SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
Baixar para ler offline
CONTORNANDO INVISIBILIDADES:
CURADORIA E RESGATE DE CONHECIMENTOS NEGROS
Taís Oliveira
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Taís Oliveira é relações-públicas e Mestre em Ciências
Humanas e Sociais pela UFABC, onde desenvolveu
pesquisa sobre “Redes Sociais na Internet e Economia
Étnica: um estudo sobre o Afroempreendedorismo no
Brasil”.
Trabalha como Analista de Métricas na Associação
Cidade Escola Aprendiz, é professora universitária,
pesquisadora membra do NEAB-UFABC (Núcleo de
Estudos Africanos e Afro-brasileiros) e do grupo de
pesquisa Desigualdades Sociais no Brasil, também da
UFABC.
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Ver minha coroa
onde eu sempre quis pôr,
De turbante, chofer,
uma madame nagô
- - -
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Mulher preta
Baiana
Sem estudos
Erradicada na “cidade grande”
Doméstica
Mantinha “bicos paralelos”
A história da minha mãe é,
provavelmente a história
de muitas mães pretas!
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Jovens negros conquistando o
primeiro diploma da família.
A minha história é a
história de vários outros
jovens negros!
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Afroempreendedorismo
por necessidade
Afroempreendedorismo
por oportunidade
MEIOS ANALÓGICOS MEIOS TECNOLÓGICOS
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Mapa Interativo do Tráfico Transatlântico | Fonte: Slave Voyages
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Linha do Tempo com número de cativos embarcados e desembarcados por ano | Fonte: Slave Voyages
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
África em 1.500 | Fonte: Cunha Jr, 2010
"Os membros dos grupos sociais subalternos
trabalham muito, recebem pouco e obedecem
bastante para sobreviverem" (CUNHA JR, p.
07, 2010).
Desde a invasão, os africanos sequestrados e
os indígenas que aqui estavam trabalharam (e
trabalham) arduamente para enriquecer
determinados grupos étnicos. Logo, os saberes
tecnológicos desenvolvidos em África foram
aplicados na estruturação econômica do Brasil.
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Sandália e bolsa de couro produzidos na África | Fonte: Cunha Jr, 2010
Em todos os ciclos econômicos do Brasil
(extrativista de produtos tropicais, da cana e
do açúcar, da mineração de ouro, do algodão e
do café) ocorreu influência africana no modo
de trabalhar.
As principais tecnologias brasileiras que
receberam esta influencia estavam nas tarefas
agrícolas, de farmacologia, de produção têxtil,
na construção civil, importação de sabão e no
uso da madeira.
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
A compreensão do Afroempreendedorismo
enquanto fenômeno contemporâneo perpassa
a história da população negra no Brasil.
Guerreiros de Waaloo | Fonte: Cunha Jr, 2010
“O racismo não é uma deformação de
comportamento e sim um mecanismo
processual do capitalismo” (OLIVEIRA, p. 35,
2017).
“A busca por uma nova economia e por formas
alternativas de organização é tarefa impossível
sem que o racismo e outras formas de
discriminação sejam compreendidas como
parte essencial dos processos de exploração e
de opressão de uma sociedade que se quer
transformar” (ALMEIDA, p. 198, 2017).
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
"Uma maneira de viver a história dentro da
história; a história de uma comunidade cuja
experiência parece, em verdade singular, com
suas deportações, seus deslocamentos de
homens de um continente a outro, suas
lembranças distantes, seus restos de culturas
assassinadas" (CESAIRE apud MOORE, p. 109,
2010).
Os agrupamentos negros contemporâneos
buscam o resgate de sua cultura, de seu
passado falsificado, da valorização da sua cor
de pele inferiorizada e do reconhecimento da
participação positiva na construção do país
(MUNANGA, 2012).
Mapas Introdutórios do Tráfico Transatlântico | Fonte: Slave Voyages
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
As humanidades digitais são um conjunto
transitório de práticas mistas entre os
artefatos físicos e as novas redes digitais que
se sobrepõe em multicamadas e interfaces.
As interações discursivas cotidianas por pessoas
negras nos sites de redes sociais são uma
continuação do esforço secular empregado por
populações negras escravizadas em todo o
mundo [humanidades digitais negras](GALLON,
2016).
Princesa Madia | Fonte: Slave Voyages
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
4382
5239
0
1000
2000
3000
4000
5000
6000
Interações na página Pela Liberdade de Rafael Braga Vieira
interações
Redes de Solidariedade e Indignação na Internet: o caso “Liberdade para Rafael Braga”
Fonte: Oliveira; Dotta & Jacino, 2017
A rede de solidariedade e indignação em relação
ao caso Rafael Braga utiliza as redes sociais na
internet e outras mídias de conteúdo
independente para defender seus interesses,
reforçar os valores produzidos diante das
circunstâncias e realizar atos populares políticos
nos vários espaços da sociedade, no Brasil e em
outros países.
Os movimentos sociais adeptos da causa de
Rafael Braga se mostram ativos e criativos em
relação aos meios de comunicação disponíveis
para a circulação de informações e
entretenimento, dessa maneira não são reféns
dos conglomerados que dominam os mercados.
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Marielle Presente: As redes sociais no marco de um ano da morte da vereadora carioca
Fonte: Lima & Oliveira, 2019
Órgãos de direitos humanos, veículos de comunicação
e indivíduos de diversos países se manifestaram no
marco do um ano da morte de Marielle Franco.
Embora não tenham surgido clusters específicos de
mulheres ou mulheres negras, há nos cinco principais
clusters números expressivos de mulheres e dentre
elas, muitas que hoje ocupam cargos políticos
demonstrando apoio e relembrando o importante
papel de Marielle nas discussões institucionais,
sobretudo as relacionadas às mulheres negras.
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Dados sobre a Feira Cultural Preta | Fonte: Oliveira, 2018
Por meio da rede tecnológica, agrupam-se a partir
de sua identidade compartilhada e reivindicam
inclusão e coletividade (BOYD, 2010).
Grupos específicos e movimentos sociais têm usado
a amplitude de possibilidades das mídias sociais
para controlar narrativas, e cada conversação nesse
contexto está envolta de negociações de poder
(FREELON; MCILWAIN; CLARK, 2018).
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Desde o início,
Por ouro e prata,
Olha quem morre,
Então veja você
quem mata
- - -
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Historicidade da População
Negra no Brasil
Identidade Racial na
Cultura Digital
Teoria da Economia Étnica e o
Afroempreendedorismo
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Aprofundar informações
do formulário.
Levantamento de perfil
e dados qualitativos .
Compreender as
estruturas.
Mapear trabalhos
anteriores.
Revisão
Sistemática
Análise de Redes
Sociais na Internet
Entrevistas
Semiestruturadas
Formulário Online
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Grupos pesquisados no campo da Economia Étnica | Fonte: Oliveira, 2019
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Pesquisas sobre Afroempreendedorismo por ano | Fonte: Oliveira, 2019
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Dinheiro é foda
Na mão de favelado,
