SlideShare uma empresa Scribd logo
A RATOEIRAA RATOEIRA
"Um rato, olhando pelo buraco"Um rato, olhando pelo buraco
na parede,na parede,
vê o fazendeiro evê o fazendeiro e
sua esposa abrindo um pacote.sua esposa abrindo um pacote.
Pensou logo no tipo de comida quePensou logo no tipo de comida que
poderia haver ali.poderia haver ali.
Ao descobrir que era uma ratoeira ficouAo descobrir que era uma ratoeira ficou
aterrorizado.aterrorizado.
Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos:Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos:
Desculpe-me Sr. Rato,Desculpe-me Sr. Rato,
eu entendo que issoeu entendo que isso
seja um grandeseja um grande
problema para oproblema para o
senhor,senhor,
mas não me prejudicamas não me prejudica
em nada, não meem nada, não me
incomoda."incomoda."
"- Desculpe-me Sr. Rato,"- Desculpe-me Sr. Rato,
mas não há nada que eumas não há nada que eu
possa fazer, a não ser rezar.possa fazer, a não ser rezar.
Fique tranqüilo que o senhorFique tranqüilo que o senhor
será lembrado nas minhasserá lembrado nas minhas
preces."preces."
"- O que Sr. Rato? Uma"- O que Sr. Rato? Uma
ratoeira? Por acasoratoeira? Por acaso
estou em perigo?estou em perigo?
Acho que não !"Acho que não !"
Então o rato voltou para aEntão o rato voltou para a
casa, cabisbaixo e abatido,casa, cabisbaixo e abatido,
para encarar a ratoeira dopara encarar a ratoeira do
fazendeiro.fazendeiro.
Naquela noite ouviu-se umNaquela noite ouviu-se um
barulho, como o de uma ratoeirabarulho, como o de uma ratoeira
pegando sua vítima.pegando sua vítima.
A mulher do fazendeiro correuA mulher do fazendeiro correu
para ver o que havia pego.para ver o que havia pego.
No escuro, ela não viu que aNo escuro, ela não viu que a
ratoeira havia pego a cauda deratoeira havia pego a cauda de
uma cobra venenosa.uma cobra venenosa.
E a cobra picou a mulher...E a cobra picou a mulher...
O fazendeiro a levouO fazendeiro a levou
imediatamente ao hospital. Elaimediatamente ao hospital. Ela
voltou com febre.voltou com febre.
Todo mundo sabe que paraTodo mundo sabe que para
alimentar alguém com febre, nadaalimentar alguém com febre, nada
melhor que uma canja de galinha.melhor que uma canja de galinha.
O fazendeiro pegou seu cutelo eO fazendeiro pegou seu cutelo e
foi providenciar o ingredientefoi providenciar o ingrediente
principal.principal.
Como a doença da mulherComo a doença da mulher
continuava, os amigos econtinuava, os amigos e
vizinhos vieram visitá-la.vizinhos vieram visitá-la.
Para alimentá-los oPara alimentá-los o
fazendeiro matou o porco.fazendeiro matou o porco.
A mulher não melhorou e acabouA mulher não melhorou e acabou
morrendo.morrendo.
Muita gente veio para o funeral.Muita gente veio para o funeral.
O fazendeiro então sacrificou a vaca,O fazendeiro então sacrificou a vaca,
para alimentar todo aquele povo.para alimentar todo aquele povo.
Na próxima vez que você ouvir dizerNa próxima vez que você ouvir dizer
que alguém está dianteque alguém está diante
de um problema e acreditarde um problema e acreditar
que o problema não lhe diz respeito,que o problema não lhe diz respeito,
lembre-se que,lembre-se que,
quando há uma ratoeira na casa,quando há uma ratoeira na casa,
toda a fazenda corre risco.toda a fazenda corre risco.
  "O problema de um "O problema de um 
é problema de todos, é problema de todos, 
quando convivemos em equipe."quando convivemos em equipe."

