SlideShare uma empresa Scribd logo
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
Matrizes
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
Obje%vos	
  
§  Conceituação de Vetores Bidimensionais
§  Manipulação de Vetores Bidimensionais
§  Entender a diferença entre uso dos diferentes
vetores
§  Entender como manipular entrada, saída e
índices de vetores bidimensionais
§  Saber solucionar problemas de indexação de
matrizes bidimensionais
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
RECORDANDO ....
§  VETOR (array) é uma variável do tipo CONJUNTO, ou seja,
pode armazenar mais de um valor.
§  Um vetor possui VÁRIAS posições
§  Declaração:
float nota [ ] = new float [ 10 ];
§  A declaração acima cria em memória uma variável
com 10 posições do tipo float
§  As 10 posições são automaticamente numeradas de 0 a 9
(índice);
Vetores (array)
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
MATRIZES
² Matrizes são estruturas
MULTIDIMENSIONAIS (mais de uma
dimensão) capazes de armazenar dados
• A figura abaixo representa uma matriz
BIDIMENSIONAL de números inteiros
10 5 33 41
53 20 -10 0
29 17 30 8
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
Matrizes Bidimensionais
Declaração de uma variável matriz
0 1 2 3
0 10 5 33 41
1 53 20 -10 0
2 29 17 30 8
•  Tipo <nome_var> [ linhas ] [ colunas];
•  Exemplo:
–  int A [ ][ ] = new int [ 3 ] [ 4]; ç matriz A : 3 linhas e 4 colunas
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
§  Acesso a elementos da matriz
0 1 2 3
0 10 5 33 41
1 53 20 -10 0
2 29 17 30 8
•  System.out.print( A [ 2 ] [ 1 ]); ç imprime o valor 17
A
•  i = 0, j = 2;
•  System.out.print ( A [ i ] [ j ] ); ç imprime o valor 33
•  System.out.print ( A [ j ] [ i ] ); ç imprime o valor 29
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
Matrizes Bidimensionais§  Para acessar TODOS os elementos da matriz é
necessário que os índices assuma todas as
combinações possíveis
0 1 2 3
0 10 5 33 41
1 53 20 -10 0
2 29 17 30 8
A
•  (i, j)
•  (0,0, (0,1) (0,2), (0, 3) ç i = 0 e j = 0, 1, 2, 3
•  (1,0, (1,1) (1,2), (1, 3) ç i = 1 e j = 0, 1, 2, 3
•  (2,0, (2,1) (2,2), (2, 3) ç i = 2 e j = 0, 1, 2, 3
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
Matrizes no
Portugol Studio
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
Matriz no Portugol Studio
§ Declarando uma Matriz de 3 linhas e 3 colunas
(vetor de duas dimensões)
§ Lê uma Matriz de duas dimensões
§ Imprime uma Matriz de duas dimensões
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
Imprimindo
uma Matriz
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
§  Laços de repetição para i, j
0 1 2 3
0 10 5 33 41
1 53 20 -10 0
2 29 17 30 8
A
public class matriz01 {
static final int QLIN = 3;
static final int QCOL = 4;
public static void main(String[ ] args) {
int A [ ][ ], lin=0, col=0;
A = new int [QLIN][QCOL];
...
} lin = 0;
col = 0;
while (lin < QLIN ) {
while ( col < QCOL ) {
System.out.print(A [ lin ] [ col ] + );
col++ ; ç próxima coluna
}
lin++; ç próxima linha
col = 0; ç recomeça a coluna do zero
System.out.prinln(); ç pula de linha na tela
}
Este trecho
imprime todos
os elementos
da Matriz
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
Exemplo : Soma de Matrizes
+ =
+ =
Escreva uma função chamada Soma_Matrizes para obter a
soma de duas matrizes , armazenando o resultado numa
terceira matriz
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
Soma de Matrizes
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
Solução
Soma de
Matrizes
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Matrizes
Soma de Matrizes
+ =
+ =

