas;
            Características qualitativas de informação em demonstrações contábeis.


     4.     APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

            Características qualitativas de informação em demonstrações contábeis;
            Compreensibilidade;
            Relevância;
            Materialidade ;
            Confiabilidade;
            Primazia da essência sobre a forma;
            Prudência ;
            Integralidade;
            Comparabilidade;
            Tempestividade;
            Equilíbrio entre custo e benefício.


     5.     BALANÇO PATRIMONIAL

            Ativo;
            Passivo;
            Patrimônio Líquido.




                           www.grupotreinar.com.br
6.   DEMONSTRAÇÃO   DO              RESULTADO          E   DEMONSTRAÇÃO       DO
 RESULTADO ABRANGENTE

      Desempenho / Resultado;
      Despesa ;
      Receita.


7.   DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO                        LÍQUIDO    E
 DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS

      Objetivo;
      Informação a ser apresentada na demonstração das mutações do patrimônio
      Líquido ;
      Informação a ser apresentada na demonstração de lucros ou prejuízos
      acumulados.


8.    DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA

      Alcance;
      Equivalentes de caixa;
      Informação a ser apresentada na demonstração dos fluxos de caixa.


9.    NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

      Alcance ;
      Estrutura das notas explicativas.


10.   DEMONSTRAÇÕES CONSOLIDADAS E SEPARADAS

      Alcance ;
      Exigência de apresentação de demonstrações consolidadas ;
      Procedimentos de consolidação ;
      Transações e saldos dentro do grupo econômico ;
      Data de divulgação ;
      Práticas contábeis uniformes ;
      Aquisição e alienação de controladas ;
      Participação dos não controladores nas controladas ;
      Divulgação nas demonstrações consolidadas;
      Apresentação de demonstrações separadas.


11.   POLÍTICAS CONTÁBEIS, MUDANÇA DE ESTIMATIVA E RETIFICAÇÃO DE
 ERRO

      Alcance;
      Seleção e aplicação de políticas contábeis ;
      Consistência das políticas contábeis;
      Mudança nas políticas contábeis;
      Mudança nas estimativas contábeis;
      Retificação de erros de exercícios anteriores.




                     www.grupotreinar.com.br
12.   INSTRUMENTOS FINANCEIROS BÁSICOS

      Alcance ;
      Escolha da prática contábil ;
      Instrumentos financeiros básicos ;
      Reconhecimento inicial de ativos e passivos financeiros ;
      Mensuração subseqüente ;
      Custo amortizado e o método da taxa efetiva de juros ;
      Divulgação das práticas contábeis para instrumentos financeiros.


13.   ESTOQUES

      Alcance ;
      Mensuração de estoques ;
      Custo de estoques ;
      Custos de transformação ;
      Alocação dos custos indiretos de produção ;
      Produtos conjuntos e subprodutos;
      Outros custos incluídos nos estoques ;
      Custos excluídos dos estoques;
      Custos de estoques de prestador de serviços;
      Técnicas para avaliar custo ;
      Métodos de avaliação do custo ;
      Redução ao valor recuperável de estoques.


14.   INVESTIMENTO EM CONTROLADA E EM COLIGADA

      Alcance ;
      Definição ;
      Mensuração ;
      Método do custo ;
      Método da equivalência patrimonial ;
      Método do valor justo ;
      Apresentação das demonstrações contábeis ;
      Divulgação.


15.   INVESTIMENTO EM EMPREENDIMENTO CONTROLADO EM CONJUNTO
 (JOINT VENTURE)

      Alcance ;
      Definição de empreendimento controlado em conjunto ;
      Operação controlada em conjunto;
      Ativo controlado em conjunto ;
      Entidade controlada em conjunto ;
      Mensuração ;
      Método do custo ;
      Método da equivalência patrimonial ;
      Método do valor justo ;
      Transação entre empreendedor e empreendimento controlado em conjunto ;
      Investidor sem controle conjunto ;
      Divulgação.




                     www.grupotreinar.com.br
16.   PROPRIEDADE PARA INVESTIMENTO

      Alcance ;
      Definição e reconhecimento inicial de propriedade para investimento ;
      Mensuração no reconhecimento inicial ;
      Mensuração após o reconhecimento inicial ;
      Transferência ;
      Divulgação.



17.   ATIVO IMOBILIZADO

      Alcance ;
      Reconhecimento ;
      Mensuração na data do reconhecimento ;
      Elementos do custo ;
      Mensuração do custo ;
      Troca de ativos ;
      Mensuração após o reconhecimento inicial ;
      Depreciação ;
      Redução ao valor recuperável ;
      Ativo imobilizado mantido para venda ;
      Baixa ;
      Divulgação.


18.  ATIVO   INTANGÍVEL  EXCETO              ÁGIO      POR    EXPECTATIVA     DE
 RENTABILIDADE FUTURA (GOODWILL)

      Alcance ;
      Reconhecimento.


19.  COMBINAÇÃO DE NEGÓCIOS                 E   ÁGIO    POR    EXPECTATIVA    DE
 RENTABILIDADE FUTURA (GOODWILL)

      Alcance ;
      Definição ;
      Contabilização ;
      Identificação do adquirente ;
      Custo de combinação de negócios ;
      Ajustes no custo ;
      Alocação do custo ;
      Ágio ;
      Divulgação.




                     www.grupotreinar.com.br
20.   OPERAÇÕES DE ARRENDAMENTO MERCANTIL

      Alcance;
      Classificação de arrendamento mercantil ;
      Reconhecimento inicial ;
      Mensuração subseqüente ;
      Divulgação.


21.   PROVISÕES, PASSIVOS CONTINGENTES E ATIVOS CONTINGENTES

      Alcance ;
      Reconhecimento inicial ;
      Mensuração inicial;
      Mensuração subseqüente ;
      Divulgação.


22.   PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO

      Alcance ;
      Classificação de instrumento como passivo ou patrimônio líquido.



23.   RECEITAS

      Alcance ;
      Mensuração da receita ;
      Pagamento diferido ;
      Troca de produtos e serviços ;
      Identificação da transação de receita
      Venda de Produtos ;
      Prestação de serviços ;
      Contrato de construção ;
      Método de percentagem completada ;
      Juros, Royalties e dividendos – Divulgação.


24.   SUBVENÇÃO GOVERNAMENTAL

      Alcance;
      Reconhecimento e mensuração ;
      Divulgação.


25.   CUSTOS DE EMPRÉSTIMOS

      Alcance ;
      Reconhecimento ;
      Divulgação.




                     www.grupotreinar.com.br
26.   PAGAMENTO BASEADO EM AÇÕES

      Alcance ;
      Reconhecimento ;
      Mensuração ;
      Divulgação.


