SlideShare uma empresa Scribd logo
domingo, 24 de janeiro de 2010<br />ARTE CONTEMPORÂNEA <br />Os balanços e estudos disponíveis sobre arte contemporânea tendem a fixar-se na década de 1960, sobretudo com o advento da arte pop e do minimalismo, um rompimento em relação à pauta moderna, o que é lido por alguns como o início do pós-modernismo. <br />A cena contemporânea - que se esboça num mercado internacionalizado das novas mídias e tecnologias e de variados atores sociais que aliam política e subjetividade (negros, mulheres, homossexuais etc.) - explode os enquadramentos sociais e artísticos do modernismo, abrindo-se a experiências culturais díspares. <br />As novas orientações artísticas, apesar de distintas, partilham um espírito comum: são, cada qual a seu modo, tentativas de dirigir a arte às coisas do mundo, à natureza, à realidade urbana e ao mundo da tecnologia.<br />As obras articulam diferentes linguagens - dança, música, pintura, teatro, escultura, literatura etc. –, desafiando as classificações habituais, colocando em questão o caráter das representações artísticas e a própria definição de arte. Interpelam criticamente também o mercado e o sistema de validação da arte.<br />É importante lembrar que o uso de novas tecnologias - vídeo, televisão, computador etc. - atravessa parte substantiva da produção contemporânea, trazendo novos elementos para o debate sobre o fazer artístico. <br />A partir de meados das décadas de 60 e 70, notou-se que a arte produzida naquele período já não mais correspondia à Arte Moderna do início do século XX. A arte contemporânea entra em cena a partir dos anos 70, quando as importantes mudanças no mundo e na nossa relação de tempo e espaço transformam globalmente os seres humanos.<br />http://julirossi.blogspot.com/2010/01/arte-contemporanea.html<br />Entre os movimentos mais célebres estão a Pop Art, o Expressionismo Abstrato, a Arte conceitual, a Arte Povera, o Minimalismo, a Body Art, o Fotorrealismo, a Internet Art e a Street Art, a arte das ruas, baseada na cultura do grafiti e inspirada faccionalmente na geração hip-hop, tida muitas vezes como vandalismo.<br />Quando se fala em arte contemporânea não é para designar tudo o que é produzido no momento, e sim aquilo que nos propõe um pensamento sobre a própria arte ou uma análise crítica da prática visual. Como dispositivo de pensamento, a arte interroga e atribui novos significados ao se apropriar de imagens, não só as que fazem parte da historia da arte, mas também as que habitam o cotidiano. O belo contemporâneo não busca mais o novo, nem o espanto, como as vanguardas da primeira metade deste século: propõe o estranhamento ou o questionamento da linguagem e sua leitura.<br />As novas tecnologias para a arte contemporânea não significam o fim, mas um meio à disposição da liberdade do artista, que se somam às técnicas e aos suportes tradicionais, para questionar o próprio visível, alterar a percepção, propor um enigma e não mais uma visão pronta do mundo.<br />
Arte contemporanea 2
Arte contemporanea 2
Arte contemporanea 2

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cubismo e futurismo na arte
Cubismo e futurismo na arteCubismo e futurismo na arte
Cubismo e futurismo na arte
Anderson Mota
 
Histriadaarte tendnciasdaartecontempornea-140315155657-phpapp01
Histriadaarte tendnciasdaartecontempornea-140315155657-phpapp01Histriadaarte tendnciasdaartecontempornea-140315155657-phpapp01
Histriadaarte tendnciasdaartecontempornea-140315155657-phpapp01
Fátima Soares
 
Trabalho de História
Trabalho de HistóriaTrabalho de História
Trabalho de História
Matheus Bolsarini
 
Arte conceitual
Arte conceitualArte conceitual
Arte conceitual
Lú Feitosa
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
gil junior
 
O pós modernismo
O pós modernismoO pós modernismo
O pós modernismo
Marcela Marangon Ribeiro
 
neofiguração artes
neofiguração artesneofiguração artes
neofiguração artes
brunoantony
 
História da arte - Arte Contemporânea
História da arte -  Arte ContemporâneaHistória da arte -  Arte Contemporânea
História da arte - Arte Contemporânea
Andrea Dressler
 
Correntes Artísticas Parte I
Correntes Artísticas Parte ICorrentes Artísticas Parte I
Correntes Artísticas Parte I
gofontoura
 
A geração de 90 literatura na virada
A geração de 90    literatura na viradaA geração de 90    literatura na virada
A geração de 90 literatura na virada
Jean Daiane Chiumento
 
