SlideShare uma empresa Scribd logo
Obstáculos ao desenvolvimento
 Passado colonial
 Catástrofes naturais
 Crescimento demográfico
 Défice democrático
 Conflitos armados
 O comércio mundial
 Instalação de multinacionais
 Dívida externa
 ….
Obstáculos ao desenvolvimento
 Passado colonial
 Artificialidade das fronteiras - a Europa definiu as
fronteiras dos Estados africanos, não respeitando o
interesse dos povos locais, o que levou a guerras e
conflitos, ainda presentes actualmente;
 Recursos naturais foram explorados em função dos
interesses europeus;
 Independência tardia ;
 Imposição dos valores europeus, abalando a identidade
cultural dos países colonizados.
 etc.…
O mapa abaixo faz uma comparação entre como é a atual divisão política africana
baseada nos interesses europeus e como seria a divisão do continente se fossem
levados em conta os fatores étnicos e históricos:
As tribos africanas, em defesa de seus territórios,
entraram em estado de guerra, ou seja, lutaram
contra os estrangeiros e entre tribos rivais, as
quais estavam unidas em uma mesma região em
virtude da divisão irracional que, sequer,
considerou as diferenças éticas e culturais desses
povos. Muitos desses conflitos ainda ocorrem no
continente africano.
 Os países em desenvolvimento são mais vulneráveis às
catástrofes naturais porque:
 Não dispõem de meios financeiros e técnicos de
prevenção e salvamento de vidas;
 Não dispõem de meios e técnicas para a reconstrução
das infraestruturas destruídas;
 as catástrofes naturais têm grandes impactos económicos
nestes países.
Obstáculos ao desenvolvimento
CATÁSTROFES NATURAIS
Ciclone Nargis
em Mianmar
(2004)
Furacão Katrina (2005)
Obstáculos ao desenvolvimento
O CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO
 Os PED são os principais responsáveis pela explosão
demográfica a nível mundial. A par do crescimento
demográfico elevado existe recessão ou estagnação
económica, agravando-se os problemas como os
seguintes:
 A pobreza, a criminalidade, violência e instabilidade
social;
 A subnutrição;
 Difícil acesso à educação (não há escolas suficientes e os
pais precisam que os filhos trabalhem);
 Falta de cuidados de saúde (aumento de casos de SIDA,
malária, tuberculose, etc..)
Obstáculos ao desenvolvimento
O DÉFICE DEMOCRÁTICO
Nos regimes de partido único, militares ou ditatoriais é
comum:
- o desrespeito pelos direitos humanos e pela liberdade de
imprensa;
- a corrupção;
- o desvio de capitais;
- o favorecimento das classes dirigentes;
- confrontos e instabilidade política e social.
Obstáculos ao desenvolvimento
OS CONFLITOS ARMADOS
As regiões mais afectadas por conflitos armados são
sobretudos:
- África Subsariana;
- Médio Oriente;
- Ásia Meridional.
Consequências dos conflitos:
-destruição das infraestruturas;
- refugiados e vítimas mortais;
- despesas em armamento;
- recrutamento de crianças como soldados.
Obstáculos ao desenvolvimento
O COMÉRCIO MUNDIAL
As implicações da pobreza
“a pobreza gera pobreza”
Obstáculos ao desenvolvimento
A instalação de multinacionais (transnacionais)
Multinacional – é uma empresa que se fixa e produz em mais do que um
país. Atualmente são mais conhecidas por transnacionais.
Os países fazem todos os esforços para atrair transnacionais, porque:
-representam a criação de emprego;
- aumentam o investimento estrangeiro e a transferência de tecnologia.
OBJETIVOS:
As transnacionais pretendem:
-Baixar os custos de produção;
-Conquistar mais mercado;
-Aumentar os lucros.
Quando a instalação num país já não interessa vão para outros países
onde os custos da produção sejam mais baixos.
Por vezes também:
-provocam danos ambientais graves;
