SlideShare uma empresa Scribd logo
Culto
Infantil
A alegria de adorar em comunhão
O que é Culto?O que é Culto?
 “forma pela qual se
presta homenagem à
divindade; liturgia”.
 Quem presta culto?
Todos!
Josué 8.35, 2Cr 20:13
e Neemias 12:43
1. O nosso culto a Deus1. O nosso culto a Deus
A vida de devocional do professor
é a base para seu ministério.
“O ideal seria que
[o momento a sós com Deus]
fosse a primeira coisa a ser feita pela
manhã e a última à noite, algo que
deveríamos manter como um
compromisso sagrado com Deus”
(John Stott)
Cuidado!
 Leitura acadêmica (conhecimento)
 Leitura homilética (sermão e estudos)
 Leitura apologética (argumentos)
 Leitura supersticiosa (“recadinhos” de Deus)
Nós nos achegamos a Deus, para
conhecê-lo, porque sabemos da
nossa falência total, nossa
bancarrota (Mt 5.3).
“Bem aventurados os
pobrespobres em espírito,
porque deles é
o Reino dos céus.”
 Prepare o ambiente
 Leia o texto (mais de uma vez e
em diferentes versões)
 Consulte os textos paralelos e
notas de rodapé
 Reflita
 Ore (diário de oração)
 Viva!
É um esforço diário!
Esforça-te... Sê forte...
 Então prosperarás, se tiveres cuidado de
cumprir os estatutos e os juízos, que o
SENHOR mandou a Moisés acerca de Israel;
esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem
tenhas pavor. (1Cr 22.13)
 Js 1.6,7,9,18
Mesma raiz: discípulo / disciplina
2. Criança: nosso
púbico-alvo
“Também disse Deus:
Façamos o homem
à nossa
imagem, conforme
a nossa
semelhança...”
Gn 1.26
 Capacidade de pensar;
 Capacidade de sentir;
 Capacidade de escolher;
 Capacidade de falar;
 Capacidade de criar.
“Graças te dou, visto que por modo
assombrosamente maravilhoso me
formaste; as tuas obras são
admiráveis...”
Sl 139.14
Criação
“assombrosamente maravilhosa”
 Desenvolvimento físico;
 Desenvolvimento mental;
 Inteligências múltiplas;
 Estilos de aprendizagem
Como elaborar um culto infantil
O que era belo foi corrompidoO que era belo foi corrompido
e os valores foram mudadose os valores foram mudados
(Rm 3.23)(Rm 3.23)
Mas a nossa história mudou...
“Assim já não sois
estrangeiros e peregrinos mas
concidadãos dos santos, e
sois da família de Deus.”
Efésios 2.19
“A fim de sermos para
louvor da sua glória...”
Efésios 1.12
... e a história dos nosso alunos também mudará pois
somos canais de bênçãos na vida deles!
PASTORZINHO
Um a um foi Jessé convocar seus filhos
Um, dentre os irmãos, seria um rei
Foi chamar a cada um, menos o mais novo
O trono não seria de Davi.
Mas se o homem vê só um pastor,
Deus enxerga um rei
Mesmo as coisas mais comuns
que a vida nos trouxer
Em um segundo se transformam
pelo seu poder
O pastorzinho de Jessé,
Deus tornou um rei.
Um a um sonhos vão e provas chegam
Sem ter razão, sem ter porquê
Mas há um Deus, mas há um Pai
Que vigia sempre
E as incertezas nunca vencerão
Pois se o homem vê só um pastor,
Deus enxerga um rei
Mesmo as coisas mais comuns
que a vida nos trouxer
Em um segundo se transformam
pelo seu poder
O pastorzinho de Jessé Deus tornou um rei.
E não foi o mais velho, nem o forte
que mais nações venceu
E ao gigante fez cair por terra,
pois Deus o escolheu.
Pois se o homem vê só um pastor,
Deus enxerga um rei
Mesmo as coisas mais comuns
que a vida nos trouxer
Em um segundo se transformam
pelo seu poder
Se o homem vê só um pastor
Deus enxerga um rei!
3. O que não é o Culto
Infantil?
 Não é cultinho, pois as crianças não oferecem a
Deus um culto menor que os adultos. O mesmo
Deus é adorado e cultuado em ambos.
 Não é Escola dominical. No período da ED
enfatizamos o aprendizado e as várias
atividades para a fixação e vivência do
conteúdo.
 Não é um momento de sossego para os pais
poderem assistir tranquilamente o culto dos
adultos.
4. O que é o culto
infantil?
 Momento de louvor e
adoração a Deus no contexto
e linguagem das crianças em
um momento separado dos
adultos. Nesse momento
também há o aprendizado da
Bíblia (a mensagem é o
ponto alto), porém a ênfase
recai no louvor e adoração.
5. Por que temos o culto
infantil?
 Atos 8.26-35
Assim como o eunuco,
as crianças precisam
de pessoas que lhe
expliquem em sua
linguagem as
verdades das
Escrituras.
6. O que fazemos no culto
infantil?
 Cânticos
Adoração a Deus, louvor,
comunhão, atitudes que
devemos ter tais como
obediência, reverência,
disposição em falar de
Jesus
Alguns hinos com melodias
simples.
DicasDicas::
 Use cânticos visualizados (cartazes,
retroprojetor ou data show);
 Cântico adaptado:
“O nosso culto vai agora continuar.
Ao nosso Pai pedimos que nos venha abençoar”;
 Faça uma pré-seleção de músicas,
organize-as por temas e peça para uma
pessoa cifra-las.
 Oração e leitura bíblica
Oração de adoração,
louvor, gratidão,
confissão de
pecados, intercessão.
Leia alguns versículos
que fale sobre orar de
joelhos, orar com as
mãos erguidas... e
ore da mesma forma
com as crianças.
 Momento missionário
