SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 80
Clima
Conceito de clima
 O clima refere-se ao conjunto das condições atmosféricas
que caracterizam uma região. De uma forma geral, o uso
Cotidiano do termo está associado à temperatura e ao
registro ou não de precipitações (a chuva).
Diferença entre clima e tempo
 O tempo refere-se ao estado das variáveis atmosféricas
num determinado local e a uma dada altura. Por exemplo:
“O tempo em Santarém é quente, com uma temperatura,
neste momento, a rondar os 27 graus”, “Gostaríamos de
saber o estado do tempo em Albufeira, já que, daqui a
poucas horas, chegaremos à cidade e queremos ir até à
praia”.
 o clima abarca uma informação focada num período de
tempo mais amplo, não inferior a trinta anos: “O clima da
minha região é subtropical, com muitas precipitações
durante a altura do Verão”, “O aquecimento global
provocou um aumento substancial da temperatura e um
novo clima caracterizado pela elevada humidade”.
El Niño
 O que é
 Como funciona
La Niña
 O que é
 Como funciona
Catástrofes Climáticas
As catástrofes ligadas ao
clima, como inundações,
secas, tempestades e ondas
de calor, afetaram 197
milhões de pessoas no
mundo, principalmente na
Ásia, de acordo com Um
relatório publicado pelas
Nações Unidas.
Desastres naturais: culpa do clima ou
do homem?
Durante séculos e
séculos o homem
viveu em harmonia
com a natureza.
O que ele retirava
do meio ambiente e
o que ele devolvia
não alterava o
equilíbrio
ambiental.
Com a revolução
industrial (Século
XVIII) iniciou a
agressão a natureza.
Consumiu-se de uma
forma desenfreada os
recursos naturais e a
devolver a natureza os
resíduos deste
consumismo.
Houve um
desenvolvimento
acelerado a
qualquer preço, do
setor industrial.
Não se mediu as
consequências no
meio ambiente
natural.
=
Conclusão
Climas no Mundo
- Climas no Mundo -
- Equatorial
- Tropical húmido
- Tropical seco
- Desértico quente
- Temperado Mediterrâneo
- Temperado Marítimo
- Temperado Continental
Climas temperadosClimas quentes
Climas Frios
- Clima frio subpolar
– Clima frio Polar
– Clima de Montanha
- Índice de Slides
 Tipo de Clima (Climograma)
 Distribuição Espacial
 Imagem Ilustrativa
- Climograma
 É uma forma de representação gráfica do clima, o
qual permite de uma maneira simples a verificação
da sazonalidade climática de determinada região. É
útil também para identificar e comparar as
variedades climáticas de diversas regiões do globo
terrestre. Essa representação gráfica possibilita
também evidenciar a possibilidade de
desenvolvimento, adaptação, instalação e expansão
de uma espécie em determinados locais.
- Climas Quentes
 Equatorial
 Tropical úmido
 Tropical seco
 Desértico quente
Clima Equatorial
- Clima quente e úmido
-Temperatura média anual
de 25°C
- Chuvas com média de
2.400 mm anuais
Distribuição Espacial
Localizam-se numa estreita faixa em torno do Equador. Assim, podemos
encontrálo na América do
Sul (Amazônia) na África Central, na Costa Oriental de Madagáscar, e no Sudeste
asiático, Malásia e Indonésia.
Clima Tropical Úmido
- Temperaturas médias de
24°C
- Precipitações de 1.000 a
2.000 mm bem
distribuídas durante o ano
Distribuição Espacial
As regiões de clima tropical húmido localizam-se entre as regiões equatoriais e os
trópicos. Há
extensas áreas na América do Sul, África, Sul da Ásia e Norte da Austrália.
Clima Tropical Seco
- Clima quente com variações
de umidade
- Temperaturas e precipitações
semelhantes ao clima úmido
Distribuição Espacial
O clima Tropical Seco ocorre nas regiões envolventes aos desertos quentes.
Cobrem extensas
áreas na América do Norte, América do Sul, África, Ásia central e meridional e
Austrália
Desértico Quente
- Clima muito quente durante o dia,
com média de 30°C, e noites com
temperaturas frias
- As chuvas são raras e podem demorar
anos para acontecer
- A umidade do ar é muito baixa,
aproximadamente de 15%.
Distribuição Espacial
Surge sobre as latitudes dos Trópicos de Câncer e de
Capricórnio, bem na
faixa das altas pressões subtropicais
- Climas Temperados
 Temperado Mediterrâneo
 Temperado Marítimo
 Temperado Continental
Clima Temperado Mediterrâneo
- O regime térmico é irregular, com
verões quentes e Invernos frescos. A
amplitude térmica anual é
moderada
-A chuva relativamente abundante no
Inverno e muito rara no
Verão
Distribuição Espacial
O clima mediterrâneo ocorre no Sul da Europa e Norte de África (em torno
do Mar
Mediterrâneo), na Califórnia (EUA), no Chile, na parte mais meridional da
África do Sul e no Sul e Sudoeste da
Austrália
Clima Temperado Marítimo
- A amplitude térmica é baixa
- Chove de forma mais ou menos
abundante ao longo de todo o
ano. Não há meses secos
Distribuição Espacial
Ocorre nos litorais dos continentes nas latitudes
médias: Noroeste dos EUA, parte meridional da América do Sul (Sul do
Chile e Argentina), Noroeste da Europa (desde a Galiza até aos Sul da
Escandinávia, no Sudeste da Austrália e na Nova Zelândia
Clima Temperado Continental
- Invernos muito frios e os Verões muito
quentes. A amplitude térmica anual
pode ser em alguns casos superior a 30ºC
- A precipitação aumenta com a
temperatura,ou seja, o verão é mais
chuvoso. Já no Inverno,é pouco propício a
ocorrência de precipitação. Não há
meses secos
Distribuição Espacial
Ocorre no interior dos continentes das latitudes
média na América do Norte, Europa e Ásia central
- Climas Frios
 Clima frio subpolar
 Clima frio Polar
 Clima de Montanha
Clima frio subpolar
- Amplitude térmica muito elevada,
temperaturas muito baixas no Inverno (Abaixo
dos -250ºC de média mensal). No Verão a
temperatura sobe consideravelmente
- A precipitação é semelhante ao do clima
temperado continental, aumenta com a
temperatura
Distribuição Espacial
Ocorre no interior da América do Norte e no interior da Europa e Ásia do
Norte.
Não existe no henisfério Sul, pois a menor quantidade de continente faz
