SlideShare uma empresa Scribd logo
Ponte para o
Desenvolvimento
Apresentação sobre o projeto
Vera Cruz, 14 de agosto de 2013
1
Pauta
 O plano de desenvolvimento
 Engajamento da sociedade
 Decretos de Utilidade Pública
 Objetivos e motivação
 Estrutura da ponte
2
A Ponte Salvador-Ilha de Itaparica é um investimento para promover
a reconfiguração urbana e o desenvolvimento regional em uma
região com 4,4 milhões de habitantes
FONTE: IBGE
Recôncavo
Sul
RMS
Baixo
Sul
Recôncavo
Norte
Projeto
rodoviário
Macroárea sobre influência da ponte
▪ Promoção do
desenvolvimento
socioeconômico na
macroárea, com foco
na Ilha, Recôncavo e
Baixo Sul
▪ Aumento da eficiência
logística na Região
Metropolitana de
Salvador, facilitando o
fluxo de mercadorias e
serviços
▪ Melhoria das condições
de vida da população
da RMS, que ganhará
novo eixo de expansão
urbana e melhores
condições de
mobilidade
Objetivos
▪ 4,4 milhões de
pessoas, sendo
aproximadamente
800 mil nas áreas
mais afetadas
▪ 3 territórios
estaduais
▪ 45 municípios
Projeto
beneficiará:
3
Nas décadas de 50
a 70, a RMS e o
Recôncavo Norte
receberam
investimentos
estruturantes
significativos
Os novos
investimentos na
indústria1 também
foram ou serão
direcionados para a
RMS e Recôncavo
Norte
Houve um
deslocamento
populacional de
Salvador para o
norte
Refinaria
Landulpho Alves
TEMADRE
Fábrica FordFábrica BASFFábrica Jac
Motors
Centro Indust.
de Aratu
Polo Petroquím.
de Camaçari
Refinaria
Landulpho Alves
(novos invest.)
Estaleiro Enseada
do Paraguaçú
Terminal de
Regaseificação
Crescimento
populacional
% a.a, 2000-2010
Unidades residenciais
lançadas
Total de unid./
mil habitantes
Mil. de hab
RMS Norte
3.2
Salvador
0.9
26
4
Lauro de
Freitas
Salvador
2.675 1631 Com exceção do Estaleiro Enseada do Paraguaçu
FONTE: Press clipping
A Região Metropolitana de Salvador se expandiu para o Norte nas
últimas décadas
4
Esses acontecimentos "iluminaram" o litoral norte e Recôncavo
Norte, deixando a Ilha de Itaparica e o Baixo Sul no "escuro"
FONTE: Imagem de Salvador, Análise da equipe
BR-116
BR-101
Projeto
Sto. Antônio
de Jesus
Feira de
Santana
Alagoinhas
Cruz das
Almas
5
1 Excluindo Ilha de Itaparica
2 Transferência de renda inclui Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada
3 Excluindo Salvador do cálculo da RMS para evitar a distorção causada pelo Centro Administrativo da Bahia
FONTE: FIRJAN, IBGE; IPEA; MDS (Ministério do Desenvolvimento Social); IPC-Maps; Secretaria do Tesouro Nacional; SEI, EMBASA, RAIS, SEPLAN
Indicadores sociais e econômicos confirmam a necessidade
de um projeto de desenvolvimento para a região
176 400 359 58 14.0103.381 196.655
MedianaMédia Brasil Pior resultado
Valor superestimado devido
às casas de veraneio
Saúde
Educação
Habitação
Segurança
Renda
Emprego
Classe
SocialEconômico
Mortal. infant. (por mil hab.)
Médicos (por mil hab.)
IDEB (E.F. anos iniciais)
Matrículas no ensino sup.1
% domicílios com esgoto2
Homicídios por mil hab.
Trabalho informal, %
PIB per capita (R$ mil)
Bolsa Família. (% famílias)
Pop. nas classes A, B e C, %
Indicador RMS1
Recôn-
cavo
Norte
Recôn-
cavo
Sul
Baixo
Sul
Ilha de
Itapa-
rica
16,2 10,3 13,3 24,9 26,0 16,0 13,6
5,3 2,2 2,7 1,5 1,7 2,9 4,4
4,0 4,1 4,0 3,5 3,4 4,2 5,0
4,0% 2,0% 2,0% 1,5% 1,1% 2,3% 3,2%
88% 59% 37% 42%
74 36 23 43 74 41 27
38 55 69 6453 54 42
18,8 7,5 6,2 6,26,6 11 19,3
26 44 53 5043 43 24
81 70 67 6771 74 85
Bahia Brasil
33% 52% 67%
População (mil hab.)
6
O projeto, articulado com outras ações do Governo, trará benefícios
para a Ilha antes, durante e depois da construção (1/3)
Aquecimento do comércio
local na Ilha
Novos ferry-boats para a
travessia Salvador-Ilha
Convênios para capacitação
de mão-de-obra em Vera
Cruz e Itaparica
Novos planos de
saneamento básico na Ilha
Pré-construção
Construção
Pós-construção/
Operação
2013-20152015-20202020-…
7
O projeto, articulado com outras ações do Governo, trará benefícios
para a Ilha antes, durante e depois da construção (2/3)
Geração de mais de 8 mil
empregos diretos e indiretos
Crescimento do setor de
construção civil e material
de construção:
▪ Mais de 50.000ton de aço
demandados
▪ Mais de 400.000m³ de
cimentos
Maior geração de tributos
para o Estado e Municípios
da Ilha de Itaparica
Pré-construção
Construção
Pós-construção/
Operação
2013-20152015-20202020-…
8
O projeto, articulado com outras ações do Governo, trará benefícios
para a Ilha antes, durante e depois da construção (3/3)
Pré-construção
Construção
Pós-construção/
Operação
2013-20152015-20202020-…
Possibilitar o acesso de ~30 mil famílias à
atividades culturais como cinemas, espetáculos e
eventos esportivos em Salvador
Acesso a cursos superiores relevantes antes não
disponíveis para moradores da região
Possibilitar aos moradores da Ilha o acesso a
diversas novas oportunidades de trabalho
Reduzir em cerca de 1 hora o período de travessia
entre a Ilha e Salvador em transporte coletivo
Economia de mais de 4 milhões de toneladas de
CO2, ao longo de 30 anos
9
Pauta
 O plano de desenvolvimento
 Engajamento da sociedade
 Decretos de Utilidade Pública
 Objetivos e motivação
 Estrutura da ponte
10
O plano de desenvolvimento está baseado em 3 grandes eixos
Plano de
desenvolvimento
Projeto viário
▪ Integração da Ilha à
Região Metropolitana de
Salvador
▪ Formação do Anel Viário
do Recôncavo
Projeto urbano
▪ Plano Intermunicipal de
urbanização
▪ Revisão dos Planos
Diretores
▪ Crescimento ordenado
com preservação
ambiental
Projeto socioeconômico
▪ Atração de empresas
▪ Polos educacionais
▪ Melhor infraestrutura social
1111
Projeto inclui Ponte de 12km e 150km de rodovias que interligarão 4
rodovias federais, criando o arco rodoviário do Recôncavo
FONTE: PMI - Consórcio
Nazaré
Sto.
Antonio
de Jesus
Castro
Alves
BR
242
BR
116
BR
324
BR
101
1
3
1) Ponte: construção
da a 2ª. maior da
América Latina
1
2) Ilha: novo trecho
mais duplicação do
atual inclusive
Ponte do Funil
2
3) Duplicação da
cabeceira do Funil
até Nazaré
incluindo contorno
3
4) Duplicação de
Nazaré até S.A.
Jesus
4
5) Construção trecho
S.A.Jesus -Castro
Alves
5
6) Requalificação
trecho entre Castro
Alves e BR- 242
6
6
BR
242
FCA1
BR
101
4
BA
028
2
BA
001
BA
046
Trechos a construir
Duplicação/Requalificação
1 Traçado atual
5
BA
026
12
O projeto urbano traz soluções estruturantes para problemas urbanos da
