SlideShare uma empresa Scribd logo
•1
O Líder
de CélulaFunções e Treinamento
Pr Fernando Balthar
Mateus 9.35-38
•2
35
E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando
nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do reino, e
curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo.
36
E, vendo as multidões, teve grande compaixão delas,
porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que
não têm pastor.
37
Então, disse aos seus discípulos: A seara é realmente
grande, mas poucos os ceifeiros.
38
Rogai, pois, ao Senhor da seara, que mande ceifeiros para
a sua seara.
•3
Você é a resposta!
O Líder de Célula
•4
Quem é o líder de Célula?
0 É a pessoa mais importante de uma igreja em células, pois é
quem está verdadeiramente na linha de frente. É ele quem dá
atenção personalizada aos membros de sua célula, quem
dirige as reuniões. É o líder também quem exerce, na célula, os
princípios bíblicos de um pastor.
0 Os líderes de célula, em vez de ensinar uma lição bíblica,
dirigem o processo de comunicação, oram pelo grupo, visitam
os membros da célula e alcançam pessoas perdidas para
Cristo, juntamente com seus auxiliares.
0 O líder de célula é a figura-chave dentro da estrutura de
células. Ele não precisa ter um alto nível cultural ou
intelectual, nem tão pouco ser um grande conhecedor das
Escrituras. Não precisa saber responder a todas as perguntas
sobre a Bíblia, nem ser um grande pregador.
Prioridades e Requisitos
•6
0 Sua responsabilidade principal é gerar novos líderes: perceber
a potencialidade das pessoas, envolvendo-as no dia a dia da
célula, acompanhando-as e treinando-as para transformá-las
em novos líderes.
0 Para ser um líder de célula os requisitos são mínimos e todo
cristão pode alcançá-los com facilidade. São eles: ser nascido
de novo, ser batizado, ter bom testemunho, ser membro
da igreja, estar comprometido com ela, participar do
curso de treinamento de líderes de célula e ser capacitado
pela Escola de Discípulos.
Para ser um bom líder de célula deve apresentar as
seguintes características:
0Vida espiritual exemplar: Andar em amor e santidade, fiel
no seu TSD (tempo sozinho com Deus), submisso a todos os
seus líderes, ter atitude ensinável, ser uma pessoa
quebrantada, que tem uma vida de oração consistente.
0Vida familiar sólida: Anda em amor no seu lar, está
ganhando toda a sua família para Jesus. Se casado, governa
bem sua família. Se solteiro, tem uma vida santa e
exemplar.
0Discípulo: Seguidor obediente de Jesus, sendo bem
discipulado e discipulando outros.
0Frequência fiel aos cultos de celebração e treinamentos de
líderes;
Características do Líder
Características do Líder
0 Conduta clara (para não servir de tropeço aos outros);
0 Cheio do Espirito Santo;
0 Bom administrador;
0 Dizimista e ofertante fiel, mês a mês;
0 Usa bem o seu tempo, dons e capacidades;
0 Dá testemunho claro da sua fé;
0 Coração e atitude de pastor;
0 Cumprir com os requisitos do trilho treinamento de
liderança;
0 Participar dos treinamentos para lideres de células;
0 Ser aprovado pela liderança.
•8
As responsabilidades do
líder de célula:
0 Orar diariamente pelos membros de sua célula;
0 Discipular os líderes em treinamento e garantir que cada membro da
célula esteja sendo bem discipulado, de preferência por alguém de
dentro da própria célula;
0 Pastorear os membros da célula e ajudá-los a viver uma vida cristã
vitoriosa, entrando em contato com os membros que faltaram na
reunião, o mais rápido possível.
0 Participar das reuniões de Pastoreio de Líderes e supervisão das
células fielmente e garantir que, a cada semana, o relatório da célula
seja fielmente preenchido e entregue à liderança;
0 Cuidar da parte do ensino da Palavra de Deus na reunião da célula;
0 Guiar e motivar todos os membros da sua célula, acompanhando o
processo de consolidação dos novos convertidos dentro da célula,
acompanhando e orientando os membros para a escola de Discípulos.
As responsabilidades do
líder de célula:
0 Conduzir cada membro da célula a traçar sua estratégia pessoal
para alcançar pessoas para Cristo, sendo o exemplo a ser
seguido.
0 Garantir um clima de companheirismo, alegria e comunhão
entre os membros; Resolver todos os problemas de discórdia
no grupo, aprendendo a lidar com pessoas problemáticas,
individualmente, fora do contexto da célula.
0 Planejar junto com os líderes em treinamento a reunião
principal, distribuindo tarefas e responsabilidades entre os
membros e formando novos líderes. Delegar esses papeis fora
da reunião de célula, antecipada e planejadamente.
0 Preparar a multiplicação de uma forma saudável, apresentando,
desde a primeira reunião da célula, a cada semana, uma parte
da visão da célula, gerando a multiplicação desde o início.
O que move o
Líder de Célula
•11
Atos 4.13-24
13 Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram
homens iletrados e incultos, admiraram-se; e reconheceram que
haviam eles estado com Jesus.
14 Vendo com eles o homem que fora curado, nada tinham que
dizer em contrário.