-explora as matérias-primas e a mão-de-obra;
- Os lucros vão para os países desenvolvidos.
Obstáculos ao desenvolvimento
A dívida externa
A dívida externa é o somatório dos débitos de um país, resultantes de
empréstimos e financiamentos contraídos no exterior pelo próprio governo, por
empresas estatais ou privadas. (ver mapa pág. 68).
Os PD concedem empréstimos aos PED. Estes devem
reembolsar o valor dos empréstimos, mas com juros; a
solução encontrada consiste no aumento das
exportações, o que, por sua vez, acarreta também um
aumento das importações de certos produtos dos PD.
Com a degradação dos termos de troca, as exportações
dos países mais pobres são desvalorizadas, pelo que
dificilmente conseguem pagar as suas importações, ou
empréstimos e os respectivos juros. Assim, a dívida
externa tornar-se-á cada vez maior.
Soluções para atenuar as desigualdades:
AJUDA PÚBLICA AO DESENVOLVIMENTO (APD)
-Donativos ou empréstimos;
-Apoio técnico a projetos ou programas de desenvolvimento;
-Ajuda humanitária e de emergência (bens e serviços);
-Perdão ou alívio da dívida externa;
-Melhoria nas relações comerciais (comércio justo);
-Financiamento de organizações não governamentais (cruz
vermelha, AMI, etc.) ou organismos multilaterais (ONU, Banco
Mundial, Comissão Europeia..)
Soluções para atenuar as desigualdades:
Soluções para atenuar as desigualdades:
Soluções para atenuar as desigualdades:
Soluções para atenuar as desigualdades:
Soluções para atenuar as desigualdades:
Soluções para atenuar as desigualdades:
Soluções para atenuar as desigualdades:
Soluções para atenuar as desigualdades:
Soluções para atenuar as desigualdades:
 Qualquer pessoa pode ajudar fazendo donativos, doação de bens e/ou
tornando-se sócio da UNICEF.
Soluções para atenuar as desigualdades:
 Toda a ajuda é bem vinda. No entanto, nem sempre reverte para os fins
mais prioritários (melhoria do nível de vida, criação de investimentos).
Muita ajuda é condicionada pelos países doadores.
 Obstáculos à ajuda ao desenvolvimento
 Fraca acessibilidade (deficientes meios de transporte);
 Deficiente aplicação da ajuda (os beneficiados nem sempre são os
mais famintos);
 Corrupção interna (a ajuda é desviada);
 Interesses dos países doadores (imposição de condições de
natureza económica e/ou política).
Soluções para atenuar as desigualdades:
ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS (ONG)
 As Organizações Não Governamentais (ONG) são associações
da sociedade civil, sem fins lucrativos, não dependentes do poder
estatal, que defendem o respeito pelos direitos humanos e
contribuem para a resolução de problemas económicos, sociais e
ambientais. Contam com o apoio da opinião pública, a
participação de voluntários e a angariação de donativos para
intervirem em três áreas:
 ajuda humanitária e de emergência (envio de médicos,
medicamentos, alimentos e outros bens necessários para salvar vidas e
minorar o sofrimento em situações de guerra, catástrofe natural ou
epidemia);
 cooperação para o desenvolvimento (reabilitação ou construção de
escolas, hospitais, estradas e outras infra-estruturas; formação de
professores, técnicos de saúde e outros profissionais);
 educação para o desenvolvimento (campanhas de sensibilização e
mobilização da opinião pública para a importância da ajuda
humanitária e de emergência e da cooperação para o
desenvolvimento).
ORGANISMOS NA ONU
ORGANISMOS NA ONU
OBJECTIVOS DO MILÉNIO
OBJECTIVOS DO MILÉNIO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesaAuto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesaFJDOliveira
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
becastanheiradepera
 