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ficha de leitura sobre felicidade clandestina
Ficha de leitura sobre felicidade clandestinaFicha de leitura sobre felicidade clandestina
Ficha de leitura sobre felicidade clandestina
Duda Pequena
 
O Realismo
O RealismoO Realismo
O Realismo
MissBlackBerryBush
 
Machado de Assis - Dom Casmurro
Machado de Assis - Dom CasmurroMachado de Assis - Dom Casmurro
Machado de Assis - Dom Casmurro
Larissa Mascarello
 
Sexta feira ou vida selvagem
Sexta feira ou vida selvagemSexta feira ou vida selvagem
Sexta feira ou vida selvagem
fantas45
 
Branca+de+neve+e+os+sete+anões
Branca+de+neve+e+os+sete+anõesBranca+de+neve+e+os+sete+anões
Branca+de+neve+e+os+sete+anões
Vilma Amaral
 
Realismo em portugal
Realismo em portugalRealismo em portugal
Realismo em portugal
Lucélia Rodrigues
 
Dom casmurro
Dom casmurroDom casmurro
Dom casmurro
Dodidemais Oliveira
 
Trabalho sobre bullying
Trabalho sobre bullyingTrabalho sobre bullying
Trabalho sobre bullying
jackzeus
 
O cortiço
O cortiçoO cortiço
O cortiço
Cláudia Heloísa
 
O conto no moinho
O conto no moinhoO conto no moinho
O conto no moinho
frederico194320
 
Capítulo XV - MC
Capítulo XV - MCCapítulo XV - MC
Capítulo XV - MC
12anogolega
 
Textos de motivação
Textos de motivaçãoTextos de motivação
Textos de motivação
Fabiana Oliveira
 
Igualdade e respeito as diferenças
Igualdade e respeito as diferençasIgualdade e respeito as diferenças
Igualdade e respeito as diferenças
Paulo Raimundo Garcia de Oliveira
 
75746399 roteiro-de-peter-pan
75746399 roteiro-de-peter-pan75746399 roteiro-de-peter-pan
75746399 roteiro-de-peter-pan
Kelen Machado
 
Alice no país das maravilhas resumo (2)
Alice no país das maravilhas resumo (2)Alice no país das maravilhas resumo (2)
Alice no país das maravilhas resumo (2)
1324bia
 
Contos - 7G - Uma Aventura na Ilha
Contos - 7G - Uma Aventura na IlhaContos - 7G - Uma Aventura na Ilha
Contos - 7G - Uma Aventura na Ilha
bedjoaoii
 
Educação n' os maias
Educação n' os maiasEducação n' os maias
Educação n' os maias
Ester Pinto Pereira
 
Fotoreportagem
FotoreportagemFotoreportagem
Fotoreportagem
Carla Luís
 
Guiao: Como fazer uma entrevista
Guiao: Como fazer uma entrevistaGuiao: Como fazer uma entrevista
Guiao: Como fazer uma entrevista
bedjoaoii
 
Minicontos
MinicontosMinicontos
Minicontos
Luciane tonete
 

Mais procurados (20)

Ficha de leitura sobre felicidade clandestina
Ficha de leitura sobre felicidade clandestinaFicha de leitura sobre felicidade clandestina
Ficha de leitura sobre felicidade clandestina
 
O Realismo
O RealismoO Realismo
O Realismo
 
Machado de Assis - Dom Casmurro
Machado de Assis - Dom CasmurroMachado de Assis - Dom Casmurro
Machado de Assis - Dom Casmurro
 
Sexta feira ou vida selvagem
Sexta feira ou vida selvagemSexta feira ou vida selvagem
Sexta feira ou vida selvagem
 
Branca+de+neve+e+os+sete+anões
Branca+de+neve+e+os+sete+anõesBranca+de+neve+e+os+sete+anões
Branca+de+neve+e+os+sete+anões
 
Realismo em portugal
Realismo em portugalRealismo em portugal
Realismo em portugal
 
Dom casmurro
Dom casmurroDom casmurro
Dom casmurro
 
Trabalho sobre bullying
Trabalho sobre bullyingTrabalho sobre bullying
Trabalho sobre bullying
 
O cortiço
O cortiçoO cortiço
O cortiço
 
O conto no moinho
O conto no moinhoO conto no moinho
O conto no moinho
 
Capítulo XV - MC
Capítulo XV - MCCapítulo XV - MC
Capítulo XV - MC
 
Textos de motivação
Textos de motivaçãoTextos de motivação
Textos de motivação
 
Igualdade e respeito as diferenças
Igualdade e respeito as diferençasIgualdade e respeito as diferenças
Igualdade e respeito as diferenças
 