Construtivismo russo
Construtivismo russoConstrutivismo russo
Construtivismo russo
PatriciaChyczij
 
História da Arte - do Construtivismo à Arte Contemporanea
História da Arte - do Construtivismo à Arte ContemporaneaHistória da Arte - do Construtivismo à Arte Contemporanea
História da Arte - do Construtivismo à Arte Contemporanea
Raphael Lanzillotte
 
Arte contemporanea
Arte contemporaneaArte contemporanea
Arte contemporanea
adriana quintans
 
Apresentação Coleção de Arte
Apresentação Coleção de ArteApresentação Coleção de Arte
Apresentação Coleção de Arte
KS Marketing e Comunicação Visual
 
Artes modernismo
Artes modernismoArtes modernismo
Artes modernismo
Rebecca Mylanne
 
O construtivismo
O construtivismoO construtivismo
O construtivismo
Filipe Silva
 
Uma introdução à arte postal.
Uma introdução à arte postal.Uma introdução à arte postal.
Uma introdução à arte postal.
Medinamel
 
Movimentos artísticos
Movimentos artísticosMovimentos artísticos
Movimentos artísticos
Bruno Costa
 
Aula 08 história do design gráfico
Aula 08   história do design gráficoAula 08   história do design gráfico
Aula 08 história do design gráfico
Elizeu Nascimento Silva
 
Manifestacoes artisticas contemporaneas
Manifestacoes artisticas contemporaneasManifestacoes artisticas contemporaneas
Manifestacoes artisticas contemporaneas
Crícia Silva
 

Mais procurados (20)

Cubismo e futurismo na arte
Cubismo e futurismo na arteCubismo e futurismo na arte
Cubismo e futurismo na arte
 
Histriadaarte tendnciasdaartecontempornea-140315155657-phpapp01
Histriadaarte tendnciasdaartecontempornea-140315155657-phpapp01Histriadaarte tendnciasdaartecontempornea-140315155657-phpapp01
Histriadaarte tendnciasdaartecontempornea-140315155657-phpapp01
 
Trabalho de História
Trabalho de HistóriaTrabalho de História
Trabalho de História
 
Arte conceitual
Arte conceitualArte conceitual
Arte conceitual
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
O pós modernismo
O pós modernismoO pós modernismo
O pós modernismo
 
neofiguração artes
neofiguração artesneofiguração artes
neofiguração artes
 
História da arte - Arte Contemporânea
História da arte -  Arte ContemporâneaHistória da arte -  Arte Contemporânea
História da arte - Arte Contemporânea
 
Correntes Artísticas Parte I
Correntes Artísticas Parte ICorrentes Artísticas Parte I
Correntes Artísticas Parte I
 
A geração de 90 literatura na virada
A geração de 90    literatura na viradaA geração de 90    literatura na virada
A geração de 90 literatura na virada
 
Construtivismo russo
Construtivismo russoConstrutivismo russo
Construtivismo russo
 
História da Arte - do Construtivismo à Arte Contemporanea
História da Arte - do Construtivismo à Arte ContemporaneaHistória da Arte - do Construtivismo à Arte Contemporanea
História da Arte - do Construtivismo à Arte Contemporanea
 
Arte contemporanea
Arte contemporaneaArte contemporanea
Arte contemporanea
 
Apresentação Coleção de Arte
Apresentação Coleção de ArteApresentação Coleção de Arte
Apresentação Coleção de Arte
 
Artes modernismo
Artes modernismoArtes modernismo
Artes modernismo
 
O construtivismo
O construtivismoO construtivismo
O construtivismo
 
Uma introdução à arte postal.
Uma introdução à arte postal.Uma introdução à arte postal.
Uma introdução à arte postal.
 
Movimentos artísticos
Movimentos artísticosMovimentos artísticos
Movimentos artísticos
 
Aula 08 história do design gráfico
Aula 08   história do design gráficoAula 08   história do design gráfico
Aula 08 história do design gráfico
 
Manifestacoes artisticas contemporaneas
Manifestacoes artisticas contemporaneasManifestacoes artisticas contemporaneas
Manifestacoes artisticas contemporaneas
 

Destaque

Arte na eja slides ivonete
Arte na eja slides ivoneteArte na eja slides ivonete
Arte na eja slides ivonete
ivonetechechi
 
Leia sozinho
Leia sozinho Leia sozinho
Leia sozinho
Dennia
 
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rieApostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Mauro Sousa
 
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rieApostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
ana cristina xavier
 
