SlideShare uma empresa Scribd logo
Amor
A palavra amor(do latim amor) presta-se a múltiplos significados na
lingua portuguesa. Pode Significar afeição,compaixão, misericórdia,
ou ainda atração,
Apetite, paixão, querer bem,satisfação, conquista, desejo, libido,etc.
EROS É O AMOR CARNAL
 Eros representa a parte consciente do
amor que uma pessoa sente por outra. É o
amor que se liga de forma mais clara à
atração física, e frequentemente compele
as pessoas a manterem um relacionamento
amoroso continuado. Nesse sentido
também é sinônimo sensualidade que leva
a atração física e depois às relações
sexuais.
PSIQUÊ
Um amor "espiritual", baseado na mente
e nos sentimentos eternos.
LUDUS
O amor que é jogado como um jogo;
amor brincalhão
STORGE
Um amor afetuoso que se desenvolve
lentamente, com base em similaridade.
PRAGMA
 Amor pragmático, que visualiza apenas
o momento e a necessidade
temporária, do agora.
MANIA
Amor altamente emocional, instável; o
estereótipo de amor romântico ou
apaixonado.
ÁGAPE
Amor altruísta; espiritual
PHILIA
 Significa altruísmo, generosidade. A dedicação ao
outro vem sempre antes do próprio interesse.
Quem pratica esse estilo de amor entrega-se
totalmente à relação e não se importa em abrir mão
de certas vontades para a satisfação do ser
amado. Investe constantemente no
relacionamento, mesmo sem ser correspondido.
Sente-se bem quando o outro demonstra alegria.
No limite, é capaz até mesmo de renunciar ao
parceiro se acreditar que ele pode ser mais feliz
com outra pessoa. É visto por muitos, como uma
forma incondicional de amar.
1 - Amor comprometido: Um dos mais conhecidos. Nesta relação,
a junção de dois elementos centrais: o carinho e o respeito.
2 - Amor doentio: Permeado por ciúmes. Em alguns casos, a
violência exercida,
seja através de palavras ou de agressões.
3 - Amor egoísta: Insensato por definição. Fruto, sobretudo,
da arrogância e soberba
4 - Amor imediatista: Aquele que não respeita tempo ou espaço.
Simplesmente
acontece, revelando apenas, o desejo do casal.
5 - Amor romântico: Marcado pela devoção. Motivado, pois, pela
sensibilidade e pelo amparo mutuo.
6 - Amor possesivo: quando não há individualidade
e um acha que o outro lhe pertence.
7. Amor platônico: se o seu caso é estar apaixonada por
alguém que ainda
não sabe, se é um amor secreto,
está esperando o que para torná-lo realidade.
8 - Amor intenso: uma relação em que um invade o espaço do outro,
a ponto de ser quase um peso.
Tenha cuidado porque pode irritá-lo.
Amor
Amor
Amor e suas conseqüências
O amor provoca loucuras desmedidas
Dá o tom e direção que a vida vai se seguir
Transforma o Ser e todo seu existir
Provoca atitudes jamais antes permitidas.
O amor leva o homem a se adoecer
Tirando dele toda a sua sanidade
Fazendo de uma simples realidade
Um dia lindo ou um triste anoitecer.
O amor é o mais complexo dos sentimentos
Confrontando o homem entre a razão e o coração
Confundindo-o todos os seus pensamentos.
O amor é um labirinto colossal
Que expõe o homem toda sua nudez
Um sentimento que tanto faz bem como mal.
Ataíde Lemos
Amor
Amor
Amor
Amor
É o ato de tocar os seus lábios nos lábios de
outra pessoa. Antigamente o
beijo era utilizado de várias
formas e com infinitos significados.
Na Idade Média o beijo na boca representava
uma espécie de contrato
entre o senhor feudal e o vassalo (significava
“dou minha palavra”).
Foi apenas no século XVII que os homens
acabaram com o hábito de beijar
uma pessoa do mesmo sexo, sem afeto
envolvido.
O beijo está presente em todas as religiões.
Amor
Amor
Amor
Esquimó: Esfrega a ponta
do nariz no nariz do seu
parceiro (a).
Borboleta – com os cílios.
Francês – é o tradicional
beijo de língua.
Selinho – toque dos lábios.
Conde Drácula – é aquele
que se estende até o
pescoço.
Cinematográfico – não
envolve emoção.
Arrepio – é aquele dado na
orelha.
Amor
Amor
Amor
Amor