15 E, mandando-os sair do Sinédrio, consultavam entre si,
16 dizendo: Que faremos com estes homens? Pois, na verdade, é
manifesto a todos os habitantes de Jerusalém que um sinal
notório foi feito por eles, e não o podemos negar;
17 mas, para que não haja maior divulgação entre o povo,
ameacemo-los para não mais falarem neste nome a quem quer
que seja.
18 Chamando-os, ordenanaram-lhes que absolutamente não
falassem, nem ensinassem em nome de Jesus.
•12
•13
19Mas Pedro e João lhes responderam: Julgai se é justo diante
de Deus ouvir-vos antes a vós outros do que a Deus;
20pois nós não podemos deixar de falar das coisas que vimos e
ouvimos.
21Depois, ameaçando-os mais ainda, os soltaram, não tendo
achado como os castigar, por causa do povo, porque todos
glorificavam a Deus pelo que acontecera.
22Ora, tinha mais de quarenta anos aquele em quem se operara
essa cura milagrosa.
23Uma vez soltos, procuraram os irmãos e lhes contaram lhes
haviam ditos os principais sacerdotes e os anciãos.
24Ouvindo isto, unânimes, levantaram a voz a Deus e disseram:
Tu, Soberano Senhor, que fizeste o céu, a terra, o mar e tudo
que neles há…
•14
O verso 13verso 13 contém duas palavras que não
são muito impressionantes quando se
consideram as credenciais de dois dos
maiores líderes da igreja primitiva:
ILETRADOSILETRADOS INCULTOSINCULTOS
O que isso significa?
Iletrados simplesmente significa: “homens não
instruídos ou não iniciados no aprendizado das
escolas judaicas”.
Incultos quer dizer: “homens do tipo comum”.
•15
O que produziu tanta intrepidez?
Nossa resposta se encontra no verso 24:
“depois de serem soltos e ameaçados, os apóstolos
foram para os seus companheiros e relataram
tudo”.
Observe o que diz esta passagem: unânimes,
levantaram a voz a Deus.
A palavra “unânimes” significa: com uma só
mente, com uma só paixão.
•16
Foi a paixão que eles possuiam que
produziu toda a intrepidez que se seguiu!
Foi a Paixão que os movimentou!
PAIXÃO
A chave para
uma poderosa
liderança
de células!
•17
Igrejas em células que estão
experimentando uma explosão de
crescimento por todo o mundo têm
algumas coisas em comum.
No topo de todas as listas está . . .
ORAÇÃO
•18
Outros fatores chaves que
podem ser encontrados em
todos os lugares:
• Treinamento e Capacitação – Formação deFormação de
Liderança.Liderança.
• Guerra Espiritual (Mapeamento, Caminhadas de
Oração, Oração dos Três, Vigílias, etc.) – DonsDons
espirituais.espirituais.
• Estratégias de Evangelismo Baseado na Célula.
CrescimentoCrescimento
•19
Paixão:Paixão: uma convicção intensauma convicção intensa
ou dominante que exige ação.ou dominante que exige ação.
Você pode ter duas células uma
ao lado da outra, ambas
construídas sobre a mesma base,
ambas seguindo
cuidadosamente as diretrizes da
estrutura e do sistema de células
ao qual estão ligadas.
Mesmo assim uma pode ter
muito mais sucesso em impactar
a comunidade e atrair pessoas
do que a outra.
•20
Por que este cenário existe
praticamente em toda igreja de
células? Porque em algum lugar do
caminho, no meio de todo o
treinamento, estratégias e
estrutura, um líder adquiriu paixão
enquanto o outro líder adquiriu
um plano!
Paixão no nível da liderança é o que
impede que as células se tornem mais
um programa.
•21
VERDADES NECESSÁRIAS PARAVERDADES NECESSÁRIAS PARA
EDIFICAR E MANTER UMAEDIFICAR E MANTER UMA
LIDERANÇA APAIXONADA DELIDERANÇA APAIXONADA DE
CÉLULASCÉLULAS
1. Os Líderes Lideram Para o Senhor
Atos 20.24; Colossenses 4.17
Um líder que cuida da célula para agradar e
impressionar homens vai, mais cedo ou mais tarde, se
atrofiar, tanto ele como o seu grupo.
Primeiro, o líder recebeu esta revelação da
liderança que está sobre ele e, segundo, ele
acolheu a revelação em seu espírito.
•22
2. Focalize a Oração Mais do Que a
Produção - Colossenses 1.9-12
Uma liderança apaixonada amplia seus
limites e horizontes através da oração.
Estratégias que não são baseadas e
implementadas por contínua oração sempre
produzem rotina, fadiga e possível
esgotamento no nível da liderança ou da
membresia.
•23
3. Convicção da Visão Com
Liberdade Para Colocá-la em
Prática – Atos 2.41-43
Não é simplesmente a visão de outra pessoa,
de um líder sobre mim; é também a minha
visão, e eu visto esta camisa!
Prioridade na construção de relacionamentos
A vida da célula – A vida do líder
Pontualidade nas reuniões e eventos da igreja e da
célula
Acompanhamento consistente iniciado pelo líder
Idéias e estratégias inovadoras de crescimento da
célula vindas do líder
•24
4. Líder centrado no ministério, não
na posição – Filipenses 2.5-7
Um líder apaixonado não é motivado
por uma tarefa nas mãos e uma ideia de
avanço promocional na cabeça.
Quanto maior for a paixão do líder,
maior será o compromisso dos
seguidores.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e OfertasEstudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e Ofertas
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Questionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célulaQuestionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célula
Anderson Menger
 