As crianças terão oportunidade
de orar (e se envolver) por
um missionário, campos
missionários e povos.
Exemplo: A Igreja faz
recolhimento mensal de
ofertas destinada à Campos
Missionários
VOCÊ PODE
MUDAR O MUNDO
- CPAD
 Mensagem
Este é o ápice do culto,
o momento de
ensinarmos a Palavra
de Deus.
Não esqueça de
preparar visuais.
Visuais
 Cartazes
 Retroprojetor
 Datashow
 Material de/para manipulação
 O “antigo” flanelógrafo
Como elaborar um culto infantil
O Senhor Deus é a minha força.
Ele torna o meu andar firme
como o de uma corça
e me leva para as montanhas,
onde estarei seguro.
Levar a criança a
interpretar a história
narrada.
Use acessórios como
TNT, óculos, bigode,
enfeites (vaso de flores,
toalha...), efeitos
sonoros...
 Dramatização
 Fantoches
Dar vida ao fantoche
Deve ter as mesmas características
Saber manusear a boca do fantoche
Como elaborar um culto infantil
OS MAGOS
NÃO FORAM
À ESTREBARIA!
Maquetes
Como elaborar um culto infantil
Como elaborar um culto infantil
 Boneco de palito
 Boneco de cara de papelão
 Boneco de pauzinho
 Flanelógrafo
Avental / Tripé
Com ou sem cenários
Figuras da APEC
Figuras com papel camurça
Dicas para boas figuras
www.google.com.br
 Clicar em “imagem” (escrever a palavra em inglês é melhor)
 Se quiser imagem para colorir ou para xerox:
adicione a palavra “coloring”.
Exemplo: Jesus baby coloring
Como elaborar um culto infantil
Dar significados a
determinados
objetos
 Lições objetivas
www.escoladominical.net/forum
Não se esqueça:
dinamize a mensagem!
 Diálogo: mude sua voz para falar como
cada personagem. Treine, treine e treine!
 Efeitos sonoros: choro, trovão, alguém
batendo a porta, chuva...
 Ações e gestos com as mãos e pés
(andar, pegar, abaixar, correr...)
 Expressões
faciais: Mostre
sentimentos como
alegria, tristeza,
medo, espanto,
nojo... Treine,
treine e treine!
 Pausa na voz: quando se muda de um
fato para outro, é importante deixar uma
pausa.
 Ritmo da voz: falar mais rápido ou
mais devagar de acordo com a ação.
 Tom de voz: falar mais alto ou mais
baixo. Pode-se falar alto, baixo, com o
tom de tristeza, chorando, com medo, ...
 Atividades de fixação
Dinâmicas,
lições
objetivas,
pequenas
gincanas de
revisão
7. Qual é a idade
apropriada?
Depende
 estrutura da igreja
 número de crianças
 número de professores
Ideal que haja divisão
entre menores
e maiores
Dica:
Grande livro das
Atividades
instantâneas
Editora Cultura Cristã
Para crianças menores
8. Qual é o tempo de duração
e a periodicidade do Culto
infantil?
 Ficar parte do tempo com os pais;
 Se terminar antes do culto dos adultos,
liberar as crianças aos poucos ou...;
 Ter oportunidade de participar de um culto
todo (uma vez por mês ou a cada dois meses)
ImportanteImportante
liturgia que integre a criança.liturgia que integre a criança.
 Não podemos esquecer da criança no culto
“O culto, muitas vezes não oferece nada para
a criança. O sermão passa por cima de
suas cabeças, e o pregador não acha que
isso seja um defeito... Deveria ter uma
parte de cada sermão (culto) que
agradasse os pequeninos” Spurgeon
“Será que temos nos esforçado para
conversão de crianças tanto quanto temos
nos esforçado pela conversão de adultos?”
É necessário criar vínculo
entre o pastor e as
crianças!
Editora Vida Nova
9. Como formar a equipe
para o Culto Infantil?
 Conscientizar o pastor e
a liderança (conselho,
junta diaconal...) sobre
a importância e
propósito do CI
 Pessoas vocacionadas;
 Disponíveis por dois ou
três meses (é preciso
criar vínculos).
A equipe deve ser composta por:
 Coordenador
 Programa a escala dos
dirigentes e auxiliares para
todo o ano.
 Organiza o material que será
utilizado.
 Promove reuniões com toda
a equipe para traçar objetivos
e para avaliação do trabalho
desenvolvido.
 Dirigente
(para cada faixa etária)
Divide os trabalhos e
programa os cultos com
a equipe.
Coordena e orienta as
tarefas dos auxiliares.
Dirige o culto.
 Auxiliar
Ajuda na
disciplina
cânticos
atividades
 Músico
Dirige os
cânticos.
Ensina novos
cânticos.
As crianças também
podem e devem dirigir
partes da liturgia!
Culto Infantil
Editora Cristã
Evangélica
18 volumes com 13 lições
10. Que material usar?
Sugestões de
cultos para
crianças
UFMBB
(União Feminina Missionária
Batista do Brasil)
5 volumes com 13 lições
Manual prático
para o Culto
infantil
Santos editora
2 volumes com 25 lições
Culto infantil
Crianças adorando a
Deus
CPAD
1 volume com 13 lições
Acompanha CD com
cânticos e power point
Nossa vidaNossa vida
- um culto a Deus (Rm 12.1)
Nosso ministérioNosso ministério
- cultuar a Deus com as crianças.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Seminário como ensinar crianças na igreja - marisa
Seminário   como ensinar crianças na igreja - marisaSeminário   como ensinar crianças na igreja - marisa
Seminário como ensinar crianças na igreja - marisa
Sergio Silva
 
