SlideShare uma empresa Scribd logo
PRINCIPAIS TIPOS DE CONFLITOS NA ACTUALIDADE:
•Conflitos étnicos (Ruanda, Somália)
•Guerras nacionalistas (Tchétchenos, bósnios, Kosovares, palestinianos)
•Conflitos associados ao controlo do tráfico de droga, e de outros tráficos
ilícitos.
•Guerras revolucionárias (Chiapas México)
1. OS NACIONALISMOS

  Os conflitos internacionais ocorrem agora com mais frequência no interior
dos próprios Estados, em resultado de rupturas que se desenvolvem num
contexto nacionalista, de defesa de uma cultura, língua, religião ou
território.
  Os nacionalismos exagerados têm conduzido à xenofobia, ou seja ao
desenvolvimento de ódios e rejeição por populações de origem estrangeira
ou comunidades étnicas e religiosas minoritárias.
  O fim do ex-bloco soviético deixou muitas sequelas nesse território. Para
além do nacionalismo Tchetcheno também o futuro de Abecázia e da Ossétia
do Sul na Geórgia está indefinido, assim como as tensões entre a Arménia e
o Azerbaijão.
  Na Europa Ocidental mantêm-se as pretensões independentistas como o
separatismo Basco, o corso em França, o flamengo na Bélgica ou o católico
na Irlanda do Norte.
  Na América Latina as desigualdades sociais alimentam guerrilhas como os
chiapas ou os sem terrra.
  Na África subsariana as rivalidades étnicas e internacionais fazem
permanecer a violência (Serra leoa, Costa do Marfim, R. D. Congo, Sudão)
  No médio oriente, o conflito israelo-árabe, a guerra do Iraque e do
Afeganistão, a guerra entre a Índia e o Paquistão.
2. OS FUNDAMENTALISMOS
   O fundamentalismo afecta todas as religiões, ameaçando a tolerância e a
igualdade religiosa, pode ser perpetrado por grupos radicais ou pelo próprio
Estado.
   Esta intolerância religiosa está a minar todos os processos de paz ou
reconciliação entre os povos.
    Apesar de ter origens diversas o fundamentalismo religioso, desde o 11 de
Setembro, é mantido pelas potências ocidentais uma confusão entre, Islão,
islamismo e terrorismo.
   O fundamentalismo islâmico pode ser definido como uma ideologia política
que pretende estabelecer um Estado islâmico com uma constituição e um
enquadramento político baseados no islamismo tendo a Sharia como única
referência.
   Consoante as interpretações que os fundamentalistas fazem do Corão,
existem uns mais radicais que pretendem a imposição de um Estado islamico de
imediato nem que para isso tenham que recorrer à violência.
   É aqui que o fundamentalismo islâmico dá origem:


                       O terrorismo praticado pelos grupos islâmicos é um
                    terror novo, pois os seus activistas são motivados por
                    fanatismos étnicos, apocalípticos e religiosos. O seu
                    objectivo é difuso e baseia-se no ódio e na vingança, pelo
                    que procuram matar o maior número de pessoas possível
                       Mas o terrorismo islâmico não é único, pois o terrorismo
                    de estado mina um pouco por todo o mundo.
3. AS GUERRAS DA ÁGUA
   A água é um recurso que apesar de aparentemente ilimitado está a
provocar danos irreparáveis em muitas regiões devido à sua utilização
excessiva, às irregularidades na sua distribuição e à poluição.
   A necessidade de fazer face ao consumo crescente e ás irregularidades
de distribuição fazem com que a água seja:




     A expressão “geopolítica da água” que é utilizada muitas vezes,
  designa um conjunto de rivalidades políticas entre países ou regiões em
  resultado de disputas pelo controlo das bacias hidrográficas e dos
  cursos de água ou mesmo dos aquíferos subterrâneos.
    Tendo em conta o aumento das necessidades de água assistimos a
  uma competição crescente pelo controlo desse recurso.
     A interferência pelo controlo da água chegou a níveis nunca atingidos
  barragens enormes retêm parte dos caudais dos rios gerando tensões
  quando estes têm um percurso internacional ou mesmo entre regiões do
  mesmo país.
     Só um mercado regional da água, que faça uma gestão comum das
  várias reservas estratégicas de água, poderá evitar no futuro um
  conflito internacional motivado por este recurso.
UM SEXTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL NÃO TEM ACESSO À ÁGUA
da Folha Online

Mais de um sexto da população mundial - 18%, o que corresponde a 1,1 bilião de pessoas, não tem
acesso a fornecimento de água. A situação piora quando se fala em saneamento básico, que não faz
parte da realidade de 39% da humanidade, ou 2,4 biliões de pessoas.