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os LusíadasA Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadassin3stesia
 
Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Análise do episódio "Consílio dos deuses"Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Análise do episódio "Consílio dos deuses"Inês Moreira
 
O Mostrengo
O MostrengoO Mostrengo
O Mostrengo
António Teixeira
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
Dina Baptista
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicos
Sílvia Faim
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesa
Ilda Bicacro
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoEscoladocs
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerHelena Coutinho
 
Proposição
ProposiçãoProposição
Proposição
Paula Oliveira Cruz
 
Resumo economia c 2º periodo
Resumo economia c 2º periodoResumo economia c 2º periodo
Resumo economia c 2º periodo
Lia Treacy
 
Gil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereiraGil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereira
David Caçador
 
Obstáculos ao desenvolvimento
Obstáculos ao desenvolvimentoObstáculos ao desenvolvimento
Obstáculos ao desenvolvimento
Rosária Zamith
 
O Mostrengo mensagem Fernando Pessoa
O Mostrengo mensagem Fernando PessoaO Mostrengo mensagem Fernando Pessoa
O Mostrengo mensagem Fernando PessoaBruno Freitas
 
A distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporteA distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporte
Ilda Bicacro
 
Despedidas em belém
Despedidas em belémDespedidas em belém
Despedidas em belémLurdes
 

Mais procurados (20)

Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesaAuto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
Auto da-barca-do-inferno-argumentos-de-acusao-e-de-defesa
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os LusíadasA Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
 
Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Análise do episódio "Consílio dos deuses"Análise do episódio "Consílio dos deuses"
Análise do episódio "Consílio dos deuses"
 
O Mostrengo
O MostrengoO Mostrengo
O Mostrengo
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
 
Cantigas de amor
Cantigas de amorCantigas de amor
Cantigas de amor
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicos
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesa
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizer
 
Proposição
ProposiçãoProposição
Proposição
 
Resumo economia c 2º periodo
Resumo economia c 2º periodoResumo economia c 2º periodo
Resumo economia c 2º periodo
 
Gil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereiraGil vicente, farsa de inês pereira
Gil vicente, farsa de inês pereira
 
Obstáculos ao desenvolvimento
Obstáculos ao desenvolvimentoObstáculos ao desenvolvimento
Obstáculos ao desenvolvimento
 
Teste 9º os lusíadas
Teste 9º os lusíadasTeste 9º os lusíadas
Teste 9º os lusíadas
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
O Mostrengo mensagem Fernando Pessoa
O Mostrengo mensagem Fernando PessoaO Mostrengo mensagem Fernando Pessoa
O Mostrengo mensagem Fernando Pessoa
 
A distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporteA distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporte
 
Despedidas em belém
Despedidas em belémDespedidas em belém
Despedidas em belém
 

Destaque

Obstáculos ao desenvolvimento
Obstáculos ao desenvolvimentoObstáculos ao desenvolvimento
Obstáculos ao desenvolvimentoGeografias Geo
 
Geografia 9ºano - As causas e os obstáculos ao desenvolvimento
Geografia 9ºano - As causas e os obstáculos ao desenvolvimentoGeografia 9ºano - As causas e os obstáculos ao desenvolvimento
Geografia 9ºano - As causas e os obstáculos ao desenvolvimento
Filipe Martins
 
Os obstáculos ao desenvolvimento e soluções
Os obstáculos ao desenvolvimento e soluçõesOs obstáculos ao desenvolvimento e soluções
Os obstáculos ao desenvolvimento e soluçõesGeografias Geo
 
AnáLise Do Filme Blood Diamond
AnáLise Do Filme Blood DiamondAnáLise Do Filme Blood Diamond
AnáLise Do Filme Blood Diamond
Isabel
 
Interdependência / Contrastes de desenvolvimento (9ºano)
Interdependência / Contrastes de desenvolvimento (9ºano)Interdependência / Contrastes de desenvolvimento (9ºano)
Interdependência / Contrastes de desenvolvimento (9ºano)lidia76
 
CatáStrofes Naturais
CatáStrofes NaturaisCatáStrofes Naturais
CatáStrofes Naturaisrfzamith
 
Ficha de trabalho 6 filme
Ficha de trabalho 6 filmeFicha de trabalho 6 filme
Ficha de trabalho 6 filmeAna Pereira
 

Destaque (8)

Obstáculos ao desenvolvimento
Obstáculos ao desenvolvimentoObstáculos ao desenvolvimento
Obstáculos ao desenvolvimento
 
Geografia 9ºano - As causas e os obstáculos ao desenvolvimento
Geografia 9ºano - As causas e os obstáculos ao desenvolvimentoGeografia 9ºano - As causas e os obstáculos ao desenvolvimento
Geografia 9ºano - As causas e os obstáculos ao desenvolvimento
 
Os obstáculos ao desenvolvimento e soluções
Os obstáculos ao desenvolvimento e soluçõesOs obstáculos ao desenvolvimento e soluções
Os obstáculos ao desenvolvimento e soluções
 
Diamante de sangue
Diamante de sangueDiamante de sangue
Diamante de sangue
 
AnáLise Do Filme Blood Diamond
AnáLise Do Filme Blood DiamondAnáLise Do Filme Blood Diamond
AnáLise Do Filme Blood Diamond
 