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Algoritmos
AlgoritmosAlgoritmos
Exercicios java básico
Exercicios java básicoExercicios java básico
Exercicios java básico
Alessandro Plaviak
 
Lógica de Programação - Algoritmos
Lógica de Programação - AlgoritmosLógica de Programação - Algoritmos
Lógica de Programação - Algoritmos
Roney Sousa
 
Material de Apoio de Algoritmo e Lógica de Programação
Material de Apoio de Algoritmo e Lógica de ProgramaçãoMaterial de Apoio de Algoritmo e Lógica de Programação
Material de Apoio de Algoritmo e Lógica de Programação
rodfernandes
 
Lista de exercicios vetores, matrizes, registros e sub-algoritmos
Lista de exercicios   vetores, matrizes, registros e sub-algoritmosLista de exercicios   vetores, matrizes, registros e sub-algoritmos
Lista de exercicios vetores, matrizes, registros e sub-algoritmos
Mauro Pereira
 
Lista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosLista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidos
Crishna Irion
 
Exercicios resolvidos visu alg vetores
Exercicios resolvidos visu alg vetoresExercicios resolvidos visu alg vetores
Exercicios resolvidos visu alg vetores
Willians Miyabara
 
Algoritmos - Aula 07 B - Exercicios Vetores - Resolucao
Algoritmos - Aula 07 B - Exercicios Vetores - ResolucaoAlgoritmos - Aula 07 B - Exercicios Vetores - Resolucao
Algoritmos - Aula 07 B - Exercicios Vetores - Resolucao
Rodrigo Kiyoshi Saito
 
Aula 7 - Repetição enquanto - exemplos
Aula 7 - Repetição enquanto - exemplosAula 7 - Repetição enquanto - exemplos
Aula 7 - Repetição enquanto - exemplos
Pacc UAB
 
Lógica de programação em ppt
Lógica de programação em pptLógica de programação em ppt
Lógica de programação em ppt
Andrei Bastos
 
Banco de dados exercícios resolvidos
Banco de dados exercícios resolvidosBanco de dados exercícios resolvidos
Banco de dados exercícios resolvidos
Gleydson Sousa
 
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 03
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 03Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 03
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 03
thomasdacosta
 
Algoritmo - tipos de dados
Algoritmo - tipos de dadosAlgoritmo - tipos de dados
Algoritmo - tipos de dados
Professor Samuel Ribeiro
 
Exercicios resolvidos visuAlg
Exercicios resolvidos visuAlgExercicios resolvidos visuAlg
Exercicios resolvidos visuAlg
Willians Miyabara
 
Laços de Repetição - C++
Laços de Repetição - C++Laços de Repetição - C++
Laços de Repetição - C++
profjr
 
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1
Pacc UAB
 
Introdução à Programação
Introdução à ProgramaçãoIntrodução à Programação
Introdução à Programação
Mario Sergio
 
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2
Pacc UAB
 
Fluxograma (Lógica de Programação)
Fluxograma (Lógica de Programação)Fluxograma (Lógica de Programação)
Fluxograma (Lógica de Programação)
Gercélia Ramos
 
Lógica de programação { para iniciantes }
Lógica de programação { para iniciantes }Lógica de programação { para iniciantes }
Lógica de programação { para iniciantes }
Mariana Camargo
 

Mais procurados (20)

Algoritmos
AlgoritmosAlgoritmos
Algoritmos
 
Exercicios java básico
Exercicios java básicoExercicios java básico
Exercicios java básico
 
Lógica de Programação - Algoritmos
Lógica de Programação - AlgoritmosLógica de Programação - Algoritmos
Lógica de Programação - Algoritmos
 
Material de Apoio de Algoritmo e Lógica de Programação
Material de Apoio de Algoritmo e Lógica de ProgramaçãoMaterial de Apoio de Algoritmo e Lógica de Programação
Material de Apoio de Algoritmo e Lógica de Programação
 
Lista de exercicios vetores, matrizes, registros e sub-algoritmos
Lista de exercicios   vetores, matrizes, registros e sub-algoritmosLista de exercicios   vetores, matrizes, registros e sub-algoritmos
Lista de exercicios vetores, matrizes, registros e sub-algoritmos
 