Planejamento ebd
Planejamento ebdPlanejamento ebd
Planejamento ebd
Lucia Verissimo
 
Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014
Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014
Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014
Gerson G. Ramos
 
LIÇÃO 09 - A EVANGELIZAÇÃO DAS CRIANÇA
LIÇÃO 09 - A EVANGELIZAÇÃO DAS CRIANÇALIÇÃO 09 - A EVANGELIZAÇÃO DAS CRIANÇA
LIÇÃO 09 - A EVANGELIZAÇÃO DAS CRIANÇA
Lourinaldo Serafim
 
Apresentação discipulado infantil
Apresentação discipulado infantil Apresentação discipulado infantil
Apresentação discipulado infantil
Andréia Eufrazio
 
EBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
EBD - A importância da Escola Bíblica DominicalEBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
EBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
Felipe Mamud
 
Ebf 2012 completo
Ebf 2012   completoEbf 2012   completo
Ebf 2012 completo
carinetiahelp
 
Capacitação de professores para o Ministério Infantil - Rosana Silva Ribeiro
Capacitação de professores para o Ministério Infantil - Rosana Silva RibeiroCapacitação de professores para o Ministério Infantil - Rosana Silva Ribeiro
Capacitação de professores para o Ministério Infantil - Rosana Silva Ribeiro
rosana ribeiro
 
Curso de capacitação de professores da EBD
Curso de capacitação de professores da EBDCurso de capacitação de professores da EBD
Curso de capacitação de professores da EBD
Sergio Silva
 
Ministério com crianças e a Infância
Ministério com crianças e a InfânciaMinistério com crianças e a Infância
Ministério com crianças e a Infância
Maria Bárbara Floriano
 
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
Antonio Filho
 
Apostila curso capacitacao 2007
Apostila curso capacitacao 2007Apostila curso capacitacao 2007
Apostila curso capacitacao 2007
Mauro RS
 
Suplemento De Apoio Ao Professor Da Ebd
Suplemento De Apoio Ao Professor Da EbdSuplemento De Apoio Ao Professor Da Ebd
Suplemento De Apoio Ao Professor Da Ebd
Eduardo Sales de lima
 
reunião de alinhamento ministério infantil.pptx
reunião de alinhamento ministério infantil.pptxreunião de alinhamento ministério infantil.pptx
reunião de alinhamento ministério infantil.pptx
doterraces
 
ministério_infantil_2015
ministério_infantil_2015ministério_infantil_2015
ministério_infantil_2015
rosihertel
 
Ebf 2013 em jesus sou mais que vencedor -livro do diretor
Ebf 2013 em jesus sou mais que vencedor -livro do diretorEbf 2013 em jesus sou mais que vencedor -livro do diretor
Ebf 2013 em jesus sou mais que vencedor -livro do diretor
Valquiria Borges
 
Dicas para-realizar-congresso-infantil-tia-pri
Dicas para-realizar-congresso-infantil-tia-priDicas para-realizar-congresso-infantil-tia-pri
Dicas para-realizar-congresso-infantil-tia-pri
Flavia Marques
 
O discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o Discipulado
O discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o DiscipuladoO discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o Discipulado
O discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o Discipulado
Joary Jossué Carlesso
 
CriançA é O Presente Da Igreja
CriançA é O Presente Da IgrejaCriançA é O Presente Da Igreja
CriançA é O Presente Da Igreja
Petula
 
A importância da Escola Dominical na Atualidade
A importância da Escola Dominical na AtualidadeA importância da Escola Dominical na Atualidade
A importância da Escola Dominical na Atualidade
Amor pela EBD
 

Mais procurados (20)

Seminário como ensinar crianças na igreja - marisa
Seminário   como ensinar crianças na igreja - marisaSeminário   como ensinar crianças na igreja - marisa
Seminário como ensinar crianças na igreja - marisa
 
Planejamento ebd
Planejamento ebdPlanejamento ebd
Planejamento ebd
 
Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014
Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014
Discipulado das crianças_Lição_original com textos_412014
 
LIÇÃO 09 - A EVANGELIZAÇÃO DAS CRIANÇA
LIÇÃO 09 - A EVANGELIZAÇÃO DAS CRIANÇALIÇÃO 09 - A EVANGELIZAÇÃO DAS CRIANÇA
LIÇÃO 09 - A EVANGELIZAÇÃO DAS CRIANÇA
 
