SlideShare uma empresa Scribd logo
CARTA
AOS
ROMANO
S
Homens transformados
por meio dessa Epístola
AGOSTINHO
MARTINHO
LUTERO
JOÃO WESLEY
CARTA AOS ROMANOS.pptx
• TÓPICOS
1. AUTOR DA CARTA AOS
ROMANOS
2. LOCAL E DATA ONDE FOI
ESCRITA
3. A IGREJA DE ROMA
4. O PROPÓSITO DA CARTA
5. AS PRINCIPAIS ÊNFASES DA CARTA AOS
ROMANOS
 muito mais que simplesmente uma carta, é um
tratado teológico.
F. F. Bruce chama Romanos de “o evangelho
segundo Paulo”.
 Guilherme Orr diz que doutrinariamente
Romanos é o maior livro já escrito.
Francis Schaeffer diz que de Romanos era estudado
em escolas de direito norte-americanas, a fim de
ensinar aos estudantes a arte de tecer uma
argumentação.
 Calvino chegou a declarar que, se atingirmos uma verdadeira compreensão
quanto a essa epístola, teremos uma porta aberta para todos os
tesouros mais profundos das Escrituras.
 Nenhum livro da Bíblia teve maior influência na história da igreja que a
carta aos Romanos.
 Por meio dela Agostinho se converteu.
 Agostinho viveu de forma devassa, entregue às paixões carnais, prisioneiro
do sexo ilícito e ao mesmo tempo objeto das orações de Mônica, sua mãe
 O monge agostiniano Martinho Lutero (1483-1546) rompeu os grilhões
da escravidão espiritual diante de Romanos 1.17 e descobriu que o justo
vive pela fé.
TÓPICOS
EM PRIMEIRO LUGAR,
MOSTRAR A UNIDADE
DA IGREJA.
EM SEGUNDO LUGAR,
EVIDENCIAR A
UNIVERSALIDADE DO
PECADO.
EM TERCEIRO LUGAR,
MANIFESTAR A
JUSTIÇA DE DEUS NO
EVANGELHO.
EM QUARTO LUGAR,
ANUNCIAR A DOUTRINA DA
JUSTIFICAÇÃO PELA FÉ.
EM QUINTO LUGAR,
PROCLAMAR A NOVA
VIDA NA PESSOA DE
CRISTO.
EM SEXTO LUGAR,
ANUNCIAR A VIDA
VITORIOSA NO ESPÍRITO.
EM SÉTIMO LUGAR,
REVELAR A SOBERANIA
DE DEUS NA SALVAÇÃO.
EM OITAVO LUGAR,
MOSTRAR A VITAL
NECESSIDADE DE
RELACIONAMENTOS
TRANSFORMADOS.
O evangelho, a igreja e o apóstolo (Rm 1.1-13)
AS MARCAS DO EVANGELHO VERDADEIRO (1.1 -5)
1.Em primeiro lugar, o
arauto (aquele que,
por meio de pregão,
tornava pública uma
notícia) do evangelho
(1.1).
2.Em segundo lugar, a fonte do
evangelho. “... separado para o
evangelho de Deus” (1.1).
3.Em terceiro lugar, a
antiguidade do
evangelho. “O qual foi
por Deus, outrora,
prometido por
intermédio dos seus
profetas nas
Sagradas Escrituras”
(1.2).
4.Em quarto lugar, a
essência do evangelho.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a CARTA AOS ROMANOS.pptx

Igreja Antiga Slides.pdf
Igreja Antiga Slides.pdfIgreja Antiga Slides.pdf
Igreja Antiga Slides.pdf
JammersonSoares2
 
epistolaspaulinascorrigidas.pdf
epistolaspaulinascorrigidas.pdfepistolaspaulinascorrigidas.pdf
epistolaspaulinascorrigidas.pdf
cadastromoria
 
Liçao1 rm gl ef
Liçao1 rm gl efLiçao1 rm gl ef
Liçao1 rm gl ef
Loyde Capellari
 
Estudos os evangelhos
Estudos os evangelhosEstudos os evangelhos
Estudos os evangelhos
André Rocha
 
Vários motivos para não sermos católicos romanos
Vários motivos para não sermos católicos romanosVários motivos para não sermos católicos romanos
Vários motivos para não sermos católicos romanos
REFORMADOR PROTESTANTE
 
4 Introdução Aos Evangelhos
4 Introdução Aos Evangelhos4 Introdução Aos Evangelhos
4 Introdução Aos Evangelhos
tomdeamor
 
Pope John Paul ii in Poland (Portuguese)
Pope John Paul ii in Poland   (Portuguese)Pope John Paul ii in Poland   (Portuguese)
Pope John Paul ii in Poland (Portuguese)
Martin M Flynn
 