Ilha de Itaparica
O projeto dá a oportunidade para que o desenvolvimento urbano da
Ilha de Itaparica seja feito de forma planejada e ordenada
Trabalhos
serão
realizados com
a participação
da população e
envolvimento
das Prefeituras
Criação de planos urbanísticos intermunicipais
Revisão dos PDDUs de Vera Cruz e Itaparica
Análise dos impactos urbanos e de vizinhança
Elaboração de Plano de Saneamento
Outros investimentos em infraestrutura básica para a região
13
O projeto socioeconômico possui dois grandes pilares de
desenvolvimento que trazem impacto a Ilha, Baixo Sul e Recôncavo
Pilar
Geração de
emprego e
renda
Melhoria na
condição de
vida para a
população
▪ Fortalecimento de setores chave
▪ Qualificação profissional
▪ Estímulos tributários e de
infraestrutura para empresas
▪ Formação empreendedora
▪ Revitalização do turismo
na Ilha
▪ Estudo para implanta-
ção de marina na Ilha
▪ Programa de atração de
resorts-âncora para
alavancar turismo rumo
ao litoral sul
▪ Aumento da demanda
turística com redução de
ao menos uma hora em
praias ao Sul
Impactos (ex. Turismo)
▪ Novas escolas
▪ Mais leitos médicos
▪ Desenvolvimento de nova
estratégia de segurança pública
▪ Construção de habitações de
interesse social
Ação
14
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 1 2 3 4 5
Convênios com prefeituras Plano de urbanização da ilha
Engajamento da sociedade e comunicação
Estruturação dos GT's1
Contratação dos estudos técnicos
Estudos de impacto
ambiental/cultural
Mapeamento da situação fundiária na Ilha
Revisão dos planos diretores
Planos e programas de
desenvolvimento
Sondagem
Projeto de engenharia
Estratégia de
licenciamento
Modelagem da concessão rodoviária/ponte
Diagnóstico
Projeto Básico
EIA-RIMA protocolado
Novo plano
diretor da Ilha
Anteprojeto
Publicação
do edital da
Concessão
Traçado Orçamento
preliminar
Audiência
pública
O projeto articula infraestrutura com desenvolvimento socioeconômico e
prevê lançamento do edital em 2014
Desenvolvi-
mento socio-
econômico
PMIs e estudos
preliminares
(2010-2012)
Debate e detalhamento do projeto (2013) Conclusão e licitação (2014)
1
Infraestrutura2
Urbanismo3
Impacto
cultural e
ambiental
4
Gestão do
projeto e
engajamento
5
1 GT's = Grupos de Trabalho
15
ReferênciaEmpresas
Estão sendo realizados estudos técnicos com empresas de primeira
linha para garantir o maior benefício ao projeto
Objetivos
Sondagem
 Analisar as condições do solo ao longo do
traçado e otimizar os custos das fundações
Engenharia
▪ Desenvolver projeto básico para otimizar o
orçamento
Hidráulica
Marítima
▪ Caracterizar hidráulica da BTS para
dimensionar Ponte
Plano de
desenvolv.
▪ Criar plano definindo setores prioritários e
programas para desenvolvimento
econômico e social
Concessão
▪ Elaborar modelagem e estudo de
viabilidade da concessão
Urbanismo
▪ Revisar PDDUs, analisar impacto urbano,
e criar plano intermunicipal para Ilha
Ambiental
▪ Avaliar, mitigar e compensar os impactos
ambientais e sociais
Cultural
Imaterial
▪ Analisar impacto na cultura e elaborar
diretrizes para desenvolvimento cultural
▪ 3 licitantes
▪ Vencedor – 16/ago
▪ Em licitação (fase de
publicação)
1
1 Provável vencedor, dependendo do resultado da habilitação e eventuais recursos
 Fundações
Ponte Rio
Negro
▪ Mais de
3,000 pontes
▪ Referência
nacional em
hidráulica
▪ Líder global
▪ Consórcio
internacional
16
Pauta
 O plano de desenvolvimento
 Engajamento da sociedade
 Decretos de Utilidade Pública
 Objetivos e motivação
 Estrutura da ponte
17
O projeto tem sido muito debatido, de forma a engajar ao máximo a
sociedade
Detalhamento do impacto da comunicação
▪ Entrevistas com 36 lideranças de organizações da Ilha
de Itaparica, que representam ~12.000 pessoas
▪ Participação em diversas audiências públicas (sendo 2
em Vera Cruz)
▪ Realização de pesquisas qualitativas para entender
necessidades e preocupações dos moradores da Ilha
▪ Conversas e debates com mais de 40 prefeitos e
vereadores da macroárea
▪ 25 apresentações públicas do projeto (ex. CREA,
UFBA, UNEB, ABI, ACB, entre outros)
▪ Mais de 800 matérias sobre o projeto no primeiro
semestre nos principais jornais da região
▪ Elaboração de materiais de comunicação para a
população (Jornal, Website)
Site: www.pontesalvador
ilhadeitaparica.ba.gov.br
18
Foi realizado um trabalho de diálogos com lideranças da Ilha de
Itaparica, voltado a engajar os moradores da ilha
Detalhamento da iniciativa
▪ Durante os dias 07 a 10 de Maio, foram
realizadas 19 conversas com 36
lideranças de diversos setores:
▪ As lideranças tiveram oportunidade de:
– Ouvir sobre o projeto
– Tirar dúvidas
– Externar suas opiniões relacionadas
ao projeto e à comunidade
Outros3
Profissional2
Comunitária/social1
Ambiental/Cultural
Lideranças
28%
25%
28%
19%
%, N=27
Percepção do
Projeto
%, N=26
Residência
Vera Cruz
Itaparica
69
31
As organizações representadas
possuem mais de 12 mil associados e
dependentes na Ilha de Itaparica
1 Inclui lideranças religiosas
2 Inclui associações de pescadores, trabalhadores rurais, servidores públicos,
professores , setor de transporte e lojistas
3 Inclui lideranças políticas, jornalistas e demais partes interessadas
Negativa37
63 Positiva
19
O Estado está articulando acordos de cooperação e convênios de
trabalho com os principais municípios afetados pelo projeto
Descrição Objetivos Andamento
Acordo de
Cooperação
▪Acordo de cooperação
técnica, assinado com
Salvador, Vera Cruz,
Itaparica e Jaguaripe
▪Facilitar a colaboração entre as
partes durante a condução dos
estudos, em áreas de interesse
comum
▪Assinado em 25 de
fevereiro de 2013
Convênio
Itaparica
▪Convênio para
acompanhamento do
estudo de urbanismo
▪Trabalho conjunto Estado e
Prefeitura para desenvolvimento
da Ilha de Itaparica
▪Em processo de
assinatura
Convênio
Vera Cruz
▪Convênio para
acompanhamento do
estudo de urbanismo
▪Trabalho conjunto Estado e
Prefeitura para desenvolvimento
da Ilha de Itaparica
▪Em processo de
assinatura
Trabalho
conjunto com
Salvador
▪Grupos de discussão
para análise do
impacto da ponte na
cidade de Salvador
▪Clarificar os impactos na cidade
(mobilidade, patrimônio, etc.) e
definir ações para cada um
deles
▪Reuniões semanais
realizadas desde o
começo de Julho
20
Impacto
Ambiental
Tema
Concessão
Rodoviária
