SlideShare uma empresa Scribd logo
Sexo seguro




Cuidar da saúde é uma
atitude para toda a vida.
Aids
                                                                           O vírus da imunodeficiência humana (HIV) compromete o
                                                                           funcionamento do sistema imunológico, impedindo-o de proteger
                                                                           adequadamente o organismo contra micróbios diversos e células
                                                                           cancerígenas. A presença do HIV no sangue, no entanto, não
                                                                           significa que uma pessoa já tenha aids, pois a doença representa
                                                                           o estágio mais avançado da infecção, quando a imunidade já se
                                                                           encontra bastante comprometida, dando brecha para o surgimento
                                                                           das graves doenças oportunistas. A transmissão do HIV ocorre
                                                                           principalmente através de relações sexuais desprotegidas, mas
Problema de saúde pública                                                  também do contato direto com sangue contaminado, o que inclui
                                                                           compartilhamento de agulhas e transfusões de sangue, e da mãe
As doenças sexualmente transmissíveis (DST) estão entre os problemas
                                                                           para o bebê, na gestação, no parto ou no aleitamento. A aids ainda
mais comuns de saúde pública em todo o mundo. Existem DST
                                                                           não tem cura. Por enquanto, o tratamento consiste na adoção de
curáveis, a exemplo da gonorreia, da infecção por clamídia e da sífilis,
                                                                           uma combinação de medicamentos antirretrovirais, que agem nos
que desaparecem totalmente quando tratadas com antimicrobianos
                                                                           mecanismos de multiplicação do vírus, com monitoramento do
adequados, e DST não curáveis, que, por enquanto, podem ser
                                                                           avanço da doença e controle de manifestações oportunistas.
apenas controladas, como a infecção pelo papilomavírus humano,
o herpes genital, a hepatite B e a própria aids.                           Fonte: Fleury Medicina e Saúde

Mesmo as DST curáveis, no entanto, têm consequências graves, já
que são capazes de causar infertilidade na mulher e no homem,
abortos ou defeitos de nascença em bebês, quando em curso
durante a gestação, e até aumento do risco de adquirir o vírus HIV,
que provoca a aids. Em comum, no entanto, todas elas podem ser
prevenidas com o uso de preservativo em todas as relações sexuais.