Evangelismo - 7 Projetos Impactantes para jovens
Evangelismo - 7 Projetos Impactantes para jovensEvangelismo - 7 Projetos Impactantes para jovens
Evangelismo - 7 Projetos Impactantes para jovens
Ulisses
 
Apostila para discipulado mda
Apostila para discipulado mdaApostila para discipulado mda
Apostila para discipulado mda
Claudia araujo
 
Carta Convite aos Não-Crentes
Carta Convite aos Não-CrentesCarta Convite aos Não-Crentes
Carta Convite aos Não-Crentes
Cristian Carvalho
 
1 apresentação de uma igreja em celulas
1 apresentação de uma igreja em celulas1 apresentação de uma igreja em celulas
1 apresentação de uma igreja em celulas
Otoniel Ferreira
 
estudo sobre Liderança cristã
estudo sobre Liderança cristãestudo sobre Liderança cristã
estudo sobre Liderança cristã
Reginaldo Pacheco
 
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
SEDUC-PA
 
Manual de Discipulador
Manual de DiscipuladorManual de Discipulador
Manual de Discipulador
Christian Lepelletier
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
IBMemorialJC
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
50 Estudos Para Celulas I
50 Estudos Para Celulas I50 Estudos Para Celulas I
50 Estudos Para Celulas I
Itamar Freire
 
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a UmTreinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Christian Lepelletier
 
As dez principais dificuldades de um novo convertido
As dez principais dificuldades de um novo convertido  As dez principais dificuldades de um novo convertido
As dez principais dificuldades de um novo convertido
Anderson Menger
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Éder Tomé
 
Estudo sobre evangelismo
Estudo sobre evangelismoEstudo sobre evangelismo
Estudo sobre evangelismo
rodrigocristao84
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
valmarques
 
Discipulado na Prática
Discipulado na PráticaDiscipulado na Prática
Discipulado na Prática
Narlea Walkyse
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Éder Tomé
 
Como dar estudo bíblico
Como dar estudo bíblicoComo dar estudo bíblico
Como dar estudo bíblico
iasdcoqueiro
 

Mais procurados (20)

Estudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e OfertasEstudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e Ofertas
 
Questionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célulaQuestionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célula
 
Evangelismo - 7 Projetos Impactantes para jovens
Evangelismo - 7 Projetos Impactantes para jovensEvangelismo - 7 Projetos Impactantes para jovens
Evangelismo - 7 Projetos Impactantes para jovens
 
Apostila para discipulado mda
Apostila para discipulado mdaApostila para discipulado mda
Apostila para discipulado mda
 
Carta Convite aos Não-Crentes
Carta Convite aos Não-CrentesCarta Convite aos Não-Crentes
Carta Convite aos Não-Crentes
 
1 apresentação de uma igreja em celulas
1 apresentação de uma igreja em celulas1 apresentação de uma igreja em celulas
1 apresentação de uma igreja em celulas
 
estudo sobre Liderança cristã
estudo sobre Liderança cristãestudo sobre Liderança cristã
estudo sobre Liderança cristã
 
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
12 LIÇÕES DO DISCIPULADO - NOVA.pdf
 
Manual de Discipulador
Manual de DiscipuladorManual de Discipulador
Manual de Discipulador
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃO
 
50 Estudos Para Celulas I
50 Estudos Para Celulas I50 Estudos Para Celulas I
50 Estudos Para Celulas I
 
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a UmTreinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
 
As dez principais dificuldades de um novo convertido
As dez principais dificuldades de um novo convertido  As dez principais dificuldades de um novo convertido
As dez principais dificuldades de um novo convertido
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
 
Estudo sobre evangelismo
Estudo sobre evangelismoEstudo sobre evangelismo
Estudo sobre evangelismo
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
 
Discipulado na Prática
Discipulado na PráticaDiscipulado na Prática
Discipulado na Prática
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
 
Como dar estudo bíblico
Como dar estudo bíblicoComo dar estudo bíblico
Como dar estudo bíblico
 

Destaque

O líder de célula
O líder de célula O líder de célula
O líder de célula
Anderson Menger
 
8 hábitos de um líder de célula eficaz
8 hábitos de um líder de célula eficaz8 hábitos de um líder de célula eficaz
8 hábitos de um líder de célula eficaz
Pr. Ricardo Rodolfo
 
Melhorando as dinâmicas pr george
Melhorando as dinâmicas pr georgeMelhorando as dinâmicas pr george
Melhorando as dinâmicas pr george
IBR (Instituto Bíblico Restauração)
 
8 HABITOS - Convite
8 HABITOS - Convite8 HABITOS - Convite
8 HABITOS - Convite
Rodolfo Nascimento
 
Apostilha da celulas
Apostilha da celulasApostilha da celulas
Apostilha da celulas
Marcos Marcos Silva
 
Discipulado para Novos Crentes
Discipulado para Novos Crentes  Discipulado para Novos Crentes
Discipulado para Novos Crentes
Eduardo Sales de lima
 
Tipo De Líderes
Tipo De LíderesTipo De Líderes
Tipo De Líderes
André rug
 
Escola de lideres compromisso e prioridades
Escola de lideres   compromisso e prioridadesEscola de lideres   compromisso e prioridades
Escola de lideres compromisso e prioridades
Daniel de Carvalho Luz
 
Seja um Supervisor de Células eficaz - Joel Comiskey
Seja um Supervisor de Células eficaz - Joel ComiskeySeja um Supervisor de Células eficaz - Joel Comiskey
Seja um Supervisor de Células eficaz - Joel Comiskey
Grupo Irmãos na Unção
 
Escola de Líderes
Escola de LíderesEscola de Líderes
Escola de Líderes
Alecsandro Willamy
 
Evangelho Quadrangular
Evangelho Quadrangular Evangelho Quadrangular
Evangelho Quadrangular
Thatiane Machado da Silva
 
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASEAPOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
jonasecj
 
Beneficios do discipulado 3
Beneficios do discipulado 3Beneficios do discipulado 3
Beneficios do discipulado 3
Roberto Trindade
 
A igreja em casas atos
A igreja em casas   atosA igreja em casas   atos
A igreja em casas atos
mfb_tati
 
218989882 2º-escola-de-lideres-formando-um-lider-de-exito-modulo-1
218989882 2º-escola-de-lideres-formando-um-lider-de-exito-modulo-1218989882 2º-escola-de-lideres-formando-um-lider-de-exito-modulo-1
218989882 2º-escola-de-lideres-formando-um-lider-de-exito-modulo-1
Rosa Luzia Da Hora
 