com que só exitsta clima polar
na Antártida
Clima Frio Polar
- A amplitude térmica é a mais
elevada de todos os climas (pode atingir os
0ºC) , embora o Verão seja muito frio. Há casos
que só um
mês do ano a temperatura passa acima dos 0ºC
- A precipitação aumenta com
a temperatura. O Verão é mais chuvoso. Não há
meses secos.
Distribuição Espacial
Limita-se ás regiões polares do Árctico e da Antártida. Corresponde ás
regiões
mais setentrionais da América do Norte, Europa, Ásia
Clima Frio de Altitude
- Os regimes térmicos e
pluviométricos são muito difíceis
de definir, uma vez que estes
climas resultam do agravamento
local das condições climáticas
derivado da altitude na
região em que se inserem
Distribuição Espacial
Coincidem com os topos das principais cadeias de montanha. São o
único tipo de cliam que pode ocorrer nas três zonas (quente, temperada e
fria)
Fatores determinantes do clima
Quais são?
 Latitude.
 Altitude.
 Maritimidade/Continentalidade.
 Correntes marítimas.
 Massas de ar.
Latitude
 Devido a curvatura da superfície terrestre, os raios solares
incidem de maneira diferente pelo planeta.
 Áreas próximas a o Equador apresentam uma maior
concentração de calor se comparadas aos pólos.
Altitude
 Quanto maior a altitude, menor a temperatura.
 A atmosfera é aquecida por radiação.
 Quanto maior a altitude, menos intensa é a radiação.
Maritimidade
Continentalidade
 Fator referente ao posicionamento de uma localidade em relação ao
sistema continente/oceano.
 Quanto mais continental, menor seu gradiente de umidade e maior a
amplitude térmica.
Correntes marítimas
 Destacamos duas subcorrentes derivadas da corrente Sul-
Equatorial: Guianas e Brasil.
 São correntes quentes.
 Pouca influência no clima do Brasil.
 Grande influência em outras áreas do planeta.
Massas de ar
 Um dos fatores mais decisivos na caracterização do clima
de uma dada região é a atuação das massas de ar, pois
“emprestam” suas características ao tempo e ao clima dos
lugares por onde circulam. A origem quanto às zonas
climáticas determinará a temperatura das massas, assim,
as que se formarem na zona polar serão frias e as das
zonas tropical e equatorial serão quentes.
MUDANÇAS CLIMÁTICAS
 Mudanças no clima refere-se à variação do clima em escala
global ou dos climas regionais da Terra.
MUDANÇAS CLIMÁTICAS
 Essas variações dizem respeito as mudanças de
temperatura, precipitação, nebulosidade e outros
fenômenos climáticos em relação as médias
históricas.
Essas mudanças podem ser causadas por
fenômenos naturais como as atividades solares ou
como fruto da atividade humana.
Mudanças
Climáticas
- CQNUMC
Mudança do clima e a CQNUMC
 O termo alterações climáticas refere-se
frequentemente apenas às mudanças no clima
moderno, incluindo o aumento da temperatura
média global na superfície da Terra, conhecida
como aquecimento global
Mudanças do clima e a CQNUMC
 É também muitas vezes usado com a presunção de
que essas alterações são causadas pela atividade
humana, como no contexto da “Convenção
Quadro das Nações Unidas para a Mudança do
Clima” (CQNUMC)
Mudanças do clima e a CQNUMC
 No contexto da CQNUMC, as alterações climáticas são
definidas como uma mudança do clima atribuída
diretamente ou indiretamente à atividade humana que
altera a composição da atmosfera global e que em
adição a variabilidade natural do clima é observada
sobre longos períodos de tempo.
Mudanças
Climáticas
– IPCC
Mudanças do clima e o IPCC
 Segundo o “Painel Intergovernamental sobre
Mudanças Climáticas” (da sigla em inglês IPCC),
mudança climática é uma variação a longo prazo
estatisticamente significante em um parâmetro
climático (como temperatura, precipitação ou
ventos) médio ou na sua variabilidade, durante
um período extenso.
CQNUMC
 "Reconhecendo que a mudança do clima da Terra e seus efeitos
negativos são uma preocupação comum da humanidade...". É
assim que começa o texto da Convenção Quadro das Nações
Unidas Sobre Mudanças Climáticas – CQNUMC para justificar a
relevância de seu teor.
 A CQNUMC é um tratado internacional que nasceu na Rio-92.
A CQNUMC parte do pressuposto de que todo o mundo tem sua
responsabilidade na redução de emissão de gases efeito estufa
entre outros, mas observa se que nem todo país é culpado pelo
aquecimento global.
 Sabendo disso a CQNUMC foi dividida em três “grupos”.
 Observe-se que o primeiro e segundo grupos são constituídos de
países que carregam a obrigação e peso financeiro de reparação
ambiental, ao passo que o terceiro açambarca nações que estão
liberadas do dever de redução, pelo menos por enquanto. Nota-
se que é um tratamento desigual para desiguais na tentativa de
corrigir as diferenças do mundo real.
IPCC – Painel Intergovernamental sobre
Mudanças Climáticas
 Criado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente e pela
Organização Meteorológica Mundial para estudar os fenômenos relacionados
às mudanças climáticas, o Painel reúne 2.500 renomados cientistas de mais
de 130 países
 O IPCC conta com três grupos de trabalho:
Aquecimento Global como Fruto da Ação
Antrópica
 De acordo com o IPCC o aquecimento global é inequívoco
e há mais de 90% de certeza científica de que as
alterações no clima são intensificadas pelas atividades
humanas.
 Segundo diversos estudos, a temperatura média no planeta subiu cerca de 0,7ºC ao longo do século
20.
 É interessante registrar que tanto as causas naturais como àquelas
atribuídas às atividades humanas estão contempladas nos modelos usados
pelos cientistas para reproduzir, de modo geral, a curva de evolução das
temperaturas do século 20. Verificou-se que as forças antrópicas são o fator
dominante entre os anos 1970-2000. Por outro lado, se as modelagens
usassem apenas as causas naturais (solar e vulcânica) o cenário provável
seria um resfriamento e não um aquecimento global.
A Fraude do
Aquecimento
Global