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
Robson Barcelos
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
António Moreira
 
Felicidade
FelicidadeFelicidade
Diversidade e respeito
Diversidade e respeitoDiversidade e respeito
Diversidade e respeito
Fixe Fixe
 
Resiliência: a competência que nos leva a excelência!
Resiliência:  a competência que nos leva a excelência!Resiliência:  a competência que nos leva a excelência!
Resiliência: a competência que nos leva a excelência!
Annelise Gripp
 
Valores humanos
Valores humanosValores humanos
Valores humanos
Vera Gama
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
Antonino Silva
 
Autoestima
AutoestimaAutoestima
AS EMOÇÕES
AS EMOÇÕESAS EMOÇÕES
Liberdade
LiberdadeLiberdade
Liberdade
Edirlene Fraga
 
Felicidade 2018
Felicidade 2018Felicidade 2018
Felicidade 2018
Tavinho Koneski Westphal
 
Empatia - A arte de se colocar no lugar do outro
Empatia - A arte de se colocar no lugar do outroEmpatia - A arte de se colocar no lugar do outro
Empatia - A arte de se colocar no lugar do outro
Vera Lessa
 
6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia 6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia
Erica Frau
 
Auto estima.ppt 2014 (hj)
Auto estima.ppt 2014 (hj)Auto estima.ppt 2014 (hj)
Auto estima.ppt 2014 (hj)
Edmilson POV 2011 Siqueira de Sá
 
Empatia a Grande Competência
Empatia a Grande CompetênciaEmpatia a Grande Competência
Empatia a Grande Competência
Daniel de Carvalho Luz
 
Palestra Inteligência Emocional - WLMBR
Palestra Inteligência Emocional - WLMBRPalestra Inteligência Emocional - WLMBR
Palestra Inteligência Emocional - WLMBR
Alessandra Gonzaga
 
Teorias do conhecimento
Teorias do conhecimentoTeorias do conhecimento
Teorias do conhecimento
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Valores
ValoresValores
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
José Aristides Silva Gamito
 
ETICA
ETICAETICA

Mais procurados (20)

Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
Felicidade
FelicidadeFelicidade
Felicidade
 
Diversidade e respeito
Diversidade e respeitoDiversidade e respeito
Diversidade e respeito
 
Resiliência: a competência que nos leva a excelência!
Resiliência:  a competência que nos leva a excelência!Resiliência:  a competência que nos leva a excelência!
Resiliência: a competência que nos leva a excelência!
 
Valores humanos
Valores humanosValores humanos
Valores humanos
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Autoestima
AutoestimaAutoestima
Autoestima
 
AS EMOÇÕES
AS EMOÇÕESAS EMOÇÕES
AS EMOÇÕES
 
Liberdade
LiberdadeLiberdade
Liberdade
 
Felicidade 2018
Felicidade 2018Felicidade 2018
Felicidade 2018
 
Empatia - A arte de se colocar no lugar do outro
Empatia - A arte de se colocar no lugar do outroEmpatia - A arte de se colocar no lugar do outro
Empatia - A arte de se colocar no lugar do outro
 
6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia 6 liberdade e autonomia
6 liberdade e autonomia
 
Auto estima.ppt 2014 (hj)
Auto estima.ppt 2014 (hj)Auto estima.ppt 2014 (hj)
Auto estima.ppt 2014 (hj)
 
Empatia a Grande Competência
Empatia a Grande CompetênciaEmpatia a Grande Competência
Empatia a Grande Competência
 
Palestra Inteligência Emocional - WLMBR
Palestra Inteligência Emocional - WLMBRPalestra Inteligência Emocional - WLMBR
Palestra Inteligência Emocional - WLMBR
 
Teorias do conhecimento
Teorias do conhecimentoTeorias do conhecimento
Teorias do conhecimento
 
Valores
ValoresValores
Valores
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
ETICA
ETICAETICA
ETICA
 

Destaque

Avos
AvosAvos
Prova: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagemProva: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagem
Marilza Fuentes
 
Nota de falecimento
Nota de falecimentoNota de falecimento
Nota de falecimento
Roberto Rabat Chame
 
Transferência em freud
Transferência em freudTransferência em freud
Transferência em freud
Marcos Paulo Lopes Pessoa
 
Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011
Daniela Azevedo
 
A transformação dos ambientes através das PCFs
A transformação dos ambientes através das PCFsA transformação dos ambientes através das PCFs
A transformação dos ambientes através das PCFs
GED Niterói, Movimento de Cursilhos de Cristandade
 