Visão Celular
Visão CelularVisão Celular
Visão Celular
guest8f0e175c
 
Formato para reunião de equipes de liderança em células
Formato para reunião de equipes de liderança em célulasFormato para reunião de equipes de liderança em células
Formato para reunião de equipes de liderança em células
Marcio Pereira
 
Multiplicando pequenos grupos
Multiplicando pequenos gruposMultiplicando pequenos grupos
Multiplicando pequenos grupos
Jean Quenehen
 
Discipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADAS
Discipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADASDiscipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADAS
Discipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADAS
Roberto Trindade
 

Destaque (19)

O líder de célula
O líder de célula O líder de célula
O líder de célula
 
8 hábitos de um líder de célula eficaz
8 hábitos de um líder de célula eficaz8 hábitos de um líder de célula eficaz
8 hábitos de um líder de célula eficaz
 
Melhorando as dinâmicas pr george
Melhorando as dinâmicas pr georgeMelhorando as dinâmicas pr george
Melhorando as dinâmicas pr george
 
8 HABITOS - Convite
8 HABITOS - Convite8 HABITOS - Convite
8 HABITOS - Convite
 
Apostilha da celulas
Apostilha da celulasApostilha da celulas
Apostilha da celulas
 
Discipulado para Novos Crentes
Discipulado para Novos Crentes  Discipulado para Novos Crentes
Discipulado para Novos Crentes
 
Tipo De Líderes
Tipo De LíderesTipo De Líderes
Tipo De Líderes
 
Escola de lideres compromisso e prioridades
Escola de lideres   compromisso e prioridadesEscola de lideres   compromisso e prioridades
Escola de lideres compromisso e prioridades
 
Seja um Supervisor de Células eficaz - Joel Comiskey
Seja um Supervisor de Células eficaz - Joel ComiskeySeja um Supervisor de Células eficaz - Joel Comiskey
Seja um Supervisor de Células eficaz - Joel Comiskey
 
Escola de Líderes
Escola de LíderesEscola de Líderes
Escola de Líderes
 
Evangelho Quadrangular
Evangelho Quadrangular Evangelho Quadrangular
Evangelho Quadrangular
 
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASEAPOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
 
Beneficios do discipulado 3
Beneficios do discipulado 3Beneficios do discipulado 3
Beneficios do discipulado 3
 
A igreja em casas atos
A igreja em casas   atosA igreja em casas   atos
A igreja em casas atos
 
218989882 2º-escola-de-lideres-formando-um-lider-de-exito-modulo-1
218989882 2º-escola-de-lideres-formando-um-lider-de-exito-modulo-1218989882 2º-escola-de-lideres-formando-um-lider-de-exito-modulo-1
218989882 2º-escola-de-lideres-formando-um-lider-de-exito-modulo-1
 
Visão Celular
Visão CelularVisão Celular
Visão Celular
 
Formato para reunião de equipes de liderança em células
Formato para reunião de equipes de liderança em célulasFormato para reunião de equipes de liderança em células
Formato para reunião de equipes de liderança em células
 
Multiplicando pequenos grupos
Multiplicando pequenos gruposMultiplicando pequenos grupos
Multiplicando pequenos grupos
 
Discipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADAS
Discipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADASDiscipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADAS
Discipulado Avançado IV - DISCIPULANDO MULHERES CASADAS
 

Semelhante a Liderando a célula com paixão

Treinamento para lideres de célula pr aber huber
Treinamento para lideres de célula   pr aber huberTreinamento para lideres de célula   pr aber huber
Treinamento para lideres de célula pr aber huber
Josimar Santos
 
supervisores AULA INTRODUTIVA.pptx
supervisores AULA INTRODUTIVA.pptxsupervisores AULA INTRODUTIVA.pptx
supervisores AULA INTRODUTIVA.pptx
frascadesign
 
Manual da visão
Manual da visão  Manual da visão
Manual da visão
Carlos Cirleno Neves
 
O PAPEL DO SUPERVISOR DE CÉLULAS CRISTÃS
O PAPEL DO SUPERVISOR DE CÉLULAS CRISTÃSO PAPEL DO SUPERVISOR DE CÉLULAS CRISTÃS
O PAPEL DO SUPERVISOR DE CÉLULAS CRISTÃS
jaciarasoarezz
 
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Elizabete Pereira Dos Santos
 
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Mariano Silva
 
Aula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptx
Aula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptxAula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptx
Aula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptx
IejnCongonhas
 
Igreja do Lar e Movimento das Células
Igreja do Lar e Movimento das CélulasIgreja do Lar e Movimento das Células
Igreja do Lar e Movimento das Células
Christian Lepelletier
 
BEABÁ DAS CÉLULAS
BEABÁ DAS CÉLULAS BEABÁ DAS CÉLULAS
BEABÁ DAS CÉLULAS
Deonice E Orlando Sazonov
 
Reunião de treinamento da estaca sister costa
Reunião de treinamento da estaca sister costaReunião de treinamento da estaca sister costa
Reunião de treinamento da estaca sister costa
Cristina dos Santos Moreira
 
TLC NIVEL M.D.A
TLC NIVEL M.D.ATLC NIVEL M.D.A
TLC NIVEL M.D.A
KENNEDY771062
 
Disciplina o crescimento da igreja
Disciplina o crescimento da igrejaDisciplina o crescimento da igreja
Disciplina o crescimento da igreja
Degnaldo Carvalho
 
Disciplina o crescimento da igreja
Disciplina o crescimento da igrejaDisciplina o crescimento da igreja
Disciplina o crescimento da igreja
Degnaldo Carvalho
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
IRINEU FILHO
 
