SlideShare uma empresa Scribd logo
1
Chuvas Ácidas
Trabalho realizado por:
-Liuba Sousa nº16
-Mariana Martinho nº20
-Maria Oliveira nº19
-Raquel Gouveia nº26
2
Introdução
Uma grande mancha ácida está-se a espalhar sobre o planeta!
Chuva, neve, nevoeiro poluídos pelos gases libertados pelas
fábricas e automóveis.
3
O que são?
As chuvas ácidas são as precipitações que ao contrário das
normais, têm características ácidas, ou seja, pH mais baixo do
que a água pura.
4
O que provoca as chuvas ácidas?
• Os principais contribuintes para a produção dos gases que
provocam as chuvas ácidas, lançados na atmosfera, são as
emissões dos vulcões e alguns processos biológicos que
ocorrem nos solos, pântanos e oceanos.
5
Causas da poluição do ar
A poluição atmosférica provoca alterações nas características
físicas, químicas e biológicas do ar com consequências para os
ecossistemas e para o ser humano.
6
Chuva ácida no mundo
• As chuvas ácidas fazem-se sentir um pouco em todos
os lugares do planeta. No entanto, há zonas com
maior incidência da ocorrência deste fenómeno.
7
Chuva ácida no mundo
8
Chuva ácida em Portugal
A poluição atmosférica em Portugal, indicadora
de possível queda de chuvas ácidas, verifica-se
elevadamente em cidades como Setúbal, Porto,
Lisboa, Sines, Tapada, Carregado, Estarreja,
Barreiro e Seixal.
9
Consequências
• As consequências das chuvas ácidas são inúmeras. Por
exemplo: causam a morte de peixes e de outras espécies vivas
nos lagos, rios e oceanos; Provocam sérios danos nas florestas
envenenam a água potável; contaminam os solos; destroem
os edifícios e os monumentos; etc.
10
Soluções
• Não é tarefa fácil reduzir os índices de gases lançados na
atmosfera. Essa missão requer cuidados, estudos e muito,
muito investimento por parte dos governos.
11
Curiosidades
• A queima do lixo libera até 27 gases e metais
pesados, e claro, a emissão destes contribui para a
formação das chuvas ácidas.
12
Conclusão
• Com este trabalho pudemos concluir que as chuvas
ácidas são muito prejudiciais para o planeta e para o
ser humano. Cabe-nos a nós evitar que este
fenómeno aconteça!
13
Têm alguma duvida?
14
Agora vamos mostrar-vos um vídeo experimental que exemplifica a
formação das chuvas ácidas.
15
http://www.youtube.com/watch?v=tT
Xcd7Dj83E
16
Têm alguma duvida?
17
Vamos iniciar agora um pequeno questionário.
18
O que são as chuvas ácidas?
• A) Precipitações com ph basico
• B) Precipitações com ph ácido
• C) Precipitações com o ph neutro
19
As chuvas ácidas são provocadas pelo(a)….
• A) Industria
• B) Os veículos
• C) Emissões dos vulcões
• D) ambas as opções anteriores
20
Quais são os 3 principais focos de chuvas ácidas em
Portugal?
• A) Lisboa, Porto e Coimbra
• B) Lisboa, Porto e Setúbal
• C) Lisboa, Braga e Faro
• D) Porto, Braga e Évora
21
Á matéria em relação ao nosso trabalho encontra se n a
página 97 do nosso manual.
22
Esperamos que tenham gostado
E que tenhamaprendidoalgumacoisa
23

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os diferentes tipos de plantas das cidades
Os diferentes tipos de plantas das cidadesOs diferentes tipos de plantas das cidades
Os diferentes tipos de plantas das cidades
rmmpr
 
Desflorestação
DesflorestaçãoDesflorestação
Desflorestação
geografianaserpapinto
 
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao DesenvolvimentoAjuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Joana Melo
 
Smog
SmogSmog
Aquela cativa Poema e Análise
Aquela cativa Poema e AnáliseAquela cativa Poema e Análise
Aquela cativa Poema e Análise
Bruno Jardim
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
Ana Arminda Moreira
 
O Efeito de Estufa
O Efeito de EstufaO Efeito de Estufa
O Efeito de Estufa
guest6226ea1
 
Movimentos de Vertente
Movimentos de VertenteMovimentos de Vertente
Movimentos de Vertente
EBSPMA
 
A produção industrial
A produção industrialA produção industrial
A produção industrial
Rosária Zamith
 
Alterações Climáticas
Alterações ClimáticasAlterações Climáticas
Alterações Climáticas
Michele Pó
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
Susana Sobrenome
 
Vagas de frio e calor
Vagas de frio e calorVagas de frio e calor
Vagas de frio e calor
Mayjö .
 