27.   REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL DE ATIVOS

      Objetivo e alcance ;
      Indicadores de desvalorização ;
      Mensuração do valor recuperável ;
      Valor justo menos despesa para vender ;
      Valor em uso ;
      Reconhecimento e mensuração de perda ;
      Reversão de perda ;
      Divulgação.


28.   BENEFÍCIOS A EMPREGADOS

      Alcance ;
      Princípios gerais de reconhecimento ;
      Reconhecimento e mensuração ;
      Divulgação.


29.   TRIBUTOS SOBRE O LUCRO

      Alcance;
      Contabilização dos tributos sobre o lucro ;
      Reconhecimento e mensuração ;
      Base fiscal ;
      Diferenças temporárias ;
      Ativos fiscais diferidos e passivos fiscais diferidos ;
      Provisão para realização ;
      Tributo retido na fonte ;
      Divulgação.


30.  EFEITOS DAS MUDANÇAS NAS TAXAS DE CÂMBIO E CONVERSÃO DE
 DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

      Alcance ;
      Moeda funcional ;
      Divulgação de transações.


31.   EVENTO SUBSEQUENTE

      Alcance ;
      Reconhecimento e mensuração ;
      Divulgação.




                      www.grupotreinar.com.br
32.      DIVULGAÇÃO SOBRE PARTES RELACIONADAS

               Alcance;
               Definição ;
               Divulgação.


      33.      ATIVIDADES ESPECIALIZADAS

               Alcance ;
               Agricultura ;
               Reconhecimento ;
               Mensuração ;
               Divulgação.



      34.      ADOÇÃO INICIAL DO PRONUNCIAMENTO

               Alcance ;
               Adoção inicial ;
               Procedimentos para elaboração de demonstrações contábeis na data de
               transição ;
               Divulgação.




Facilitador:

                             VAGNER MARGARIDO,

                             Mestre em Controladoria Empresarial pelo MACKENZIE, MBA em
                             Controladoria pelo IPEC, Bacharel em Ciências Contábeis pela
                             FATI.

                             Empresário no setor de contabilidade a mais de 30 anos.
                             Atualmente é titular da Euthynes Auditoria e Consultoria onde atua
                             como auditor e consultor de empresas.

                             Como docente adquiriu experiência ao longo de 11 anos, nos
                             cursos livres e Técnico em Contabilidade do SENAC-SP, e
                             também como palestrante em várias instituições, e ainda a
                             participação em bancas examinadoras de trabalhos para a
                             conclusão do curso de graduação em Ciências Contábeis na
                             Universidade Mackenzie. Atualmente professor de Análise de
                             Balanços no curso de Pós-Graduação em Controladoria e
                             Finanças do Centro Universitário SENAC / Sorocaba e professor
                             de Contabilidade Geral na Universidade Cruzeiro do Sul.




                              www.grupotreinar.com.br
Material desenvolvido para o
      treinamento ministrado por
      Vagner Margarido em parceria
      com o GrupoTreinar. É proibida
      a cópia deste conteúdo, no todo
      ou em parte, sem autorização
      prévia.




www.grupotreinar.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Políticas contabilísticas, alterações nas estimativas contabilísticas e erros
Políticas contabilísticas, alterações nas estimativas contabilísticas e errosPolíticas contabilísticas, alterações nas estimativas contabilísticas e erros
Políticas contabilísticas, alterações nas estimativas contabilísticas e erros
Universidade Pedagogica
 
Partes relacionadas
Partes relacionadasPartes relacionadas
Partes relacionadas
Anna Beatriz
 
NBC TG 26 - APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
NBC TG 26-APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISNBC TG 26-APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
NBC TG 26 - APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
Karla Carioca
 
Introducao a pesquisa contabilistica
Introducao a pesquisa contabilisticaIntroducao a pesquisa contabilistica
Introducao a pesquisa contabilistica
Universidade Pedagogica
 
Importancia da contabilidade internacional
Importancia da contabilidade internacionalImportancia da contabilidade internacional
Importancia da contabilidade internacional
Universidade Pedagogica
 
Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público - NBCASP
Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público - NBCASPNormas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público - NBCASP
Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público - NBCASP
Jetro Missias
 
Lei 6404 Esquematizada e Atualizada para concursos
Lei 6404 Esquematizada e Atualizada para concursosLei 6404 Esquematizada e Atualizada para concursos
Lei 6404 Esquematizada e Atualizada para concursos
Gabrielrabelo87
 
Relatórios e pareceres_parte 04
Relatórios e pareceres_parte 04Relatórios e pareceres_parte 04
Relatórios e pareceres_parte 04
Claudio Parra
 
Normas internacionais de contabilidade: principais aspectos
Normas internacionais de contabilidade: principais aspectosNormas internacionais de contabilidade: principais aspectos
Normas internacionais de contabilidade: principais aspectos
Karla Carioca
 
Simulado: Análise das Demonstrações Contábeis p/ TCU
Simulado: Análise das Demonstrações Contábeis p/ TCUSimulado: Análise das Demonstrações Contábeis p/ TCU
Simulado: Análise das Demonstrações Contábeis p/ TCU
Estratégia Concursos
 
Parecer perito assistente ocultado
Parecer perito assistente ocultadoParecer perito assistente ocultado
Parecer perito assistente ocultado
Raimundo Aben Athar
 
16 20hs 23.09.09 Toffanello Grand
16 20hs   23.09.09   Toffanello   Grand16 20hs   23.09.09   Toffanello   Grand
16 20hs 23.09.09 Toffanello Grand
Daniel Florence
 
Ifrs 1 adopcao pela primeira vez
Ifrs 1   adopcao pela primeira vezIfrs 1   adopcao pela primeira vez
Ifrs 1 adopcao pela primeira vez
Universidade Pedagogica
 
MCASP Esquematizado (Parte I)
MCASP Esquematizado (Parte I)MCASP Esquematizado (Parte I)
MCASP Esquematizado (Parte I)
gpossati
 
CPCs: Pronunciamentos Contábeis Esquematizados, Resumidos e Anotados (Parte II)
CPCs: Pronunciamentos Contábeis Esquematizados, Resumidos e Anotados (Parte II)CPCs: Pronunciamentos Contábeis Esquematizados, Resumidos e Anotados (Parte II)
CPCs: Pronunciamentos Contábeis Esquematizados, Resumidos e Anotados (Parte II)
gpossati
 
Apostila de orçamento e contabilidade pública
Apostila de orçamento e contabilidade públicaApostila de orçamento e contabilidade pública
Apostila de orçamento e contabilidade pública
zeramento contabil
 
Pgc nirf
Pgc   nirfPgc   nirf
Pgc nirf
brgskenneth
 
Detonando cp cs(parte_i)_final
Detonando cp cs(parte_i)_finalDetonando cp cs(parte_i)_final
Detonando cp cs(parte_i)_final
gpossati
 