é mó guela
- - -
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
taisoliveira.me/redes/dissertais/
Uma rede de atributos diversos, não
homogêneos e com representações que
demonstram especificidades.
Valorização da estética negra, aproximação
com questões sociais, veículos de
comunicação com demarcador racial, artistas
negros.
Elementos que não permeiam
especificamente a prática
Afroempreendedora, mas que sugere um
entrelaçamento com a própria identidade e
vivência da população negra.
Estrutura e relações do Afroempreendedorismo a partir da Análise de Redes Sociais na Internet
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Período de circulação: 15 de abril a 09 de maio
141 respostas.
69,5% de mulheres;
Idade entre 26 e 41 anos (58,6%);
29,8% com grau Superior Completo
e 22% com Pós-Graduação Completa.
58,2% são profissionais autônomos;
60,3% oferecem serviços;
62,4% tinham um emprego formal;
49,6% tem outras formas de obter renda.
Perfil e percepções dos Afroempreendedores
A maioria dos respondentes são mulheres,
adultos entre 26 e 41 anos e com grau de
escolaridade acima de superior completo.
São autônomos formalizados e oferecem
serviços. Grande parte tinha um emprego
formal anteriormente, porém ainda
mantém outras formas de obter renda.
72,5% são formalizados;
A formalização de 74,3% é de MEI;
73% não tem funcionários;
Faturam até 5 mil reais/mês (72,3%).
51,1% tem foco em temática negra
51,8% não tem foco em consumidores negros
92,2% tem interesse em movimentos sociais.
Têm foco na temática negra, mas não
necessariamente só em clientes negros. Se
interessam por movimentos sociais.
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Perfil e percepções dos Afroempreendedores
85,1% sabem o que é o Black Money;
84,4% mantém contato;
94,3% preferem utilizar serviços ou comprar;
57,4% conhecem pessoas ou organizações.
61,7% afirmam que enfrentam dificuldades em
ser um Afroempreendedor.
98,5% afirmam utilizar a internet para
atividades de sua empresa
.
Eles sabem o que é e praticam o Black Money.
Grande parte diz conhecer pessoas ou
organizações que promovem o
Afroempreendedorismo.
Entre as dificuldades estão a falta de credibilidade
com possíveis clientes, fornecedores ou em visitas
a lugares, acesso ao crédito bancário e o racismo
explícito.
Usam internet para o envio de mensagens, redes
sociais, para participar de grupos, site ou blog da
empresa, pesquisas de mercado e tendências,
organização e gestão, reuniões, entre outras.
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Desde cedo a mãe
da gente fala assim:
filho, por você ser preto,
você tem que ser duas
vezes melhor
- - -
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Feira Cultural Preta
AfroPython
AfroBusiness
BlackRocks Startup
Rede de Profissionais Negros
Vale do Dendê
Preta comprando de Preta
Indique Uma Preta
Era Uma Vez o Mundo
PretaHub
Movimento Black Money
...
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
“Associar-se com os que se
parecem conosco para consumir
ou protestar, ter revistas e rádios
próprias que nos distinguem”
(CANCLINI, 2015, p.26).
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
Os Afroempreendedores empregam emoções e
identidades que demarcam sua etnicidade em seus
negócios, eles têm indignações e acreditam na
capacidade de alterar cenários a partir de suas
redes Afroempreendedoras.
Todavia, para os Afroempreendedores, empreender
é construir o passado e o presente de suas
histórias, dado suas condições de vida, pois a
prática do Afroempreendedorismo também
demarca as disparidades no ato de empreender
entre negros e não-negros, sobretudo ao que se
refere ao capital social, econômico e político desses
grupos.
Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros
Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
É necessário sempre acreditar que o sonho é possível
Que o céu é o limite e você, truta, é imbatível
Que o tempo ruim vai passar, é só uma fase
E o sofrimento alimenta mais a sua coragem
Que a sua família precisa de você
Lado a lado se ganhar pra te apoiar se perde
[...]
É isso aí, você não pode parar
Esperar o tempo ruim vir te abraçar
Acreditar que sonhar sempre é preciso
É o que mantém os irmãos vivos
Referências bibliográficas
ALMEIDA, Silvio L. de. Capitalismo e crise: o que o racismo tem a ver com isso?. In: OLIVEIRA, Dennis (org.). A luta contra o racismo no Brasil. São Paulo: Fórum, 2017.
ALMEIDA, Silvio L. de. O que é racismo estrutural?. São Paulo: Letramento Editora e Livraria LTDA, 2018.
BOYD, Robert L. The organization of an ethnic economy: Urban black communities in the early twentieth century. The Journal of Socio-Economics, v. 41, n. 5, p. 633-641, 2012.
BOYD, Robert L. Urban locations and Black Metropolis resilience in the Great Depression. Geoforum, v. 84, p. 1-10, 2017.
BURDICK, Anne et al. Digital Humanities. Mit Press, 2012.
CANCLINI. Nestor A. Diferentes, desiguais e desconectados: mapas da interculturalidade. 3ª ed. 1ª reimp. Rio de Janeiro: UFRJ, 2015.
CUNHA JR, Henrique. Tecnologias africanas. CEAP: Rio de Janeiro, 2010.
DANIELS, Jessie. Race and racism in Internet studies: A review and critique. New Media & Society, v. 15, n. 5, p. 695-719, 2013.
FREELON, Deen et al. How Black Twitter and other social media communities interact with mainstream news. 2018.
FREELON, Deen et al. The Measure of a Movement: Quantifying Black Lives Matter’s Social Media Power. Upenn. edu, 2016.
FREELON, Deen; MCILWAIN, Charlton; CLARK, Meredith. Beyond the hashtags:# Ferguson,# Blacklivesmatter, and the online struggle for offline justice. 2016.
GALLON, Kim. Making a case for the Black digital humanities. Debates in the Digital Humanities, p. 42-49, 2016.
GRAY, Kishonna L. The Internet: Oppression in digital spaces. The Routledge companion to media and race. New York, NY: Routledge, 2016.
JONES, Steven E. The Emergence of the Digital Humanities (as the Network is Everting). 2016.
LIMA, Dulcilei da Conceição; OLIVEIRA, Taís Silva. Marielle Presente!: As redes sociais no marco de um ano da morte da vereadora carioca. Anais do 8º Congresso Compolítica. Brasília, 2019.
MOORE, Carlos. Aimé Césaire–Discurso sobre a negritude. Belo Horizonte: Nandyala, 2010.
MUNANGA, Kabengele. Negritude – Usos e Sentidos. 3ª ed. 1ª reimp. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.
NOBLE, Safiya Umoja; TYNES, Brendesha M. The intersectional internet: Race, sex, class, and culture online. Peter Lang International Academic Publishers, 2016.
OLIVEIRA, Dennis de. O combate ao racismo é uma luta anticapitalista. In: OLIVEIRA, Dennis (org.). A luta contra o racismo no Brasil. São Paulo: Fórum, 2017.
OLIVEIRA, Taís. Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica: um estudo sobre o Afroempreendedorismo no Brasil. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas e Sociais) - Programa de Ciências Humanas e Sociais, Universidade
Federal do ABC, 2019.
OLIVEIRA, Taís. Redes Sociais na Internet, Narrativas e a Economia Étnica: breve estudo sobre a Feira Cultural Preta. In: SILVA, Tarcízio; BUCKSTEGGE, Jaqueline; ROGEDO, Pedro (orgs.). Estudando Cultura e Comunicação com Mídias
Sociais. Brasília: Editora IBPAD, 2018.
OLIVEIRA, Taís; DOTTA, Silvia; JACINO, Ramatis. Redes de Solidariedade e Indignação na Internet: o caso “Liberdade para Rafael Braga”. Anais do 40º Encontro do Intercom. Curitiba, 2017
Obrigada! ☺
Taís Oliveira
contato@taisoliveira.me
@tais_so