ARTES_ O USO DA IMAGEM NA EJA
ARTES_ O USO DA IMAGEM NA EJAARTES_ O USO DA IMAGEM NA EJA
ARTES_ O USO DA IMAGEM NA EJA
DafianaCarlos
 
Alunos e allunas de eja
Alunos e allunas de ejaAlunos e allunas de eja
Alunos e allunas de eja
Ricardo Jorge Araújo Sousa Peres
 
EMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJA
EMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJAEMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJA
EMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJA
Alexandre da Rosa
 
Apostila para o curso de desenho e pintura resumida
Apostila para o curso de desenho e pintura resumidaApostila para o curso de desenho e pintura resumida
Apostila para o curso de desenho e pintura resumida
Mayara Formigosa
 
Apostila de arte
Apostila de arteApostila de arte
Apostila de arte
Doane Castro
 
Apostila de-artes-visuais (1)
Apostila de-artes-visuais (1)Apostila de-artes-visuais (1)
Apostila de-artes-visuais (1)
Fábia Michelle Pereira
 
Apostila 1 de artes simone helen drumond
Apostila 1 de artes simone helen drumondApostila 1 de artes simone helen drumond
Apostila 1 de artes simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental IApostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
Eliane Sanches
 
Historia das Cavernas ao Terceiro Milenio - EJA - Planejamento Interativo
Historia das Cavernas ao Terceiro Milenio - EJA - Planejamento InterativoHistoria das Cavernas ao Terceiro Milenio - EJA - Planejamento Interativo
Historia das Cavernas ao Terceiro Milenio - EJA - Planejamento Interativo
Editora Moderna
 
Plano De Aula Eja 09.12 Bahia
Plano De Aula Eja 09.12 BahiaPlano De Aula Eja 09.12 Bahia
Plano De Aula Eja 09.12 Bahia
marcusbrandao1
 
Apostila de Formação - Ministério de Música e Artes - RCC
Apostila de Formação - Ministério de Música e Artes - RCCApostila de Formação - Ministério de Música e Artes - RCC
Apostila de Formação - Ministério de Música e Artes - RCC
Darlan Campos
 
Plano de Aula para EJA
 Plano de Aula para EJA Plano de Aula para EJA
Plano de Aula para EJA
Gabriela Farias
 
53897081 apostila-de-arte-2ª-serie-2010-atual
53897081 apostila-de-arte-2ª-serie-2010-atual53897081 apostila-de-arte-2ª-serie-2010-atual
53897081 apostila-de-arte-2ª-serie-2010-atual
Eduardo Lopes
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Secretaria de Educação do Maranhão e Imagética Consultoria e Design
 

Destaque (18)

Arte na eja slides ivonete
Arte na eja slides ivoneteArte na eja slides ivonete
Arte na eja slides ivonete
 
Leia sozinho
Leia sozinho Leia sozinho
Leia sozinho
 
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rieApostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
 
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rieApostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
Apostila de-arte-ensino-mc3a9dio-1c2aa-sc3a9rie
 
ARTES_ O USO DA IMAGEM NA EJA
ARTES_ O USO DA IMAGEM NA EJAARTES_ O USO DA IMAGEM NA EJA
ARTES_ O USO DA IMAGEM NA EJA
 
Alunos e allunas de eja
Alunos e allunas de ejaAlunos e allunas de eja
Alunos e allunas de eja
 
EMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJA
EMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJAEMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJA
EMEF Max A. Oderich - Projeto ArtEJA
 
Apostila para o curso de desenho e pintura resumida
Apostila para o curso de desenho e pintura resumidaApostila para o curso de desenho e pintura resumida
Apostila para o curso de desenho e pintura resumida
 
Apostila de arte
Apostila de arteApostila de arte
Apostila de arte
 
Apostila de-artes-visuais (1)
Apostila de-artes-visuais (1)Apostila de-artes-visuais (1)
Apostila de-artes-visuais (1)
 
Apostila 1 de artes simone helen drumond
Apostila 1 de artes simone helen drumondApostila 1 de artes simone helen drumond
Apostila 1 de artes simone helen drumond
 
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental IApostila de Arte Ensino Fundamental I
Apostila de Arte Ensino Fundamental I
 
Historia das Cavernas ao Terceiro Milenio - EJA - Planejamento Interativo
Historia das Cavernas ao Terceiro Milenio - EJA - Planejamento InterativoHistoria das Cavernas ao Terceiro Milenio - EJA - Planejamento Interativo
Historia das Cavernas ao Terceiro Milenio - EJA - Planejamento Interativo
 