Governo realizará diversas audiências públicas para envolver ainda
mais a população
Detalhamento Objetivos
▪ Audiências para debater resultados
do EIA-RIMA
▪ Eventos em diversas localidades
para maximizar envolvimento
▪ Envolver população, permitindo
propostas de ações:
– Mitigatórias
– Compensatórias
▪ Audiências para debater edital de
concessão rodoviária
▪ Empresas e sociedade podem se
envolver
▪ Clarificar principais dúvidas
existentes
▪ Permitir que empresas possam se
preparar para licitação
21
Pauta
 O plano de desenvolvimento
 Engajamento da sociedade
 Decretos de Utilidade Pública
 Objetivos e motivação
 Estrutura da ponte
22
Os Decretos de Utilidade Pública – DUPs - têm 5 objetivos claros de
interesse público
Minimizar a
especulação
imobiliária
▪ Garantir função social da
propriedade e recuperação da
valorização imobiliária oriunda
de investimentos públicos
Preservar
faixas de
domínio
das vias
▪ Garantia das áreas
para futura
reconfiguração da
BA-001 e seu
acesso à ponte
▪ Proteção do interesse
público sobre o privado
durante desenvolvimento
do projeto, até conclusão
de planos diretores
3
4
5
1 Habitção de interesse social
Incrementar a
preservação
ambiental
▪ Garantia de áreas verdes
de acordo com os Planos
de Manejo da APA, planos
diretores e planos
urbanísticos municipais
1
Garantir
áreas para
HIS1
▪ Garantia de áreas
para residências de
baixo custo e
possíveis projetos de
habitação do governo
(estadual ou federal)
2
Garantir a
expansão
urbana
planejada
23
Os DUPs não implicarão necessariamente desapropriações
Áreas decretadas de utilidade pública Principais mensagens
Se houver
desapropriação,
será em apenas
uma fração da
área decretada de
utilidade pública
Acesso da
ponte à
Ilha de
Itaparica
(ao sul de
bom
despacho)
Criação de novo
trecho da BA-001
na Ilha
Áreas de
eventual
Expansão
Urbana
Poderá haver
desapropriação
para
reconfiguração
da BA-001
Poderá haver
desapropriação
para chegada da
Ponte na Ilha de
Itaparica
24
Resultado preliminar do levantamento fundiário
Levant.
Realiza-
do (%)
Cadastros
identifica-
dos
Área
(ha)
Cadastros
não identi-
ficados
Famílias
identifi-
cadas
1 98 23145 04 45
2 80 2211283 - 221
3 100 0569 02 07
5 98 4697 - 46
4 100 622022 55 117
7 95 241082 14 80
6 - -140 - -
Total 90 3814838 75 516
Principais áreas
O resultado preliminar da CDA mostra que a área de 5000 hectares é
ocupada por algumas centenas de família concentradas em 2 áreas
FONTE: CDA; análise da equipe
1
2
3
456
7
Áreas com
concentração
populacional
serão objeto de
urbanização,
mas não
obrigatoria-
mente de
desapropriação
PRELIMINAR
25
Pauta
 O plano de desenvolvimento
 Engajamento da sociedade
 Objetivos e motivação
 Decretos de Utilidade Pública
 Estrutura da ponte
26
Proposta inicial para o traçado da Ponte Salvador-Ilha de Itaparica
FONTE: PMI
Possível trecho móvel de cerca
de 200m de largura para a
passagem de plataformas e
portêineres (em discussão)
Canal central de
navegação, com cerca de
70 m de altura e 40 m de
profundidade
Curvatura próxima à chegada
em Salvador, permitindo o
acesso de grandes
embarcações ao Porto
Possível solução para o
transporte de massa (p.
ex. VLT, BRT)
27
FONTE: PMI - Consórcio
A cabeceira no lado da Ilha, ficará entre Gameleira e Mar Grande
respeita as restrições de ocupação urbana e patrimônio da Ilha
28
Proposta inicial para a cabeceira da Ponte na Ilha de Itaparica
Propostas ainda preliminares, a
serem detalhadas durante o
projeto de engenharia
▪ Chegada em área de baixa
ocupação urbana,
minimizando necessidade de
desapropriações
▪ Espaço para construção de
uma praça de pedágio
Detalhamento da chegada da ponte na Ilha
29
A proposta de traçado da ponte considera as características geológicas
do solo da BTS
Fundo com
presença de lama,
(10 a 25m)
dificultando obras
de engenharia
Fundo rochoso com
camada de areia, mais
adequado para obras de
maior porte
Áreas de manguezal
Fundo misto, com
presença de areia e
lama
30
A construção de uma possível via envoltória também foi debatida
e descartada
▪ Alto impacto ambiental, afetando a principal
fonte de vida da baía e os manguezais
durante e após a construção
▪ Custo elevados e difícil implantação: solos
difíceis, muitas desapropriações,
necessidade de vários contornos urbanos
▪ Rodovia de carga traria alto impacto
urbanístico no Recôncavo Norte
▪ Não auxilia desenvolvimento do Recôncavo
Sul, Ilha e Baixo Sul que são as regiões
mais carentes
Via envoltória
Dificuldades encontradas
Uma via envoltória turística,
de fluxo leve, poderia ser
um projeto complementar
31
Detalhamento da
proposta original
▪ Proposta formulada em
1967, por Sérgio
Bernardes, para o Plano
Diretor do CIA
▪ Envolve a criação de um
“anel viário”, integrando o
Recôncavo, Salvador e a
Ilha de Itaparica (através
de uma ponte)
As demais “vias envolventes”
propostas também estão presentes
no mesmo Plano Diretor
A proposta original da “envoltória” também engloba a construção da Ponte
3232
BACKUP
33
O projeto faz parte de um conjunto de iniciativas que levarão a Bahia
a um novo patamar logístico
Hidrovia
Rodovias
Ferrovias
Portos e terminais
BR 242
BR 116
BR 101
Complexo
portuário RMS-
BTS
Complexo
portuário
Ilhéus-Porto Sul
Ferrovia de
Integração Oeste-
Leste (PAC)
Hidrovia do São
Francisco (PAC)
Ferrovias a dinamizar com
novo marco regulatório (FCA)
3434
FONTE: PMI-Consórcio, análise da equipe
Aporte4
Entre 4,0 e 5,0
Capital
próprio
0,7 – 1,5
Dívida
1,3 – 1,9
Investimento
total
7,3
R$ bilhões, valores reais de 2013
1 Premissas do PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse)
2 Valores para autos pequenos (menor valor para segunda a sexta; maior valor para sábado, sexta, e feriado)
3 Em % da parcela privada dos investimentos, e limitada pela exigência de um índice de cobertura do serviço da dívida de 1,2
4 O Governo pode dar recursos na forma de aporte (durante a obra) e/ou contraprestação (durante a operação)
Modelagem preliminar indica necessidade de aporte de R$ 4-5
bilhões ao longo dos cinco anos da construção
Premissas
▪ Anos de construção: 5
▪ Tráfego: Premissas do
PMI1
▪ Pedágio: R$18
(comparado com R$33-
47 para ferry boat2)
▪ TIR real do projeto:
8,2%
▪ Alavancagem: 45-70%3
▪ Custo da dívida: 6,5%
Aporte privado:
R$ 2,6–2,8 bilhões
CENÁRIO PRELIMINAR
A ser refinado com
projeto básico e
estudos de tráfego

