SlideShare uma empresa Scribd logo
 
Texto Áureo “E eu, na verdade, vos batizo com água, para o arrependimento, mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu, não sou digno de levar as suas sandálias, Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo”  (Mt 3.11)
Verdade prática O batismo com o Espírito Santo é uma experiência subsequente à salvação, concedida por Deus aos seus servos, tornando-os aptos a cumprir a missão de pregar o Evangelho.
Leitura bíblica em classe (Atos 2.1-4,7,8) Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar.  De repente veio do céu um ruído, como que de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados.   E lhes apareceram umas línguas como que de fogo, que se distribuíam, e sobre cada um deles pousou uma. E todos ficaram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem.  7  E todos pasmavam e se admiravam, dizendo uns aos outros: Pois quê! não são galileus todos esses que estão falando? Como é, pois, que os ouvimos falar cada um na própria língua em que nascemos?
INTRODUÇÃO   O Batismo com Espírito Santo é o revestimento, o derramamento de poder do Alto - “ Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós …” (Atos 1.8)  -,  com a evidência física inicial de línguas estranhas, conforme o  Espírito Santo concede.
( I ) O QUE NÃO É O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO.
(1.1)  O batismo com o Espírito Santo não é a regeneração espiritual do pecador .
O Novo Nascimento, ou Regeneração, ao lado da Justificação, da Adoção e  da Santificação, é parte integrante do processo de Salvação, enquanto que o Batismo com o Espírito Santo é uma promessa e uma benção para os crentes salvos. O batismo com o Espírito Santo é uma experiência que se segue após a conversão espiritual do crente.
Nem todos os salvos são batizados com Espírito Santo no momento da conversão. Exemplo dos irmãos da igreja de Éfeso exposto em Atos (19.1,2). Aqueles irmãos eram salvos foram chamados de discípulos; Paulo ao dizer “ quando crestes ” entendeu que o problema da Salvação estava resolvido ele sabia que a Salvação se resolve crendo em Jesus, como ele mesmo  tinha afirmado em Filipo, ao Carcereiro  “ Crê no Senhor Jesus Cristo e será salvo …” (At16.31) .  Paulo não pregou a salvação para eles.
Paulo reconheceu que eles eram salvos. Apolo é um exemplo de homens salvo que não são batizados com o Espírito Santo. Ele conhecia “ somente o batismo de João ”, porém era fervoroso de espírito e poderoso nas Escrituras  (At 18.24-25).  Apolo era salvo, regenerado, conhecia Jesus, mas, não conhecia o Espírito Santo. Portanto, o batismo com o Espírito Santo não é a regeneração espiritual do pecador.
(1.2)  O batismo no corpo de Cristo não é batismo com o Espírito Santo.
Não podemos confundir o batismo com Espírito Santo com o batismo descrito em  (1Co 12:13)  “Pois em um só Espírito fomos todos nós batizados em um só corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos quer livres; e a todos nós foi dado beber de um só Espírito.” ; Este textos, trata de um batismo figurado, apesar de real. Todos aqueles que passam pelo novo nascimento, são batizados no corpo místico de Cristo.
É possível ser Batizado no Corpo de Cristo e não ser Batizado com o Espírito Santo. Mas, não é possível ser Batizado com o Espírito Santo sem ter sido Batizado no Corpo de Cristo. O  Batismo com o Espírito Santo é um obra espiritual, invisível e é realizada por Jesus. “... Ele vos batizará com o Espírito Santo , ...” (Mt 3: 11) .
(1.3)  O batismo com o Espírito Santo não é uma experiência exclusiva  dos dias apostólicos.
A maior parte dos chamados evangélicos tradicionais (reformados), ou seja, as denominações evangélicas surgidas durante a Reforma Protestante, não aceitam que o batismo com o Espírito Santo seja uma realidade para os nossos dias. Argumentam que o derramamento do Espírito Santo  foi um sinal apenas no dia de Pentecostes, quando muito, aos tempos apostólicos. Entretanto, este entendimento não pode ser aceito, porque não tem respaldo bíblico.
CLASSIFICAÇÕES DAS IGREJAS EVANGÉLICAS
FUNDAMENTALISTAS  - São aqueles que interpretam a Bíblia de forma literal e não aceitam quaisquer outras alternativas. Consideram-se a continuidade da Reforma Protestante. São críticos das versões modernas da tradução da bíblia e do uso de determinados textos gregos.  São anti-pentecostais, anti-cooperativos, anti-ecumênicos, individualistas e absolutamente rigorosos e independentes.
PROTESTANTES (EVANGÉLICOS) TRADICIONAIS  São os "crentes" das denominações evangélicas históricas mais antigas, surgidas na Reforma Protestante ou no tempo dela. São as denominações que deram origem às Missões Modernas e que trouxeram o evangelho ao Brasil. Não creem na experiência pentecostal (batismo no Espírito Santo após a conversão, com manifestações visíveis e audíveis de sinais e dons). São estruturados, possuem uma longa história e representam o início de toda igreja cristã evangélica no mundo.
PENTECOSTAIS  - São as denominações evangélicas surgidas após o início do fenômeno Pentecostal, iniciado nos Estados Unidos, em 1906, na famosa Rua Azuza, onde pela primeira vez na história moderna da igreja foram manifestados os "dons de línguas" como provas de batismo com o Espírito Santo. Esse fenômeno atraiu a atenção de crentes, que, ao presenciarem e admitirem a experiência, originaram novas denominações. Iniciou no Brasil em 1911, com o início da Assembléia de Deus, em Belém do Pará. Hoje são muitas as denominações pentecostais.
NEOPENTECOSTAIS  - Surgida do pentecostalismo, que, unindo-se à filosofia do "poder da mente", passou a explorar a prosperidade como sinal de bênção divina e, em decorrência da fé, a cura de todas as enfermidades. Eles creem em rituais especiais para realizar coisas especiais: Quebra de maldições, determinar pela fé, desafios para prosperidade financeira, oração em montanhas de Israel, amuletos para trazer sorte, etc.
NEOAPOSTÓLICOS  - Não satisfeitos com o que tinham, os neopentecostais evoluíram a um passo mais ambicioso ainda: criaram o chamado "mover apostólico", "poder apostólico", "evangélico apostólico". Trata-se de ressuscitar o dom de apóstolo, equiparando a autoridade de seu líder ao da canonicidade de Paulo, João ou Pedro, tornando a palavra deles como inspirada pelo Espírito Santo.
