SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Prefeitura Municipal de Piraí
Secretaria Municipal de Educação
E.M. Lúcio de Mendonça
Equipe de Orientação Pedagógica

I Reunião com Docentes de 6º ano
2013
Uma escola, preocupada com o aluno cidadão,
não precisa ser rica materialmente falando,
precisa ser rica em sentimentos, com pessoas
preparadas emocionalmente para lidar com as
diferenças, pessoas experientes e acima de
tudo, pessoas com alto grau de sensibilidade,
comprometidas em gerar momentos de grande
aprendizado”.
Rita de Cássia Rocua Chardelli
Pedagoga e Psicopedagoga
DURANTE A VIDA ESCOLAR OCORREM
MOMENTOS DECISIVOS DE TRANSIÇÃO
ESCOLAR, SÃO ELES:
* Educação Infantil;
* Séries Iniciais do Ensino Fundamental;
* Séries Finais do ensino Fundamental (5ª
Série ou 6º ano)
* Conclusão do Ensino Fundamental (8ª Série
ou 9º ano);
* Ensino Médio;
* Vestibular e Ingresso na Universidade.
Semelhante a subida de uma escada, a
medida que o aluno atinge cada um destes
degraus ele necessita se adaptar e interagir com
novos conteúdos e exigências.
O processo de adaptação provoca
MUDANÇAS, transformações internas que são
refletidas no comportamento e na maneira de
pensar.
É NO AMBIENTE ESCOLAR QUE O
INDIVÍDUO VIVENCIA MUDANÇAS QUE
AFETAM O SEU DESENVOLVIMENTO:
1. Cognitivo
2. Biológico
3. Social
4. Psicológico




Da mesma forma que dificuldades de adaptação geram baixo rendimento escolar, o aluno
desenvolve uma baixa auto-estima e baixa sociabilidade.
Enquete sobre as mudanças mais significativas realizada pela psicopedagogia
“Comparando alunos de 5º e 6º ano,” constata que a 41,49% dos alunos tem um aumento
significativo na indisciplina e que este fator pode resultar no declínio do rendimento escolar.
PARA O ALUNO, O INGRESSO NO 6º
ANO ENVOLVE...
Nova grade curricular;
Exige maior organização;
Mais rapidez para cumprir os períodos de
cada disciplina;
Mais autonomia;
Surgem novas exigências;
Adaptar-se a nova realidade familiar, que gradativamente deixa de trazê-los na escola e
participar das atividades na escola;
Tem várias professoras;
Precisa ser mais responsável;
E TUDO ISTO PODERÁ GERAR DOIS
SENTIMENTOS OPOSTOS:

O aluno pode ter a sensação de que “já sou
grande” e passa a sentir importante para a
coletividade;
Ou pode sentir “medo do desconhecido”.
AS IMPLICAÇÕES DO PROFESSOR NO
PROCESSO DE ADAPTAÇÃO DO ALUNO:






Analisando estas etapas é fácil perceber a
importância da escola e dos professores, pois
as dificuldades e experiências vivenciadas
ficarão marcadas ao longo da vida escolar e
social do aluno.
Compreender que a formação escolar de uma
criança é para a vida.
Manter o questionamento: Que tipo de aluno e
cidadão eu quero formar?
Muitas vezes o aluno além de ter que “administrar” esta fase
de transição pessoal, encontra na escola aulas pouco
atrativas, baseadas no ensino tradicional, em que o professor
assume a função de transmitir conteúdos, sem dar ao aluno
oportunidades de criar, explorar e construir o conhecimento e
ao tentar experimentar o NOVO, é classificado como um aluno
indisciplinado.