Trabalho D.João II
Trabalho D.João IITrabalho D.João II
Trabalho D.João II
andreaires
 
Luto
LutoLuto
Amor
AmorAmor
Amor
berenvaz
 
Psicanalise
PsicanalisePsicanalise
Psicanalise
Carolina Pacheco
 
Explicação da morte... a melhor que já vi !!!
Explicação da morte... a melhor que já vi !!!Explicação da morte... a melhor que já vi !!!
Explicação da morte... a melhor que já vi !!!
Marcelo Paiva
 
82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao
82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao
82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao
Geija Fortunato
 
Trabalho de filosofia - Amor
Trabalho de filosofia - AmorTrabalho de filosofia - Amor
Trabalho de filosofia - Amor
Isabel Cabral
 
Tipos de amor
Tipos de amor Tipos de amor
Tipos De Amor Lisa10ºA
Tipos De Amor Lisa10ºATipos De Amor Lisa10ºA
Tipos De Amor Lisa10ºA
biracruz
 
ApresentaçãO Morte
ApresentaçãO MorteApresentaçãO Morte
ApresentaçãO Morte
guestb58853
 
Psicanálise II- Aula 4: A Transferência (parte III)
Psicanálise II- Aula 4: A Transferência (parte III)Psicanálise II- Aula 4: A Transferência (parte III)
Psicanálise II- Aula 4: A Transferência (parte III)
Alexandre Simoes
 
Sobre A Morte E O Morrer
Sobre A Morte E O MorrerSobre A Morte E O Morrer
Sobre A Morte E O Morrer
kack
 
Morte e luto
Morte e lutoMorte e luto
Morte e luto
nu9000
 
Psicanálise
PsicanálisePsicanálise
Psicanálise
Silvia Marina Anaruma
 

Destaque (20)

Avos
AvosAvos
Avos
 
Prova: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagemProva: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagem
 
Nota de falecimento
Nota de falecimentoNota de falecimento
Nota de falecimento
 
Transferência em freud
Transferência em freudTransferência em freud
Transferência em freud
 
Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011
 
A transformação dos ambientes através das PCFs
A transformação dos ambientes através das PCFsA transformação dos ambientes através das PCFs
A transformação dos ambientes através das PCFs
 
Trabalho D.João II
Trabalho D.João IITrabalho D.João II
Trabalho D.João II
 
Luto
LutoLuto
Luto
 
Amor
AmorAmor
Amor
 
Psicanalise
PsicanalisePsicanalise
Psicanalise
 
Explicação da morte... a melhor que já vi !!!
Explicação da morte... a melhor que já vi !!!Explicação da morte... a melhor que já vi !!!
Explicação da morte... a melhor que já vi !!!
 
82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao
82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao
82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao
 
Trabalho de filosofia - Amor
Trabalho de filosofia - AmorTrabalho de filosofia - Amor
Trabalho de filosofia - Amor
 
Tipos de amor
Tipos de amor Tipos de amor
Tipos de amor
 
Tipos De Amor Lisa10ºA
Tipos De Amor Lisa10ºATipos De Amor Lisa10ºA
Tipos De Amor Lisa10ºA
 
ApresentaçãO Morte
ApresentaçãO MorteApresentaçãO Morte
ApresentaçãO Morte
 
Psicanálise II- Aula 4: A Transferência (parte III)
Psicanálise II- Aula 4: A Transferência (parte III)Psicanálise II- Aula 4: A Transferência (parte III)
Psicanálise II- Aula 4: A Transferência (parte III)
 
Sobre A Morte E O Morrer
Sobre A Morte E O MorrerSobre A Morte E O Morrer
Sobre A Morte E O Morrer
 
Morte e luto
Morte e lutoMorte e luto
Morte e luto
 
Psicanálise
PsicanálisePsicanálise
Psicanálise
 

Semelhante a Amor

Amor naysla e sarah
Amor   naysla e sarahAmor   naysla e sarah
Amor naysla e sarah
Joel Barbosa
 
Amor evilene
Amor   evileneAmor   evilene
Amor evilene
Joel Barbosa
 
Amor erikarla e fernanda
Amor   erikarla e fernandaAmor   erikarla e fernanda
Amor erikarla e fernanda
Joel Barbosa
 
Amor raissa e jessica
Amor   raissa e jessicaAmor   raissa e jessica
Amor raissa e jessica
Joel Barbosa
 