CARISMÁTICOS  - São os chamados "católicos carismáticos". Até então um grupo separado dos evangélicos. Contudo, com o império do neopentecostalismo e do neoapostolismo, os carismáticos estão se misturando a eles, com a experiência similar de glossolalia, com canções copiadas dos evangélicos, com uma liturgia praticamente idêntica, mantendo, contudo, o credo católico. Creem em santos, em Santa Maria, na Eucaristia, no Purgatório, fazem orações, pregam parecido com os evangélicos  e falam em línguas estranhas.
II. O QUE É O BATISMO COM O ESPÍRTO SANTO
O batismo com o Espírito Santo é uma demonstração do poder de Deus, no instante em que as pessoas regeneradas recebem o batismo com o Espírito Santo, começam a falar com Deus, a exaltá-lo, a louvá-lo, a glorificá-lo e que pode ser notada por muitas pessoas (como no Pentecostes). O batismo com o Espírito Santo é uma promessa de Deus feita no Antigo Testamento  (Jl 2.28-32)  e cumprida no Novo Testamento  (At 2.1-4).
(2.1)  O falar em línguas como sinal do batismo.
O sinal das línguas estranhas foi estabelecido para ser o sinal característico e identificador do batismo com o Espírito Santo, não havendo qualquer outro sinal que tenha sido indicado nas Escrituras como sendo a prova de que alguém foi batizado com o Espírito Santo.
(2.2)  O dom de variedade de línguas
É o dom concedido pelo Espírito Santo a alguns crentes para que falem em “línguas estranhas”, de forma sobrenatural, para o fim de edificação de quem fala. O sinal do revestimento de poder é o falar em “línguas estranhas”, mas o dom de “variedade de línguas” é algo diferente, pois se trata de uma comunicação que se estabelece em mistério entre Deus e o homem, uma comunicação direta do espírito humano com o Espírito de Deus, tanto que o intelecto humano dele não participa. Sua finalidade, é promover a edificação espiritual individual daquele que fala.
Todos os batizados com o Espírito Santo falam em língua estranha quando recebem o batismo, mas nem todos têm o dom de línguas, há um grupo de crentes que, apesar de ser batizado com o Espírito Santo, não possui o dom de línguas e, apesar de ter falado em língua estranha no instante do batismo, não mais falará dali por diante. A existência deste grupo deve ser aqui destacada, pois, impensada e erroneamente, há muitos que acham que, se alguém foi batizado com o Espírito Santo e deixou de falar em língua estranha, precisa ser renovado, não está bem espiritualmente, pecou ou fez algo que não era da vontade de Deus. Nem sempre quem é batizado com o Espírito Santo, recebe o dom de línguas.
(2.3)  A finalidade do dom de línguas .
Sendo um dom espiritual, tem como finalidade a edificação, a construção espiritual do povo de Deus. Em primeiro lugar, a edificação individual do falante  (1Co 14.4)  “ O que fala em língua edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja. ”;  em segundo lugar, permitir que a mensagem que serve de edificação individual do falante possa ser interpretada e seja conhecida por toda a igreja que, poderá compartilhar desta edificação  (1Co 14:5)   “ Ora, quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis, pois quem profetiza é maior do que aquele que fala em línguas, a não ser que também intercede para que a igreja  receba edificação . ”
III.  A EXPERIENCIA DE ATOS CAPÍTULO 2
(3.1) Glossolalia , conhecida como “ línguas estranhas ” É a manifestação física do enchimento do Espírito Santo. Na “ Glossolalia ” as palavras não são ditas pela mente do homem, mas, são inspiradas pelo Espírito Santo. É o falar não movido pela vontade, e, sim, é o falar sob a unção do Espírito. Esse falar pode ser em línguas conhecidas e faladas pelo homem, como aconteceu em Jerusalém no dia de Penteconstes - “…   cada um os ouvia falar na sua própria língua ” - , como também pode ser em línguas não faladas pelo homem, e só entendidas por Deus - “…  o que fala língua estranha não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala em mistérios ”(1Co 14.2).
(3.2) Xenolalia.  Ocorre quando uma pessoa fala ou faz uma oração em línguas que expressam uma linguagem humana real, tal como espanhol, francês ou alemão, e que era até então desconhecida para o indivíduo. “No dia de Pentecostes, os crentes cheios do Espírito Santo falaram num idioma desconhecido para eles,o que ocorreu em Atos 2 foi uma concessão divina, afim de que muitos pudessem crer em Jesus e receber a salvação. Foi um sinal para os incrédulos. Foi o batismo com o Espírito Santo acompanhado, simultaneamente, de uma mensagem de salvação.
(3.3) Atualidade das manifestações espirituais.  A atualidade do batismo com o Espírito Santo  e dos Dons espirituais é confirmada pelas Escrituras. A experiência pentecostal de inumeráveis crentes, em todas as épocas  e lugares, a evidência dos dons, confirma a verdade bíblica, que disse o apóstolo Pedro :  “ a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus, nosso Senhor, chamar ”(At 2.39)
CONCLUSÃO  O Batismo com o Espírito Santo pode fazer a diferença entre dois crentes, assim como a tração em quatro e em duas rodas faz entre dois carros. Em terreno nivelado, em estradas asfaltadas, com o tempo bom, pode-se não notar a diferença entre um carro com tração nas quatro rodas e outro com tração em apenas duas. Porém, na vida espiritual, nem sempre estamos na planície, há vales e montes; nem sempre caminhamos por estradas asfaltadas e caminhos floridos; existem estradas de lama, caminhos estreitos e esburacados; nem sempre o tempo é bom e o céu é azul; enfrentamos tempestades, vendavais, calor e frio, nuvens negras e carregadas, prontas a desabar sobre nós. Nesses momentos o Batismo com o Espírito Santo pode fazer a diferença - engata-se uma reduzida, perde-se em velocidade,  mas ganha-se em potência.
1. O que não é o batismo com o Espírito Santo? 2. Qual a finalidade do dom de línguas? 3. Qual é a evidência física do batismo com o Espírito Santo? 4. Defina glossolalia e xenolalia?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Éder Tomé
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Wander Sousa
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Éder Tomé
 
Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
Rodrigo Bomfim
 
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
Marina de Morais
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
Márcio Martins
 
A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo
André Rocha
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
Josue Lima
 
Os três campos de batalha parte 1 - a mente
Os três campos de batalha   parte 1 - a menteOs três campos de batalha   parte 1 - a mente
Os três campos de batalha parte 1 - a mente
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
Márcio Martins
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
Ednilson do Valle
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
valmarques
 
Lição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na FéLição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na Fé
Éder Tomé
 
Apostila evangelismo
Apostila evangelismoApostila evangelismo
Apostila evangelismo
Vandeir Monteiro Mendes
 
Bibliologia - Estudo da Bíblia
Bibliologia - Estudo da BíbliaBibliologia - Estudo da Bíblia
Bibliologia - Estudo da Bíblia
Marcos Aurélio
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Erberson Pinheiro
 
Maturidade CRISTA
Maturidade CRISTAMaturidade CRISTA
Maturidade CRISTA
vagner costa
 
Evangelismo estudo pratico
Evangelismo   estudo pratico Evangelismo   estudo pratico
Evangelismo estudo pratico
Prof Edilson Porfírio
 
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de DeusSlide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
Éder Tomé
 

Mais procurados (20)

Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
 
Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
 
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
 
Os três campos de batalha parte 1 - a mente
Os três campos de batalha   parte 1 - a menteOs três campos de batalha   parte 1 - a mente
Os três campos de batalha parte 1 - a mente
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
 
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do ObreiroCETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
CETADEB - Lição 4 e 5 - O Preparo do Obreiro
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
 
Lição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na FéLição 12 - Perseverando na Fé
Lição 12 - Perseverando na Fé
 
Apostila evangelismo
Apostila evangelismoApostila evangelismo
Apostila evangelismo
 
Bibliologia - Estudo da Bíblia
Bibliologia - Estudo da BíbliaBibliologia - Estudo da Bíblia
Bibliologia - Estudo da Bíblia
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
 
Maturidade CRISTA
Maturidade CRISTAMaturidade CRISTA
Maturidade CRISTA
 
Evangelismo estudo pratico
Evangelismo   estudo pratico Evangelismo   estudo pratico
Evangelismo estudo pratico
 