Treinamento embaixadores
Treinamento embaixadoresTreinamento embaixadores
Treinamento embaixadores
Raphael Antoniolli
 
seminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
seminario_melhorando_as_dinamicas.pptseminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
seminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
Luiz Gomes
 
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
Deonice E Orlando Sazonov
 
61842153 membros-em-lideres
61842153 membros-em-lideres61842153 membros-em-lideres
61842153 membros-em-lideres
Luiz Augusto
 
5 funções-da-célula-mda
5 funções-da-célula-mda5 funções-da-célula-mda
5 funções-da-célula-mda
Geise Lacerda
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
Jessé Lopes
 

Semelhante a Liderando a célula com paixão (20)

Treinamento para lideres de célula pr aber huber
Treinamento para lideres de célula   pr aber huberTreinamento para lideres de célula   pr aber huber
Treinamento para lideres de célula pr aber huber
 
supervisores AULA INTRODUTIVA.pptx
supervisores AULA INTRODUTIVA.pptxsupervisores AULA INTRODUTIVA.pptx
supervisores AULA INTRODUTIVA.pptx
 
Manual da visão
Manual da visão  Manual da visão
Manual da visão
 
O PAPEL DO SUPERVISOR DE CÉLULAS CRISTÃS
O PAPEL DO SUPERVISOR DE CÉLULAS CRISTÃSO PAPEL DO SUPERVISOR DE CÉLULAS CRISTÃS
O PAPEL DO SUPERVISOR DE CÉLULAS CRISTÃS
 
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
 
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
 
Aula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptx
Aula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptxAula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptx
Aula 6 - A Multiplicação de Líderes.pptx
 
Igreja do Lar e Movimento das Células
Igreja do Lar e Movimento das CélulasIgreja do Lar e Movimento das Células
Igreja do Lar e Movimento das Células
 
BEABÁ DAS CÉLULAS
BEABÁ DAS CÉLULAS BEABÁ DAS CÉLULAS
BEABÁ DAS CÉLULAS
 
Reunião de treinamento da estaca sister costa
Reunião de treinamento da estaca sister costaReunião de treinamento da estaca sister costa
Reunião de treinamento da estaca sister costa
 
TLC NIVEL M.D.A
TLC NIVEL M.D.ATLC NIVEL M.D.A
TLC NIVEL M.D.A
 
Disciplina o crescimento da igreja
Disciplina o crescimento da igrejaDisciplina o crescimento da igreja
Disciplina o crescimento da igreja
 
Disciplina o crescimento da igreja
Disciplina o crescimento da igrejaDisciplina o crescimento da igreja
Disciplina o crescimento da igreja
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Treinamento embaixadores
Treinamento embaixadoresTreinamento embaixadores
Treinamento embaixadores
 
seminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
seminario_melhorando_as_dinamicas.pptseminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
seminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
 
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
 
61842153 membros-em-lideres
61842153 membros-em-lideres61842153 membros-em-lideres
61842153 membros-em-lideres
 
5 funções-da-célula-mda
5 funções-da-célula-mda5 funções-da-célula-mda
5 funções-da-célula-mda
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
 

Mais de Fernando Balthar

CUIDADO COM O FERMENTO - I
CUIDADO COM O FERMENTO - ICUIDADO COM O FERMENTO - I
CUIDADO COM O FERMENTO - I
Fernando Balthar
 
PLANTADOS NA CASA DO SENHOR.
PLANTADOS NA CASA DO SENHOR.PLANTADOS NA CASA DO SENHOR.
PLANTADOS NA CASA DO SENHOR.
Fernando Balthar
 
CHOQUE DE ORDEM PARA UMA VIDA RESOLVIDA
CHOQUE DE ORDEM PARA UMA VIDA RESOLVIDACHOQUE DE ORDEM PARA UMA VIDA RESOLVIDA
CHOQUE DE ORDEM PARA UMA VIDA RESOLVIDA
Fernando Balthar
 
RESOLVENDO A VIDA COM DEUS.
RESOLVENDO A VIDA COM DEUS.RESOLVENDO A VIDA COM DEUS.
RESOLVENDO A VIDA COM DEUS.
Fernando Balthar
 
CUIDADO COM O FERMENTO - II
CUIDADO COM O FERMENTO - IICUIDADO COM O FERMENTO - II
CUIDADO COM O FERMENTO - II
Fernando Balthar
 
Boletim 4 a 10 de novembro
Boletim 4 a 10 de novembroBoletim 4 a 10 de novembro
Boletim 4 a 10 de novembro
Fernando Balthar
 
Boletim 11 a 17 de novembro
Boletim 11 a 17 de novembroBoletim 11 a 17 de novembro
Boletim 11 a 17 de novembro
Fernando Balthar
 
Boletim 28 de outubro a 3 de novembro
Boletim 28 de outubro a 3 de novembroBoletim 28 de outubro a 3 de novembro
Boletim 28 de outubro a 3 de novembro
Fernando Balthar
 
Suprimento para a célula resolvendo a vida de uma vez por todas
Suprimento para a célula resolvendo a vida de uma vez por todasSuprimento para a célula resolvendo a vida de uma vez por todas
Suprimento para a célula resolvendo a vida de uma vez por todas
Fernando Balthar
 
Suprimento para a célula princípios de uma vida resolvida
Suprimento para a célula princípios de uma vida resolvidaSuprimento para a célula princípios de uma vida resolvida
Suprimento para a célula princípios de uma vida resolvida
Fernando Balthar
 
Suprimento para a célula uma vida resolvida
Suprimento para a célula uma vida resolvidaSuprimento para a célula uma vida resolvida
Suprimento para a célula uma vida resolvida
Fernando Balthar
 
