SlideShare uma empresa Scribd logo
Apresentação - SARESP O Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo – Saresp – é uma avaliação externa da Educação Básica, realizada desde 1996 pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo – SEE/SP.  O Saresp tem como finalidade fornecer informações consistentes, periódicas e comparáveis sobre a situação da escolaridade básica na rede pública  de ensino paulista, visando orientar os gestores do ensino no monitoramento das políticas voltadas para a melhoria da qualidade educacional.
Os resultados dessa avaliação servirão como instrumentos de melhoria dos processos de ensinar e aprender nas escolas , do monitoramento das políticas públicas de educação e do plano de metas das escolas, diretamente vinculados à gestão escolar e à política de incentivos da SEE/SP.
SARESP O  SARESP (Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo)  avalia os alunos que estão na  2ª, 4ª, 6ª e 8ª série do  Ensino  Fundamental, e 3º ano do Ensino Médio . É aplicado no fim de cada ano letivo. Além de avaliar os alunos, o SARESP avalia também a escola e a qualidade de ensino daquela instituição. É uma avaliação aplicada apenas em escolas publicas estaduais. As provas são divididas em dois dias. Em cada dia o aluno tem no máximo 3 horas para realizar a prova que contem questões de todas as matérias presentes em sua grade escolar, como português, matemática e outras.  Em 2009 as provas foram realizadas nos dias 10, 11 e 12 de novembro . Milhares de alunos fizeram a avaliação.
Em  2010  provavelmente o governo do estado de São Paulo irá manter o mesmo critério de avaliação e o mesmo formato para o SARESP. Não se tem muitas noticias sobre a avaliação de 2010, pois a de 2009 ainda foi muito recente. A cada ano alguma  novidade  é implantada, nos resta aguardar para ver quais serão as novidades de 2010. Como todo ano, a prova será aplicada no final do ano, mais ainda não sabemos precisamente em que dias. A prova que foi criada em 1996, é aplicada todos os anos desde então para milhares de jovens e  adolescentes .
Retenção e evasão: 76 alunos Retenção e evasão: 81 alunos 2,22:  meta que deveria ser atingida  2,62   :  meta que deveria ser atingida 2,29 2,1900 2,62 # 2,5300 2,22* 2,13 IDESP 0,7278 # 0,7950* 0,73 INDICADOR DE FLUXO 3,0100 3,1800 2,93 INDICADOR DE DESEMPENHO 2,0350 2,7652 1,91 MATEMÁTICA 3,9787 3,5985 3,95 LÍNGUA PORTUGUESA 2010  2009 2008 2007 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO
0000 000 01,5 000 000 000 AVANÇADO 05,26 12,5 08,8 36,5 28,4 36,9 ADEQUADO 50,53 58,0 35,3 46,2 51,1 44,6 BÁSICO 44,21 29,5 54,4 17,2 20,5 18,5 AB. BÁSICO 2009 2008 2007 2009 2008 2007 MATEMÁTICA LÍNGUA PORTUGUESA NÍVEIS DE PROFICIÊNCIA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO
Sobre o Enem O Ministério da Educação apresentou uma proposta de reformulação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e sua utilização como forma de seleção unificada nos processos seletivos das universidades públicas federais.  A proposta tem como principais objetivos democratizar as oportunidades de acesso às vagas federais de ensino superior, possibilitar a mobilidade acadêmica e induzir a reestruturação dos currículos do ensino médio.
Processo Seletivo As universidades possuem autonomia e poderão optar entre quatro possibilidades de utilização do novo exame como processo seletivo: Como fase única, com o sistema de seleção unificada, informatizado e on-line;  Como primeira fase;  Combinado com o vestibular da instituição;  Como fase única para as vagas remanescentes do vestibular.
Histórico Criado em 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tem o objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao fim da escolaridade básica. Podem participar do exame alunos que estão concluindo ou que já concluíram o ensino médio em anos anteriores. Enem é utilizado como critério de seleção para os estudantes que pretendem concorrer a uma bolsa no Programa Universidade para Todos (ProUni). Além disso, cerca de 500 universidades já usam o resultado do exame como critério de seleção para o ingresso no ensino superior, seja complementando ou substituindo o vestibular. (SISU)
Como funciona o PROUNI Apresentação
O Programa Universidade para Todos (ProUni) tem como finalidade a concessão de bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação em instituições privadas de educação superior.