Abordagem integral do portador
de DST
O atendimento imediato de uma DST não deve ser visto apenas
como uma ação curativa, mas também como uma medida preventiva
da transmissão da doença e do surgimento de complicações. Afinal,
para as pessoas contaminadas e seus parceiros, tão importantes
quanto a assistência médica são o aconselhamento e a educação
em saúde, sobretudo para avaliar situações de risco.
Principais doenças sexualmente                                             Infecção pelo papilomavírus humano (HPV)
                                                                           transmissíveis                                                             O HPV provoca verrugas de tamanhos variáveis nos genitais e está
                                                                                                                                                      relacionado com o aparecimento de câncer de pênis, de cavidade
                                                                           Sífilis                                                                    oral, de ânus e, sobretudo, de colo de útero. O vírus é transmitido
                                                                           Em sua primeira fase, a sífilis se mostra como uma ferida indolor          pelo contato direto com a pele contaminada, mesmo sem lesões
                                                                           nos genitais, acompanhada de ínguas nas virilhas, que desaparecem          visíveis. Por isso mesmo, a camisinha não tem total efetividade para
                                                                           sem tratamento. Se nada for feito, a bactéria Treponema pallidum,          evitar o contágio, embora consiga barrar 80% das transmissões. O
                                                                           causadora da doença, se espalha pelo organismo, evoluindo para a           tratamento da infecção pelo HPV pode ser realizado por meio de
                                                                           fase secundária. Caracterizada por manchas avermelhadas na pele,           medicamentos, procedimentos locais e até mesmo cirurgias. Mas,
                                                                           essa etapa ainda determina mal-estar, febre e ínguas, mas esses            depois da contaminação, nenhum desses métodos impede que o
Problema de saúde pública                                                  sintomas recuam espontaneamente. E é aí que mora o perigo. Daí em          vírus volte a atuar. Atualmente existem vacinas bastante efetivas
                                                                           diante, a sífilis atravessa um longo período silencioso até alcançar sua   contra os tipos mais perigosos do HPV, que, no entanto, estão
As doenças sexualmente transmissíveis (DST) estão entre os problemas
                                                                           fase terciária, quando compromete o sistema nervoso, os olhos, o           liberadas apenas para uso em mulheres.
mais comuns de saúde pública em todo o mundo. Existem DST
                                                                           coração e os vasos sanguíneos, entre outros. Apesar de sua gravidade,
curáveis, a exemplo da gonorreia, da infecção por clamídia e da sífilis,
                                                                           a doença é de fácil e efetivo tratamento com antibióticos.                 Hepatite B
que desaparecem totalmente quando tratadas com antimicrobianos
adequados, e DST não curáveis, que, por enquanto, podem ser                                                                                           Causada pelo vírus da hepatite B (HBV), a doença é transmitida não
apenas controladas, como a infecção pelo papilomavírus humano,
                                                                           Gonorreia e infecção por clamídia                                          apenas nas relações sexuais, mas também no contato direto com
o herpes genital, a hepatite B e a própria aids.                           Entre dois e oito dias após uma relação sexual desprotegida, essas         sangue e outros materiais biológicos e no momento do parto, da
                                                                           doenças se manifestam em ambos os sexos com ardor no momento               mãe contaminada para o bebê. Em geral, os sintomas da hepatite
Mesmo as DST curáveis, no entanto, têm consequências graves, já
                                                                           de urinar e corrimento amarelado, contendo pus. Contudo, nem               aguda, que incluem febre, náuseas, icterícia (pele amarelada) e
que são capazes de causar infertilidade na mulher e no homem,
                                                                           sempre as mulheres portadoras da infecção por clamídia apresentam          urina escurecida, demoram de um a quatro meses para aparecer
abortos ou defeitos de nascença em bebês, quando em curso
                                                                           sintomas, o que favorece a progressão da infecção para o útero e           após a infecção, mas nem sempre se manifestam. Após essa etapa,
durante a gestação, e até aumento do risco de adquirir o vírus HIV,
                                                                           as trompas, muitas vezes com graves complicações. O tratamento é           o vírus pode ser eliminado naturalmente do organismo ou, então,
que provoca a aids. Em comum, no entanto, todas elas podem ser
                                                                           igualmente feito com antibióticos.                                         persistir em seu ataque, causando uma inflamação crônica no fígado
prevenidas com o uso de preservativo em todas as relações sexuais.
                                                                                                                                                      que, após alguns anos, tem chance de evoluir para complicações

                                                                           Herpes genital                                                             como cirrose e câncer hepático. O tratamento da hepatite B crônica
Abordagem integral do portador                                             Provocada pelo vírus Herpes simplex tipo 2, a infecção ocasiona a
                                                                                                                                                      costuma ser feito com antivirais, mas sem garantias de cura. A
                                                                                                                                                      melhor forma de prevenir a doença é a vacinação contra o HBV, que
de DST                                                                     formação de bolhas genitais que causam coceira intensa, aparecendo
                                                                                                                                                      deve ser feita já no primeiro dia de vida. Como a obrigatoriedade
                                                                           e desaparecendo de forma espontânea, conforme a presença de
O atendimento imediato de uma DST não deve ser visto apenas                                                                                           desse imunizante é relativamente recente, muitos adultos não são
                                                                           fatores como estresse, febre, exposição ao sol e menstruação. A
como uma ação curativa, mas também como uma medida preventiva                                                                                         vacinados, o que faz do uso do preservativo um aliado ainda muito
                                                                           transmissão da doença ocorre apenas quando as bolhas (íntegras
da transmissão da doença e do surgimento de complicações. Afinal,                                                                                     importante contra a hepatite B.
                                                                           ou não) estão presentes, mas isso não significa que dê para abrir
para as pessoas contaminadas e seus parceiros, tão importantes
                                                                           mão do preservativo. O herpes é tratado com antivirais, mas o vírus
quanto a assistência médica são o aconselhamento e a educação
                                                                           pode incomodar novamente.
em saúde, sobretudo para avaliar situações de risco.
www.bradescosaude.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

