SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 151
Baixar para ler offline
“PAISAGENS DE
ALTA PERFORMANCE”
UMA NOVA VISÃO PARA A ÁGUA
Castelo dos Templários e Convento de Cristo
Tomar Portugal – ano 1160 – Sec. XII
Aqueduto dos Pegões
Tomar Portugal – ano 1593 – Sec. XVI – 433 anos depois
Como podemos:
Projetar as cidades do futuro?
Criar modelos urbanos adaptáveis, ​​resistentes e eficientes ?
Tornar as cidades mais habitáveis ​​com uma melhor qualidade de vida?
Facilitar e aproveitar o potencial de uma economia verde ?
Melhorar as capacidades e potencialidades da Cidadania em nossas Paisagens?
Garantir os direitos oferecidos pela natureza e promover um ambiente mais sustentável?
Fazer parte desta transformação?
Paisagens de alta performance
PAISAGEM DE ALTA PERFORMANCE
É AQUELA QUE “INCORPORA EM SEUS
ESPAÇOS ABERTOS FUNÇÕES QUE
EMULAM OU ADAPTAM OS PROCESSOS
E CICLOS OCORRIDOS NA NATUREZA,
ADOTANDO TECNOLOGIAS DE ALTO DESEMPENHO”.
CONTRIBUI DECISIVAMENTE PARA A
SOLUÇÃO DOS PROBLEMAS ASSOCIADOS
À ÁGUA, AO CLIMA E A ECOLOGIA URBANA.
Paisagem e Ambiente n. 25/2008 + Topos n. 90/ 2015
Caminho para a Transformação
Sete passos para uma
“Pegada Ecológica”
URBANIZAÇÃO x BIOURBANISMO
INFRAESTRUTURA VERDE E AZUL
RECUPERAÇÃO DE ESPAÇOS PÚBLICOS
PATRIMÔNIO NATURAL E NOVOS EMPREENDIMENTOS
INTERVENÇÃO EM ÁREAS PÓS INDUSTRIAIS
CRIAÇÃO DE COMUNIDADES INTELIGENTES
BIOFILIA E PAISAGENS DE ALTO DESEMPENHO
01º
02º
03º
04º
05º
06º
07º
01º
URBANIZAÇÃO x BIOURBANISMO
URBANIZAÇÃO x BIOURBANISMO
“Fenômeno Associado ao desenvolvimento
da Civilização e da Tecnologia” ...
“...a ação de dotar uma área com
infra-estrutura
e equipamentos urbanos”
URBANIZAÇÃO
.
URBANIZAÇÃO
.
5 Crises x Fator Mudanças Climáticas
Crescimento Populacional / Pobreza
Água
Extinção de espécies / Biodiversidade
Esgotamento do Petróleo
Segurança Alimentar
“a humanidade está consumindo em um ano o que a terra
pode repor em um ano e meio “
“Se toda a população mundial adotasse um padrão de
consumo semelhante ao das classes A e B brasileiras,
seriam necessários três planetas para suprir todos os
recursos utilizados”
Pesquisa de opinião pública - 2008 WWF - Ibope.
TOPOS n.90/2015
URBANIZAÇÃO
.
Adrian Mc Gregor
IFLA 2013
BIOURBANISMO
.
“As cidades precisam se adaptar às crises
convergentes, desenvolvendo a resiliência
através dos serviços oferecidos pelos
sistemas e processos da natureza.”
Biomimetismo
TOPOS
n.90/2015
Resilient Cities and Landscapes
TOPOS
n.90/2015
Adrian Mc Gregor
Resilient
Cities and Landscapes
Mudança de
paradigmas
Sistemas
Biológicos
Comunidade
Paisagem
Alimento
Água
Resíduos
Sistemas
Urbanos
Energia
Economia
Mobilidade
Infraestrutura
TecnologiaTOPOS
n.90/2015
“Fazenda de Algas”
Aeroporto Sydney
Sarah Fayad
Biomimicry
Michael Pawlyn
IFLA 2013
Primeiro passo para uma
“Pegada Ecológica”:
Aprender com a Natureza
01º
02º
INFRAESTRUTURA VERDE E AZUL
INFRAESTRUTURA VERDE E AZUL
“Novos conceitos são necessários para atender as complexas
dinâmicas existentes entre os elementos estruturais da forma das
paisagens, a topografia e a hidrologia.’
“O Desenho Urbano sensível a água aparece como uma solução
para atender as demandas, pois considera todas as partes dos
ciclos urbanos da água e, combina a funcionalidade do manejo das
águas com os princípios de desenho urbano.”
Water Sensitive Urban Design - Jovis
O objetivo principal é demonstrar que através da infraestrutura verde podemos:
- Integrar os sistemas naturais aos construídos na obtenção de ambientes urbanos
mais saudáveis e resilientes.
- Planejar os espaços livres e áreas abertas como uma rede de projetos capaz de
prover diversos serviços ecossistêmicos e auxiliar no manejo das águas de chuva