Desflorestação
DesflorestaçãoDesflorestação
Desflorestação
Ilda Bicacro
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
Tânia Reis
 
Trabalho de geografia secas
Trabalho de geografia   secasTrabalho de geografia   secas
Trabalho de geografia secas
protecaocivil
 
Secas
SecasSecas
Secas
Carlamspc
 
Cantigas de amigo
Cantigas de amigoCantigas de amigo
Cantigas de amigo
Paula Oliveira Cruz
 
Erros meus, má fortuna, amor ardente
Erros  meus, má fortuna, amor ardenteErros  meus, má fortuna, amor ardente
Erros meus, má fortuna, amor ardente
Helena Coutinho
 
Ozono na estratosfera
Ozono na estratosferaOzono na estratosfera
Ozono na estratosfera
Dora Cristina Guedes Lopes
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesa
Ilda Bicacro
 

Mais procurados (20)

Os diferentes tipos de plantas das cidades
Os diferentes tipos de plantas das cidadesOs diferentes tipos de plantas das cidades
Os diferentes tipos de plantas das cidades
 
Desflorestação
DesflorestaçãoDesflorestação
Desflorestação
 
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao DesenvolvimentoAjuda Publica ao Desenvolvimento
Ajuda Publica ao Desenvolvimento
 
Smog
SmogSmog
Smog
 
Aquela cativa Poema e Análise
Aquela cativa Poema e AnáliseAquela cativa Poema e Análise
Aquela cativa Poema e Análise
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
O Efeito de Estufa
O Efeito de EstufaO Efeito de Estufa
O Efeito de Estufa
 
Movimentos de Vertente
Movimentos de VertenteMovimentos de Vertente
Movimentos de Vertente
 
A produção industrial
A produção industrialA produção industrial
A produção industrial
 
Alterações Climáticas
Alterações ClimáticasAlterações Climáticas
Alterações Climáticas
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Vagas de frio e calor
Vagas de frio e calorVagas de frio e calor
Vagas de frio e calor
 
Desflorestação
DesflorestaçãoDesflorestação
Desflorestação
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Trabalho de geografia secas
Trabalho de geografia   secasTrabalho de geografia   secas
Trabalho de geografia secas
 
Secas
SecasSecas
Secas
 
Cantigas de amigo
Cantigas de amigoCantigas de amigo
Cantigas de amigo
 
Erros meus, má fortuna, amor ardente
Erros  meus, má fortuna, amor ardenteErros  meus, má fortuna, amor ardente
Erros meus, má fortuna, amor ardente
 
Ozono na estratosfera
Ozono na estratosferaOzono na estratosfera
Ozono na estratosfera
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesa
 

Destaque

Chuva Ácida
Chuva ÁcidaChuva Ácida
Chuva Ácida
Ricardo Pini Caramit
 
Chuvas Acidas
Chuvas AcidasChuvas Acidas
Chuvas Acidas
vania12costa
 
Chuva Ácida
Chuva ÁcidaChuva Ácida
Chuva Ácida
IEDLP
 
Chuvas áCidas
Chuvas áCidasChuvas áCidas
Chuvas áCidas
pedroines141520
 
A Chuva Ácida
A Chuva ÁcidaA Chuva Ácida
A Chuva Ácida
Batigool
 
Floresta - Chuvas ácidas + experiência
Floresta - Chuvas ácidas + experiênciaFloresta - Chuvas ácidas + experiência
Floresta - Chuvas ácidas + experiência
Rita Domingues
 
Sociologia da família
Sociologia da famíliaSociologia da família
Sociologia da família
cristianasilva054
 
