SlideShare uma empresa Scribd logo
Conflito Entre Árabes e Judeus
Árabes e judeus: Relacionamento marcado por tensões e conflitos.
O conflito entre árabes e judeus é relativamente recente, ao contrário do que
muitos acreditam. Até o final do século 19, judeus e diferentes
povos árabes viviam como "primos" (o que supõe claro, conflitos ocasionais),
e não só no Oriente Médio. A convivência se estendeu, por exemplo, à Espanha,
ocupada pelos árabes até o fim do século 15. Os Judeus viviam na palestina e
ficaram sob domínio do império romano, foram expulsos e se dispersaram por
vários lugares. Principalmente por a Europa Central e Oriental.
Com o desaparecimento de seu Estado os palestinos
espalharam-se por vários países da região. A luta pela
criação de seu Estado é chamada de “questão palestina” e
até hoje não foi resolvida. Foi nesse contexto que nasceu
a Organização para Libertação da Palestina (OLP).
Fundada em 1964, era uma frente de vários grupos de
atuação moderada e controlada pelos países árabes. Mas
quando o Fatah (conquista), grupo liderado por Yasser
Arafat, tornou-se hegemônico na organização, esta passou
a exercer diversos atentados terroristas contra Israel. Isso
aconteceu especialmente a partir de 1969, quando Arafat
tornou-se presidente da OLP.
• Entretanto, o conflito bélico que provocou as maiores
transformações territoriais na região ocorreu em 1967:
a Guerra dos Seis Dias, que novamente opôs Israel aos
países vizinhos. Após nova vitória, Israel ampliou
significativamente seu território, ocupando a Faixa de
Gaza e a Cisjordânia.
• Os desdobramentos dessa guerra agravaram a tensão entre os
Estados árabes e Israel. A partir daí as ações terroristas da
OLP se ampliaram. Por terem sido derrotados, os países
árabes perderam vastos territórios; assim um novo conflito
bélico eclodiu em 1973, a Guerra do Yom Kipur (dia do perdão).
Novamente Israel venceu e o novo presidente do Egito, Anuar
Sadat se deu conta que não poderia vencer o inimigo no campo
de batalha e procurou um acordo com Israel. Em 1979, Israel
concordou em devolver a península do Sinai ao Egito em troca
de paz. O acordo de paz foi assinado pelos presidentes dos
dois países em Camp David, nos EUA. Esse acordo marcou
pela primeira vez o reconhecimento do Estado de Israel por um
país árabe. O presidente egípcio foi assassinado por grupos
extremistas que não aceitavam negociar com os israelenses.
• Em 1982, Israel invadiu o Líbano para expulsar os guerrilheiros da OLP, que
utilizavam o território do país vizinho como base para as suas operações.
Após um acordo, entretanto, Israel não retirou suas tropas integralmente do
Líbano e manteve ocupada uma estreita faixa no sul do país como
justificativa de proteger sua fronteira norte. Juntamente a isso, o governo
israelita incentivou a ocupação dos territórios ocupados pela população judia
(colônias judaicas). No final da década de 1980, a OLP abdicou da luta
armada e do terrorismo e se tornou em uma organização politica
empenhada na construção do Estado palestino. Isso abriu caminho para um
período de negociações. Em 1993, foram iniciadas as negociações de paz
entre o Estado de Israel e a OLP, com a assinatura do acordo de Olso na
Noruega, que culminaram no reconhecimento reciproco e no inicio do
processo de devolução aos palestinos da Faixa de Gaza e das cidades da
Cisjordânia. Ao mesmo tempo para substituir a OLP foi criada a ANP –
Autoridade Nacional Palestina, para administrar esses territórios (um
embrião do futuro Estado palestino). Em 1994, a Jordânia também
reconheceu o Estado de Israel, firmando um acordo de utilização conjunta
das águas do rio Jordão.
• Em 2000 houve um encontro entre as lideranças de Israel e da
Autoridade Palestina, mas os judeus não concordaram em dividir a
cidade de Jerusalém que para os israelitas é capital perpetua e
indivisível. Os palestinos, por sua vez também não abrem mão da
parte oriental da cidade para ser a capital do seu Estado. Em 2001,
os trabalhistas perdem as eleições em Israel para os conservadores,
com a vitória de Ariel Sharon, as negociações de paz foram
congeladas. Ao mesmo tempo o governo israelense retomou a
implantação de colônias na Cisjordânia para inviabilizar a devolução
desse território, como tinha sido acordado. Em consequência disso,
houve uma intensificação das ações terroristas promovidas pelo
Hamas, Hezbolah e Jihad Islâmica que não concordo com a politica
da Autoridade Palestina. Em 2004 Iasser Arafat morre e as
negociações de paz ficam mais difíceis
Tem sido muito difícil um acordo de paz no longo conflito que
envolve judeus e palestinos porque há radicais dos dois lados
tentando boicotá-lo. Do lado palestino há três organizações
que tem sido responsáveis por atentados terroristas contra a
população israelense: Hamas, a Jihad Islâmica e as Brigadas
dos Mártires de Al-Aqsa. Esses grupos são contrários a
qualquer concessão a Israel e defendem que os judeus devem
ser expulsos da Palestina. Do lado de Israel há os setores da
direita, do partido Likud e especialmente dos partidos
Ortodoxos que abrigam o fundamentalismo religioso judaico.
Esses setores da sociedade israelense defendem que a “terra
santa”, a “terra prometida” pertence só aos judeus. São
contrários a retirada dos colonos judeus que vivem na Faixa
de Gaza e na Cisjordânia, portanto, em territórios já
oficialmente devolvidos por Israel aos palestinos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1 conflitos do oriente médio - palestina e israel
1   conflitos do oriente médio - palestina e israel1   conflitos do oriente médio - palestina e israel
1 conflitos do oriente médio - palestina e israel
jonasnaia
 