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cultura negra e educação
Cultura negra e educaçãoCultura negra e educação
Cultura negra e educaçãoAline Vaz
 
Conhecimento escolar e diversidade cultural
Conhecimento  escolar e diversidade culturalConhecimento  escolar e diversidade cultural
Conhecimento escolar e diversidade culturalCarla Regina
 
Texto Da Prof. Regina Oficina
Texto Da Prof. Regina OficinaTexto Da Prof. Regina Oficina
Texto Da Prof. Regina Oficinaculturaafro
 
Cultura afrobrasileira2
Cultura afrobrasileira2Cultura afrobrasileira2
Cultura afrobrasileira2Angela Santos
 
Culturasetniasediversidades
CulturasetniasediversidadesCulturasetniasediversidades
CulturasetniasediversidadesPaula Mendes
 
OT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileira
OT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileiraOT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileira
OT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileiraClaudia Elisabete Silva
 
Entrevista com Kabengele Munanga
Entrevista com Kabengele MunangaEntrevista com Kabengele Munanga
Entrevista com Kabengele Munangaprimeiraopcao
 
Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...
Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...
Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...Instituto Uka
 
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...Prof. Noe Assunção
 
Diversidade Cultural Desigualdades Sociais
Diversidade Cultural Desigualdades SociaisDiversidade Cultural Desigualdades Sociais
Diversidade Cultural Desigualdades Sociaisculturaafro
 
Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13 O4 09
Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13  O4  09Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13  O4  09
Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13 O4 09culturaafro
 

Mais procurados (19)

Cultura negra e educação
Cultura negra e educaçãoCultura negra e educação
Cultura negra e educação
 
Conhecimento escolar e diversidade cultural
Conhecimento  escolar e diversidade culturalConhecimento  escolar e diversidade cultural
Conhecimento escolar e diversidade cultural
 
Texto Da Prof. Regina Oficina
Texto Da Prof. Regina OficinaTexto Da Prof. Regina Oficina
Texto Da Prof. Regina Oficina
 
Cultura afrobrasileira2
Cultura afrobrasileira2Cultura afrobrasileira2
Cultura afrobrasileira2
 
Abdias
AbdiasAbdias
Abdias
 
De olho na cultura
De olho na culturaDe olho na cultura
De olho na cultura
 
Etnia
EtniaEtnia
Etnia
 
Culturasetniasediversidades
CulturasetniasediversidadesCulturasetniasediversidades
Culturasetniasediversidades
 
Aula 7
Aula 7Aula 7
Aula 7
 
"Percebam que a alma não tem cor - artigo - Rita C T Mendonça
"Percebam que a alma não tem cor - artigo - Rita C T Mendonça"Percebam que a alma não tem cor - artigo - Rita C T Mendonça
"Percebam que a alma não tem cor - artigo - Rita C T Mendonça
 
OT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileira
OT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileiraOT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileira
OT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileira
 
Paper africa
Paper africaPaper africa
Paper africa
 
C.A. 02
C.A. 02C.A. 02
C.A. 02
 
Entrevista com Kabengele Munanga
Entrevista com Kabengele MunangaEntrevista com Kabengele Munanga
Entrevista com Kabengele Munanga
 
Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...
Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...
Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...
 