Suprimento para a célula uma vida resolvida
Suprimento para a célula uma vida resolvidaSuprimento para a célula uma vida resolvida
Suprimento para a célula uma vida resolvida
Fernando Balthar
 
Boletim 2 a 8 de setembro
Boletim 2 a 8 de setembroBoletim 2 a 8 de setembro
Boletim 2 a 8 de setembro
Fernando Balthar
 
Boletim 19 a 25 de agosto DE 2012.
Boletim 19 a 25 de agosto DE 2012.Boletim 19 a 25 de agosto DE 2012.
Boletim 19 a 25 de agosto DE 2012.
Fernando Balthar
 
Boletim IMB 26/08 a 1/09 de 2012.
Boletim IMB 26/08 a 1/09 de 2012.Boletim IMB 26/08 a 1/09 de 2012.
Boletim IMB 26/08 a 1/09 de 2012.
Fernando Balthar
 
Suprimento para a célula a regra aurea
Suprimento para a célula a regra aureaSuprimento para a célula a regra aurea
Suprimento para a célula a regra aurea
Fernando Balthar
 
Suprimento para a célula falatórios inúteis
Suprimento para a célula falatórios inúteisSuprimento para a célula falatórios inúteis
Suprimento para a célula falatórios inúteis
Fernando Balthar
 
Suprimento para a célula combatendo a murmuração
Suprimento para a célula combatendo a murmuraçãoSuprimento para a célula combatendo a murmuração
Suprimento para a célula combatendo a murmuração
Fernando Balthar
 
Suprimento para a célula combatendo a murmuração
Suprimento para a célula combatendo a murmuraçãoSuprimento para a célula combatendo a murmuração
Suprimento para a célula combatendo a murmuração
Fernando Balthar
 

Mais de Fernando Balthar (19)

CUIDADO COM O FERMENTO - I
CUIDADO COM O FERMENTO - ICUIDADO COM O FERMENTO - I
CUIDADO COM O FERMENTO - I
 
PLANTADOS NA CASA DO SENHOR.
PLANTADOS NA CASA DO SENHOR.PLANTADOS NA CASA DO SENHOR.
PLANTADOS NA CASA DO SENHOR.
 
CHOQUE DE ORDEM PARA UMA VIDA RESOLVIDA
CHOQUE DE ORDEM PARA UMA VIDA RESOLVIDACHOQUE DE ORDEM PARA UMA VIDA RESOLVIDA
CHOQUE DE ORDEM PARA UMA VIDA RESOLVIDA
 
RESOLVENDO A VIDA COM DEUS.
RESOLVENDO A VIDA COM DEUS.RESOLVENDO A VIDA COM DEUS.
RESOLVENDO A VIDA COM DEUS.
 
CUIDADO COM O FERMENTO - II
CUIDADO COM O FERMENTO - IICUIDADO COM O FERMENTO - II
CUIDADO COM O FERMENTO - II
 
Boletim 4 a 10 de novembro
Boletim 4 a 10 de novembroBoletim 4 a 10 de novembro
Boletim 4 a 10 de novembro
 
Boletim 11 a 17 de novembro
Boletim 11 a 17 de novembroBoletim 11 a 17 de novembro
Boletim 11 a 17 de novembro
 
Boletim 28 de outubro a 3 de novembro
Boletim 28 de outubro a 3 de novembroBoletim 28 de outubro a 3 de novembro
Boletim 28 de outubro a 3 de novembro
 
Suprimento para a célula resolvendo a vida de uma vez por todas
Suprimento para a célula resolvendo a vida de uma vez por todasSuprimento para a célula resolvendo a vida de uma vez por todas
Suprimento para a célula resolvendo a vida de uma vez por todas
 
Suprimento para a célula princípios de uma vida resolvida
Suprimento para a célula princípios de uma vida resolvidaSuprimento para a célula princípios de uma vida resolvida
Suprimento para a célula princípios de uma vida resolvida
 
Suprimento para a célula uma vida resolvida
Suprimento para a célula uma vida resolvidaSuprimento para a célula uma vida resolvida
Suprimento para a célula uma vida resolvida
 
Suprimento para a célula uma vida resolvida
Suprimento para a célula uma vida resolvidaSuprimento para a célula uma vida resolvida
Suprimento para a célula uma vida resolvida
 
Boletim 2 a 8 de setembro
Boletim 2 a 8 de setembroBoletim 2 a 8 de setembro
Boletim 2 a 8 de setembro
 
Boletim 19 a 25 de agosto DE 2012.
Boletim 19 a 25 de agosto DE 2012.Boletim 19 a 25 de agosto DE 2012.
Boletim 19 a 25 de agosto DE 2012.
 
Boletim IMB 26/08 a 1/09 de 2012.
Boletim IMB 26/08 a 1/09 de 2012.Boletim IMB 26/08 a 1/09 de 2012.
Boletim IMB 26/08 a 1/09 de 2012.
 
