SlideShare uma empresa Scribd logo
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA CONCEPÇÕES ESPISTEMOLÓGICAS CURSO DE PEDAGOGIA 5º SEMESTRE 2010 CAROLINE DOS SANTOS COSTA JAMILE ROSSETTI DE SOUZA JOSIMAR PHILIPPSEN PATRÍCIA DA ROCHA JAEGGER ROCHELLE PINHEIRO VANESSA MARTINS MARQUES VIVIANE DA SILVA SANTILIANO
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA MESMO QUE SEJA DE FORMA INCONSCIENTE, AS DIFERENTES CONCEPÇÕES EPISTEMOLÓGICAS, ESTÃO PRESENTES NO COTIDIANO ESCOLAR. À SEGUIR, ABORDAREMOS AS CONCEPÇÕES: * AUTORITÁRIA * ANÁRQUICA *DEMOCRÁTICA
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA AUTORITÁRIA NA CONCEPÇÃO AUTORITÁRIA, O PROFESSOR É O  ÚNICO DETENTOR DO CONHECIMENTO. O ALUNO É UM SUJEITO PASSIVO, UMA TÁBULA RASA, ONDE O PROFESSOR TEM UMA PREOCUPAÇÃO  EXAGERADA COM OS CONTEÚDOS, OS QUAIS ESPERA QUE SEJAM ABSORVIDOS PASSIVAMENTE PELO ALUNO. O PROFESSOR INSEGURO, BUSCA NA IMPOSIÇÃO E  CONTROLE, O RESPEITO POR SUA HIERARQUIA. A AVALIAÇÃO, É QUANTITATIVA, PERIÓDICA E CLASSIFICATÓRIA.
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA A CONCEPÇÃO AUTORITÁRIA, AINDA EXISTE, PORÉM, DE FORMA VELADA.
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA ANÁRQUICA ESSA CONCEPÇÃO, FOI UMA TENTATIVA PSICANALÍTICA, PARA QUE OS ALUNOS APRENDESSEM DE FORMA NÃO TRAUMÁTICA. ESSA OMISSÃO DO PROFESSOR EM  RELAÇÃO AO ALUNO, SEM INCENTIVO, SEM INTERAÇÃO, MARCADO PELA INDIFERENÇA, TEM A AVALIAÇÃO COMO FORMATIVA, ALIANDO-A AO PERÍODO PÓS-ESCOLA. A DIDÁTICA CONSISTE EM NÃO UTILIZAR QUALQUER  DIDÁTICA.
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA DEMOCRÁTICA NESSA CONCEPÇÃO, A APRENDIZAGEM SE DÁ PELA TROCA,  PELA INTERAÇÃO. A APRENDIZAGEM É PROCESSUAL, E TANTO O PROFESSOR, QUANTO ALUNO, SÃO SUJEITOS ATIVOS. A AVALIAÇÃO É DIAGNÓSTICA, QUALITATIVA E PERMANENTE. O CONTROLE É SUBSTITUÍDO PELA NEGOCIAÇÃO. HÁ OPORTUNIDADE DE CRESCIMENTO, ONDE GANHAM AMBOS OS LADOS. SEMPRE.
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA REALMENTE, SER PROFESSOR, NÃO É FÁCIL. É UM DESAFIO A CADA DIA, QUE NOS EXIGE, LIDERANÇA, TRANQUILIDADE, EQUILÍBRIO, COMPROMISSO E COMPETÊNCIA. E CABE A NÓS, MUDARMOS OS FRACASSOS EDUCACIONAIS AINDA EXISTENTES, NA BUSCA DE UM ENSINO CADA  VEZ MAIS QUALIFICADO E DEMOCRÁTICO, NA BUSCA DA EXCELÊNCIA DA EDUCAÇÃO.
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA JUNTOS VENCEREMOS!
CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA IMAGENS RETIRADAS DOS SITES: *  WWW.EVO.BIO.BR *  WWW.BRASILESCOLA.COM * WWW.ESPERANDO-PELO-PIOR.BLOGSPOT.COM * WWW.TEORIASDAAPRENDIZAGEM2009.BLOGSPOT.COM *WWW.3.BP.BLOGSPOT.COM