Lista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosLista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidos
 
Exercicios resolvidos visu alg vetores
Exercicios resolvidos visu alg vetoresExercicios resolvidos visu alg vetores
Exercicios resolvidos visu alg vetores
 
Algoritmos - Aula 07 B - Exercicios Vetores - Resolucao
Algoritmos - Aula 07 B - Exercicios Vetores - ResolucaoAlgoritmos - Aula 07 B - Exercicios Vetores - Resolucao
Algoritmos - Aula 07 B - Exercicios Vetores - Resolucao
 
Aula 7 - Repetição enquanto - exemplos
Aula 7 - Repetição enquanto - exemplosAula 7 - Repetição enquanto - exemplos
Aula 7 - Repetição enquanto - exemplos
 
Lógica de programação em ppt
Lógica de programação em pptLógica de programação em ppt
Lógica de programação em ppt
 
Banco de dados exercícios resolvidos
Banco de dados exercícios resolvidosBanco de dados exercícios resolvidos
Banco de dados exercícios resolvidos
 
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 03
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 03Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 03
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 03
 
Algoritmo - tipos de dados
Algoritmo - tipos de dadosAlgoritmo - tipos de dados
Algoritmo - tipos de dados
 
Exercicios resolvidos visuAlg
Exercicios resolvidos visuAlgExercicios resolvidos visuAlg
Exercicios resolvidos visuAlg
 
Laços de Repetição - C++
Laços de Repetição - C++Laços de Repetição - C++
Laços de Repetição - C++
 
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1
 
Introdução à Programação
Introdução à ProgramaçãoIntrodução à Programação
Introdução à Programação
 
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2
 
Fluxograma (Lógica de Programação)
Fluxograma (Lógica de Programação)Fluxograma (Lógica de Programação)
Fluxograma (Lógica de Programação)
 
Lógica de programação { para iniciantes }
Lógica de programação { para iniciantes }Lógica de programação { para iniciantes }
Lógica de programação { para iniciantes }
 

Destaque

Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte 2
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte 2Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte 2
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte 2
Pacc UAB
 
Aula 15 - Modularização -parte1
Aula 15 - Modularização -parte1Aula 15 - Modularização -parte1
Aula 15 - Modularização -parte1
Pacc UAB
 
Regras do projeto final
Regras do projeto finalRegras do projeto final
Regras do projeto final
Pacc UAB
 
Aula 16 - Modularização - parte 3 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 3 - exercíciosAula 16 - Modularização - parte 3 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 3 - exercícios
Pacc UAB
 
Aula 7 - Repetição enquanto - parte 1
Aula 7 - Repetição enquanto - parte 1Aula 7 - Repetição enquanto - parte 1
Aula 7 - Repetição enquanto - parte 1
Pacc UAB
 
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Pacc UAB
 
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1
Pacc UAB
 
Aula 14 - Exercícios matrizes
Aula 14 - Exercícios matrizesAula 14 - Exercícios matrizes
Aula 14 - Exercícios matrizes
Pacc UAB
 
Aula 11 - Vetores unidimensionais - parte 2
Aula 11 - Vetores unidimensionais - parte 2Aula 11 - Vetores unidimensionais - parte 2
Aula 11 - Vetores unidimensionais - parte 2
Pacc UAB
 
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 1
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 1Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 1
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 1
Pacc UAB
 
Aula 12 - Exercícios vetores unidimensionais
Aula 12 - Exercícios vetores unidimensionaisAula 12 - Exercícios vetores unidimensionais
Aula 12 - Exercícios vetores unidimensionais
Pacc UAB
 
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1
Pacc UAB
 
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2
Pacc UAB
 
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Pacc UAB
 
Pi - aula inaugural
Pi - aula inauguralPi - aula inaugural
Pi - aula inaugural
Pacc UAB
 
Aula 16 - Modularização - parte 4 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 4 - exercíciosAula 16 - Modularização - parte 4 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 4 - exercícios
Pacc UAB
 