e nas águas desperdiçadas.
- Auxiliar na prevenção de enchentes e no tratamento da qualidade das águas.
- Apontar para os benefícios estéticos e para as oportunidades de desenvolvimento
de uma economia verde.
Funções primárias no manejo das águas:
- Aproveitamento / uso
Reduz serviços de demanda, economiza energia, recursos e custos .
- Tratamento
Necessário antes do uso em serviços domésticos ou antes da infiltração
no solo.
- Detenção e Infiltração
Descentraliza os sistemas de drenagem, reduz o escoamento superficial
e o risco de enchentes, além de restaurar a hidrologia natural.
- Transporte
Descentraliza os sistemas de drenagem, promove contato visual e
promove a percepção do manejo das águas nos espaços urbanos.
- Evapotranspiração
Componente vital para o ciclo d´água, auxilia na temperatura, humidade e
precipitação.
Tipologias de acordo com suas funções primárias principais:
- Aproveitamento / uso
Cisternas, tanques, piscinas, etc.
- Tratamento
Áreas de bioretenção, wetlands, filtros de areia e grama, etc.
- Detenção e Infiltração
Teto verde, pisos permeáveis, zonas ou trincheiras de infiltração ( jardins
de chuva, biovaletas), sistema “geocelular” ou modular, “piscinas” de
detenção secas e molhadas, etc.
- Transporte
Canal de drenagem com plantas nativas ou gramados.
- Evapotranspiração
Todos os sistemas com vegetação podem ser considerados para
evapotranspiração passiva e paredes d´água, fontes e piscinas , quando
ativados por sistemas técnicos são considerados evapotranspiração ativa.
Infraestrutura Verde
Nathaniel S. Cormier
Paulo Renato Mesquita Pellegrino
2008/2009
2008
ROBSONVILLE POINT
IFLA 2013 – AUCKLAND - NZ
Tipologia – Canteiro Pluvial
Robsonville Point
Auckland NZ - IFLA 2013
Paisagem e Ambiente
N. 25 / 2008
Tipologia – Jardim de Chuva
Tipologia - Biovaleta
Tipologia – Lagoa Pluvial
Tipologia –Bacia de Retenção/ Infiltração
Tipologia – Cisterna
Tipologia – Grade verde
Tipologia – Teto verde
Cobertura Aurecon
Cape Town África do Sul
IFLA 2012
Cape Point - África do Sul
IFLA 2012
Tipologia – Parede Verde
Tipologia – Sistemas Urbanos de Drenagem
Imagens fornecidas pelo Ricardo - Remaster
ENB
ESTÁDIO NACIONAL DE BRASÍLIA
2010/2011 - BRASÍLIA , DF
Legado para Cidade
Regeneração
Boas práticas no
manejo das águas
Educação ambiental
Espécies vegetais nativas
Integração urbana
Mobilidade Urbana
Agricultura Urbana
Floresta Urbana
Imagem Arquitetura da Paisagem – B. Abbud
Imagem Arquitetura da Paisagem – B. Abbud
Imagem Fluxus Design Ecológico
Imagem Fluxus Design Ecológico
Imagem Fluxus Design Ecológico
Imagem Arquitetura da Paisagem – B. Abbud
Segundo passo para uma
“Pegada Ecológica”:
Utilizar a Natureza como
ferramenta
02º
03º
PATRIMÔNIO NATURAL E
NOVOS EMPREENDIMENTOS
PATRIMÔNIO NATURAL E NOVOS EMPREENDIMENTOS
Desenvolvimento e
preservação
Intaka Island - 16 Hectares
Century City – 250 Hectares
Os Objetivos da Intaka Island:
Conservar um tipo raro de Wetland e habitat de Fynbus
Prover um santuário natural para os pássaros
Preservar as águas e acolher as aves em migração
Filtro e Purificador Natural das águas dos Canais da Century City
Programa vital de Pesquisa, Conservação e Educação Ambiental
5 dias
Primeira
Piscina
25 dias
Segunda
Piscina
60 dias
Terceira
Piscina
90 dias
retorna
para os
canais
Polimento
das Águas
120 Espécies
de Pássaros
212 Espécies
Vegetais Nativas
Terceiro passo para uma
“Pegada Ecológica”:
Preservar e Recuperar
as Paisagens Naturais
03º
04º
INTERVENÇÕES EM
ÁREAS PÓS INDUSTRIAIS
INTERVENÇÕES EM ÁREAS PÓS INDUSTRIAIS
Schanzengraben
Green Link
TURBINENPLATZ
ZURIQUE, SUIÇA
Desenvolvimento regional - Zentrum Zürich-West