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Investimentos PAC e PIL na Bahia - Encontro Empresarial
Investimentos PAC e PIL na Bahia - Encontro EmpresarialInvestimentos PAC e PIL na Bahia - Encontro Empresarial
Investimentos PAC e PIL na Bahia - Encontro Empresarial
Palácio do Planalto
 
Investimentos do PAC e PIL na Bahia - Encontro Empresarial
Investimentos do PAC e PIL na Bahia - Encontro EmpresarialInvestimentos do PAC e PIL na Bahia - Encontro Empresarial
Investimentos do PAC e PIL na Bahia - Encontro Empresarial
Palácio do Planalto
 
Baixo Sul - Diálogos Territoriais
Baixo Sul - Diálogos Territoriais Baixo Sul - Diálogos Territoriais
Baixo Sul - Diálogos Territoriais
Jose_Sergio_Gabrielli
 
Relatório de Infraestrutura da Bahia - Novembro/2011
Relatório de Infraestrutura da Bahia - Novembro/2011Relatório de Infraestrutura da Bahia - Novembro/2011
Relatório de Infraestrutura da Bahia - Novembro/2011
Sistema FIEB
 
Proposiçoes urbanas e mobilidade - Jorge- 31-julho-2012
Proposiçoes urbanas e mobilidade - Jorge- 31-julho-2012Proposiçoes urbanas e mobilidade - Jorge- 31-julho-2012
Proposiçoes urbanas e mobilidade - Jorge- 31-julho-2012
Secretaria Planejamento SC
 
Apresentação da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no Encontro Estadu...
Apresentação da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no Encontro Estadu...Apresentação da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no Encontro Estadu...
Apresentação da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no Encontro Estadu...
PAC
 
Apresentação na Câmara de Vereadores
Apresentação na Câmara de VereadoresApresentação na Câmara de Vereadores
Apresentação na Câmara de Vereadores
Jose_Sergio_Gabrielli
 
Ponte Itaparica e Sistema Viário Oeste
Ponte Itaparica e Sistema Viário OestePonte Itaparica e Sistema Viário Oeste
Ponte Itaparica e Sistema Viário Oeste
Romeu Temporal
 
Apresentação PAC - Teoria e Prática
Apresentação PAC - Teoria e PráticaApresentação PAC - Teoria e Prática
Apresentação PAC - Teoria e Prática
Ricieri Jonathan Peixer Pereira
 
Ferrovia litoranea - 31/07/2012
Ferrovia litoranea - 31/07/2012Ferrovia litoranea - 31/07/2012
Ferrovia litoranea - 31/07/2012
Secretaria Planejamento SC
 
Parecer conjunto amb_eng[1]
Parecer conjunto amb_eng[1]Parecer conjunto amb_eng[1]
Parecer conjunto amb_eng[1]
Paulo Sérgio Paiva
 
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012
Sistema FIEB
 
Ofício CDU - Parecer do CAU/PE sobre a Arena Sport
Ofício CDU - Parecer do CAU/PE sobre a Arena Sport Ofício CDU - Parecer do CAU/PE sobre a Arena Sport
Ofício CDU - Parecer do CAU/PE sobre a Arena Sport
DialogoComunicacao
 
Ata proinf 2012 car
Ata proinf 2012 carAta proinf 2012 car
Ata proinf 2012 car
Josete Sampaio
 
Jornal digital 4699_seg_29062015
Jornal digital 4699_seg_29062015Jornal digital 4699_seg_29062015
Jornal digital 4699_seg_29062015
Jornal Correio do Sul
 
Prodetur
ProdeturProdetur
Prodetur
alyssonadi
 
Boletim
BoletimBoletim
Boletim
lbmedeiros16
 
Pac - Histórico, Dotação Orçamentária e Locação Setorial
Pac  -  Histórico, Dotação Orçamentária e Locação SetorialPac  -  Histórico, Dotação Orçamentária e Locação Setorial
Pac - Histórico, Dotação Orçamentária e Locação Setorial
Adilson P Motta Motta
 
Apresentação do projeto porto hidroviário
Apresentação do projeto   porto hidroviárioApresentação do projeto   porto hidroviário
Apresentação do projeto porto hidroviário
Ivoney Silva
 

Mais procurados (19)

Investimentos PAC e PIL na Bahia - Encontro Empresarial
Investimentos PAC e PIL na Bahia - Encontro EmpresarialInvestimentos PAC e PIL na Bahia - Encontro Empresarial
Investimentos PAC e PIL na Bahia - Encontro Empresarial
 
Investimentos do PAC e PIL na Bahia - Encontro Empresarial
Investimentos do PAC e PIL na Bahia - Encontro EmpresarialInvestimentos do PAC e PIL na Bahia - Encontro Empresarial
Investimentos do PAC e PIL na Bahia - Encontro Empresarial
 
Baixo Sul - Diálogos Territoriais
Baixo Sul - Diálogos Territoriais Baixo Sul - Diálogos Territoriais
Baixo Sul - Diálogos Territoriais
 
Relatório de Infraestrutura da Bahia - Novembro/2011
Relatório de Infraestrutura da Bahia - Novembro/2011Relatório de Infraestrutura da Bahia - Novembro/2011
Relatório de Infraestrutura da Bahia - Novembro/2011
 
Proposiçoes urbanas e mobilidade - Jorge- 31-julho-2012
Proposiçoes urbanas e mobilidade - Jorge- 31-julho-2012Proposiçoes urbanas e mobilidade - Jorge- 31-julho-2012
Proposiçoes urbanas e mobilidade - Jorge- 31-julho-2012
 
Apresentação da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no Encontro Estadu...
Apresentação da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no Encontro Estadu...Apresentação da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no Encontro Estadu...
Apresentação da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, no Encontro Estadu...
 
Apresentação na Câmara de Vereadores
Apresentação na Câmara de VereadoresApresentação na Câmara de Vereadores
Apresentação na Câmara de Vereadores
 
Ponte Itaparica e Sistema Viário Oeste
Ponte Itaparica e Sistema Viário OestePonte Itaparica e Sistema Viário Oeste
Ponte Itaparica e Sistema Viário Oeste
 
Apresentação PAC - Teoria e Prática
Apresentação PAC - Teoria e PráticaApresentação PAC - Teoria e Prática
Apresentação PAC - Teoria e Prática
 
Ferrovia litoranea - 31/07/2012
Ferrovia litoranea - 31/07/2012Ferrovia litoranea - 31/07/2012
Ferrovia litoranea - 31/07/2012
 
Parecer conjunto amb_eng[1]
Parecer conjunto amb_eng[1]Parecer conjunto amb_eng[1]
Parecer conjunto amb_eng[1]
 
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012
Relatório de Infraestrutura do Estado da Bahia - Junho 2012
 
Ofício CDU - Parecer do CAU/PE sobre a Arena Sport
Ofício CDU - Parecer do CAU/PE sobre a Arena Sport Ofício CDU - Parecer do CAU/PE sobre a Arena Sport
Ofício CDU - Parecer do CAU/PE sobre a Arena Sport
 
Ata proinf 2012 car
Ata proinf 2012 carAta proinf 2012 car
Ata proinf 2012 car
 
Jornal digital 4699_seg_29062015
Jornal digital 4699_seg_29062015Jornal digital 4699_seg_29062015
Jornal digital 4699_seg_29062015
 
Prodetur
ProdeturProdetur
Prodetur
 
Boletim
BoletimBoletim
Boletim
 
Pac - Histórico, Dotação Orçamentária e Locação Setorial
Pac  -  Histórico, Dotação Orçamentária e Locação SetorialPac  -  Histórico, Dotação Orçamentária e Locação Setorial
Pac - Histórico, Dotação Orçamentária e Locação Setorial
 