Suprimento para a célula a regra aurea
Suprimento para a célula a regra aureaSuprimento para a célula a regra aurea
Suprimento para a célula a regra aurea
 
Suprimento para a célula falatórios inúteis
Suprimento para a célula falatórios inúteisSuprimento para a célula falatórios inúteis
Suprimento para a célula falatórios inúteis
 
Suprimento para a célula combatendo a murmuração
Suprimento para a célula combatendo a murmuraçãoSuprimento para a célula combatendo a murmuração
Suprimento para a célula combatendo a murmuração
 
Suprimento para a célula combatendo a murmuração
Suprimento para a célula combatendo a murmuraçãoSuprimento para a célula combatendo a murmuração
Suprimento para a célula combatendo a murmuração
 

Liderando a célula com paixão

  • 1. •1 O Líder de CélulaFunções e Treinamento Pr Fernando Balthar
  • 2. Mateus 9.35-38 •2 35 E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. 36 E, vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor. 37 Então, disse aos seus discípulos: A seara é realmente grande, mas poucos os ceifeiros. 38 Rogai, pois, ao Senhor da seara, que mande ceifeiros para a sua seara.
  • 3. •3 Você é a resposta!
  • 4. O Líder de Célula •4
  • 5. Quem é o líder de Célula? 0 É a pessoa mais importante de uma igreja em células, pois é quem está verdadeiramente na linha de frente. É ele quem dá atenção personalizada aos membros de sua célula, quem dirige as reuniões. É o líder também quem exerce, na célula, os princípios bíblicos de um pastor. 0 Os líderes de célula, em vez de ensinar uma lição bíblica, dirigem o processo de comunicação, oram pelo grupo, visitam os membros da célula e alcançam pessoas perdidas para Cristo, juntamente com seus auxiliares. 0 O líder de célula é a figura-chave dentro da estrutura de células. Ele não precisa ter um alto nível cultural ou intelectual, nem tão pouco ser um grande conhecedor das Escrituras. Não precisa saber responder a todas as perguntas sobre a Bíblia, nem ser um grande pregador.
  • 6. Prioridades e Requisitos •6 0 Sua responsabilidade principal é gerar novos líderes: perceber a potencialidade das pessoas, envolvendo-as no dia a dia da célula, acompanhando-as e treinando-as para transformá-las em novos líderes. 0 Para ser um líder de célula os requisitos são mínimos e todo cristão pode alcançá-los com facilidade. São eles: ser nascido de novo, ser batizado, ter bom testemunho, ser membro da igreja, estar comprometido com ela, participar do curso de treinamento de líderes de célula e ser capacitado pela Escola de Discípulos.
  • 7. Para ser um bom líder de célula deve apresentar as seguintes características: 0Vida espiritual exemplar: Andar em amor e santidade, fiel no seu TSD (tempo sozinho com Deus), submisso a todos os seus líderes, ter atitude ensinável, ser uma pessoa quebrantada, que tem uma vida de oração consistente. 0Vida familiar sólida: Anda em amor no seu lar, está ganhando toda a sua família para Jesus. Se casado, governa bem sua família. Se solteiro, tem uma vida santa e exemplar. 0Discípulo: Seguidor obediente de Jesus, sendo bem discipulado e discipulando outros. 0Frequência fiel aos cultos de celebração e treinamentos de líderes; Características do Líder
  • 8. Características do Líder 0 Conduta clara (para não servir de tropeço aos outros); 0 Cheio do Espirito Santo; 0 Bom administrador; 0 Dizimista e ofertante fiel, mês a mês; 0 Usa bem o seu tempo, dons e capacidades; 0 Dá testemunho claro da sua fé; 0 Coração e atitude de pastor; 0 Cumprir com os requisitos do trilho treinamento de liderança; 0 Participar dos treinamentos para lideres de células; 0 Ser aprovado pela liderança. •8
  • 9. As responsabilidades do líder de célula: 0 Orar diariamente pelos membros de sua célula; 0 Discipular os líderes em treinamento e garantir que cada membro da célula esteja sendo bem discipulado, de preferência por alguém de dentro da própria célula; 0 Pastorear os membros da célula e ajudá-los a viver uma vida cristã vitoriosa, entrando em contato com os membros que faltaram na reunião, o mais rápido possível. 0 Participar das reuniões de Pastoreio de Líderes e supervisão das células fielmente e garantir que, a cada semana, o relatório da célula seja fielmente preenchido e entregue à liderança; 0 Cuidar da parte do ensino da Palavra de Deus na reunião da célula; 0 Guiar e motivar todos os membros da sua célula, acompanhando o processo de consolidação dos novos convertidos dentro da célula, acompanhando e orientando os membros para a escola de Discípulos.
  • 10. As responsabilidades do líder de célula: 0 Conduzir cada membro da célula a traçar sua estratégia pessoal para alcançar pessoas para Cristo, sendo o exemplo a ser seguido. 0 Garantir um clima de companheirismo, alegria e comunhão entre os membros; Resolver todos os problemas de discórdia no grupo, aprendendo a lidar com pessoas problemáticas, individualmente, fora do contexto da célula. 0 Planejar junto com os líderes em treinamento a reunião principal, distribuindo tarefas e responsabilidades entre os membros e formando novos líderes. Delegar esses papeis fora da reunião de célula, antecipada e planejadamente. 0 Preparar a multiplicação de uma forma saudável, apresentando, desde a primeira reunião da célula, a cada semana, uma parte da visão da célula, gerando a multiplicação desde o início.
  • 11. O que move o Líder de Célula •11
  • 12. Atos 4.13-24 13 Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram homens iletrados e incultos, admiraram-se; e reconheceram que haviam eles estado com Jesus. 14 Vendo com eles o homem que fora curado, nada tinham que dizer em contrário. 15 E, mandando-os sair do Sinédrio, consultavam entre si, 16 dizendo: Que faremos com estes homens? Pois, na verdade, é manifesto a todos os habitantes de Jerusalém que um sinal notório foi feito por eles, e não o podemos negar; 17 mas, para que não haja maior divulgação entre o povo, ameacemo-los para não mais falarem neste nome a quem quer que seja. 18 Chamando-os, ordenanaram-lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem em nome de Jesus. •12