15 - CPC 26 - Apresentação das Demonstrações Contábeis
15 - CPC 26 - Apresentação das Demonstrações Contábeis15 - CPC 26 - Apresentação das Demonstrações Contábeis
15 - CPC 26 - Apresentação das Demonstrações Contábeis
Moore Stephens Brasil
 

Mais procurados (19)

Políticas contabilísticas, alterações nas estimativas contabilísticas e erros
Políticas contabilísticas, alterações nas estimativas contabilísticas e errosPolíticas contabilísticas, alterações nas estimativas contabilísticas e erros
Políticas contabilísticas, alterações nas estimativas contabilísticas e erros
 
Partes relacionadas
Partes relacionadasPartes relacionadas
Partes relacionadas
 
NBC TG 26 - APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
NBC TG 26-APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEISNBC TG 26-APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
NBC TG 26 - APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
 
Introducao a pesquisa contabilistica
Introducao a pesquisa contabilisticaIntroducao a pesquisa contabilistica
Introducao a pesquisa contabilistica
 
Importancia da contabilidade internacional
Importancia da contabilidade internacionalImportancia da contabilidade internacional
Importancia da contabilidade internacional
 
Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público - NBCASP
Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público - NBCASPNormas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público - NBCASP
Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público - NBCASP
 
Lei 6404 Esquematizada e Atualizada para concursos
Lei 6404 Esquematizada e Atualizada para concursosLei 6404 Esquematizada e Atualizada para concursos
Lei 6404 Esquematizada e Atualizada para concursos
 
Relatórios e pareceres_parte 04
Relatórios e pareceres_parte 04Relatórios e pareceres_parte 04
Relatórios e pareceres_parte 04
 
Normas internacionais de contabilidade: principais aspectos
Normas internacionais de contabilidade: principais aspectosNormas internacionais de contabilidade: principais aspectos
Normas internacionais de contabilidade: principais aspectos
 
Simulado: Análise das Demonstrações Contábeis p/ TCU
Simulado: Análise das Demonstrações Contábeis p/ TCUSimulado: Análise das Demonstrações Contábeis p/ TCU
Simulado: Análise das Demonstrações Contábeis p/ TCU
 
Parecer perito assistente ocultado
Parecer perito assistente ocultadoParecer perito assistente ocultado
Parecer perito assistente ocultado
 
16 20hs 23.09.09 Toffanello Grand
16 20hs   23.09.09   Toffanello   Grand16 20hs   23.09.09   Toffanello   Grand
16 20hs 23.09.09 Toffanello Grand
 
Ifrs 1 adopcao pela primeira vez
Ifrs 1   adopcao pela primeira vezIfrs 1   adopcao pela primeira vez
Ifrs 1 adopcao pela primeira vez
 
MCASP Esquematizado (Parte I)
MCASP Esquematizado (Parte I)MCASP Esquematizado (Parte I)
MCASP Esquematizado (Parte I)
 
CPCs: Pronunciamentos Contábeis Esquematizados, Resumidos e Anotados (Parte II)
CPCs: Pronunciamentos Contábeis Esquematizados, Resumidos e Anotados (Parte II)CPCs: Pronunciamentos Contábeis Esquematizados, Resumidos e Anotados (Parte II)
CPCs: Pronunciamentos Contábeis Esquematizados, Resumidos e Anotados (Parte II)
 
Apostila de orçamento e contabilidade pública
Apostila de orçamento e contabilidade públicaApostila de orçamento e contabilidade pública
Apostila de orçamento e contabilidade pública
 
Pgc nirf
Pgc   nirfPgc   nirf
Pgc nirf
 
Detonando cp cs(parte_i)_final
Detonando cp cs(parte_i)_finalDetonando cp cs(parte_i)_final
Detonando cp cs(parte_i)_final
 
15 - CPC 26 - Apresentação das Demonstrações Contábeis
15 - CPC 26 - Apresentação das Demonstrações Contábeis15 - CPC 26 - Apresentação das Demonstrações Contábeis
15 - CPC 26 - Apresentação das Demonstrações Contábeis
 

Destaque

7 articulo 6 r
7 articulo 6 r7 articulo 6 r
7 articulo 6 r
Soipuerta Soy-puerta
 
psicologia del desarrollo
psicologia del desarrollopsicologia del desarrollo
psicologia del desarrollo
BrendithaAlvarez1306
 
¡MISTERIO! descubriendo el velo de la masonería.- Cardenal Jose Maria Caro Ro...
¡MISTERIO! descubriendo el velo de la masonería.- Cardenal Jose Maria Caro Ro...¡MISTERIO! descubriendo el velo de la masonería.- Cardenal Jose Maria Caro Ro...
¡MISTERIO! descubriendo el velo de la masonería.- Cardenal Jose Maria Caro Ro...
Muro del Honor Patriotico
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
Oskritoow Aws
 
Evolución de la raqueta y pelota de tenis
Evolución de la raqueta y pelota  de tenisEvolución de la raqueta y pelota  de tenis
Evolución de la raqueta y pelota de tenis
olmos1997
 
Estructura proyecto
Estructura proyectoEstructura proyecto
Estructura proyecto
profeamparo1
 
Preguntas de tic
Preguntas de ticPreguntas de tic
Preguntas de tic
antonioprietoc
 
1726 dos direitos e deveres individuais e coletivos art.5º da cf-apostila amo...
1726 dos direitos e deveres individuais e coletivos art.5º da cf-apostila amo...1726 dos direitos e deveres individuais e coletivos art.5º da cf-apostila amo...
1726 dos direitos e deveres individuais e coletivos art.5º da cf-apostila amo...
Aparecida Feitosa
 
Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013
Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013
Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013
Maria João Gehl Baptista da Costa, PMP, PMD, CSM
 
Chatarra electrónica
Chatarra electrónicaChatarra electrónica
Chatarra electrónica
miguelhenriquezs
 
Modelo pedagogico
Modelo pedagogicoModelo pedagogico
Modelo pedagogico
valentina_ramirezc
 
Syllabus. politicas educativas. 02. ii. 2012
Syllabus. politicas educativas. 02. ii. 2012Syllabus. politicas educativas. 02. ii. 2012
Syllabus. politicas educativas. 02. ii. 2012
dlozanof
 
Reporte de lectura capitulo iv
Reporte de lectura capitulo ivReporte de lectura capitulo iv
Reporte de lectura capitulo iv
Javsrosales
 
Plan
PlanPlan
Sinodo de colombini simplificado
Sinodo de colombini simplificadoSinodo de colombini simplificado
Sinodo de colombini simplificado
harmot
 
Practicas de química
Practicas de químicaPracticas de química
Practicas de química
Itzel Saucedo Garcia
 
