SlideShare uma empresa Scribd logo
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Vetores
Unimensionais
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Objetivos
 Entender a importância e a necessidade do
uso de Vetores
 Definição de Vetores Unidimensionais
 Manipulação de Vetores
 Inserir elementos em um vetor (usando
laços ou não)
 Imprimir elementos de um vetor (usando
laços ou não)
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Problema 1
 Calcular a média de uma classe a partir da nota de seus 10 alunos.
 LÓGICA (SOLUÇÃO)
 Para cada um dos 10 alunos:
 Ler a nota N
 Acumular a nota (somar com as anteriores)
 Media = soma / 10
ATENÇÃO: a cada nota digitada vai
acumulando com a anterior.
Pode-se usar a mesma variável “N”
para ler a nota do aluno seguinte
5.5
N
6.5
N
8.0
N
3,0
N
7.5
N
2.5
N
7.5
N
6.0
N
4.5
N
10.0
N
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Solução Em Portugol Studio
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
import java.util.*;
public class Media00 {
public static void main(String[ ] args) {
double media, soma = 0, nota;
int cont = 0;
Scanner teclado = new Scanner(System.in);
while (cont < 10) {
System.out.println("Digite a nota : ");
nota = teclado.nextDouble();
soma = soma + nota;
cont++;
}
media = soma / 10;
System.out.println("Media da Sala = " + media);
}
}
Solução Em Java
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Problema 2
 Calcular a média de uma classe a partir da nota de seus 10 alunos e verificar quantos
conseguiram nota acima da média da classe:
 LÓGICA (SOLUÇÃO)
 Ler as 10 notas
 Somar as 10 notas e dividir por 10
 Para cada uma das 10 notas faça:
 SE nota > media
ENTÃO contar
ATENÇÃO: Note que é preciso armazenar os 10 valores, para que
depois de calculada a média se possa verificar se cada uma das
10 notas estão acima da média
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Problema 2
 Calcular a média de uma classe a partir da nota de seus 10 alunos e verificar
quantos conseguiram nota acima da média da classe:
• SE N1 > media ENTÃO cont = cont + 1
• SE N2 > media ENTÃO cont = cont + 1
• SE N3 > media ENTÃO cont = cont + 1
• ...
• SE N9 > media ENTÃO cont = cont + 1
• SE N10 > media ENTÃO cont = cont + 1
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
import java.io.*;
public class Media01 {
public static void main(String[ ] args) {
float media, soma = 0, n1, n2, n3, n4, n5, n5, n6, n7, n8, n9, n10;
int contA = 0;
Scanner teclado = new Scanner(System.in);
System.out.println("Digite a nota n1: ");
n1 = teclado.nextFloat(); ...
System.out.println("Digite a nota n2: ");
n2 = teclado.nextFloat(); ...
System.out.println("Digite a nota n3: ");
n3 = teclado.nextFloat(); ...
...
Solução com variáveis simples
CONTINUA 
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
...
System.out.println("Digite a nota n10");
n10 = teclado.nextFloat(); ...
soma = n1+ n2 + n3 + n4 + n5 + n6 + n7 + n8, + n9 + n10;
media = soma / 10;
if (n1>media) contA=contA+1;
if (n2>media) contA=contA+1;
if (n3>media) contA=contA+1;
...
...
if (n9>media) contA=contA+1;
if (n10>media) contA=contA+1;
System.out.println("Existem " + contA + " notas cima da media " + media);
}
}
Solução com variáveis simples
10 ifs
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Problema