Apresentação discipulado infantil
Apresentação discipulado infantil Apresentação discipulado infantil
Apresentação discipulado infantil
 
EBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
EBD - A importância da Escola Bíblica DominicalEBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
EBD - A importância da Escola Bíblica Dominical
 
Ebf 2012 completo
Ebf 2012   completoEbf 2012   completo
Ebf 2012 completo
 
Capacitação de professores para o Ministério Infantil - Rosana Silva Ribeiro
Capacitação de professores para o Ministério Infantil - Rosana Silva RibeiroCapacitação de professores para o Ministério Infantil - Rosana Silva Ribeiro
Capacitação de professores para o Ministério Infantil - Rosana Silva Ribeiro
 
Curso de capacitação de professores da EBD
Curso de capacitação de professores da EBDCurso de capacitação de professores da EBD
Curso de capacitação de professores da EBD
 
Ministério com crianças e a Infância
Ministério com crianças e a InfânciaMinistério com crianças e a Infância
Ministério com crianças e a Infância
 
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
 
Apostila curso capacitacao 2007
Apostila curso capacitacao 2007Apostila curso capacitacao 2007
Apostila curso capacitacao 2007
 
Suplemento De Apoio Ao Professor Da Ebd
Suplemento De Apoio Ao Professor Da EbdSuplemento De Apoio Ao Professor Da Ebd
Suplemento De Apoio Ao Professor Da Ebd
 
reunião de alinhamento ministério infantil.pptx
reunião de alinhamento ministério infantil.pptxreunião de alinhamento ministério infantil.pptx
reunião de alinhamento ministério infantil.pptx
 
ministério_infantil_2015
ministério_infantil_2015ministério_infantil_2015
ministério_infantil_2015
 
Ebf 2013 em jesus sou mais que vencedor -livro do diretor
Ebf 2013 em jesus sou mais que vencedor -livro do diretorEbf 2013 em jesus sou mais que vencedor -livro do diretor
Ebf 2013 em jesus sou mais que vencedor -livro do diretor
 
Dicas para-realizar-congresso-infantil-tia-pri
Dicas para-realizar-congresso-infantil-tia-priDicas para-realizar-congresso-infantil-tia-pri
Dicas para-realizar-congresso-infantil-tia-pri
 
O discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o Discipulado
O discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o DiscipuladoO discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o Discipulado
O discipulador e a ferramenta - diretrizes básicas para o Discipulado
 
CriançA é O Presente Da Igreja
CriançA é O Presente Da IgrejaCriançA é O Presente Da Igreja
CriançA é O Presente Da Igreja
 
A importância da Escola Dominical na Atualidade
A importância da Escola Dominical na AtualidadeA importância da Escola Dominical na Atualidade
A importância da Escola Dominical na Atualidade
 

Semelhante a Como elaborar um culto infantil

CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdfCURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CristynaAnderson
 
Louvorjuniores
LouvorjunioresLouvorjuniores
Louvorjuniores
Sandra Fuso
 
Louvorjuniores
LouvorjunioresLouvorjuniores
Louvorjuniores
Sandra Fuso
 
Mobilização julho
Mobilização julhoMobilização julho
Mobilização julho
Maria de Souza
 
LiçãO 10 O Mais Importante De Tudo
LiçãO 10 O Mais Importante De TudoLiçãO 10 O Mais Importante De Tudo
LiçãO 10 O Mais Importante De Tudo
guest06a00c
 
Tarefas EBD - 1ª Semana.docx
Tarefas EBD - 1ª Semana.docxTarefas EBD - 1ª Semana.docx
Tarefas EBD - 1ª Semana.docx
MirianBispo3
 
O filho de deus evangelho de João PARA CRIANÇAS
O filho de deus  evangelho de João PARA CRIANÇASO filho de deus  evangelho de João PARA CRIANÇAS
O filho de deus evangelho de João PARA CRIANÇAS
Marilene Rangel Rangel
 
célula batista
célula batistacélula batista
célula batista
MatheusMelo449403
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
Livrodeefesios pg
Livrodeefesios pgLivrodeefesios pg
Escola de Profetas - Guia Profético.pdf
Escola de Profetas - Guia Profético.pdfEscola de Profetas - Guia Profético.pdf
Escola de Profetas - Guia Profético.pdf
EzequielNeto5
 
Escola de Profetas - Guia Profético.pdf
Escola de Profetas - Guia Profético.pdfEscola de Profetas - Guia Profético.pdf
Escola de Profetas - Guia Profético.pdf
EzequielNeto5
 
Digamos Sim A Palavra De Deus!
Digamos Sim A Palavra De Deus!Digamos Sim A Palavra De Deus!
Digamos Sim A Palavra De Deus!
digitech.informatica
 
Mensagem de nossa senhora
Mensagem de nossa senhoraMensagem de nossa senhora
Mensagem de nossa senhora
Lucilene G.O. Adonai
 
Bíblia: um livro que mais que especial _Bem Te-Vi - Jardim
Bíblia: um livro que mais que especial _Bem Te-Vi - JardimBíblia: um livro que mais que especial _Bem Te-Vi - Jardim
Bíblia: um livro que mais que especial _Bem Te-Vi - Jardim
carlosFidalgo16
 