Questao Israel X Palestina
Questao Israel X PalestinaQuestao Israel X Palestina
Questao Israel X Palestina
Colegio Objetivo Penha
 
Conflito israel palestina
Conflito israel   palestinaConflito israel   palestina
Conflito israel palestina
Colégio Santo Antônio
 
O conflito entre israelenses e palestinos
O  conflito entre israelenses e palestinosO  conflito entre israelenses e palestinos
O conflito entre israelenses e palestinos
Antonio Marcos Nunes dos Reis Marcos
 
Israel e palestina
Israel e palestinaIsrael e palestina
Israel e palestina
Artur Lara
 
Oriente Médio e alguns confrontos.
Oriente Médio e alguns confrontos.Oriente Médio e alguns confrontos.
Oriente Médio e alguns confrontos.
Andre Caiado
 
A guerra dos 6 dias
A guerra dos 6 diasA guerra dos 6 dias
A guerra dos 6 dias
PLETZ.com -
 
Conflitos árabe-israelenses
Conflitos árabe-israelensesConflitos árabe-israelenses
Conflitos árabe-israelenses
marise brandao
 
Israel e palestina
Israel e palestinaIsrael e palestina
Israel e palestina
ricardorodrigues23091988
 
Ásia - Oriente Médio - Israel e Palestina
Ásia - Oriente Médio - Israel e PalestinaÁsia - Oriente Médio - Israel e Palestina
Ásia - Oriente Médio - Israel e Palestina
Gerson Francisco de Moraes
 
Conflito Entre Israel e a Palestina
Conflito Entre Israel e a PalestinaConflito Entre Israel e a Palestina
Conflito Entre Israel e a Palestina
Henrique Abrantes
 
Conflito árabe israelense
Conflito árabe   israelenseConflito árabe   israelense
Conflito árabe israelense
Alfredo Moreira
 
Israel e Palestina
Israel e PalestinaIsrael e Palestina
Israel e Palestina
Silvia Cintra
 