A maioria das linguagens
implementam variáveis do tipo
CONJUNTO, chamadas de VETOR
ou ARRAY
E se fosse uma turma de 500 alunos ?
500 variáveis ?
500 “ifs” ?
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
VETOR
(ARRAY)
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
 Permite a declaração de variáveis do tipo CONJUNTO
 Uma variável do tipo CONJUNTO pode armazenar mais de um valor.
 No ato da declaração da variável deve-se informar o seu tamanho.
 Para o problema de armazenar 10 notas, pode-se
definir uma variável de tamanho 10 do tipo real.
 Declaração:
real nota[ 10 ]
A declaração acima cria em memória uma variável chamada NOTA com 10 posições
do tipo REAL
 As 10 posições são numeradas de 0 a 9 (índice)
Vetores (No Portugol Studio)
nota
conteúdo 5.5 6.5 8.0 3.0 7.5 2.5 7.5 6.0 4.5 10.0
índice 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
 Declaração:
real nota[ 10 ]
 A declaração acima cria em memória uma variável chamada NOTA com 10
posições do tipo REAL
 As 10 posições são numeradas de 0 a 9 (índice)
Vetores (No Portugol Studio)
• Acesso a variável:
Para acessar cada posição deve-se usar o nome da variável e
a sua posição ou índice (entre colchetes)
A instrução abaixo imprime a nota que está na posição 3 (índice = 3-1)
da variável.
• escreva(“ A nota da posição 3 = ” , nota [ 2 ] )
O índice pode
ser uma variável:
Ex. nota [ x ]
nota
conteúdo 5.5 6.5 8.0 3.0 7.5 2.5 7.5 6.0 4.5 10.0
índice 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Solução do
Problema
com VETOR (no
Portugol Studio)
? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Vetor no Portugol Studio
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
VETOR
EM JAVA
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
17
Vetores
 Um vetor é representado por:
 Identificador - nome do vetor
 Tamanho (dimensão) - quantidade de elementos
(dados)
 Tipo - tipo de dado armazenado (integer, real, string)
 Sintaxe:
tipo identificador [ ] = new tipo[tamanho];
double exemplo[ ] = new double [55];
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
 Permite a declaração de variáveis do tipo CONJUNTO
 Uma variável do tipo CONJUNTO pode armazenar mais de um valor.
 No ato da declaração da variável deve-se informar o seu tamanho.
 Para o problema de armazenar 10 notas, pode-se
definir uma variável de tamanho 10 do tipo float.
 Declaração:
double nota [ ] = new double [ 10 ];
 A declaração acima cria em memória uma variável
com 10 posições do tipo float
 As 10 posições são automaticamente numeradas de 0 a 9 (índice);
 Para acessar cada posição deve-se usar o nome da variável e a sua posição ou índice
(entre colchetes)
 A instrução abaixo imprime a nota que está na posição 3 da variável.
 System.out.println(“nota da posição 3 = ” + nota [ 3 ] );
Vetores (array)
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Solução com VETOR
import java.io.*;
public class Media02 {
public static void main(String[ ] args) {
double nota [ ] = new double [10];
double media, soma = 0;
int indice = 0, cont = 0;
Scanner teclado = new Scanner(System.in);
while (indice < 10) {
System.out.println("Digite a nota :");
nota [ indice ] = teclado.nextDouble();
soma = soma + nota [ indice ];
indice++;
}
media = soma / 10;
  