Quem pode se inscrever? Podem se inscrever no processo seletivo do ProUni, referente ao 1° semestre de 2010, os candidatos não portadores de diploma de curso superior que tenham realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2009 e alcançado no mínimo 400 pontos na média das cinco notas (ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias e redação).
Para concorrer às bolsas, o candidato deve, também, ter renda familiar de até três salários mínimos por pessoa e satisfazer a pelo menos uma das condições abaixo: Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;  Ter cursado o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;  Ter cursado todo o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral na instituição privada;  Ser portador de deficiência;  Ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente de instituição pública e que estejam concorrendo a bolsas nos cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Nesses casos não é considerado o critério de renda.
Como é feita a inscrição As inscrições são feitas exclusivamente pela internet, acessando o Sistema do ProUni (SisProUni). Para efetuar a inscrição, o candidato deverá informar seu número de inscrição no Enem 2009 e seu número no Cadastro de Pessoa Física (CPF). Ao efetuar sua inscrição o candidato também deverá informar um endereço de e-mail válido.
No sistema, o candidato pode pesquisar as instituições e cursos participantes do Programa. Ao efetuar a inscrição, o estudante escolhe a modalidade de bolsa e até cinco opções de instituições de ensino superior, cursos, habilitações ou turnos dentre as disponíveis, conforme sua renda familiar per capita e sua adequação aos critérios do programa. As notas de corte de cada curso são informadas diariamente pelo Sistema, em caráter exclusivamente informativo. O candidato pode acompanhar as notas de corte e alterar suas opções até o encerramento do período de inscrição.
Como funciona o SiSU O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) foi desenvolvido pelo Ministério da Educação (MEC) para selecionar os candidatos às vagas das instituições federais que utilizarão a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2009 como única fase de seu processo seletivo. Nesta primeira edição, 51 instituições oferecem 47.913 vagas em bacharelados, licenciaturas e cursos superiores de tecnologia.
A seleção é feita pelo sistema com base na nota obtida pelo candidato no Enem 2009. Neste sítio, os candidatos podem consultar as vagas disponíveis, pesquisando os cursos e instituições participantes. As inscrições terão início na próxima sexta-feira, 29, e serão feitas exclusivamente neste portal, por meio do acesso ao sistema.
No momento da inscrição, o candidato deverá informar seu número de inscrição no Enem e sua senha de acesso. Caso o aluno não se recorde de sua senha, o sistema permitirá que a recupere. A partir dessa informação, o sistema importará os dados informados na inscrição ao exame e a nota obtida pelo candidato. Para consultar as vagas disponíveis, acesse o menu "Vagas" ou pesquise pelo campo de busca.
Etapas de Seleção O processo seletivo por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) será realizado em três etapas. A cada etapa, o candidato poderá inscrever-se em uma opção de curso e instituição e o sistema selecionará automaticamente os candidatos melhor classificados em cada curso de acordo com as suas respectivas notas e o número de vagas disponíveis. Os alunos selecionados pelo sistema terão um prazo para a confirmação da matrícula na instituição. As vagas eventualmente não ocupadas são disponibilizadas na etapa seguinte.
ALUNOS APROVADOS 2010 ROBERTO KOMESSU  – (BANDEIRANTES -  sistema de Informação)  CARLOS EDUARDO CUNHA  – (UEPG – Engenharia Mecânica) LUCAS RAMON  – (PROUNI – AVARÉ) JESSICA ROLIM  – (PARANÁ – MÚSICA) MICHELE FUJJI  – (USC – BAURU) JEAN  - FSP DANIEL  – FSP EDUARDO BRISOLA  – SP TÂNMELA  – (CIÊNCIAS SOCIAIS - UEL)  “ Grandes realizações não são feitas por impulso, mas por uma soma de pequenas realizações”  (Vincent Van Gogh)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide alunos 2015 revisado-1
Slide alunos 2015 revisado-1Slide alunos 2015 revisado-1
Slide alunos 2015 revisado-1
NTERJ12 Nilópolis
 