Chuvas ácidas
Chuvas ácidas Chuvas ácidas
Chuvas ácidas
Beatriz Pinto
 
Chuva áCida
Chuva áCidaChuva áCida
Chuva áCida
guest4eb994
 
Chuva Ácida
Chuva ÁcidaChuva Ácida
Chuva Ácida
Nicolas Cohen
 
Chuva ácida
Chuva  ácidaChuva  ácida
Chuva ácida
Gustavo de Melo
 
Chuva ácida 1
Chuva ácida 1Chuva ácida 1
Chuva ácida 1
Dayane Almeida
 
A evolução dos computadores 1
A evolução dos computadores 1A evolução dos computadores 1
A evolução dos computadores 1
margarida2001
 
Chuva ácida
Chuva ácidaChuva ácida
Chuva ácida
Dayane Almeida
 
Chuva ácida power point final
Chuva ácida power point finalChuva ácida power point final
Chuva ácida power point final
maria cecilia maciel
 
Chuva acida
Chuva acidaChuva acida
Chuva acida
wddan
 
Juscelino Dourado apresenta Chuva Ácida
Juscelino Dourado apresenta Chuva ÁcidaJuscelino Dourado apresenta Chuva Ácida
Juscelino Dourado apresenta Chuva Ácida
Juscelino Dourado
 
Chuvas ácidas
Chuvas ácidasChuvas ácidas
Chuvas ácidas
agrafador
 
Chuvas ácidas fq
Chuvas ácidas fqChuvas ácidas fq
Chuvas ácidas fq
FilipaFonseca
 

Destaque (19)

Chuva Ácida
Chuva ÁcidaChuva Ácida
Chuva Ácida
 
Chuvas Acidas
Chuvas AcidasChuvas Acidas
Chuvas Acidas
 
Chuva Ácida
Chuva ÁcidaChuva Ácida
Chuva Ácida
 
Chuvas áCidas
Chuvas áCidasChuvas áCidas
Chuvas áCidas
 
A Chuva Ácida
A Chuva ÁcidaA Chuva Ácida
A Chuva Ácida
 
Floresta - Chuvas ácidas + experiência
Floresta - Chuvas ácidas + experiênciaFloresta - Chuvas ácidas + experiência
Floresta - Chuvas ácidas + experiência
 
Sociologia da família
Sociologia da famíliaSociologia da família
Sociologia da família
 
Chuvas ácidas
Chuvas ácidas Chuvas ácidas
Chuvas ácidas
 
Chuva áCida
Chuva áCidaChuva áCida
Chuva áCida
 
Chuva Ácida
Chuva ÁcidaChuva Ácida
Chuva Ácida
 
Chuva ácida
Chuva  ácidaChuva  ácida
Chuva ácida
 
Chuva ácida 1
Chuva ácida 1Chuva ácida 1
Chuva ácida 1
 
A evolução dos computadores 1
A evolução dos computadores 1A evolução dos computadores 1
A evolução dos computadores 1
 
Chuva ácida
Chuva ácidaChuva ácida
Chuva ácida
 
Chuva ácida power point final
Chuva ácida power point finalChuva ácida power point final
Chuva ácida power point final
 
Chuva acida
Chuva acidaChuva acida
Chuva acida
 
Juscelino Dourado apresenta Chuva Ácida
Juscelino Dourado apresenta Chuva ÁcidaJuscelino Dourado apresenta Chuva Ácida
Juscelino Dourado apresenta Chuva Ácida
 
Chuvas ácidas
Chuvas ácidasChuvas ácidas
Chuvas ácidas
 
Chuvas ácidas fq
Chuvas ácidas fqChuvas ácidas fq
Chuvas ácidas fq
 

Semelhante a Chuvas Ácidas

Chuvas ácidas 9g
Chuvas ácidas 9gChuvas ácidas 9g
Chuvas ácidas 9g
Mayjö .
 
Apresentação G1
Apresentação G1Apresentação G1
Apresentação G1
Isabela Mendonça
 
Problemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanosProblemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanos
Ian Costansi
 
Problemas ambientais
Problemas  ambientais Problemas  ambientais
Problemas ambientais
Adriana Gomes Messias
 
Aula chuva acida.pptx
Aula chuva acida.pptxAula chuva acida.pptx
Aula chuva acida.pptx
AlanaBrito11
 
Chuva ácida 3 c
Chuva ácida 3 cChuva ácida 3 c
Chuva ácida 3 c
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Chuva acida power point (1)
Chuva acida power point (1)Chuva acida power point (1)
Chuva acida power point (1)
maria cecilia maciel
 