CONTINUA 
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Solução com VETOR
  
/* ------- verificar quem está acima da média ------------ */
indice = 0; /* recomeça a percorrer a partir da posição ZERO !!! */
while ( indice < 10) {
if ( nota [ indice ] > media ) {
cont++;
}
indice++;
}
System.out.println("Existem " + cont + " notas cima da media " + media);
}
}
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Respondendo à pergunta:
E se fosse uma
turma de 500
alunos ?
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
import java.io.*;
public class Media02 {
public static void main(String[ ] args) {
double nota [ ] = new double [50];
double media, soma = 0;
int indice = 0, cont = 0;
Scanner teclado = new Scanner(System.in);
while (indice < 50) {
System.out.println("Digite a nota :");
nota [ indice ] = teclado.nextDouble ();
soma = soma + nota [ indice ];
indice++;
}
media = soma / 50;
  
Solução com VETOR
Bacharelado em Ciência e Tecnologia
Processamento da Informação
Vetores Unidimensionais
Solução com VETOR
  
/* ------- verificar quem está acima da média ------------ */
indice = 0; /* recomeça a percorrer a partir da posição ZERO !!! */
while ( indice < 50) {
if ( nota [ indice ] > media ) {
contA++;
}
ind++;
}
System.out.println("Existem " + cont + " notas cima da media " + media);
}
}

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Algoritmos
AlgoritmosAlgoritmos
Sistema binario
Sistema binarioSistema binario
Sistema binario
Projeto Ensino Medio
 
Lista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosLista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidos
Crishna Irion
 
Lógica de programação em ppt
Lógica de programação em pptLógica de programação em ppt
Lógica de programação em ppt
Andrei Bastos
 
Código binário
Código binárioCódigo binário
Código binário
Karen Carvalho
 
Aula 12 - Exercícios vetores unidimensionais
Aula 12 - Exercícios vetores unidimensionaisAula 12 - Exercícios vetores unidimensionais
Aula 12 - Exercícios vetores unidimensionais
Pacc UAB
 
Algoritmos 01 - Semana 07 - Exercícios Múltipla Escolha
Algoritmos 01 - Semana 07 - Exercícios Múltipla EscolhaAlgoritmos 01 - Semana 07 - Exercícios Múltipla Escolha
Algoritmos 01 - Semana 07 - Exercícios Múltipla Escolha
Eder Samaniego
 
Aula 06 - Sistema Binário
Aula 06 - Sistema BinárioAula 06 - Sistema Binário
Aula 06 - Sistema Binário
Suzana Viana Mota
 
Aula 4 - Teste de mesa
Aula 4 - Teste de mesaAula 4 - Teste de mesa
Aula 4 - Teste de mesa
Pacc UAB
 
Variáveis e portugol
Variáveis e portugolVariáveis e portugol
Variáveis e portugol
Carlos Wagner Costa
 
Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1
Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1
Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1
Pacc UAB
 
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Pacc UAB
 
Montagem e Manutenção - Aula 01
Montagem e Manutenção - Aula 01Montagem e Manutenção - Aula 01
Montagem e Manutenção - Aula 01
Roney Sousa
 
Sistemas de Numeração e Conversão de Bases
Sistemas de Numeração e Conversão de BasesSistemas de Numeração e Conversão de Bases
Sistemas de Numeração e Conversão de Bases
Leandro Costa
 
Aula Lógica de Programação - cap1
Aula Lógica de Programação - cap1 Aula Lógica de Programação - cap1
Aula Lógica de Programação - cap1
Cloves da Rocha
 
Lógica e algoritmos
Lógica e algoritmosLógica e algoritmos
Lógica e algoritmos
Jocelma Rios
 
Estrutura de Dados - Conceitos fundamentais
Estrutura de Dados - Conceitos fundamentaisEstrutura de Dados - Conceitos fundamentais
Estrutura de Dados - Conceitos fundamentais
Fabrício Lopes Sanchez
 
Lista de exercicios algoritmos com pseudocodigo
Lista de exercicios   algoritmos com pseudocodigoLista de exercicios   algoritmos com pseudocodigo
Lista de exercicios algoritmos com pseudocodigo
Mauro Pereira
 
Arquitetura de Computadores: Álgebra Booleana
Arquitetura de Computadores: Álgebra BooleanaArquitetura de Computadores: Álgebra Booleana
Arquitetura de Computadores: Álgebra Booleana
Alex Camargo
 
Lógica de Programação - Algoritmos
Lógica de Programação - AlgoritmosLógica de Programação - Algoritmos
Lógica de Programação - Algoritmos
Roney Sousa
 

Mais procurados (20)

Algoritmos
AlgoritmosAlgoritmos
Algoritmos
 
Sistema binario
Sistema binarioSistema binario
Sistema binario
 
Lista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosLista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidos
 
Lógica de programação em ppt
Lógica de programação em pptLógica de programação em ppt
Lógica de programação em ppt
 