Aula 8 - Validação - parte 1
Aula 8 - Validação - parte 1Aula 8 - Validação - parte 1
Aula 8 - Validação - parte 1
Pacc UAB
 
Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Pacc UAB
 
Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1
Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1
Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1
Pacc UAB
 

Destaque (19)

Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte 2
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte 2Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte 2
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte 2
 
Aula 15 - Modularização -parte1
Aula 15 - Modularização -parte1Aula 15 - Modularização -parte1
Aula 15 - Modularização -parte1
 
Regras do projeto final
Regras do projeto finalRegras do projeto final
Regras do projeto final
 
Aula 16 - Modularização - parte 3 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 3 - exercíciosAula 16 - Modularização - parte 3 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 3 - exercícios
 
Aula 7 - Repetição enquanto - parte 1
Aula 7 - Repetição enquanto - parte 1Aula 7 - Repetição enquanto - parte 1
Aula 7 - Repetição enquanto - parte 1
 
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
 
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1
 
Aula 14 - Exercícios matrizes
Aula 14 - Exercícios matrizesAula 14 - Exercícios matrizes
Aula 14 - Exercícios matrizes
 
Aula 11 - Vetores unidimensionais - parte 2
Aula 11 - Vetores unidimensionais - parte 2Aula 11 - Vetores unidimensionais - parte 2
Aula 11 - Vetores unidimensionais - parte 2
 
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 1
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 1Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 1
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 1
 
Aula 12 - Exercícios vetores unidimensionais
Aula 12 - Exercícios vetores unidimensionaisAula 12 - Exercícios vetores unidimensionais
Aula 12 - Exercícios vetores unidimensionais
 
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1
 
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2
 
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
 
Pi - aula inaugural
Pi - aula inauguralPi - aula inaugural
Pi - aula inaugural
 
Aula 16 - Modularização - parte 4 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 4 - exercíciosAula 16 - Modularização - parte 4 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 4 - exercícios
 
Aula 8 - Validação - parte 1
Aula 8 - Validação - parte 1Aula 8 - Validação - parte 1
Aula 8 - Validação - parte 1
 
Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
 
Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1
Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1
Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1
 

Semelhante a Aula 13 - Matrizes

Construcao de Algoritmos - Aula 11
Construcao de Algoritmos - Aula 11Construcao de Algoritmos - Aula 11
otimização de processos - analise computacional
otimização de processos - analise computacionalotimização de processos - analise computacional
otimização de processos - analise computacional
JheanMarcel
 
Sistemas digitais - Sistemas de Numeração
Sistemas digitais - Sistemas de NumeraçãoSistemas digitais - Sistemas de Numeração
Sistemas digitais - Sistemas de Numeração
Carlos Pereira
 
Aula_1.pptx
Aula_1.pptxAula_1.pptx
Aula_1.pptx
ArthurAssis8
 
Conceitos básicos de Matrizes em C++
Conceitos básicos de Matrizes em C++Conceitos básicos de Matrizes em C++
Conceitos básicos de Matrizes em C++
profjr
 
Aula de matrizes
Aula de matrizesAula de matrizes
Aula de matrizes
Brumado
 
Semana 6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemas
Semana  6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemasSemana  6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemas
Semana 6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemas
Manuel Menezes de Sequeira
 
Linguagem C - Operadores bit a bit
Linguagem C - Operadores bit a bitLinguagem C - Operadores bit a bit
Linguagem C - Operadores bit a bit
Elaine Cecília Gatto
 
Introdução ao Octave
Introdução ao OctaveIntrodução ao Octave
Introdução ao Octave
PeslPinguim
 
Notas de aula 1 cinematica mecanismos
Notas de aula 1 cinematica mecanismosNotas de aula 1 cinematica mecanismos
Notas de aula 1 cinematica mecanismos
Vanessa Santos
 
Algoritmo e estruturas de dados operações com matrizes
Algoritmo e estruturas de dados operações com matrizesAlgoritmo e estruturas de dados operações com matrizes
Algoritmo e estruturas de dados operações com matrizes
RADILSON RIPARDO DE FRETIAS
 