Apresentação do projeto porto hidroviário
Apresentação do projeto   porto hidroviárioApresentação do projeto   porto hidroviário
Apresentação do projeto porto hidroviário
 

Semelhante a 20130814 debate vc v6

20130814 audiência pública_vera_cruz
20130814 audiência pública_vera_cruz20130814 audiência pública_vera_cruz
20130814 audiência pública_vera_cruz
Ponte_ssailha
 
20130805 apresentação ministério-públicoba
20130805 apresentação ministério-públicoba20130805 apresentação ministério-públicoba
20130805 apresentação ministério-públicoba
Ponte_ssailha
 
Motivação, Objetivos e Desdobramentos da Ponte Salvador - Ilha de Itaparica
Motivação, Objetivos e Desdobramentos da Ponte Salvador - Ilha de ItaparicaMotivação, Objetivos e Desdobramentos da Ponte Salvador - Ilha de Itaparica
Motivação, Objetivos e Desdobramentos da Ponte Salvador - Ilha de Itaparica
encontrocomgabrielli
 
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
encontrocomgabrielli
 
Documento encaminhado pela ACIRS aos candidatos à Prefeito
Documento encaminhado pela ACIRS aos candidatos à PrefeitoDocumento encaminhado pela ACIRS aos candidatos à Prefeito
Documento encaminhado pela ACIRS aos candidatos à Prefeito
aldosiebert
 
Proposta aos candidatos a prefeito de Rio do Sul
Proposta aos candidatos a prefeito de Rio do SulProposta aos candidatos a prefeito de Rio do Sul
Proposta aos candidatos a prefeito de Rio do Sul
aldosiebert
 
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Jose_Sergio_Gabrielli
 
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
encontrocomgabrielli
 
Ponte Itaparica e o Sistema Viário
Ponte Itaparica e o Sistema ViárioPonte Itaparica e o Sistema Viário
Ponte Itaparica e o Sistema Viário
Romeu Temporal
 
Apresentação Prefeitura BG no CIC
Apresentação Prefeitura BG no CICApresentação Prefeitura BG no CIC
Apresentação Prefeitura BG no CIC
carlos quadros
 
Apresentação caucaia-plano-diretor
Apresentação caucaia-plano-diretorApresentação caucaia-plano-diretor
Apresentação caucaia-plano-diretor
pedroenricomartes
 
PROPOSTA DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE CAUCAIA -2013 - ABORTADA
PROPOSTA DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE CAUCAIA -2013 - ABORTADAPROPOSTA DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE CAUCAIA -2013 - ABORTADA
PROPOSTA DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE CAUCAIA -2013 - ABORTADA
Eri Brasil
 
20130723 apresentação concidade
20130723   apresentação concidade20130723   apresentação concidade
20130723 apresentação concidade
Seplan_Bahia
 
20130529 apresentacao padrao-v46 (1)
20130529 apresentacao padrao-v46 (1)20130529 apresentacao padrao-v46 (1)
20130529 apresentacao padrao-v46 (1)
Jose_Sergio_Gabrielli
 
Regularização Urbanística e Fundiária da Vila Hípica do Cristal
Regularização Urbanística e Fundiária da  Vila Hípica do CristalRegularização Urbanística e Fundiária da  Vila Hípica do Cristal
Regularização Urbanística e Fundiária da Vila Hípica do Cristal
Associação Cohabs
 
7 políticas públicas para des. reg.de s p josé roberto cunha
7 políticas públicas  para des. reg.de s p  josé roberto cunha7 políticas públicas  para des. reg.de s p  josé roberto cunha
7 políticas públicas para des. reg.de s p josé roberto cunha
govcepamsp
 
7 políticas públicas para des. reg.de s p josé roberto cunha
7 políticas públicas  para des. reg.de s p  josé roberto cunha7 políticas públicas  para des. reg.de s p  josé roberto cunha
7 políticas públicas para des. reg.de s p josé roberto cunha
govcepamsp
 
Relatório de Infraestrutura - Março - 2012
Relatório de Infraestrutura - Março - 2012Relatório de Infraestrutura - Março - 2012
Relatório de Infraestrutura - Março - 2012
Sistema FIEB
 
Politicas publicas e acoes para o desenvolvimento regional do estado de Sao P...
Politicas publicas e acoes para o desenvolvimento regional do estado de Sao P...Politicas publicas e acoes para o desenvolvimento regional do estado de Sao P...
Politicas publicas e acoes para o desenvolvimento regional do estado de Sao P...
Cogepp CEPAM
 
Informativo Vigilante - Especial Santa Maria
Informativo Vigilante - Especial Santa MariaInformativo Vigilante - Especial Santa Maria
Informativo Vigilante - Especial Santa Maria
Chico Vigilante
 

Semelhante a 20130814 debate vc v6 (20)

20130814 audiência pública_vera_cruz
20130814 audiência pública_vera_cruz20130814 audiência pública_vera_cruz
20130814 audiência pública_vera_cruz
 
20130805 apresentação ministério-públicoba
20130805 apresentação ministério-públicoba20130805 apresentação ministério-públicoba
20130805 apresentação ministério-públicoba
 
Motivação, Objetivos e Desdobramentos da Ponte Salvador - Ilha de Itaparica
Motivação, Objetivos e Desdobramentos da Ponte Salvador - Ilha de ItaparicaMotivação, Objetivos e Desdobramentos da Ponte Salvador - Ilha de Itaparica
Motivação, Objetivos e Desdobramentos da Ponte Salvador - Ilha de Itaparica
 
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
 
Documento encaminhado pela ACIRS aos candidatos à Prefeito
Documento encaminhado pela ACIRS aos candidatos à PrefeitoDocumento encaminhado pela ACIRS aos candidatos à Prefeito
Documento encaminhado pela ACIRS aos candidatos à Prefeito
 
Proposta aos candidatos a prefeito de Rio do Sul
Proposta aos candidatos a prefeito de Rio do SulProposta aos candidatos a prefeito de Rio do Sul
Proposta aos candidatos a prefeito de Rio do Sul
 
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
 
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Macro Área de Influência da Ponte ...
 
Ponte Itaparica e o Sistema Viário
Ponte Itaparica e o Sistema ViárioPonte Itaparica e o Sistema Viário
Ponte Itaparica e o Sistema Viário
 
Apresentação Prefeitura BG no CIC
Apresentação Prefeitura BG no CICApresentação Prefeitura BG no CIC
Apresentação Prefeitura BG no CIC
 
Apresentação caucaia-plano-diretor
Apresentação caucaia-plano-diretorApresentação caucaia-plano-diretor
Apresentação caucaia-plano-diretor
 
PROPOSTA DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE CAUCAIA -2013 - ABORTADA
PROPOSTA DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE CAUCAIA -2013 - ABORTADAPROPOSTA DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE CAUCAIA -2013 - ABORTADA
PROPOSTA DE REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE CAUCAIA -2013 - ABORTADA
 
20130723 apresentação concidade
20130723   apresentação concidade20130723   apresentação concidade
20130723 apresentação concidade
 
20130529 apresentacao padrao-v46 (1)
20130529 apresentacao padrao-v46 (1)20130529 apresentacao padrao-v46 (1)
20130529 apresentacao padrao-v46 (1)
 
Regularização Urbanística e Fundiária da Vila Hípica do Cristal
Regularização Urbanística e Fundiária da  Vila Hípica do CristalRegularização Urbanística e Fundiária da  Vila Hípica do Cristal
Regularização Urbanística e Fundiária da Vila Hípica do Cristal
 
7 políticas públicas para des. reg.de s p josé roberto cunha
7 políticas públicas  para des. reg.de s p  josé roberto cunha7 políticas públicas  para des. reg.de s p  josé roberto cunha
7 políticas públicas para des. reg.de s p josé roberto cunha
 
7 políticas públicas para des. reg.de s p josé roberto cunha
7 políticas públicas  para des. reg.de s p  josé roberto cunha7 políticas públicas  para des. reg.de s p  josé roberto cunha
7 políticas públicas para des. reg.de s p josé roberto cunha
 
Relatório de Infraestrutura - Março - 2012
Relatório de Infraestrutura - Março - 2012Relatório de Infraestrutura - Março - 2012
Relatório de Infraestrutura - Março - 2012
 
Politicas publicas e acoes para o desenvolvimento regional do estado de Sao P...
Politicas publicas e acoes para o desenvolvimento regional do estado de Sao P...Politicas publicas e acoes para o desenvolvimento regional do estado de Sao P...
Politicas publicas e acoes para o desenvolvimento regional do estado de Sao P...
 