Código binário
Código binárioCódigo binário
Código binário
 
Aula 12 - Exercícios vetores unidimensionais
Aula 12 - Exercícios vetores unidimensionaisAula 12 - Exercícios vetores unidimensionais
Aula 12 - Exercícios vetores unidimensionais
 
Algoritmos 01 - Semana 07 - Exercícios Múltipla Escolha
Algoritmos 01 - Semana 07 - Exercícios Múltipla EscolhaAlgoritmos 01 - Semana 07 - Exercícios Múltipla Escolha
Algoritmos 01 - Semana 07 - Exercícios Múltipla Escolha
 
Aula 06 - Sistema Binário
Aula 06 - Sistema BinárioAula 06 - Sistema Binário
Aula 06 - Sistema Binário
 
Aula 4 - Teste de mesa
Aula 4 - Teste de mesaAula 4 - Teste de mesa
Aula 4 - Teste de mesa
 
Variáveis e portugol
Variáveis e portugolVariáveis e portugol
Variáveis e portugol
 
Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1
Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1
Aula 5 - Estruturas de seleção simples e composta - parte 1
 
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
Aula 8 - Repetição PARA ATÉ - parte 1
 
Montagem e Manutenção - Aula 01
Montagem e Manutenção - Aula 01Montagem e Manutenção - Aula 01
Montagem e Manutenção - Aula 01
 
Sistemas de Numeração e Conversão de Bases
Sistemas de Numeração e Conversão de BasesSistemas de Numeração e Conversão de Bases
Sistemas de Numeração e Conversão de Bases
 
Aula Lógica de Programação - cap1
Aula Lógica de Programação - cap1 Aula Lógica de Programação - cap1
Aula Lógica de Programação - cap1
 
Lógica e algoritmos
Lógica e algoritmosLógica e algoritmos
Lógica e algoritmos
 
Estrutura de Dados - Conceitos fundamentais
Estrutura de Dados - Conceitos fundamentaisEstrutura de Dados - Conceitos fundamentais
Estrutura de Dados - Conceitos fundamentais
 
Lista de exercicios algoritmos com pseudocodigo
Lista de exercicios   algoritmos com pseudocodigoLista de exercicios   algoritmos com pseudocodigo
Lista de exercicios algoritmos com pseudocodigo
 
Arquitetura de Computadores: Álgebra Booleana
Arquitetura de Computadores: Álgebra BooleanaArquitetura de Computadores: Álgebra Booleana
Arquitetura de Computadores: Álgebra Booleana
 
Lógica de Programação - Algoritmos
Lógica de Programação - AlgoritmosLógica de Programação - Algoritmos
Lógica de Programação - Algoritmos
 

Destaque

Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Pacc UAB
 
Aula 8 - Validação - parte 1
Aula 8 - Validação - parte 1Aula 8 - Validação - parte 1
Aula 8 - Validação - parte 1
Pacc UAB
 
Aula 16 - Modularização - parte 3 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 3 - exercíciosAula 16 - Modularização - parte 3 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 3 - exercícios
Pacc UAB
 
Regras do projeto final
Regras do projeto finalRegras do projeto final
Regras do projeto final
Pacc UAB
 
Aula 15 - Modularização -parte1
Aula 15 - Modularização -parte1Aula 15 - Modularização -parte1
Aula 15 - Modularização -parte1
Pacc UAB
 
Aula 16 - Modularização - parte 4 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 4 - exercíciosAula 16 - Modularização - parte 4 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 4 - exercícios
Pacc UAB
 
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2
Pacc UAB
 
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2
Pacc UAB
 
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1
Pacc UAB
 
Pi - aula inaugural
Pi - aula inauguralPi - aula inaugural
Pi - aula inaugural
Pacc UAB
 
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1
Pacc UAB
 
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Pacc UAB
 
Aula 14 - Exercícios matrizes
Aula 14 - Exercícios matrizesAula 14 - Exercícios matrizes
Aula 14 - Exercícios matrizes
Pacc UAB
 
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1
Pacc UAB
 

Destaque (14)

Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 5 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
 