A fé protestante
A fé protestanteA fé protestante
A fé protestante
Deusdete Soares
 
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
JUERP
 
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 8
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 8Religiões, Seitas e Heresias - Aula 8
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 8
PIBJA
 
A epístola aos romanos parte 1
A epístola aos romanos   parte 1A epístola aos romanos   parte 1
A epístola aos romanos parte 1
Wyllamys Silva
 
IBADEP BASICO - EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...
IBADEP BASICO -  EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS  AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...IBADEP BASICO -  EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS  AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...
IBADEP BASICO - EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...
Rubens Sohn
 
Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1
Moisés Sampaio
 
A Epístola aos Romanos - Lição 01 - 2º Trimestre de 2016
A Epístola aos Romanos - Lição 01 - 2º Trimestre de 2016A Epístola aos Romanos - Lição 01 - 2º Trimestre de 2016
A Epístola aos Romanos - Lição 01 - 2º Trimestre de 2016
Pr. Andre Luiz
 
Marcos pastor gustavo
Marcos  pastor gustavoMarcos  pastor gustavo
Marcos pastor gustavo
aproge
 
ATOS DOS APSTOLOS ATUALIZADO Reparado.pdf
ATOS DOS APSTOLOS  ATUALIZADO Reparado.pdfATOS DOS APSTOLOS  ATUALIZADO Reparado.pdf
ATOS DOS APSTOLOS ATUALIZADO Reparado.pdf
EduardadaRochaCunhaM
 
O suicídio ótica tomista/kotora
O suicídio ótica tomista/kotoraO suicídio ótica tomista/kotora
O suicídio ótica tomista/kotora
PequenoTigre
 
São Justino, filósofo, apologista, mártir, Doutor da Igreja.pptx
São Justino, filósofo, apologista, mártir, Doutor da Igreja.pptxSão Justino, filósofo, apologista, mártir, Doutor da Igreja.pptx
São Justino, filósofo, apologista, mártir, Doutor da Igreja.pptx
Martin M Flynn
 
Piscopaniquia - Doutrina do sono da alma
Piscopaniquia - Doutrina do sono da almaPiscopaniquia - Doutrina do sono da alma
Piscopaniquia - Doutrina do sono da alma
ezequielmaster
 
Tratado de história eclesiástica - volume 1
Tratado de história eclesiástica - volume 1Tratado de história eclesiástica - volume 1
Tratado de história eclesiástica - volume 1
epinus
 

Semelhante a CARTA AOS ROMANOS.pptx (20)

Igreja Antiga Slides.pdf
Igreja Antiga Slides.pdfIgreja Antiga Slides.pdf
Igreja Antiga Slides.pdf
 
epistolaspaulinascorrigidas.pdf
epistolaspaulinascorrigidas.pdfepistolaspaulinascorrigidas.pdf
epistolaspaulinascorrigidas.pdf
 
Liçao1 rm gl ef
Liçao1 rm gl efLiçao1 rm gl ef
Liçao1 rm gl ef
 
Estudos os evangelhos
Estudos os evangelhosEstudos os evangelhos
Estudos os evangelhos
 
Vários motivos para não sermos católicos romanos
Vários motivos para não sermos católicos romanosVários motivos para não sermos católicos romanos
Vários motivos para não sermos católicos romanos
 
4 Introdução Aos Evangelhos
4 Introdução Aos Evangelhos4 Introdução Aos Evangelhos
4 Introdução Aos Evangelhos
 
Pope John Paul ii in Poland (Portuguese)
Pope John Paul ii in Poland   (Portuguese)Pope John Paul ii in Poland   (Portuguese)
Pope John Paul ii in Poland (Portuguese)
 
A fé protestante
A fé protestanteA fé protestante
A fé protestante
 
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
“Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários”
 
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 8
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 8Religiões, Seitas e Heresias - Aula 8
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 8
 
A epístola aos romanos parte 1
A epístola aos romanos   parte 1A epístola aos romanos   parte 1
A epístola aos romanos parte 1
 
IBADEP BASICO - EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...
IBADEP BASICO -  EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS  AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...IBADEP BASICO -  EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS  AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...
IBADEP BASICO - EPISTOLAS PAULINAS E GERAIS AULA1 - ROMANOS, GALATAS E EFÉS...
 
Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1Epístolas gerais - aula 1
Epístolas gerais - aula 1
 
A Epístola aos Romanos - Lição 01 - 2º Trimestre de 2016
A Epístola aos Romanos - Lição 01 - 2º Trimestre de 2016A Epístola aos Romanos - Lição 01 - 2º Trimestre de 2016
A Epístola aos Romanos - Lição 01 - 2º Trimestre de 2016
 
Marcos pastor gustavo
Marcos  pastor gustavoMarcos  pastor gustavo
Marcos pastor gustavo
 
ATOS DOS APSTOLOS ATUALIZADO Reparado.pdf
ATOS DOS APSTOLOS  ATUALIZADO Reparado.pdfATOS DOS APSTOLOS  ATUALIZADO Reparado.pdf
ATOS DOS APSTOLOS ATUALIZADO Reparado.pdf
 
O suicídio ótica tomista/kotora
O suicídio ótica tomista/kotoraO suicídio ótica tomista/kotora
O suicídio ótica tomista/kotora
 
São Justino, filósofo, apologista, mártir, Doutor da Igreja.pptx
São Justino, filósofo, apologista, mártir, Doutor da Igreja.pptxSão Justino, filósofo, apologista, mártir, Doutor da Igreja.pptx
São Justino, filósofo, apologista, mártir, Doutor da Igreja.pptx
 
Piscopaniquia - Doutrina do sono da alma
Piscopaniquia - Doutrina do sono da almaPiscopaniquia - Doutrina do sono da alma
Piscopaniquia - Doutrina do sono da alma
 
Tratado de história eclesiástica - volume 1
Tratado de história eclesiástica - volume 1Tratado de história eclesiástica - volume 1
Tratado de história eclesiástica - volume 1
 

Último

Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 

CARTA AOS ROMANOS.pptx

  • 2. Homens transformados por meio dessa Epístola AGOSTINHO MARTINHO LUTERO JOÃO WESLEY
  • 4. • TÓPICOS 1. AUTOR DA CARTA AOS ROMANOS 2. LOCAL E DATA ONDE FOI ESCRITA 3. A IGREJA DE ROMA 4. O PROPÓSITO DA CARTA 5. AS PRINCIPAIS ÊNFASES DA CARTA AOS ROMANOS
  • 5.  muito mais que simplesmente uma carta, é um tratado teológico. F. F. Bruce chama Romanos de “o evangelho segundo Paulo”.  Guilherme Orr diz que doutrinariamente Romanos é o maior livro já escrito. Francis Schaeffer diz que de Romanos era estudado em escolas de direito norte-americanas, a fim de ensinar aos estudantes a arte de tecer uma argumentação.
  • 6.  Calvino chegou a declarar que, se atingirmos uma verdadeira compreensão quanto a essa epístola, teremos uma porta aberta para todos os tesouros mais profundos das Escrituras.  Nenhum livro da Bíblia teve maior influência na história da igreja que a carta aos Romanos.  Por meio dela Agostinho se converteu.  Agostinho viveu de forma devassa, entregue às paixões carnais, prisioneiro do sexo ilícito e ao mesmo tempo objeto das orações de Mônica, sua mãe  O monge agostiniano Martinho Lutero (1483-1546) rompeu os grilhões da escravidão espiritual diante de Romanos 1.17 e descobriu que o justo vive pela fé.
  • 7. TÓPICOS EM PRIMEIRO LUGAR, MOSTRAR A UNIDADE DA IGREJA. EM SEGUNDO LUGAR, EVIDENCIAR A UNIVERSALIDADE DO PECADO. EM TERCEIRO LUGAR, MANIFESTAR A JUSTIÇA DE DEUS NO EVANGELHO. EM QUARTO LUGAR, ANUNCIAR A DOUTRINA DA JUSTIFICAÇÃO PELA FÉ. EM QUINTO LUGAR, PROCLAMAR A NOVA VIDA NA PESSOA DE CRISTO. EM SEXTO LUGAR, ANUNCIAR A VIDA VITORIOSA NO ESPÍRITO. EM SÉTIMO LUGAR, REVELAR A SOBERANIA DE DEUS NA SALVAÇÃO. EM OITAVO LUGAR, MOSTRAR A VITAL NECESSIDADE DE RELACIONAMENTOS TRANSFORMADOS.
  • 8. O evangelho, a igreja e o apóstolo (Rm 1.1-13) AS MARCAS DO EVANGELHO VERDADEIRO (1.1 -5) 1.Em primeiro lugar, o arauto (aquele que, por meio de pregão, tornava pública uma notícia) do evangelho (1.1). 2.Em segundo lugar, a fonte do evangelho. “... separado para o evangelho de Deus” (1.1). 3.Em terceiro lugar, a antiguidade do evangelho. “O qual foi por Deus, outrora, prometido por intermédio dos seus profetas nas Sagradas Escrituras” (1.2). 4.Em quarto lugar, a essência do evangelho.