Informativo Vigilante - Especial Santa Maria
Informativo Vigilante - Especial Santa MariaInformativo Vigilante - Especial Santa Maria
Informativo Vigilante - Especial Santa Maria
 

20130814 debate vc v6

  • 1. Ponte para o Desenvolvimento Apresentação sobre o projeto Vera Cruz, 14 de agosto de 2013
  • 2. 1 Pauta  O plano de desenvolvimento  Engajamento da sociedade  Decretos de Utilidade Pública  Objetivos e motivação  Estrutura da ponte
  • 3. 2 A Ponte Salvador-Ilha de Itaparica é um investimento para promover a reconfiguração urbana e o desenvolvimento regional em uma região com 4,4 milhões de habitantes FONTE: IBGE Recôncavo Sul RMS Baixo Sul Recôncavo Norte Projeto rodoviário Macroárea sobre influência da ponte ▪ Promoção do desenvolvimento socioeconômico na macroárea, com foco na Ilha, Recôncavo e Baixo Sul ▪ Aumento da eficiência logística na Região Metropolitana de Salvador, facilitando o fluxo de mercadorias e serviços ▪ Melhoria das condições de vida da população da RMS, que ganhará novo eixo de expansão urbana e melhores condições de mobilidade Objetivos ▪ 4,4 milhões de pessoas, sendo aproximadamente 800 mil nas áreas mais afetadas ▪ 3 territórios estaduais ▪ 45 municípios Projeto beneficiará:
  • 4. 3 Nas décadas de 50 a 70, a RMS e o Recôncavo Norte receberam investimentos estruturantes significativos Os novos investimentos na indústria1 também foram ou serão direcionados para a RMS e Recôncavo Norte Houve um deslocamento populacional de Salvador para o norte Refinaria Landulpho Alves TEMADRE Fábrica FordFábrica BASFFábrica Jac Motors Centro Indust. de Aratu Polo Petroquím. de Camaçari Refinaria Landulpho Alves (novos invest.) Estaleiro Enseada do Paraguaçú Terminal de Regaseificação Crescimento populacional % a.a, 2000-2010 Unidades residenciais lançadas Total de unid./ mil habitantes Mil. de hab RMS Norte 3.2 Salvador 0.9 26 4 Lauro de Freitas Salvador 2.675 1631 Com exceção do Estaleiro Enseada do Paraguaçu FONTE: Press clipping A Região Metropolitana de Salvador se expandiu para o Norte nas últimas décadas
  • 5. 4 Esses acontecimentos "iluminaram" o litoral norte e Recôncavo Norte, deixando a Ilha de Itaparica e o Baixo Sul no "escuro" FONTE: Imagem de Salvador, Análise da equipe BR-116 BR-101 Projeto Sto. Antônio de Jesus Feira de Santana Alagoinhas Cruz das Almas
  • 6. 5 1 Excluindo Ilha de Itaparica 2 Transferência de renda inclui Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada 3 Excluindo Salvador do cálculo da RMS para evitar a distorção causada pelo Centro Administrativo da Bahia FONTE: FIRJAN, IBGE; IPEA; MDS (Ministério do Desenvolvimento Social); IPC-Maps; Secretaria do Tesouro Nacional; SEI, EMBASA, RAIS, SEPLAN Indicadores sociais e econômicos confirmam a necessidade de um projeto de desenvolvimento para a região 176 400 359 58 14.0103.381 196.655 MedianaMédia Brasil Pior resultado Valor superestimado devido às casas de veraneio Saúde Educação Habitação Segurança Renda Emprego Classe SocialEconômico Mortal. infant. (por mil hab.) Médicos (por mil hab.) IDEB (E.F. anos iniciais) Matrículas no ensino sup.1 % domicílios com esgoto2 Homicídios por mil hab. Trabalho informal, % PIB per capita (R$ mil) Bolsa Família. (% famílias) Pop. nas classes A, B e C, % Indicador RMS1 Recôn- cavo Norte Recôn- cavo Sul Baixo Sul Ilha de Itapa- rica 16,2 10,3 13,3 24,9 26,0 16,0 13,6 5,3 2,2 2,7 1,5 1,7 2,9 4,4 4,0 4,1 4,0 3,5 3,4 4,2 5,0 4,0% 2,0% 2,0% 1,5% 1,1% 2,3% 3,2% 88% 59% 37% 42% 74 36 23 43 74 41 27 38 55 69 6453 54 42 18,8 7,5 6,2 6,26,6 11 19,3 26 44 53 5043 43 24 81 70 67 6771 74 85 Bahia Brasil 33% 52% 67% População (mil hab.)
  • 7. 6 O projeto, articulado com outras ações do Governo, trará benefícios para a Ilha antes, durante e depois da construção (1/3) Aquecimento do comércio local na Ilha Novos ferry-boats para a travessia Salvador-Ilha Convênios para capacitação de mão-de-obra em Vera Cruz e Itaparica Novos planos de saneamento básico na Ilha Pré-construção Construção Pós-construção/ Operação 2013-20152015-20202020-…
  • 8. 7 O projeto, articulado com outras ações do Governo, trará benefícios para a Ilha antes, durante e depois da construção (2/3) Geração de mais de 8 mil empregos diretos e indiretos Crescimento do setor de construção civil e material de construção: ▪ Mais de 50.000ton de aço demandados ▪ Mais de 400.000m³ de cimentos Maior geração de tributos para o Estado e Municípios da Ilha de Itaparica Pré-construção Construção Pós-construção/ Operação 2013-20152015-20202020-…
  • 9. 8 O projeto, articulado com outras ações do Governo, trará benefícios para a Ilha antes, durante e depois da construção (3/3) Pré-construção Construção Pós-construção/ Operação 2013-20152015-20202020-… Possibilitar o acesso de ~30 mil famílias à atividades culturais como cinemas, espetáculos e eventos esportivos em Salvador Acesso a cursos superiores relevantes antes não disponíveis para moradores da região Possibilitar aos moradores da Ilha o acesso a diversas novas oportunidades de trabalho Reduzir em cerca de 1 hora o período de travessia entre a Ilha e Salvador em transporte coletivo Economia de mais de 4 milhões de toneladas de CO2, ao longo de 30 anos
  • 10. 9 Pauta  O plano de desenvolvimento  Engajamento da sociedade  Decretos de Utilidade Pública  Objetivos e motivação  Estrutura da ponte
  • 11. 10 O plano de desenvolvimento está baseado em 3 grandes eixos Plano de desenvolvimento Projeto viário ▪ Integração da Ilha à Região Metropolitana de Salvador ▪ Formação do Anel Viário do Recôncavo Projeto urbano ▪ Plano Intermunicipal de urbanização ▪ Revisão dos Planos Diretores ▪ Crescimento ordenado com preservação ambiental Projeto socioeconômico ▪ Atração de empresas ▪ Polos educacionais ▪ Melhor infraestrutura social
  • 12. 1111 Projeto inclui Ponte de 12km e 150km de rodovias que interligarão 4 rodovias federais, criando o arco rodoviário do Recôncavo FONTE: PMI - Consórcio Nazaré Sto. Antonio de Jesus Castro Alves BR 242 BR 116 BR 324 BR 101 1 3 1) Ponte: construção da a 2ª. maior da América Latina 1 2) Ilha: novo trecho mais duplicação do atual inclusive Ponte do Funil 2 3) Duplicação da cabeceira do Funil até Nazaré incluindo contorno 3 4) Duplicação de Nazaré até S.A. Jesus 4 5) Construção trecho S.A.Jesus -Castro Alves 5 6) Requalificação trecho entre Castro Alves e BR- 242 6 6 BR 242 FCA1 BR 101 4 BA 028 2 BA 001 BA 046 Trechos a construir Duplicação/Requalificação 1 Traçado atual 5 BA 026