  • 13. •13 19Mas Pedro e João lhes responderam: Julgai se é justo diante de Deus ouvir-vos antes a vós outros do que a Deus; 20pois nós não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos. 21Depois, ameaçando-os mais ainda, os soltaram, não tendo achado como os castigar, por causa do povo, porque todos glorificavam a Deus pelo que acontecera. 22Ora, tinha mais de quarenta anos aquele em quem se operara essa cura milagrosa. 23Uma vez soltos, procuraram os irmãos e lhes contaram lhes haviam ditos os principais sacerdotes e os anciãos. 24Ouvindo isto, unânimes, levantaram a voz a Deus e disseram: Tu, Soberano Senhor, que fizeste o céu, a terra, o mar e tudo que neles há…
  • 14. •14 O verso 13verso 13 contém duas palavras que não são muito impressionantes quando se consideram as credenciais de dois dos maiores líderes da igreja primitiva: ILETRADOSILETRADOS INCULTOSINCULTOS O que isso significa? Iletrados simplesmente significa: “homens não instruídos ou não iniciados no aprendizado das escolas judaicas”. Incultos quer dizer: “homens do tipo comum”.
  • 15. •15 O que produziu tanta intrepidez? Nossa resposta se encontra no verso 24: “depois de serem soltos e ameaçados, os apóstolos foram para os seus companheiros e relataram tudo”. Observe o que diz esta passagem: unânimes, levantaram a voz a Deus. A palavra “unânimes” significa: com uma só mente, com uma só paixão.
  • 16. •16 Foi a paixão que eles possuiam que produziu toda a intrepidez que se seguiu! Foi a Paixão que os movimentou! PAIXÃO A chave para uma poderosa liderança de células!
  • 17. •17 Igrejas em células que estão experimentando uma explosão de crescimento por todo o mundo têm algumas coisas em comum. No topo de todas as listas está . . . ORAÇÃO
  • 18. •18 Outros fatores chaves que podem ser encontrados em todos os lugares: • Treinamento e Capacitação – Formação deFormação de Liderança.Liderança. • Guerra Espiritual (Mapeamento, Caminhadas de Oração, Oração dos Três, Vigílias, etc.) – DonsDons espirituais.espirituais. • Estratégias de Evangelismo Baseado na Célula. CrescimentoCrescimento
  • 19. •19 Paixão:Paixão: uma convicção intensauma convicção intensa ou dominante que exige ação.ou dominante que exige ação. Você pode ter duas células uma ao lado da outra, ambas construídas sobre a mesma base, ambas seguindo cuidadosamente as diretrizes da estrutura e do sistema de células ao qual estão ligadas. Mesmo assim uma pode ter muito mais sucesso em impactar a comunidade e atrair pessoas do que a outra.
  • 20. •20 Por que este cenário existe praticamente em toda igreja de células? Porque em algum lugar do caminho, no meio de todo o treinamento, estratégias e estrutura, um líder adquiriu paixão enquanto o outro líder adquiriu um plano! Paixão no nível da liderança é o que impede que as células se tornem mais um programa.
  • 21. •21 VERDADES NECESSÁRIAS PARAVERDADES NECESSÁRIAS PARA EDIFICAR E MANTER UMAEDIFICAR E MANTER UMA LIDERANÇA APAIXONADA DELIDERANÇA APAIXONADA DE CÉLULASCÉLULAS 1. Os Líderes Lideram Para o Senhor Atos 20.24; Colossenses 4.17 Um líder que cuida da célula para agradar e impressionar homens vai, mais cedo ou mais tarde, se atrofiar, tanto ele como o seu grupo. Primeiro, o líder recebeu esta revelação da liderança que está sobre ele e, segundo, ele acolheu a revelação em seu espírito.
  • 22. •22 2. Focalize a Oração Mais do Que a Produção - Colossenses 1.9-12 Uma liderança apaixonada amplia seus limites e horizontes através da oração. Estratégias que não são baseadas e implementadas por contínua oração sempre produzem rotina, fadiga e possível esgotamento no nível da liderança ou da membresia.
  • 23. •23 3. Convicção da Visão Com Liberdade Para Colocá-la em Prática – Atos 2.41-43 Não é simplesmente a visão de outra pessoa, de um líder sobre mim; é também a minha visão, e eu visto esta camisa! Prioridade na construção de relacionamentos A vida da célula – A vida do líder Pontualidade nas reuniões e eventos da igreja e da célula Acompanhamento consistente iniciado pelo líder Idéias e estratégias inovadoras de crescimento da célula vindas do líder
  • 24. •24 4. Líder centrado no ministério, não na posição – Filipenses 2.5-7 Um líder apaixonado não é motivado por uma tarefa nas mãos e uma ideia de avanço promocional na cabeça. Quanto maior for a paixão do líder, maior será o compromisso dos seguidores.

Notas do Editor

  1. Selling your ideas is challenging. First, you must get your listeners to agree with you in principle. Then, you must move them to action. Use the Dale Carnegie Training® Evidence – Action – Benefit formula, and you will deliver a motivational, action-oriented presentation.
  2. Open your presentation with an attention-getting incident. Choose an incident your audience relates to. The incidence is the evidence that supports the action and proves the benefit. Beginning with a motivational incident prepares your audience for the action step that follows.
  3. Open your presentation with an attention-getting incident. Choose an incident your audience relates to. The incidence is the evidence that supports the action and proves the benefit. Beginning with a motivational incident prepares your audience for the action step that follows.
  4. Open your presentation with an attention-getting incident. Choose an incident your audience relates to. The incidence is the evidence that supports the action and proves the benefit. Beginning with a motivational incident prepares your audience for the action step that follows.
  5. Open your presentation with an attention-getting incident. Choose an incident your audience relates to. The incidence is the evidence that supports the action and proves the benefit. Beginning with a motivational incident prepares your audience for the action step that follows.
  6. Open your presentation with an attention-getting incident. Choose an incident your audience relates to. The incidence is the evidence that supports the action and proves the benefit. Beginning with a motivational incident prepares your audience for the action step that follows.