Interdependência / Contrastes de desenvolvimento (9ºano)
Interdependência / Contrastes de desenvolvimento (9ºano)Interdependência / Contrastes de desenvolvimento (9ºano)
Interdependência / Contrastes de desenvolvimento (9ºano)
 
CatáStrofes Naturais
CatáStrofes NaturaisCatáStrofes Naturais
CatáStrofes Naturais
 
Ficha de trabalho 6 filme
Ficha de trabalho 6 filmeFicha de trabalho 6 filme
Ficha de trabalho 6 filme
 

Semelhante a Obstáculos ao desenvolvimento

Obstáculos ao desenvolvimento
Obstáculos ao desenvolvimentoObstáculos ao desenvolvimento
Obstáculos ao desenvolvimentoMónica Mendonça
 
Contrastes de Desenvolvimento e Soluções
Contrastes de Desenvolvimento e SoluçõesContrastes de Desenvolvimento e Soluções
Contrastes de Desenvolvimento e Soluções
Geografia .
 
Um mundo policêntrico as ajudas (1)
Um mundo policêntrico   as ajudas (1)Um mundo policêntrico   as ajudas (1)
Um mundo policêntrico as ajudas (1)kcamoes
 
Pobreza
PobrezaPobreza
Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)
Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)
Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)
Maria Freitas
 
Soluções Para Atenuar As Desigualdades
Soluções Para Atenuar As DesigualdadesSoluções Para Atenuar As Desigualdades
Soluções Para Atenuar As Desigualdadesguestdd8d39
 
Soluções Para Atenuar As Desigualdades
Soluções Para Atenuar As DesigualdadesSoluções Para Atenuar As Desigualdades
Soluções Para Atenuar As Desigualdadesguestdd8d39
 
Cooperar, verbo infinito?
Cooperar, verbo infinito?Cooperar, verbo infinito?
Cooperar, verbo infinito?
Patrícia Pinheiro
 
6 como chegar ao desenvolvimento
6  como chegar ao desenvolvimento6  como chegar ao desenvolvimento
6 como chegar ao desenvolvimentoMayjö .
 
resumos - Contrastes de Desenvolvimento1.pdf
resumos - Contrastes de Desenvolvimento1.pdfresumos - Contrastes de Desenvolvimento1.pdf
resumos - Contrastes de Desenvolvimento1.pdf
Carla Silva
 
Escola Pastor Paiva - 3° Ano A e B - Geografia - Subdesenvolvimento
Escola Pastor Paiva - 3° Ano A e B - Geografia - SubdesenvolvimentoEscola Pastor Paiva - 3° Ano A e B - Geografia - Subdesenvolvimento
Escola Pastor Paiva - 3° Ano A e B - Geografia - SubdesenvolvimentoValter Batista de Souza
 
Manifesto do.Projeto Brasil Nação
Manifesto do.Projeto Brasil Nação Manifesto do.Projeto Brasil Nação
Manifesto do.Projeto Brasil Nação
Marcelo Auler
 
Escola agrária de coimbra mdadr 11022012
Escola agrária de coimbra mdadr 11022012Escola agrária de coimbra mdadr 11022012
Escola agrária de coimbra mdadr 11022012
Miguel E Sá
 
Obstáculos i divida externa
Obstáculos i  divida externaObstáculos i  divida externa
Obstáculos i divida externaMónica Gouveia
 
Apresentacao sem titulo
Apresentacao sem tituloApresentacao sem titulo
Apresentacao sem titulo564646
 
Apresentacao Ucpel
Apresentacao UcpelApresentacao Ucpel
Apresentacao Ucpel
564646
 
Resumo de Economia C 12º ano
Resumo de Economia C 12º anoResumo de Economia C 12º ano
Resumo de Economia C 12º ano
luisbernardo23d
 
Contrastes De Desenvolvimento Factores Internos
Contrastes De Desenvolvimento Factores InternosContrastes De Desenvolvimento Factores Internos
Contrastes De Desenvolvimento Factores InternosPedui
 

Semelhante a Obstáculos ao desenvolvimento (20)

Obstáculos ao desenvolvimento
Obstáculos ao desenvolvimentoObstáculos ao desenvolvimento
Obstáculos ao desenvolvimento
 