Até 2050, quando 9,3 biliões de pessoas devem habitar a Terra, entre 2 biliões e 7 biliões de pessoas
não terão acesso à água de qualidade -seja em casa, seja em comunidade. A diferença entre esses
extremos depende das medidas adoptadas pelos governos.

Os dados fazem parte de relatório da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação,
Ciência e Cultura), órgão responsável pelo Programa Mundial de Avaliação Hídrica, como preparação
para o 3º Fórum Mundial da Água, que aconteceu em Kyoto, Japão, em Março de 2003.
São os países desenvolvidos
                                             (Norte) que continuam a registar o
                                             maior consumo de água percapita.

                                                `É nestas regiões que se dispõe
                                             de meios e possibilidades
                                             económicas para explorar da
                                             melhor forma a água potável




    A água doce acessível constitui um
ínfima parte do total de água existente no
nosso Planeta

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

7 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 307 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 30
Vítor Santos
 
Um mundo policêntrico
Um mundo policêntricoUm mundo policêntrico
Um mundo policêntrico
Morgangie Das Fadas
 
Teste4 10ºano 10-11-correcão
Teste4 10ºano 10-11-correcãoTeste4 10ºano 10-11-correcão
Teste4 10ºano 10-11-correcão
Carlos Ferreira
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
cattonia
 
A guerra fria
A guerra friaA guerra fria
A guerra fria
Joana Melo
 
Colonialismo E Imperialismo
Colonialismo E ImperialismoColonialismo E Imperialismo
Colonialismo E Imperialismo
Carlos Vieira
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
Escoladocs
 
5 04 a implantação do liberalismo em portugal
5 04 a implantação do liberalismo em portugal5 04 a implantação do liberalismo em portugal
5 04 a implantação do liberalismo em portugal
Vítor Santos
 
Comércio internacional
Comércio internacionalComércio internacional
Comércio internacional
Rosária Zamith
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
Margarida Moreira
 
Frentes populares
Frentes popularesFrentes populares
Frentes populares
Mariana Marques
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
Rui Neto
 
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
Vítor Santos
 
Trabalho feito globalizacao
Trabalho feito globalizacaoTrabalho feito globalizacao
Trabalho feito globalizacao
Viegas Constantino Ripanga
 
Implantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
Implantação do Marxismo-Leninismo na RússiaImplantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
Implantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
home
 
12ºonu
12ºonu12ºonu
12ºonu
Ilda Bicacro
 
1 globalização
1 globalização1 globalização
1 globalização
manuela3016
 
Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9
 Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9  Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9
Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9
nanasimao
 
Resumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismo
Resumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismoResumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismo
Resumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismo
Lia Treacy
 
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da DemocraciaPortugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
home
 

Mais procurados (20)

7 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 307 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 30
 
Um mundo policêntrico
Um mundo policêntricoUm mundo policêntrico
Um mundo policêntrico
 
Teste4 10ºano 10-11-correcão
Teste4 10ºano 10-11-correcãoTeste4 10ºano 10-11-correcão
Teste4 10ºano 10-11-correcão
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
A guerra fria
A guerra friaA guerra fria
A guerra fria
 
Colonialismo E Imperialismo
Colonialismo E ImperialismoColonialismo E Imperialismo
Colonialismo E Imperialismo
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
 
5 04 a implantação do liberalismo em portugal
5 04 a implantação do liberalismo em portugal5 04 a implantação do liberalismo em portugal
5 04 a implantação do liberalismo em portugal
 
Comércio internacional
Comércio internacionalComércio internacional
Comércio internacional
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
 
Frentes populares
Frentes popularesFrentes populares
Frentes populares
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
 
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
 
Trabalho feito globalizacao
Trabalho feito globalizacaoTrabalho feito globalizacao
Trabalho feito globalizacao
 
Implantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
Implantação do Marxismo-Leninismo na RússiaImplantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
Implantação do Marxismo-Leninismo na Rússia
 
12ºonu
12ºonu12ºonu
12ºonu
 
1 globalização
1 globalização1 globalização
1 globalização
 
Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9
 Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9  Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9
Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9
 
Resumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismo
Resumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismoResumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismo
Resumo de geografia c - fluxos migratórios e fluxos de turismo
 
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da DemocraciaPortugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
 

Destaque

Conflitos regionais - Grelha
Conflitos regionais - GrelhaConflitos regionais - Grelha
Conflitos regionais - Grelha
fabiofatudatrabalhos
 
Geografia c 12
Geografia c 12Geografia c 12
Geografia c 12
Ilda Bicacro
 
Os conflitos da nova ordem mundial (1)
Os conflitos da nova ordem mundial (1)Os conflitos da nova ordem mundial (1)
Os conflitos da nova ordem mundial (1)
Thamires Bragança
 
Conflito da Caxemira
Conflito da CaxemiraConflito da Caxemira
Conflito da Caxemira
KatherineLopes25
 
Conflitos Mundiais
Conflitos MundiaisConflitos Mundiais
Conflitos Mundiais
Murilo
 
Conflitos mundiais.
Conflitos mundiais.Conflitos mundiais.
Conflitos mundiais.
Douglas Gregorio
 
Principais conflitos mundiais
Principais conflitos mundiaisPrincipais conflitos mundiais
Principais conflitos mundiais
Uilson Pereira da Silva
 
Geografia dos-conflitos-aula
Geografia dos-conflitos-aulaGeografia dos-conflitos-aula
Geografia dos-conflitos-aula
rsaloes
 
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneoGeopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
Roberto Costa
 
Conflitos mundiais
Conflitos mundiaisConflitos mundiais
Conflitos mundiais
karolpoa
 
Somália (1)
Somália (1)Somália (1)
Somália (1)
Alessandra Marcon
 
Somália
SomáliaSomália
Somália .
Somália . Somália .
Somália .
Juliano Matias
 
Caxemira
CaxemiraCaxemira
Caxemira
chelandrade
 
Terrorismo
TerrorismoTerrorismo
Terrorismo
profvinicius
 
Terrorismo
TerrorismoTerrorismo
Terrorismo
veronik002
 
Terrorismo trabalho
Terrorismo trabalhoTerrorismo trabalho
Terrorismo trabalho
Adylla Mb
 
Conflitos Mundiais
Conflitos MundiaisConflitos Mundiais
Conflitos Mundiais
conexaopioxii
 
Cartografia e poder
Cartografia e poderCartografia e poder
Cartografia e poder
Prof.Paulo/geografia
 
Conflitos geopolíticos mundiais
Conflitos geopolíticos mundiaisConflitos geopolíticos mundiais
Conflitos geopolíticos mundiais
Wilson Her
 

Destaque (20)

Conflitos regionais - Grelha
Conflitos regionais - GrelhaConflitos regionais - Grelha
Conflitos regionais - Grelha
 
Geografia c 12
Geografia c 12Geografia c 12
Geografia c 12
 
Os conflitos da nova ordem mundial (1)
Os conflitos da nova ordem mundial (1)Os conflitos da nova ordem mundial (1)
Os conflitos da nova ordem mundial (1)
 
Conflito da Caxemira
Conflito da CaxemiraConflito da Caxemira
Conflito da Caxemira
 
Conflitos Mundiais
Conflitos MundiaisConflitos Mundiais
Conflitos Mundiais
 
Conflitos mundiais.
Conflitos mundiais.Conflitos mundiais.
Conflitos mundiais.
 
Principais conflitos mundiais
Principais conflitos mundiaisPrincipais conflitos mundiais
Principais conflitos mundiais
 
Geografia dos-conflitos-aula
Geografia dos-conflitos-aulaGeografia dos-conflitos-aula
Geografia dos-conflitos-aula
 
Geopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneoGeopolítica do mundo contemporâneo
Geopolítica do mundo contemporâneo
 
Conflitos mundiais
Conflitos mundiaisConflitos mundiais
Conflitos mundiais
 
Somália (1)
Somália (1)Somália (1)
Somália (1)
 
Somália
SomáliaSomália
Somália
 
Somália .
Somália . Somália .
Somália .
 