Mudança de uma área industrial para um distrito de uso misto
Novo uso da terra:
residencial, cultural, trabalho e recreação nos espaços abertos
Hoje 20.000 empregos no futuro 40.000
Hoje 3.000 habitantes no futuro 8.000
Quarto passo para uma
“Pegada Ecológica”:
Combinar Tecnologia
com Ecologia
04º
05º
RECUPERAÇÃO DE
ESPAÇOS PÚBLICOS
RECUPERAÇÃO DE ESPAÇOS PÚBLICOS
SILO PARK E JELICOE STREET
AUCKLAND , NOVA ZELANDIA
Quinto passo para uma
“Pegada Ecológica”:
Investir em Planejamento
e Projeto Integrado
05º
06º
CRIAÇÃO DE
COMUNIDADES
INTELIGENTES
CRIAÇÃO DE COMUNIDADES INTELIGENTES
PORTA NUOVA SMART COMMUNITY
MILÃO , ITÁLIA
25 VERDI
TURIN , ITÁLIA
Deixar a Natureza fazer seu trabalho !
Kogjan Yu - Turenscape
Sponge City – Infraestrutura Ecológica
Reter no local.
Diminuir a velocidade
Adaptar
Limpar
Reconstruir conexões
Sexto passo para uma
“Pegada Ecológica”:
Utilizar modelos naturais
para comunicar
06º
07º
BIOFILIA E PAISAGENS
DE ALTO DESEMPENHO
BIOFILIA E PAISAGENS DE ALTO DESEMPENHO
BIOFILIA E PAISAGENS DE ALTO DESEMPENHO
Condomínio Residencial STI
POTIM, SÃO PAULO
UNIQUE GARDEN
MAIRIPORÃ, SÃO PAULO
AGRICULTURA SUSTENTÁVEL
PRODUÇÃO DE ALIMENTOS
INDIVIDUAL COLETIVA
COBERTURAS VERDES
HORTAS CASEIRAS
ESTUFAS CASEIRAS
JARDIM COMUNITÁRIO
POMAR COMUNITÁRIO
ESTUFA COMUNITÁRIA
AGRICULTURA URBANA
JARDINS COMESTÍVEIS
FAZENDAS COMUNITÁRIAS
TRATAMENTO DO ESGOTO COM PLANTAS
“MÁQUINAS DE VIDA”
MEIO AMBIENTE, POLÍTICA, CULTURA E CIÊNCIA
TRATAMENTO PRIMÁRIO
TRATAMENTO SECUNDÁRIO
Sétimo passo para uma
“Pegada Ecológica”:
Utilizar a Natureza como
quantificador ecológico.
(Certificação e Inovação)
07º
Sete passos para uma “Pegada Ecológica”
URBANIZAÇÃO x BIOURBANISMO
INFRAESTRUTURA VERDE E AZUL
PATRIMÔNIO NATURAL E NOVOS EMPREENDIMENTOS
INTERVENÇÕES EM ÁREAS PÓS INDUSTRIAIS
RECUPERAÇÃO DOS ESPAÇOS PÚBLICOS
CRIAÇÃO DE COMUNIDADES INTELIGENTES
BIOFILIA E PAISAGENS DE ALTO DESEMPENHO
- Aprender com a Natureza ( Paisagens Naturais).
- Utilizar a Natureza como ferramenta.
- Preservar e Recuperar as Paisagens Naturais e Culturais
- Combinar tecnologia com ecologia .
- Investir em planejamentos e projetos integrados.
- Usar modelos Naturais ( Natureza) para comunicar.
- Utilizar a Natureza como quantificador ecológico e saborear a paisagem.
Como podemos:
Projetar as cidades do futuro?
Aprender com a Natureza . Biourbanismo e o Biomimetismo.
Criar modelos urbanos adaptáveis, ​​resistentes e eficientes ?
Utilizar a Natureza como ferramenta, IEV – Robsonville Point.
Tornar as cidades mais habitáveis ​​com uma melhor qualidade de vida?
Preservar e recuperar as Paisagens Naturais - Intaka Island.
Facilitar e aproveitar o potencial de uma economia verde ?
Combinar Tecnologia com Ecologia – Turbinenplatz.
Melhorar as capacidades e potencialidades da Cidadania em nossas paisagens?
Investir em Planejamentos e Projetos Integrados – Auckland.
Garantir os direitos oferecidos pela natureza e promover um ambiente mais sustentável?
Usar modelos Naturais para comunicar, explicitar a Natureza – Porta Nuova Smart C.
Fazer parte desta transformação?
Usar a Natureza como quantificador Ecológico e Saborear a Paisagem – STI e Unique
CAMINHO PARA TRANSFORMAÇÃO
TRAZER A NATUREZA DE VOLTA PARA NOSSAS CIDADES
OBRIGADO!
MARCELO VASSALO
OWNER
OFICINA DA PAISAGEM
contato@marcelovassalo.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Oficina de Comunicação Popular e Mídias Alternativas
Oficina de Comunicação Popular e Mídias AlternativasOficina de Comunicação Popular e Mídias Alternativas
Oficina de Comunicação Popular e Mídias AlternativasJean José
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?guest6a86aa
 