DST
DSTDST
DST
DSTDST
Doenças Sexualmente Transmissíveis - DST
Doenças Sexualmente Transmissíveis - DSTDoenças Sexualmente Transmissíveis - DST
Doenças Sexualmente Transmissíveis - DST
Grazi Grazi
 
Modelo de panfleto editável (DST's) Frente e verso. Dobrar ao meio
Modelo de panfleto editável (DST's) Frente e verso. Dobrar ao meioModelo de panfleto editável (DST's) Frente e verso. Dobrar ao meio
Modelo de panfleto editável (DST's) Frente e verso. Dobrar ao meio
Danillo Rodrigues
 
Ist inês e carla
Ist inês e carlaIst inês e carla
Ist inês e carla
carlavilelas
 
Doenças sexualmente transmissíveis (dst’s)
Doenças sexualmente  transmissíveis (dst’s)Doenças sexualmente  transmissíveis (dst’s)
Doenças sexualmente transmissíveis (dst’s)
Bio Sem Limites
 
DST
DSTDST
DoençAs Sexualmente TransmissíVeis Power Poit
DoençAs Sexualmente TransmissíVeis Power PoitDoençAs Sexualmente TransmissíVeis Power Poit
DoençAs Sexualmente TransmissíVeis Power Poit
edsaude
 
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa GobbiDoenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Eduarda Gobbi
 
Sífilis- Sintomas e Tratamentos
Sífilis- Sintomas e TratamentosSífilis- Sintomas e Tratamentos
Sífilis- Sintomas e Tratamentos
Eduarda Medeiros
 
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente TransmissíveisDoenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Tassia Lemos
 
Vírus do papiloma humano
Vírus do papiloma humanoVírus do papiloma humano
Vírus do papiloma humano
ketymendes1
 
Dst’s
Dst’sDst’s
Apresentação dst
Apresentação dstApresentação dst
Apresentação dst
Robson Peixoto
 
DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis)
DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis)DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis)
DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis)
Carlos Priante
 
Dst aids para adolescentes
Dst   aids para adolescentesDst   aids para adolescentes
Dst aids para adolescentes
Alinebrauna Brauna
 
Dst palestra
Dst palestraDst palestra
Dst palestra
Josy Farias
 
Infecções Sexualmente Transmissíveis
Infecções Sexualmente TransmissíveisInfecções Sexualmente Transmissíveis
Infecções Sexualmente Transmissíveis
eborges
 
Trabalho sobre sífilis
Trabalho sobre sífilisTrabalho sobre sífilis
Trabalho sobre sífilis
Karolina Peixoto
 
Dst/aids SIPAT (oficial)
Dst/aids SIPAT (oficial)Dst/aids SIPAT (oficial)
Dst/aids SIPAT (oficial)
Claudio Cesar Pontes ن
 

Mais procurados (20)

DST
DSTDST
DST
 
DST
DSTDST
DST
 
Doenças Sexualmente Transmissíveis - DST
Doenças Sexualmente Transmissíveis - DSTDoenças Sexualmente Transmissíveis - DST
Doenças Sexualmente Transmissíveis - DST
 
Modelo de panfleto editável (DST's) Frente e verso. Dobrar ao meio
Modelo de panfleto editável (DST's) Frente e verso. Dobrar ao meioModelo de panfleto editável (DST's) Frente e verso. Dobrar ao meio
Modelo de panfleto editável (DST's) Frente e verso. Dobrar ao meio
 
Ist inês e carla
Ist inês e carlaIst inês e carla
Ist inês e carla
 
Doenças sexualmente transmissíveis (dst’s)
Doenças sexualmente  transmissíveis (dst’s)Doenças sexualmente  transmissíveis (dst’s)
Doenças sexualmente transmissíveis (dst’s)
 
DST
DSTDST
DST
 
DoençAs Sexualmente TransmissíVeis Power Poit
DoençAs Sexualmente TransmissíVeis Power PoitDoençAs Sexualmente TransmissíVeis Power Poit
DoençAs Sexualmente TransmissíVeis Power Poit
 