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Variação da temperatura geografia
Variação da temperatura   geografia Variação da temperatura   geografia
Variação da temperatura geografia Thepatriciamartins12
 
Pressão atmosférica
Pressão atmosférica Pressão atmosférica
Pressão atmosférica joanass69
 
Climas do brasil
Climas do brasilClimas do brasil
Climas do brasilAlexia 14
 
Variação diurna da temperatura
Variação diurna da temperaturaVariação diurna da temperatura
Variação diurna da temperaturarmmpr
 
Atmosfera terrestre - Geografia
Atmosfera terrestre - GeografiaAtmosfera terrestre - Geografia
Atmosfera terrestre - GeografiaPositivo e Sesi
 
1º ANO -Tempo e Clima
1º ANO -Tempo e Clima1º ANO -Tempo e Clima
1º ANO -Tempo e Climaceama
 
Causas Das AlteraçõEs ClimáTicas
Causas Das AlteraçõEs ClimáTicasCausas Das AlteraçõEs ClimáTicas
Causas Das AlteraçõEs ClimáTicasEmília Cabral
 
Elementos climáticos 1º Ano Ensino Médio
Elementos climáticos 1º Ano Ensino MédioElementos climáticos 1º Ano Ensino Médio
Elementos climáticos 1º Ano Ensino MédioElis Costa
 
A dinâmica da atmosfera
A dinâmica da atmosferaA dinâmica da atmosfera
A dinâmica da atmosferaEstude Mais
 
Dinâmica climática
Dinâmica climáticaDinâmica climática
Dinâmica climáticaRenato Brasil
 
Fatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticosFatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticosETEC de Barueri
 

Mais procurados (20)

Ppt aquecimento global
Ppt aquecimento globalPpt aquecimento global
Ppt aquecimento global
 
Variação da temperatura geografia
Variação da temperatura   geografia Variação da temperatura   geografia
Variação da temperatura geografia
 
Pressão atmosférica
Pressão atmosférica Pressão atmosférica
Pressão atmosférica
 
Climas do brasil
Climas do brasilClimas do brasil
Climas do brasil
 
Variação diurna da temperatura
Variação diurna da temperaturaVariação diurna da temperatura
Variação diurna da temperatura
 