Plano De Aula Eja 09.12 Bahia
Plano De Aula Eja 09.12 BahiaPlano De Aula Eja 09.12 Bahia
Plano De Aula Eja 09.12 Bahia
 
Apostila de Formação - Ministério de Música e Artes - RCC
Apostila de Formação - Ministério de Música e Artes - RCCApostila de Formação - Ministério de Música e Artes - RCC
Apostila de Formação - Ministério de Música e Artes - RCC
 
Plano de Aula para EJA
 Plano de Aula para EJA Plano de Aula para EJA
Plano de Aula para EJA
 
53897081 apostila-de-arte-2ª-serie-2010-atual
53897081 apostila-de-arte-2ª-serie-2010-atual53897081 apostila-de-arte-2ª-serie-2010-atual
53897081 apostila-de-arte-2ª-serie-2010-atual
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
 

Semelhante a Arte contemporanea 2

Arte contemporanea 2
Arte contemporanea 2Arte contemporanea 2
Arte contemporanea 2
centrodeensinoedisonlobao
 
9ano
9ano9ano
Situacionsimo Popart
Situacionsimo PopartSituacionsimo Popart
Situacionsimo Popart
Ellen_Assad
 
Modernismo
ModernismoModernismo
Modernismo
Lidiane Andrade
 
poparte.pdf
poparte.pdfpoparte.pdf
poparte.pdf
LucimeireMello
 
Art Pop
Art PopArt Pop
O Modernismo na Arte
O Modernismo na ArteO Modernismo na Arte
O Modernismo na Arte
Michele Wilbert
 
AULAO ENEM.pptx
AULAO ENEM.pptxAULAO ENEM.pptx
AULAO ENEM.pptx
Elaine572065
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Elaine DA Silva
 
Pós-modernismo
Pós-modernismoPós-modernismo
Pós-modernismo
Laércio Góes
 
AULÃO-3º ANOSE.M..pptx
AULÃO-3º ANOSE.M..pptxAULÃO-3º ANOSE.M..pptx
AULÃO-3º ANOSE.M..pptx
RosaMariaDaSilvaSous1
 
Op Art & Pop Art
Op Art & Pop ArtOp Art & Pop Art
Op Art & Pop Art
Marcia Alvares
 
Arte
ArteArte
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
Adventus Net
 
historia-da-arte4 contemporanea arte arte
historia-da-arte4 contemporanea arte artehistoria-da-arte4 contemporanea arte arte
historia-da-arte4 contemporanea arte arte
ssuser90b57a
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
Lú Feitosa
 
Conceito de arte
Conceito de arteConceito de arte
Conceito de arte
kardovsky
 
Ruptura e inovações da arte e literatura- História 9ano
Ruptura e inovações da arte e literatura- História 9ano Ruptura e inovações da arte e literatura- História 9ano
Ruptura e inovações da arte e literatura- História 9ano
Juliana Cunha
 
Vanguardas2017 .
Vanguardas2017 .Vanguardas2017 .
Vanguardas2017 .
CLEBER LUIS DAMACENO
 
ARTES e LINGUAGENS NAS CIÊNCIAS HUMANAS
ARTES e LINGUAGENS  NAS CIÊNCIAS HUMANASARTES e LINGUAGENS  NAS CIÊNCIAS HUMANAS
ARTES e LINGUAGENS NAS CIÊNCIAS HUMANAS
HisrelBlog
 

Semelhante a Arte contemporanea 2 (20)

Arte contemporanea 2
Arte contemporanea 2Arte contemporanea 2
Arte contemporanea 2
 
9ano
9ano9ano
9ano
 
Situacionsimo Popart
Situacionsimo PopartSituacionsimo Popart
Situacionsimo Popart
 
Modernismo
ModernismoModernismo
Modernismo
 
poparte.pdf
poparte.pdfpoparte.pdf
poparte.pdf
 
Art Pop
Art PopArt Pop
Art Pop
 
O Modernismo na Arte
O Modernismo na ArteO Modernismo na Arte
O Modernismo na Arte
 
AULAO ENEM.pptx
AULAO ENEM.pptxAULAO ENEM.pptx
AULAO ENEM.pptx
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
Pós-modernismo
Pós-modernismoPós-modernismo
Pós-modernismo
 
AULÃO-3º ANOSE.M..pptx
AULÃO-3º ANOSE.M..pptxAULÃO-3º ANOSE.M..pptx
AULÃO-3º ANOSE.M..pptx
 
