SlideShare uma empresa Scribd logo
Como organizar um culto de adolescentes?
COMO ORGANIZAR UM CULTO DE ADOLESCENTES?
Querido Líder,
A questão não é você, mas o que poderá acontecer às pessoas, através de você!
Não existem regras para o sucesso de um culto ao Senhor, pois entendemos que Ele vê a
qualidade do Programa e de todos os envolvidos, não a quantidade de pessoas sentadas
assistindo, porém, temos a Missão de alcançar os adolescentes do nosso bairro para
Jesus, então, mãos a Obra e aproveitemos as ferramentas deste site.
Use esta sessão do site para dar a sua contribuição, estamos aqui para auxiliar Ministérios
leigos e líderes iniciantes, sua ajuda é muito importante. Você pode tirar as suas dúvidas
através da página de comentários ou através do email: lucianomalheiros@hotmail.com
Boa programação!
. Do palco – Use cenários criativos de acordo com o tema. Existem cenários baratos, é só
deixar a preguiça de lado e trabalhar. Deixe uma luz branda sobre o palco, dá a idéia de
suspense do que vai acontecer. O palco precisa estar vazio, o palco não é lugar para orar,
afinar instrumentos ou passar o som e a voz com os convidados presentes, isso passa a
idéia de desorganização e nervosismo, além de massagear o ego de alguns músicos que
só tocam para aparecer.
. Música Ambiente – Receba os seus convidados com uma música suave, sem voz, a
música cantada atrapalha quem quer conversar antes do programa.
. Os bastidores – Estipule o tempo de preparação para o culto. Você precisa estar o mais
belo e disposto possível, afinal de contas, você levará o povo a adorar. Invista em
maquiagem e figurino, Deus se agrada de organização e vontade. É nos bastidores você
deve se concentrar, orar, passar músicas, se vestir, se maquiar. Além disso, use os quinze
minutos que antecedem o início para receber os convidados, assim o palco fica livre de
você e os convidados poderão tocá-lo(a) pois, lá dentro deles, algo diz: “eu queria ser que
nem você”.
. A recepção – Coloque gente jovem, bonita, arrumada e organizada para receber as
pessoas. Os primeiros seis minutos serão importantes para que o seu visitante decida
voltar um dia a sua Igreja. Deixe os últimos lugares para os visitantes, para que sintam-se
livres para ir embora ou ao banheiro sem ser notado. Nosso público alvo (adolescentes)
não suporta ser notado.
. O tempo de culto – O culto precisa de horário para começar e acabar. Celebração de
uma hora e meia é suficiente para passar aquilo que Deus colocou no seu coração.
Não comece atrasado, não termine depois da hora. Os adolescentes de hoje vivem como
adultos: com agenda de compromissos e horários nas mãos.
. O “boa noite” – Participei de programas de adolescentes onde a palavra inicial era dada
por um dirigente, que não sabia o porquê da ocasião, usando uma Bíblia que não era
usada em sua vida durante a semana. A primeira impressão é a que fica, seja claro com o
que vai acontecer durante o encontro – não iluda, nem assuste os visitantes e seja
entusiasmado, pois o culto é para o Senhor da nossa alegria.
. Do louvor - Escolha músicas que toquem o coração de Deus, músicas que façam os
adolescentes refletirem, músicas que façam os adolescentes pular, pois a alegria do
Senhor é a nossa força!
. Oração – Item que deve ocorrer antes, durante e depois do Programa. Use a criatividade
para orar, a maioria dos adolescentes não sabe o que é isso; ensine!
. Mensagem – Escolha um preletor que fale a língua deles. Os adolescentes estão
cansados de ouvir “achismos” ou ouvir mensagens de um pastor que só sabe teoria e não
tem prática com a faixa etária. A maioria dos adolescentes já tem o seu pastor titular como
teórico e os adolescentes sem igreja tem medo ou desconfiança de pastores.
. Compromisso – Em todo culto, os adolescentes precisam ser desafiados a assumir algum
compromisso: com Deus, com o próximo, com o Ministério, com o Reino, com os pais. Não
deixe passar em branco, afinal, você não está ali para realizar eventos, mas para
influenciar vidas.
. Ofertório – Não é comum em cultos de adolescentes acontecer esse momento, mas a
dedicação é parte integrante do culto a Deus. Sendo incluído, precisa ser um momento
alegre, onde o tema gratidão seja destacado, não o dinheiro.
. Avisos – Com certeza é a parte mais chata do culto, porque a maioria não sabe fazê-lo.
Use a criatividade para os avisos: teatro, encenações, telão antes ou depois do culto.
Nunca mais pegue o microfone para dizer que tem coxinha na cantina ou reunião disso ou
daquilo, durante o programa. Obrigado!
. A regra dos 3 minutos – desafie seus adolescentes a conversar durante 3 minutos com
os visitantes e treine isso durante o mês com eles. Todos nós sabemos o quanto é difícil
esta parte, mas está na hora de nossas ovelhas pararem de pensar somente em si e
olharem para os outros também.
. A cantina – Você precisa decidir se a cantina é para ganhar dinheiro ou para manter os
convidados no local do evento. Se for para manter a galera no local, dê a eles comida e
bebida de qualidade, proporcione momentos de jogos… nossa geração ama uma
competição. Se a cantina for para ganhar dinheiro, então, não é Igreja.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza OliveiraManual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Gesiel Oliveira
 