Caxemira
CaxemiraCaxemira
Caxemira
 
Terrorismo
TerrorismoTerrorismo
Terrorismo
 
Terrorismo
TerrorismoTerrorismo
Terrorismo
 
Terrorismo trabalho
Terrorismo trabalhoTerrorismo trabalho
Terrorismo trabalho
 
Conflitos Mundiais
Conflitos MundiaisConflitos Mundiais
Conflitos Mundiais
 
Cartografia e poder
Cartografia e poderCartografia e poder
Cartografia e poder
 
Conflitos geopolíticos mundiais
Conflitos geopolíticos mundiaisConflitos geopolíticos mundiais
Conflitos geopolíticos mundiais
 

Semelhante a Conflitos Regionais

A escassez da água como causa de conflitos internos e internacionais no sécul...
A escassez da água como causa de conflitos internos e internacionais no sécul...A escassez da água como causa de conflitos internos e internacionais no sécul...
A escassez da água como causa de conflitos internos e internacionais no sécul...
Fernando Alcoforado
 
1 saiba mais_escassez_agua
1 saiba mais_escassez_agua1 saiba mais_escassez_agua
1 saiba mais_escassez_agua
Priscacoelho
 
1 saiba mais_escassez_agua
1 saiba mais_escassez_agua1 saiba mais_escassez_agua
1 saiba mais_escassez_agua
Bruna Cecilia Santos
 
In Sustentabilidade! Eis o "Momentum"
In Sustentabilidade! Eis o "Momentum"In Sustentabilidade! Eis o "Momentum"
In Sustentabilidade! Eis o "Momentum"
Laercio Bruno
 
A questao da agua no mundo e no brasil
A questao da agua no mundo e no brasilA questao da agua no mundo e no brasil
A questao da agua no mundo e no brasil
Atividades Diversas Cláudia
 
Caderno justia_pelas_guasweb
Caderno  justia_pelas_guaswebCaderno  justia_pelas_guasweb
Freitas
FreitasFreitas
Freitas
gbruck53
 
Texto informativo ''agua
Texto informativo ''aguaTexto informativo ''agua
Texto informativo ''agua
Atividades Diversas Cláudia
 
NÃO HÁ MOTIVOS PARA COMEMORAR HOJE O DIA INTERNACIONAL DA MÃE TERRA.pdf
NÃO HÁ MOTIVOS PARA COMEMORAR HOJE O DIA INTERNACIONAL DA MÃE TERRA.pdfNÃO HÁ MOTIVOS PARA COMEMORAR HOJE O DIA INTERNACIONAL DA MÃE TERRA.pdf
NÃO HÁ MOTIVOS PARA COMEMORAR HOJE O DIA INTERNACIONAL DA MÃE TERRA.pdf
Faga1939
 
O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...
O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...
O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...
Josep Segarra
 
Cf 2007-palestra
Cf 2007-palestraCf 2007-palestra
Cf 2007-palestra
MJohnnyIS
 
áGua no mundo e seus gigantescos problemas
áGua no mundo e seus gigantescos problemasáGua no mundo e seus gigantescos problemas
áGua no mundo e seus gigantescos problemas
Fernando Alcoforado
 
Regiões hidroconflitivas
Regiões hidroconflitivasRegiões hidroconflitivas
Regiões hidroconflitivas
Atividades Diversas Cláudia
 
Querida Amazonia Cap 1+2 (Portugues).pptx
Querida Amazonia Cap 1+2 (Portugues).pptxQuerida Amazonia Cap 1+2 (Portugues).pptx
Querida Amazonia Cap 1+2 (Portugues).pptx
Martin M Flynn
 
Aula população 2
Aula população 2Aula população 2
Aula população 2
João Paulo Portela
 
Trabalho 1
Trabalho 1Trabalho 1
Forum Social
Forum SocialForum Social
Forum Social
gueste62687ab
 
Forum Social Mundial
Forum Social MundialForum Social Mundial
Forum Social Mundial
João Melo
 
Forum Social
Forum SocialForum Social
Forum Social
renatotf
 
Forum Social
Forum SocialForum Social
Forum Social
herciliamoret
 

Semelhante a Conflitos Regionais (20)

A escassez da água como causa de conflitos internos e internacionais no sécul...
A escassez da água como causa de conflitos internos e internacionais no sécul...A escassez da água como causa de conflitos internos e internacionais no sécul...
A escassez da água como causa de conflitos internos e internacionais no sécul...
 