O professor deve estar atento às necessidades do aluno e
tentar adaptar sua didática à realidade deles, transformando a
escola em espaço agradável e produtivo para os alunos.
“Todo o aluno traz para sala de aula uma história pessoal, com experiências particulares
vividas na família, na sociedade, com disposições e condições diversas para realizar
seu percurso de estudante, e expectativas diferenciadas com relação a um projeto de
vida” (GRILLO, 2001, p.79).
Foi constatado, através de conversa promovida com os
alunos sobre o que sentiram ao ingressar no 6º ano, que
eles apresentam diversas necessidades, dificuldades e
angústias, as quais não têm com quem dividir .
Muitas vezes os professores de séries finais, por falta de
tempo, não conseguem criar um vínculo afetivo e de
confiança com os alunos . Este fator promove ainda mais
para que eles percam o interesse com relação as questões
escolares.
Portanto, é crucial a postura aberta do professor e o contato
próximo com os alunos, promovendo momentos em aula de
descontração e discussão sobre diversos temas, que
aproxime e torne mais amena a relação professor & aluno.
MAS A QUE O ALUNO DE 5º ANO
(ATUAL 6º ANO) ESTÁ ACOSTUMADO?
CHAMAR O(A) PROFESSOR(A) DE
TIO(A)!
Levar dever para casa;
Ter o “dever de casa”
cobrado e corrigido;
* Escrever com lápis (inclusive no
início de testes e provas);
REFERÊNCIAS
DELORS, J. In: UNESCO. Educação, um tesouro a
descobrir. Relatório para a UNESCO da Comissão
Internacional sobre educação para o século XXI. São
Paulo/Brasília: Cortez/MEC, 1998.
GRILLO, Marlene. O professor e a docência: o encontro
com o aluno. In: ENRICONE, Délcia (org). Ser professor.
Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001, p. 73-89
*
.

,

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Roteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classeRoteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classe
Elisângela Chaves
 
Reforço escolar, alunos do 6 e 7 ano escolar
Reforço escolar, alunos do 6 e 7 ano escolarReforço escolar, alunos do 6 e 7 ano escolar
Reforço escolar, alunos do 6 e 7 ano escolar
Fatima Liutheviciene
 
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgdPlano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
Lucinaldo Tenório
 
Slides da reunião com professores
Slides da reunião com professoresSlides da reunião com professores
Slides da reunião com professores
driminas
 
Síntese conselho de classe
Síntese conselho de classeSíntese conselho de classe
Síntese conselho de classe
vivianelima
 
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º anoProjeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Nayane Mertens
 

Mais procurados (20)

Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Pauta
PautaPauta
Pauta
 
Conselho de classe
Conselho de classeConselho de classe
Conselho de classe
 
Roteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classeRoteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classe
 
Reforço escolar, alunos do 6 e 7 ano escolar
Reforço escolar, alunos do 6 e 7 ano escolarReforço escolar, alunos do 6 e 7 ano escolar
Reforço escolar, alunos do 6 e 7 ano escolar
 
Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem
 
Htpc
HtpcHtpc
Htpc
 
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgdPlano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
Plano de atendimento educacional especializado para aluno tgd
 
Slides da reunião com professores
Slides da reunião com professoresSlides da reunião com professores
Slides da reunião com professores
 
Diário de classe
Diário de classeDiário de classe
Diário de classe
 
Plano de ao do spaece 2012 elaborado pelos professores e gestores
Plano de ao do spaece 2012 elaborado pelos professores e gestoresPlano de ao do spaece 2012 elaborado pelos professores e gestores
Plano de ao do spaece 2012 elaborado pelos professores e gestores
 
Dicas de gestão da sala de aula
Dicas de gestão da sala de aulaDicas de gestão da sala de aula
Dicas de gestão da sala de aula
 
Síntese conselho de classe
Síntese conselho de classeSíntese conselho de classe
Síntese conselho de classe
 
Acompanhamento de sala de aula
Acompanhamento de sala de aulaAcompanhamento de sala de aula
Acompanhamento de sala de aula
 
Volta às aulas professores
Volta às aulas professoresVolta às aulas professores
Volta às aulas professores
 
PPT encontro com Professores Coordenadores
PPT encontro com Professores CoordenadoresPPT encontro com Professores Coordenadores
PPT encontro com Professores Coordenadores
 
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º anoProjeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
 
Orientações sobre avaliação do aluno da Educação Especial
Orientações sobre avaliação do aluno da Educação EspecialOrientações sobre avaliação do aluno da Educação Especial
Orientações sobre avaliação do aluno da Educação Especial
 
Projeto Páscoa da Amizade.
Projeto Páscoa da Amizade.Projeto Páscoa da Amizade.
Projeto Páscoa da Amizade.
 
Apresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplinaApresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplina
 

Destaque

Reunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da diana
Reunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da dianaReunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da diana
Reunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da diana
Diana Mendes Crespo
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
Roseli Tejo
 
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Diana Mendes Crespo
 
Reunião de pais e mestres : Alguns segredos da arte de educar!
Reunião de pais e mestres : Alguns segredos da arte de educar!Reunião de pais e mestres : Alguns segredos da arte de educar!
Reunião de pais e mestres : Alguns segredos da arte de educar!
Alzeni Araújo
 
1 apresentação reunião de pais
1 apresentação reunião de pais1 apresentação reunião de pais
1 apresentação reunião de pais
Colmanetti
 
Reunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantilReunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantil
Jeovany Anjos
 
Reunião de Pais Fundamental II 1o Bimestre 2012
Reunião de Pais Fundamental II 1o Bimestre 2012Reunião de Pais Fundamental II 1o Bimestre 2012
Reunião de Pais Fundamental II 1o Bimestre 2012
colegioellos
 
Reuniao de pais abril 2014
Reuniao de pais abril 2014Reuniao de pais abril 2014
Reuniao de pais abril 2014
myschoolsp
 

Destaque (20)

Reunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da diana
Reunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da dianaReunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da diana
Reunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da diana
 
Apresentação da 1ª Reunião de Pais, 6º ao 9º ano Ensino Fundamental
Apresentação da 1ª Reunião de Pais, 6º ao 9º ano Ensino Fundamental Apresentação da 1ª Reunião de Pais, 6º ao 9º ano Ensino Fundamental
Apresentação da 1ª Reunião de Pais, 6º ao 9º ano Ensino Fundamental
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Reunião de pais (Ens Fundamental II e Ensino Médio)
Reunião de pais (Ens Fundamental II e Ensino Médio)Reunião de pais (Ens Fundamental II e Ensino Médio)
Reunião de pais (Ens Fundamental II e Ensino Médio)
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Reunião de pais fevereiro de 2015
Reunião de pais fevereiro de 2015Reunião de pais fevereiro de 2015
Reunião de pais fevereiro de 2015
 
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
Reunião de pais inicio de ano 2011.2012
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Reunião de pais e mestres : Alguns segredos da arte de educar!
Reunião de pais e mestres : Alguns segredos da arte de educar!Reunião de pais e mestres : Alguns segredos da arte de educar!
Reunião de pais e mestres : Alguns segredos da arte de educar!
 
Reunião do ensino médio
Reunião do ensino médio Reunião do ensino médio
Reunião do ensino médio
 
1 apresentação reunião de pais
1 apresentação reunião de pais1 apresentação reunião de pais
1 apresentação reunião de pais
 
Reunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantilReunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantil
 
Reunião de Pais Fundamental II 1o Bimestre 2012
Reunião de Pais Fundamental II 1o Bimestre 2012Reunião de Pais Fundamental II 1o Bimestre 2012
Reunião de Pais Fundamental II 1o Bimestre 2012
 
Apresentação 1ª reunião de pais
Apresentação 1ª reunião de paisApresentação 1ª reunião de pais
Apresentação 1ª reunião de pais
 
1ª Reunião de Pais Ed. Fundamental I A
1ª Reunião de Pais Ed. Fundamental I A1ª Reunião de Pais Ed. Fundamental I A
1ª Reunião de Pais Ed. Fundamental I A
 
Slides semana pedagógica
Slides  semana pedagógicaSlides  semana pedagógica
Slides semana pedagógica
 
Apresentação para a Reunião de pais 6º ano
Apresentação para a  Reunião de pais 6º anoApresentação para a  Reunião de pais 6º ano
Apresentação para a Reunião de pais 6º ano
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Reuniao de pais abril 2014
Reuniao de pais abril 2014Reuniao de pais abril 2014
Reuniao de pais abril 2014
 

Semelhante a Apresentação 6º ano professor

Ensino Fundamental 2: Dicas
Ensino Fundamental 2: DicasEnsino Fundamental 2: Dicas
Ensino Fundamental 2: Dicas
Cenpec
 
Sucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolarSucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolar
Tânia Martins
 
Ampliação e f 9 anos
Ampliação e f 9 anosAmpliação e f 9 anos
Ampliação e f 9 anos
shs_oliveira
 
1º ano Expectativas de Aprendizagem
1º ano Expectativas de Aprendizagem1º ano Expectativas de Aprendizagem
1º ano Expectativas de Aprendizagem
orientacoesdidaticas
 