Op Art & Pop Art
Op Art & Pop ArtOp Art & Pop Art
Op Art & Pop Art
 
Arte
ArteArte
Arte
 
Vanguardas europeias
Vanguardas europeiasVanguardas europeias
Vanguardas europeias
 
historia-da-arte4 contemporanea arte arte
historia-da-arte4 contemporanea arte artehistoria-da-arte4 contemporanea arte arte
historia-da-arte4 contemporanea arte arte
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
Conceito de arte
Conceito de arteConceito de arte
Conceito de arte
 
Ruptura e inovações da arte e literatura- História 9ano
Ruptura e inovações da arte e literatura- História 9ano Ruptura e inovações da arte e literatura- História 9ano
Ruptura e inovações da arte e literatura- História 9ano
 
Vanguardas2017 .
Vanguardas2017 .Vanguardas2017 .
Vanguardas2017 .
 
ARTES e LINGUAGENS NAS CIÊNCIAS HUMANAS
ARTES e LINGUAGENS  NAS CIÊNCIAS HUMANASARTES e LINGUAGENS  NAS CIÊNCIAS HUMANAS
ARTES e LINGUAGENS NAS CIÊNCIAS HUMANAS
 

Mais de centrodeensinoedisonlobao

Artes (7)
Artes (7)Artes (7)
Artes (6)
Artes (6)Artes (6)
Artes (5)
Artes (5)Artes (5)
Centro de ensino edison lobão1
Centro de ensino edison lobão1Centro de ensino edison lobão1
Centro de ensino edison lobão1
centrodeensinoedisonlobao
 
Thiago de carvalho caique xavier
Thiago de carvalho   caique xavierThiago de carvalho   caique xavier
Thiago de carvalho caique xavier
centrodeensinoedisonlobao
 
Século xx no brasil (1) consuello
Século xx no brasil (1)   consuelloSéculo xx no brasil (1)   consuello
Século xx no brasil (1) consuello
centrodeensinoedisonlobao
 
Centro de ensino sâmela
Centro de ensino   sâmelaCentro de ensino   sâmela
Centro de ensino sâmela
centrodeensinoedisonlobao
 
Centro de ensino milton
Centro de ensino    miltonCentro de ensino    milton
Centro de ensino milton
centrodeensinoedisonlobao
 
Artes (2) weverton
Artes (2) wevertonArtes (2) weverton
Artes (2) weverton
centrodeensinoedisonlobao
 
Artes rafaela camilo
Artes   rafaela camiloArtes   rafaela camilo
Artes rafaela camilo
centrodeensinoedisonlobao
 
Centro de ensino edison lobão bruno
Centro de ensino edison lobão brunoCentro de ensino edison lobão bruno
Centro de ensino edison lobão bruno
centrodeensinoedisonlobao
 
Luana lima ribeiro
Luana lima ribeiroLuana lima ribeiro
Luana lima ribeiro
centrodeensinoedisonlobao
 
Luana lima ribeiro
Luana lima ribeiroLuana lima ribeiro
Luana lima ribeiro
centrodeensinoedisonlobao
 
Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012
centrodeensinoedisonlobao
 
Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012
centrodeensinoedisonlobao
 
Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012
centrodeensinoedisonlobao
 
Calendário Edison Lobão 2012
Calendário Edison Lobão 2012Calendário Edison Lobão 2012
Calendário Edison Lobão 2012
centrodeensinoedisonlobao
 
Calendário Edison Lobão 2012
Calendário Edison Lobão 2012Calendário Edison Lobão 2012
Calendário Edison Lobão 2012
centrodeensinoedisonlobao
 
Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012
centrodeensinoedisonlobao
 
Apresentação plano de ação 2012
Apresentação plano de ação 2012Apresentação plano de ação 2012
Apresentação plano de ação 2012
centrodeensinoedisonlobao
 

Mais de centrodeensinoedisonlobao (20)

Artes (7)
Artes (7)Artes (7)
Artes (7)
 
Artes (6)
Artes (6)Artes (6)
Artes (6)
 
Artes (5)
Artes (5)Artes (5)
Artes (5)
 
Centro de ensino edison lobão1
Centro de ensino edison lobão1Centro de ensino edison lobão1
Centro de ensino edison lobão1
 
Thiago de carvalho caique xavier
Thiago de carvalho   caique xavierThiago de carvalho   caique xavier
Thiago de carvalho caique xavier
 