Resenha: A ARQUITETURA DOS JESUÍTAS NO BRASIL (Lucio Costa)
Resenha: A ARQUITETURA DOS JESUÍTAS NO BRASIL (Lucio Costa)Resenha: A ARQUITETURA DOS JESUÍTAS NO BRASIL (Lucio Costa)
Resenha: A ARQUITETURA DOS JESUÍTAS NO BRASIL (Lucio Costa)IZIS PAIXÃO
 
O Poder da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
O Poder  da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação SocialO Poder  da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
O Poder da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação SocialPortal Voluntários Online
 
As origens e os principais teóricos da sociologia
As origens e os principais teóricos  da sociologiaAs origens e os principais teóricos  da sociologia
As origens e os principais teóricos da sociologiaLucio Oliveira
 
Sociologia - Tempos nervosos
Sociologia - Tempos nervososSociologia - Tempos nervosos
Sociologia - Tempos nervososedsonfgodoy
 
Introducao As Teorias Da Cibercultura
Introducao As Teorias Da CiberculturaIntroducao As Teorias Da Cibercultura
Introducao As Teorias Da Ciberculturagabizago
 
Cidadania e Profissionalidade
Cidadania e ProfissionalidadeCidadania e Profissionalidade
Cidadania e ProfissionalidadeELIANANDR
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia Maira Conde
 
Metodologias de investigação
Metodologias de investigaçãoMetodologias de investigação
Metodologias de investigaçãoLuis Pedro
 