Israel X Palestina.
Israel X Palestina.Israel X Palestina.
Israel X Palestina.
Julio Siqueira
 
CONFLITOS ENTRE JUDEUS E ÁRABES
CONFLITOS ENTRE JUDEUS E ÁRABESCONFLITOS ENTRE JUDEUS E ÁRABES
CONFLITOS ENTRE JUDEUS E ÁRABES
Antonio Marcos Nunes dos Reis Marcos
 
Israel e a questão palestina
Israel e a questão palestinaIsrael e a questão palestina
Israel e a questão palestina
Antonio Marcos Nunes dos Reis Marcos
 
Conflito árabe israelense
Conflito árabe israelenseConflito árabe israelense
Conflito árabe israelense
Vinícius Moisés
 
Oriente medio israel palestina prevupe
Oriente medio israel palestina prevupeOriente medio israel palestina prevupe
Oriente medio israel palestina prevupe
Italo Alan
 
Entendendo o conflito israel x palestina
Entendendo o conflito israel x palestinaEntendendo o conflito israel x palestina
Entendendo o conflito israel x palestina
Wesley Arruda
 
Questão palestina
Questão palestinaQuestão palestina
Questão palestina
harlissoncarvalho
 

Mais procurados (20)

1 conflitos do oriente médio - palestina e israel
1   conflitos do oriente médio - palestina e israel1   conflitos do oriente médio - palestina e israel
1 conflitos do oriente médio - palestina e israel
 
Questao Israel X Palestina
Questao Israel X PalestinaQuestao Israel X Palestina
Questao Israel X Palestina
 
Conflito israel palestina
Conflito israel   palestinaConflito israel   palestina
Conflito israel palestina
 
O conflito entre israelenses e palestinos
O  conflito entre israelenses e palestinosO  conflito entre israelenses e palestinos
O conflito entre israelenses e palestinos
 
Israel e palestina
Israel e palestinaIsrael e palestina
Israel e palestina
 
Oriente Médio e alguns confrontos.
Oriente Médio e alguns confrontos.Oriente Médio e alguns confrontos.
Oriente Médio e alguns confrontos.
 
A guerra dos 6 dias
A guerra dos 6 diasA guerra dos 6 dias
A guerra dos 6 dias
 
Conflitos árabe-israelenses
Conflitos árabe-israelensesConflitos árabe-israelenses
Conflitos árabe-israelenses
 
Israel e palestina
Israel e palestinaIsrael e palestina
Israel e palestina
 
Ásia - Oriente Médio - Israel e Palestina
Ásia - Oriente Médio - Israel e PalestinaÁsia - Oriente Médio - Israel e Palestina
Ásia - Oriente Médio - Israel e Palestina
 
Conflito Entre Israel e a Palestina
Conflito Entre Israel e a PalestinaConflito Entre Israel e a Palestina
Conflito Entre Israel e a Palestina
 
Conflito árabe israelense
Conflito árabe   israelenseConflito árabe   israelense
Conflito árabe israelense
 
Israel e Palestina
Israel e PalestinaIsrael e Palestina
Israel e Palestina
 
Israel X Palestina.
Israel X Palestina.Israel X Palestina.
Israel X Palestina.
 
CONFLITOS ENTRE JUDEUS E ÁRABES
CONFLITOS ENTRE JUDEUS E ÁRABESCONFLITOS ENTRE JUDEUS E ÁRABES
CONFLITOS ENTRE JUDEUS E ÁRABES
 
Israel e a questão palestina
Israel e a questão palestinaIsrael e a questão palestina
Israel e a questão palestina
 
Conflito árabe israelense
Conflito árabe israelenseConflito árabe israelense
Conflito árabe israelense
 
Oriente medio israel palestina prevupe
Oriente medio israel palestina prevupeOriente medio israel palestina prevupe
Oriente medio israel palestina prevupe
 