75746399 roteiro-de-peter-pan
75746399 roteiro-de-peter-pan75746399 roteiro-de-peter-pan
75746399 roteiro-de-peter-pan
 
Alice no país das maravilhas resumo (2)
Alice no país das maravilhas resumo (2)Alice no país das maravilhas resumo (2)
Alice no país das maravilhas resumo (2)
 
Contos - 7G - Uma Aventura na Ilha
Contos - 7G - Uma Aventura na IlhaContos - 7G - Uma Aventura na Ilha
Contos - 7G - Uma Aventura na Ilha
 
Educação n' os maias
Educação n' os maiasEducação n' os maias
Educação n' os maias
 
Fotoreportagem
FotoreportagemFotoreportagem
Fotoreportagem
 
Guiao: Como fazer uma entrevista
Guiao: Como fazer uma entrevistaGuiao: Como fazer uma entrevista
Guiao: Como fazer uma entrevista
 
Minicontos
MinicontosMinicontos
Minicontos
 

Destaque

A ratoeira
A ratoeiraA ratoeira
A ratoeira
Jozi Mares
 
A Ratoeira
A  RatoeiraA  Ratoeira
A Ratoeira
Maquinista
 
A ratoeira
A ratoeiraA ratoeira
A ratoeira
Valeria Moura
 
Ratoeira- O trabalho em Equipe
Ratoeira- O trabalho em EquipeRatoeira- O trabalho em Equipe
Ratoeira- O trabalho em Equipe
Dionara Espíndola
 
Powerpoint o ratinho
Powerpoint o ratinhoPowerpoint o ratinho
Powerpoint o ratinho
lamastres
 
Texto reflexivo
Texto reflexivoTexto reflexivo
Texto reflexivo
Lizandra Servino Barroso
 
A ratoeira
A ratoeiraA ratoeira
A ratoeira
Helio Cruz
 
A ratoeira
A ratoeiraA ratoeira
A ratoeira
Pedro Carvalho
 
A Ratoeira
A RatoeiraA Ratoeira
A Ratoeira
guest32e79819
 
Texto Reflexivo: Plante um Futuro
Texto Reflexivo: Plante um FuturoTexto Reflexivo: Plante um Futuro
Texto Reflexivo: Plante um Futuro
Adilson P Motta Motta
 
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
Vida Mental Consultoria de Saúde Mental e Nutricional
 
A Lebre e a Tartaruga
A Lebre e a TartarugaA Lebre e a Tartaruga
A Lebre e a Tartaruga
silviarelva
 
Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010
Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010
Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010
francisleide
 
Conto Popular
Conto PopularConto Popular
Conto Popular
edinaprado
 

Destaque (14)

A ratoeira
A ratoeiraA ratoeira
A ratoeira
 
A Ratoeira
A  RatoeiraA  Ratoeira
A Ratoeira
 
A ratoeira
A ratoeiraA ratoeira
A ratoeira
 
Ratoeira- O trabalho em Equipe
Ratoeira- O trabalho em EquipeRatoeira- O trabalho em Equipe
Ratoeira- O trabalho em Equipe
 
Powerpoint o ratinho
Powerpoint o ratinhoPowerpoint o ratinho
Powerpoint o ratinho
 
Texto reflexivo
Texto reflexivoTexto reflexivo
Texto reflexivo
 
A ratoeira
A ratoeiraA ratoeira
A ratoeira
 
A ratoeira
A ratoeiraA ratoeira
A ratoeira
 
A Ratoeira
A RatoeiraA Ratoeira
A Ratoeira
 
Texto Reflexivo: Plante um Futuro
Texto Reflexivo: Plante um FuturoTexto Reflexivo: Plante um Futuro
Texto Reflexivo: Plante um Futuro
 
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos?
 