Mildred
MildredMildred
Mildred
mildred121212
 
periodo del postparto por marjorie arevalo
periodo del postparto por marjorie arevaloperiodo del postparto por marjorie arevalo
periodo del postparto por marjorie arevalo
MarjorieArevalo
 
Conheça a Plataforma de aplicativos de Desenvolvimento para Windows 8
Conheça a Plataforma de aplicativos de Desenvolvimento para Windows 8Conheça a Plataforma de aplicativos de Desenvolvimento para Windows 8
Conheça a Plataforma de aplicativos de Desenvolvimento para Windows 8
WebCarioca
 
8.matemática nivel básico
8.matemática nivel básico8.matemática nivel básico
8.matemática nivel básico
Hermosa Felicidad
 

Destaque (20)

7 articulo 6 r
7 articulo 6 r7 articulo 6 r
7 articulo 6 r
 
psicologia del desarrollo
psicologia del desarrollopsicologia del desarrollo
psicologia del desarrollo
 
¡MISTERIO! descubriendo el velo de la masonería.- Cardenal Jose Maria Caro Ro...
¡MISTERIO! descubriendo el velo de la masonería.- Cardenal Jose Maria Caro Ro...¡MISTERIO! descubriendo el velo de la masonería.- Cardenal Jose Maria Caro Ro...
¡MISTERIO! descubriendo el velo de la masonería.- Cardenal Jose Maria Caro Ro...
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Evolución de la raqueta y pelota de tenis
Evolución de la raqueta y pelota  de tenisEvolución de la raqueta y pelota  de tenis
Evolución de la raqueta y pelota de tenis
 
Estructura proyecto
Estructura proyectoEstructura proyecto
Estructura proyecto
 
Preguntas de tic
Preguntas de ticPreguntas de tic
Preguntas de tic
 
1726 dos direitos e deveres individuais e coletivos art.5º da cf-apostila amo...
1726 dos direitos e deveres individuais e coletivos art.5º da cf-apostila amo...1726 dos direitos e deveres individuais e coletivos art.5º da cf-apostila amo...
1726 dos direitos e deveres individuais e coletivos art.5º da cf-apostila amo...
 
Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013
Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013
Avaliação do desempenho alterações da Proposta do OE2013
 
Chatarra electrónica
Chatarra electrónicaChatarra electrónica
Chatarra electrónica
 
Modelo pedagogico
Modelo pedagogicoModelo pedagogico
Modelo pedagogico
 
Syllabus. politicas educativas. 02. ii. 2012
Syllabus. politicas educativas. 02. ii. 2012Syllabus. politicas educativas. 02. ii. 2012
Syllabus. politicas educativas. 02. ii. 2012
 
Reporte de lectura capitulo iv
Reporte de lectura capitulo ivReporte de lectura capitulo iv
Reporte de lectura capitulo iv
 
Plan
PlanPlan
Plan
 
Sinodo de colombini simplificado
Sinodo de colombini simplificadoSinodo de colombini simplificado
Sinodo de colombini simplificado
 
Practicas de química
Practicas de químicaPracticas de química
Practicas de química
 
Mildred
MildredMildred
Mildred
 
periodo del postparto por marjorie arevalo
periodo del postparto por marjorie arevaloperiodo del postparto por marjorie arevalo
periodo del postparto por marjorie arevalo
 
Conheça a Plataforma de aplicativos de Desenvolvimento para Windows 8
Conheça a Plataforma de aplicativos de Desenvolvimento para Windows 8Conheça a Plataforma de aplicativos de Desenvolvimento para Windows 8
Conheça a Plataforma de aplicativos de Desenvolvimento para Windows 8
 
8.matemática nivel básico
8.matemática nivel básico8.matemática nivel básico
8.matemática nivel básico
 

Semelhante a Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Medias Empresas

contabilidadeseculoXXI.ppt
contabilidadeseculoXXI.pptcontabilidadeseculoXXI.ppt
contabilidadeseculoXXI.ppt
ssuser769ec2
 
191218_demonstracoes.pdf
191218_demonstracoes.pdf191218_demonstracoes.pdf
191218_demonstracoes.pdf
joaogrisi
 
0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis
0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis
0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis
João Fernando Borges Domingos
 
Ifrs conference
Ifrs conferenceIfrs conference
Ifrs conference
InformaGroup
 
Ifrs conference
Ifrs conferenceIfrs conference
Ifrs conference
InformaGroup
 
Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Finanças com Administradores
Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Finanças com AdministradoresJornada Administrativa - Mês do Administrador: Finanças com Administradores
Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Finanças com Administradores
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Afrfb ii contabilidade_cpc_teo_exe_moraes_junior_aula 00,ok, 6
Afrfb ii contabilidade_cpc_teo_exe_moraes_junior_aula 00,ok, 6Afrfb ii contabilidade_cpc_teo_exe_moraes_junior_aula 00,ok, 6
Afrfb ii contabilidade_cpc_teo_exe_moraes_junior_aula 00,ok, 6
SERGIO MURILO DE OLIVEIRA PEIXOTO
 
Contabilidade internacional, normalização e harmonização contabilística
Contabilidade internacional, normalização e harmonização contabilísticaContabilidade internacional, normalização e harmonização contabilística
Contabilidade internacional, normalização e harmonização contabilística
Universidade Pedagogica
 
Demonstrações contábeis
Demonstrações contábeisDemonstrações contábeis
Demonstrações contábeis
fontouramail
 
CPC 00 - (R2).pdf
CPC 00 - (R2).pdfCPC 00 - (R2).pdf
CPC 00 - (R2).pdf
VitriaSouza934482
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
albumina
 
Res 1121
Res 1121Res 1121
Res 1121
Renato Almeida
 
Apostila aidc 2010_2
Apostila aidc 2010_2Apostila aidc 2010_2
Apostila aidc 2010_2
Ailton Menezes Cunha Junior
 
Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...
Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...
Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...
Escola Nacional de Seguros
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 08
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 08Exercicios resolvidos contabilidade   aula 08
Exercicios resolvidos contabilidade aula 08
cathedracontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 08
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 08Exercicios resolvidos contabilidade   aula 08
Exercicios resolvidos contabilidade aula 08
contacontabil
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
Eliene Botelho
 
CONTABEIS 03.pdf
CONTABEIS 03.pdfCONTABEIS 03.pdf
CONTABEIS 03.pdf
ArlenoFavacho2
 
CV_Sandro Kluge_Revisado
CV_Sandro Kluge_RevisadoCV_Sandro Kluge_Revisado
CV_Sandro Kluge_Revisado
Sandro Kluge
 
