SlideShare uma empresa Scribd logo
Capítulo 1- Ciência Política:
    conceito, objeto de estudo e definições
•    Apresentação

•    Você já parou para refletir sobre o significado da palavra política? Será que ela diz

     respeito apenas aos partidos, às eleições, à corrupção, a homens “engravatados”?

     Do que exatamente ela trata? Estes questionamentos são alguns exemplos que

     deram origem ao nosso primeiro capítulo deste livro didático. Ele foi escrito com o

     objetivo de esclarecimento acerca do conceito de política, e a definição de ciência

     política.

•    Algo que é bem importante termos em mente antes de iniciarmos nossas leituras e

     estudos, é lembrarmos que os autores que serão trabalhados aqui, representam

     algumas das formas possíveis de pensarmos sobre a política.
O que é Política?

• Origem da Palavra “Política”: A palavra política
  deriva de politikós (de origem grega, adjetivo que
  qualificava a pólis) e diz respeito àquilo que é da
  sociedade, ou seja, que é do interesse do homem
  enquanto cidadão. Aristóteles foi pioneiro em tratar a
  política como ação dos homens em sua obra “A
  Política”.
•   Definição da palavra Política no Dicionário Michaelis:


      po.lí.ti.ca
      sf (gr politiké) 1 Arte ou ciência de governar. 2 Arte ou ciência da
      organização, direção e administração de nações ou
      Estados. 3 Aplicação desta arte nos negócios internos da nação
      (política interna) ou nos negócios externos (política externa). (...) 9
      Cerimônia, cortesia, urbanidade. P. de campanário: a que só vê os
      interesses locais. P. econômica: teoria e prática da direção
      econômica de um país. P. de boa vizinhança: política
      caracterizada pelo princípio de amizade, cooperação e não-
      interferência nos negócios internos de outro país, principalmente
      país vizinho. P. social: conjunto dos princípios e medidas postos
      em prática por instituições governamentais e outras, para a
      solução de certos problemas sociais.

•   PORTANTO        A    PALAVRA         POLÍTICA       EM      SEU      SENTIDO
    COTIDIANO, POSSUI UMA APLICAÇÃO AMPLA, PODENDO SER
    UTILIZADA EM DIVERSOS CONTEXTOS. Já para a ciência política a
    palavra política possui um sentido específico.
É possível uma ciência da
            Política?

• SIM, o termo “ Ciência Política” surgiu por
  volta de 1880. Apesar do termo „política‟
  ter uma longa história, a expressão
  “Ciência Política” só aparece no século
  XIX, exatamente com o desenvolvimento
  das ciências.
A Política para os cientistas
              políticos
• Apesar da longa história do termo „política‟ e da sua
  definição ampla, a „política‟ enquanto objeto passível de
  ser estudado pela ciência adquire um sentido específico.

   Não existe um consenso ou uma definição única para os cientistas
   políticos sobre o que é política.


• No entanto, um aspecto fundamental segundo
  Sartori (1981) é que a Política, para os cientistas
  políticos, é percebida enquanto esfera relativamente
  autônoma.
•   Ora a ciência, segundo Sartori , diz respeito à uma divisão e especialização
    do trabalho cognitivo. Ou seja, ela possui um objeto específico de estudo.
    Além disso, se diferencia do senso comum, uma opinião por exemplo. Pois
    se baseia em estudo sistemático dos fatos. Portanto, a Política enquanto
    objeto da Ciência Política é vista em sua própria autonomia, como algo que
    possui leis e imperativos próprios, sendo diferente da esfera
    econômica, jurídica, religiosa por exemplo. Por isso ela constitui um objeto
    passível de ser estudada pela ciência.



              POLÍTICA: para os politólogos, é uma esfera autônoma



    DIFERENTE: do pensamento grego que concebia a política
    como compreendendo o social (ela era o todo).
    DIFERENTE: da definição proposta no dicionário, ou do uso da
    palavra no cotidiano, que pode ser aplicada a diversos contextos
    (sociais, econômicos, jurídicos etc...).
Diferenças entre a Ciência
   Política e a Filosofia Política