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
 
Slides semana 7
Slides semana 7Slides semana 7
Slides semana 7
 
Diversidade Cultural Desigualdades Sociais
Diversidade Cultural Desigualdades SociaisDiversidade Cultural Desigualdades Sociais
Diversidade Cultural Desigualdades Sociais
 
Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13 O4 09
Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13  O4  09Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13  O4  09
Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13 O4 09
 

Semelhante a Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros

Apropriação Cultural e Empoderamento Negro na Web
Apropriação Cultural e Empoderamento Negro na WebApropriação Cultural e Empoderamento Negro na Web
Apropriação Cultural e Empoderamento Negro na WebTaís Oliveira
 
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - breve estudo sobre o Afroempr...
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - breve estudo sobre o Afroempr...Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - breve estudo sobre o Afroempr...
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - breve estudo sobre o Afroempr...Taís Oliveira
 
Afroempreendedorismo e Economia Étnica - FESP/SP
Afroempreendedorismo e Economia Étnica - FESP/SPAfroempreendedorismo e Economia Étnica - FESP/SP
Afroempreendedorismo e Economia Étnica - FESP/SPTaís Oliveira
 
Interdisciplinaridade e Triagulação Metodológica em Pesquisas no campo da Cul...
Interdisciplinaridade e Triagulação Metodológica em Pesquisas no campo da Cul...Interdisciplinaridade e Triagulação Metodológica em Pesquisas no campo da Cul...
Interdisciplinaridade e Triagulação Metodológica em Pesquisas no campo da Cul...Taís Oliveira
 
Manual Étnico-racial para o Jornalismo
Manual Étnico-racial para o JornalismoManual Étnico-racial para o Jornalismo
Manual Étnico-racial para o JornalismoJuliana Dias
 
Infografico_da_lei_10639.pdf
Infografico_da_lei_10639.pdfInfografico_da_lei_10639.pdf
Infografico_da_lei_10639.pdfRafael Moraes
 
O uso da internet pelos movimentos indigenas do Alto Rio Negro
O uso da internet pelos movimentos indigenas do Alto Rio NegroO uso da internet pelos movimentos indigenas do Alto Rio Negro
O uso da internet pelos movimentos indigenas do Alto Rio NegroIsis Valle
 
Cadern otecnologias africanas ceap_vf
Cadern otecnologias africanas ceap_vfCadern otecnologias africanas ceap_vf
Cadern otecnologias africanas ceap_vfGeraa Ufms
 
Humanidades Digitais Negras
Humanidades Digitais NegrasHumanidades Digitais Negras
Humanidades Digitais NegrasTarcízio Silva
 
Caderno prova brasil_semed_macae_2015
Caderno prova brasil_semed_macae_2015Caderno prova brasil_semed_macae_2015
Caderno prova brasil_semed_macae_2015GRAZIELAHELENASOARES2
 
Revista a cor_brasil_2010
Revista a cor_brasil_2010Revista a cor_brasil_2010
Revista a cor_brasil_2010Gilcleia
 
Tema de redação - A desvalorização do trabalho voluntário no Brasil.pdf
Tema de redação - A desvalorização do trabalho voluntário no Brasil.pdfTema de redação - A desvalorização do trabalho voluntário no Brasil.pdf
Tema de redação - A desvalorização do trabalho voluntário no Brasil.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13 O4 09
Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13  O4  09Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13  O4  09
Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13 O4 09culturaafro
 
Opará Revista vol 2 - Apresentação
Opará Revista vol 2 - ApresentaçãoOpará Revista vol 2 - Apresentação
Opará Revista vol 2 - ApresentaçãoDorisvan Lira
 
Opará Revista vol. 2 julho/2014
Opará Revista vol. 2 julho/2014 Opará Revista vol. 2 julho/2014
Opará Revista vol. 2 julho/2014 Dorisvan Lira
 
Redes de negritude midia negra
Redes de negritude midia negraRedes de negritude midia negra
Redes de negritude midia negraanavidal123
 
Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021
Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021
Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021Thiago Assumpção
 
Racismo e Antirracismo no Brasil em 2020
Racismo e Antirracismo no Brasil em 2020Racismo e Antirracismo no Brasil em 2020
Racismo e Antirracismo no Brasil em 2020Taís Oliveira
 

Semelhante a Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros (20)

Apropriação Cultural e Empoderamento Negro na Web
Apropriação Cultural e Empoderamento Negro na WebApropriação Cultural e Empoderamento Negro na Web
Apropriação Cultural e Empoderamento Negro na Web
 
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - breve estudo sobre o Afroempr...
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - breve estudo sobre o Afroempr...Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - breve estudo sobre o Afroempr...
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - breve estudo sobre o Afroempr...
 
Afroempreendedorismo e Economia Étnica - FESP/SP
Afroempreendedorismo e Economia Étnica - FESP/SPAfroempreendedorismo e Economia Étnica - FESP/SP
Afroempreendedorismo e Economia Étnica - FESP/SP
 
Interdisciplinaridade e Triagulação Metodológica em Pesquisas no campo da Cul...
Interdisciplinaridade e Triagulação Metodológica em Pesquisas no campo da Cul...Interdisciplinaridade e Triagulação Metodológica em Pesquisas no campo da Cul...
Interdisciplinaridade e Triagulação Metodológica em Pesquisas no campo da Cul...
 
Manual Étnico-racial para o Jornalismo
Manual Étnico-racial para o JornalismoManual Étnico-racial para o Jornalismo
Manual Étnico-racial para o Jornalismo
 
Indivíduos, sociedade e tecnologia
Indivíduos, sociedade e tecnologiaIndivíduos, sociedade e tecnologia
Indivíduos, sociedade e tecnologia
 
Infografico_da_lei_10639.pdf
Infografico_da_lei_10639.pdfInfografico_da_lei_10639.pdf
Infografico_da_lei_10639.pdf
 
O uso da internet pelos movimentos indigenas do Alto Rio Negro
O uso da internet pelos movimentos indigenas do Alto Rio NegroO uso da internet pelos movimentos indigenas do Alto Rio Negro
O uso da internet pelos movimentos indigenas do Alto Rio Negro
 
Cadern otecnologias africanas ceap_vf
Cadern otecnologias africanas ceap_vfCadern otecnologias africanas ceap_vf
Cadern otecnologias africanas ceap_vf
 
Humanidades Digitais Negras
Humanidades Digitais NegrasHumanidades Digitais Negras
Humanidades Digitais Negras
 
Cicera nunes
Cicera nunesCicera nunes
Cicera nunes
 
Caderno prova brasil_semed_macae_2015
Caderno prova brasil_semed_macae_2015Caderno prova brasil_semed_macae_2015
Caderno prova brasil_semed_macae_2015
 
Revista a cor_brasil_2010
Revista a cor_brasil_2010Revista a cor_brasil_2010
Revista a cor_brasil_2010
 
Tema de redação - A desvalorização do trabalho voluntário no Brasil.pdf
Tema de redação - A desvalorização do trabalho voluntário no Brasil.pdfTema de redação - A desvalorização do trabalho voluntário no Brasil.pdf
Tema de redação - A desvalorização do trabalho voluntário no Brasil.pdf
 
Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13 O4 09
Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13  O4  09Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13  O4  09
Palestra Curitiba Faxinal Do CéU 13 O4 09
 