Orientação CVM - Encerramento Balanço em 31/12/2018
Orientação CVM - Encerramento Balanço em 31/12/2018Orientação CVM - Encerramento Balanço em 31/12/2018
Orientação CVM - Encerramento Balanço em 31/12/2018
Adilson Torres
 

Semelhante a Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Medias Empresas (20)

contabilidadeseculoXXI.ppt
contabilidadeseculoXXI.pptcontabilidadeseculoXXI.ppt
contabilidadeseculoXXI.ppt
 
191218_demonstracoes.pdf
191218_demonstracoes.pdf191218_demonstracoes.pdf
191218_demonstracoes.pdf
 
0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis
0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis
0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis
 
Ifrs conference
Ifrs conferenceIfrs conference
Ifrs conference
 
Ifrs conference
Ifrs conferenceIfrs conference
Ifrs conference
 
Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Finanças com Administradores
Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Finanças com AdministradoresJornada Administrativa - Mês do Administrador: Finanças com Administradores
Jornada Administrativa - Mês do Administrador: Finanças com Administradores
 
Afrfb ii contabilidade_cpc_teo_exe_moraes_junior_aula 00,ok, 6
Afrfb ii contabilidade_cpc_teo_exe_moraes_junior_aula 00,ok, 6Afrfb ii contabilidade_cpc_teo_exe_moraes_junior_aula 00,ok, 6
Afrfb ii contabilidade_cpc_teo_exe_moraes_junior_aula 00,ok, 6
 
Contabilidade internacional, normalização e harmonização contabilística
Contabilidade internacional, normalização e harmonização contabilísticaContabilidade internacional, normalização e harmonização contabilística
Contabilidade internacional, normalização e harmonização contabilística
 
Demonstrações contábeis
Demonstrações contábeisDemonstrações contábeis
Demonstrações contábeis
 
CPC 00 - (R2).pdf
CPC 00 - (R2).pdfCPC 00 - (R2).pdf
CPC 00 - (R2).pdf
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
 
Res 1121
Res 1121Res 1121
Res 1121
 
Apostila aidc 2010_2
Apostila aidc 2010_2Apostila aidc 2010_2
Apostila aidc 2010_2
 
Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...
Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...
Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 08
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 08Exercicios resolvidos contabilidade   aula 08
Exercicios resolvidos contabilidade aula 08
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 08
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 08Exercicios resolvidos contabilidade   aula 08
Exercicios resolvidos contabilidade aula 08
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
CONTABEIS 03.pdf
CONTABEIS 03.pdfCONTABEIS 03.pdf
CONTABEIS 03.pdf
 
CV_Sandro Kluge_Revisado
CV_Sandro Kluge_RevisadoCV_Sandro Kluge_Revisado
CV_Sandro Kluge_Revisado
 
Orientação CVM - Encerramento Balanço em 31/12/2018
Orientação CVM - Encerramento Balanço em 31/12/2018Orientação CVM - Encerramento Balanço em 31/12/2018
Orientação CVM - Encerramento Balanço em 31/12/2018
 

Mais de Grupo Treinar

Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOK
Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOKCurso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOK
Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOK
Grupo Treinar
 
Webcast Interativo Gestao Estrategica de Servicos e CRM
Webcast Interativo Gestao Estrategica de Servicos e CRMWebcast Interativo Gestao Estrategica de Servicos e CRM
Webcast Interativo Gestao Estrategica de Servicos e CRM
Grupo Treinar
 
Webcast Interativo sobre Gestao Estrategica de Marketing
Webcast Interativo sobre Gestao Estrategica de MarketingWebcast Interativo sobre Gestao Estrategica de Marketing
Webcast Interativo sobre Gestao Estrategica de Marketing
Grupo Treinar
 
Curso Microsoft Access 2007 Basico para Executivos
Curso Microsoft Access 2007 Basico para ExecutivosCurso Microsoft Access 2007 Basico para Executivos
Curso Microsoft Access 2007 Basico para Executivos
Grupo Treinar
 
Consultoria sobre Posicionamento e Conteudo
Consultoria sobre Posicionamento e ConteudoConsultoria sobre Posicionamento e Conteudo
Consultoria sobre Posicionamento e Conteudo
Grupo Treinar
 
Curso de Engenharia de Requisitos
Curso de Engenharia de RequisitosCurso de Engenharia de Requisitos
Curso de Engenharia de Requisitos
Grupo Treinar
 
Curso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMO
Curso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMOCurso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMO
Curso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMO
Grupo Treinar
 
Gestao Estrategica de Marketing, Vendas e Servicos para Empresas de TI C Basi...
Gestao Estrategica de Marketing, Vendas e Servicos para Empresas de TI C Basi...Gestao Estrategica de Marketing, Vendas e Servicos para Empresas de TI C Basi...
Gestao Estrategica de Marketing, Vendas e Servicos para Empresas de TI C Basi...
Grupo Treinar
 
Curso PMIP - Project Management Information Professional em Alphaville - Unil...
Curso PMIP - Project Management Information Professional em Alphaville - Unil...Curso PMIP - Project Management Information Professional em Alphaville - Unil...
Curso PMIP - Project Management Information Professional em Alphaville - Unil...
Grupo Treinar
 
Curso Green IT Citizen em Alphaville - EXIN e Synercorp
Curso Green IT Citizen em Alphaville - EXIN e Synercorp Curso Green IT Citizen em Alphaville - EXIN e Synercorp
Curso Green IT Citizen em Alphaville - EXIN e Synercorp
Grupo Treinar
 
Curso COBIT 4.1 Foundation em Alphaville - Synercorp
Curso COBIT 4.1 Foundation em Alphaville - SynercorpCurso COBIT 4.1 Foundation em Alphaville - Synercorp
Curso COBIT 4.1 Foundation em Alphaville - Synercorp
Grupo Treinar
 
Curso COBIT 4.1 Foundation em Sao Paulo - Synercorp
Curso COBIT 4.1 Foundation em Sao Paulo - SynercorpCurso COBIT 4.1 Foundation em Sao Paulo - Synercorp
Curso COBIT 4.1 Foundation em Sao Paulo - Synercorp
Grupo Treinar
 
Curso PMIP - Project Management Information Professional em Sao Paulo - Unilo...
Curso PMIP - Project Management Information Professional em Sao Paulo - Unilo...Curso PMIP - Project Management Information Professional em Sao Paulo - Unilo...
Curso PMIP - Project Management Information Professional em Sao Paulo - Unilo...
Grupo Treinar
 
Curso Pratico e Workshop de Lideranca e Mudanca
Curso Pratico e Workshop de Lideranca e MudancaCurso Pratico e Workshop de Lideranca e Mudanca
Curso Pratico e Workshop de Lideranca e Mudanca
Grupo Treinar
 