• Segundo Giovanni Sartori (1981) e
  Noberto       Bobbio        (1986)        para
  compreendermos o que é uma ciência
  política, devemos compreender também a
  diferença entre esta e a filosofia política.
Características de uma Filosofia
             Política
• Dedução Lógica
• Justificação
• Atribuição de valores normativos
• Caráter Universal
• Metafísica das Essências
• Inaplicabilidade
(Cf. Sartori, 1981, p.181).
• Exemplo:
• “Nasce daí esta questão debatida: se será
  melhor ser amado que temido ou vice-versa.
  Responder-se-á que se desejaria reunir ao
  mesmo tempo as qualidades que dão aqueles
  resultados, é muito mais seguro ser temido que
  amado, quando se tenha que falhar numa das
  duas. É que os homens geralmente são
  ingratos, volúveis, simuladores, covardes e
  ambiciosos (...).” (Maquiavel, p.149)
Características de uma Ciência
            Política
• Verificação Empírica
• Explicação Descritiva
• Isenção de Valores
• Particularidade e Cumulatividade
• Constatação de Essências
• Operacionalidade e Operatividade
(Cf. Sartori, 1981, p. 181)
• Exemplo:
• “ A Ciência Política Contemporânea se distingue
  essencialmente por duas qualidades. A primeira
  e a mais discutida é a sua vontade de ser
  científica. Isso implica uma preocupação teórica
  e metodológica- um escrúpulo de respeitar
  dados (o requisito do empiricismo) e de não
  afirmar „verdades‟ ou „princípios certos‟ sem
  uma demonstração rigorosa ( o requisito da
  verificação de hipóteses).” (Schmitter, 1979, p.
  31).
• O esquema de Sartori (1981) é um modelo de tipos-
  ideais, no entanto é um interessante guia.
  Resumidamente:

   Enquanto a Filosofia Política possui um caráter
   „normativo‟ que se preocupa em como a política
   „deve ser‟, a Ciência Política possui um caráter
   investigativo da realidade, e uma aplicação prática
   das teorias


• Até o momento ainda existem muitas teorias políticas
  que se situam a meio caminho entre a ciência e a
  filosofia. No entanto a comparação entre esses modelos
  é fundamental para a compreensão de que a Ciência
  Política que se define a partir de um método empírico e
  analítico.
Algumas Concepções de
    política na Ciência Política

• Para Philippe Schmitter, a ciência política
  somente se qualifica enquanto ciência a
  partir do momento em que delimita a
  disciplina. Por isso a definição do conceito
  de política é fundamental. Ele aponta as
  principais definições de política na Ciência
  Política:
• - Política como ciência do Estado:
Visão tradicional que predominou no século
XIX e que alguns cientistas políticos
ampliaram para algumas organizações
anexas estatais (partidos, grupos de
pressão etc...).
• -Política como Poder, Influência ou
  Autoridade:
A maioria dos cientistas políticos atuais é adepto dessa
visão. Mas não há um consenso sobre a definição de
poder que, algumas vezes, é confundida com influência ou
autoridade.
Definição clássica de poder: Weber- “ o meio decisivo na
política é a violência”. ( a definição em termos de poder é
mais utilizada por linhas teóricas marxistas e behavoristas)
Foco na influência: muitos cientistas políticos norte-
americanos têm rejeitado a ênfase na força, para uma
variedade de meios e recursos utilizados pelos atores
sociais. (ex: Robert Dahl, Harold Lasswell etc- „teoria
política dos grupos‟).
• Política como processo de formulação
  de Decisões Coletivas
Tentativa de situar a Ciência Política em
termos de um processo social, tomando
como foco principal a questão da
formulação de decisões. A ciência política
teria então como função explicar questões
como: Como foi formulada uma linha de
conduta? Quem participou? Quais foram
seus determinantes?. (Ex: David Easton.
Defendida principalmente por adeptos da
Teoria dos Sistemas Políticos).
• Política como Resolução Não-Violenta
  dos Conflitos
Essa perspectiva é defendida pela
abordagem Funcionalista. Nesta visão os
atores políticos mantêm relações de conflito
e interdependencia, sendo que a política
determinará linhas de conduta e integração.
(Ex: Talcott Parsons e David Apter).
Bibliografia
•   BOBBIO, N. A teoria das formas de governo. Trad. por Sergio Bath. 2ª ed. Brasília:
    UnB, 1976.
•   _________. / MATTEUCCI, N. / PASQUINO, G. Dicionário de política. Trad. por Luís
    Guerreiro Pinto Cacais... [et al.] Brasília: UnB, 1986.
•   _________. Estado, governo, sociedade: para uma teoria geral da política. Trad. por
    Marco Aurelio Nogueira. 3ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 1990.
•   DAHL, R. A Análise política moderna. Trad. por Sergio Bath. Brasília: UnB, 1981.
•   __________. Poliarquia: Participação e Oposição. Pref. de Fernando Limongi. Trad.
    por Celso Mauro Paciornik. São Paulo: EdUSP, 1997.
•    Heywood, Andrew. Politics. Palgrave Foundations.
•   MAQUIAVEL, N. O Príncipe. Coleção Universidade.
•   SARTORI, Giovanni. A política: lógica e método nas ciências sociais. Brasília:
    Editora Universidade de Brasília, 1981.
•   SCHMITTER, Philippe. Reflexões sobre o conceito de política. In: Curso de
    Introdução à Ciência Política. Brasília: Centro de Documentação Política e
    Relações Internacionais, 1979.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução à Ciência Política
Introdução à Ciência PolíticaIntrodução à Ciência Política
Introdução à Ciência Política
17112011
 