ArqOrgCom.ppt
ArqOrgCom.pptArqOrgCom.ppt
ArqOrgCom.ppt
Patrícia Melo
 
Arq orgcom (1)
Arq orgcom (1)Arq orgcom (1)
Aula6 programação
Aula6 programaçãoAula6 programação
Aula6 programação
IFPB
 
SciLab -Tutorial
SciLab -TutorialSciLab -Tutorial
SciLab -Tutorial
blogmaxima
 
Ipccea cap iv
Ipccea cap ivIpccea cap iv
Ipccea cap iv
Gabriel Destino
 
Minicurso Matlab IVSEE 2013 UERJ
Minicurso Matlab IVSEE 2013 UERJMinicurso Matlab IVSEE 2013 UERJ
Minicurso Matlab IVSEE 2013 UERJ
Renan Prata
 
000003 complexidade
000003 complexidade000003 complexidade
000003 complexidade
Ademar Trindade
 
0001
00010001
Aula_1_Matrizes.pptx
Aula_1_Matrizes.pptxAula_1_Matrizes.pptx
Aula_1_Matrizes.pptx
JucieliRomanzini1
 

Semelhante a Aula 13 - Matrizes (20)

Construcao de Algoritmos - Aula 11
Construcao de Algoritmos - Aula 11Construcao de Algoritmos - Aula 11
Construcao de Algoritmos - Aula 11
 
otimização de processos - analise computacional
otimização de processos - analise computacionalotimização de processos - analise computacional
otimização de processos - analise computacional
 
Sistemas digitais - Sistemas de Numeração
Sistemas digitais - Sistemas de NumeraçãoSistemas digitais - Sistemas de Numeração
Sistemas digitais - Sistemas de Numeração
 
Aula_1.pptx
Aula_1.pptxAula_1.pptx
Aula_1.pptx
 
Conceitos básicos de Matrizes em C++
Conceitos básicos de Matrizes em C++Conceitos básicos de Matrizes em C++
Conceitos básicos de Matrizes em C++
 
Aula de matrizes
Aula de matrizesAula de matrizes
Aula de matrizes
 
Semana 6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemas
Semana  6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemasSemana  6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemas
Semana 6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemas
 
Linguagem C - Operadores bit a bit
Linguagem C - Operadores bit a bitLinguagem C - Operadores bit a bit
Linguagem C - Operadores bit a bit
 
Introdução ao Octave
Introdução ao OctaveIntrodução ao Octave
Introdução ao Octave
 
Notas de aula 1 cinematica mecanismos
Notas de aula 1 cinematica mecanismosNotas de aula 1 cinematica mecanismos
Notas de aula 1 cinematica mecanismos
 
Algoritmo e estruturas de dados operações com matrizes
Algoritmo e estruturas de dados operações com matrizesAlgoritmo e estruturas de dados operações com matrizes
Algoritmo e estruturas de dados operações com matrizes
 
ArqOrgCom.ppt
ArqOrgCom.pptArqOrgCom.ppt
ArqOrgCom.ppt
 
Arq orgcom (1)
Arq orgcom (1)Arq orgcom (1)
Arq orgcom (1)
 
Aula6 programação
Aula6 programaçãoAula6 programação
Aula6 programação
 
SciLab -Tutorial
SciLab -TutorialSciLab -Tutorial
SciLab -Tutorial
 
Ipccea cap iv
Ipccea cap ivIpccea cap iv
Ipccea cap iv
 
Minicurso Matlab IVSEE 2013 UERJ
Minicurso Matlab IVSEE 2013 UERJMinicurso Matlab IVSEE 2013 UERJ
Minicurso Matlab IVSEE 2013 UERJ
 
000003 complexidade
000003 complexidade000003 complexidade
000003 complexidade
 
0001
00010001
0001
 
Aula_1_Matrizes.pptx
Aula_1_Matrizes.pptxAula_1_Matrizes.pptx
Aula_1_Matrizes.pptx
 