Sentido do Amor na filosofia
Sentido do Amor na filosofiaSentido do Amor na filosofia
Sentido do Amor na filosofia
Laís Maíne
 
A amizade e o amor
A amizade e o amorA amizade e o amor
A amizade e o amor
andreiadanielamoreira
 
Amor jessica e leticia
Amor   jessica e leticiaAmor   jessica e leticia
Amor jessica e leticia
Joel Barbosa
 
Sem título 1
Sem título 1Sem título 1
Sem título 1
carlaaraujo123
 
Intimidade & amor
Intimidade & amorIntimidade & amor
Intimidade & amor
Raquel Tavares
 
Amor e Filosofia.ppt
Amor e Filosofia.pptAmor e Filosofia.ppt
Amor e Filosofia.ppt
Igor da Silva
 
paz
pazpaz
Amor
AmorAmor
Escola de Família_aula 7 - Família_Afetividade e Afeto_07.10.2012
Escola de Família_aula 7 - Família_Afetividade e Afeto_07.10.2012Escola de Família_aula 7 - Família_Afetividade e Afeto_07.10.2012
Escola de Família_aula 7 - Família_Afetividade e Afeto_07.10.2012
Comunidade Sagrada Família
 
Diferenças entre amor e paixão
Diferenças entre amor e paixãoDiferenças entre amor e paixão
Diferenças entre amor e paixão
REPRESENTANTE COMERCIAL NA AREA DE IMOBILIARIA
 
Amor e filosofia
Amor e filosofiaAmor e filosofia
Amor e filosofia
Euza Raquel
 
A linguagem dos afetos 10 02_14
A  linguagem dos afetos 10 02_14A  linguagem dos afetos 10 02_14
A linguagem dos afetos 10 02_14
Pedro Dias
 
Mediunidade no relacionamento
Mediunidade no relacionamento Mediunidade no relacionamento
Mediunidade no relacionamento
Victor Passos
 
Amor conjugal
Amor conjugalAmor conjugal
O tema do amor na literatura
O tema do amor na literaturaO tema do amor na literatura
O tema do amor na literatura
Fábio Guimarães
 
Amor no Namoro e Sexualidade e Afetos
Amor no Namoro e Sexualidade e Afetos Amor no Namoro e Sexualidade e Afetos
Amor no Namoro e Sexualidade e Afetos
lucia_nunes
 

Semelhante a Amor (20)

Amor naysla e sarah
Amor   naysla e sarahAmor   naysla e sarah
Amor naysla e sarah
 
Amor evilene
Amor   evileneAmor   evilene
Amor evilene
 
Amor erikarla e fernanda
Amor   erikarla e fernandaAmor   erikarla e fernanda
Amor erikarla e fernanda
 
Amor raissa e jessica
Amor   raissa e jessicaAmor   raissa e jessica
Amor raissa e jessica
 
Sentido do Amor na filosofia
Sentido do Amor na filosofiaSentido do Amor na filosofia
Sentido do Amor na filosofia
 
A amizade e o amor
A amizade e o amorA amizade e o amor
A amizade e o amor
 
Amor jessica e leticia
Amor   jessica e leticiaAmor   jessica e leticia
Amor jessica e leticia
 
Sem título 1
Sem título 1Sem título 1
Sem título 1
 
Intimidade & amor
Intimidade & amorIntimidade & amor
Intimidade & amor
 
Amor e Filosofia.ppt
Amor e Filosofia.pptAmor e Filosofia.ppt
Amor e Filosofia.ppt
 
paz
pazpaz
paz
 
Amor
AmorAmor
Amor
 
Escola de Família_aula 7 - Família_Afetividade e Afeto_07.10.2012
Escola de Família_aula 7 - Família_Afetividade e Afeto_07.10.2012Escola de Família_aula 7 - Família_Afetividade e Afeto_07.10.2012
Escola de Família_aula 7 - Família_Afetividade e Afeto_07.10.2012
 
Diferenças entre amor e paixão
Diferenças entre amor e paixãoDiferenças entre amor e paixão
Diferenças entre amor e paixão
 
Amor e filosofia
Amor e filosofiaAmor e filosofia
Amor e filosofia
 
A linguagem dos afetos 10 02_14
A  linguagem dos afetos 10 02_14A  linguagem dos afetos 10 02_14
A linguagem dos afetos 10 02_14
 
Mediunidade no relacionamento
Mediunidade no relacionamento Mediunidade no relacionamento
Mediunidade no relacionamento
 