1 saiba mais_escassez_agua
1 saiba mais_escassez_agua1 saiba mais_escassez_agua
1 saiba mais_escassez_agua
 
1 saiba mais_escassez_agua
1 saiba mais_escassez_agua1 saiba mais_escassez_agua
1 saiba mais_escassez_agua
 
In Sustentabilidade! Eis o "Momentum"
In Sustentabilidade! Eis o "Momentum"In Sustentabilidade! Eis o "Momentum"
In Sustentabilidade! Eis o "Momentum"
 
A questao da agua no mundo e no brasil
A questao da agua no mundo e no brasilA questao da agua no mundo e no brasil
A questao da agua no mundo e no brasil
 
Caderno justia_pelas_guasweb
Caderno  justia_pelas_guaswebCaderno  justia_pelas_guasweb
Caderno justia_pelas_guasweb
 
Freitas
FreitasFreitas
Freitas
 
Texto informativo ''agua
Texto informativo ''aguaTexto informativo ''agua
Texto informativo ''agua
 
NÃO HÁ MOTIVOS PARA COMEMORAR HOJE O DIA INTERNACIONAL DA MÃE TERRA.pdf
NÃO HÁ MOTIVOS PARA COMEMORAR HOJE O DIA INTERNACIONAL DA MÃE TERRA.pdfNÃO HÁ MOTIVOS PARA COMEMORAR HOJE O DIA INTERNACIONAL DA MÃE TERRA.pdf
NÃO HÁ MOTIVOS PARA COMEMORAR HOJE O DIA INTERNACIONAL DA MÃE TERRA.pdf
 
O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...
O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...
O que pode a antropologia no desafio pela terra na região das Missões Jesuíti...
 
Cf 2007-palestra
Cf 2007-palestraCf 2007-palestra
Cf 2007-palestra
 
áGua no mundo e seus gigantescos problemas
áGua no mundo e seus gigantescos problemasáGua no mundo e seus gigantescos problemas
áGua no mundo e seus gigantescos problemas
 
Regiões hidroconflitivas
Regiões hidroconflitivasRegiões hidroconflitivas
Regiões hidroconflitivas
 
Querida Amazonia Cap 1+2 (Portugues).pptx
Querida Amazonia Cap 1+2 (Portugues).pptxQuerida Amazonia Cap 1+2 (Portugues).pptx
Querida Amazonia Cap 1+2 (Portugues).pptx
 
Aula população 2
Aula população 2Aula população 2
Aula população 2
 
Trabalho 1
Trabalho 1Trabalho 1
Trabalho 1
 
Forum Social
Forum SocialForum Social
Forum Social
 
Forum Social Mundial
Forum Social MundialForum Social Mundial
Forum Social Mundial
 
Forum Social
Forum SocialForum Social
Forum Social
 
Forum Social
Forum SocialForum Social
Forum Social
 

Mais de fabiofatudatrabalhos

Visita de estudo na TAP
Visita de estudo na TAPVisita de estudo na TAP
Visita de estudo na TAP
fabiofatudatrabalhos
 
Visita de Estudo na TAP
Visita de Estudo na TAPVisita de Estudo na TAP
Visita de Estudo na TAP
fabiofatudatrabalhos
 
Conflitos Regionais - O País Basco
Conflitos Regionais - O País BascoConflitos Regionais - O País Basco
Conflitos Regionais - O País Basco
fabiofatudatrabalhos
 
Organizações Internacionais
Organizações InternacionaisOrganizações Internacionais
Organizações Internacionais
fabiofatudatrabalhos
 
Matriz 3ºTeste
Matriz 3ºTesteMatriz 3ºTeste
Matriz 3ºTeste
fabiofatudatrabalhos
 
Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)
Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)
Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)fabiofatudatrabalhos
 
Empresas Multinacionais: Mercedes-Benz
Empresas Multinacionais: Mercedes-BenzEmpresas Multinacionais: Mercedes-Benz
Empresas Multinacionais: Mercedes-Benz
fabiofatudatrabalhos
 