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de DeusSlide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
Slide Lição 03 - A maravilhosa e inefável graça de Deus
 

Semelhante a Batismo com o Espírito Santo

As manifestaçoes do Espirito Santo
As manifestaçoes do Espirito SantoAs manifestaçoes do Espirito Santo
As manifestaçoes do Espirito Santo
Hamilton Souza
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
Joel Silva
 
As Manifestações do Espírito Santo.
As Manifestações do Espírito Santo.As Manifestações do Espírito Santo.
As Manifestações do Espírito Santo.
Márcio Martins
 
Lição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As manifestações do Espírito SantoLição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Éder Tomé
 
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 10 - As manifestações do Espírito Santo
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 10 - As manifestações do Espírito SantoLBA 2017 3 TRI LIÇÃO 10 - As manifestações do Espírito Santo
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 10 - As manifestações do Espírito Santo
Natalino das Neves Neves
 
Pneumatologia Doutrina da Trindade
Pneumatologia Doutrina da TrindadePneumatologia Doutrina da Trindade
Pneumatologia Doutrina da Trindade
Seeducation
 
Batismo no Espírito Santo
Batismo no Espírito SantoBatismo no Espírito Santo
Batismo no Espírito Santo
Alberto Simonton
 
Palestra ministros palavra
Palestra ministros palavraPalestra ministros palavra
Palestra ministros palavra
luciano
 
As Manifestações do Espírito Santo - Lição 10 – CPAD – 3 Trim./2017
As Manifestações do Espírito Santo - Lição 10 – CPAD – 3 Trim./2017As Manifestações do Espírito Santo - Lição 10 – CPAD – 3 Trim./2017
As Manifestações do Espírito Santo - Lição 10 – CPAD – 3 Trim./2017
José Pereira
 
Lição 10 - As Manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As Manifestações do Espírito SantoLição 10 - As Manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As Manifestações do Espírito Santo
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptxLição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Celso Napoleon
 
A Descida do Espírito Santo 2.pptx
A Descida do Espírito Santo 2.pptxA Descida do Espírito Santo 2.pptx
A Descida do Espírito Santo 2.pptx
IvairCampos1
 
Lição 2 - E todos foram cheios do Espírito Santo
Lição 2 - E todos foram cheios do Espírito SantoLição 2 - E todos foram cheios do Espírito Santo
Lição 2 - E todos foram cheios do Espírito Santo
Éder Tomé
 
Dons de elocução - Lição 5 - 2°trimestre 2014
Dons de elocução - Lição 5 - 2°trimestre 2014Dons de elocução - Lição 5 - 2°trimestre 2014
Dons de elocução - Lição 5 - 2°trimestre 2014
Pr. Andre Luiz
 
Dons do espírito santo 2
Dons do espírito santo 2Dons do espírito santo 2
Dons do espírito santo 2
UEPB
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
José Carlos Polozi
 
A renovação da igreja pelo evangelho.pptx
A renovação da igreja pelo evangelho.pptxA renovação da igreja pelo evangelho.pptx
A renovação da igreja pelo evangelho.pptx
josecarlosvivoporjes
 
As Manifestações do Espírito Santo
As Manifestações do Espírito SantoAs Manifestações do Espírito Santo
As Manifestações do Espírito Santo
Luciana Evangelista
 
SLIDES - EBD - Lição 8 - A Sutileza do Enfraquecimento da Identidade Pentecos...
SLIDES - EBD - Lição 8 - A Sutileza do Enfraquecimento da Identidade Pentecos...SLIDES - EBD - Lição 8 - A Sutileza do Enfraquecimento da Identidade Pentecos...
SLIDES - EBD - Lição 8 - A Sutileza do Enfraquecimento da Identidade Pentecos...
José Laurindo
 
A pureza do movimento pentecostal
A pureza do movimento pentecostalA pureza do movimento pentecostal
A pureza do movimento pentecostal
denilsonlemes
 

Semelhante a Batismo com o Espírito Santo (20)

As manifestaçoes do Espirito Santo
As manifestaçoes do Espirito SantoAs manifestaçoes do Espirito Santo
As manifestaçoes do Espirito Santo
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
 
As Manifestações do Espírito Santo.
As Manifestações do Espírito Santo.As Manifestações do Espírito Santo.
As Manifestações do Espírito Santo.
 