Curso Green IT Citizen em Sao Paulo - EXIN e Synercorp
Curso Green IT Citizen em Sao Paulo - EXIN e SynercorpCurso Green IT Citizen em Sao Paulo - EXIN e Synercorp
Curso Green IT Citizen em Sao Paulo - EXIN e Synercorp
Grupo Treinar
 
Curso Pratico e Workshop de Lideranca e Mudanca
Curso Pratico e Workshop de Lideranca e MudancaCurso Pratico e Workshop de Lideranca e Mudanca
Curso Pratico e Workshop de Lideranca e Mudanca
Grupo Treinar
 
Curso Minitab em Analise Estatistica
Curso Minitab em Analise EstatisticaCurso Minitab em Analise Estatistica
Curso Minitab em Analise Estatistica
Grupo Treinar
 
Curso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo CorporativoCurso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo Corporativo
Grupo Treinar
 
Curso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo CorporativoCurso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo Corporativo
Grupo Treinar
 
Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010
Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010
Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010
Grupo Treinar
 

Mais de Grupo Treinar (20)

Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOK
Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOKCurso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOK
Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOK
 
Webcast Interativo Gestao Estrategica de Servicos e CRM
Webcast Interativo Gestao Estrategica de Servicos e CRMWebcast Interativo Gestao Estrategica de Servicos e CRM
Webcast Interativo Gestao Estrategica de Servicos e CRM
 
Webcast Interativo sobre Gestao Estrategica de Marketing
Webcast Interativo sobre Gestao Estrategica de MarketingWebcast Interativo sobre Gestao Estrategica de Marketing
Webcast Interativo sobre Gestao Estrategica de Marketing
 
Curso Microsoft Access 2007 Basico para Executivos
Curso Microsoft Access 2007 Basico para ExecutivosCurso Microsoft Access 2007 Basico para Executivos
Curso Microsoft Access 2007 Basico para Executivos
 
Consultoria sobre Posicionamento e Conteudo
Consultoria sobre Posicionamento e ConteudoConsultoria sobre Posicionamento e Conteudo
Consultoria sobre Posicionamento e Conteudo
 
Curso de Engenharia de Requisitos
Curso de Engenharia de RequisitosCurso de Engenharia de Requisitos
Curso de Engenharia de Requisitos
 
Curso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMO
Curso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMOCurso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMO
Curso Basico em Gestao de Projetos com MS Project, PMBOK e PMO
 
Gestao Estrategica de Marketing, Vendas e Servicos para Empresas de TI C Basi...
Gestao Estrategica de Marketing, Vendas e Servicos para Empresas de TI C Basi...Gestao Estrategica de Marketing, Vendas e Servicos para Empresas de TI C Basi...
Gestao Estrategica de Marketing, Vendas e Servicos para Empresas de TI C Basi...
 
Curso PMIP - Project Management Information Professional em Alphaville - Unil...
Curso PMIP - Project Management Information Professional em Alphaville - Unil...Curso PMIP - Project Management Information Professional em Alphaville - Unil...
Curso PMIP - Project Management Information Professional em Alphaville - Unil...
 
Curso Green IT Citizen em Alphaville - EXIN e Synercorp
Curso Green IT Citizen em Alphaville - EXIN e Synercorp Curso Green IT Citizen em Alphaville - EXIN e Synercorp
Curso Green IT Citizen em Alphaville - EXIN e Synercorp
 
Curso COBIT 4.1 Foundation em Alphaville - Synercorp
Curso COBIT 4.1 Foundation em Alphaville - SynercorpCurso COBIT 4.1 Foundation em Alphaville - Synercorp
Curso COBIT 4.1 Foundation em Alphaville - Synercorp
 
Curso COBIT 4.1 Foundation em Sao Paulo - Synercorp
Curso COBIT 4.1 Foundation em Sao Paulo - SynercorpCurso COBIT 4.1 Foundation em Sao Paulo - Synercorp
Curso COBIT 4.1 Foundation em Sao Paulo - Synercorp
 
Curso PMIP - Project Management Information Professional em Sao Paulo - Unilo...
Curso PMIP - Project Management Information Professional em Sao Paulo - Unilo...Curso PMIP - Project Management Information Professional em Sao Paulo - Unilo...
Curso PMIP - Project Management Information Professional em Sao Paulo - Unilo...
 
Curso Pratico e Workshop de Lideranca e Mudanca
Curso Pratico e Workshop de Lideranca e MudancaCurso Pratico e Workshop de Lideranca e Mudanca
Curso Pratico e Workshop de Lideranca e Mudanca
 
Curso Green IT Citizen em Sao Paulo - EXIN e Synercorp
Curso Green IT Citizen em Sao Paulo - EXIN e SynercorpCurso Green IT Citizen em Sao Paulo - EXIN e Synercorp
Curso Green IT Citizen em Sao Paulo - EXIN e Synercorp
 
Curso Pratico e Workshop de Lideranca e Mudanca
Curso Pratico e Workshop de Lideranca e MudancaCurso Pratico e Workshop de Lideranca e Mudanca
Curso Pratico e Workshop de Lideranca e Mudanca
 
Curso Minitab em Analise Estatistica
Curso Minitab em Analise EstatisticaCurso Minitab em Analise Estatistica
Curso Minitab em Analise Estatistica
 
Curso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo CorporativoCurso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo Corporativo
 
Curso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo CorporativoCurso Empreendedorismo Corporativo
Curso Empreendedorismo Corporativo
 
Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010
Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010
Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010
 

Último

Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Renan Batista Bitcoin
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Dantas
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
AlfeuBuriti1
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Carlos Eduardo Coan Junior
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 

Último (8)

Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 

Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Medias Empresas

  • 1. Curso Novas Regras de Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas Conhecimento essencial em Gestão de Controladoria Depois de sucessivas crises econômicas, os investidores pressionam cada vez mais pela garantia e confiabilidade nas demonstrações contábeis. Fatos estes que levam a uma crescente padronização mundial e o Brasil deu o primeiro passo neste sentido, com a publicação da Lei 11.638/2007 (https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11638.htm), que teve como principal objetivo a alteração na legislação societária, modificando a estrutura conceitual para a elaboração e apresentação das demonstrações contábeis, em vigor desde 1º de janeiro de 2008 e que teve sua origem com o projeto de Lei nº 3.741/2000 que altera e revoga dispositivos da Lei n º 6.404/1976. Esta mudança visa aprofundar a harmonização dessas regras com os pronunciamentos internacionais, em especial os emitidos pelo IASB - International Accounting Standard Board que norteia a convergência da contabilidade brasileira às normas internacionais editadas (http://www.ifrs.org/Home.htm). As novas regras de Contabilidade para as Pequenas e Médias Empresas (CPC - PME), têm aplicação obrigatória no segmento das PMEs, em decorrência da edição pelo Conselho Federal de Contabilidade – CFC da Resolução nº 1.255/09 que aprova a NBC T 19.41, em vigor nos exercícios iniciados a partir de 1º de janeiro de 2010. www.grupotreinar.com.br
  • 2. No Brasil, o Comitê de Pronunciamentos Contábeis – CPC - é a entidade com a atribuição de estudar, pesquisar, discutir, elaborar e deliberar sobre o conteúdo e a redação de Pronunciamentos Técnicos, levando sempre em conta a convergência da Contabilidade Brasileira aos padrões internacionais. O CPC PME, deve ser adotado por empresas com receita bruta até R$ 300 milhões de reais/ano ou a sociedade ou conjunto de sociedades sob controle comum que tiver, no exercício social anterior, ativo total até R$ 240 milhões de reais. É um contingente expressivo de empresas que devem adotar esse Pronunciamento para a elaboração e apresentação das suas demonstrações contábeis ao final deste exercício. A convergência da Contabilidade brasileira às normas do IFRS/IASB constitui um dos fatores que contribuirá para mudar a relação da economia brasileira com o mundo. Segundo o Prof. Vagner Margarido: “Milhares de contabilistas em atividade no Brasil terão que, obrigatoriamente, se adaptar a esse conjunto de normas”. A Lei 12.249, que deu poderes ao CFC de instituir o Exame de Suficiência, similar ao da Ordem dos Advogados do Brasil, com isso, aumenta a necessidade do contador de aprimorar ainda mais o seu conhecimento para exercer a sua atividade profissional e como conseqüência, maior valorização da classe contábil. Por outro lado, a não observância das normas editadas pode causar transtornos ao profissional de contabilidade, pelo poder regulatório do CFC que aplica penalidades com base no Código de Ética da profissão. Dependendo da extensão da inobservância das normas, o profissional pode também ter que responder civilmente, pois o Código Civil Brasileiro, em vigor desde janeiro de 2003, prevê penalidades para contadores e administradores das empresas que não mantiverem os registros contábeis em ordem. www.grupotreinar.com.br
  • 3. Objetivo Este curso tem como propósito oferecer ao egresso conhecimento básico dos novos conceitos fundamentais para a elaboração e apresentação das demonstrações contábeis, de acordo com as regras editadas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis para Pequenas e Médias Empresas, de conformidade com as Normas Internacionais de Contabilidade (The International Financial Reporting Standard for Small and Medium-sized Entities) – IFRS for SMEs. Público alvo Tendo em vista a relevância do assunto, este curso é voltado para profissionais de contabilidade, diretores, gerentes, administradores, analistas de crédito e de investimentos, estudantes de contabilidade e demais usuários das demonstrações contábeis. As aulas serão ministradas na forma presencial, onde será abordado os principais tópicos do “CPC - PME”, com aplicação de exercícios de fixação. Benefícios Fornecer subsídios para os alunos realizarem uma imersão completa neste ambiente. Ao final deste evento o participante estará apto para: Entender mais sobre esta prática, que propõe uma lista integrada de competências e sua importância, especialmente para profissionais de contabilidade, envolvidos na elaboração das demonstrações contábeis, diretores, gerentes, administradores, analistas de crédito e de investimentos, estudantes de contabilidade e demais usuários interessados em aprimorar os conhecimentos para melhor entendimento da nova forma de apresentação do Balanço Patrimonial e da Demonstração dos Resultados do Exercício; Ao final do treinamento, ter uma visão ampliada sobre a necessidade da convergência da Contabilidade Brasileira às Normas Internacionais de Contabilidade, e um melhor entendimento do processo de mudança , facilitando assim a sua aplicação prática nas Pequenas e Médias Empresas. www.grupotreinar.com.br
  • 4. Metodologia de ensino Exposição interativa com apresentação de exercícios de fixação. O curso tem como proposta preparar o participante para entender mais sobre a elaboração e apresentação das demonstrações contábeis, de conformidade com as novas regras impostas pelo CPC – PME. Através de abordagem teórica e prática, com a interação dos alunos, por meio de debates, propiciará um suporte para elucidação de dúvidas durante e após o término imediato do curso. Pré-requisitos Recomenda-se que o participante tenha conhecimentos básicos de contabilidade, para melhor aproveitamento no entendimento dos novos conceitos aplicados na elaboração e apresentação das Demonstrações Contábeis. Material Didático Apostila fornecida com os slides do curso e espaço para anotações. www.grupotreinar.com.br
  • 5. Conteúdo Programático Os objetivos do curso são alcançados em um processo indutivo, onde os requisitos para a constituição dos novos demonstrativos e os procedimentos envolvidos são abordados através das seguintes etapas: 1. INTRODUÇÃO O Comitê de Pronunciamentos Contábeis; Demonstrações contábeis para fins gerais; Contabilidade para pequenas e médias empresas (PMEs); Aplicabilidade do Pronunciamento para PMEs; Organização do Pronunciamento; Manutenção do conteúdo do Pronunciamento. 2. PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS Alcance; Descrição de pequenas e médias empresas. 3. CONCEITOS E PRINCÍPIOS GERAIS Alcance; Objetivo das demonstrações contábeis de pequenas e médias empresas; Características qualitativas de informação em demonstrações contábeis. 4. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Características qualitativas de informação em demonstrações contábeis; Compreensibilidade; Relevância; Materialidade ; Confiabilidade; Primazia da essência sobre a forma; Prudência ; Integralidade; Comparabilidade; Tempestividade; Equilíbrio entre custo e benefício. 5. BALANÇO PATRIMONIAL Ativo; Passivo; Patrimônio Líquido. www.grupotreinar.com.br