Aula 8 - Validação - parte 1
Aula 8 - Validação - parte 1Aula 8 - Validação - parte 1
Aula 8 - Validação - parte 1
 
Aula 16 - Modularização - parte 3 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 3 - exercíciosAula 16 - Modularização - parte 3 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 3 - exercícios
 
Regras do projeto final
Regras do projeto finalRegras do projeto final
Regras do projeto final
 
Aula 15 - Modularização -parte1
Aula 15 - Modularização -parte1Aula 15 - Modularização -parte1
Aula 15 - Modularização -parte1
 
Aula 16 - Modularização - parte 4 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 4 - exercíciosAula 16 - Modularização - parte 4 - exercícios
Aula 16 - Modularização - parte 4 - exercícios
 
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 2
 
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2
Aula 3 - Algoritmos computacionais - parte 2
 
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1
Aula 10 - Equivalência Java x Portugol Studio - parte 1
 
Pi - aula inaugural
Pi - aula inauguralPi - aula inaugural
Pi - aula inaugural
 
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1
Aula 2 - Introdução à programação de computadores - parte1
 
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 2
 
Aula 14 - Exercícios matrizes
Aula 14 - Exercícios matrizesAula 14 - Exercícios matrizes
Aula 14 - Exercícios matrizes
 
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1
Aula 6 - Estruturas de seleção encadeada - parte 1
 

Semelhante a Aula 11 - Vetores unidimensionais - parte 1

Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10
Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10
Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10
André Phillip Bertoletti
 
Modulo02
Modulo02Modulo02
Modulo02
Lisandro Michel
 
Aula 1 - Faculdade Ieducare - Estrutura de dados
Aula 1 - Faculdade Ieducare - Estrutura de dadosAula 1 - Faculdade Ieducare - Estrutura de dados
Aula 1 - Faculdade Ieducare - Estrutura de dados
carlosestevaobs
 
Lógica De Programação
Lógica De ProgramaçãoLógica De Programação
Lógica De Programação
Rodrigo Piovesana
 
Excel aula estatística com excel
Excel   aula estatística com excelExcel   aula estatística com excel
Excel aula estatística com excel
gisa_legal
 
Aula 2 | Vetores
Aula 2 | VetoresAula 2 | Vetores
Aula 2 | Vetores
Henry Raúl González Brito
 
Ap vetores
Ap vetoresAp vetores
Ap vetores
johndicorrea
 
Semana 6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemas
Semana  6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemasSemana  6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemas
Semana 6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemas
Manuel Menezes de Sequeira
 
Capítulo 10 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...
Capítulo 10 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...Capítulo 10 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...
Capítulo 10 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...
Os Fantasmas !
 
Matrizes e Vetores para programação
Matrizes e Vetores para programaçãoMatrizes e Vetores para programação
Matrizes e Vetores para programação
Kamila Joyce
 
Cartilha de Octave para Matematica Computacional.pdf
Cartilha de Octave para Matematica Computacional.pdfCartilha de Octave para Matematica Computacional.pdf
Cartilha de Octave para Matematica Computacional.pdf
Edkallenn Lima
 
Capítulo 09 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...
Capítulo 09 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...Capítulo 09 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...
Capítulo 09 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...
Os Fantasmas !
 
Desenvolvimento RAD com Python (Fenasoft)
Desenvolvimento RAD com Python (Fenasoft)Desenvolvimento RAD com Python (Fenasoft)
Desenvolvimento RAD com Python (Fenasoft)
Osvaldo Santana Neto
 
Java - Primeiros passos
Java - Primeiros passosJava - Primeiros passos
Java - Primeiros passos
Professor José de Assis
 
Comecando tensorflow
Comecando tensorflowComecando tensorflow
Comecando tensorflow
Sandro Moreira
 
Aula 2 módulo i - psi
Aula 2   módulo i - psiAula 2   módulo i - psi
Aula 2 módulo i - psi
111111119
 