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa GobbiDoenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
 
Sífilis- Sintomas e Tratamentos
Sífilis- Sintomas e TratamentosSífilis- Sintomas e Tratamentos
Sífilis- Sintomas e Tratamentos
 
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente TransmissíveisDoenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveis
 
Vírus do papiloma humano
Vírus do papiloma humanoVírus do papiloma humano
Vírus do papiloma humano
 
Dst’s
Dst’sDst’s
Dst’s
 
Apresentação dst
Apresentação dstApresentação dst
Apresentação dst
 
DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis)
DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis)DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis)
DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis)
 
Dst aids para adolescentes
Dst   aids para adolescentesDst   aids para adolescentes
Dst aids para adolescentes
 
Dst palestra
Dst palestraDst palestra
Dst palestra
 
Infecções Sexualmente Transmissíveis
Infecções Sexualmente TransmissíveisInfecções Sexualmente Transmissíveis
Infecções Sexualmente Transmissíveis
 
Trabalho sobre sífilis
Trabalho sobre sífilisTrabalho sobre sífilis
Trabalho sobre sífilis
 
Dst/aids SIPAT (oficial)
Dst/aids SIPAT (oficial)Dst/aids SIPAT (oficial)
Dst/aids SIPAT (oficial)
 

Semelhante a Cartilha dst aids

Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveis
Marina
 
AULA+5+Mod.+II-+ISTS+e+HIV-AIDS_compressed.pdf
AULA+5+Mod.+II-+ISTS+e+HIV-AIDS_compressed.pdfAULA+5+Mod.+II-+ISTS+e+HIV-AIDS_compressed.pdf
AULA+5+Mod.+II-+ISTS+e+HIV-AIDS_compressed.pdf
YuriMoraes9
 
Sida nascimento
Sida nascimentoSida nascimento
Sida nascimento
rosacristinapalma
 
Sida - Trabalho Ciências
Sida - Trabalho CiênciasSida - Trabalho Ciências
Sida - Trabalho Ciências
Melissa Matos
 
Dst
DstDst
Trabalho Sobre DST's
Trabalho Sobre DST'sTrabalho Sobre DST's
Trabalho Sobre DST's
guest2e51e6
 
O QUE PRECISAMOS SABER SOBRE DST
O QUE PRECISAMOS SABER SOBRE DSTO QUE PRECISAMOS SABER SOBRE DST
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveis Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveis
welkley
 
A.p novo
A.p  novoA.p  novo
A.p novo
oitavodoidos
 
Sida
SidaSida
Texto de imuno iii
Texto de imuno iiiTexto de imuno iii
Texto de imuno iii
Salminhacoimbra
 
Primeiros Socorros Modulo VI
Primeiros Socorros Modulo VIPrimeiros Socorros Modulo VI
Primeiros Socorros Modulo VI
emanueltstegeon
 
Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveis
Débora França Baltar
 
Virologia
VirologiaVirologia
Trabalho De A P G5 Inc
Trabalho De A P G5 IncTrabalho De A P G5 Inc
Trabalho De A P G5 Inc
Daniel Sousa
 
Trabalho sobre a doenças sexualmente transmissiveis
Trabalho sobre a doenças sexualmente transmissiveisTrabalho sobre a doenças sexualmente transmissiveis
Trabalho sobre a doenças sexualmente transmissiveis
WeslleySSGamers
 
Infecções Sexualmente Transmissíveis mais comuns
Infecções Sexualmente Transmissíveis mais comunsInfecções Sexualmente Transmissíveis mais comuns
Infecções Sexualmente Transmissíveis mais comuns
RodrigodAlincourt
 
Doenças Sexualmente Transmissiveis
Doenças Sexualmente TransmissiveisDoenças Sexualmente Transmissiveis
Doenças Sexualmente Transmissiveis
Elen Goes Bourguignon
 