Contrastes de Desenvolvimento e Soluções
Contrastes de Desenvolvimento e SoluçõesContrastes de Desenvolvimento e Soluções
Contrastes de Desenvolvimento e Soluções
 
Um mundo policêntrico as ajudas (1)
Um mundo policêntrico   as ajudas (1)Um mundo policêntrico   as ajudas (1)
Um mundo policêntrico as ajudas (1)
 
Pobreza
PobrezaPobreza
Pobreza
 
Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)
Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)
Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)
 
Soluções Para Atenuar As Desigualdades
Soluções Para Atenuar As DesigualdadesSoluções Para Atenuar As Desigualdades
Soluções Para Atenuar As Desigualdades
 
Soluções Para Atenuar As Desigualdades
Soluções Para Atenuar As DesigualdadesSoluções Para Atenuar As Desigualdades
Soluções Para Atenuar As Desigualdades
 
Cooperar, verbo infinito?
Cooperar, verbo infinito?Cooperar, verbo infinito?
Cooperar, verbo infinito?
 
6 como chegar ao desenvolvimento
6  como chegar ao desenvolvimento6  como chegar ao desenvolvimento
6 como chegar ao desenvolvimento
 
O mundo unipolar
O mundo unipolarO mundo unipolar
O mundo unipolar
 
resumos - Contrastes de Desenvolvimento1.pdf
resumos - Contrastes de Desenvolvimento1.pdfresumos - Contrastes de Desenvolvimento1.pdf
resumos - Contrastes de Desenvolvimento1.pdf
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
Escola Pastor Paiva - 3° Ano A e B - Geografia - Subdesenvolvimento
Escola Pastor Paiva - 3° Ano A e B - Geografia - SubdesenvolvimentoEscola Pastor Paiva - 3° Ano A e B - Geografia - Subdesenvolvimento
Escola Pastor Paiva - 3° Ano A e B - Geografia - Subdesenvolvimento
 
Manifesto do.Projeto Brasil Nação
Manifesto do.Projeto Brasil Nação Manifesto do.Projeto Brasil Nação
Manifesto do.Projeto Brasil Nação
 
Escola agrária de coimbra mdadr 11022012
Escola agrária de coimbra mdadr 11022012Escola agrária de coimbra mdadr 11022012
Escola agrária de coimbra mdadr 11022012
 
Obstáculos i divida externa
Obstáculos i  divida externaObstáculos i  divida externa
Obstáculos i divida externa
 
Apresentacao sem titulo
Apresentacao sem tituloApresentacao sem titulo
Apresentacao sem titulo
 
Apresentacao Ucpel
Apresentacao UcpelApresentacao Ucpel
Apresentacao Ucpel
 
Resumo de Economia C 12º ano
Resumo de Economia C 12º anoResumo de Economia C 12º ano
Resumo de Economia C 12º ano
 
Contrastes De Desenvolvimento Factores Internos
Contrastes De Desenvolvimento Factores InternosContrastes De Desenvolvimento Factores Internos
Contrastes De Desenvolvimento Factores Internos
 

Mais de Rosária Zamith

Contrastes de desenvolvimento (...)
Contrastes de desenvolvimento (...)Contrastes de desenvolvimento (...)
Contrastes de desenvolvimento (...)
Rosária Zamith
 
A dinâmica do litoral
A dinâmica do litoralA dinâmica do litoral
A dinâmica do litoral
Rosária Zamith
 
Dinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Dinâmica de Uma Bacia HidrográficaDinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Dinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Rosária Zamith
 
Redes de transporte e telecomunicações (novo)
Redes de transporte e telecomunicações (novo)Redes de transporte e telecomunicações (novo)
Redes de transporte e telecomunicações (novo)Rosária Zamith
 
Escala – um elemento fundamental
Escala – um elemento fundamentalEscala – um elemento fundamental
Escala – um elemento fundamentalRosária Zamith
 
Tabela 2008 Completa
Tabela 2008 CompletaTabela 2008 Completa
Tabela 2008 Completa
Rosária Zamith
 

Mais de Rosária Zamith (14)

Contrastes de desenvolvimento (...)
Contrastes de desenvolvimento (...)Contrastes de desenvolvimento (...)
Contrastes de desenvolvimento (...)
 