Os intervalos e sua aplicação na lógica de programação para computadores
Os intervalos e sua aplicação na lógica de programação para computadoresOs intervalos e sua aplicação na lógica de programação para computadores
Os intervalos e sua aplicação na lógica de programação para computadores
Robson S
 
Ltp aula 6 entrada e saida de dados
Ltp   aula 6 entrada e saida de dadosLtp   aula 6 entrada e saida de dados
Ltp aula 6 entrada e saida de dados
junior_anselmo
 
Primeira aula sp1
Primeira aula sp1Primeira aula sp1
Primeira aula sp1
gastaovalle
 
Prova de algoritmos e estrutura de dados
Prova de algoritmos e estrutura de dadosProva de algoritmos e estrutura de dados
Prova de algoritmos e estrutura de dados
Bruno Vale
 

Semelhante a Aula 11 - Vetores unidimensionais - parte 1 (20)

Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10
Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10
Lógica de Programação - Unimep/Pronatec - Aula10
 
Modulo02
Modulo02Modulo02
Modulo02
 
Aula 1 - Faculdade Ieducare - Estrutura de dados
Aula 1 - Faculdade Ieducare - Estrutura de dadosAula 1 - Faculdade Ieducare - Estrutura de dados
Aula 1 - Faculdade Ieducare - Estrutura de dados
 
Lógica De Programação
Lógica De ProgramaçãoLógica De Programação
Lógica De Programação
 
Excel aula estatística com excel
Excel   aula estatística com excelExcel   aula estatística com excel
Excel aula estatística com excel
 
Aula 2 | Vetores
Aula 2 | VetoresAula 2 | Vetores
Aula 2 | Vetores
 
Ap vetores
Ap vetoresAp vetores
Ap vetores
 
Semana 6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemas
Semana  6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemasSemana  6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemas
Semana 6: Matrizes multidimensionais, estratégias de resolução de problemas
 
Capítulo 10 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...
Capítulo 10 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...Capítulo 10 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...
Capítulo 10 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...
 
Matrizes e Vetores para programação
Matrizes e Vetores para programaçãoMatrizes e Vetores para programação
Matrizes e Vetores para programação
 
Cartilha de Octave para Matematica Computacional.pdf
Cartilha de Octave para Matematica Computacional.pdfCartilha de Octave para Matematica Computacional.pdf
Cartilha de Octave para Matematica Computacional.pdf
 
Capítulo 09 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...
Capítulo 09 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...Capítulo 09 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...
Capítulo 09 Livro Algoritmos e Programação de Computadores Autores JR., Diler...
 
Desenvolvimento RAD com Python (Fenasoft)
Desenvolvimento RAD com Python (Fenasoft)Desenvolvimento RAD com Python (Fenasoft)
Desenvolvimento RAD com Python (Fenasoft)
 
Java - Primeiros passos
Java - Primeiros passosJava - Primeiros passos
Java - Primeiros passos
 
Comecando tensorflow
Comecando tensorflowComecando tensorflow
Comecando tensorflow
 
Aula 2 módulo i - psi
Aula 2   módulo i - psiAula 2   módulo i - psi
Aula 2 módulo i - psi
 
Os intervalos e sua aplicação na lógica de programação para computadores
Os intervalos e sua aplicação na lógica de programação para computadoresOs intervalos e sua aplicação na lógica de programação para computadores
Os intervalos e sua aplicação na lógica de programação para computadores
 
Ltp aula 6 entrada e saida de dados
Ltp   aula 6 entrada e saida de dadosLtp   aula 6 entrada e saida de dados
Ltp aula 6 entrada e saida de dados
 
Primeira aula sp1
Primeira aula sp1Primeira aula sp1
Primeira aula sp1
 
Prova de algoritmos e estrutura de dados
Prova de algoritmos e estrutura de dadosProva de algoritmos e estrutura de dados
Prova de algoritmos e estrutura de dados
 

Último

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
maria-oliveira
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 

Último (20)