Como preparar uma pregação
Como preparar uma pregaçãoComo preparar uma pregação
Como preparar uma pregação
Alípio Vallim
 
EBF - Em Busca do Tesouro Perdido - Juniores
EBF - Em Busca do Tesouro Perdido - JunioresEBF - Em Busca do Tesouro Perdido - Juniores
EBF - Em Busca do Tesouro Perdido - Juniores
Marcia Willemann
 
Estudo Kids - Saindo da Derrota Para Vitória
Estudo Kids - Saindo da Derrota Para VitóriaEstudo Kids - Saindo da Derrota Para Vitória
Estudo Kids - Saindo da Derrota Para Vitória
Unção Do Crescimento
 
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Lição 07   Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014Lição 07   Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Marcos Magalhães da Silva
 
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite - IEADMS
Lição 07    Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite - IEADMSLição 07    Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite - IEADMS
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite - IEADMS
Marcos Magalhães da Silva
 

Semelhante a Como elaborar um culto infantil (20)

CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdfCURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
 
Louvorjuniores
LouvorjunioresLouvorjuniores
Louvorjuniores
 
Louvorjuniores
LouvorjunioresLouvorjuniores
Louvorjuniores
 
Mobilização julho
Mobilização julhoMobilização julho
Mobilização julho
 
LiçãO 10 O Mais Importante De Tudo
LiçãO 10 O Mais Importante De TudoLiçãO 10 O Mais Importante De Tudo
LiçãO 10 O Mais Importante De Tudo
 
Tarefas EBD - 1ª Semana.docx
Tarefas EBD - 1ª Semana.docxTarefas EBD - 1ª Semana.docx
Tarefas EBD - 1ª Semana.docx
 
O filho de deus evangelho de João PARA CRIANÇAS
O filho de deus  evangelho de João PARA CRIANÇASO filho de deus  evangelho de João PARA CRIANÇAS
O filho de deus evangelho de João PARA CRIANÇAS
 
célula batista
célula batistacélula batista
célula batista
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
Livrodeefesios pg
Livrodeefesios pgLivrodeefesios pg
Livrodeefesios pg
 
Escola de Profetas - Guia Profético.pdf
Escola de Profetas - Guia Profético.pdfEscola de Profetas - Guia Profético.pdf
Escola de Profetas - Guia Profético.pdf
 
Escola de Profetas - Guia Profético.pdf
Escola de Profetas - Guia Profético.pdfEscola de Profetas - Guia Profético.pdf
Escola de Profetas - Guia Profético.pdf
 
Digamos Sim A Palavra De Deus!
Digamos Sim A Palavra De Deus!Digamos Sim A Palavra De Deus!
Digamos Sim A Palavra De Deus!
 
Mensagem de nossa senhora
Mensagem de nossa senhoraMensagem de nossa senhora
Mensagem de nossa senhora
 
Bíblia: um livro que mais que especial _Bem Te-Vi - Jardim
Bíblia: um livro que mais que especial _Bem Te-Vi - JardimBíblia: um livro que mais que especial _Bem Te-Vi - Jardim
Bíblia: um livro que mais que especial _Bem Te-Vi - Jardim
 
Como preparar uma pregação
Como preparar uma pregaçãoComo preparar uma pregação
Como preparar uma pregação
 
EBF - Em Busca do Tesouro Perdido - Juniores
EBF - Em Busca do Tesouro Perdido - JunioresEBF - Em Busca do Tesouro Perdido - Juniores
EBF - Em Busca do Tesouro Perdido - Juniores
 
Estudo Kids - Saindo da Derrota Para Vitória
Estudo Kids - Saindo da Derrota Para VitóriaEstudo Kids - Saindo da Derrota Para Vitória
Estudo Kids - Saindo da Derrota Para Vitória
 
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Lição 07   Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014Lição 07   Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
 
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite - IEADMS
Lição 07    Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite - IEADMSLição 07    Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite - IEADMS
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite - IEADMS
 

Mais de Márcio Melânia

Falando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentosFalando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentos
Márcio Melânia
 
Maceió Antiga - Um resgate em imagens
Maceió Antiga - Um resgate em imagensMaceió Antiga - Um resgate em imagens
Maceió Antiga - Um resgate em imagens
Márcio Melânia
 
Como estudar
Como estudarComo estudar
Como estudar
Márcio Melânia
 
O mercado de trabalho no futuro
O mercado de trabalho no futuroO mercado de trabalho no futuro
O mercado de trabalho no futuro
Márcio Melânia
 
A importância da qualificação
A importância da qualificaçãoA importância da qualificação
A importância da qualificação
Márcio Melânia
 