Sociologia juridica
Sociologia juridica Sociologia juridica
Sociologia juridica
Leandro Santos da Silva
 
Hermenêutica jurídica slide.pptx
Hermenêutica jurídica slide.pptxHermenêutica jurídica slide.pptx
Hermenêutica jurídica slide.pptx
Clodomiro Nascimento Jr
 
Teoria Geral do Direito
Teoria Geral do DireitoTeoria Geral do Direito
Teoria Geral do Direito
Douglas Barreto
 
Exercício IED 3
Exercício IED 3Exercício IED 3
Exercício IED 3
Direito Nabuco
 
Slides - Teoria Geral do Estado
Slides - Teoria Geral do EstadoSlides - Teoria Geral do Estado
Slides - Teoria Geral do Estado
Deysi Macedo
 
Hermeneutica Jurídica
Hermeneutica JurídicaHermeneutica Jurídica
Hermeneutica Jurídica
jovenniu
 
Aula 01 aula de apresentação - filosofia do direito
Aula 01   aula de apresentação - filosofia do direitoAula 01   aula de apresentação - filosofia do direito
Aula 01 aula de apresentação - filosofia do direito
Jucemar Morais
 
Aula 17
Aula 17Aula 17
Aula 1
Aula 1Aula 1
Introdução à ciencia politica uab
Introdução à ciencia politica   uabIntrodução à ciencia politica   uab
Introdução à ciencia politica uab
Espi Sul
 
Direito Civil Parte Geral Aula 01
Direito Civil Parte Geral Aula 01Direito Civil Parte Geral Aula 01
Direito Civil Parte Geral Aula 01
Tércio De Santana
 
Positivismo juri dico
Positivismo juri dicoPositivismo juri dico
Positivismo juri dico
Allan Jacks
 
Ciência política
Ciência política Ciência política
Ciência política
Alex Campos Furtado
 
As 4 virtudes cardeais segundo Platão
As 4 virtudes cardeais segundo PlatãoAs 4 virtudes cardeais segundo Platão
As 4 virtudes cardeais segundo Platão
Leonardo Schwinden
 
Introdução ao estudo do direito aula
Introdução ao estudo do direito   aulaIntrodução ao estudo do direito   aula
Introdução ao estudo do direito aula
jovenniu
 
Teoria Geral do Estado - Aula 1
Teoria Geral do Estado - Aula 1 Teoria Geral do Estado - Aula 1
Teoria Geral do Estado - Aula 1
Carlagi Gi
 
Aula 01 e 02 apresentação da disciplina sociologia jurídica e judiciária. ...
Aula 01 e 02    apresentação da disciplina sociologia jurídica e judiciária. ...Aula 01 e 02    apresentação da disciplina sociologia jurídica e judiciária. ...
Aula 01 e 02 apresentação da disciplina sociologia jurídica e judiciária. ...
Esdras Arthur Lopes Pessoa
 
Av2 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Av2   INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO  Av2   INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Av2 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Esdras Arthur Lopes Pessoa
 
Ciencia e politica: duas vocacoes
Ciencia e politica: duas vocacoesCiencia e politica: duas vocacoes
Ciencia e politica: duas vocacoes
Leonardo Seabra
 

Mais procurados (20)

Introdução à Ciência Política
Introdução à Ciência PolíticaIntrodução à Ciência Política
Introdução à Ciência Política
 
Sociologia juridica
Sociologia juridica Sociologia juridica
Sociologia juridica
 
Hermenêutica jurídica slide.pptx
Hermenêutica jurídica slide.pptxHermenêutica jurídica slide.pptx
Hermenêutica jurídica slide.pptx
 
Teoria Geral do Direito
Teoria Geral do DireitoTeoria Geral do Direito
Teoria Geral do Direito
 
Exercício IED 3
Exercício IED 3Exercício IED 3
Exercício IED 3
 
Slides - Teoria Geral do Estado
Slides - Teoria Geral do EstadoSlides - Teoria Geral do Estado
Slides - Teoria Geral do Estado
 
Hermeneutica Jurídica
Hermeneutica JurídicaHermeneutica Jurídica
Hermeneutica Jurídica
 
Aula 01 aula de apresentação - filosofia do direito
Aula 01   aula de apresentação - filosofia do direitoAula 01   aula de apresentação - filosofia do direito
Aula 01 aula de apresentação - filosofia do direito
 
Aula 17
Aula 17Aula 17
Aula 17
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Introdução à ciencia politica uab
Introdução à ciencia politica   uabIntrodução à ciencia politica   uab
Introdução à ciencia politica uab
 
Direito Civil Parte Geral Aula 01
Direito Civil Parte Geral Aula 01Direito Civil Parte Geral Aula 01
Direito Civil Parte Geral Aula 01
 
Positivismo juri dico
Positivismo juri dicoPositivismo juri dico
Positivismo juri dico
 