A dinâmica do litoral
A dinâmica do litoralA dinâmica do litoral
A dinâmica do litoral
 
Dinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Dinâmica de Uma Bacia HidrográficaDinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Dinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
 
Cidades (blog)
Cidades (blog)Cidades (blog)
Cidades (blog)
 
O turismo
O turismoO turismo
O turismo
 
Comércio internacional
Comércio internacionalComércio internacional
Comércio internacional
 
A produção industrial
A produção industrialA produção industrial
A produção industrial
 
Pesca
PescaPesca
Pesca
 
Ambiente e sociedade
Ambiente e sociedadeAmbiente e sociedade
Ambiente e sociedade
 
Redes de transporte e telecomunicações (novo)
Redes de transporte e telecomunicações (novo)Redes de transporte e telecomunicações (novo)
Redes de transporte e telecomunicações (novo)
 
A dinâmica do litoral
A dinâmica do litoralA dinâmica do litoral
A dinâmica do litoral
 
A rede hidrográfica
A rede hidrográficaA rede hidrográfica
A rede hidrográfica
 
Escala – um elemento fundamental
Escala – um elemento fundamentalEscala – um elemento fundamental
Escala – um elemento fundamental
 
Tabela 2008 Completa
Tabela 2008 CompletaTabela 2008 Completa
Tabela 2008 Completa
 