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painelEconomia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Márcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 11a aula
Desenvolvimento Regional - 11a aulaDesenvolvimento Regional - 11a aula
Desenvolvimento Regional - 11a aula
Márcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 10a aula
Desenvolvimento Regional - 10a aulaDesenvolvimento Regional - 10a aula
Desenvolvimento Regional - 10a aula
Márcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 9a aula
Desenvolvimento Regional - 9a aulaDesenvolvimento Regional - 9a aula
Desenvolvimento Regional - 9a aula
Márcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 8a aula
Desenvolvimento Regional - 8a aulaDesenvolvimento Regional - 8a aula
Desenvolvimento Regional - 8a aula
Márcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 7a aula
Desenvolvimento Regional - 7a aulaDesenvolvimento Regional - 7a aula
Desenvolvimento Regional - 7a aula
Márcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 6a aula
Desenvolvimento Regional - 6a aulaDesenvolvimento Regional - 6a aula
Desenvolvimento Regional - 6a aula
Márcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 5a aula
Desenvolvimento Regional - 5a aulaDesenvolvimento Regional - 5a aula
Desenvolvimento Regional - 5a aula
Márcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 4a aula
Desenvolvimento Regional - 4a aulaDesenvolvimento Regional - 4a aula
Desenvolvimento Regional - 4a aula
Márcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 3a aula
Desenvolvimento Regional - 3a aulaDesenvolvimento Regional - 3a aula
Desenvolvimento Regional - 3a aula
Márcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 2a aula
Desenvolvimento Regional - 2a aulaDesenvolvimento Regional - 2a aula
Desenvolvimento Regional - 2a aula
Márcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 1a aula
Desenvolvimento Regional - 1a aulaDesenvolvimento Regional - 1a aula
Desenvolvimento Regional - 1a aula
Márcio Melânia
 
Sinais da Segunda Vinda de Jesus
Sinais da Segunda Vinda de JesusSinais da Segunda Vinda de Jesus
Sinais da Segunda Vinda de Jesus
Márcio Melânia
 
13 atitudes para uma liderança de sucesso
13 atitudes para uma liderança de sucesso13 atitudes para uma liderança de sucesso
13 atitudes para uma liderança de sucesso
Márcio Melânia
 
10 dicas para sua apresentação
10 dicas para sua apresentação10 dicas para sua apresentação
10 dicas para sua apresentação
Márcio Melânia
 

Mais de Márcio Melânia (20)

Falando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentosFalando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentos
 
Maceió Antiga - Um resgate em imagens
Maceió Antiga - Um resgate em imagensMaceió Antiga - Um resgate em imagens
Maceió Antiga - Um resgate em imagens
 
Como estudar
Como estudarComo estudar
Como estudar
 
O mercado de trabalho no futuro
O mercado de trabalho no futuroO mercado de trabalho no futuro
O mercado de trabalho no futuro
 
A importância da qualificação
A importância da qualificaçãoA importância da qualificação
A importância da qualificação
 
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painelEconomia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
 
Desenvolvimento Regional - 11a aula
Desenvolvimento Regional - 11a aulaDesenvolvimento Regional - 11a aula
Desenvolvimento Regional - 11a aula
 
Desenvolvimento Regional - 10a aula
Desenvolvimento Regional - 10a aulaDesenvolvimento Regional - 10a aula
Desenvolvimento Regional - 10a aula
 
Desenvolvimento Regional - 9a aula
Desenvolvimento Regional - 9a aulaDesenvolvimento Regional - 9a aula
Desenvolvimento Regional - 9a aula
 
Desenvolvimento Regional - 8a aula
Desenvolvimento Regional - 8a aulaDesenvolvimento Regional - 8a aula
Desenvolvimento Regional - 8a aula
 
Desenvolvimento Regional - 7a aula
Desenvolvimento Regional - 7a aulaDesenvolvimento Regional - 7a aula
Desenvolvimento Regional - 7a aula
 
Desenvolvimento Regional - 6a aula
Desenvolvimento Regional - 6a aulaDesenvolvimento Regional - 6a aula
Desenvolvimento Regional - 6a aula
 
Desenvolvimento Regional - 5a aula
Desenvolvimento Regional - 5a aulaDesenvolvimento Regional - 5a aula
Desenvolvimento Regional - 5a aula
 
Desenvolvimento Regional - 4a aula
Desenvolvimento Regional - 4a aulaDesenvolvimento Regional - 4a aula
Desenvolvimento Regional - 4a aula
 
Desenvolvimento Regional - 3a aula
Desenvolvimento Regional - 3a aulaDesenvolvimento Regional - 3a aula
Desenvolvimento Regional - 3a aula
 
Desenvolvimento Regional - 2a aula
Desenvolvimento Regional - 2a aulaDesenvolvimento Regional - 2a aula
Desenvolvimento Regional - 2a aula
 
Desenvolvimento Regional - 1a aula
Desenvolvimento Regional - 1a aulaDesenvolvimento Regional - 1a aula
Desenvolvimento Regional - 1a aula
 
Sinais da Segunda Vinda de Jesus
Sinais da Segunda Vinda de JesusSinais da Segunda Vinda de Jesus
Sinais da Segunda Vinda de Jesus
 
13 atitudes para uma liderança de sucesso
13 atitudes para uma liderança de sucesso13 atitudes para uma liderança de sucesso
13 atitudes para uma liderança de sucesso
 
10 dicas para sua apresentação
10 dicas para sua apresentação10 dicas para sua apresentação
10 dicas para sua apresentação
 