  • 6. 6. DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO E DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO ABRANGENTE Desempenho / Resultado; Despesa ; Receita. 7. DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO E DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS Objetivo; Informação a ser apresentada na demonstração das mutações do patrimônio Líquido ; Informação a ser apresentada na demonstração de lucros ou prejuízos acumulados. 8. DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA Alcance; Equivalentes de caixa; Informação a ser apresentada na demonstração dos fluxos de caixa. 9. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Alcance ; Estrutura das notas explicativas. 10. DEMONSTRAÇÕES CONSOLIDADAS E SEPARADAS Alcance ; Exigência de apresentação de demonstrações consolidadas ; Procedimentos de consolidação ; Transações e saldos dentro do grupo econômico ; Data de divulgação ; Práticas contábeis uniformes ; Aquisição e alienação de controladas ; Participação dos não controladores nas controladas ; Divulgação nas demonstrações consolidadas; Apresentação de demonstrações separadas. 11. POLÍTICAS CONTÁBEIS, MUDANÇA DE ESTIMATIVA E RETIFICAÇÃO DE ERRO Alcance; Seleção e aplicação de políticas contábeis ; Consistência das políticas contábeis; Mudança nas políticas contábeis; Mudança nas estimativas contábeis; Retificação de erros de exercícios anteriores. www.grupotreinar.com.br
  • 7. 12. INSTRUMENTOS FINANCEIROS BÁSICOS Alcance ; Escolha da prática contábil ; Instrumentos financeiros básicos ; Reconhecimento inicial de ativos e passivos financeiros ; Mensuração subseqüente ; Custo amortizado e o método da taxa efetiva de juros ; Divulgação das práticas contábeis para instrumentos financeiros. 13. ESTOQUES Alcance ; Mensuração de estoques ; Custo de estoques ; Custos de transformação ; Alocação dos custos indiretos de produção ; Produtos conjuntos e subprodutos; Outros custos incluídos nos estoques ; Custos excluídos dos estoques; Custos de estoques de prestador de serviços; Técnicas para avaliar custo ; Métodos de avaliação do custo ; Redução ao valor recuperável de estoques. 14. INVESTIMENTO EM CONTROLADA E EM COLIGADA Alcance ; Definição ; Mensuração ; Método do custo ; Método da equivalência patrimonial ; Método do valor justo ; Apresentação das demonstrações contábeis ; Divulgação. 15. INVESTIMENTO EM EMPREENDIMENTO CONTROLADO EM CONJUNTO (JOINT VENTURE) Alcance ; Definição de empreendimento controlado em conjunto ; Operação controlada em conjunto; Ativo controlado em conjunto ; Entidade controlada em conjunto ; Mensuração ; Método do custo ; Método da equivalência patrimonial ; Método do valor justo ; Transação entre empreendedor e empreendimento controlado em conjunto ; Investidor sem controle conjunto ; Divulgação. www.grupotreinar.com.br
  • 8. 16. PROPRIEDADE PARA INVESTIMENTO Alcance ; Definição e reconhecimento inicial de propriedade para investimento ; Mensuração no reconhecimento inicial ; Mensuração após o reconhecimento inicial ; Transferência ; Divulgação. 17. ATIVO IMOBILIZADO Alcance ; Reconhecimento ; Mensuração na data do reconhecimento ; Elementos do custo ; Mensuração do custo ; Troca de ativos ; Mensuração após o reconhecimento inicial ; Depreciação ; Redução ao valor recuperável ; Ativo imobilizado mantido para venda ; Baixa ; Divulgação. 18. ATIVO INTANGÍVEL EXCETO ÁGIO POR EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE FUTURA (GOODWILL) Alcance ; Reconhecimento. 19. COMBINAÇÃO DE NEGÓCIOS E ÁGIO POR EXPECTATIVA DE RENTABILIDADE FUTURA (GOODWILL) Alcance ; Definição ; Contabilização ; Identificação do adquirente ; Custo de combinação de negócios ; Ajustes no custo ; Alocação do custo ; Ágio ; Divulgação. www.grupotreinar.com.br
  • 9. 20. OPERAÇÕES DE ARRENDAMENTO MERCANTIL Alcance; Classificação de arrendamento mercantil ; Reconhecimento inicial ; Mensuração subseqüente ; Divulgação. 21. PROVISÕES, PASSIVOS CONTINGENTES E ATIVOS CONTINGENTES Alcance ; Reconhecimento inicial ; Mensuração inicial; Mensuração subseqüente ; Divulgação. 22. PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Alcance ; Classificação de instrumento como passivo ou patrimônio líquido. 23. RECEITAS Alcance ; Mensuração da receita ; Pagamento diferido ; Troca de produtos e serviços ; Identificação da transação de receita Venda de Produtos ; Prestação de serviços ; Contrato de construção ; Método de percentagem completada ; Juros, Royalties e dividendos – Divulgação. 24. SUBVENÇÃO GOVERNAMENTAL Alcance; Reconhecimento e mensuração ; Divulgação. 25. CUSTOS DE EMPRÉSTIMOS Alcance ; Reconhecimento ; Divulgação. www.grupotreinar.com.br
  • 10. 26. PAGAMENTO BASEADO EM AÇÕES Alcance ; Reconhecimento ; Mensuração ; Divulgação. 27. REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL DE ATIVOS Objetivo e alcance ; Indicadores de desvalorização ; Mensuração do valor recuperável ; Valor justo menos despesa para vender ; Valor em uso ; Reconhecimento e mensuração de perda ; Reversão de perda ; Divulgação. 28. BENEFÍCIOS A EMPREGADOS Alcance ; Princípios gerais de reconhecimento ; Reconhecimento e mensuração ; Divulgação. 29. TRIBUTOS SOBRE O LUCRO Alcance; Contabilização dos tributos sobre o lucro ; Reconhecimento e mensuração ; Base fiscal ; Diferenças temporárias ; Ativos fiscais diferidos e passivos fiscais diferidos ; Provisão para realização ; Tributo retido na fonte ; Divulgação. 30. EFEITOS DAS MUDANÇAS NAS TAXAS DE CÂMBIO E CONVERSÃO DE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Alcance ; Moeda funcional ; Divulgação de transações. 31. EVENTO SUBSEQUENTE Alcance ; Reconhecimento e mensuração ; Divulgação. www.grupotreinar.com.br
  • 11. 32. DIVULGAÇÃO SOBRE PARTES RELACIONADAS Alcance; Definição ; Divulgação. 33. ATIVIDADES ESPECIALIZADAS Alcance ; Agricultura ; Reconhecimento ; Mensuração ; Divulgação. 34. ADOÇÃO INICIAL DO PRONUNCIAMENTO Alcance ; Adoção inicial ; Procedimentos para elaboração de demonstrações contábeis na data de transição ; Divulgação. Facilitador: VAGNER MARGARIDO, Mestre em Controladoria Empresarial pelo MACKENZIE, MBA em Controladoria pelo IPEC, Bacharel em Ciências Contábeis pela FATI. Empresário no setor de contabilidade a mais de 30 anos. Atualmente é titular da Euthynes Auditoria e Consultoria onde atua como auditor e consultor de empresas. Como docente adquiriu experiência ao longo de 11 anos, nos cursos livres e Técnico em Contabilidade do SENAC-SP, e também como palestrante em várias instituições, e ainda a participação em bancas examinadoras de trabalhos para a conclusão do curso de graduação em Ciências Contábeis na Universidade Mackenzie. Atualmente professor de Análise de Balanços no curso de Pós-Graduação em Controladoria e Finanças do Centro Universitário SENAC / Sorocaba e professor de Contabilidade Geral na Universidade Cruzeiro do Sul. www.grupotreinar.com.br
  • 12. Material desenvolvido para o treinamento ministrado por Vagner Margarido em parceria com o GrupoTreinar. É proibida a cópia deste conteúdo, no todo ou em parte, sem autorização prévia. www.grupotreinar.com.br