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 

Aula 11 - Vetores unidimensionais - parte 1

  • 1. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Vetores Unimensionais
  • 2. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Objetivos  Entender a importância e a necessidade do uso de Vetores  Definição de Vetores Unidimensionais  Manipulação de Vetores  Inserir elementos em um vetor (usando laços ou não)  Imprimir elementos de um vetor (usando laços ou não)
  • 3. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Problema 1  Calcular a média de uma classe a partir da nota de seus 10 alunos.  LÓGICA (SOLUÇÃO)  Para cada um dos 10 alunos:  Ler a nota N  Acumular a nota (somar com as anteriores)  Media = soma / 10 ATENÇÃO: a cada nota digitada vai acumulando com a anterior. Pode-se usar a mesma variável “N” para ler a nota do aluno seguinte 5.5 N 6.5 N 8.0 N 3,0 N 7.5 N 2.5 N 7.5 N 6.0 N 4.5 N 10.0 N
  • 4. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Solução Em Portugol Studio
  • 5. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais import java.util.*; public class Media00 { public static void main(String[ ] args) { double media, soma = 0, nota; int cont = 0; Scanner teclado = new Scanner(System.in); while (cont < 10) { System.out.println("Digite a nota : "); nota = teclado.nextDouble(); soma = soma + nota; cont++; } media = soma / 10; System.out.println("Media da Sala = " + media); } } Solução Em Java
  • 6. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Problema 2  Calcular a média de uma classe a partir da nota de seus 10 alunos e verificar quantos conseguiram nota acima da média da classe:  LÓGICA (SOLUÇÃO)  Ler as 10 notas  Somar as 10 notas e dividir por 10  Para cada uma das 10 notas faça:  SE nota > media ENTÃO contar ATENÇÃO: Note que é preciso armazenar os 10 valores, para que depois de calculada a média se possa verificar se cada uma das 10 notas estão acima da média
  • 7. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Problema 2  Calcular a média de uma classe a partir da nota de seus 10 alunos e verificar quantos conseguiram nota acima da média da classe: • SE N1 > media ENTÃO cont = cont + 1 • SE N2 > media ENTÃO cont = cont + 1 • SE N3 > media ENTÃO cont = cont + 1 • ... • SE N9 > media ENTÃO cont = cont + 1 • SE N10 > media ENTÃO cont = cont + 1
  • 8. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais import java.io.*; public class Media01 { public static void main(String[ ] args) { float media, soma = 0, n1, n2, n3, n4, n5, n5, n6, n7, n8, n9, n10; int contA = 0; Scanner teclado = new Scanner(System.in); System.out.println("Digite a nota n1: "); n1 = teclado.nextFloat(); ... System.out.println("Digite a nota n2: "); n2 = teclado.nextFloat(); ... System.out.println("Digite a nota n3: "); n3 = teclado.nextFloat(); ... ... Solução com variáveis simples CONTINUA 
  • 9. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais ... System.out.println("Digite a nota n10"); n10 = teclado.nextFloat(); ... soma = n1+ n2 + n3 + n4 + n5 + n6 + n7 + n8, + n9 + n10; media = soma / 10; if (n1>media) contA=contA+1; if (n2>media) contA=contA+1; if (n3>media) contA=contA+1; ... ... if (n9>media) contA=contA+1; if (n10>media) contA=contA+1; System.out.println("Existem " + contA + " notas cima da media " + media); } } Solução com variáveis simples 10 ifs
  • 10. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Problema A maioria das linguagens implementam variáveis do tipo CONJUNTO, chamadas de VETOR ou ARRAY E se fosse uma turma de 500 alunos ? 500 variáveis ? 500 “ifs” ?
  • 11. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais VETOR (ARRAY)
  • 12. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais  Permite a declaração de variáveis do tipo CONJUNTO  Uma variável do tipo CONJUNTO pode armazenar mais de um valor.  No ato da declaração da variável deve-se informar o seu tamanho.  Para o problema de armazenar 10 notas, pode-se definir uma variável de tamanho 10 do tipo real.  Declaração: real nota[ 10 ] A declaração acima cria em memória uma variável chamada NOTA com 10 posições do tipo REAL  As 10 posições são numeradas de 0 a 9 (índice) Vetores (No Portugol Studio) nota conteúdo 5.5 6.5 8.0 3.0 7.5 2.5 7.5 6.0 4.5 10.0 índice 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