Como elaborar um culto infantil

  • 1. Culto Infantil A alegria de adorar em comunhão
  • 2. O que é Culto?O que é Culto?  “forma pela qual se presta homenagem à divindade; liturgia”.  Quem presta culto? Todos! Josué 8.35, 2Cr 20:13 e Neemias 12:43
  • 3. 1. O nosso culto a Deus1. O nosso culto a Deus A vida de devocional do professor é a base para seu ministério.
  • 4. “O ideal seria que [o momento a sós com Deus] fosse a primeira coisa a ser feita pela manhã e a última à noite, algo que deveríamos manter como um compromisso sagrado com Deus” (John Stott)
  • 5. Cuidado!  Leitura acadêmica (conhecimento)  Leitura homilética (sermão e estudos)  Leitura apologética (argumentos)  Leitura supersticiosa (“recadinhos” de Deus)
  • 6. Nós nos achegamos a Deus, para conhecê-lo, porque sabemos da nossa falência total, nossa bancarrota (Mt 5.3).
  • 7. “Bem aventurados os pobrespobres em espírito, porque deles é o Reino dos céus.”
  • 8.  Prepare o ambiente  Leia o texto (mais de uma vez e em diferentes versões)  Consulte os textos paralelos e notas de rodapé  Reflita  Ore (diário de oração)  Viva!
  • 9. É um esforço diário! Esforça-te... Sê forte...  Então prosperarás, se tiveres cuidado de cumprir os estatutos e os juízos, que o SENHOR mandou a Moisés acerca de Israel; esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem tenhas pavor. (1Cr 22.13)  Js 1.6,7,9,18
  • 10. Mesma raiz: discípulo / disciplina
  • 11. 2. Criança: nosso púbico-alvo “Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança...” Gn 1.26
  • 12.  Capacidade de pensar;  Capacidade de sentir;  Capacidade de escolher;  Capacidade de falar;  Capacidade de criar.
  • 13. “Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste; as tuas obras são admiráveis...” Sl 139.14
  • 14. Criação “assombrosamente maravilhosa”  Desenvolvimento físico;  Desenvolvimento mental;  Inteligências múltiplas;  Estilos de aprendizagem
  • 16. O que era belo foi corrompidoO que era belo foi corrompido e os valores foram mudadose os valores foram mudados (Rm 3.23)(Rm 3.23)
  • 17. Mas a nossa história mudou...
  • 18. “Assim já não sois estrangeiros e peregrinos mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus.” Efésios 2.19
  • 19. “A fim de sermos para louvor da sua glória...” Efésios 1.12
  • 20. ... e a história dos nosso alunos também mudará pois somos canais de bênçãos na vida deles!
  • 21. PASTORZINHO Um a um foi Jessé convocar seus filhos Um, dentre os irmãos, seria um rei Foi chamar a cada um, menos o mais novo O trono não seria de Davi.
  • 22. Mas se o homem vê só um pastor, Deus enxerga um rei Mesmo as coisas mais comuns que a vida nos trouxer Em um segundo se transformam pelo seu poder O pastorzinho de Jessé, Deus tornou um rei.
  • 23. Um a um sonhos vão e provas chegam Sem ter razão, sem ter porquê Mas há um Deus, mas há um Pai Que vigia sempre E as incertezas nunca vencerão
  • 24. Pois se o homem vê só um pastor, Deus enxerga um rei Mesmo as coisas mais comuns que a vida nos trouxer Em um segundo se transformam pelo seu poder O pastorzinho de Jessé Deus tornou um rei.
  • 25. E não foi o mais velho, nem o forte que mais nações venceu E ao gigante fez cair por terra, pois Deus o escolheu.
  • 26. Pois se o homem vê só um pastor, Deus enxerga um rei Mesmo as coisas mais comuns que a vida nos trouxer Em um segundo se transformam pelo seu poder
  • 27. Se o homem vê só um pastor Deus enxerga um rei!
  • 28. 3. O que não é o Culto Infantil?  Não é cultinho, pois as crianças não oferecem a Deus um culto menor que os adultos. O mesmo Deus é adorado e cultuado em ambos.  Não é Escola dominical. No período da ED enfatizamos o aprendizado e as várias atividades para a fixação e vivência do conteúdo.  Não é um momento de sossego para os pais poderem assistir tranquilamente o culto dos adultos.
  • 29. 4. O que é o culto infantil?  Momento de louvor e adoração a Deus no contexto e linguagem das crianças em um momento separado dos adultos. Nesse momento também há o aprendizado da Bíblia (a mensagem é o ponto alto), porém a ênfase recai no louvor e adoração.
  • 30. 5. Por que temos o culto infantil?  Atos 8.26-35 Assim como o eunuco, as crianças precisam de pessoas que lhe expliquem em sua linguagem as verdades das Escrituras.
  • 31. 6. O que fazemos no culto infantil?  Cânticos Adoração a Deus, louvor, comunhão, atitudes que devemos ter tais como obediência, reverência, disposição em falar de Jesus Alguns hinos com melodias simples.
  • 32. DicasDicas::  Use cânticos visualizados (cartazes, retroprojetor ou data show);  Cântico adaptado: “O nosso culto vai agora continuar. Ao nosso Pai pedimos que nos venha abençoar”;  Faça uma pré-seleção de músicas, organize-as por temas e peça para uma pessoa cifra-las.