Revista ebf 2016
Revista ebf 2016Revista ebf 2016
Revista ebf 2016
Diego Quintanilha
 
Métodos de ensino para a EBD
Métodos de ensino para a EBDMétodos de ensino para a EBD
Métodos de ensino para a EBD
Amor pela EBD
 
Download - Cerimonial de Abertura
Download - Cerimonial de AberturaDownload - Cerimonial de Abertura
Download - Cerimonial de Abertura
APaC Elo 2
 
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e euLição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Decisões que fazem toda a diferença
Decisões que fazem toda a diferençaDecisões que fazem toda a diferença
Decisões que fazem toda a diferença
Eid Marques
 
Planejamento ministerio de crianças e juniores
Planejamento ministerio de crianças e junioresPlanejamento ministerio de crianças e juniores
Planejamento ministerio de crianças e juniores
Grazy P
 
Discipulado na Prática
Discipulado na PráticaDiscipulado na Prática
Discipulado na Prática
Narlea Walkyse
 
Deus Estabelece Critérios para a Adoração
Deus Estabelece Critérios para a AdoraçãoDeus Estabelece Critérios para a Adoração
Deus Estabelece Critérios para a Adoração
Rogério Nunes
 
O Culto, a Música e o Ministério de Louvor na Igreja
O Culto, a Música e o Ministério de Louvor na IgrejaO Culto, a Música e o Ministério de Louvor na Igreja
O Culto, a Música e o Ministério de Louvor na Igreja
Seduc MT
 
Roteiro solenidade nossa senhora aparecida 2018
Roteiro   solenidade nossa senhora aparecida 2018Roteiro   solenidade nossa senhora aparecida 2018
Roteiro solenidade nossa senhora aparecida 2018
Rogenia
 
Ilustrações
IlustraçõesIlustrações
Ilustrações
theusiqueira123
 
Curso de capacitação de professores da EBD
Curso de capacitação de professores da EBDCurso de capacitação de professores da EBD
Curso de capacitação de professores da EBD
Sergio Silva
 
Ordem culto divino
Ordem culto divinoOrdem culto divino
Ordem culto divino
asocamargo
 
UMA LIÇÃO DE PERSISTÊNCIA – GERANDO SONHOS E CONCEBENDO MILAGRES
UMA LIÇÃO DE   PERSISTÊNCIA –  GERANDO  SONHOS E CONCEBENDO MILAGRESUMA LIÇÃO DE   PERSISTÊNCIA –  GERANDO  SONHOS E CONCEBENDO MILAGRES
UMA LIÇÃO DE PERSISTÊNCIA – GERANDO SONHOS E CONCEBENDO MILAGRES
Abelhinha Preciosa
 