Previsão das infecções Sexuais e transmissíveis.pdf
Previsão das infecções Sexuais e transmissíveis.pdfPrevisão das infecções Sexuais e transmissíveis.pdf
Previsão das infecções Sexuais e transmissíveis.pdf
Paulino98
 
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosasSociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
stcnsaidjv
 

Semelhante a Cartilha dst aids (20)

Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveis
 
AULA+5+Mod.+II-+ISTS+e+HIV-AIDS_compressed.pdf
AULA+5+Mod.+II-+ISTS+e+HIV-AIDS_compressed.pdfAULA+5+Mod.+II-+ISTS+e+HIV-AIDS_compressed.pdf
AULA+5+Mod.+II-+ISTS+e+HIV-AIDS_compressed.pdf
 
Sida nascimento
Sida nascimentoSida nascimento
Sida nascimento
 
Sida - Trabalho Ciências
Sida - Trabalho CiênciasSida - Trabalho Ciências
Sida - Trabalho Ciências
 
Dst
DstDst
Dst
 
Trabalho Sobre DST's
Trabalho Sobre DST'sTrabalho Sobre DST's
Trabalho Sobre DST's
 
O QUE PRECISAMOS SABER SOBRE DST
O QUE PRECISAMOS SABER SOBRE DSTO QUE PRECISAMOS SABER SOBRE DST
O QUE PRECISAMOS SABER SOBRE DST
 
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveis Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveis
 
A.p novo
A.p  novoA.p  novo
A.p novo
 
Sida
SidaSida
Sida
 
Texto de imuno iii
Texto de imuno iiiTexto de imuno iii
Texto de imuno iii
 
Primeiros Socorros Modulo VI
Primeiros Socorros Modulo VIPrimeiros Socorros Modulo VI
Primeiros Socorros Modulo VI
 
Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveis
 
Virologia
VirologiaVirologia
Virologia
 
Trabalho De A P G5 Inc
Trabalho De A P G5 IncTrabalho De A P G5 Inc
Trabalho De A P G5 Inc
 
Trabalho sobre a doenças sexualmente transmissiveis
Trabalho sobre a doenças sexualmente transmissiveisTrabalho sobre a doenças sexualmente transmissiveis
Trabalho sobre a doenças sexualmente transmissiveis
 
Infecções Sexualmente Transmissíveis mais comuns
Infecções Sexualmente Transmissíveis mais comunsInfecções Sexualmente Transmissíveis mais comuns
Infecções Sexualmente Transmissíveis mais comuns
 
Doenças Sexualmente Transmissiveis
Doenças Sexualmente TransmissiveisDoenças Sexualmente Transmissiveis
Doenças Sexualmente Transmissiveis
 
Previsão das infecções Sexuais e transmissíveis.pdf
Previsão das infecções Sexuais e transmissíveis.pdfPrevisão das infecções Sexuais e transmissíveis.pdf
Previsão das infecções Sexuais e transmissíveis.pdf
 
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosasSociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
Sociedade tecnologia e ciência doenças contagiosas
 

Mais de karol_ribeiro

Cartilha colesterol 2009
Cartilha colesterol 2009Cartilha colesterol 2009
Cartilha colesterol 2009
karol_ribeiro
 
Vivendo dpa guia_familiares_cuidadores
Vivendo dpa guia_familiares_cuidadoresVivendo dpa guia_familiares_cuidadores
Vivendo dpa guia_familiares_cuidadores
karol_ribeiro
 
Cartilha prevencao da hérnia lombar
Cartilha prevencao da hérnia lombarCartilha prevencao da hérnia lombar
Cartilha prevencao da hérnia lombar
karol_ribeiro
 
Manejo clinico dengue_3ed
Manejo clinico dengue_3edManejo clinico dengue_3ed
Manejo clinico dengue_3ed
karol_ribeiro
 
Livro manual de imunizações - hospital albert einstein
Livro   manual de imunizações - hospital albert einsteinLivro   manual de imunizações - hospital albert einstein
Livro manual de imunizações - hospital albert einstein
karol_ribeiro
 
Livro vademecum simplificado - influenza - ms
Livro   vademecum simplificado - influenza - msLivro   vademecum simplificado - influenza - ms
Livro vademecum simplificado - influenza - ms
karol_ribeiro
 