Opará Revista vol 2 - Apresentação
Opará Revista vol 2 - ApresentaçãoOpará Revista vol 2 - Apresentação
Opará Revista vol 2 - Apresentação
 
Opará Revista vol. 2 julho/2014
Opará Revista vol. 2 julho/2014 Opará Revista vol. 2 julho/2014
Opará Revista vol. 2 julho/2014
 
Redes de negritude midia negra
Redes de negritude midia negraRedes de negritude midia negra
Redes de negritude midia negra
 
Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021
Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021
Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021
 
Racismo e Antirracismo no Brasil em 2020
Racismo e Antirracismo no Brasil em 2020Racismo e Antirracismo no Brasil em 2020
Racismo e Antirracismo no Brasil em 2020
 

Mais de Taís Oliveira

Gestão de Redes Sociais em tempos de intolerância
Gestão de Redes Sociais em tempos de intolerânciaGestão de Redes Sociais em tempos de intolerância
Gestão de Redes Sociais em tempos de intolerânciaTaís Oliveira
 
Semana de Relações Públicas - Diversidade
Semana de Relações Públicas - DiversidadeSemana de Relações Públicas - Diversidade
Semana de Relações Públicas - DiversidadeTaís Oliveira
 
Taís Oliveira - Portfólio 2020
Taís Oliveira - Portfólio 2020Taís Oliveira - Portfólio 2020
Taís Oliveira - Portfólio 2020Taís Oliveira
 
Influência e Comunicação | Workshop BlackRocks e Black Ads
Influência e Comunicação | Workshop BlackRocks e Black AdsInfluência e Comunicação | Workshop BlackRocks e Black Ads
Influência e Comunicação | Workshop BlackRocks e Black AdsTaís Oliveira
 
Taís Oliveira - Portfólio 2020
Taís Oliveira - Portfólio 2020Taís Oliveira - Portfólio 2020
Taís Oliveira - Portfólio 2020Taís Oliveira
 
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica: um estudo sobre o Afroempreend...
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica: um estudo sobre o Afroempreend...Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica: um estudo sobre o Afroempreend...
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica: um estudo sobre o Afroempreend...Taís Oliveira
 
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - um estudo sobre o Afroempreen...
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - um estudo sobre o Afroempreen...Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - um estudo sobre o Afroempreen...
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - um estudo sobre o Afroempreen...Taís Oliveira
 
Percursos metodológicos na pesquisa digital a partir de recortes identitários
Percursos metodológicos na pesquisa digital a partir de recortes identitáriosPercursos metodológicos na pesquisa digital a partir de recortes identitários
Percursos metodológicos na pesquisa digital a partir de recortes identitáriosTaís Oliveira
 
Diversidade e diálogo são realmente uma realidade dentro das corporações?
Diversidade e diálogo são realmente uma realidade dentro das corporações?Diversidade e diálogo são realmente uma realidade dentro das corporações?
Diversidade e diálogo são realmente uma realidade dentro das corporações?Taís Oliveira
 
Militância e Ativismo Negros nas Redes Sociais
Militância e Ativismo Negros nas Redes Sociais Militância e Ativismo Negros nas Redes Sociais
Militância e Ativismo Negros nas Redes Sociais Taís Oliveira
 
Marielle Presente: As redes sociais no marco de um ano da morte da vereadora...
Marielle Presente:  As redes sociais no marco de um ano da morte da vereadora...Marielle Presente:  As redes sociais no marco de um ano da morte da vereadora...
Marielle Presente: As redes sociais no marco de um ano da morte da vereadora...Taís Oliveira
 
Sazonalidades e Posicionamento nas Mídias Sociais: Raça, Gênero e Sexualidade...
Sazonalidades e Posicionamento nas Mídias Sociais: Raça, Gênero e Sexualidade...Sazonalidades e Posicionamento nas Mídias Sociais: Raça, Gênero e Sexualidade...
Sazonalidades e Posicionamento nas Mídias Sociais: Raça, Gênero e Sexualidade...Taís Oliveira
 
Social Networks in the Internet and the Ethnic Economy - a study about the bl...
Social Networks in the Internet and the Ethnic Economy - a study about the bl...Social Networks in the Internet and the Ethnic Economy - a study about the bl...
Social Networks in the Internet and the Ethnic Economy - a study about the bl...Taís Oliveira
 
Estudando comunidades com análise de redes
Estudando comunidades com análise de redesEstudando comunidades com análise de redes
Estudando comunidades com análise de redesTaís Oliveira
 
Mapeamento Científico no Google Acadêmico com Start
Mapeamento Científico no Google Acadêmico com Start Mapeamento Científico no Google Acadêmico com Start
Mapeamento Científico no Google Acadêmico com Start Taís Oliveira
 
Diversidade nas organizações: uma intersecção de raça e gênero
Diversidade nas organizações: uma intersecção de raça e gênero Diversidade nas organizações: uma intersecção de raça e gênero
Diversidade nas organizações: uma intersecção de raça e gênero Taís Oliveira
 
Construção de relacionamento no contexto da internet
Construção de relacionamento no contexto da internetConstrução de relacionamento no contexto da internet
Construção de relacionamento no contexto da internetTaís Oliveira
 
Análise de conteúdo do site Por Dentro da África - X Abciber
Análise de conteúdo do site Por Dentro da África - X AbciberAnálise de conteúdo do site Por Dentro da África - X Abciber
Análise de conteúdo do site Por Dentro da África - X AbciberTaís Oliveira
 
Planejamento de comunicação e mídias sociais | Arena BlackRocks
Planejamento de comunicação e mídias sociais | Arena BlackRocks Planejamento de comunicação e mídias sociais | Arena BlackRocks
Planejamento de comunicação e mídias sociais | Arena BlackRocks Taís Oliveira
 
Governo Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à Informação
Governo Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à InformaçãoGoverno Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à Informação
Governo Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à InformaçãoTaís Oliveira
 

Mais de Taís Oliveira (20)

Gestão de Redes Sociais em tempos de intolerância
Gestão de Redes Sociais em tempos de intolerânciaGestão de Redes Sociais em tempos de intolerância
Gestão de Redes Sociais em tempos de intolerância
 
Semana de Relações Públicas - Diversidade
Semana de Relações Públicas - DiversidadeSemana de Relações Públicas - Diversidade
Semana de Relações Públicas - Diversidade
 
Taís Oliveira - Portfólio 2020
Taís Oliveira - Portfólio 2020Taís Oliveira - Portfólio 2020
Taís Oliveira - Portfólio 2020
 
Influência e Comunicação | Workshop BlackRocks e Black Ads
Influência e Comunicação | Workshop BlackRocks e Black AdsInfluência e Comunicação | Workshop BlackRocks e Black Ads
Influência e Comunicação | Workshop BlackRocks e Black Ads
 
Taís Oliveira - Portfólio 2020
Taís Oliveira - Portfólio 2020Taís Oliveira - Portfólio 2020
Taís Oliveira - Portfólio 2020
 
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica: um estudo sobre o Afroempreend...
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica: um estudo sobre o Afroempreend...Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica: um estudo sobre o Afroempreend...
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica: um estudo sobre o Afroempreend...
 