Ciência política
Ciência política Ciência política
Ciência política
 
As 4 virtudes cardeais segundo Platão
As 4 virtudes cardeais segundo PlatãoAs 4 virtudes cardeais segundo Platão
As 4 virtudes cardeais segundo Platão
 
Introdução ao estudo do direito aula
Introdução ao estudo do direito   aulaIntrodução ao estudo do direito   aula
Introdução ao estudo do direito aula
 
Teoria Geral do Estado - Aula 1
Teoria Geral do Estado - Aula 1 Teoria Geral do Estado - Aula 1
Teoria Geral do Estado - Aula 1
 
Aula 01 e 02 apresentação da disciplina sociologia jurídica e judiciária. ...
Aula 01 e 02    apresentação da disciplina sociologia jurídica e judiciária. ...Aula 01 e 02    apresentação da disciplina sociologia jurídica e judiciária. ...
Aula 01 e 02 apresentação da disciplina sociologia jurídica e judiciária. ...
 
Av2 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Av2   INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO  Av2   INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
Av2 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO
 
Ciencia e politica: duas vocacoes
Ciencia e politica: duas vocacoesCiencia e politica: duas vocacoes
Ciencia e politica: duas vocacoes
 

Destaque

Max Weber - A política como vocação
Max Weber - A política como vocaçãoMax Weber - A política como vocação
Max Weber - A política como vocação
erp_ufabc
 
A política como vocação max weber
A política como vocação   max weberA política como vocação   max weber
A política como vocação max weber
Josué Machado
 
Noções e concepções de política
Noções e concepções de políticaNoções e concepções de política
Noções e concepções de política
DesconFiles
 
éTica e sociedade
éTica e sociedadeéTica e sociedade
éTica e sociedade
leojusto
 
Ciência Política - percurso histórico e objeto de estudo
Ciência Política - percurso histórico e objeto de estudo Ciência Política - percurso histórico e objeto de estudo
Ciência Política - percurso histórico e objeto de estudo
Pedro Duque
 
Sociologia e filosofia
Sociologia e filosofiaSociologia e filosofia
Sociologia e filosofia
Silvana
 
Filosofia, Política e Ética
Filosofia, Política e ÉticaFilosofia, Política e Ética
Filosofia, Política e Ética
Carson Souza
 
Filosofia politica
Filosofia politicaFilosofia politica
Filosofia politica
ISISVS
 
O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)
O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)
O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)
Isabel Aguiar
 
Filosofia política em Platão e Aristóteles
Filosofia política em Platão e AristótelesFilosofia política em Platão e Aristóteles
Filosofia política em Platão e Aristóteles
Marcos Goulart
 
Filosofia PolíTica (IntroduçãO)
Filosofia PolíTica (IntroduçãO)Filosofia PolíTica (IntroduçãO)
Filosofia PolíTica (IntroduçãO)
profpallaoro
 
Filosofia Política
Filosofia PolíticaFilosofia Política
Filosofia Política
José Ferreira Júnior
 
Políticas públicas educacionais aula 1
Políticas públicas educacionais   aula   1Políticas públicas educacionais   aula   1
Políticas públicas educacionais aula 1
Darlan Campos
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
Edirlene Fraga
 
Filosofia PolíTica
Filosofia PolíTicaFilosofia PolíTica
Filosofia PolíTica
guestc51fe5
 
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
Daniel Alves Bronstrup
 
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAISPOLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
Jose Wilson Melo
 

Destaque (17)

Max Weber - A política como vocação
Max Weber - A política como vocaçãoMax Weber - A política como vocação
Max Weber - A política como vocação
 
A política como vocação max weber
A política como vocação   max weberA política como vocação   max weber
A política como vocação max weber
 
Noções e concepções de política
Noções e concepções de políticaNoções e concepções de política
Noções e concepções de política
 
éTica e sociedade
éTica e sociedadeéTica e sociedade
éTica e sociedade
 
Ciência Política - percurso histórico e objeto de estudo
Ciência Política - percurso histórico e objeto de estudo Ciência Política - percurso histórico e objeto de estudo
Ciência Política - percurso histórico e objeto de estudo
 
Sociologia e filosofia
Sociologia e filosofiaSociologia e filosofia
Sociologia e filosofia
 
Filosofia, Política e Ética
Filosofia, Política e ÉticaFilosofia, Política e Ética
Filosofia, Política e Ética
 
Filosofia politica
Filosofia politicaFilosofia politica
Filosofia politica
 
O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)
O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)
O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)
 
Filosofia política em Platão e Aristóteles
Filosofia política em Platão e AristótelesFilosofia política em Platão e Aristóteles
Filosofia política em Platão e Aristóteles
 
Filosofia PolíTica (IntroduçãO)
Filosofia PolíTica (IntroduçãO)Filosofia PolíTica (IntroduçãO)
Filosofia PolíTica (IntroduçãO)
 