Cart vac
Cart vacCart vac
Cart vac
karol_ribeiro
 
Cartilhagripesuina baixaki
Cartilhagripesuina baixakiCartilhagripesuina baixaki
Cartilhagripesuina baixaki
karol_ribeiro
 
Normas gripe sazonal agosto 2010[1]
Normas gripe sazonal agosto 2010[1]Normas gripe sazonal agosto 2010[1]
Normas gripe sazonal agosto 2010[1]
karol_ribeiro
 
Cartilha saude mulher
Cartilha saude mulherCartilha saude mulher
Cartilha saude mulher
karol_ribeiro
 
Eu gosto de_ser_mulher
Eu gosto de_ser_mulherEu gosto de_ser_mulher
Eu gosto de_ser_mulher
karol_ribeiro
 
Hanseniase direitos humanos
Hanseniase direitos humanosHanseniase direitos humanos
Hanseniase direitos humanos
karol_ribeiro
 
Cartilha saude homem
Cartilha saude homemCartilha saude homem
Cartilha saude homem
karol_ribeiro
 
Cartilha prevencao doencas_infecciosas
Cartilha prevencao doencas_infecciosasCartilha prevencao doencas_infecciosas
Cartilha prevencao doencas_infecciosas
karol_ribeiro
 
Cartilha postura
Cartilha posturaCartilha postura
Cartilha postura
karol_ribeiro
 
Cartilha estresse
Cartilha estresseCartilha estresse
Cartilha estresse
karol_ribeiro
 
Cartilha pressao alta
Cartilha pressao altaCartilha pressao alta
Cartilha pressao alta
karol_ribeiro
 
Cartilha imunizacao
Cartilha imunizacaoCartilha imunizacao
Cartilha imunizacao
karol_ribeiro
 
Parto aborto puerperio
Parto aborto puerperioParto aborto puerperio
Parto aborto puerperio
karol_ribeiro
 
Cartilha cancer pele
Cartilha cancer peleCartilha cancer pele
Cartilha cancer pele
karol_ribeiro
 

Mais de karol_ribeiro (20)

Cartilha colesterol 2009
Cartilha colesterol 2009Cartilha colesterol 2009
Cartilha colesterol 2009
 
Vivendo dpa guia_familiares_cuidadores
Vivendo dpa guia_familiares_cuidadoresVivendo dpa guia_familiares_cuidadores
Vivendo dpa guia_familiares_cuidadores
 
Cartilha prevencao da hérnia lombar
Cartilha prevencao da hérnia lombarCartilha prevencao da hérnia lombar
Cartilha prevencao da hérnia lombar
 
Manejo clinico dengue_3ed
Manejo clinico dengue_3edManejo clinico dengue_3ed
Manejo clinico dengue_3ed
 
Livro manual de imunizações - hospital albert einstein
Livro   manual de imunizações - hospital albert einsteinLivro   manual de imunizações - hospital albert einstein
Livro manual de imunizações - hospital albert einstein
 
Livro vademecum simplificado - influenza - ms
Livro   vademecum simplificado - influenza - msLivro   vademecum simplificado - influenza - ms
Livro vademecum simplificado - influenza - ms
 
Cart vac
Cart vacCart vac
Cart vac
 
Cartilhagripesuina baixaki
Cartilhagripesuina baixakiCartilhagripesuina baixaki
Cartilhagripesuina baixaki
 
Normas gripe sazonal agosto 2010[1]
Normas gripe sazonal agosto 2010[1]Normas gripe sazonal agosto 2010[1]
Normas gripe sazonal agosto 2010[1]
 
Cartilha saude mulher
Cartilha saude mulherCartilha saude mulher
Cartilha saude mulher
 
Eu gosto de_ser_mulher
Eu gosto de_ser_mulherEu gosto de_ser_mulher
Eu gosto de_ser_mulher
 
Hanseniase direitos humanos
Hanseniase direitos humanosHanseniase direitos humanos
Hanseniase direitos humanos
 