Lição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As manifestações do Espírito SantoLição 10 - As manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As manifestações do Espírito Santo
 
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 10 - As manifestações do Espírito Santo
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 10 - As manifestações do Espírito SantoLBA 2017 3 TRI LIÇÃO 10 - As manifestações do Espírito Santo
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 10 - As manifestações do Espírito Santo
 
Pneumatologia Doutrina da Trindade
Pneumatologia Doutrina da TrindadePneumatologia Doutrina da Trindade
Pneumatologia Doutrina da Trindade
 
Batismo no Espírito Santo
Batismo no Espírito SantoBatismo no Espírito Santo
Batismo no Espírito Santo
 
Palestra ministros palavra
Palestra ministros palavraPalestra ministros palavra
Palestra ministros palavra
 
As Manifestações do Espírito Santo - Lição 10 – CPAD – 3 Trim./2017
As Manifestações do Espírito Santo - Lição 10 – CPAD – 3 Trim./2017As Manifestações do Espírito Santo - Lição 10 – CPAD – 3 Trim./2017
As Manifestações do Espírito Santo - Lição 10 – CPAD – 3 Trim./2017
 
Lição 10 - As Manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As Manifestações do Espírito SantoLição 10 - As Manifestações do Espírito Santo
Lição 10 - As Manifestações do Espírito Santo
 
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptxLição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
 
A Descida do Espírito Santo 2.pptx
A Descida do Espírito Santo 2.pptxA Descida do Espírito Santo 2.pptx
A Descida do Espírito Santo 2.pptx
 
Lição 2 - E todos foram cheios do Espírito Santo
Lição 2 - E todos foram cheios do Espírito SantoLição 2 - E todos foram cheios do Espírito Santo
Lição 2 - E todos foram cheios do Espírito Santo
 
Dons de elocução - Lição 5 - 2°trimestre 2014
Dons de elocução - Lição 5 - 2°trimestre 2014Dons de elocução - Lição 5 - 2°trimestre 2014
Dons de elocução - Lição 5 - 2°trimestre 2014
 
Dons do espírito santo 2
Dons do espírito santo 2Dons do espírito santo 2
Dons do espírito santo 2
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 7 - A oração ...
 
A renovação da igreja pelo evangelho.pptx
A renovação da igreja pelo evangelho.pptxA renovação da igreja pelo evangelho.pptx
A renovação da igreja pelo evangelho.pptx
 
As Manifestações do Espírito Santo
As Manifestações do Espírito SantoAs Manifestações do Espírito Santo
As Manifestações do Espírito Santo
 
SLIDES - EBD - Lição 8 - A Sutileza do Enfraquecimento da Identidade Pentecos...
SLIDES - EBD - Lição 8 - A Sutileza do Enfraquecimento da Identidade Pentecos...SLIDES - EBD - Lição 8 - A Sutileza do Enfraquecimento da Identidade Pentecos...
SLIDES - EBD - Lição 8 - A Sutileza do Enfraquecimento da Identidade Pentecos...
 
A pureza do movimento pentecostal
A pureza do movimento pentecostalA pureza do movimento pentecostal
A pureza do movimento pentecostal
 

Mais de Joselito Machado

A família e a igreja
 A família e a igreja A família e a igreja
A família e a igreja
Joselito Machado
 
As obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoAs obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do Espírito
Joselito Machado
 
Orar não é obrigação
Orar não é obrigaçãoOrar não é obrigação
Orar não é obrigação
Joselito Machado
 
Aguia
AguiaAguia
Marketing do relacionamento
Marketing do relacionamentoMarketing do relacionamento
Marketing do relacionamento
Joselito Machado
 
As melhores sementes
As melhores sementesAs melhores sementes
As melhores sementes
Joselito Machado
 
A boa semente
A boa sementeA boa semente
A boa semente
Joselito Machado
 
Lucifér convoca convenção mundial de demônios
Lucifér convoca convenção mundial de demôniosLucifér convoca convenção mundial de demônios
Lucifér convoca convenção mundial de demônios
Joselito Machado
 
Jesus, o bom pastor
Jesus, o bom pastorJesus, o bom pastor
Jesus, o bom pastor
Joselito Machado
 
Submissão espiritual
Submissão espiritualSubmissão espiritual
Submissão espiritual
Joselito Machado
 
A lógica de eistein
A lógica de eisteinA lógica de eistein
A lógica de eistein
Joselito Machado
 
A travessia do mar vermelho
A travessia do mar vermelhoA travessia do mar vermelho
A travessia do mar vermelho
Joselito Machado
 
Quando foi que jesus cristo nasceu
Quando foi que jesus cristo nasceuQuando foi que jesus cristo nasceu
Quando foi que jesus cristo nasceu
Joselito Machado
 
Entrevista com satanás
Entrevista com satanásEntrevista com satanás
Entrevista com satanás
Joselito Machado
 
Áreas Críticas do Casamento
Áreas Críticas do CasamentoÁreas Críticas do Casamento
Áreas Críticas do Casamento
Joselito Machado
 
O que é sucesso
O que é sucessoO que é sucesso
O que é sucesso
Joselito Machado
 
Construção de um vaso de benção
Construção de um vaso de bençãoConstrução de um vaso de benção
Construção de um vaso de benção
Joselito Machado
 
Discipulado
DiscipuladoDiscipulado
Discipulado
Joselito Machado
 
A história dos sete crente anões
A história dos sete crente anõesA história dos sete crente anões
A história dos sete crente anões
Joselito Machado
 
A queda
A quedaA queda

Mais de Joselito Machado (20)

A família e a igreja
 A família e a igreja A família e a igreja
A família e a igreja
 
As obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoAs obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do Espírito
 
Orar não é obrigação
Orar não é obrigaçãoOrar não é obrigação
Orar não é obrigação
 
Aguia
AguiaAguia
Aguia
 
Marketing do relacionamento
Marketing do relacionamentoMarketing do relacionamento
Marketing do relacionamento
 
As melhores sementes
As melhores sementesAs melhores sementes
As melhores sementes
 
A boa semente
A boa sementeA boa semente
A boa semente
 
Lucifér convoca convenção mundial de demônios
Lucifér convoca convenção mundial de demôniosLucifér convoca convenção mundial de demônios
Lucifér convoca convenção mundial de demônios
 
Jesus, o bom pastor
Jesus, o bom pastorJesus, o bom pastor
Jesus, o bom pastor
 
Submissão espiritual
Submissão espiritualSubmissão espiritual
Submissão espiritual
 
A lógica de eistein
A lógica de eisteinA lógica de eistein
A lógica de eistein
 
A travessia do mar vermelho
A travessia do mar vermelhoA travessia do mar vermelho
A travessia do mar vermelho
 
Quando foi que jesus cristo nasceu
Quando foi que jesus cristo nasceuQuando foi que jesus cristo nasceu
Quando foi que jesus cristo nasceu
 
Entrevista com satanás
Entrevista com satanásEntrevista com satanás
Entrevista com satanás
 
Áreas Críticas do Casamento
Áreas Críticas do CasamentoÁreas Críticas do Casamento
Áreas Críticas do Casamento
 
O que é sucesso
O que é sucessoO que é sucesso
O que é sucesso
 
Construção de um vaso de benção
Construção de um vaso de bençãoConstrução de um vaso de benção
Construção de um vaso de benção
 
Discipulado
DiscipuladoDiscipulado
Discipulado
 
A história dos sete crente anões
A história dos sete crente anõesA história dos sete crente anões
A história dos sete crente anões
 
A queda
A quedaA queda
A queda
 

Último

Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
Oziete SS
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
GABRIELADIASDUTRA1
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
claudiovieira83
 

Último (12)

Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
 

Batismo com o Espírito Santo

  • 1.  
  • 2. Texto Áureo “E eu, na verdade, vos batizo com água, para o arrependimento, mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu, não sou digno de levar as suas sandálias, Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo” (Mt 3.11)
  • 3. Verdade prática O batismo com o Espírito Santo é uma experiência subsequente à salvação, concedida por Deus aos seus servos, tornando-os aptos a cumprir a missão de pregar o Evangelho.
  • 4. Leitura bíblica em classe (Atos 2.1-4,7,8) Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente veio do céu um ruído, como que de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. E lhes apareceram umas línguas como que de fogo, que se distribuíam, e sobre cada um deles pousou uma. E todos ficaram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem. 7 E todos pasmavam e se admiravam, dizendo uns aos outros: Pois quê! não são galileus todos esses que estão falando? Como é, pois, que os ouvimos falar cada um na própria língua em que nascemos?
  • 5. INTRODUÇÃO O Batismo com Espírito Santo é o revestimento, o derramamento de poder do Alto - “ Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós …” (Atos 1.8) -, com a evidência física inicial de línguas estranhas, conforme o Espírito Santo concede.
  • 6. ( I ) O QUE NÃO É O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO.
  • 7. (1.1) O batismo com o Espírito Santo não é a regeneração espiritual do pecador .
  • 8. O Novo Nascimento, ou Regeneração, ao lado da Justificação, da Adoção e da Santificação, é parte integrante do processo de Salvação, enquanto que o Batismo com o Espírito Santo é uma promessa e uma benção para os crentes salvos. O batismo com o Espírito Santo é uma experiência que se segue após a conversão espiritual do crente.
  • 9. Nem todos os salvos são batizados com Espírito Santo no momento da conversão. Exemplo dos irmãos da igreja de Éfeso exposto em Atos (19.1,2). Aqueles irmãos eram salvos foram chamados de discípulos; Paulo ao dizer “ quando crestes ” entendeu que o problema da Salvação estava resolvido ele sabia que a Salvação se resolve crendo em Jesus, como ele mesmo tinha afirmado em Filipo, ao Carcereiro “ Crê no Senhor Jesus Cristo e será salvo …” (At16.31) . Paulo não pregou a salvação para eles.
  • 10. Paulo reconheceu que eles eram salvos. Apolo é um exemplo de homens salvo que não são batizados com o Espírito Santo. Ele conhecia “ somente o batismo de João ”, porém era fervoroso de espírito e poderoso nas Escrituras (At 18.24-25). Apolo era salvo, regenerado, conhecia Jesus, mas, não conhecia o Espírito Santo. Portanto, o batismo com o Espírito Santo não é a regeneração espiritual do pecador.
  • 11. (1.2) O batismo no corpo de Cristo não é batismo com o Espírito Santo.
  • 12. Não podemos confundir o batismo com Espírito Santo com o batismo descrito em (1Co 12:13) “Pois em um só Espírito fomos todos nós batizados em um só corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos quer livres; e a todos nós foi dado beber de um só Espírito.” ; Este textos, trata de um batismo figurado, apesar de real. Todos aqueles que passam pelo novo nascimento, são batizados no corpo místico de Cristo.
  • 13. É possível ser Batizado no Corpo de Cristo e não ser Batizado com o Espírito Santo. Mas, não é possível ser Batizado com o Espírito Santo sem ter sido Batizado no Corpo de Cristo. O Batismo com o Espírito Santo é um obra espiritual, invisível e é realizada por Jesus. “... Ele vos batizará com o Espírito Santo , ...” (Mt 3: 11) .
  • 14. (1.3) O batismo com o Espírito Santo não é uma experiência exclusiva dos dias apostólicos.
  • 15. A maior parte dos chamados evangélicos tradicionais (reformados), ou seja, as denominações evangélicas surgidas durante a Reforma Protestante, não aceitam que o batismo com o Espírito Santo seja uma realidade para os nossos dias. Argumentam que o derramamento do Espírito Santo foi um sinal apenas no dia de Pentecostes, quando muito, aos tempos apostólicos. Entretanto, este entendimento não pode ser aceito, porque não tem respaldo bíblico.
  • 17. FUNDAMENTALISTAS - São aqueles que interpretam a Bíblia de forma literal e não aceitam quaisquer outras alternativas. Consideram-se a continuidade da Reforma Protestante. São críticos das versões modernas da tradução da bíblia e do uso de determinados textos gregos. São anti-pentecostais, anti-cooperativos, anti-ecumênicos, individualistas e absolutamente rigorosos e independentes.
  • 18. PROTESTANTES (EVANGÉLICOS) TRADICIONAIS São os "crentes" das denominações evangélicas históricas mais antigas, surgidas na Reforma Protestante ou no tempo dela. São as denominações que deram origem às Missões Modernas e que trouxeram o evangelho ao Brasil. Não creem na experiência pentecostal (batismo no Espírito Santo após a conversão, com manifestações visíveis e audíveis de sinais e dons). São estruturados, possuem uma longa história e representam o início de toda igreja cristã evangélica no mundo.
  • 19. PENTECOSTAIS - São as denominações evangélicas surgidas após o início do fenômeno Pentecostal, iniciado nos Estados Unidos, em 1906, na famosa Rua Azuza, onde pela primeira vez na história moderna da igreja foram manifestados os "dons de línguas" como provas de batismo com o Espírito Santo. Esse fenômeno atraiu a atenção de crentes, que, ao presenciarem e admitirem a experiência, originaram novas denominações. Iniciou no Brasil em 1911, com o início da Assembléia de Deus, em Belém do Pará. Hoje são muitas as denominações pentecostais.
  • 20. NEOPENTECOSTAIS - Surgida do pentecostalismo, que, unindo-se à filosofia do "poder da mente", passou a explorar a prosperidade como sinal de bênção divina e, em decorrência da fé, a cura de todas as enfermidades. Eles creem em rituais especiais para realizar coisas especiais: Quebra de maldições, determinar pela fé, desafios para prosperidade financeira, oração em montanhas de Israel, amuletos para trazer sorte, etc.