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - um estudo sobre o Afroempreen...
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - um estudo sobre o Afroempreen...Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - um estudo sobre o Afroempreen...
Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica - um estudo sobre o Afroempreen...
 
Percursos metodológicos na pesquisa digital a partir de recortes identitários
Percursos metodológicos na pesquisa digital a partir de recortes identitáriosPercursos metodológicos na pesquisa digital a partir de recortes identitários
Percursos metodológicos na pesquisa digital a partir de recortes identitários
 
Diversidade e diálogo são realmente uma realidade dentro das corporações?
Diversidade e diálogo são realmente uma realidade dentro das corporações?Diversidade e diálogo são realmente uma realidade dentro das corporações?
Diversidade e diálogo são realmente uma realidade dentro das corporações?
 
Militância e Ativismo Negros nas Redes Sociais
Militância e Ativismo Negros nas Redes Sociais Militância e Ativismo Negros nas Redes Sociais
Militância e Ativismo Negros nas Redes Sociais
 
Marielle Presente: As redes sociais no marco de um ano da morte da vereadora...
Marielle Presente:  As redes sociais no marco de um ano da morte da vereadora...Marielle Presente:  As redes sociais no marco de um ano da morte da vereadora...
Marielle Presente: As redes sociais no marco de um ano da morte da vereadora...
 
Sazonalidades e Posicionamento nas Mídias Sociais: Raça, Gênero e Sexualidade...
Sazonalidades e Posicionamento nas Mídias Sociais: Raça, Gênero e Sexualidade...Sazonalidades e Posicionamento nas Mídias Sociais: Raça, Gênero e Sexualidade...
Sazonalidades e Posicionamento nas Mídias Sociais: Raça, Gênero e Sexualidade...
 
Social Networks in the Internet and the Ethnic Economy - a study about the bl...
Social Networks in the Internet and the Ethnic Economy - a study about the bl...Social Networks in the Internet and the Ethnic Economy - a study about the bl...
Social Networks in the Internet and the Ethnic Economy - a study about the bl...
 
Estudando comunidades com análise de redes
Estudando comunidades com análise de redesEstudando comunidades com análise de redes
Estudando comunidades com análise de redes
 
Mapeamento Científico no Google Acadêmico com Start
Mapeamento Científico no Google Acadêmico com Start Mapeamento Científico no Google Acadêmico com Start
Mapeamento Científico no Google Acadêmico com Start
 
Diversidade nas organizações: uma intersecção de raça e gênero
Diversidade nas organizações: uma intersecção de raça e gênero Diversidade nas organizações: uma intersecção de raça e gênero
Diversidade nas organizações: uma intersecção de raça e gênero
 
Construção de relacionamento no contexto da internet
Construção de relacionamento no contexto da internetConstrução de relacionamento no contexto da internet
Construção de relacionamento no contexto da internet
 
Análise de conteúdo do site Por Dentro da África - X Abciber
Análise de conteúdo do site Por Dentro da África - X AbciberAnálise de conteúdo do site Por Dentro da África - X Abciber
Análise de conteúdo do site Por Dentro da África - X Abciber
 
Planejamento de comunicação e mídias sociais | Arena BlackRocks
Planejamento de comunicação e mídias sociais | Arena BlackRocks Planejamento de comunicação e mídias sociais | Arena BlackRocks
Planejamento de comunicação e mídias sociais | Arena BlackRocks
 
Governo Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à Informação
Governo Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à InformaçãoGoverno Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à Informação
Governo Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à Informação
 

Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros

  • 1. CONTORNANDO INVISIBILIDADES: CURADORIA E RESGATE DE CONHECIMENTOS NEGROS Taís Oliveira
  • 2. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Taís Oliveira é relações-públicas e Mestre em Ciências Humanas e Sociais pela UFABC, onde desenvolveu pesquisa sobre “Redes Sociais na Internet e Economia Étnica: um estudo sobre o Afroempreendedorismo no Brasil”. Trabalha como Analista de Métricas na Associação Cidade Escola Aprendiz, é professora universitária, pesquisadora membra do NEAB-UFABC (Núcleo de Estudos Africanos e Afro-brasileiros) e do grupo de pesquisa Desigualdades Sociais no Brasil, também da UFABC.
  • 3. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Ver minha coroa onde eu sempre quis pôr, De turbante, chofer, uma madame nagô - - -
  • 4. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Mulher preta Baiana Sem estudos Erradicada na “cidade grande” Doméstica Mantinha “bicos paralelos” A história da minha mãe é, provavelmente a história de muitas mães pretas!
  • 5. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Jovens negros conquistando o primeiro diploma da família. A minha história é a história de vários outros jovens negros!
  • 6. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Afroempreendedorismo por necessidade Afroempreendedorismo por oportunidade MEIOS ANALÓGICOS MEIOS TECNOLÓGICOS
  • 7. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
  • 8. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Mapa Interativo do Tráfico Transatlântico | Fonte: Slave Voyages
  • 9. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Linha do Tempo com número de cativos embarcados e desembarcados por ano | Fonte: Slave Voyages
  • 10. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 África em 1.500 | Fonte: Cunha Jr, 2010 "Os membros dos grupos sociais subalternos trabalham muito, recebem pouco e obedecem bastante para sobreviverem" (CUNHA JR, p. 07, 2010). Desde a invasão, os africanos sequestrados e os indígenas que aqui estavam trabalharam (e trabalham) arduamente para enriquecer determinados grupos étnicos. Logo, os saberes tecnológicos desenvolvidos em África foram aplicados na estruturação econômica do Brasil.
  • 11. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Sandália e bolsa de couro produzidos na África | Fonte: Cunha Jr, 2010 Em todos os ciclos econômicos do Brasil (extrativista de produtos tropicais, da cana e do açúcar, da mineração de ouro, do algodão e do café) ocorreu influência africana no modo de trabalhar. As principais tecnologias brasileiras que receberam esta influencia estavam nas tarefas agrícolas, de farmacologia, de produção têxtil, na construção civil, importação de sabão e no uso da madeira.
  • 12. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 A compreensão do Afroempreendedorismo enquanto fenômeno contemporâneo perpassa a história da população negra no Brasil. Guerreiros de Waaloo | Fonte: Cunha Jr, 2010 “O racismo não é uma deformação de comportamento e sim um mecanismo processual do capitalismo” (OLIVEIRA, p. 35, 2017). “A busca por uma nova economia e por formas alternativas de organização é tarefa impossível sem que o racismo e outras formas de discriminação sejam compreendidas como parte essencial dos processos de exploração e de opressão de uma sociedade que se quer transformar” (ALMEIDA, p. 198, 2017).
  • 13. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 "Uma maneira de viver a história dentro da história; a história de uma comunidade cuja experiência parece, em verdade singular, com suas deportações, seus deslocamentos de homens de um continente a outro, suas lembranças distantes, seus restos de culturas assassinadas" (CESAIRE apud MOORE, p. 109, 2010). Os agrupamentos negros contemporâneos buscam o resgate de sua cultura, de seu passado falsificado, da valorização da sua cor de pele inferiorizada e do reconhecimento da participação positiva na construção do país (MUNANGA, 2012). Mapas Introdutórios do Tráfico Transatlântico | Fonte: Slave Voyages
  • 14. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 As humanidades digitais são um conjunto transitório de práticas mistas entre os artefatos físicos e as novas redes digitais que se sobrepõe em multicamadas e interfaces. As interações discursivas cotidianas por pessoas negras nos sites de redes sociais são uma continuação do esforço secular empregado por populações negras escravizadas em todo o mundo [humanidades digitais negras](GALLON, 2016). Princesa Madia | Fonte: Slave Voyages
  • 15. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 4382 5239 0 1000 2000 3000 4000 5000 6000 Interações na página Pela Liberdade de Rafael Braga Vieira interações Redes de Solidariedade e Indignação na Internet: o caso “Liberdade para Rafael Braga” Fonte: Oliveira; Dotta & Jacino, 2017 A rede de solidariedade e indignação em relação ao caso Rafael Braga utiliza as redes sociais na internet e outras mídias de conteúdo independente para defender seus interesses, reforçar os valores produzidos diante das circunstâncias e realizar atos populares políticos nos vários espaços da sociedade, no Brasil e em outros países. Os movimentos sociais adeptos da causa de Rafael Braga se mostram ativos e criativos em relação aos meios de comunicação disponíveis para a circulação de informações e entretenimento, dessa maneira não são reféns dos conglomerados que dominam os mercados.
  • 16. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Marielle Presente: As redes sociais no marco de um ano da morte da vereadora carioca Fonte: Lima & Oliveira, 2019 Órgãos de direitos humanos, veículos de comunicação e indivíduos de diversos países se manifestaram no marco do um ano da morte de Marielle Franco. Embora não tenham surgido clusters específicos de mulheres ou mulheres negras, há nos cinco principais clusters números expressivos de mulheres e dentre elas, muitas que hoje ocupam cargos políticos demonstrando apoio e relembrando o importante papel de Marielle nas discussões institucionais, sobretudo as relacionadas às mulheres negras.
  • 17. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Dados sobre a Feira Cultural Preta | Fonte: Oliveira, 2018 Por meio da rede tecnológica, agrupam-se a partir de sua identidade compartilhada e reivindicam inclusão e coletividade (BOYD, 2010). Grupos específicos e movimentos sociais têm usado a amplitude de possibilidades das mídias sociais para controlar narrativas, e cada conversação nesse contexto está envolta de negociações de poder (FREELON; MCILWAIN; CLARK, 2018).
  • 18. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Desde o início, Por ouro e prata, Olha quem morre, Então veja você quem mata - - -
  • 19. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Historicidade da População Negra no Brasil Identidade Racial na Cultura Digital Teoria da Economia Étnica e o Afroempreendedorismo
  • 20. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Aprofundar informações do formulário. Levantamento de perfil e dados qualitativos . Compreender as estruturas. Mapear trabalhos anteriores. Revisão Sistemática Análise de Redes Sociais na Internet Entrevistas Semiestruturadas Formulário Online
  • 21. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Grupos pesquisados no campo da Economia Étnica | Fonte: Oliveira, 2019
  • 22. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Pesquisas sobre Afroempreendedorismo por ano | Fonte: Oliveira, 2019