A Lebre e a Tartaruga
A Lebre e a TartarugaA Lebre e a Tartaruga
A Lebre e a Tartaruga
 
Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010
Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010
Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010
 
Conto Popular
Conto PopularConto Popular
Conto Popular
 

Semelhante a A ratoeira

Ratoeira
RatoeiraRatoeira
Ratoeira
pietra bravo
 
Slides de motivação(vi caminhada)
Slides de motivação(vi caminhada)Slides de motivação(vi caminhada)
Slides de motivação(vi caminhada)
paroquiacosminho
 
Ratoeira
RatoeiraRatoeira
Ratoeira
Miriam Camargo
 
Ratoeira
RatoeiraRatoeira
Ratoeira
solnevesb
 
Ratoeira
RatoeiraRatoeira
Ratoeira.mensagem
Ratoeira.mensagemRatoeira.mensagem
Ratoeira.mensagem
jaqueegervasio
 
Slides de motivação(vi caminhada)
Slides de motivação(vi caminhada)Slides de motivação(vi caminhada)
Slides de motivação(vi caminhada)
paroquiacosminho
 
Aula Prática com base na Fabula da Ratoeira.pptx
Aula Prática com base na Fabula da Ratoeira.pptxAula Prática com base na Fabula da Ratoeira.pptx
Aula Prática com base na Fabula da Ratoeira.pptx
LuisTioAlegria
 
Lição do rato
Lição do ratoLição do rato
Lição do rato
Geraldo Ráiss
 
A parábola da ratoeira
A parábola da ratoeiraA parábola da ratoeira
A parábola da ratoeira
SEMED
 
NR05 - DDS - Conto Rato - P21 - Abr 21.pptx
NR05 - DDS - Conto Rato - P21 - Abr 21.pptxNR05 - DDS - Conto Rato - P21 - Abr 21.pptx
NR05 - DDS - Conto Rato - P21 - Abr 21.pptx
Luís Gustavo de Souza Santos
 
DDS do Rato - Segurança é responsabilidade de todos
DDS do Rato - Segurança é responsabilidade de todosDDS do Rato - Segurança é responsabilidade de todos
DDS do Rato - Segurança é responsabilidade de todos
alexandre964819
 
Gramatica_02B.pdf
Gramatica_02B.pdfGramatica_02B.pdf
Gramatica_02B.pdf
Jonatas5
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
Welton Matos
 
Uma ratoeira na fazenda
Uma ratoeira na fazendaUma ratoeira na fazenda
Uma ratoeira na fazenda
Helio Cruz
 
A lição do rato
A lição do ratoA lição do rato
A lição do rato
Rozanelia
 
Histórias Infantis
Histórias InfantisHistórias Infantis
Histórias Infantis
mnascimento165
 
Fazer o bem e evitar o mal
Fazer o bem e evitar o malFazer o bem e evitar o mal
Fazer o bem e evitar o mal
Tomaz Soeiro
 
Pimenta Nos Olhos Dos Outros É Refresco
Pimenta Nos Olhos Dos Outros É RefrescoPimenta Nos Olhos Dos Outros É Refresco
Pimenta Nos Olhos Dos Outros É Refresco
Liliam Da Paixão
 

Semelhante a A ratoeira (19)

Ratoeira
RatoeiraRatoeira
Ratoeira
 
Slides de motivação(vi caminhada)
Slides de motivação(vi caminhada)Slides de motivação(vi caminhada)
Slides de motivação(vi caminhada)
 
Ratoeira
RatoeiraRatoeira
Ratoeira
 
Ratoeira
RatoeiraRatoeira
Ratoeira
 
Ratoeira
RatoeiraRatoeira
Ratoeira
 
Ratoeira.mensagem
Ratoeira.mensagemRatoeira.mensagem
Ratoeira.mensagem
 
Slides de motivação(vi caminhada)
Slides de motivação(vi caminhada)Slides de motivação(vi caminhada)
Slides de motivação(vi caminhada)
 
Aula Prática com base na Fabula da Ratoeira.pptx
Aula Prática com base na Fabula da Ratoeira.pptxAula Prática com base na Fabula da Ratoeira.pptx
Aula Prática com base na Fabula da Ratoeira.pptx
 
Lição do rato
Lição do ratoLição do rato
Lição do rato
 
A parábola da ratoeira
A parábola da ratoeiraA parábola da ratoeira
A parábola da ratoeira
 
NR05 - DDS - Conto Rato - P21 - Abr 21.pptx
NR05 - DDS - Conto Rato - P21 - Abr 21.pptxNR05 - DDS - Conto Rato - P21 - Abr 21.pptx
NR05 - DDS - Conto Rato - P21 - Abr 21.pptx
 
DDS do Rato - Segurança é responsabilidade de todos
DDS do Rato - Segurança é responsabilidade de todosDDS do Rato - Segurança é responsabilidade de todos
DDS do Rato - Segurança é responsabilidade de todos
 