Cartilha saude homem
Cartilha saude homemCartilha saude homem
Cartilha saude homem
 
Cartilha prevencao doencas_infecciosas
Cartilha prevencao doencas_infecciosasCartilha prevencao doencas_infecciosas
Cartilha prevencao doencas_infecciosas
 
Cartilha postura
Cartilha posturaCartilha postura
Cartilha postura
 
Cartilha estresse
Cartilha estresseCartilha estresse
Cartilha estresse
 
Cartilha pressao alta
Cartilha pressao altaCartilha pressao alta
Cartilha pressao alta
 
Cartilha imunizacao
Cartilha imunizacaoCartilha imunizacao
Cartilha imunizacao
 
Parto aborto puerperio
Parto aborto puerperioParto aborto puerperio
Parto aborto puerperio
 
Cartilha cancer pele
Cartilha cancer peleCartilha cancer pele
Cartilha cancer pele
 

Último

REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 

Último (20)

REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 

Cartilha dst aids

  • 1. Sexo seguro Cuidar da saúde é uma atitude para toda a vida.
  • 2. Aids O vírus da imunodeficiência humana (HIV) compromete o funcionamento do sistema imunológico, impedindo-o de proteger adequadamente o organismo contra micróbios diversos e células cancerígenas. A presença do HIV no sangue, no entanto, não significa que uma pessoa já tenha aids, pois a doença representa o estágio mais avançado da infecção, quando a imunidade já se encontra bastante comprometida, dando brecha para o surgimento das graves doenças oportunistas. A transmissão do HIV ocorre principalmente através de relações sexuais desprotegidas, mas Problema de saúde pública também do contato direto com sangue contaminado, o que inclui compartilhamento de agulhas e transfusões de sangue, e da mãe As doenças sexualmente transmissíveis (DST) estão entre os problemas para o bebê, na gestação, no parto ou no aleitamento. A aids ainda mais comuns de saúde pública em todo o mundo. Existem DST não tem cura. Por enquanto, o tratamento consiste na adoção de curáveis, a exemplo da gonorreia, da infecção por clamídia e da sífilis, uma combinação de medicamentos antirretrovirais, que agem nos que desaparecem totalmente quando tratadas com antimicrobianos mecanismos de multiplicação do vírus, com monitoramento do adequados, e DST não curáveis, que, por enquanto, podem ser avanço da doença e controle de manifestações oportunistas. apenas controladas, como a infecção pelo papilomavírus humano, o herpes genital, a hepatite B e a própria aids. Fonte: Fleury Medicina e Saúde Mesmo as DST curáveis, no entanto, têm consequências graves, já que são capazes de causar infertilidade na mulher e no homem, abortos ou defeitos de nascença em bebês, quando em curso durante a gestação, e até aumento do risco de adquirir o vírus HIV, que provoca a aids. Em comum, no entanto, todas elas podem ser prevenidas com o uso de preservativo em todas as relações sexuais. Abordagem integral do portador de DST O atendimento imediato de uma DST não deve ser visto apenas como uma ação curativa, mas também como uma medida preventiva da transmissão da doença e do surgimento de complicações. Afinal, para as pessoas contaminadas e seus parceiros, tão importantes quanto a assistência médica são o aconselhamento e a educação em saúde, sobretudo para avaliar situações de risco.
  • 3. Principais doenças sexualmente Infecção pelo papilomavírus humano (HPV) transmissíveis O HPV provoca verrugas de tamanhos variáveis nos genitais e está relacionado com o aparecimento de câncer de pênis, de cavidade Sífilis oral, de ânus e, sobretudo, de colo de útero. O vírus é transmitido Em sua primeira fase, a sífilis se mostra como uma ferida indolor pelo contato direto com a pele contaminada, mesmo sem lesões nos genitais, acompanhada de ínguas nas virilhas, que desaparecem visíveis. Por isso mesmo, a camisinha não tem total efetividade para sem tratamento. Se nada for feito, a bactéria Treponema pallidum, evitar o contágio, embora consiga barrar 80% das transmissões. O causadora da doença, se espalha pelo organismo, evoluindo para a tratamento da infecção pelo HPV pode ser realizado