  • 13. 12 O projeto urbano traz soluções estruturantes para problemas urbanos da Ilha de Itaparica O projeto dá a oportunidade para que o desenvolvimento urbano da Ilha de Itaparica seja feito de forma planejada e ordenada Trabalhos serão realizados com a participação da população e envolvimento das Prefeituras Criação de planos urbanísticos intermunicipais Revisão dos PDDUs de Vera Cruz e Itaparica Análise dos impactos urbanos e de vizinhança Elaboração de Plano de Saneamento Outros investimentos em infraestrutura básica para a região
  • 14. 13 O projeto socioeconômico possui dois grandes pilares de desenvolvimento que trazem impacto a Ilha, Baixo Sul e Recôncavo Pilar Geração de emprego e renda Melhoria na condição de vida para a população ▪ Fortalecimento de setores chave ▪ Qualificação profissional ▪ Estímulos tributários e de infraestrutura para empresas ▪ Formação empreendedora ▪ Revitalização do turismo na Ilha ▪ Estudo para implanta- ção de marina na Ilha ▪ Programa de atração de resorts-âncora para alavancar turismo rumo ao litoral sul ▪ Aumento da demanda turística com redução de ao menos uma hora em praias ao Sul Impactos (ex. Turismo) ▪ Novas escolas ▪ Mais leitos médicos ▪ Desenvolvimento de nova estratégia de segurança pública ▪ Construção de habitações de interesse social Ação
  • 15. 14 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 1 2 3 4 5 Convênios com prefeituras Plano de urbanização da ilha Engajamento da sociedade e comunicação Estruturação dos GT's1 Contratação dos estudos técnicos Estudos de impacto ambiental/cultural Mapeamento da situação fundiária na Ilha Revisão dos planos diretores Planos e programas de desenvolvimento Sondagem Projeto de engenharia Estratégia de licenciamento Modelagem da concessão rodoviária/ponte Diagnóstico Projeto Básico EIA-RIMA protocolado Novo plano diretor da Ilha Anteprojeto Publicação do edital da Concessão Traçado Orçamento preliminar Audiência pública O projeto articula infraestrutura com desenvolvimento socioeconômico e prevê lançamento do edital em 2014 Desenvolvi- mento socio- econômico PMIs e estudos preliminares (2010-2012) Debate e detalhamento do projeto (2013) Conclusão e licitação (2014) 1 Infraestrutura2 Urbanismo3 Impacto cultural e ambiental 4 Gestão do projeto e engajamento 5 1 GT's = Grupos de Trabalho
  • 16. 15 ReferênciaEmpresas Estão sendo realizados estudos técnicos com empresas de primeira linha para garantir o maior benefício ao projeto Objetivos Sondagem  Analisar as condições do solo ao longo do traçado e otimizar os custos das fundações Engenharia ▪ Desenvolver projeto básico para otimizar o orçamento Hidráulica Marítima ▪ Caracterizar hidráulica da BTS para dimensionar Ponte Plano de desenvolv. ▪ Criar plano definindo setores prioritários e programas para desenvolvimento econômico e social Concessão ▪ Elaborar modelagem e estudo de viabilidade da concessão Urbanismo ▪ Revisar PDDUs, analisar impacto urbano, e criar plano intermunicipal para Ilha Ambiental ▪ Avaliar, mitigar e compensar os impactos ambientais e sociais Cultural Imaterial ▪ Analisar impacto na cultura e elaborar diretrizes para desenvolvimento cultural ▪ 3 licitantes ▪ Vencedor – 16/ago ▪ Em licitação (fase de publicação) 1 1 Provável vencedor, dependendo do resultado da habilitação e eventuais recursos  Fundações Ponte Rio Negro ▪ Mais de 3,000 pontes ▪ Referência nacional em hidráulica ▪ Líder global ▪ Consórcio internacional
  • 17. 16 Pauta  O plano de desenvolvimento  Engajamento da sociedade  Decretos de Utilidade Pública  Objetivos e motivação  Estrutura da ponte
  • 18. 17 O projeto tem sido muito debatido, de forma a engajar ao máximo a sociedade Detalhamento do impacto da comunicação ▪ Entrevistas com 36 lideranças de organizações da Ilha de Itaparica, que representam ~12.000 pessoas ▪ Participação em diversas audiências públicas (sendo 2 em Vera Cruz) ▪ Realização de pesquisas qualitativas para entender necessidades e preocupações dos moradores da Ilha ▪ Conversas e debates com mais de 40 prefeitos e vereadores da macroárea ▪ 25 apresentações públicas do projeto (ex. CREA, UFBA, UNEB, ABI, ACB, entre outros) ▪ Mais de 800 matérias sobre o projeto no primeiro semestre nos principais jornais da região ▪ Elaboração de materiais de comunicação para a população (Jornal, Website) Site: www.pontesalvador ilhadeitaparica.ba.gov.br
  • 19. 18 Foi realizado um trabalho de diálogos com lideranças da Ilha de Itaparica, voltado a engajar os moradores da ilha Detalhamento da iniciativa ▪ Durante os dias 07 a 10 de Maio, foram realizadas 19 conversas com 36 lideranças de diversos setores: ▪ As lideranças tiveram oportunidade de: – Ouvir sobre o projeto – Tirar dúvidas – Externar suas opiniões relacionadas ao projeto e à comunidade Outros3 Profissional2 Comunitária/social1 Ambiental/Cultural Lideranças 28% 25% 28% 19% %, N=27 Percepção do Projeto %, N=26 Residência Vera Cruz Itaparica 69 31 As organizações representadas possuem mais de 12 mil associados e dependentes na Ilha de Itaparica 1 Inclui lideranças religiosas 2 Inclui associações de pescadores, trabalhadores rurais, servidores públicos, professores , setor de transporte e lojistas 3 Inclui lideranças políticas, jornalistas e demais partes interessadas Negativa37 63 Positiva
  • 20. 19 O Estado está articulando acordos de cooperação e convênios de trabalho com os principais municípios afetados pelo projeto Descrição Objetivos Andamento Acordo de Cooperação ▪Acordo de cooperação técnica, assinado com Salvador, Vera Cruz, Itaparica e Jaguaripe ▪Facilitar a colaboração entre as partes durante a condução dos estudos, em áreas de interesse comum ▪Assinado em 25 de fevereiro de 2013 Convênio Itaparica ▪Convênio para acompanhamento do estudo de urbanismo ▪Trabalho conjunto Estado e Prefeitura para desenvolvimento da Ilha de Itaparica ▪Em processo de assinatura Convênio Vera Cruz ▪Convênio para acompanhamento do estudo de urbanismo ▪Trabalho conjunto Estado e Prefeitura para desenvolvimento da Ilha de Itaparica ▪Em processo de assinatura Trabalho conjunto com Salvador ▪Grupos de discussão para análise do impacto da ponte na cidade de Salvador ▪Clarificar os impactos na cidade (mobilidade, patrimônio, etc.) e definir ações para cada um deles ▪Reuniões semanais realizadas desde o começo de Julho