Filosofia Política
Filosofia PolíticaFilosofia Política
Filosofia Política
 
Políticas públicas educacionais aula 1
Políticas públicas educacionais   aula   1Políticas públicas educacionais   aula   1
Políticas públicas educacionais aula 1
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
 
Filosofia PolíTica
Filosofia PolíTicaFilosofia PolíTica
Filosofia PolíTica
 
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
 
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAISPOLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
 

Semelhante a 01 isabela e alice-introdução a política

01 isabela e alice-introdução a política
01 isabela e alice-introdução a política01 isabela e alice-introdução a política
01 isabela e alice-introdução a política
Sérgio Braga
 
ApresentContratualismo-17092019-3.pptx
ApresentContratualismo-17092019-3.pptxApresentContratualismo-17092019-3.pptx
ApresentContratualismo-17092019-3.pptx
IvoReis12
 
FILOSOFIA POLÍTICA - I.(ANTIGA- PLATÃO E ARISTÓTELES).pptx
FILOSOFIA POLÍTICA - I.(ANTIGA- PLATÃO E ARISTÓTELES).pptxFILOSOFIA POLÍTICA - I.(ANTIGA- PLATÃO E ARISTÓTELES).pptx
FILOSOFIA POLÍTICA - I.(ANTIGA- PLATÃO E ARISTÓTELES).pptx
MizaeldaCunha
 
Política e Poder.pptx
Política e Poder.pptxPolítica e Poder.pptx
Política e Poder.pptx
CELIMARACORDACO
 
Neoinstitucionalismo
NeoinstitucionalismoNeoinstitucionalismo
Neoinstitucionalismo
Petianos
 
Ensaio: Sua tese de doutorado (ou pesquisa) é política?
Ensaio: Sua tese de doutorado (ou pesquisa) é política?Ensaio: Sua tese de doutorado (ou pesquisa) é política?
Ensaio: Sua tese de doutorado (ou pesquisa) é política?
fcmatosbh
 
Antropologia e política karina kuschnir
Antropologia e política karina kuschnirAntropologia e política karina kuschnir
Antropologia e política karina kuschnir
Victoria Irisarri
 
Evolução Histórica da Ciência Política slideshow.ppt
Evolução Histórica da Ciência Política slideshow.pptEvolução Histórica da Ciência Política slideshow.ppt
Evolução Histórica da Ciência Política slideshow.ppt
Silva Bernardo Cuinica
 
Aula de TGE. TEORIA - Ciencia Politica.ppt
Aula de TGE. TEORIA - Ciencia Politica.pptAula de TGE. TEORIA - Ciencia Politica.ppt
Aula de TGE. TEORIA - Ciencia Politica.ppt
dramagnoliaaleixoadv
 
ciencia_politica.ppt
ciencia_politica.pptciencia_politica.ppt
ciencia_politica.ppt
YuriLima27660
 
571700
571700571700
Apresntação de slide,tema "Filosofia politica,poder e Estado"
Apresntação de slide,tema "Filosofia politica,poder e Estado"Apresntação de slide,tema "Filosofia politica,poder e Estado"
Apresntação de slide,tema "Filosofia politica,poder e Estado"
Rosineide Santos
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
Mary Alvarenga
 
12b march olsen v16n31a10 em português
12b   march olsen v16n31a10 em português12b   march olsen v16n31a10 em português
12b march olsen v16n31a10 em português
University of Campinas
 
Ideologias politicas
Ideologias politicasIdeologias politicas
Hall e taylor 2003 - três versões do neoinstitucionalismo
Hall e taylor   2003 - três versões do neoinstitucionalismoHall e taylor   2003 - três versões do neoinstitucionalismo
Hall e taylor 2003 - três versões do neoinstitucionalismo
University of Campinas
 
Resenha sobre capitalismo_socialismo_e_democracia_de_schumpeter
Resenha sobre capitalismo_socialismo_e_democracia_de_schumpeterResenha sobre capitalismo_socialismo_e_democracia_de_schumpeter
Resenha sobre capitalismo_socialismo_e_democracia_de_schumpeter
Juscislayne Bianca
 
Neoinstitucionalismo
NeoinstitucionalismoNeoinstitucionalismo
Neoinstitucionalismo
Enia Marta Ayala
 
86jose roberto paludo
86jose roberto paludo86jose roberto paludo
86jose roberto paludo
Peterson Paz
 
éTica e política
éTica e políticaéTica e política
éTica e política
Keila Caetano
 

Semelhante a 01 isabela e alice-introdução a política (20)

01 isabela e alice-introdução a política
01 isabela e alice-introdução a política01 isabela e alice-introdução a política
01 isabela e alice-introdução a política
 
ApresentContratualismo-17092019-3.pptx
ApresentContratualismo-17092019-3.pptxApresentContratualismo-17092019-3.pptx
ApresentContratualismo-17092019-3.pptx
 