por meio de fase secundária. Caracterizada por manchas avermelhadas na pele, medicamentos, procedimentos locais e até mesmo cirurgias. Mas, essa etapa ainda determina mal-estar, febre e ínguas, mas esses depois da contaminação, nenhum desses métodos impede que o Problema de saúde pública sintomas recuam espontaneamente. E é aí que mora o perigo. Daí em vírus volte a atuar. Atualmente existem vacinas bastante efetivas diante, a sífilis atravessa um longo período silencioso até alcançar sua contra os tipos mais perigosos do HPV, que, no entanto, estão As doenças sexualmente transmissíveis (DST) estão entre os problemas fase terciária, quando compromete o sistema nervoso, os olhos, o liberadas apenas para uso em mulheres. mais comuns de saúde pública em todo o mundo. Existem DST coração e os vasos sanguíneos, entre outros. Apesar de sua gravidade, curáveis, a exemplo da gonorreia, da infecção por clamídia e da sífilis, a doença é de fácil e efetivo tratamento com antibióticos. Hepatite B que desaparecem totalmente quando tratadas com antimicrobianos adequados, e DST não curáveis, que, por enquanto, podem ser Causada pelo vírus da hepatite B (HBV), a doença é transmitida não apenas controladas, como a infecção pelo papilomavírus humano, Gonorreia e infecção por clamídia apenas nas relações sexuais, mas também no contato direto com o herpes genital, a hepatite B e a própria aids. Entre dois e oito dias após uma relação sexual desprotegida, essas sangue e outros materiais biológicos e no momento do parto, da doenças se manifestam em ambos os sexos com ardor no momento mãe contaminada para o bebê. Em geral, os sintomas da hepatite Mesmo as DST curáveis, no entanto, têm consequências graves, já de urinar e corrimento amarelado, contendo pus. Contudo, nem aguda, que incluem febre, náuseas, icterícia (pele amarelada) e que são capazes de causar infertilidade na mulher e no homem, sempre as mulheres portadoras da infecção por clamídia apresentam urina escurecida, demoram de um a quatro meses para aparecer abortos ou defeitos de nascença em bebês, quando em curso sintomas, o que favorece a progressão da infecção para o útero e após a infecção, mas nem sempre se manifestam. Após essa etapa, durante a gestação, e até aumento do risco de adquirir o vírus HIV, as trompas, muitas vezes com graves complicações. O tratamento é o vírus pode ser eliminado naturalmente do organismo ou, então, que provoca a aids. Em comum, no entanto, todas elas podem ser igualmente feito com antibióticos. persistir em seu ataque, causando uma inflamação crônica no fígado prevenidas com o uso de preservativo em todas as relações sexuais. que, após alguns anos, tem chance de evoluir para complicações Herpes genital como cirrose e câncer hepático. O tratamento da hepatite B crônica Abordagem integral do portador Provocada pelo vírus Herpes simplex tipo 2, a infecção ocasiona a costuma ser feito com antivirais, mas sem garantias de cura. A melhor forma de prevenir a doença é a vacinação contra o HBV, que de DST formação de bolhas genitais que causam coceira intensa, aparecendo deve ser feita já no primeiro dia de vida. Como a obrigatoriedade e desaparecendo de forma espontânea, conforme a presença de O atendimento imediato de uma DST não deve ser visto apenas desse imunizante é relativamente recente, muitos adultos não são fatores como estresse, febre, exposição ao sol e menstruação. A como uma ação curativa, mas também como uma medida preventiva vacinados, o que faz do uso do preservativo um aliado ainda muito transmissão da doença ocorre apenas quando as bolhas (íntegras da transmissão da doença e do surgimento de complicações. Afinal, importante contra a hepatite B. ou não) estão presentes, mas isso não significa que dê para abrir para as pessoas contaminadas e seus parceiros, tão importantes mão do preservativo. O herpes é tratado com antivirais, mas o vírus quanto a assistência médica são o aconselhamento e a educação pode incomodar novamente. em saúde, sobretudo para avaliar situações de risco.