Modulo 05 - O tempo e o clima
Modulo 05 - O tempo e o climaModulo 05 - O tempo e o clima
Modulo 05 - O tempo e o clima
 
Atmosfera terrestre - Geografia
Atmosfera terrestre - GeografiaAtmosfera terrestre - Geografia
Atmosfera terrestre - Geografia
 
Climas
ClimasClimas
Climas
 
Climas da terra
Climas da terraClimas da terra
Climas da terra
 
1º ANO -Tempo e Clima
1º ANO -Tempo e Clima1º ANO -Tempo e Clima
1º ANO -Tempo e Clima
 
Causas Das AlteraçõEs ClimáTicas
Causas Das AlteraçõEs ClimáTicasCausas Das AlteraçõEs ClimáTicas
Causas Das AlteraçõEs ClimáTicas
 
Clima e formaçoes vegetais
Clima e formaçoes vegetaisClima e formaçoes vegetais
Clima e formaçoes vegetais
 
Elementos climáticos 1º Ano Ensino Médio
Elementos climáticos 1º Ano Ensino MédioElementos climáticos 1º Ano Ensino Médio
Elementos climáticos 1º Ano Ensino Médio
 
Climas do brasil
Climas do brasilClimas do brasil
Climas do brasil
 
Cap 8 clima geografia
Cap 8 clima geografiaCap 8 clima geografia
Cap 8 clima geografia
 
A dinâmica da atmosfera
A dinâmica da atmosferaA dinâmica da atmosfera
A dinâmica da atmosfera
 
Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
 
Dinâmica climática
Dinâmica climáticaDinâmica climática
Dinâmica climática
 
Fatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticosFatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticos
 
Slides aquecimento global
Slides aquecimento global   Slides aquecimento global
Slides aquecimento global
 

Semelhante a Climas do Mundo: Fatores e Tipos de Clima

Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...Saulo Lucena
 
Sext oano unidade 6_tema1e2
Sext oano unidade 6_tema1e2Sext oano unidade 6_tema1e2
Sext oano unidade 6_tema1e2Christie Freitas
 
Unidade 6 (temas 1 e 2) Clima e Tempo
Unidade 6 (temas 1 e 2) Clima e TempoUnidade 6 (temas 1 e 2) Clima e Tempo
Unidade 6 (temas 1 e 2) Clima e TempoChristie Freitas
 
Clima E Climas Do Brasil Aula
Clima E Climas Do Brasil   AulaClima E Climas Do Brasil   Aula
Clima E Climas Do Brasil AulaLuciano Pessanha
 
Climatologia E Biogeografia Geral E Do Brasil
Climatologia E Biogeografia Geral E Do BrasilClimatologia E Biogeografia Geral E Do Brasil
Climatologia E Biogeografia Geral E Do BrasilProfMario De Mori
 
Aula introdução a climatologia 1
Aula   introdução a climatologia 1Aula   introdução a climatologia 1
Aula introdução a climatologia 1Omar Fürst
 
Seminário clima
Seminário climaSeminário clima
Seminário climaLUIS ABREU
 
Geografia Física Do Brasil E Mundial Parte 1
Geografia Física Do Brasil E Mundial   Parte 1Geografia Física Do Brasil E Mundial   Parte 1
Geografia Física Do Brasil E Mundial Parte 1ProfMario De Mori
 
Fundamentos da climatologia
Fundamentos da climatologiaFundamentos da climatologia
Fundamentos da climatologiaBeatriz Ramos
 
Tempo e Clima
Tempo e ClimaTempo e Clima
Tempo e Climaceama
 

Semelhante a Climas do Mundo: Fatores e Tipos de Clima (20)

Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
 
Clima
ClimaClima
Clima
 
Sext oano unidade 6_tema1e2
Sext oano unidade 6_tema1e2Sext oano unidade 6_tema1e2
Sext oano unidade 6_tema1e2
 
6º ano unidade 6
6º ano unidade 6 6º ano unidade 6
6º ano unidade 6
 
Unidade 6 (temas 1 e 2) Clima e Tempo
Unidade 6 (temas 1 e 2) Clima e TempoUnidade 6 (temas 1 e 2) Clima e Tempo
Unidade 6 (temas 1 e 2) Clima e Tempo
 
Clima E Climas Do Brasil Aula
Clima E Climas Do Brasil   AulaClima E Climas Do Brasil   Aula
Clima E Climas Do Brasil Aula
 
Climatologia E Biogeografia Geral E Do Brasil
Climatologia E Biogeografia Geral E Do BrasilClimatologia E Biogeografia Geral E Do Brasil
Climatologia E Biogeografia Geral E Do Brasil
 
1 ano clima
1 ano clima1 ano clima
1 ano clima
 
3-clima-blog.ppt
3-clima-blog.ppt3-clima-blog.ppt
3-clima-blog.ppt
 
Climatologia
ClimatologiaClimatologia
Climatologia
 
Aula introdução a climatologia 1
Aula   introdução a climatologia 1Aula   introdução a climatologia 1
Aula introdução a climatologia 1
 