Chuva acida power point (1)
Chuva acida power point (1)Chuva acida power point (1)
Chuva acida power point (1)
maria cecilia maciel
 
Trabalho De Geografia é Esse
Trabalho De Geografia é EsseTrabalho De Geografia é Esse
Trabalho De Geografia é Esse
guestf69354
 
problemasambientaisurbanos-problema 8 ano.ppt
problemasambientaisurbanos-problema 8 ano.pptproblemasambientaisurbanos-problema 8 ano.ppt
problemasambientaisurbanos-problema 8 ano.ppt
CarladeOliveira25
 
Salesiano 1° e 2 ° horários-1 a
Salesiano   1° e 2 ° horários-1 aSalesiano   1° e 2 ° horários-1 a
Salesiano 1° e 2 ° horários-1 a
maripeu
 
41899_b64e8b1fd67c149ce922841af52e0f37.pdf
41899_b64e8b1fd67c149ce922841af52e0f37.pdf41899_b64e8b1fd67c149ce922841af52e0f37.pdf
41899_b64e8b1fd67c149ce922841af52e0f37.pdf
NataliParadeda1
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
Renata Sofia
 
Chuva ácida e aquecimento global
Chuva ácida e aquecimento global  Chuva ácida e aquecimento global
Chuva ácida e aquecimento global
S Da Costa
 
A poluicao atmosferica
A poluicao atmosfericaA poluicao atmosferica
A poluicao atmosferica
fda
 
Power Point Pinto
Power  Point  PintoPower  Point  Pinto
Power Point Pinto
elvira.sequeira
 
Alterações climáticas
Alterações climáticasAlterações climáticas
Alterações climáticas
Professor
 
Poluicao do ar e chuvas acidas
Poluicao do ar e chuvas acidasPoluicao do ar e chuvas acidas
Poluicao do ar e chuvas acidas
ap3bmachado
 
AULA 08.08.2020 Apresentacao aula 2_-_ciencias_humanas_-_problemas_ambientais...
AULA 08.08.2020 Apresentacao aula 2_-_ciencias_humanas_-_problemas_ambientais...AULA 08.08.2020 Apresentacao aula 2_-_ciencias_humanas_-_problemas_ambientais...
AULA 08.08.2020 Apresentacao aula 2_-_ciencias_humanas_-_problemas_ambientais...
Vem cá Prô Claudia Marques
 
Poluição do Ar - Seminário de Biologia
Poluição do Ar - Seminário de BiologiaPoluição do Ar - Seminário de Biologia
Poluição do Ar - Seminário de Biologia
gabrieljusto
 

Semelhante a Chuvas Ácidas (20)

Chuvas ácidas 9g
Chuvas ácidas 9gChuvas ácidas 9g
Chuvas ácidas 9g
 
Apresentação G1
Apresentação G1Apresentação G1
Apresentação G1
 
Problemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanosProblemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanos
 
Problemas ambientais
Problemas  ambientais Problemas  ambientais
Problemas ambientais
 
Aula chuva acida.pptx
Aula chuva acida.pptxAula chuva acida.pptx
Aula chuva acida.pptx
 
Chuva ácida 3 c
Chuva ácida 3 cChuva ácida 3 c
Chuva ácida 3 c
 
Chuva acida power point (1)
Chuva acida power point (1)Chuva acida power point (1)
Chuva acida power point (1)
 
Chuva acida power point (1)
Chuva acida power point (1)Chuva acida power point (1)
Chuva acida power point (1)
 
Trabalho De Geografia é Esse
Trabalho De Geografia é EsseTrabalho De Geografia é Esse
Trabalho De Geografia é Esse
 
problemasambientaisurbanos-problema 8 ano.ppt
problemasambientaisurbanos-problema 8 ano.pptproblemasambientaisurbanos-problema 8 ano.ppt
problemasambientaisurbanos-problema 8 ano.ppt
 
Salesiano 1° e 2 ° horários-1 a
Salesiano   1° e 2 ° horários-1 aSalesiano   1° e 2 ° horários-1 a
Salesiano 1° e 2 ° horários-1 a
 