Treinamento de professores Escola Bíblica Dominical -parte II
Treinamento de professores Escola Bíblica Dominical -parte IITreinamento de professores Escola Bíblica Dominical -parte II
Treinamento de professores Escola Bíblica Dominical -parte II
Ana Paula Baptista
 
Visão Celular
Visão CelularVisão Celular
Visão Celular
André rug
 
Apostila Para O Ministério Infantil na Igreja
Apostila Para O Ministério Infantil na IgrejaApostila Para O Ministério Infantil na Igreja
Apostila Para O Ministério Infantil na Igreja
Alexandre Santos
 
Dons espirituais: Descubra seu lugar no Corpo de Cristo
Dons espirituais: Descubra seu lugar no Corpo de CristoDons espirituais: Descubra seu lugar no Corpo de Cristo
Dons espirituais: Descubra seu lugar no Corpo de Cristo
Viva a Igreja
 
Os Dez Mandamentos
Os Dez MandamentosOs Dez Mandamentos
Os Dez Mandamentos
Bruno Coutinho
 

Mais procurados (20)

Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza OliveiraManual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
 
Revista ebf 2016
Revista ebf 2016Revista ebf 2016
Revista ebf 2016
 
Métodos de ensino para a EBD
Métodos de ensino para a EBDMétodos de ensino para a EBD
Métodos de ensino para a EBD
 
Download - Cerimonial de Abertura
Download - Cerimonial de AberturaDownload - Cerimonial de Abertura
Download - Cerimonial de Abertura
 
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e euLição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
Lição 14: Mulheres na Bíblia A Mulher Curada e eu
 
Decisões que fazem toda a diferença
Decisões que fazem toda a diferençaDecisões que fazem toda a diferença
Decisões que fazem toda a diferença
 
Planejamento ministerio de crianças e juniores
Planejamento ministerio de crianças e junioresPlanejamento ministerio de crianças e juniores
Planejamento ministerio de crianças e juniores
 
Discipulado na Prática
Discipulado na PráticaDiscipulado na Prática
Discipulado na Prática
 
Deus Estabelece Critérios para a Adoração
Deus Estabelece Critérios para a AdoraçãoDeus Estabelece Critérios para a Adoração
Deus Estabelece Critérios para a Adoração
 
O Culto, a Música e o Ministério de Louvor na Igreja
O Culto, a Música e o Ministério de Louvor na IgrejaO Culto, a Música e o Ministério de Louvor na Igreja
O Culto, a Música e o Ministério de Louvor na Igreja
 
Roteiro solenidade nossa senhora aparecida 2018
Roteiro   solenidade nossa senhora aparecida 2018Roteiro   solenidade nossa senhora aparecida 2018
Roteiro solenidade nossa senhora aparecida 2018
 
Ilustrações
IlustraçõesIlustrações
Ilustrações
 
Curso de capacitação de professores da EBD
Curso de capacitação de professores da EBDCurso de capacitação de professores da EBD
Curso de capacitação de professores da EBD
 
Ordem culto divino
Ordem culto divinoOrdem culto divino
Ordem culto divino
 
UMA LIÇÃO DE PERSISTÊNCIA – GERANDO SONHOS E CONCEBENDO MILAGRES
UMA LIÇÃO DE   PERSISTÊNCIA –  GERANDO  SONHOS E CONCEBENDO MILAGRESUMA LIÇÃO DE   PERSISTÊNCIA –  GERANDO  SONHOS E CONCEBENDO MILAGRES
UMA LIÇÃO DE PERSISTÊNCIA – GERANDO SONHOS E CONCEBENDO MILAGRES
 
Treinamento de professores Escola Bíblica Dominical -parte II
Treinamento de professores Escola Bíblica Dominical -parte IITreinamento de professores Escola Bíblica Dominical -parte II
Treinamento de professores Escola Bíblica Dominical -parte II
 