Clima
ClimaClima
Clima
 
Clima do brasil
Clima do brasilClima do brasil
Clima do brasil
 
Clima do brasil
Clima do brasilClima do brasil
Clima do brasil
 
Seminário clima
Seminário climaSeminário clima
Seminário clima
 
Tipos de clima
Tipos de clima  Tipos de clima
Tipos de clima
 
Geografia Física Do Brasil E Mundial Parte 1
Geografia Física Do Brasil E Mundial   Parte 1Geografia Física Do Brasil E Mundial   Parte 1
Geografia Física Do Brasil E Mundial Parte 1
 
Fundamentos da climatologia
Fundamentos da climatologiaFundamentos da climatologia
Fundamentos da climatologia
 
Tempo e Clima
Tempo e ClimaTempo e Clima
Tempo e Clima
 
Climatologia
Climatologia Climatologia
Climatologia
 

Mais de LUIS ABREU

WEBQUEST Região sul
WEBQUEST Região sulWEBQUEST Região sul
WEBQUEST Região sulLUIS ABREU
 
WEBQUEST Região sudeste
WEBQUEST Região sudesteWEBQUEST Região sudeste
WEBQUEST Região sudesteLUIS ABREU
 
WEBQUEST Região norte
WEBQUEST Região norteWEBQUEST Região norte
WEBQUEST Região norteLUIS ABREU
 
WEBQUEST Região centro oeste
WEBQUEST Região centro oesteWEBQUEST Região centro oeste
WEBQUEST Região centro oesteLUIS ABREU
 
WEBQUEST Região nordeste
WEBQUEST Região nordesteWEBQUEST Região nordeste
WEBQUEST Região nordesteLUIS ABREU
 
Seminário fontes de energia
Seminário   fontes de energiaSeminário   fontes de energia
Seminário fontes de energiaLUIS ABREU
 
Seminário vegetação
Seminário vegetaçãoSeminário vegetação
Seminário vegetaçãoLUIS ABREU
 
Seminário relevo
Seminário relevoSeminário relevo
Seminário relevoLUIS ABREU
 
Seminario a questão agrária, agrícola e o êxodo rural no brasil
Seminario a questão agrária, agrícola e o êxodo rural no brasilSeminario a questão agrária, agrícola e o êxodo rural no brasil
Seminario a questão agrária, agrícola e o êxodo rural no brasilLUIS ABREU
 
Seminario da agricultura tradicional à biotecnologia
Seminario da agricultura tradicional à biotecnologiaSeminario da agricultura tradicional à biotecnologia
Seminario da agricultura tradicional à biotecnologiaLUIS ABREU
 
Vegetação seminario de geografia
Vegetação   seminario de geografiaVegetação   seminario de geografia
Vegetação seminario de geografiaLUIS ABREU
 
íNdice de desenvolvimento humano
íNdice de desenvolvimento humanoíNdice de desenvolvimento humano
íNdice de desenvolvimento humanoLUIS ABREU
 
Blocos econômicos geografia
Blocos econômicos   geografiaBlocos econômicos   geografia
Blocos econômicos geografiaLUIS ABREU
 
Escala geográfica
Escala geográficaEscala geográfica
Escala geográficaLUIS ABREU
 
TEORIA DOS MUNDOS - GEOGRAFIA
TEORIA DOS MUNDOS - GEOGRAFIATEORIA DOS MUNDOS - GEOGRAFIA
TEORIA DOS MUNDOS - GEOGRAFIALUIS ABREU
 
PAÍSES DO NORTE E DO SUL
PAÍSES DO NORTE E DO SULPAÍSES DO NORTE E DO SUL
PAÍSES DO NORTE E DO SULLUIS ABREU
 
Trabalho paisagem 1º ano
Trabalho paisagem 1º anoTrabalho paisagem 1º ano
Trabalho paisagem 1º anoLUIS ABREU
 
Capitalismo socialismo introdução
Capitalismo  socialismo  introduçãoCapitalismo  socialismo  introdução
Capitalismo socialismo introduçãoLUIS ABREU
 
Trabalho de geografia nordeste.......
Trabalho de geografia   nordeste.......Trabalho de geografia   nordeste.......
Trabalho de geografia nordeste.......LUIS ABREU
 
Seminário de geografia norte
Seminário de geografia norteSeminário de geografia norte
Seminário de geografia norteLUIS ABREU
 

Mais de LUIS ABREU (20)

WEBQUEST Região sul
WEBQUEST Região sulWEBQUEST Região sul
WEBQUEST Região sul
 
WEBQUEST Região sudeste
WEBQUEST Região sudesteWEBQUEST Região sudeste
WEBQUEST Região sudeste
 
WEBQUEST Região norte
WEBQUEST Região norteWEBQUEST Região norte
WEBQUEST Região norte
 
WEBQUEST Região centro oeste
WEBQUEST Região centro oesteWEBQUEST Região centro oeste
WEBQUEST Região centro oeste
 
WEBQUEST Região nordeste
WEBQUEST Região nordesteWEBQUEST Região nordeste
WEBQUEST Região nordeste
 