Gramatica_02B.pdf
Gramatica_02B.pdfGramatica_02B.pdf
Gramatica_02B.pdf
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Uma ratoeira na fazenda
Uma ratoeira na fazendaUma ratoeira na fazenda
Uma ratoeira na fazenda
 
A lição do rato
A lição do ratoA lição do rato
A lição do rato
 
Histórias Infantis
Histórias InfantisHistórias Infantis
Histórias Infantis
 
Fazer o bem e evitar o mal
Fazer o bem e evitar o malFazer o bem e evitar o mal
Fazer o bem e evitar o mal
 
Pimenta Nos Olhos Dos Outros É Refresco
Pimenta Nos Olhos Dos Outros É RefrescoPimenta Nos Olhos Dos Outros É Refresco
Pimenta Nos Olhos Dos Outros É Refresco
 

Último

AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 

Último (20)

AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 

A ratoeira

  • 1. A RATOEIRAA RATOEIRA "Um rato, olhando pelo buraco"Um rato, olhando pelo buraco na parede,na parede, vê o fazendeiro evê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote.sua esposa abrindo um pacote.
  • 2. Pensou logo no tipo de comida quePensou logo no tipo de comida que poderia haver ali.poderia haver ali. Ao descobrir que era uma ratoeira ficouAo descobrir que era uma ratoeira ficou aterrorizado.aterrorizado. Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos:Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos:
  • 3.
  • 4. Desculpe-me Sr. Rato,Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que issoeu entendo que isso seja um grandeseja um grande problema para oproblema para o senhor,senhor, mas não me prejudicamas não me prejudica em nada, não meem nada, não me incomoda."incomoda."
  • 5. "- Desculpe-me Sr. Rato,"- Desculpe-me Sr. Rato, mas não há nada que eumas não há nada que eu possa fazer, a não ser rezar.possa fazer, a não ser rezar. Fique tranqüilo que o senhorFique tranqüilo que o senhor será lembrado nas minhasserá lembrado nas minhas preces."preces."
  • 6. "- O que Sr. Rato? Uma"- O que Sr. Rato? Uma ratoeira? Por acasoratoeira? Por acaso estou em perigo?estou em perigo? Acho que não !"Acho que não !"
  • 7. Então o rato voltou para aEntão o rato voltou para a casa, cabisbaixo e abatido,casa, cabisbaixo e abatido, para encarar a ratoeira dopara encarar a ratoeira do fazendeiro.fazendeiro.
  • 8. Naquela noite ouviu-se umNaquela noite ouviu-se um barulho, como o de uma ratoeirabarulho, como o de uma ratoeira pegando sua vítima.pegando sua vítima. A mulher do fazendeiro correuA mulher do fazendeiro correu para ver o que havia pego.para ver o que havia pego. No escuro, ela não viu que aNo escuro, ela não viu que a ratoeira havia pego a cauda deratoeira havia pego a cauda de uma cobra venenosa.uma cobra venenosa. E a cobra picou a mulher...E a cobra picou a mulher...
  • 9. O fazendeiro a levouO fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Elaimediatamente ao hospital. Ela voltou com febre.voltou com febre. Todo mundo sabe que paraTodo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nadaalimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja de galinha.melhor que uma canja de galinha. O fazendeiro pegou seu cutelo eO fazendeiro pegou seu cutelo e foi providenciar o ingredientefoi providenciar o ingrediente principal.principal.
  • 10. Como a doença da mulherComo a doença da mulher continuava, os amigos econtinuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la.vizinhos vieram visitá-la. Para alimentá-los oPara alimentá-los o fazendeiro matou o porco.fazendeiro matou o porco.
  • 11. A mulher não melhorou e acabouA mulher não melhorou e acabou morrendo.morrendo. Muita gente veio para o funeral.Muita gente veio para o funeral. O fazendeiro então sacrificou a vaca,O fazendeiro então sacrificou a vaca, para alimentar todo aquele povo.para alimentar todo aquele povo.
  • 12. Na próxima vez que você ouvir dizerNa próxima vez que você ouvir dizer que alguém está dianteque alguém está diante de um problema e acreditarde um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito,que o problema não lhe diz respeito, lembre-se que,lembre-se que, quando há uma ratoeira na casa,quando há uma ratoeira na casa, toda a fazenda corre risco.toda a fazenda corre risco.