41899_b64e8b1fd67c149ce922841af52e0f37.pdf
41899_b64e8b1fd67c149ce922841af52e0f37.pdf41899_b64e8b1fd67c149ce922841af52e0f37.pdf
41899_b64e8b1fd67c149ce922841af52e0f37.pdf
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Chuva ácida e aquecimento global
Chuva ácida e aquecimento global  Chuva ácida e aquecimento global
Chuva ácida e aquecimento global
 
A poluicao atmosferica
A poluicao atmosfericaA poluicao atmosferica
A poluicao atmosferica
 
Power Point Pinto
Power  Point  PintoPower  Point  Pinto
Power Point Pinto
 
Alterações climáticas
Alterações climáticasAlterações climáticas
Alterações climáticas
 
Poluicao do ar e chuvas acidas
Poluicao do ar e chuvas acidasPoluicao do ar e chuvas acidas
Poluicao do ar e chuvas acidas
 
AULA 08.08.2020 Apresentacao aula 2_-_ciencias_humanas_-_problemas_ambientais...
AULA 08.08.2020 Apresentacao aula 2_-_ciencias_humanas_-_problemas_ambientais...AULA 08.08.2020 Apresentacao aula 2_-_ciencias_humanas_-_problemas_ambientais...
AULA 08.08.2020 Apresentacao aula 2_-_ciencias_humanas_-_problemas_ambientais...
 
Poluição do Ar - Seminário de Biologia
Poluição do Ar - Seminário de BiologiaPoluição do Ar - Seminário de Biologia
Poluição do Ar - Seminário de Biologia
 

Mais de Maria Oliveira

I have a dream
I have a dreamI have a dream
I have a dream
Maria Oliveira
 
Relações precoces psicologia 12º
Relações precoces psicologia 12º Relações precoces psicologia 12º
Relações precoces psicologia 12º
Maria Oliveira
 
Polímeros e novos materiais
Polímeros e novos materiais Polímeros e novos materiais
Polímeros e novos materiais
Maria Oliveira
 
Lei de lambert beer
Lei de lambert beerLei de lambert beer
Lei de lambert beer
Maria Oliveira
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
Maria Oliveira
 
história de Aristóteles
história de Aristóteles história de Aristóteles
história de Aristóteles
Maria Oliveira
 
O amor de anne frank
O amor de anne frank O amor de anne frank
O amor de anne frank
Maria Oliveira
 
Relatorio fisica ou quimica queda livre
Relatorio fisica ou quimica queda livre Relatorio fisica ou quimica queda livre
Relatorio fisica ou quimica queda livre
Maria Oliveira
 
Os novos caminhos da ciência
Os novos caminhos da ciênciaOs novos caminhos da ciência
Os novos caminhos da ciência
Maria Oliveira
 
Regime Dictatorial Nazi
Regime Dictatorial NaziRegime Dictatorial Nazi
Regime Dictatorial Nazi
Maria Oliveira
 
Objectivos do milénio
Objectivos do milénioObjectivos do milénio
Objectivos do milénio
Maria Oliveira
 
As transformações do mundo contemporâneo
As transformações do mundo contemporâneo As transformações do mundo contemporâneo
As transformações do mundo contemporâneo
Maria Oliveira
 
Drugs
DrugsDrugs
australia
australiaaustralia
australia
Maria Oliveira
 
urban tribes
urban tribesurban tribes
urban tribes
Maria Oliveira
 
The evolution of technology in mobile Phones
The evolution of technology in mobile Phones The evolution of technology in mobile Phones
The evolution of technology in mobile Phones
Maria Oliveira
 

Mais de Maria Oliveira (16)

I have a dream
I have a dreamI have a dream
I have a dream
 
Relações precoces psicologia 12º
Relações precoces psicologia 12º Relações precoces psicologia 12º
Relações precoces psicologia 12º
 
Polímeros e novos materiais
Polímeros e novos materiais Polímeros e novos materiais
Polímeros e novos materiais
 
Lei de lambert beer
Lei de lambert beerLei de lambert beer
Lei de lambert beer
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
 
história de Aristóteles
história de Aristóteles história de Aristóteles
história de Aristóteles
 
O amor de anne frank
O amor de anne frank O amor de anne frank
O amor de anne frank
 
Relatorio fisica ou quimica queda livre
Relatorio fisica ou quimica queda livre Relatorio fisica ou quimica queda livre
Relatorio fisica ou quimica queda livre
 