  • 21. NEOAPOSTÓLICOS - Não satisfeitos com o que tinham, os neopentecostais evoluíram a um passo mais ambicioso ainda: criaram o chamado "mover apostólico", "poder apostólico", "evangélico apostólico". Trata-se de ressuscitar o dom de apóstolo, equiparando a autoridade de seu líder ao da canonicidade de Paulo, João ou Pedro, tornando a palavra deles como inspirada pelo Espírito Santo.
  • 22. CARISMÁTICOS - São os chamados "católicos carismáticos". Até então um grupo separado dos evangélicos. Contudo, com o império do neopentecostalismo e do neoapostolismo, os carismáticos estão se misturando a eles, com a experiência similar de glossolalia, com canções copiadas dos evangélicos, com uma liturgia praticamente idêntica, mantendo, contudo, o credo católico. Creem em santos, em Santa Maria, na Eucaristia, no Purgatório, fazem orações, pregam parecido com os evangélicos e falam em línguas estranhas.
  • 23. II. O QUE É O BATISMO COM O ESPÍRTO SANTO
  • 24. O batismo com o Espírito Santo é uma demonstração do poder de Deus, no instante em que as pessoas regeneradas recebem o batismo com o Espírito Santo, começam a falar com Deus, a exaltá-lo, a louvá-lo, a glorificá-lo e que pode ser notada por muitas pessoas (como no Pentecostes). O batismo com o Espírito Santo é uma promessa de Deus feita no Antigo Testamento (Jl 2.28-32) e cumprida no Novo Testamento (At 2.1-4).
  • 25. (2.1) O falar em línguas como sinal do batismo.
  • 26. O sinal das línguas estranhas foi estabelecido para ser o sinal característico e identificador do batismo com o Espírito Santo, não havendo qualquer outro sinal que tenha sido indicado nas Escrituras como sendo a prova de que alguém foi batizado com o Espírito Santo.
  • 27. (2.2) O dom de variedade de línguas
  • 28. É o dom concedido pelo Espírito Santo a alguns crentes para que falem em “línguas estranhas”, de forma sobrenatural, para o fim de edificação de quem fala. O sinal do revestimento de poder é o falar em “línguas estranhas”, mas o dom de “variedade de línguas” é algo diferente, pois se trata de uma comunicação que se estabelece em mistério entre Deus e o homem, uma comunicação direta do espírito humano com o Espírito de Deus, tanto que o intelecto humano dele não participa. Sua finalidade, é promover a edificação espiritual individual daquele que fala.
  • 29. Todos os batizados com o Espírito Santo falam em língua estranha quando recebem o batismo, mas nem todos têm o dom de línguas, há um grupo de crentes que, apesar de ser batizado com o Espírito Santo, não possui o dom de línguas e, apesar de ter falado em língua estranha no instante do batismo, não mais falará dali por diante. A existência deste grupo deve ser aqui destacada, pois, impensada e erroneamente, há muitos que acham que, se alguém foi batizado com o Espírito Santo e deixou de falar em língua estranha, precisa ser renovado, não está bem espiritualmente, pecou ou fez algo que não era da vontade de Deus. Nem sempre quem é batizado com o Espírito Santo, recebe o dom de línguas.
  • 30. (2.3) A finalidade do dom de línguas .
  • 31. Sendo um dom espiritual, tem como finalidade a edificação, a construção espiritual do povo de Deus. Em primeiro lugar, a edificação individual do falante (1Co 14.4) “ O que fala em língua edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja. ”; em segundo lugar, permitir que a mensagem que serve de edificação individual do falante possa ser interpretada e seja conhecida por toda a igreja que, poderá compartilhar desta edificação (1Co 14:5) “ Ora, quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis, pois quem profetiza é maior do que aquele que fala em línguas, a não ser que também intercede para que a igreja receba edificação . ”
  • 32. III. A EXPERIENCIA DE ATOS CAPÍTULO 2
  • 33. (3.1) Glossolalia , conhecida como “ línguas estranhas ” É a manifestação física do enchimento do Espírito Santo. Na “ Glossolalia ” as palavras não são ditas pela mente do homem, mas, são inspiradas pelo Espírito Santo. É o falar não movido pela vontade, e, sim, é o falar sob a unção do Espírito. Esse falar pode ser em línguas conhecidas e faladas pelo homem, como aconteceu em Jerusalém no dia de Penteconstes - “… cada um os ouvia falar na sua própria língua ” - , como também pode ser em línguas não faladas pelo homem, e só entendidas por Deus - “… o que fala língua estranha não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala em mistérios ”(1Co 14.2).
  • 34. (3.2) Xenolalia. Ocorre quando uma pessoa fala ou faz uma oração em línguas que expressam uma linguagem humana real, tal como espanhol, francês ou alemão, e que era até então desconhecida para o indivíduo. “No dia de Pentecostes, os crentes cheios do Espírito Santo falaram num idioma desconhecido para eles,o que ocorreu em Atos 2 foi uma concessão divina, afim de que muitos pudessem crer em Jesus e receber a salvação. Foi um sinal para os incrédulos. Foi o batismo com o Espírito Santo acompanhado, simultaneamente, de uma mensagem de salvação.
  • 35. (3.3) Atualidade das manifestações espirituais. A atualidade do batismo com o Espírito Santo e dos Dons espirituais é confirmada pelas Escrituras. A experiência pentecostal de inumeráveis crentes, em todas as épocas e lugares, a evidência dos dons, confirma a verdade bíblica, que disse o apóstolo Pedro : “ a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus, nosso Senhor, chamar ”(At 2.39)
  • 36. CONCLUSÃO O Batismo com o Espírito Santo pode fazer a diferença entre dois crentes, assim como a tração em quatro e em duas rodas faz entre dois carros. Em terreno nivelado, em estradas asfaltadas, com o tempo bom, pode-se não notar a diferença entre um carro com tração nas quatro rodas e outro com tração em apenas duas. Porém, na vida espiritual, nem sempre estamos na planície, há vales e montes; nem sempre caminhamos por estradas asfaltadas e caminhos floridos; existem estradas de lama, caminhos estreitos e esburacados; nem sempre o tempo é bom e o céu é azul; enfrentamos tempestades, vendavais, calor e frio, nuvens negras e carregadas, prontas a desabar sobre nós. Nesses momentos o Batismo com o Espírito Santo pode fazer a diferença - engata-se uma reduzida, perde-se em velocidade, mas ganha-se em potência.
  • 37. 1. O que não é o batismo com o Espírito Santo? 2. Qual a finalidade do dom de línguas? 3. Qual é a evidência física do batismo com o Espírito Santo? 4. Defina glossolalia e xenolalia?