Século xx no brasil (1) consuello
Século xx no brasil (1)   consuelloSéculo xx no brasil (1)   consuello
Século xx no brasil (1) consuello
 
Centro de ensino sâmela
Centro de ensino   sâmelaCentro de ensino   sâmela
Centro de ensino sâmela
 
Centro de ensino milton
Centro de ensino    miltonCentro de ensino    milton
Centro de ensino milton
 
Artes (2) weverton
Artes (2) wevertonArtes (2) weverton
Artes (2) weverton
 
Artes rafaela camilo
Artes   rafaela camiloArtes   rafaela camilo
Artes rafaela camilo
 
Centro de ensino edison lobão bruno
Centro de ensino edison lobão brunoCentro de ensino edison lobão bruno
Centro de ensino edison lobão bruno
 
Luana lima ribeiro
Luana lima ribeiroLuana lima ribeiro
Luana lima ribeiro
 
Luana lima ribeiro
Luana lima ribeiroLuana lima ribeiro
Luana lima ribeiro
 
Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012
 
Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012
 
Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012
 
Calendário Edison Lobão 2012
Calendário Edison Lobão 2012Calendário Edison Lobão 2012
Calendário Edison Lobão 2012
 
Calendário Edison Lobão 2012
Calendário Edison Lobão 2012Calendário Edison Lobão 2012
Calendário Edison Lobão 2012
 
Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012Calendário edison lobão 2012
Calendário edison lobão 2012
 
Apresentação plano de ação 2012
Apresentação plano de ação 2012Apresentação plano de ação 2012
Apresentação plano de ação 2012
 

Último

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 

Arte contemporanea 2

  • 1. domingo, 24 de janeiro de 2010<br />ARTE CONTEMPORÂNEA <br />Os balanços e estudos disponíveis sobre arte contemporânea tendem a fixar-se na década de 1960, sobretudo com o advento da arte pop e do minimalismo, um rompimento em relação à pauta moderna, o que é lido por alguns como o início do pós-modernismo. <br />A cena contemporânea - que se esboça num mercado internacionalizado das novas mídias e tecnologias e de variados atores sociais que aliam política e subjetividade (negros, mulheres, homossexuais etc.) - explode os enquadramentos sociais e artísticos do modernismo, abrindo-se a experiências culturais díspares. <br />As novas orientações artísticas, apesar de distintas, partilham um espírito comum: são, cada qual a seu modo, tentativas de dirigir a arte às coisas do mundo, à natureza, à realidade urbana e ao mundo da tecnologia.<br />As obras articulam diferentes linguagens - dança, música, pintura, teatro, escultura, literatura etc. –, desafiando as classificações habituais, colocando em questão o caráter das representações artísticas e a própria definição de arte. Interpelam criticamente também o mercado e o sistema de validação da arte.<br />É importante lembrar que o uso de novas tecnologias - vídeo, televisão, computador etc. - atravessa parte substantiva da produção contemporânea, trazendo novos elementos para o debate sobre o fazer artístico. <br />A partir de meados das décadas de 60 e 70, notou-se que a arte produzida naquele período já não mais correspondia à Arte Moderna do início do século XX. A arte contemporânea entra em cena a partir dos anos 70, quando as importantes mudanças no mundo e na nossa relação de tempo e espaço transformam globalmente os seres humanos.<br />http://julirossi.blogspot.com/2010/01/arte-contemporanea.html<br />Entre os movimentos mais célebres estão a Pop Art, o Expressionismo Abstrato, a Arte conceitual, a Arte Povera, o Minimalismo, a Body Art, o Fotorrealismo, a Internet Art e a Street Art, a arte das ruas, baseada na cultura do grafiti e inspirada faccionalmente na geração hip-hop, tida muitas vezes como vandalismo.<br />Quando se fala em arte contemporânea não é para designar tudo o que é produzido no momento, e sim aquilo que nos propõe um pensamento sobre a própria arte ou uma análise crítica da prática visual. Como dispositivo de pensamento, a arte interroga e atribui novos significados ao se apropriar de imagens, não só as que fazem parte da historia da arte, mas também as que habitam o cotidiano. O belo contemporâneo não busca mais o novo, nem o espanto, como as vanguardas da primeira metade deste século: propõe o estranhamento ou o questionamento da linguagem e sua leitura.<br />As novas tecnologias para a arte contemporânea não significam o fim, mas um meio à disposição da liberdade do artista, que se somam às técnicas e aos suportes tradicionais, para questionar o próprio visível, alterar a percepção, propor um enigma e não mais uma visão pronta do mundo.<br />