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Concepções Epistemológicas

Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
CÉSAR TAVARES
 
Visão Psico SociolóGica Da Educação
Visão Psico SociolóGica Da EducaçãoVisão Psico SociolóGica Da Educação
Visão Psico SociolóGica Da Educação
Fabiano Damiati
 
PLANO DE GESTÃO ESCOLAR - Prof. Noe Assunção
PLANO DE GESTÃO ESCOLAR - Prof. Noe AssunçãoPLANO DE GESTÃO ESCOLAR - Prof. Noe Assunção
PLANO DE GESTÃO ESCOLAR - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Paula costa de andrada
Paula costa de andradaPaula costa de andrada
Paula costa de andrada
Juliana Soares
 
Lasalle
LasalleLasalle
Lasalle
mariosouzza
 
O discurso da qualidade e a qualidade do discurso.
O discurso da qualidade e a qualidade do discurso. O discurso da qualidade e a qualidade do discurso.
O discurso da qualidade e a qualidade do discurso.
Andreia Durães
 
Modelo basado en competencias 1
Modelo basado en competencias 1Modelo basado en competencias 1
Modelo basado en competencias 1
francisco estrada
 
04
0404
Seminário - Avaliação de Aprendizagem: do erro como fonte de castigo ao erro ...
Seminário - Avaliação de Aprendizagem: do erro como fonte de castigo ao erro ...Seminário - Avaliação de Aprendizagem: do erro como fonte de castigo ao erro ...
Seminário - Avaliação de Aprendizagem: do erro como fonte de castigo ao erro ...
Affonso César
 
Seminário04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fon...
Seminário04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fon...Seminário04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fon...
Seminário04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fon...
SharllesGuedes
 
Seminurio avaliau de aprendizagem. do erro como fonte de castigo ao erro c...
Seminurio   avaliau de aprendizagem. do erro como  fonte de castigo ao erro c...Seminurio   avaliau de aprendizagem. do erro como  fonte de castigo ao erro c...
Seminurio avaliau de aprendizagem. do erro como fonte de castigo ao erro c...
josianeCherry
 
Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtudePrática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
JesicaNascimento
 
Seminário 04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fo...
Seminário 04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fo...Seminário 04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fo...
Seminário 04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fo...
jjailsonsilvaaa
 
avaliação de aprendizagem. do erro como fonte de castigo ao erro como fonte ...
avaliação de aprendizagem. do erro como  fonte de castigo ao erro como fonte ...avaliação de aprendizagem. do erro como  fonte de castigo ao erro como fonte ...
avaliação de aprendizagem. do erro como fonte de castigo ao erro como fonte ...
Mailton Fernandes
 
pratica escolar:do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
pratica escolar:do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtudepratica escolar:do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
pratica escolar:do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
Jefjac
 
0631 Psicologia do desenvolvimento e o processo de aprendizagem - Atualizado ...
0631 Psicologia do desenvolvimento e o processo de aprendizagem - Atualizado ...0631 Psicologia do desenvolvimento e o processo de aprendizagem - Atualizado ...
0631 Psicologia do desenvolvimento e o processo de aprendizagem - Atualizado ...
JooLucas780137
 
Livro tecendo caminhos
Livro tecendo caminhosLivro tecendo caminhos
Livro tecendo caminhos
Jackeline Araujo de Oliveira
 
Prática escolar do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
Prática escolar do erro como  fonte de castigo ao erro como fonte de virtudePrática escolar do erro como  fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
Prática escolar do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
Danilo Raniery
 
Avaliar Para Promover
Avaliar Para PromoverAvaliar Para Promover
Avaliar Para Promover
Meri RochaLeite
 
História da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didáticaHistória da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didática
Prof. Antônio Martins de Almeida Filho
 