Os novos caminhos da ciência
Os novos caminhos da ciênciaOs novos caminhos da ciência
Os novos caminhos da ciência
 
Regime Dictatorial Nazi
Regime Dictatorial NaziRegime Dictatorial Nazi
Regime Dictatorial Nazi
 
Objectivos do milénio
Objectivos do milénioObjectivos do milénio
Objectivos do milénio
 
As transformações do mundo contemporâneo
As transformações do mundo contemporâneo As transformações do mundo contemporâneo
As transformações do mundo contemporâneo
 
Drugs
DrugsDrugs
Drugs
 
australia
australiaaustralia
australia
 
urban tribes
urban tribesurban tribes
urban tribes
 
The evolution of technology in mobile Phones
The evolution of technology in mobile Phones The evolution of technology in mobile Phones
The evolution of technology in mobile Phones
 

Último

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 

Último (20)

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 

Chuvas Ácidas

  • 1. 1
  • 2. Chuvas Ácidas Trabalho realizado por: -Liuba Sousa nº16 -Mariana Martinho nº20 -Maria Oliveira nº19 -Raquel Gouveia nº26 2
  • 3. Introdução Uma grande mancha ácida está-se a espalhar sobre o planeta! Chuva, neve, nevoeiro poluídos pelos gases libertados pelas fábricas e automóveis. 3
  • 4. O que são? As chuvas ácidas são as precipitações que ao contrário das normais, têm características ácidas, ou seja, pH mais baixo do que a água pura. 4
  • 5. O que provoca as chuvas ácidas? • Os principais contribuintes para a produção dos gases que provocam as chuvas ácidas, lançados na atmosfera, são as emissões dos vulcões e alguns processos biológicos que ocorrem nos solos, pântanos e oceanos. 5
  • 6. Causas da poluição do ar A poluição atmosférica provoca alterações nas características físicas, químicas e biológicas do ar com consequências para os ecossistemas e para o ser humano. 6
  • 7. Chuva ácida no mundo • As chuvas ácidas fazem-se sentir um pouco em todos os lugares do planeta. No entanto, há zonas com maior incidência da ocorrência deste fenómeno. 7
  • 8. Chuva ácida no mundo 8
  • 9. Chuva ácida em Portugal A poluição atmosférica em Portugal, indicadora de possível queda de chuvas ácidas, verifica-se elevadamente em cidades como Setúbal, Porto, Lisboa, Sines, Tapada, Carregado, Estarreja, Barreiro e Seixal. 9
  • 10. Consequências • As consequências das chuvas ácidas são inúmeras. Por exemplo: causam a morte de peixes e de outras espécies vivas nos lagos, rios e oceanos; Provocam sérios danos nas florestas envenenam a água potável; contaminam os solos; destroem os edifícios e os monumentos; etc. 10
  • 11. Soluções • Não é tarefa fácil reduzir os índices de gases lançados na atmosfera. Essa missão requer cuidados, estudos e muito, muito investimento por parte dos governos. 11
  • 12. Curiosidades • A queima do lixo libera até 27 gases e metais pesados, e claro, a emissão destes contribui para a formação das chuvas ácidas. 12
  • 13. Conclusão • Com este trabalho pudemos concluir que as chuvas ácidas são muito prejudiciais para o planeta e para o ser humano. Cabe-nos a nós evitar que este fenómeno aconteça! 13
  • 15. Agora vamos mostrar-vos um vídeo experimental que exemplifica a formação das chuvas ácidas. 15
  • 18. Vamos iniciar agora um pequeno questionário. 18
  • 19. O que são as chuvas ácidas? • A) Precipitações com ph basico • B) Precipitações com ph ácido • C) Precipitações com o ph neutro 19
  • 20. As chuvas ácidas são provocadas pelo(a)…. • A) Industria • B) Os veículos • C) Emissões dos vulcões • D) ambas as opções anteriores 20
  • 21. Quais são os 3 principais focos de chuvas ácidas em Portugal? • A) Lisboa, Porto e Coimbra • B) Lisboa, Porto e Setúbal • C) Lisboa, Braga e Faro • D) Porto, Braga e Évora 21
  • 22. Á matéria em relação ao nosso trabalho encontra se n a página 97 do nosso manual. 22
  • 23. Esperamos que tenham gostado E que tenhamaprendidoalgumacoisa 23