Evolução da Tecnologia e seu Contexto Histórico
Evolução da Tecnologia e seu Contexto HistóricoEvolução da Tecnologia e seu Contexto Histórico
Evolução da Tecnologia e seu Contexto HistóricoAgostinho NSilva
 

Mais procurados (20)

Jornalismo
JornalismoJornalismo
Jornalismo
 
Oficina de Comunicação Popular e Mídias Alternativas
Oficina de Comunicação Popular e Mídias AlternativasOficina de Comunicação Popular e Mídias Alternativas
Oficina de Comunicação Popular e Mídias Alternativas
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
 
Cidades Inteligentes
Cidades InteligentesCidades Inteligentes
Cidades Inteligentes
 
A rede social
A rede socialA rede social
A rede social
 
Surgimento da sociologia
Surgimento da sociologiaSurgimento da sociologia
Surgimento da sociologia
 
Resenha: A ARQUITETURA DOS JESUÍTAS NO BRASIL (Lucio Costa)
Resenha: A ARQUITETURA DOS JESUÍTAS NO BRASIL (Lucio Costa)Resenha: A ARQUITETURA DOS JESUÍTAS NO BRASIL (Lucio Costa)
Resenha: A ARQUITETURA DOS JESUÍTAS NO BRASIL (Lucio Costa)
 
Tic 4
Tic 4Tic 4
Tic 4
 
O Poder da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
O Poder  da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação SocialO Poder  da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
O Poder da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
 
As origens e os principais teóricos da sociologia
As origens e os principais teóricos  da sociologiaAs origens e os principais teóricos  da sociologia
As origens e os principais teóricos da sociologia
 
Equipamentos urbanos
Equipamentos urbanosEquipamentos urbanos
Equipamentos urbanos
 
Sociologia - Tempos nervosos
Sociologia - Tempos nervososSociologia - Tempos nervosos
Sociologia - Tempos nervosos
 
Ciências Sociais 1
Ciências Sociais 1Ciências Sociais 1
Ciências Sociais 1
 
Introducao As Teorias Da Cibercultura
Introducao As Teorias Da CiberculturaIntroducao As Teorias Da Cibercultura
Introducao As Teorias Da Cibercultura
 
Cidadania e Profissionalidade
Cidadania e ProfissionalidadeCidadania e Profissionalidade
Cidadania e Profissionalidade
 
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
Cibercultura e Redes sociais - aula 01 - turma 03
 
Direitos humanos
Direitos humanosDireitos humanos
Direitos humanos
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
 
Metodologias de investigação
Metodologias de investigaçãoMetodologias de investigação
Metodologias de investigação
 
Evolução da Tecnologia e seu Contexto Histórico
Evolução da Tecnologia e seu Contexto HistóricoEvolução da Tecnologia e seu Contexto Histórico
Evolução da Tecnologia e seu Contexto Histórico
 

Semelhante a Bio-Urbanismo _ Paisagem Urbana de “Alta Performance”- Uma nova visão para a Água

11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo
11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo
11º SINDUSCON - Marcelo VassaloMarceloVassalo
 
Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USP
Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USPPalestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USP
Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USPFluxus Design Ecológico
 
Expansão urbana e o Meio Ambiente
Expansão urbana e  o  Meio Ambiente Expansão urbana e  o  Meio Ambiente
Expansão urbana e o Meio Ambiente Chico Macena
 
Arquitectura sustentável-EDV
Arquitectura  sustentável-EDVArquitectura  sustentável-EDV
Arquitectura sustentável-EDVkliisnj
 
Apresentação Aurélio Padovezi (TNC)
Apresentação Aurélio Padovezi (TNC)Apresentação Aurélio Padovezi (TNC)
Apresentação Aurélio Padovezi (TNC)PET Ecologia
 
Entreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanente
Entreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanenteEntreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanente
Entreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanenteTHCM
 
Resumo de Ciências - 2º Bimestre
Resumo de Ciências - 2º BimestreResumo de Ciências - 2º Bimestre
Resumo de Ciências - 2º Bimestrealpisveredas
 