Semelhante a Concepções Epistemológicas (20)

Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
 
Visão Psico SociolóGica Da Educação
Visão Psico SociolóGica Da EducaçãoVisão Psico SociolóGica Da Educação
Visão Psico SociolóGica Da Educação
 
PLANO DE GESTÃO ESCOLAR - Prof. Noe Assunção
PLANO DE GESTÃO ESCOLAR - Prof. Noe AssunçãoPLANO DE GESTÃO ESCOLAR - Prof. Noe Assunção
PLANO DE GESTÃO ESCOLAR - Prof. Noe Assunção
 
Paula costa de andrada
Paula costa de andradaPaula costa de andrada
Paula costa de andrada
 
Lasalle
LasalleLasalle
Lasalle
 
O discurso da qualidade e a qualidade do discurso.
O discurso da qualidade e a qualidade do discurso. O discurso da qualidade e a qualidade do discurso.
O discurso da qualidade e a qualidade do discurso.
 
Modelo basado en competencias 1
Modelo basado en competencias 1Modelo basado en competencias 1
Modelo basado en competencias 1
 
04
0404
04
 
Seminário - Avaliação de Aprendizagem: do erro como fonte de castigo ao erro ...
Seminário - Avaliação de Aprendizagem: do erro como fonte de castigo ao erro ...Seminário - Avaliação de Aprendizagem: do erro como fonte de castigo ao erro ...
Seminário - Avaliação de Aprendizagem: do erro como fonte de castigo ao erro ...
 
Seminário04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fon...
Seminário04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fon...Seminário04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fon...
Seminário04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fon...
 
Seminurio avaliau de aprendizagem. do erro como fonte de castigo ao erro c...
Seminurio   avaliau de aprendizagem. do erro como  fonte de castigo ao erro c...Seminurio   avaliau de aprendizagem. do erro como  fonte de castigo ao erro c...
Seminurio avaliau de aprendizagem. do erro como fonte de castigo ao erro c...
 
Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtudePrática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
 
Seminário 04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fo...
Seminário 04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fo...Seminário 04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fo...
Seminário 04 - Prática escolar: do erro como fonte de castigo ao erro como fo...
 
avaliação de aprendizagem. do erro como fonte de castigo ao erro como fonte ...
avaliação de aprendizagem. do erro como  fonte de castigo ao erro como fonte ...avaliação de aprendizagem. do erro como  fonte de castigo ao erro como fonte ...
avaliação de aprendizagem. do erro como fonte de castigo ao erro como fonte ...
 
pratica escolar:do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
pratica escolar:do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtudepratica escolar:do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
pratica escolar:do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
 
0631 Psicologia do desenvolvimento e o processo de aprendizagem - Atualizado ...
0631 Psicologia do desenvolvimento e o processo de aprendizagem - Atualizado ...0631 Psicologia do desenvolvimento e o processo de aprendizagem - Atualizado ...
0631 Psicologia do desenvolvimento e o processo de aprendizagem - Atualizado ...
 
Livro tecendo caminhos
Livro tecendo caminhosLivro tecendo caminhos
Livro tecendo caminhos
 
Prática escolar do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
Prática escolar do erro como  fonte de castigo ao erro como fonte de virtudePrática escolar do erro como  fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
Prática escolar do erro como fonte de castigo ao erro como fonte de virtude
 
Avaliar Para Promover
Avaliar Para PromoverAvaliar Para Promover
Avaliar Para Promover
 
História da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didáticaHistória da pedagogia e da didática
História da pedagogia e da didática
 

Último

Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 

Último (20)

Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 

Concepções Epistemológicas

  • 1. CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA CONCEPÇÕES ESPISTEMOLÓGICAS CURSO DE PEDAGOGIA 5º SEMESTRE 2010 CAROLINE DOS SANTOS COSTA JAMILE ROSSETTI DE SOUZA JOSIMAR PHILIPPSEN PATRÍCIA DA ROCHA JAEGGER ROCHELLE PINHEIRO VANESSA MARTINS MARQUES VIVIANE DA SILVA SANTILIANO
  • 2. CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA MESMO QUE SEJA DE FORMA INCONSCIENTE, AS DIFERENTES CONCEPÇÕES EPISTEMOLÓGICAS, ESTÃO PRESENTES NO COTIDIANO ESCOLAR. À SEGUIR, ABORDAREMOS AS CONCEPÇÕES: * AUTORITÁRIA * ANÁRQUICA *DEMOCRÁTICA
  • 3. CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA AUTORITÁRIA NA CONCEPÇÃO AUTORITÁRIA, O PROFESSOR É O ÚNICO DETENTOR DO CONHECIMENTO. O ALUNO É UM SUJEITO PASSIVO, UMA TÁBULA RASA, ONDE O PROFESSOR TEM UMA PREOCUPAÇÃO EXAGERADA COM OS CONTEÚDOS, OS QUAIS ESPERA QUE SEJAM ABSORVIDOS PASSIVAMENTE PELO ALUNO. O PROFESSOR INSEGURO, BUSCA NA IMPOSIÇÃO E CONTROLE, O RESPEITO POR SUA HIERARQUIA. A AVALIAÇÃO, É QUANTITATIVA, PERIÓDICA E CLASSIFICATÓRIA.
  • 6. CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA A CONCEPÇÃO AUTORITÁRIA, AINDA EXISTE, PORÉM, DE FORMA VELADA.
  • 7. CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA ANÁRQUICA ESSA CONCEPÇÃO, FOI UMA TENTATIVA PSICANALÍTICA, PARA QUE OS ALUNOS APRENDESSEM DE FORMA NÃO TRAUMÁTICA. ESSA OMISSÃO DO PROFESSOR EM RELAÇÃO AO ALUNO, SEM INCENTIVO, SEM INTERAÇÃO, MARCADO PELA INDIFERENÇA, TEM A AVALIAÇÃO COMO FORMATIVA, ALIANDO-A AO PERÍODO PÓS-ESCOLA. A DIDÁTICA CONSISTE EM NÃO UTILIZAR QUALQUER DIDÁTICA.
  • 10. CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA DEMOCRÁTICA NESSA CONCEPÇÃO, A APRENDIZAGEM SE DÁ PELA TROCA, PELA INTERAÇÃO. A APRENDIZAGEM É PROCESSUAL, E TANTO O PROFESSOR, QUANTO ALUNO, SÃO SUJEITOS ATIVOS. A AVALIAÇÃO É DIAGNÓSTICA, QUALITATIVA E PERMANENTE. O CONTROLE É SUBSTITUÍDO PELA NEGOCIAÇÃO. HÁ OPORTUNIDADE DE CRESCIMENTO, ONDE GANHAM AMBOS OS LADOS. SEMPRE.
  • 13. CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA REALMENTE, SER PROFESSOR, NÃO É FÁCIL. É UM DESAFIO A CADA DIA, QUE NOS EXIGE, LIDERANÇA, TRANQUILIDADE, EQUILÍBRIO, COMPROMISSO E COMPETÊNCIA. E CABE A NÓS, MUDARMOS OS FRACASSOS EDUCACIONAIS AINDA EXISTENTES, NA BUSCA DE UM ENSINO CADA VEZ MAIS QUALIFICADO E DEMOCRÁTICO, NA BUSCA DA EXCELÊNCIA DA EDUCAÇÃO.
  • 14. CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA JUNTOS VENCEREMOS!
  • 15. CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA IMAGENS RETIRADAS DOS SITES: * WWW.EVO.BIO.BR * WWW.BRASILESCOLA.COM * WWW.ESPERANDO-PELO-PIOR.BLOGSPOT.COM * WWW.TEORIASDAAPRENDIZAGEM2009.BLOGSPOT.COM *WWW.3.BP.BLOGSPOT.COM