Entendendo o conflito israel x palestina
Entendendo o conflito israel x palestinaEntendendo o conflito israel x palestina
Entendendo o conflito israel x palestina
 
Questão palestina
Questão palestinaQuestão palestina
Questão palestina
 

Semelhante a Conflito entre árabes e judeus

PALESTINA
PALESTINAPALESTINA
PALESTINA
beaguiar
 
Israel e palestina
Israel e palestinaIsrael e palestina
Israel e palestina
AntniaRibeiroRibeiro
 
Avaliação 3 asía - oriente médio (1)
Avaliação 3   asía - oriente médio (1)Avaliação 3   asía - oriente médio (1)
Avaliação 3 asía - oriente médio (1)
Domsilos De Arruda Silva
 
A questão judaico palestina.pptx
A questão judaico palestina.pptxA questão judaico palestina.pptx
A questão judaico palestina.pptx
LeonardoSantos394502
 
26ffbc3aa070ee1ebbd65hajhja0e16d7c3d2d.pptx
26ffbc3aa070ee1ebbd65hajhja0e16d7c3d2d.pptx26ffbc3aa070ee1ebbd65hajhja0e16d7c3d2d.pptx
26ffbc3aa070ee1ebbd65hajhja0e16d7c3d2d.pptx
JeffersonPereira360732
 
Palestina x Israel.pptx
Palestina x Israel.pptxPalestina x Israel.pptx
Palestina x Israel.pptx
ocg50
 
Conflitos étnicos na ásia
Conflitos étnicos na ásiaConflitos étnicos na ásia
Conflitos étnicos na ásia
Google
 
Palestina X Israel 2023.pdf
Palestina X Israel 2023.pdfPalestina X Israel 2023.pdf
Palestina X Israel 2023.pdf
EddieSantos15
 
Conflitos Étnicos na Ásia
Conflitos Étnicos na ÁsiaConflitos Étnicos na Ásia
Conflitos Étnicos na Ásia
Google
 
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensãoConflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Maria Gomes
 
A CiêNcia GeográFica
A CiêNcia GeográFicaA CiêNcia GeográFica
A CiêNcia GeográFica
guest36d66b7
 
Conflito Entre Israel E Palestina
Conflito Entre Israel E PalestinaConflito Entre Israel E Palestina
Conflito Entre Israel E Palestina
guest36d66b7
 
Israel e os conflitos árabes
Israel e os conflitos árabesIsrael e os conflitos árabes
Israel e os conflitos árabes
ana1935
 
Oriente médio
Oriente médioOriente médio
Atualidade Conflitos Internacionais
Atualidade Conflitos InternacionaisAtualidade Conflitos Internacionais
Atualidade Conflitos Internacionais
Bruna Azevedo
 
Resumo do conflito israel x palestinos
Resumo do conflito  israel x palestinosResumo do conflito  israel x palestinos
Resumo do conflito israel x palestinos
Google
 
Israelpalestina1
Israelpalestina1Israelpalestina1
Israelpalestina1
Bruno Celidonio
 
Oriente médio
Oriente médioOriente médio
Oriente médio
Luiza Meneses
 
Oriente médio ii
Oriente médio iiOriente médio ii
Oriente médio ii
Cristina Penha
 
Revisão 3º ano geografia
Revisão 3º ano geografiaRevisão 3º ano geografia
Revisão 3º ano geografia
eunamahcado
 

Semelhante a Conflito entre árabes e judeus (20)

PALESTINA
PALESTINAPALESTINA
PALESTINA
 
Israel e palestina
Israel e palestinaIsrael e palestina
Israel e palestina
 
Avaliação 3 asía - oriente médio (1)
Avaliação 3   asía - oriente médio (1)Avaliação 3   asía - oriente médio (1)
Avaliação 3 asía - oriente médio (1)
 
A questão judaico palestina.pptx
A questão judaico palestina.pptxA questão judaico palestina.pptx
A questão judaico palestina.pptx
 