Visão Celular
Visão CelularVisão Celular
Visão Celular
 
Apostila Para O Ministério Infantil na Igreja
Apostila Para O Ministério Infantil na IgrejaApostila Para O Ministério Infantil na Igreja
Apostila Para O Ministério Infantil na Igreja
 
Dons espirituais: Descubra seu lugar no Corpo de Cristo
Dons espirituais: Descubra seu lugar no Corpo de CristoDons espirituais: Descubra seu lugar no Corpo de Cristo
Dons espirituais: Descubra seu lugar no Corpo de Cristo
 
Os Dez Mandamentos
Os Dez MandamentosOs Dez Mandamentos
Os Dez Mandamentos
 

Destaque

Apresentação do novo Currículo da EBD. 1º Trimestre de 2015. CPAD
Apresentação do novo Currículo da EBD. 1º Trimestre de 2015. CPADApresentação do novo Currículo da EBD. 1º Trimestre de 2015. CPAD
Apresentação do novo Currículo da EBD. 1º Trimestre de 2015. CPAD
Israel Evangelista Dias
 
Guia de estudo o discipulado verdadeiro final
Guia de estudo o discipulado verdadeiro finalGuia de estudo o discipulado verdadeiro final
Guia de estudo o discipulado verdadeiro final
Wálmada Santos da Silva
 
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre 2015 aula 11 A organização de uma igreja...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre 2015 aula 11 A organização de uma igreja...EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre 2015 aula 11 A organização de uma igreja...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre 2015 aula 11 A organização de uma igreja...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Como ler a bíblia
  Como ler a bíblia  Como ler a bíblia
Como ler a bíblia
Mauro RS
 
2013 1 tri - lição 4 - a família sob ataque
2013   1 tri - lição 4 - a família sob ataque2013   1 tri - lição 4 - a família sob ataque
2013 1 tri - lição 4 - a família sob ataque
Natalino das Neves Neves
 
Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...
Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...
Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...
Dangelo Nascimento
 
Apostila de Escola Bíblica/Discipulado.Minicurso - 2012
Apostila de Escola Bíblica/Discipulado.Minicurso - 2012Apostila de Escola Bíblica/Discipulado.Minicurso - 2012
Apostila de Escola Bíblica/Discipulado.Minicurso - 2012
Manoel Júnior
 
Projeto Ebd Ibnjs
Projeto Ebd IbnjsProjeto Ebd Ibnjs
Projeto Ebd Ibnjs
Filipe
 
Escatologia aula 3 e 4
Escatologia aula 3 e 4Escatologia aula 3 e 4
Escatologia aula 3 e 4
Sara Lopes
 
Dinâmicas divertidas
Dinâmicas divertidasDinâmicas divertidas
Dinâmicas divertidas
Wálmada Santos da Silva
 
Lição 7 eu sei em quem tenho crido 3º trimestre de 2015
Lição 7   eu sei em quem tenho crido 3º trimestre de 2015Lição 7   eu sei em quem tenho crido 3º trimestre de 2015
Lição 7 eu sei em quem tenho crido 3º trimestre de 2015
Andrew Guimarães
 
Lições Bíblicas CPAD 4º trimestre 2013 - Lição 1
Lições Bíblicas CPAD   4º trimestre 2013 - Lição 1Lições Bíblicas CPAD   4º trimestre 2013 - Lição 1
Lições Bíblicas CPAD 4º trimestre 2013 - Lição 1
Anderson Silva
 
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a UmTreinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Christian Lepelletier
 
Idéias para o culto jovem de cada sábado
Idéias para o culto jovem de cada sábadoIdéias para o culto jovem de cada sábado
Idéias para o culto jovem de cada sábado
Wálmada Santos da Silva
 
CURRICULO DA EBD 2012 - Completo
CURRICULO DA EBD 2012 - CompletoCURRICULO DA EBD 2012 - Completo
CURRICULO DA EBD 2012 - Completo
Sergio Silva
 
Projeto curricular ebd
Projeto curricular ebdProjeto curricular ebd
Projeto curricular ebd
Izaias Brasileiro
 
Jesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulosJesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulos
Moisés Sampaio
 
Apostila ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestre
Apostila   ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestreApostila   ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestre
Apostila ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestre
Sergio Silva
 
Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016
Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016
Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016
Andrew Guimarães
 
Sete Competências para o Professor da Escola Bíblica Dominical
Sete Competências para o Professor da Escola Bíblica DominicalSete Competências para o Professor da Escola Bíblica Dominical
Sete Competências para o Professor da Escola Bíblica Dominical
ALTAIR GERMANO
 

Destaque (20)

Apresentação do novo Currículo da EBD. 1º Trimestre de 2015. CPAD
Apresentação do novo Currículo da EBD. 1º Trimestre de 2015. CPADApresentação do novo Currículo da EBD. 1º Trimestre de 2015. CPAD
Apresentação do novo Currículo da EBD. 1º Trimestre de 2015. CPAD
 
Guia de estudo o discipulado verdadeiro final
Guia de estudo o discipulado verdadeiro finalGuia de estudo o discipulado verdadeiro final
Guia de estudo o discipulado verdadeiro final
 
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre 2015 aula 11 A organização de uma igreja...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre 2015 aula 11 A organização de uma igreja...EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre 2015 aula 11 A organização de uma igreja...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre 2015 aula 11 A organização de uma igreja...
 
Como ler a bíblia
  Como ler a bíblia  Como ler a bíblia
Como ler a bíblia
 
2013 1 tri - lição 4 - a família sob ataque
2013   1 tri - lição 4 - a família sob ataque2013   1 tri - lição 4 - a família sob ataque
2013 1 tri - lição 4 - a família sob ataque
 
Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...
Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...
Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...
 
Apostila de Escola Bíblica/Discipulado.Minicurso - 2012
Apostila de Escola Bíblica/Discipulado.Minicurso - 2012Apostila de Escola Bíblica/Discipulado.Minicurso - 2012
Apostila de Escola Bíblica/Discipulado.Minicurso - 2012
 
Projeto Ebd Ibnjs
Projeto Ebd IbnjsProjeto Ebd Ibnjs
Projeto Ebd Ibnjs
 
Escatologia aula 3 e 4
Escatologia aula 3 e 4Escatologia aula 3 e 4
Escatologia aula 3 e 4
 
Dinâmicas divertidas
Dinâmicas divertidasDinâmicas divertidas
Dinâmicas divertidas
 
Lição 7 eu sei em quem tenho crido 3º trimestre de 2015
Lição 7   eu sei em quem tenho crido 3º trimestre de 2015Lição 7   eu sei em quem tenho crido 3º trimestre de 2015
Lição 7 eu sei em quem tenho crido 3º trimestre de 2015
 
Lições Bíblicas CPAD 4º trimestre 2013 - Lição 1
Lições Bíblicas CPAD   4º trimestre 2013 - Lição 1Lições Bíblicas CPAD   4º trimestre 2013 - Lição 1
Lições Bíblicas CPAD 4º trimestre 2013 - Lição 1
 
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a UmTreinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
 
Idéias para o culto jovem de cada sábado
Idéias para o culto jovem de cada sábadoIdéias para o culto jovem de cada sábado
Idéias para o culto jovem de cada sábado
 
CURRICULO DA EBD 2012 - Completo
CURRICULO DA EBD 2012 - CompletoCURRICULO DA EBD 2012 - Completo
CURRICULO DA EBD 2012 - Completo
 
Projeto curricular ebd
Projeto curricular ebdProjeto curricular ebd
Projeto curricular ebd
 
Jesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulosJesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulos
 
Apostila ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestre
Apostila   ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestreApostila   ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestre
Apostila ebd - classe kids - aluno - cresça com deus - 2º quadrimestre
 
Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016
Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016
Lição 1 - Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas - 1ª Trimestre de 2016
 
Sete Competências para o Professor da Escola Bíblica Dominical
Sete Competências para o Professor da Escola Bíblica DominicalSete Competências para o Professor da Escola Bíblica Dominical
Sete Competências para o Professor da Escola Bíblica Dominical
 