Amor conjugal
Amor conjugalAmor conjugal
Amor conjugal
 
O tema do amor na literatura
O tema do amor na literaturaO tema do amor na literatura
O tema do amor na literatura
 
Amor no Namoro e Sexualidade e Afetos
Amor no Namoro e Sexualidade e Afetos Amor no Namoro e Sexualidade e Afetos
Amor no Namoro e Sexualidade e Afetos
 

Mais de DeaaSouza

Guerra do contestado
Guerra do contestadoGuerra do contestado
Guerra do contestado
DeaaSouza
 
Bactérias
BactériasBactérias
Bactérias
DeaaSouza
 
Tecido muscular
Tecido muscularTecido muscular
Tecido muscular
DeaaSouza
 
Zika vírus e Síndrome de Guillain-Barré
Zika vírus e Síndrome de Guillain-BarréZika vírus e Síndrome de Guillain-Barré
Zika vírus e Síndrome de Guillain-Barré
DeaaSouza
 
Ecossistemas e globalização
Ecossistemas e globalizaçãoEcossistemas e globalização
Ecossistemas e globalização
DeaaSouza
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
DeaaSouza
 
Arquitetura Renascentista
Arquitetura RenascentistaArquitetura Renascentista
Arquitetura Renascentista
DeaaSouza
 
Guerra de canudos
Guerra de canudosGuerra de canudos
Guerra de canudos
DeaaSouza
 
A evaporação
A evaporaçãoA evaporação
A evaporação
DeaaSouza
 
Hip hop
Hip hopHip hop
Hip hop
DeaaSouza
 
Hip hop
Hip hopHip hop
Hip hop
DeaaSouza
 
Ginástica aeróbica
Ginástica aeróbicaGinástica aeróbica
Ginástica aeróbica
DeaaSouza
 
Monteiro lobato
Monteiro lobatoMonteiro lobato
Monteiro lobato
DeaaSouza
 
Georg wilhelm friedrich hegel
Georg wilhelm friedrich hegelGeorg wilhelm friedrich hegel
Georg wilhelm friedrich hegel
DeaaSouza
 
Dermeval saviani
Dermeval savianiDermeval saviani
Dermeval saviani
DeaaSouza
 
Guerra de canudos
Guerra de canudosGuerra de canudos
Guerra de canudos
DeaaSouza
 
Cabo verde
Cabo verdeCabo verde
Cabo verde
DeaaSouza
 
São tomé e príncipe
São tomé e príncipeSão tomé e príncipe
São tomé e príncipe
DeaaSouza
 
Ulysses guimarães
Ulysses guimarãesUlysses guimarães
Ulysses guimarães
DeaaSouza
 
éTica na política
éTica na políticaéTica na política
éTica na política
DeaaSouza
 

Mais de DeaaSouza (20)

Guerra do contestado
Guerra do contestadoGuerra do contestado
Guerra do contestado
 
Bactérias
BactériasBactérias
Bactérias
 
Tecido muscular
Tecido muscularTecido muscular
Tecido muscular
 
Zika vírus e Síndrome de Guillain-Barré
Zika vírus e Síndrome de Guillain-BarréZika vírus e Síndrome de Guillain-Barré
Zika vírus e Síndrome de Guillain-Barré
 
Ecossistemas e globalização
Ecossistemas e globalizaçãoEcossistemas e globalização
Ecossistemas e globalização
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Arquitetura Renascentista
Arquitetura RenascentistaArquitetura Renascentista
Arquitetura Renascentista
 
Guerra de canudos
Guerra de canudosGuerra de canudos
Guerra de canudos
 
A evaporação
A evaporaçãoA evaporação
A evaporação
 
Hip hop
Hip hopHip hop
Hip hop
 
Hip hop
Hip hopHip hop
Hip hop
 
Ginástica aeróbica
Ginástica aeróbicaGinástica aeróbica
Ginástica aeróbica
 
Monteiro lobato
Monteiro lobatoMonteiro lobato
Monteiro lobato
 
Georg wilhelm friedrich hegel
Georg wilhelm friedrich hegelGeorg wilhelm friedrich hegel
Georg wilhelm friedrich hegel
 