26ffbc3aa070ee1ebbd65hajhja0e16d7c3d2d.pptx
26ffbc3aa070ee1ebbd65hajhja0e16d7c3d2d.pptx26ffbc3aa070ee1ebbd65hajhja0e16d7c3d2d.pptx
26ffbc3aa070ee1ebbd65hajhja0e16d7c3d2d.pptx
 
Palestina x Israel.pptx
Palestina x Israel.pptxPalestina x Israel.pptx
Palestina x Israel.pptx
 
Conflitos étnicos na ásia
Conflitos étnicos na ásiaConflitos étnicos na ásia
Conflitos étnicos na ásia
 
Palestina X Israel 2023.pdf
Palestina X Israel 2023.pdfPalestina X Israel 2023.pdf
Palestina X Israel 2023.pdf
 
Conflitos Étnicos na Ásia
Conflitos Étnicos na ÁsiaConflitos Étnicos na Ásia
Conflitos Étnicos na Ásia
 
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensãoConflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
Conflito israelo-árabe: subsídios para a sua compreensão
 
A CiêNcia GeográFica
A CiêNcia GeográFicaA CiêNcia GeográFica
A CiêNcia GeográFica
 
Conflito Entre Israel E Palestina
Conflito Entre Israel E PalestinaConflito Entre Israel E Palestina
Conflito Entre Israel E Palestina
 
Israel e os conflitos árabes
Israel e os conflitos árabesIsrael e os conflitos árabes
Israel e os conflitos árabes
 
Oriente médio
Oriente médioOriente médio
Oriente médio
 
Atualidade Conflitos Internacionais
Atualidade Conflitos InternacionaisAtualidade Conflitos Internacionais
Atualidade Conflitos Internacionais
 
Resumo do conflito israel x palestinos
Resumo do conflito  israel x palestinosResumo do conflito  israel x palestinos
Resumo do conflito israel x palestinos
 
Israelpalestina1
Israelpalestina1Israelpalestina1
Israelpalestina1
 
Oriente médio
Oriente médioOriente médio
Oriente médio
 
Oriente médio ii
Oriente médio iiOriente médio ii
Oriente médio ii
 
Revisão 3º ano geografia
Revisão 3º ano geografiaRevisão 3º ano geografia
Revisão 3º ano geografia
 

Último

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
erico paulo rocha guedes
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 

Último (20)