Semelhante a Como organizar um culto de adolescentes

2012 sermonario - 10 domingos especiais
2012   sermonario - 10 domingos especiais2012   sermonario - 10 domingos especiais
2012 sermonario - 10 domingos especiais
Pr. Delmar Fonseca
 
Dicas para-realizar-congresso-infantil-tia-pri
Dicas para-realizar-congresso-infantil-tia-priDicas para-realizar-congresso-infantil-tia-pri
Dicas para-realizar-congresso-infantil-tia-pri
Flavia Marques
 
Cms%2 ffiles%2f18003%2f1467838057como+transformar+seu+ministério+de+jovens+(2)
Cms%2 ffiles%2f18003%2f1467838057como+transformar+seu+ministério+de+jovens+(2)Cms%2 ffiles%2f18003%2f1467838057como+transformar+seu+ministério+de+jovens+(2)
Cms%2 ffiles%2f18003%2f1467838057como+transformar+seu+ministério+de+jovens+(2)
Geazi San
 
Aqui tem jovem, aqui tem fogo! (MJ Brasil)
Aqui tem jovem, aqui tem fogo! (MJ Brasil)Aqui tem jovem, aqui tem fogo! (MJ Brasil)
Aqui tem jovem, aqui tem fogo! (MJ Brasil)
Isaac Marcos
 
30 erros que o ministro de louvor não pode cometer
30 erros que o ministro de louvor não pode cometer30 erros que o ministro de louvor não pode cometer
30 erros que o ministro de louvor não pode cometer
Sheivison Pereira Silva
 
Funcionamento da Célula - (3 estudo).pptx
Funcionamento da Célula - (3 estudo).pptxFuncionamento da Célula - (3 estudo).pptx
Funcionamento da Célula - (3 estudo).pptx
CarlosJunior429181
 
Encontro de casais
Encontro de casaisEncontro de casais
Encontro de casais
JooAlbertoSoaresdaSi
 
Mus05
Mus05Mus05
Mus03
Mus03Mus03
Treinamento embaixadores
Treinamento embaixadoresTreinamento embaixadores
Treinamento embaixadores
Raphael Antoniolli
 
Entrevista raquel
Entrevista raquelEntrevista raquel
Entrevista raquel
Publica Livros
 
Arrume Tempo Para Ser Feliz
Arrume Tempo Para Ser FelizArrume Tempo Para Ser Feliz
Arrume Tempo Para Ser Feliz
Severo Moreira
 
Apostila mover v.03 dança com propósitos
Apostila mover v.03 dança com propósitosApostila mover v.03 dança com propósitos
Apostila mover v.03 dança com propósitos
Cris Carvalho
 
Apostila mover v.03 dança com propósitos
Apostila mover v.03 dança com propósitosApostila mover v.03 dança com propósitos
Apostila mover v.03 dança com propósitos
Cris Carvalho
 
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdfCURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CristynaAnderson
 
Discipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTES
Discipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTESDiscipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTES
Discipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTES
Roberto Trindade
 
Enc Ja08
Enc Ja08Enc Ja08
Discipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROS
Discipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROSDiscipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROS
Discipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROS
Roberto Trindade
 
Roteirização noçoes e g o
Roteirização noçoes e g oRoteirização noçoes e g o
Roteirização noçoes e g o
Ricardo Guilherme Cruz
 
Mini curso - Pregador Vocacionado
Mini curso - Pregador VocacionadoMini curso - Pregador Vocacionado
Mini curso - Pregador Vocacionado
ThyerlemM
 

Semelhante a Como organizar um culto de adolescentes (20)

2012 sermonario - 10 domingos especiais
2012   sermonario - 10 domingos especiais2012   sermonario - 10 domingos especiais
2012 sermonario - 10 domingos especiais
 
Dicas para-realizar-congresso-infantil-tia-pri
Dicas para-realizar-congresso-infantil-tia-priDicas para-realizar-congresso-infantil-tia-pri
Dicas para-realizar-congresso-infantil-tia-pri
 