  • 33.  Oração e leitura bíblica Oração de adoração, louvor, gratidão, confissão de pecados, intercessão. Leia alguns versículos que fale sobre orar de joelhos, orar com as mãos erguidas... e ore da mesma forma com as crianças.
  • 34.  Momento missionário As crianças terão oportunidade de orar (e se envolver) por um missionário, campos missionários e povos. Exemplo: A Igreja faz recolhimento mensal de ofertas destinada à Campos Missionários VOCÊ PODE MUDAR O MUNDO - CPAD
  • 35.  Mensagem Este é o ápice do culto, o momento de ensinarmos a Palavra de Deus. Não esqueça de preparar visuais.
  • 36. Visuais  Cartazes  Retroprojetor  Datashow  Material de/para manipulação  O “antigo” flanelógrafo
  • 38. O Senhor Deus é a minha força. Ele torna o meu andar firme como o de uma corça e me leva para as montanhas, onde estarei seguro.
  • 39. Levar a criança a interpretar a história narrada. Use acessórios como TNT, óculos, bigode, enfeites (vaso de flores, toalha...), efeitos sonoros...  Dramatização
  • 40.  Fantoches Dar vida ao fantoche Deve ter as mesmas características Saber manusear a boca do fantoche
  • 42. OS MAGOS NÃO FORAM À ESTREBARIA!
  • 46.  Boneco de palito
  • 47.  Boneco de cara de papelão  Boneco de pauzinho
  • 48.  Flanelógrafo Avental / Tripé Com ou sem cenários Figuras da APEC Figuras com papel camurça
  • 49. Dicas para boas figuras www.google.com.br  Clicar em “imagem” (escrever a palavra em inglês é melhor)  Se quiser imagem para colorir ou para xerox: adicione a palavra “coloring”. Exemplo: Jesus baby coloring
  • 54.  Diálogo: mude sua voz para falar como cada personagem. Treine, treine e treine!  Efeitos sonoros: choro, trovão, alguém batendo a porta, chuva...  Ações e gestos com as mãos e pés (andar, pegar, abaixar, correr...)
  • 55.  Expressões faciais: Mostre sentimentos como alegria, tristeza, medo, espanto, nojo... Treine, treine e treine!
  • 56.  Pausa na voz: quando se muda de um fato para outro, é importante deixar uma pausa.  Ritmo da voz: falar mais rápido ou mais devagar de acordo com a ação.  Tom de voz: falar mais alto ou mais baixo. Pode-se falar alto, baixo, com o tom de tristeza, chorando, com medo, ...
  • 57.  Atividades de fixação Dinâmicas, lições objetivas, pequenas gincanas de revisão
  • 58. 7. Qual é a idade apropriada? Depende  estrutura da igreja  número de crianças  número de professores Ideal que haja divisão entre menores e maiores
  • 59. Dica: Grande livro das Atividades instantâneas Editora Cultura Cristã Para crianças menores
  • 60. 8. Qual é o tempo de duração e a periodicidade do Culto infantil?  Ficar parte do tempo com os pais;  Se terminar antes do culto dos adultos, liberar as crianças aos poucos ou...;  Ter oportunidade de participar de um culto todo (uma vez por mês ou a cada dois meses) ImportanteImportante liturgia que integre a criança.liturgia que integre a criança.
  • 61.  Não podemos esquecer da criança no culto “O culto, muitas vezes não oferece nada para a criança. O sermão passa por cima de suas cabeças, e o pregador não acha que isso seja um defeito... Deveria ter uma parte de cada sermão (culto) que agradasse os pequeninos” Spurgeon “Será que temos nos esforçado para conversão de crianças tanto quanto temos nos esforçado pela conversão de adultos?”
  • 62. É necessário criar vínculo entre o pastor e as crianças!
  • 64. 9. Como formar a equipe para o Culto Infantil?  Conscientizar o pastor e a liderança (conselho, junta diaconal...) sobre a importância e propósito do CI  Pessoas vocacionadas;  Disponíveis por dois ou três meses (é preciso criar vínculos).
  • 65. A equipe deve ser composta por:  Coordenador  Programa a escala dos dirigentes e auxiliares para todo o ano.  Organiza o material que será utilizado.  Promove reuniões com toda a equipe para traçar objetivos e para avaliação do trabalho desenvolvido.
  • 66.  Dirigente (para cada faixa etária) Divide os trabalhos e programa os cultos com a equipe. Coordena e orienta as tarefas dos auxiliares. Dirige o culto.
  • 67.  Auxiliar Ajuda na disciplina cânticos atividades  Músico Dirige os cânticos. Ensina novos cânticos.
  • 68. As crianças também podem e devem dirigir partes da liturgia!
  • 69. Culto Infantil Editora Cristã Evangélica 18 volumes com 13 lições 10. Que material usar?
  • 70. Sugestões de cultos para crianças UFMBB (União Feminina Missionária Batista do Brasil) 5 volumes com 13 lições
  • 71. Manual prático para o Culto infantil Santos editora 2 volumes com 25 lições
  • 72. Culto infantil Crianças adorando a Deus CPAD 1 volume com 13 lições Acompanha CD com cânticos e power point
  • 73. Nossa vidaNossa vida - um culto a Deus (Rm 12.1) Nosso ministérioNosso ministério - cultuar a Deus com as crianças.