  • 13. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais  Declaração: real nota[ 10 ]  A declaração acima cria em memória uma variável chamada NOTA com 10 posições do tipo REAL  As 10 posições são numeradas de 0 a 9 (índice) Vetores (No Portugol Studio) • Acesso a variável: Para acessar cada posição deve-se usar o nome da variável e a sua posição ou índice (entre colchetes) A instrução abaixo imprime a nota que está na posição 3 (índice = 3-1) da variável. • escreva(“ A nota da posição 3 = ” , nota [ 2 ] ) O índice pode ser uma variável: Ex. nota [ x ] nota conteúdo 5.5 6.5 8.0 3.0 7.5 2.5 7.5 6.0 4.5 10.0 índice 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
  • 14. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Solução do Problema com VETOR (no Portugol Studio) ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
  • 15. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Vetor no Portugol Studio
  • 16. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais VETOR EM JAVA
  • 17. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais 17 Vetores  Um vetor é representado por:  Identificador - nome do vetor  Tamanho (dimensão) - quantidade de elementos (dados)  Tipo - tipo de dado armazenado (integer, real, string)  Sintaxe: tipo identificador [ ] = new tipo[tamanho]; double exemplo[ ] = new double [55];
  • 18. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais  Permite a declaração de variáveis do tipo CONJUNTO  Uma variável do tipo CONJUNTO pode armazenar mais de um valor.  No ato da declaração da variável deve-se informar o seu tamanho.  Para o problema de armazenar 10 notas, pode-se definir uma variável de tamanho 10 do tipo float.  Declaração: double nota [ ] = new double [ 10 ];  A declaração acima cria em memória uma variável com 10 posições do tipo float  As 10 posições são automaticamente numeradas de 0 a 9 (índice);  Para acessar cada posição deve-se usar o nome da variável e a sua posição ou índice (entre colchetes)  A instrução abaixo imprime a nota que está na posição 3 da variável.  System.out.println(“nota da posição 3 = ” + nota [ 3 ] ); Vetores (array)
  • 19. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Solução com VETOR import java.io.*; public class Media02 { public static void main(String[ ] args) { double nota [ ] = new double [10]; double media, soma = 0; int indice = 0, cont = 0; Scanner teclado = new Scanner(System.in); while (indice < 10) { System.out.println("Digite a nota :"); nota [ indice ] = teclado.nextDouble(); soma = soma + nota [ indice ]; indice++; } media = soma / 10;    CONTINUA 
  • 20. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Solução com VETOR    /* ------- verificar quem está acima da média ------------ */ indice = 0; /* recomeça a percorrer a partir da posição ZERO !!! */ while ( indice < 10) { if ( nota [ indice ] > media ) { cont++; } indice++; } System.out.println("Existem " + cont + " notas cima da media " + media); } }
  • 21. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Respondendo à pergunta: E se fosse uma turma de 500 alunos ?
  • 22. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais import java.io.*; public class Media02 { public static void main(String[ ] args) { double nota [ ] = new double [50]; double media, soma = 0; int indice = 0, cont = 0; Scanner teclado = new Scanner(System.in); while (indice < 50) { System.out.println("Digite a nota :"); nota [ indice ] = teclado.nextDouble (); soma = soma + nota [ indice ]; indice++; } media = soma / 50;    Solução com VETOR
  • 23. Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação Vetores Unidimensionais Solução com VETOR    /* ------- verificar quem está acima da média ------------ */ indice = 0; /* recomeça a percorrer a partir da posição ZERO !!! */ while ( indice < 50) { if ( nota [ indice ] > media ) { contA++; } ind++; } System.out.println("Existem " + cont + " notas cima da media " + media); } }