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 

Conflito entre árabes e judeus

  • 2. Árabes e judeus: Relacionamento marcado por tensões e conflitos. O conflito entre árabes e judeus é relativamente recente, ao contrário do que muitos acreditam. Até o final do século 19, judeus e diferentes povos árabes viviam como "primos" (o que supõe claro, conflitos ocasionais), e não só no Oriente Médio. A convivência se estendeu, por exemplo, à Espanha, ocupada pelos árabes até o fim do século 15. Os Judeus viviam na palestina e ficaram sob domínio do império romano, foram expulsos e se dispersaram por vários lugares. Principalmente por a Europa Central e Oriental.
  • 3. Com o desaparecimento de seu Estado os palestinos espalharam-se por vários países da região. A luta pela criação de seu Estado é chamada de “questão palestina” e até hoje não foi resolvida. Foi nesse contexto que nasceu a Organização para Libertação da Palestina (OLP). Fundada em 1964, era uma frente de vários grupos de atuação moderada e controlada pelos países árabes. Mas quando o Fatah (conquista), grupo liderado por Yasser Arafat, tornou-se hegemônico na organização, esta passou a exercer diversos atentados terroristas contra Israel. Isso aconteceu especialmente a partir de 1969, quando Arafat tornou-se presidente da OLP.
  • 4. • Entretanto, o conflito bélico que provocou as maiores transformações territoriais na região ocorreu em 1967: a Guerra dos Seis Dias, que novamente opôs Israel aos países vizinhos. Após nova vitória, Israel ampliou significativamente seu território, ocupando a Faixa de Gaza e a Cisjordânia.
  • 5. • Os desdobramentos dessa guerra agravaram a tensão entre os Estados árabes e Israel. A partir daí as ações terroristas da OLP se ampliaram. Por terem sido derrotados, os países árabes perderam vastos territórios; assim um novo conflito bélico eclodiu em 1973, a Guerra do Yom Kipur (dia do perdão). Novamente Israel venceu e o novo presidente do Egito, Anuar Sadat se deu conta que não poderia vencer o inimigo no campo de batalha e procurou um acordo com Israel. Em 1979, Israel concordou em devolver a península do Sinai ao Egito em troca de paz. O acordo de paz foi assinado pelos presidentes dos dois países em Camp David, nos EUA. Esse acordo marcou pela primeira vez o reconhecimento do Estado de Israel por um país árabe. O presidente egípcio foi assassinado por grupos extremistas que não aceitavam negociar com os israelenses.
  • 6. • Em 1982, Israel invadiu o Líbano para expulsar os guerrilheiros da OLP, que utilizavam o território do país vizinho como base para as suas operações. Após um acordo, entretanto, Israel não retirou suas tropas integralmente do Líbano e manteve ocupada uma estreita faixa no sul do país como justificativa de proteger sua fronteira norte. Juntamente a isso, o governo israelita incentivou a ocupação dos territórios ocupados pela população judia (colônias judaicas). No final da década de 1980, a OLP abdicou da luta armada e do terrorismo e se tornou em uma organização politica empenhada na construção do Estado palestino. Isso abriu caminho para um período de negociações. Em 1993, foram iniciadas as negociações de paz entre o Estado de Israel e a OLP, com a assinatura do acordo de Olso na Noruega, que culminaram no reconhecimento reciproco e no inicio do processo de devolução aos palestinos da Faixa de Gaza e das cidades da Cisjordânia. Ao mesmo tempo para substituir a OLP foi criada a ANP – Autoridade Nacional Palestina, para administrar esses territórios (um embrião do futuro Estado palestino). Em 1994, a Jordânia também reconheceu o Estado de Israel, firmando um acordo de utilização conjunta das águas do rio Jordão.
  • 7. • Em 2000 houve um encontro entre as lideranças de Israel e da Autoridade Palestina, mas os judeus não concordaram em dividir a cidade de Jerusalém que para os israelitas é capital perpetua e indivisível. Os palestinos, por sua vez também não abrem mão da parte oriental da cidade para ser a capital do seu Estado. Em 2001, os trabalhistas perdem as eleições em Israel para os conservadores, com a vitória de Ariel Sharon, as negociações de paz foram congeladas. Ao mesmo tempo o governo israelense retomou a implantação de colônias na Cisjordânia para inviabilizar a devolução desse território, como tinha sido acordado. Em consequência disso, houve uma intensificação das ações terroristas promovidas pelo Hamas, Hezbolah e Jihad Islâmica que não concordo com a politica da Autoridade Palestina. Em 2004 Iasser Arafat morre e as negociações de paz ficam mais difíceis
  • 8. Tem sido muito difícil um acordo de paz no longo conflito que envolve judeus e palestinos porque há radicais dos dois lados tentando boicotá-lo. Do lado palestino há três organizações que tem sido responsáveis por atentados terroristas contra a população israelense: Hamas, a Jihad Islâmica e as Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa. Esses grupos são contrários a qualquer concessão a Israel e defendem que os judeus devem ser expulsos da Palestina. Do lado de Israel há os setores da direita, do partido Likud e especialmente dos partidos Ortodoxos que abrigam o fundamentalismo religioso judaico. Esses setores da sociedade israelense defendem que a “terra santa”, a “terra prometida” pertence só aos judeus. São contrários a retirada dos colonos judeus que vivem na Faixa de Gaza e na Cisjordânia, portanto, em territórios já oficialmente devolvidos por Israel aos palestinos.