Correcção do teste
Correcção do testeCorrecção do teste
Correcção do teste
fabiofatudatrabalhos
 
Renova trabalho para o portfolio
Renova trabalho para o portfolioRenova trabalho para o portfolio
Renova trabalho para o portfolio
fabiofatudatrabalhos
 
11 de setembro tiago fatuda
11 de setembro tiago fatuda11 de setembro tiago fatuda
11 de setembro tiago fatuda
fabiofatudatrabalhos
 
Correcção
CorrecçãoCorrecção
Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)
Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)
Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)fabiofatudatrabalhos
 
Correcção
CorrecçãoCorrecção
Mundialização e globalização
Mundialização e globalizaçãoMundialização e globalização
Mundialização e globalização
fabiofatudatrabalhos
 
Onu
OnuOnu
Onu
OnuOnu
Correcção do 1ºTeste
Correcção do 1ºTesteCorrecção do 1ºTeste
Correcção do 1ºTeste
fabiofatudatrabalhos
 
Calendário escolar
Calendário escolarCalendário escolar
Calendário escolar
fabiofatudatrabalhos
 

Mais de fabiofatudatrabalhos (20)

Visita de estudo na TAP
Visita de estudo na TAPVisita de estudo na TAP
Visita de estudo na TAP
 
Visita de Estudo na TAP
Visita de Estudo na TAPVisita de Estudo na TAP
Visita de Estudo na TAP
 
Conflitos Regionais - O País Basco
Conflitos Regionais - O País BascoConflitos Regionais - O País Basco
Conflitos Regionais - O País Basco
 
Organizações Internacionais
Organizações InternacionaisOrganizações Internacionais
Organizações Internacionais
 
Matriz 3ºTeste
Matriz 3ºTesteMatriz 3ºTeste
Matriz 3ºTeste
 
Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)
Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)
Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)
 
Geo c plan-médio prazo.11-12
Geo c plan-médio prazo.11-12 Geo c plan-médio prazo.11-12
Geo c plan-médio prazo.11-12
 
Empresas Multinacionais: Mercedes-Benz
Empresas Multinacionais: Mercedes-BenzEmpresas Multinacionais: Mercedes-Benz
Empresas Multinacionais: Mercedes-Benz
 
Materiais de Geo.C
Materiais de Geo.CMateriais de Geo.C
Materiais de Geo.C
 
Correcção do teste
Correcção do testeCorrecção do teste
Correcção do teste
 
Renova trabalho para o portfolio
Renova trabalho para o portfolioRenova trabalho para o portfolio
Renova trabalho para o portfolio
 
11 de setembro tiago fatuda
11 de setembro tiago fatuda11 de setembro tiago fatuda
11 de setembro tiago fatuda
 
Correcção
CorrecçãoCorrecção
Correcção
 
Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)
Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)
Matriz 1ºteste 12ºano- 11-12 (1)
 
Correcção
CorrecçãoCorrecção
Correcção
 
Mundialização e globalização
Mundialização e globalizaçãoMundialização e globalização
Mundialização e globalização
 
Onu
OnuOnu
Onu
 
Onu
OnuOnu
Onu
 
Correcção do 1ºTeste
Correcção do 1ºTesteCorrecção do 1ºTeste
Correcção do 1ºTeste
 