Dermeval saviani
Dermeval savianiDermeval saviani
Dermeval saviani
 
Guerra de canudos
Guerra de canudosGuerra de canudos
Guerra de canudos
 
Cabo verde
Cabo verdeCabo verde
Cabo verde
 
São tomé e príncipe
São tomé e príncipeSão tomé e príncipe
São tomé e príncipe
 
Ulysses guimarães
Ulysses guimarãesUlysses guimarães
Ulysses guimarães
 
éTica na política
éTica na políticaéTica na política
éTica na política
 

Último

Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 

Amor

  • 2. A palavra amor(do latim amor) presta-se a múltiplos significados na lingua portuguesa. Pode Significar afeição,compaixão, misericórdia, ou ainda atração, Apetite, paixão, querer bem,satisfação, conquista, desejo, libido,etc.
  • 3. EROS É O AMOR CARNAL  Eros representa a parte consciente do amor que uma pessoa sente por outra. É o amor que se liga de forma mais clara à atração física, e frequentemente compele as pessoas a manterem um relacionamento amoroso continuado. Nesse sentido também é sinônimo sensualidade que leva a atração física e depois às relações sexuais.
  • 4. PSIQUÊ Um amor "espiritual", baseado na mente e nos sentimentos eternos.
  • 5. LUDUS O amor que é jogado como um jogo; amor brincalhão
  • 6. STORGE Um amor afetuoso que se desenvolve lentamente, com base em similaridade.
  • 7. PRAGMA  Amor pragmático, que visualiza apenas o momento e a necessidade temporária, do agora.
  • 8. MANIA Amor altamente emocional, instável; o estereótipo de amor romântico ou apaixonado.
  • 10. PHILIA  Significa altruísmo, generosidade. A dedicação ao outro vem sempre antes do próprio interesse. Quem pratica esse estilo de amor entrega-se totalmente à relação e não se importa em abrir mão de certas vontades para a satisfação do ser amado. Investe constantemente no relacionamento, mesmo sem ser correspondido. Sente-se bem quando o outro demonstra alegria. No limite, é capaz até mesmo de renunciar ao parceiro se acreditar que ele pode ser mais feliz com outra pessoa. É visto por muitos, como uma forma incondicional de amar.
  • 11. 1 - Amor comprometido: Um dos mais conhecidos. Nesta relação, a junção de dois elementos centrais: o carinho e o respeito. 2 - Amor doentio: Permeado por ciúmes. Em alguns casos, a violência exercida, seja através de palavras ou de agressões. 3 - Amor egoísta: Insensato por definição. Fruto, sobretudo, da arrogância e soberba 4 - Amor imediatista: Aquele que não respeita tempo ou espaço. Simplesmente acontece, revelando apenas, o desejo do casal. 5 - Amor romântico: Marcado pela devoção. Motivado, pois, pela sensibilidade e pelo amparo mutuo.
  • 12. 6 - Amor possesivo: quando não há individualidade e um acha que o outro lhe pertence. 7. Amor platônico: se o seu caso é estar apaixonada por alguém que ainda não sabe, se é um amor secreto, está esperando o que para torná-lo realidade. 8 - Amor intenso: uma relação em que um invade o espaço do outro, a ponto de ser quase um peso. Tenha cuidado porque pode irritá-lo.
  • 15. Amor e suas conseqüências O amor provoca loucuras desmedidas Dá o tom e direção que a vida vai se seguir Transforma o Ser e todo seu existir Provoca atitudes jamais antes permitidas. O amor leva o homem a se adoecer Tirando dele toda a sua sanidade Fazendo de uma simples realidade Um dia lindo ou um triste anoitecer. O amor é o mais complexo dos sentimentos Confrontando o homem entre a razão e o coração Confundindo-o todos os seus pensamentos. O amor é um labirinto colossal Que expõe o homem toda sua nudez Um sentimento que tanto faz bem como mal. Ataíde Lemos
  • 20. É o ato de tocar os seus lábios nos lábios de outra pessoa. Antigamente o beijo era utilizado de várias formas e com infinitos significados. Na Idade Média o beijo na boca representava uma espécie de contrato entre o senhor feudal e o vassalo (significava “dou minha palavra”). Foi apenas no século XVII que os homens acabaram com o hábito de beijar uma pessoa do mesmo sexo, sem afeto envolvido. O beijo está presente em todas as religiões.
  • 24. Esquimó: Esfrega a ponta do nariz no nariz do seu parceiro (a). Borboleta – com os cílios.
  • 25. Francês – é o tradicional beijo de língua. Selinho – toque dos lábios.
  • 26. Conde Drácula – é aquele que se estende até o pescoço.
  • 27. Cinematográfico – não envolve emoção. Arrepio – é aquele dado na orelha.