FILOSOFIA POLÍTICA - I.(ANTIGA- PLATÃO E ARISTÓTELES).pptx
FILOSOFIA POLÍTICA - I.(ANTIGA- PLATÃO E ARISTÓTELES).pptxFILOSOFIA POLÍTICA - I.(ANTIGA- PLATÃO E ARISTÓTELES).pptx
FILOSOFIA POLÍTICA - I.(ANTIGA- PLATÃO E ARISTÓTELES).pptx
 
Política e Poder.pptx
Política e Poder.pptxPolítica e Poder.pptx
Política e Poder.pptx
 
Neoinstitucionalismo
NeoinstitucionalismoNeoinstitucionalismo
Neoinstitucionalismo
 
Ensaio: Sua tese de doutorado (ou pesquisa) é política?
Ensaio: Sua tese de doutorado (ou pesquisa) é política?Ensaio: Sua tese de doutorado (ou pesquisa) é política?
Ensaio: Sua tese de doutorado (ou pesquisa) é política?
 
Antropologia e política karina kuschnir
Antropologia e política karina kuschnirAntropologia e política karina kuschnir
Antropologia e política karina kuschnir
 
Evolução Histórica da Ciência Política slideshow.ppt
Evolução Histórica da Ciência Política slideshow.pptEvolução Histórica da Ciência Política slideshow.ppt
Evolução Histórica da Ciência Política slideshow.ppt
 
Aula de TGE. TEORIA - Ciencia Politica.ppt
Aula de TGE. TEORIA - Ciencia Politica.pptAula de TGE. TEORIA - Ciencia Politica.ppt
Aula de TGE. TEORIA - Ciencia Politica.ppt
 
ciencia_politica.ppt
ciencia_politica.pptciencia_politica.ppt
ciencia_politica.ppt
 
571700
571700571700
571700
 
Apresntação de slide,tema "Filosofia politica,poder e Estado"
Apresntação de slide,tema "Filosofia politica,poder e Estado"Apresntação de slide,tema "Filosofia politica,poder e Estado"
Apresntação de slide,tema "Filosofia politica,poder e Estado"
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
 
12b march olsen v16n31a10 em português
12b   march olsen v16n31a10 em português12b   march olsen v16n31a10 em português
12b march olsen v16n31a10 em português
 
Ideologias politicas
Ideologias politicasIdeologias politicas
Ideologias politicas
 
Hall e taylor 2003 - três versões do neoinstitucionalismo
Hall e taylor   2003 - três versões do neoinstitucionalismoHall e taylor   2003 - três versões do neoinstitucionalismo
Hall e taylor 2003 - três versões do neoinstitucionalismo
 
Resenha sobre capitalismo_socialismo_e_democracia_de_schumpeter
Resenha sobre capitalismo_socialismo_e_democracia_de_schumpeterResenha sobre capitalismo_socialismo_e_democracia_de_schumpeter
Resenha sobre capitalismo_socialismo_e_democracia_de_schumpeter
 
Neoinstitucionalismo
NeoinstitucionalismoNeoinstitucionalismo
Neoinstitucionalismo
 
86jose roberto paludo
86jose roberto paludo86jose roberto paludo
86jose roberto paludo
 
éTica e política
éTica e políticaéTica e política
éTica e política
 

Mais de Sérgio Braga

02 magda e viritiana-os paradigmas da análise politica
02 magda e viritiana-os paradigmas da análise politica02 magda e viritiana-os paradigmas da análise politica
02 magda e viritiana-os paradigmas da análise politica
Sérgio Braga
 
Mainwaring 1993-democracia presidencialista
Mainwaring 1993-democracia presidencialistaMainwaring 1993-democracia presidencialista
Mainwaring 1993-democracia presidencialista
Sérgio Braga
 
Abranches 2003-presidencialismo de coalizão-pdf
Abranches 2003-presidencialismo de coalizão-pdfAbranches 2003-presidencialismo de coalizão-pdf
Abranches 2003-presidencialismo de coalizão-pdf
Sérgio Braga
 
03 aula olin wright
03 aula olin wright03 aula olin wright
03 aula olin wright
Sérgio Braga
 
03 aula décio saes
03 aula décio saes03 aula décio saes
03 aula décio saes
Sérgio Braga
 
Martins-2006-campanhas de raul pont
Martins-2006-campanhas de raul pontMartins-2006-campanhas de raul pont
Martins-2006-campanhas de raul pont
Sérgio Braga
 

Mais de Sérgio Braga (6)

02 magda e viritiana-os paradigmas da análise politica
02 magda e viritiana-os paradigmas da análise politica02 magda e viritiana-os paradigmas da análise politica
02 magda e viritiana-os paradigmas da análise politica
 