Cms%2 ffiles%2f18003%2f1467838057como+transformar+seu+ministério+de+jovens+(2)
Cms%2 ffiles%2f18003%2f1467838057como+transformar+seu+ministério+de+jovens+(2)Cms%2 ffiles%2f18003%2f1467838057como+transformar+seu+ministério+de+jovens+(2)
Cms%2 ffiles%2f18003%2f1467838057como+transformar+seu+ministério+de+jovens+(2)
 
Aqui tem jovem, aqui tem fogo! (MJ Brasil)
Aqui tem jovem, aqui tem fogo! (MJ Brasil)Aqui tem jovem, aqui tem fogo! (MJ Brasil)
Aqui tem jovem, aqui tem fogo! (MJ Brasil)
 
30 erros que o ministro de louvor não pode cometer
30 erros que o ministro de louvor não pode cometer30 erros que o ministro de louvor não pode cometer
30 erros que o ministro de louvor não pode cometer
 
Funcionamento da Célula - (3 estudo).pptx
Funcionamento da Célula - (3 estudo).pptxFuncionamento da Célula - (3 estudo).pptx
Funcionamento da Célula - (3 estudo).pptx
 
Encontro de casais
Encontro de casaisEncontro de casais
Encontro de casais
 
Mus05
Mus05Mus05
Mus05
 
Mus03
Mus03Mus03
Mus03
 
Treinamento embaixadores
Treinamento embaixadoresTreinamento embaixadores
Treinamento embaixadores
 
Entrevista raquel
Entrevista raquelEntrevista raquel
Entrevista raquel
 
Arrume Tempo Para Ser Feliz
Arrume Tempo Para Ser FelizArrume Tempo Para Ser Feliz
Arrume Tempo Para Ser Feliz
 
Apostila mover v.03 dança com propósitos
Apostila mover v.03 dança com propósitosApostila mover v.03 dança com propósitos
Apostila mover v.03 dança com propósitos
 
Apostila mover v.03 dança com propósitos
Apostila mover v.03 dança com propósitosApostila mover v.03 dança com propósitos
Apostila mover v.03 dança com propósitos
 
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdfCURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
 
Discipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTES
Discipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTESDiscipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTES
Discipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTES
 
Enc Ja08
Enc Ja08Enc Ja08
Enc Ja08
 
Discipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROS
Discipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROSDiscipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROS
Discipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROS
 
Roteirização noçoes e g o
Roteirização noçoes e g oRoteirização noçoes e g o
Roteirização noçoes e g o
 
Mini curso - Pregador Vocacionado
Mini curso - Pregador VocacionadoMini curso - Pregador Vocacionado
Mini curso - Pregador Vocacionado
 

Último

16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 

Último (14)