  • 21. 20 Impacto Ambiental Tema Concessão Rodoviária Governo realizará diversas audiências públicas para envolver ainda mais a população Detalhamento Objetivos ▪ Audiências para debater resultados do EIA-RIMA ▪ Eventos em diversas localidades para maximizar envolvimento ▪ Envolver população, permitindo propostas de ações: – Mitigatórias – Compensatórias ▪ Audiências para debater edital de concessão rodoviária ▪ Empresas e sociedade podem se envolver ▪ Clarificar principais dúvidas existentes ▪ Permitir que empresas possam se preparar para licitação
  • 22. 21 Pauta  O plano de desenvolvimento  Engajamento da sociedade  Decretos de Utilidade Pública  Objetivos e motivação  Estrutura da ponte
  • 23. 22 Os Decretos de Utilidade Pública – DUPs - têm 5 objetivos claros de interesse público Minimizar a especulação imobiliária ▪ Garantir função social da propriedade e recuperação da valorização imobiliária oriunda de investimentos públicos Preservar faixas de domínio das vias ▪ Garantia das áreas para futura reconfiguração da BA-001 e seu acesso à ponte ▪ Proteção do interesse público sobre o privado durante desenvolvimento do projeto, até conclusão de planos diretores 3 4 5 1 Habitção de interesse social Incrementar a preservação ambiental ▪ Garantia de áreas verdes de acordo com os Planos de Manejo da APA, planos diretores e planos urbanísticos municipais 1 Garantir áreas para HIS1 ▪ Garantia de áreas para residências de baixo custo e possíveis projetos de habitação do governo (estadual ou federal) 2 Garantir a expansão urbana planejada
  • 24. 23 Os DUPs não implicarão necessariamente desapropriações Áreas decretadas de utilidade pública Principais mensagens Se houver desapropriação, será em apenas uma fração da área decretada de utilidade pública Acesso da ponte à Ilha de Itaparica (ao sul de bom despacho) Criação de novo trecho da BA-001 na Ilha Áreas de eventual Expansão Urbana Poderá haver desapropriação para reconfiguração da BA-001 Poderá haver desapropriação para chegada da Ponte na Ilha de Itaparica
  • 25. 24 Resultado preliminar do levantamento fundiário Levant. Realiza- do (%) Cadastros identifica- dos Área (ha) Cadastros não identi- ficados Famílias identifi- cadas 1 98 23145 04 45 2 80 2211283 - 221 3 100 0569 02 07 5 98 4697 - 46 4 100 622022 55 117 7 95 241082 14 80 6 - -140 - - Total 90 3814838 75 516 Principais áreas O resultado preliminar da CDA mostra que a área de 5000 hectares é ocupada por algumas centenas de família concentradas em 2 áreas FONTE: CDA; análise da equipe 1 2 3 456 7 Áreas com concentração populacional serão objeto de urbanização, mas não obrigatoria- mente de desapropriação PRELIMINAR
  • 26. 25 Pauta  O plano de desenvolvimento  Engajamento da sociedade  Objetivos e motivação  Decretos de Utilidade Pública  Estrutura da ponte
  • 27. 26 Proposta inicial para o traçado da Ponte Salvador-Ilha de Itaparica FONTE: PMI Possível trecho móvel de cerca de 200m de largura para a passagem de plataformas e portêineres (em discussão) Canal central de navegação, com cerca de 70 m de altura e 40 m de profundidade Curvatura próxima à chegada em Salvador, permitindo o acesso de grandes embarcações ao Porto Possível solução para o transporte de massa (p. ex. VLT, BRT)
  • 28. 27 FONTE: PMI - Consórcio A cabeceira no lado da Ilha, ficará entre Gameleira e Mar Grande respeita as restrições de ocupação urbana e patrimônio da Ilha
  • 29. 28 Proposta inicial para a cabeceira da Ponte na Ilha de Itaparica Propostas ainda preliminares, a serem detalhadas durante o projeto de engenharia ▪ Chegada em área de baixa ocupação urbana, minimizando necessidade de desapropriações ▪ Espaço para construção de uma praça de pedágio Detalhamento da chegada da ponte na Ilha
  • 30. 29 A proposta de traçado da ponte considera as características geológicas do solo da BTS Fundo com presença de lama, (10 a 25m) dificultando obras de engenharia Fundo rochoso com camada de areia, mais adequado para obras de maior porte Áreas de manguezal Fundo misto, com presença de areia e lama
  • 31. 30 A construção de uma possível via envoltória também foi debatida e descartada ▪ Alto impacto ambiental, afetando a principal fonte de vida da baía e os manguezais durante e após a construção ▪ Custo elevados e difícil implantação: solos difíceis, muitas desapropriações, necessidade de vários contornos urbanos ▪ Rodovia de carga traria alto impacto urbanístico no Recôncavo Norte ▪ Não auxilia desenvolvimento do Recôncavo Sul, Ilha e Baixo Sul que são as regiões mais carentes Via envoltória Dificuldades encontradas Uma via envoltória turística, de fluxo leve, poderia ser um projeto complementar
  • 32. 31 Detalhamento da proposta original ▪ Proposta formulada em 1967, por Sérgio Bernardes, para o Plano Diretor do CIA ▪ Envolve a criação de um “anel viário”, integrando o Recôncavo, Salvador e a Ilha de Itaparica (através de uma ponte) As demais “vias envolventes” propostas também estão presentes no mesmo Plano Diretor A proposta original da “envoltória” também engloba a construção da Ponte
  • 34. 33 O projeto faz parte de um conjunto de iniciativas que levarão a Bahia a um novo patamar logístico Hidrovia Rodovias Ferrovias Portos e terminais BR 242 BR 116 BR 101 Complexo portuário RMS- BTS Complexo portuário Ilhéus-Porto Sul Ferrovia de Integração Oeste- Leste (PAC) Hidrovia do São Francisco (PAC) Ferrovias a dinamizar com novo marco regulatório (FCA)
  • 35. 3434 FONTE: PMI-Consórcio, análise da equipe Aporte4 Entre 4,0 e 5,0 Capital próprio 0,7 – 1,5 Dívida 1,3 – 1,9 Investimento total 7,3 R$ bilhões, valores reais de 2013 1 Premissas do PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse) 2 Valores para autos pequenos (menor valor para segunda a sexta; maior valor para sábado, sexta, e feriado) 3 Em % da parcela privada dos investimentos, e limitada pela exigência de um índice de cobertura do serviço da dívida de 1,2 4 O Governo pode dar recursos na forma de aporte (durante a obra) e/ou contraprestação (durante a operação) Modelagem preliminar indica necessidade de aporte de R$ 4-5 bilhões ao longo dos cinco anos da construção Premissas ▪ Anos de construção: 5 ▪ Tráfego: Premissas do PMI1 ▪ Pedágio: R$18 (comparado com R$33- 47 para ferry boat2) ▪ TIR real do projeto: 8,2% ▪ Alavancagem: 45-70%3 ▪ Custo da dívida: 6,5% Aporte privado: R$ 2,6–2,8 bilhões CENÁRIO PRELIMINAR A ser refinado com projeto básico e estudos de tráfego