Seminário fontes de energia
Seminário   fontes de energiaSeminário   fontes de energia
Seminário fontes de energia
 
Seminário vegetação
Seminário vegetaçãoSeminário vegetação
Seminário vegetação
 
Seminário relevo
Seminário relevoSeminário relevo
Seminário relevo
 
Seminario a questão agrária, agrícola e o êxodo rural no brasil
Seminario a questão agrária, agrícola e o êxodo rural no brasilSeminario a questão agrária, agrícola e o êxodo rural no brasil
Seminario a questão agrária, agrícola e o êxodo rural no brasil
 
Seminario da agricultura tradicional à biotecnologia
Seminario da agricultura tradicional à biotecnologiaSeminario da agricultura tradicional à biotecnologia
Seminario da agricultura tradicional à biotecnologia
 
Vegetação seminario de geografia
Vegetação   seminario de geografiaVegetação   seminario de geografia
Vegetação seminario de geografia
 
íNdice de desenvolvimento humano
íNdice de desenvolvimento humanoíNdice de desenvolvimento humano
íNdice de desenvolvimento humano
 
Blocos econômicos geografia
Blocos econômicos   geografiaBlocos econômicos   geografia
Blocos econômicos geografia
 
Escala geográfica
Escala geográficaEscala geográfica
Escala geográfica
 
TEORIA DOS MUNDOS - GEOGRAFIA
TEORIA DOS MUNDOS - GEOGRAFIATEORIA DOS MUNDOS - GEOGRAFIA
TEORIA DOS MUNDOS - GEOGRAFIA
 
PAÍSES DO NORTE E DO SUL
PAÍSES DO NORTE E DO SULPAÍSES DO NORTE E DO SUL
PAÍSES DO NORTE E DO SUL
 
Trabalho paisagem 1º ano
Trabalho paisagem 1º anoTrabalho paisagem 1º ano
Trabalho paisagem 1º ano
 
Capitalismo socialismo introdução
Capitalismo  socialismo  introduçãoCapitalismo  socialismo  introdução
Capitalismo socialismo introdução
 
Trabalho de geografia nordeste.......
Trabalho de geografia   nordeste.......Trabalho de geografia   nordeste.......
Trabalho de geografia nordeste.......
 
Seminário de geografia norte
Seminário de geografia norteSeminário de geografia norte
Seminário de geografia norte
 