Mainwaring 1993-democracia presidencialista
Mainwaring 1993-democracia presidencialistaMainwaring 1993-democracia presidencialista
Mainwaring 1993-democracia presidencialista
 
Abranches 2003-presidencialismo de coalizão-pdf
Abranches 2003-presidencialismo de coalizão-pdfAbranches 2003-presidencialismo de coalizão-pdf
Abranches 2003-presidencialismo de coalizão-pdf
 
03 aula olin wright
03 aula olin wright03 aula olin wright
03 aula olin wright
 
03 aula décio saes
03 aula décio saes03 aula décio saes
03 aula décio saes
 
Martins-2006-campanhas de raul pont
Martins-2006-campanhas de raul pontMartins-2006-campanhas de raul pont
Martins-2006-campanhas de raul pont
 

01 isabela e alice-introdução a política

  • 1. Capítulo 1- Ciência Política: conceito, objeto de estudo e definições • Apresentação • Você já parou para refletir sobre o significado da palavra política? Será que ela diz respeito apenas aos partidos, às eleições, à corrupção, a homens “engravatados”? Do que exatamente ela trata? Estes questionamentos são alguns exemplos que deram origem ao nosso primeiro capítulo deste livro didático. Ele foi escrito com o objetivo de esclarecimento acerca do conceito de política, e a definição de ciência política. • Algo que é bem importante termos em mente antes de iniciarmos nossas leituras e estudos, é lembrarmos que os autores que serão trabalhados aqui, representam algumas das formas possíveis de pensarmos sobre a política.
  • 2. O que é Política? • Origem da Palavra “Política”: A palavra política deriva de politikós (de origem grega, adjetivo que qualificava a pólis) e diz respeito àquilo que é da sociedade, ou seja, que é do interesse do homem enquanto cidadão. Aristóteles foi pioneiro em tratar a política como ação dos homens em sua obra “A Política”.
  • 3. Definição da palavra Política no Dicionário Michaelis: po.lí.ti.ca sf (gr politiké) 1 Arte ou ciência de governar. 2 Arte ou ciência da organização, direção e administração de nações ou Estados. 3 Aplicação desta arte nos negócios internos da nação (política interna) ou nos negócios externos (política externa). (...) 9 Cerimônia, cortesia, urbanidade. P. de campanário: a que só vê os interesses locais. P. econômica: teoria e prática da direção econômica de um país. P. de boa vizinhança: política caracterizada pelo princípio de amizade, cooperação e não- interferência nos negócios internos de outro país, principalmente país vizinho. P. social: conjunto dos princípios e medidas postos em prática por instituições governamentais e outras, para a solução de certos problemas sociais. • PORTANTO A PALAVRA POLÍTICA EM SEU SENTIDO COTIDIANO, POSSUI UMA APLICAÇÃO AMPLA, PODENDO SER UTILIZADA EM DIVERSOS CONTEXTOS. Já para a ciência política a palavra política possui um sentido específico.
  • 4. É possível uma ciência da Política? • SIM, o termo “ Ciência Política” surgiu por volta de 1880. Apesar do termo „política‟ ter uma longa história, a expressão “Ciência Política” só aparece no século XIX, exatamente com o desenvolvimento das ciências.
  • 5. A Política para os cientistas políticos • Apesar da longa história do termo „política‟ e da sua definição ampla, a „política‟ enquanto objeto passível de ser estudado pela ciência adquire um sentido específico. Não existe um consenso ou uma definição única para os cientistas políticos sobre o que é política. • No entanto, um aspecto fundamental segundo Sartori (1981) é que a Política, para os cientistas políticos, é percebida enquanto esfera relativamente autônoma.
  • 6. Ora a ciência, segundo Sartori , diz respeito à uma divisão e especialização do trabalho cognitivo. Ou seja, ela possui um objeto específico de estudo. Além disso, se diferencia do senso comum, uma opinião por exemplo. Pois se baseia em estudo sistemático dos fatos. Portanto, a Política enquanto objeto da Ciência Política é vista em sua própria autonomia, como algo que possui leis e imperativos próprios, sendo diferente da esfera econômica, jurídica, religiosa por exemplo. Por isso ela constitui um objeto passível de ser estudada pela ciência. POLÍTICA: para os politólogos, é uma esfera autônoma DIFERENTE: do pensamento grego que concebia a política como compreendendo o social (ela era o todo). DIFERENTE: da definição proposta no dicionário, ou do uso da palavra no cotidiano, que pode ser aplicada a diversos contextos (sociais, econômicos, jurídicos etc...).
  • 7. Diferenças entre a Ciência Política e a Filosofia Política • Segundo Giovanni Sartori (1981) e Noberto Bobbio (1986) para compreendermos o que é uma ciência política, devemos compreender também a diferença entre esta e a filosofia política.
  • 8. Características de uma Filosofia Política • Dedução Lógica • Justificação • Atribuição de valores normativos • Caráter Universal • Metafísica das Essências • Inaplicabilidade (Cf. Sartori, 1981, p.181).