Obstáculos ao desenvolvimento

  • 1. Obstáculos ao desenvolvimento  Passado colonial  Catástrofes naturais  Crescimento demográfico  Défice democrático  Conflitos armados  O comércio mundial  Instalação de multinacionais  Dívida externa  ….
  • 2. Obstáculos ao desenvolvimento  Passado colonial  Artificialidade das fronteiras - a Europa definiu as fronteiras dos Estados africanos, não respeitando o interesse dos povos locais, o que levou a guerras e conflitos, ainda presentes actualmente;  Recursos naturais foram explorados em função dos interesses europeus;  Independência tardia ;  Imposição dos valores europeus, abalando a identidade cultural dos países colonizados.  etc.…
  • 3.
  • 4. O mapa abaixo faz uma comparação entre como é a atual divisão política africana baseada nos interesses europeus e como seria a divisão do continente se fossem levados em conta os fatores étnicos e históricos: As tribos africanas, em defesa de seus territórios, entraram em estado de guerra, ou seja, lutaram contra os estrangeiros e entre tribos rivais, as quais estavam unidas em uma mesma região em virtude da divisão irracional que, sequer, considerou as diferenças éticas e culturais desses povos. Muitos desses conflitos ainda ocorrem no continente africano.
  • 5.  Os países em desenvolvimento são mais vulneráveis às catástrofes naturais porque:  Não dispõem de meios financeiros e técnicos de prevenção e salvamento de vidas;  Não dispõem de meios e técnicas para a reconstrução das infraestruturas destruídas;  as catástrofes naturais têm grandes impactos económicos nestes países. Obstáculos ao desenvolvimento CATÁSTROFES NATURAIS
  • 7. Obstáculos ao desenvolvimento O CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO  Os PED são os principais responsáveis pela explosão demográfica a nível mundial. A par do crescimento demográfico elevado existe recessão ou estagnação económica, agravando-se os problemas como os seguintes:  A pobreza, a criminalidade, violência e instabilidade social;  A subnutrição;  Difícil acesso à educação (não há escolas suficientes e os pais precisam que os filhos trabalhem);  Falta de cuidados de saúde (aumento de casos de SIDA, malária, tuberculose, etc..)
  • 8.
  • 9.
  • 10. Obstáculos ao desenvolvimento O DÉFICE DEMOCRÁTICO Nos regimes de partido único, militares ou ditatoriais é comum: - o desrespeito pelos direitos humanos e pela liberdade de imprensa; - a corrupção; - o desvio de capitais; - o favorecimento das classes dirigentes; - confrontos e instabilidade política e social.
  • 11. Obstáculos ao desenvolvimento OS CONFLITOS ARMADOS As regiões mais afectadas por conflitos armados são sobretudos: - África Subsariana; - Médio Oriente; - Ásia Meridional. Consequências dos conflitos: -destruição das infraestruturas; - refugiados e vítimas mortais; - despesas em armamento; - recrutamento de crianças como soldados.
  • 12. Obstáculos ao desenvolvimento O COMÉRCIO MUNDIAL
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16. As implicações da pobreza “a pobreza gera pobreza”
  • 17. Obstáculos ao desenvolvimento A instalação de multinacionais (transnacionais) Multinacional – é uma empresa que se fixa e produz em mais do que um país. Atualmente são mais conhecidas por transnacionais. Os países fazem todos os esforços para atrair transnacionais, porque: -representam a criação de emprego; - aumentam o investimento estrangeiro e a transferência de tecnologia. OBJETIVOS: As transnacionais pretendem: -Baixar os custos de produção; -Conquistar mais mercado; -Aumentar os lucros. Quando a instalação num país já não interessa vão para outros países onde os custos da produção sejam mais baixos. Por vezes também: -provocam danos ambientais graves; -explora as matérias-primas e a mão-de-obra; - Os lucros vão para os países desenvolvidos.
  • 18. Obstáculos ao desenvolvimento A dívida externa A dívida externa é o somatório dos débitos de um país, resultantes de empréstimos e financiamentos contraídos no exterior pelo próprio governo, por empresas estatais ou privadas. (ver mapa pág. 68). Os PD concedem empréstimos aos PED. Estes devem reembolsar o valor dos empréstimos, mas com juros; a solução encontrada consiste no aumento das exportações, o que, por sua vez, acarreta também um aumento das importações de certos produtos dos PD. Com a degradação dos termos de troca, as exportações dos países mais pobres são desvalorizadas, pelo que dificilmente conseguem pagar as suas importações, ou empréstimos e os respectivos juros. Assim, a dívida externa tornar-se-á cada vez maior.
  • 19. Soluções para atenuar as desigualdades: AJUDA PÚBLICA AO DESENVOLVIMENTO (APD) -Donativos ou empréstimos; -Apoio técnico a projetos ou programas de desenvolvimento; -Ajuda humanitária e de emergência (bens e serviços); -Perdão ou alívio da dívida externa; -Melhoria nas relações comerciais (comércio justo); -Financiamento de organizações não governamentais (cruz vermelha, AMI, etc.) ou organismos multilaterais (ONU, Banco Mundial, Comissão Europeia..)
  • 20. Soluções para atenuar as desigualdades:
  • 21. Soluções para atenuar as desigualdades:
  • 22. Soluções para atenuar as desigualdades:
  • 23. Soluções para atenuar as desigualdades:
  • 24. Soluções para atenuar as desigualdades:
  • 25. Soluções para atenuar as desigualdades:
  • 26. Soluções para atenuar as desigualdades:
  • 27. Soluções para atenuar as desigualdades:
  • 28. Soluções para atenuar as desigualdades:
  • 29.  Qualquer pessoa pode ajudar fazendo donativos, doação de bens e/ou tornando-se sócio da UNICEF. Soluções para atenuar as desigualdades:
  • 30.  Toda a ajuda é bem vinda. No entanto, nem sempre reverte para os fins mais prioritários (melhoria do nível de vida, criação de investimentos). Muita ajuda é condicionada pelos países doadores.  Obstáculos à ajuda ao desenvolvimento  Fraca acessibilidade (deficientes meios de transporte);  Deficiente aplicação da ajuda (os beneficiados nem sempre são os mais famintos);  Corrupção interna (a ajuda é desviada);  Interesses dos países doadores (imposição de condições de natureza económica e/ou política). Soluções para atenuar as desigualdades:
  • 31. ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS (ONG)  As Organizações Não Governamentais (ONG) são associações da sociedade civil, sem fins lucrativos, não dependentes do poder estatal, que defendem o respeito pelos direitos humanos e contribuem para a resolução de problemas económicos, sociais e ambientais. Contam com o apoio da opinião pública, a participação de voluntários e a angariação de donativos para intervirem em três áreas:  ajuda humanitária e de emergência (envio de médicos, medicamentos, alimentos e outros bens necessários para salvar vidas e minorar o sofrimento em situações de guerra, catástrofe natural ou epidemia);  cooperação para o desenvolvimento (reabilitação ou construção de escolas, hospitais, estradas e outras infra-estruturas; formação de professores, técnicos de saúde e outros profissionais);  educação para o desenvolvimento (campanhas de sensibilização e mobilização da opinião pública para a importância da ajuda humanitária e de emergência e da cooperação para o desenvolvimento).