Calendário escolar
Calendário escolarCalendário escolar
Calendário escolar
 

Conflitos Regionais

  • 1. PRINCIPAIS TIPOS DE CONFLITOS NA ACTUALIDADE: •Conflitos étnicos (Ruanda, Somália) •Guerras nacionalistas (Tchétchenos, bósnios, Kosovares, palestinianos) •Conflitos associados ao controlo do tráfico de droga, e de outros tráficos ilícitos. •Guerras revolucionárias (Chiapas México)
  • 2. 1. OS NACIONALISMOS Os conflitos internacionais ocorrem agora com mais frequência no interior dos próprios Estados, em resultado de rupturas que se desenvolvem num contexto nacionalista, de defesa de uma cultura, língua, religião ou território. Os nacionalismos exagerados têm conduzido à xenofobia, ou seja ao desenvolvimento de ódios e rejeição por populações de origem estrangeira ou comunidades étnicas e religiosas minoritárias. O fim do ex-bloco soviético deixou muitas sequelas nesse território. Para além do nacionalismo Tchetcheno também o futuro de Abecázia e da Ossétia do Sul na Geórgia está indefinido, assim como as tensões entre a Arménia e o Azerbaijão. Na Europa Ocidental mantêm-se as pretensões independentistas como o separatismo Basco, o corso em França, o flamengo na Bélgica ou o católico na Irlanda do Norte. Na América Latina as desigualdades sociais alimentam guerrilhas como os chiapas ou os sem terrra. Na África subsariana as rivalidades étnicas e internacionais fazem permanecer a violência (Serra leoa, Costa do Marfim, R. D. Congo, Sudão) No médio oriente, o conflito israelo-árabe, a guerra do Iraque e do Afeganistão, a guerra entre a Índia e o Paquistão.
  • 3. 2. OS FUNDAMENTALISMOS O fundamentalismo afecta todas as religiões, ameaçando a tolerância e a igualdade religiosa, pode ser perpetrado por grupos radicais ou pelo próprio Estado. Esta intolerância religiosa está a minar todos os processos de paz ou reconciliação entre os povos. Apesar de ter origens diversas o fundamentalismo religioso, desde o 11 de Setembro, é mantido pelas potências ocidentais uma confusão entre, Islão, islamismo e terrorismo. O fundamentalismo islâmico pode ser definido como uma ideologia política que pretende estabelecer um Estado islâmico com uma constituição e um enquadramento político baseados no islamismo tendo a Sharia como única referência. Consoante as interpretações que os fundamentalistas fazem do Corão, existem uns mais radicais que pretendem a imposição de um Estado islamico de imediato nem que para isso tenham que recorrer à violência. É aqui que o fundamentalismo islâmico dá origem: O terrorismo praticado pelos grupos islâmicos é um terror novo, pois os seus activistas são motivados por fanatismos étnicos, apocalípticos e religiosos. O seu objectivo é difuso e baseia-se no ódio e na vingança, pelo que procuram matar o maior número de pessoas possível Mas o terrorismo islâmico não é único, pois o terrorismo de estado mina um pouco por todo o mundo.
  • 4. 3. AS GUERRAS DA ÁGUA A água é um recurso que apesar de aparentemente ilimitado está a provocar danos irreparáveis em muitas regiões devido à sua utilização excessiva, às irregularidades na sua distribuição e à poluição. A necessidade de fazer face ao consumo crescente e ás irregularidades de distribuição fazem com que a água seja: A expressão “geopolítica da água” que é utilizada muitas vezes, designa um conjunto de rivalidades políticas entre países ou regiões em resultado de disputas pelo controlo das bacias hidrográficas e dos cursos de água ou mesmo dos aquíferos subterrâneos. Tendo em conta o aumento das necessidades de água assistimos a uma competição crescente pelo controlo desse recurso. A interferência pelo controlo da água chegou a níveis nunca atingidos barragens enormes retêm parte dos caudais dos rios gerando tensões quando estes têm um percurso internacional ou mesmo entre regiões do mesmo país. Só um mercado regional da água, que faça uma gestão comum das várias reservas estratégicas de água, poderá evitar no futuro um conflito internacional motivado por este recurso.
  • 5. UM SEXTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL NÃO TEM ACESSO À ÁGUA da Folha Online Mais de um sexto da população mundial - 18%, o que corresponde a 1,1 bilião de pessoas, não tem acesso a fornecimento de água. A situação piora quando se fala em saneamento básico, que não faz parte da realidade de 39% da humanidade, ou 2,4 biliões de pessoas. Até 2050, quando 9,3 biliões de pessoas devem habitar a Terra, entre 2 biliões e 7 biliões de pessoas não terão acesso à água de qualidade -seja em casa, seja em comunidade. A diferença entre esses extremos depende das medidas adoptadas pelos governos. Os dados fazem parte de relatório da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), órgão responsável pelo Programa Mundial de Avaliação Hídrica, como preparação para o 3º Fórum Mundial da Água, que aconteceu em Kyoto, Japão, em Março de 2003.
  • 6. São os países desenvolvidos (Norte) que continuam a registar o maior consumo de água percapita. `É nestas regiões que se dispõe de meios e possibilidades económicas para explorar da melhor forma a água potável A água doce acessível constitui um ínfima parte do total de água existente no nosso Planeta