Climas do Mundo: Fatores e Tipos de Clima

  • 2. Conceito de clima  O clima refere-se ao conjunto das condições atmosféricas que caracterizam uma região. De uma forma geral, o uso Cotidiano do termo está associado à temperatura e ao registro ou não de precipitações (a chuva).
  • 3. Diferença entre clima e tempo  O tempo refere-se ao estado das variáveis atmosféricas num determinado local e a uma dada altura. Por exemplo: “O tempo em Santarém é quente, com uma temperatura, neste momento, a rondar os 27 graus”, “Gostaríamos de saber o estado do tempo em Albufeira, já que, daqui a poucas horas, chegaremos à cidade e queremos ir até à praia”.  o clima abarca uma informação focada num período de tempo mais amplo, não inferior a trinta anos: “O clima da minha região é subtropical, com muitas precipitações durante a altura do Verão”, “O aquecimento global provocou um aumento substancial da temperatura e um novo clima caracterizado pela elevada humidade”.
  • 4. El Niño  O que é  Como funciona
  • 5. La Niña  O que é  Como funciona
  • 7. As catástrofes ligadas ao clima, como inundações, secas, tempestades e ondas de calor, afetaram 197 milhões de pessoas no mundo, principalmente na Ásia, de acordo com Um relatório publicado pelas Nações Unidas.
  • 8.
  • 9. Desastres naturais: culpa do clima ou do homem?
  • 10. Durante séculos e séculos o homem viveu em harmonia com a natureza. O que ele retirava do meio ambiente e o que ele devolvia não alterava o equilíbrio ambiental.
  • 11. Com a revolução industrial (Século XVIII) iniciou a agressão a natureza. Consumiu-se de uma forma desenfreada os recursos naturais e a devolver a natureza os resíduos deste consumismo.
  • 12. Houve um desenvolvimento acelerado a qualquer preço, do setor industrial. Não se mediu as consequências no meio ambiente natural.
  • 13. =
  • 16. - Climas no Mundo - - Equatorial - Tropical húmido - Tropical seco - Desértico quente - Temperado Mediterrâneo - Temperado Marítimo - Temperado Continental Climas temperadosClimas quentes Climas Frios - Clima frio subpolar – Clima frio Polar – Clima de Montanha
  • 17.
  • 18. - Índice de Slides  Tipo de Clima (Climograma)  Distribuição Espacial  Imagem Ilustrativa
  • 19. - Climograma  É uma forma de representação gráfica do clima, o qual permite de uma maneira simples a verificação da sazonalidade climática de determinada região. É útil também para identificar e comparar as variedades climáticas de diversas regiões do globo terrestre. Essa representação gráfica possibilita também evidenciar a possibilidade de desenvolvimento, adaptação, instalação e expansão de uma espécie em determinados locais.
  • 20. - Climas Quentes  Equatorial  Tropical úmido  Tropical seco  Desértico quente
  • 21. Clima Equatorial - Clima quente e úmido -Temperatura média anual de 25°C - Chuvas com média de 2.400 mm anuais
  • 22. Distribuição Espacial Localizam-se numa estreita faixa em torno do Equador. Assim, podemos encontrálo na América do Sul (Amazônia) na África Central, na Costa Oriental de Madagáscar, e no Sudeste asiático, Malásia e Indonésia.
  • 23.
  • 24. Clima Tropical Úmido - Temperaturas médias de 24°C - Precipitações de 1.000 a 2.000 mm bem distribuídas durante o ano
  • 25. Distribuição Espacial As regiões de clima tropical húmido localizam-se entre as regiões equatoriais e os trópicos. Há extensas áreas na América do Sul, África, Sul da Ásia e Norte da Austrália.
  • 26.
  • 27. Clima Tropical Seco - Clima quente com variações de umidade - Temperaturas e precipitações semelhantes ao clima úmido
  • 28. Distribuição Espacial O clima Tropical Seco ocorre nas regiões envolventes aos desertos quentes. Cobrem extensas áreas na América do Norte, América do Sul, África, Ásia central e meridional e Austrália
  • 29.
  • 30. Desértico Quente - Clima muito quente durante o dia, com média de 30°C, e noites com temperaturas frias - As chuvas são raras e podem demorar anos para acontecer - A umidade do ar é muito baixa, aproximadamente de 15%.
  • 31. Distribuição Espacial Surge sobre as latitudes dos Trópicos de Câncer e de Capricórnio, bem na faixa das altas pressões subtropicais
  • 32.
  • 33. - Climas Temperados  Temperado Mediterrâneo  Temperado Marítimo  Temperado Continental
  • 34. Clima Temperado Mediterrâneo - O regime térmico é irregular, com verões quentes e Invernos frescos. A amplitude térmica anual é moderada -A chuva relativamente abundante no Inverno e muito rara no Verão
  • 35. Distribuição Espacial O clima mediterrâneo ocorre no Sul da Europa e Norte de África (em torno do Mar Mediterrâneo), na Califórnia (EUA), no Chile, na parte mais meridional da África do Sul e no Sul e Sudoeste da Austrália
  • 36.
  • 37. Clima Temperado Marítimo - A amplitude térmica é baixa - Chove de forma mais ou menos abundante ao longo de todo o ano. Não há meses secos
  • 38. Distribuição Espacial Ocorre nos litorais dos continentes nas latitudes médias: Noroeste dos EUA, parte meridional da América do Sul (Sul do Chile e Argentina), Noroeste da Europa (desde a Galiza até aos Sul da Escandinávia, no Sudeste da Austrália e na Nova Zelândia
  • 39.
  • 40. Clima Temperado Continental - Invernos muito frios e os Verões muito quentes. A amplitude térmica anual pode ser em alguns casos superior a 30ºC - A precipitação aumenta com a temperatura,ou seja, o verão é mais chuvoso. Já no Inverno,é pouco propício a ocorrência de precipitação. Não há meses secos
  • 41. Distribuição Espacial Ocorre no interior dos continentes das latitudes média na América do Norte, Europa e Ásia central
  • 42.
  • 43. - Climas Frios  Clima frio subpolar  Clima frio Polar  Clima de Montanha
  • 44. Clima frio subpolar - Amplitude térmica muito elevada, temperaturas muito baixas no Inverno (Abaixo dos -250ºC de média mensal). No Verão a temperatura sobe consideravelmente - A precipitação é semelhante ao do clima temperado continental, aumenta com a temperatura