Último

GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 

Último (20)

GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 

Aula 13 - Matrizes

  • 1. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes Matrizes
  • 2. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes Obje%vos   §  Conceituação de Vetores Bidimensionais §  Manipulação de Vetores Bidimensionais §  Entender a diferença entre uso dos diferentes vetores §  Entender como manipular entrada, saída e índices de vetores bidimensionais §  Saber solucionar problemas de indexação de matrizes bidimensionais
  • 3. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes RECORDANDO .... §  VETOR (array) é uma variável do tipo CONJUNTO, ou seja, pode armazenar mais de um valor. §  Um vetor possui VÁRIAS posições §  Declaração: float nota [ ] = new float [ 10 ]; §  A declaração acima cria em memória uma variável com 10 posições do tipo float §  As 10 posições são automaticamente numeradas de 0 a 9 (índice); Vetores (array)
  • 4. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes MATRIZES ² Matrizes são estruturas MULTIDIMENSIONAIS (mais de uma dimensão) capazes de armazenar dados • A figura abaixo representa uma matriz BIDIMENSIONAL de números inteiros 10 5 33 41 53 20 -10 0 29 17 30 8
  • 5. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes Matrizes Bidimensionais Declaração de uma variável matriz 0 1 2 3 0 10 5 33 41 1 53 20 -10 0 2 29 17 30 8 •  Tipo <nome_var> [ linhas ] [ colunas]; •  Exemplo: –  int A [ ][ ] = new int [ 3 ] [ 4]; ç matriz A : 3 linhas e 4 colunas
  • 6. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes §  Acesso a elementos da matriz 0 1 2 3 0 10 5 33 41 1 53 20 -10 0 2 29 17 30 8 •  System.out.print( A [ 2 ] [ 1 ]); ç imprime o valor 17 A •  i = 0, j = 2; •  System.out.print ( A [ i ] [ j ] ); ç imprime o valor 33 •  System.out.print ( A [ j ] [ i ] ); ç imprime o valor 29
  • 7. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes Matrizes Bidimensionais§  Para acessar TODOS os elementos da matriz é necessário que os índices assuma todas as combinações possíveis 0 1 2 3 0 10 5 33 41 1 53 20 -10 0 2 29 17 30 8 A •  (i, j) •  (0,0, (0,1) (0,2), (0, 3) ç i = 0 e j = 0, 1, 2, 3 •  (1,0, (1,1) (1,2), (1, 3) ç i = 1 e j = 0, 1, 2, 3 •  (2,0, (2,1) (2,2), (2, 3) ç i = 2 e j = 0, 1, 2, 3
  • 8. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes Matrizes no Portugol Studio
  • 9. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes Matriz no Portugol Studio § Declarando uma Matriz de 3 linhas e 3 colunas (vetor de duas dimensões) § Lê uma Matriz de duas dimensões § Imprime uma Matriz de duas dimensões
  • 10. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes Imprimindo uma Matriz
  • 11. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes §  Laços de repetição para i, j 0 1 2 3 0 10 5 33 41 1 53 20 -10 0 2 29 17 30 8 A public class matriz01 { static final int QLIN = 3; static final int QCOL = 4; public static void main(String[ ] args) { int A [ ][ ], lin=0, col=0; A = new int [QLIN][QCOL]; ... } lin = 0; col = 0; while (lin < QLIN ) { while ( col < QCOL ) { System.out.print(A [ lin ] [ col ] + ); col++ ; ç próxima coluna } lin++; ç próxima linha col = 0; ç recomeça a coluna do zero System.out.prinln(); ç pula de linha na tela } Este trecho imprime todos os elementos da Matriz
  • 12. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes Exemplo : Soma de Matrizes + = + = Escreva uma função chamada Soma_Matrizes para obter a soma de duas matrizes , armazenando o resultado numa terceira matriz
  • 13. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes Soma de Matrizes
  • 14. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes Solução Soma de Matrizes
  • 15. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Matrizes Soma de Matrizes + = + =