16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 

Como organizar um culto de adolescentes

  • 1. Como organizar um culto de adolescentes? COMO ORGANIZAR UM CULTO DE ADOLESCENTES? Querido Líder, A questão não é você, mas o que poderá acontecer às pessoas, através de você! Não existem regras para o sucesso de um culto ao Senhor, pois entendemos que Ele vê a qualidade do Programa e de todos os envolvidos, não a quantidade de pessoas sentadas assistindo, porém, temos a Missão de alcançar os adolescentes do nosso bairro para Jesus, então, mãos a Obra e aproveitemos as ferramentas deste site. Use esta sessão do site para dar a sua contribuição, estamos aqui para auxiliar Ministérios leigos e líderes iniciantes, sua ajuda é muito importante. Você pode tirar as suas dúvidas através da página de comentários ou através do email: lucianomalheiros@hotmail.com Boa programação! . Do palco – Use cenários criativos de acordo com o tema. Existem cenários baratos, é só deixar a preguiça de lado e trabalhar. Deixe uma luz branda sobre o palco, dá a idéia de suspense do que vai acontecer. O palco precisa estar vazio, o palco não é lugar para orar, afinar instrumentos ou passar o som e a voz com os convidados presentes, isso passa a idéia de desorganização e nervosismo, além de massagear o ego de alguns músicos que só tocam para aparecer. . Música Ambiente – Receba os seus convidados com uma música suave, sem voz, a música cantada atrapalha quem quer conversar antes do programa. . Os bastidores – Estipule o tempo de preparação para o culto. Você precisa estar o mais belo e disposto possível, afinal de contas, você levará o povo a adorar. Invista em maquiagem e figurino, Deus se agrada de organização e vontade. É nos bastidores você deve se concentrar, orar, passar músicas, se vestir, se maquiar. Além disso, use os quinze minutos que antecedem o início para receber os convidados, assim o palco fica livre de você e os convidados poderão tocá-lo(a) pois, lá dentro deles, algo diz: “eu queria ser que nem você”. . A recepção – Coloque gente jovem, bonita, arrumada e organizada para receber as pessoas. Os primeiros seis minutos serão importantes para que o seu visitante decida voltar um dia a sua Igreja. Deixe os últimos lugares para os visitantes, para que sintam-se livres para ir embora ou ao banheiro sem ser notado. Nosso público alvo (adolescentes) não suporta ser notado. . O tempo de culto – O culto precisa de horário para começar e acabar. Celebração de uma hora e meia é suficiente para passar aquilo que Deus colocou no seu coração. Não comece atrasado, não termine depois da hora. Os adolescentes de hoje vivem como adultos: com agenda de compromissos e horários nas mãos.
  • 2. . O “boa noite” – Participei de programas de adolescentes onde a palavra inicial era dada por um dirigente, que não sabia o porquê da ocasião, usando uma Bíblia que não era usada em sua vida durante a semana. A primeira impressão é a que fica, seja claro com o que vai acontecer durante o encontro – não iluda, nem assuste os visitantes e seja entusiasmado, pois o culto é para o Senhor da nossa alegria. . Do louvor - Escolha músicas que toquem o coração de Deus, músicas que façam os adolescentes refletirem, músicas que façam os adolescentes pular, pois a alegria do Senhor é a nossa força! . Oração – Item que deve ocorrer antes, durante e depois do Programa. Use a criatividade para orar, a maioria dos adolescentes não sabe o que é isso; ensine! . Mensagem – Escolha um preletor que fale a língua deles. Os adolescentes estão cansados de ouvir “achismos” ou ouvir mensagens de um pastor que só sabe teoria e não tem prática com a faixa etária. A maioria dos adolescentes já tem o seu pastor titular como teórico e os adolescentes sem igreja tem medo ou desconfiança de pastores. . Compromisso – Em todo culto, os adolescentes precisam ser desafiados a assumir algum compromisso: com Deus, com o próximo, com o Ministério, com o Reino, com os pais. Não deixe passar em branco, afinal, você não está ali para realizar eventos, mas para influenciar vidas. . Ofertório – Não é comum em cultos de adolescentes acontecer esse momento, mas a dedicação é parte integrante do culto a Deus. Sendo incluído, precisa ser um momento alegre, onde o tema gratidão seja destacado, não o dinheiro. . Avisos – Com certeza é a parte mais chata do culto, porque a maioria não sabe fazê-lo. Use a criatividade para os avisos: teatro, encenações, telão antes ou depois do culto. Nunca mais pegue o microfone para dizer que tem coxinha na cantina ou reunião disso ou daquilo, durante o programa. Obrigado! . A regra dos 3 minutos – desafie seus adolescentes a conversar durante 3 minutos com os visitantes e treine isso durante o mês com eles. Todos nós sabemos o quanto é difícil esta parte, mas está na hora de nossas ovelhas pararem de pensar somente em si e olharem para os outros também. . A cantina – Você precisa decidir se a cantina é para ganhar dinheiro ou para manter os convidados no local do evento. Se for para manter a galera no local, dê a eles comida e bebida de qualidade, proporcione momentos de jogos… nossa geração ama uma competição. Se a cantina for para ganhar dinheiro, então, não é Igreja.