  • 9. • Exemplo: • “Nasce daí esta questão debatida: se será melhor ser amado que temido ou vice-versa. Responder-se-á que se desejaria reunir ao mesmo tempo as qualidades que dão aqueles resultados, é muito mais seguro ser temido que amado, quando se tenha que falhar numa das duas. É que os homens geralmente são ingratos, volúveis, simuladores, covardes e ambiciosos (...).” (Maquiavel, p.149)
  • 10. Características de uma Ciência Política • Verificação Empírica • Explicação Descritiva • Isenção de Valores • Particularidade e Cumulatividade • Constatação de Essências • Operacionalidade e Operatividade (Cf. Sartori, 1981, p. 181)
  • 11. • Exemplo: • “ A Ciência Política Contemporânea se distingue essencialmente por duas qualidades. A primeira e a mais discutida é a sua vontade de ser científica. Isso implica uma preocupação teórica e metodológica- um escrúpulo de respeitar dados (o requisito do empiricismo) e de não afirmar „verdades‟ ou „princípios certos‟ sem uma demonstração rigorosa ( o requisito da verificação de hipóteses).” (Schmitter, 1979, p. 31).
  • 12. • O esquema de Sartori (1981) é um modelo de tipos- ideais, no entanto é um interessante guia. Resumidamente: Enquanto a Filosofia Política possui um caráter „normativo‟ que se preocupa em como a política „deve ser‟, a Ciência Política possui um caráter investigativo da realidade, e uma aplicação prática das teorias • Até o momento ainda existem muitas teorias políticas que se situam a meio caminho entre a ciência e a filosofia. No entanto a comparação entre esses modelos é fundamental para a compreensão de que a Ciência Política que se define a partir de um método empírico e analítico.
  • 13. Algumas Concepções de política na Ciência Política • Para Philippe Schmitter, a ciência política somente se qualifica enquanto ciência a partir do momento em que delimita a disciplina. Por isso a definição do conceito de política é fundamental. Ele aponta as principais definições de política na Ciência Política:
  • 14. • - Política como ciência do Estado: Visão tradicional que predominou no século XIX e que alguns cientistas políticos ampliaram para algumas organizações anexas estatais (partidos, grupos de pressão etc...).
  • 15. • -Política como Poder, Influência ou Autoridade: A maioria dos cientistas políticos atuais é adepto dessa visão. Mas não há um consenso sobre a definição de poder que, algumas vezes, é confundida com influência ou autoridade. Definição clássica de poder: Weber- “ o meio decisivo na política é a violência”. ( a definição em termos de poder é mais utilizada por linhas teóricas marxistas e behavoristas) Foco na influência: muitos cientistas políticos norte- americanos têm rejeitado a ênfase na força, para uma variedade de meios e recursos utilizados pelos atores sociais. (ex: Robert Dahl, Harold Lasswell etc- „teoria política dos grupos‟).
  • 16. • Política como processo de formulação de Decisões Coletivas Tentativa de situar a Ciência Política em termos de um processo social, tomando como foco principal a questão da formulação de decisões. A ciência política teria então como função explicar questões como: Como foi formulada uma linha de conduta? Quem participou? Quais foram seus determinantes?. (Ex: David Easton. Defendida principalmente por adeptos da Teoria dos Sistemas Políticos).
  • 17. • Política como Resolução Não-Violenta dos Conflitos Essa perspectiva é defendida pela abordagem Funcionalista. Nesta visão os atores políticos mantêm relações de conflito e interdependencia, sendo que a política determinará linhas de conduta e integração. (Ex: Talcott Parsons e David Apter).
  • 18. Bibliografia • BOBBIO, N. A teoria das formas de governo. Trad. por Sergio Bath. 2ª ed. Brasília: UnB, 1976. • _________. / MATTEUCCI, N. / PASQUINO, G. Dicionário de política. Trad. por Luís Guerreiro Pinto Cacais... [et al.] Brasília: UnB, 1986. • _________. Estado, governo, sociedade: para uma teoria geral da política. Trad. por Marco Aurelio Nogueira. 3ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 1990. • DAHL, R. A Análise política moderna. Trad. por Sergio Bath. Brasília: UnB, 1981. • __________. Poliarquia: Participação e Oposição. Pref. de Fernando Limongi. Trad. por Celso Mauro Paciornik. São Paulo: EdUSP, 1997. • Heywood, Andrew. Politics. Palgrave Foundations. • MAQUIAVEL, N. O Príncipe. Coleção Universidade. • SARTORI, Giovanni. A política: lógica e método nas ciências sociais. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1981. • SCHMITTER, Philippe. Reflexões sobre o conceito de política. In: Curso de Introdução à Ciência Política. Brasília: Centro de Documentação Política e Relações Internacionais, 1979.