  • 45. Distribuição Espacial Ocorre no interior da América do Norte e no interior da Europa e Ásia do Norte. Não existe no henisfério Sul, pois a menor quantidade de continente faz com que só exitsta clima polar na Antártida
  • 46.
  • 47. Clima Frio Polar - A amplitude térmica é a mais elevada de todos os climas (pode atingir os 0ºC) , embora o Verão seja muito frio. Há casos que só um mês do ano a temperatura passa acima dos 0ºC - A precipitação aumenta com a temperatura. O Verão é mais chuvoso. Não há meses secos.
  • 48. Distribuição Espacial Limita-se ás regiões polares do Árctico e da Antártida. Corresponde ás regiões mais setentrionais da América do Norte, Europa, Ásia
  • 49.
  • 50. Clima Frio de Altitude - Os regimes térmicos e pluviométricos são muito difíceis de definir, uma vez que estes climas resultam do agravamento local das condições climáticas derivado da altitude na região em que se inserem
  • 51. Distribuição Espacial Coincidem com os topos das principais cadeias de montanha. São o único tipo de cliam que pode ocorrer nas três zonas (quente, temperada e fria)
  • 52.
  • 54. Quais são?  Latitude.  Altitude.  Maritimidade/Continentalidade.  Correntes marítimas.  Massas de ar.
  • 55. Latitude  Devido a curvatura da superfície terrestre, os raios solares incidem de maneira diferente pelo planeta.  Áreas próximas a o Equador apresentam uma maior concentração de calor se comparadas aos pólos.
  • 56. Altitude  Quanto maior a altitude, menor a temperatura.  A atmosfera é aquecida por radiação.  Quanto maior a altitude, menos intensa é a radiação.
  • 57. Maritimidade Continentalidade  Fator referente ao posicionamento de uma localidade em relação ao sistema continente/oceano.  Quanto mais continental, menor seu gradiente de umidade e maior a amplitude térmica.
  • 58. Correntes marítimas  Destacamos duas subcorrentes derivadas da corrente Sul- Equatorial: Guianas e Brasil.  São correntes quentes.  Pouca influência no clima do Brasil.  Grande influência em outras áreas do planeta.
  • 59. Massas de ar  Um dos fatores mais decisivos na caracterização do clima de uma dada região é a atuação das massas de ar, pois “emprestam” suas características ao tempo e ao clima dos lugares por onde circulam. A origem quanto às zonas climáticas determinará a temperatura das massas, assim, as que se formarem na zona polar serão frias e as das zonas tropical e equatorial serão quentes.
  • 60. MUDANÇAS CLIMÁTICAS  Mudanças no clima refere-se à variação do clima em escala global ou dos climas regionais da Terra.
  • 61. MUDANÇAS CLIMÁTICAS  Essas variações dizem respeito as mudanças de temperatura, precipitação, nebulosidade e outros fenômenos climáticos em relação as médias históricas. Essas mudanças podem ser causadas por fenômenos naturais como as atividades solares ou como fruto da atividade humana.
  • 63. Mudança do clima e a CQNUMC  O termo alterações climáticas refere-se frequentemente apenas às mudanças no clima moderno, incluindo o aumento da temperatura média global na superfície da Terra, conhecida como aquecimento global
  • 64. Mudanças do clima e a CQNUMC  É também muitas vezes usado com a presunção de que essas alterações são causadas pela atividade humana, como no contexto da “Convenção Quadro das Nações Unidas para a Mudança do Clima” (CQNUMC)
  • 65. Mudanças do clima e a CQNUMC  No contexto da CQNUMC, as alterações climáticas são definidas como uma mudança do clima atribuída diretamente ou indiretamente à atividade humana que altera a composição da atmosfera global e que em adição a variabilidade natural do clima é observada sobre longos períodos de tempo.
  • 67. Mudanças do clima e o IPCC  Segundo o “Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas” (da sigla em inglês IPCC), mudança climática é uma variação a longo prazo estatisticamente significante em um parâmetro climático (como temperatura, precipitação ou ventos) médio ou na sua variabilidade, durante um período extenso.
  • 69.  "Reconhecendo que a mudança do clima da Terra e seus efeitos negativos são uma preocupação comum da humanidade...". É assim que começa o texto da Convenção Quadro das Nações Unidas Sobre Mudanças Climáticas – CQNUMC para justificar a relevância de seu teor.
  • 70.  A CQNUMC é um tratado internacional que nasceu na Rio-92. A CQNUMC parte do pressuposto de que todo o mundo tem sua responsabilidade na redução de emissão de gases efeito estufa entre outros, mas observa se que nem todo país é culpado pelo aquecimento global.
  • 71.  Sabendo disso a CQNUMC foi dividida em três “grupos”.
  • 72.  Observe-se que o primeiro e segundo grupos são constituídos de países que carregam a obrigação e peso financeiro de reparação ambiental, ao passo que o terceiro açambarca nações que estão liberadas do dever de redução, pelo menos por enquanto. Nota- se que é um tratamento desigual para desiguais na tentativa de corrigir as diferenças do mundo real.
  • 73. IPCC – Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas
  • 74.  Criado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente e pela Organização Meteorológica Mundial para estudar os fenômenos relacionados às mudanças climáticas, o Painel reúne 2.500 renomados cientistas de mais de 130 países
  • 75.  O IPCC conta com três grupos de trabalho:
  • 76. Aquecimento Global como Fruto da Ação Antrópica  De acordo com o IPCC o aquecimento global é inequívoco e há mais de 90% de certeza científica de que as alterações no clima são intensificadas pelas atividades humanas.
  • 77.  Segundo diversos estudos, a temperatura média no planeta subiu cerca de 0,7ºC ao longo do século 20.
  • 78.  É interessante registrar que tanto as causas naturais como àquelas atribuídas às atividades humanas estão contempladas nos modelos usados pelos cientistas para reproduzir, de modo geral, a curva de evolução das temperaturas do século 20. Verificou-se que as forças antrópicas são o fator dominante entre os anos 1970-2000. Por outro lado, se as modelagens usassem apenas as causas naturais (solar e vulcânica) o cenário provável seria um resfriamento e não um aquecimento global.
  • 79.