As+emoções+como+elementos+facilitadores+da+aprendizagem
As+emoções+como+elementos+facilitadores+da+aprendizagemAs+emoções+como+elementos+facilitadores+da+aprendizagem
As+emoções+como+elementos+facilitadores+da+aprendizagem
pedagogia para licenciados
 
Portifólio Diego Argolo
Portifólio Diego ArgoloPortifólio Diego Argolo
Portifólio Diego Argolo
monalisaqueiroz
 

Semelhante a Apresentação 6º ano professor (20)

Ensino Fundamental 2: Dicas
Ensino Fundamental 2: DicasEnsino Fundamental 2: Dicas
Ensino Fundamental 2: Dicas
 
Segunda reunião de coordenadores
Segunda reunião de coordenadoresSegunda reunião de coordenadores
Segunda reunião de coordenadores
 
Sucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolarSucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolar
 
Sucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolarSucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolar
 
Sucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolarSucesso e insucesso escolar
Sucesso e insucesso escolar
 
Perfil do aluno noturno eja
Perfil do aluno noturno ejaPerfil do aluno noturno eja
Perfil do aluno noturno eja
 
Ampliação e f 9 anos
Ampliação e f 9 anosAmpliação e f 9 anos
Ampliação e f 9 anos
 
Ciclo De FormaçãO Humana
Ciclo De FormaçãO HumanaCiclo De FormaçãO Humana
Ciclo De FormaçãO Humana
 
1 ano expectativas aprendizagem
1 ano expectativas aprendizagem1 ano expectativas aprendizagem
1 ano expectativas aprendizagem
 
1º ano Expectativas de Aprendizagem
1º ano Expectativas de Aprendizagem1º ano Expectativas de Aprendizagem
1º ano Expectativas de Aprendizagem
 
As+emoções+como+elementos+facilitadores+da+aprendizagem
As+emoções+como+elementos+facilitadores+da+aprendizagemAs+emoções+como+elementos+facilitadores+da+aprendizagem
As+emoções+como+elementos+facilitadores+da+aprendizagem
 
Indisciplina-escolar.pptx
Indisciplina-escolar.pptxIndisciplina-escolar.pptx
Indisciplina-escolar.pptx
 
Entrepalavras3 julho 2014 final - JORNAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILV...
Entrepalavras3  julho 2014 final - JORNAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILV...Entrepalavras3  julho 2014 final - JORNAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILV...
Entrepalavras3 julho 2014 final - JORNAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILV...
 
Portifólio Diego Argolo
Portifólio Diego ArgoloPortifólio Diego Argolo
Portifólio Diego Argolo
 
Orientacoes 2020
Orientacoes 2020Orientacoes 2020
Orientacoes 2020
 
Orientacoes 2020 21
Orientacoes 2020 21Orientacoes 2020 21
Orientacoes 2020 21
 
Avaliação escolar em discução
Avaliação escolar em discuçãoAvaliação escolar em discução
Avaliação escolar em discução
 
Como planejar tipos_de_conteúdos
Como planejar tipos_de_conteúdosComo planejar tipos_de_conteúdos
Como planejar tipos_de_conteúdos
 
Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolar
 
Guia1
Guia1Guia1
Guia1
 

Apresentação 6º ano professor

  • 1. Governo do Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Piraí Secretaria Municipal de Educação E.M. Lúcio de Mendonça Equipe de Orientação Pedagógica I Reunião com Docentes de 6º ano 2013
  • 2. Uma escola, preocupada com o aluno cidadão, não precisa ser rica materialmente falando, precisa ser rica em sentimentos, com pessoas preparadas emocionalmente para lidar com as diferenças, pessoas experientes e acima de tudo, pessoas com alto grau de sensibilidade, comprometidas em gerar momentos de grande aprendizado”. Rita de Cássia Rocua Chardelli Pedagoga e Psicopedagoga
  • 3. DURANTE A VIDA ESCOLAR OCORREM MOMENTOS DECISIVOS DE TRANSIÇÃO ESCOLAR, SÃO ELES: * Educação Infantil; * Séries Iniciais do Ensino Fundamental; * Séries Finais do ensino Fundamental (5ª Série ou 6º ano) * Conclusão do Ensino Fundamental (8ª Série ou 9º ano); * Ensino Médio; * Vestibular e Ingresso na Universidade.
  • 4. Semelhante a subida de uma escada, a medida que o aluno atinge cada um destes degraus ele necessita se adaptar e interagir com novos conteúdos e exigências. O processo de adaptação provoca MUDANÇAS, transformações internas que são refletidas no comportamento e na maneira de pensar.
  • 5. É NO AMBIENTE ESCOLAR QUE O INDIVÍDUO VIVENCIA MUDANÇAS QUE AFETAM O SEU DESENVOLVIMENTO: 1. Cognitivo 2. Biológico 3. Social 4. Psicológico
  • 6.   Da mesma forma que dificuldades de adaptação geram baixo rendimento escolar, o aluno desenvolve uma baixa auto-estima e baixa sociabilidade. Enquete sobre as mudanças mais significativas realizada pela psicopedagogia “Comparando alunos de 5º e 6º ano,” constata que a 41,49% dos alunos tem um aumento significativo na indisciplina e que este fator pode resultar no declínio do rendimento escolar.
  • 7. PARA O ALUNO, O INGRESSO NO 6º ANO ENVOLVE... Nova grade curricular; Exige maior organização; Mais rapidez para cumprir os períodos de cada disciplina; Mais autonomia;
  • 8. Surgem novas exigências; Adaptar-se a nova realidade familiar, que gradativamente deixa de trazê-los na escola e participar das atividades na escola; Tem várias professoras; Precisa ser mais responsável;
  • 9. E TUDO ISTO PODERÁ GERAR DOIS SENTIMENTOS OPOSTOS: O aluno pode ter a sensação de que “já sou grande” e passa a sentir importante para a coletividade; Ou pode sentir “medo do desconhecido”.
  • 10. AS IMPLICAÇÕES DO PROFESSOR NO PROCESSO DE ADAPTAÇÃO DO ALUNO:    Analisando estas etapas é fácil perceber a importância da escola e dos professores, pois as dificuldades e experiências vivenciadas ficarão marcadas ao longo da vida escolar e social do aluno. Compreender que a formação escolar de uma criança é para a vida. Manter o questionamento: Que tipo de aluno e cidadão eu quero formar?
  • 11. Muitas vezes o aluno além de ter que “administrar” esta fase de transição pessoal, encontra na escola aulas pouco atrativas, baseadas no ensino tradicional, em que o professor assume a função de transmitir conteúdos, sem dar ao aluno oportunidades de criar, explorar e construir o conhecimento e ao tentar experimentar o NOVO, é classificado como um aluno indisciplinado. O professor deve estar atento às necessidades do aluno e tentar adaptar sua didática à realidade deles, transformando a escola em espaço agradável e produtivo para os alunos. “Todo o aluno traz para sala de aula uma história pessoal, com experiências particulares vividas na família, na sociedade, com disposições e condições diversas para realizar seu percurso de estudante, e expectativas diferenciadas com relação a um projeto de vida” (GRILLO, 2001, p.79).
  • 12. Foi constatado, através de conversa promovida com os alunos sobre o que sentiram ao ingressar no 6º ano, que eles apresentam diversas necessidades, dificuldades e angústias, as quais não têm com quem dividir . Muitas vezes os professores de séries finais, por falta de tempo, não conseguem criar um vínculo afetivo e de confiança com os alunos . Este fator promove ainda mais para que eles percam o interesse com relação as questões escolares. Portanto, é crucial a postura aberta do professor e o contato próximo com os alunos, promovendo momentos em aula de descontração e discussão sobre diversos temas, que aproxime e torne mais amena a relação professor & aluno.
  • 13. MAS A QUE O ALUNO DE 5º ANO (ATUAL 6º ANO) ESTÁ ACOSTUMADO?
  • 16. Ter o “dever de casa” cobrado e corrigido;
  • 17. * Escrever com lápis (inclusive no início de testes e provas);
  • 18. REFERÊNCIAS DELORS, J. In: UNESCO. Educação, um tesouro a descobrir. Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre educação para o século XXI. São Paulo/Brasília: Cortez/MEC, 1998. GRILLO, Marlene. O professor e a docência: o encontro com o aluno. In: ENRICONE, Délcia (org). Ser professor. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001, p. 73-89 * . ,