  • 23. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Dinheiro é foda Na mão de favelado, é mó guela - - -
  • 24. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019
  • 25. taisoliveira.me/redes/dissertais/ Uma rede de atributos diversos, não homogêneos e com representações que demonstram especificidades. Valorização da estética negra, aproximação com questões sociais, veículos de comunicação com demarcador racial, artistas negros. Elementos que não permeiam especificamente a prática Afroempreendedora, mas que sugere um entrelaçamento com a própria identidade e vivência da população negra. Estrutura e relações do Afroempreendedorismo a partir da Análise de Redes Sociais na Internet
  • 26. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Período de circulação: 15 de abril a 09 de maio 141 respostas. 69,5% de mulheres; Idade entre 26 e 41 anos (58,6%); 29,8% com grau Superior Completo e 22% com Pós-Graduação Completa. 58,2% são profissionais autônomos; 60,3% oferecem serviços; 62,4% tinham um emprego formal; 49,6% tem outras formas de obter renda. Perfil e percepções dos Afroempreendedores A maioria dos respondentes são mulheres, adultos entre 26 e 41 anos e com grau de escolaridade acima de superior completo. São autônomos formalizados e oferecem serviços. Grande parte tinha um emprego formal anteriormente, porém ainda mantém outras formas de obter renda. 72,5% são formalizados; A formalização de 74,3% é de MEI; 73% não tem funcionários; Faturam até 5 mil reais/mês (72,3%). 51,1% tem foco em temática negra 51,8% não tem foco em consumidores negros 92,2% tem interesse em movimentos sociais. Têm foco na temática negra, mas não necessariamente só em clientes negros. Se interessam por movimentos sociais.
  • 27. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Perfil e percepções dos Afroempreendedores 85,1% sabem o que é o Black Money; 84,4% mantém contato; 94,3% preferem utilizar serviços ou comprar; 57,4% conhecem pessoas ou organizações. 61,7% afirmam que enfrentam dificuldades em ser um Afroempreendedor. 98,5% afirmam utilizar a internet para atividades de sua empresa . Eles sabem o que é e praticam o Black Money. Grande parte diz conhecer pessoas ou organizações que promovem o Afroempreendedorismo. Entre as dificuldades estão a falta de credibilidade com possíveis clientes, fornecedores ou em visitas a lugares, acesso ao crédito bancário e o racismo explícito. Usam internet para o envio de mensagens, redes sociais, para participar de grupos, site ou blog da empresa, pesquisas de mercado e tendências, organização e gestão, reuniões, entre outras.
  • 28. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Desde cedo a mãe da gente fala assim: filho, por você ser preto, você tem que ser duas vezes melhor - - -
  • 29. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Feira Cultural Preta AfroPython AfroBusiness BlackRocks Startup Rede de Profissionais Negros Vale do Dendê Preta comprando de Preta Indique Uma Preta Era Uma Vez o Mundo PretaHub Movimento Black Money ...
  • 30. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 “Associar-se com os que se parecem conosco para consumir ou protestar, ter revistas e rádios próprias que nos distinguem” (CANCLINI, 2015, p.26).
  • 31. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 Os Afroempreendedores empregam emoções e identidades que demarcam sua etnicidade em seus negócios, eles têm indignações e acreditam na capacidade de alterar cenários a partir de suas redes Afroempreendedoras. Todavia, para os Afroempreendedores, empreender é construir o passado e o presente de suas histórias, dado suas condições de vida, pois a prática do Afroempreendedorismo também demarca as disparidades no ato de empreender entre negros e não-negros, sobretudo ao que se refere ao capital social, econômico e político desses grupos.
  • 32. Contornando Invisibilidades: Curadoria e Resgate de Conhecimentos Negros Humanidades Digitais Negras | Sesc, Outubro de 2019 É necessário sempre acreditar que o sonho é possível Que o céu é o limite e você, truta, é imbatível Que o tempo ruim vai passar, é só uma fase E o sofrimento alimenta mais a sua coragem Que a sua família precisa de você Lado a lado se ganhar pra te apoiar se perde [...] É isso aí, você não pode parar Esperar o tempo ruim vir te abraçar Acreditar que sonhar sempre é preciso É o que mantém os irmãos vivos
  • 33. Referências bibliográficas ALMEIDA, Silvio L. de. Capitalismo e crise: o que o racismo tem a ver com isso?. In: OLIVEIRA, Dennis (org.). A luta contra o racismo no Brasil. São Paulo: Fórum, 2017. ALMEIDA, Silvio L. de. O que é racismo estrutural?. São Paulo: Letramento Editora e Livraria LTDA, 2018. BOYD, Robert L. The organization of an ethnic economy: Urban black communities in the early twentieth century. The Journal of Socio-Economics, v. 41, n. 5, p. 633-641, 2012. BOYD, Robert L. Urban locations and Black Metropolis resilience in the Great Depression. Geoforum, v. 84, p. 1-10, 2017. BURDICK, Anne et al. Digital Humanities. Mit Press, 2012. CANCLINI. Nestor A. Diferentes, desiguais e desconectados: mapas da interculturalidade. 3ª ed. 1ª reimp. Rio de Janeiro: UFRJ, 2015. CUNHA JR, Henrique. Tecnologias africanas. CEAP: Rio de Janeiro, 2010. DANIELS, Jessie. Race and racism in Internet studies: A review and critique. New Media & Society, v. 15, n. 5, p. 695-719, 2013. FREELON, Deen et al. How Black Twitter and other social media communities interact with mainstream news. 2018. FREELON, Deen et al. The Measure of a Movement: Quantifying Black Lives Matter’s Social Media Power. Upenn. edu, 2016. FREELON, Deen; MCILWAIN, Charlton; CLARK, Meredith. Beyond the hashtags:# Ferguson,# Blacklivesmatter, and the online struggle for offline justice. 2016. GALLON, Kim. Making a case for the Black digital humanities. Debates in the Digital Humanities, p. 42-49, 2016. GRAY, Kishonna L. The Internet: Oppression in digital spaces. The Routledge companion to media and race. New York, NY: Routledge, 2016. JONES, Steven E. The Emergence of the Digital Humanities (as the Network is Everting). 2016. LIMA, Dulcilei da Conceição; OLIVEIRA, Taís Silva. Marielle Presente!: As redes sociais no marco de um ano da morte da vereadora carioca. Anais do 8º Congresso Compolítica. Brasília, 2019. MOORE, Carlos. Aimé Césaire–Discurso sobre a negritude. Belo Horizonte: Nandyala, 2010. MUNANGA, Kabengele. Negritude – Usos e Sentidos. 3ª ed. 1ª reimp. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. NOBLE, Safiya Umoja; TYNES, Brendesha M. The intersectional internet: Race, sex, class, and culture online. Peter Lang International Academic Publishers, 2016. OLIVEIRA, Dennis de. O combate ao racismo é uma luta anticapitalista. In: OLIVEIRA, Dennis (org.). A luta contra o racismo no Brasil. São Paulo: Fórum, 2017. OLIVEIRA, Taís. Redes Sociais na Internet e a Economia Étnica: um estudo sobre o Afroempreendedorismo no Brasil. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas e Sociais) - Programa de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal do ABC, 2019. OLIVEIRA, Taís. Redes Sociais na Internet, Narrativas e a Economia Étnica: breve estudo sobre a Feira Cultural Preta. In: SILVA, Tarcízio; BUCKSTEGGE, Jaqueline; ROGEDO, Pedro (orgs.). Estudando Cultura e Comunicação com Mídias Sociais. Brasília: Editora IBPAD, 2018. OLIVEIRA, Taís; DOTTA, Silvia; JACINO, Ramatis. Redes de Solidariedade e Indignação na Internet: o caso “Liberdade para Rafael Braga”. Anais do 40º Encontro do Intercom. Curitiba, 2017