Conservação em meio urbano ana marta conceição (1)
Conservação em meio urbano ana marta conceição (1)Conservação em meio urbano ana marta conceição (1)
Conservação em meio urbano ana marta conceição (1)Ana Conceição
 
Gestão e sustentabilidade
Gestão e sustentabilidadeGestão e sustentabilidade
Gestão e sustentabilidadecARLOS CAMPOS
 
Seminario Nacional - Arquitetura Paisagistica em tempos de crise hidrica
Seminario Nacional - Arquitetura Paisagistica em tempos de crise hidricaSeminario Nacional - Arquitetura Paisagistica em tempos de crise hidrica
Seminario Nacional - Arquitetura Paisagistica em tempos de crise hidricaFluxus Design Ecológico
 
Apresentação Terraço Verde
Apresentação Terraço VerdeApresentação Terraço Verde
Apresentação Terraço VerdeJoão Paulo Mehl
 

Semelhante a Bio-Urbanismo _ Paisagem Urbana de “Alta Performance”- Uma nova visão para a Água (20)

11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo
11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo
11º SINDUSCON - Marcelo Vassalo
 
Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USP
Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USPPalestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USP
Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USP
 
Agua
AguaAgua
Agua
 
Expansão urbana e o Meio Ambiente
Expansão urbana e  o  Meio Ambiente Expansão urbana e  o  Meio Ambiente
Expansão urbana e o Meio Ambiente
 
Arquitectura sustentável-EDV
Arquitectura  sustentável-EDVArquitectura  sustentável-EDV
Arquitectura sustentável-EDV
 
Livia Tirone
Livia TironeLivia Tirone
Livia Tirone
 
Apresentação Aurélio Padovezi (TNC)
Apresentação Aurélio Padovezi (TNC)Apresentação Aurélio Padovezi (TNC)
Apresentação Aurélio Padovezi (TNC)
 
Entreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanente
Entreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanenteEntreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanente
Entreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanente
 
Resumo de Ciências - 2º Bimestre
Resumo de Ciências - 2º BimestreResumo de Ciências - 2º Bimestre
Resumo de Ciências - 2º Bimestre
 
Livia Tirone - Construção Sustentável
Livia Tirone - Construção SustentávelLivia Tirone - Construção Sustentável
Livia Tirone - Construção Sustentável
 
Conservação em meio urbano ana marta conceição (1)
Conservação em meio urbano ana marta conceição (1)Conservação em meio urbano ana marta conceição (1)
Conservação em meio urbano ana marta conceição (1)
 
Gestão e sustentabilidade
Gestão e sustentabilidadeGestão e sustentabilidade
Gestão e sustentabilidade
 
Projeto 21 Doc
Projeto 21 DocProjeto 21 Doc
Projeto 21 Doc
 
Seminario Nacional - Arquitetura Paisagistica em tempos de crise hidrica
Seminario Nacional - Arquitetura Paisagistica em tempos de crise hidricaSeminario Nacional - Arquitetura Paisagistica em tempos de crise hidrica
Seminario Nacional - Arquitetura Paisagistica em tempos de crise hidrica
 
Apresentação Ana
Apresentação AnaApresentação Ana
Apresentação Ana
 
Recursos hídricos semana da água
Recursos hídricos semana da águaRecursos hídricos semana da água
Recursos hídricos semana da água
 
Apresentação Terraço Verde
Apresentação Terraço VerdeApresentação Terraço Verde
Apresentação Terraço Verde
 
PES COURSE - RECIFE (Payment for ecosystem services / FERNANDO VEIGA)
PES COURSE - RECIFE (Payment for ecosystem services / FERNANDO VEIGA)PES COURSE - RECIFE (Payment for ecosystem services / FERNANDO VEIGA)
PES COURSE - RECIFE (Payment for ecosystem services / FERNANDO VEIGA)
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Aula 1 - Violêta Kubrusly
Aula 1 - Violêta KubruslyAula 1 - Violêta Kubrusly
Aula 1 - Violêta Kubrusly
 

Bio-Urbanismo _ Paisagem Urbana de “Alta Performance”- Uma nova visão para a Água