Ideia exposição sisu_2013
Ideia exposição sisu_2013Ideia exposição sisu_2013
Ideia exposição sisu_2013
preuniversitarioitab
 
Papo profissa 30 03
Papo profissa 30 03Papo profissa 30 03
Papo profissa 30 03
vivianerodriguez
 
Sisu-prouni-fies-2014
Sisu-prouni-fies-2014Sisu-prouni-fies-2014
Sisu-prouni-fies-2014
Renato Santos
 
Papo profissa 30-03
Papo profissa 30-03Papo profissa 30-03
Papo profissa 30-03
vivianerodriguez
 
Resumo ssa 3
Resumo ssa 3Resumo ssa 3
Resumo ssa 3
Portal NE10
 
Exame vestibular
Exame vestibularExame vestibular
Exame vestibular
bloguerreiro
 
Apresentação coletiva de imprensa (prouni recife)
Apresentação coletiva de imprensa (prouni recife)Apresentação coletiva de imprensa (prouni recife)
Apresentação coletiva de imprensa (prouni recife)
Jornal do Commercio
 
Novas Regras de Seleção SISU
Novas Regras de Seleção SISUNovas Regras de Seleção SISU
Novas Regras de Seleção SISU
guest511615
 
Sisu_Prouni_Fies
Sisu_Prouni_FiesSisu_Prouni_Fies
Sisu_Prouni_Fies
Renato Santos
 
Treinamento do censo escolar 2014
Treinamento do censo escolar 2014Treinamento do censo escolar 2014
Treinamento do censo escolar 2014
Todos Pela Escola
 
Manual enem-2014
Manual enem-2014Manual enem-2014
Manual enem-2014
Alexandre Tomaz
 
Relações entre sistemas
Relações entre sistemas Relações entre sistemas
Relações entre sistemas
Arthur Farias
 
Folder - Continuidade dos Estudos
Folder - Continuidade dos EstudosFolder - Continuidade dos Estudos
Folder - Continuidade dos Estudos
Rafael Lisboa
 
Provinha Brasil
Provinha BrasilProvinha Brasil
Provinha Brasil
Ricardo Leite
 
Edicao 64[1]
Edicao 64[1]Edicao 64[1]
Edicao 64[1]
luciamaral
 
Saeb substitui-prova-brasil-e-avaliacao-nacional-de-alfabetizacaopdf
Saeb substitui-prova-brasil-e-avaliacao-nacional-de-alfabetizacaopdfSaeb substitui-prova-brasil-e-avaliacao-nacional-de-alfabetizacaopdf
Saeb substitui-prova-brasil-e-avaliacao-nacional-de-alfabetizacaopdf
DiedNuenf
 
Resolução se 37_2015_atendimento_demanda_escolar_em_2016
Resolução se 37_2015_atendimento_demanda_escolar_em_2016Resolução se 37_2015_atendimento_demanda_escolar_em_2016
Resolução se 37_2015_atendimento_demanda_escolar_em_2016
Escola Estadual Deputado Emílio Justo
 
Unesp manual 2014 inverno
Unesp   manual 2014 invernoUnesp   manual 2014 inverno
Unesp manual 2014 inverno
Ronaldo Reis Rêgo
 

Mais procurados (19)

Slide alunos 2015 revisado-1
Slide alunos 2015 revisado-1Slide alunos 2015 revisado-1
Slide alunos 2015 revisado-1
 
Ideia exposição sisu_2013
Ideia exposição sisu_2013Ideia exposição sisu_2013
Ideia exposição sisu_2013
 
Papo profissa 30 03
Papo profissa 30 03Papo profissa 30 03
Papo profissa 30 03
 
Sisu-prouni-fies-2014
Sisu-prouni-fies-2014Sisu-prouni-fies-2014
Sisu-prouni-fies-2014
 
Papo profissa 30-03
Papo profissa 30-03Papo profissa 30-03
Papo profissa 30-03
 
Resumo ssa 3
Resumo ssa 3Resumo ssa 3
Resumo ssa 3
 
Exame vestibular
Exame vestibularExame vestibular
Exame vestibular
 
Apresentação coletiva de imprensa (prouni recife)
Apresentação coletiva de imprensa (prouni recife)Apresentação coletiva de imprensa (prouni recife)
Apresentação coletiva de imprensa (prouni recife)
 
Novas Regras de Seleção SISU
Novas Regras de Seleção SISUNovas Regras de Seleção SISU
Novas Regras de Seleção SISU
 
Sisu_Prouni_Fies
Sisu_Prouni_FiesSisu_Prouni_Fies
Sisu_Prouni_Fies
 
Treinamento do censo escolar 2014
Treinamento do censo escolar 2014Treinamento do censo escolar 2014
Treinamento do censo escolar 2014
 
Manual enem-2014
Manual enem-2014Manual enem-2014
Manual enem-2014
 
Relações entre sistemas
Relações entre sistemas Relações entre sistemas
Relações entre sistemas
 
Folder - Continuidade dos Estudos
Folder - Continuidade dos EstudosFolder - Continuidade dos Estudos
Folder - Continuidade dos Estudos
 
Provinha Brasil
Provinha BrasilProvinha Brasil
Provinha Brasil
 
Edicao 64[1]
Edicao 64[1]Edicao 64[1]
Edicao 64[1]
 
Saeb substitui-prova-brasil-e-avaliacao-nacional-de-alfabetizacaopdf
Saeb substitui-prova-brasil-e-avaliacao-nacional-de-alfabetizacaopdfSaeb substitui-prova-brasil-e-avaliacao-nacional-de-alfabetizacaopdf
Saeb substitui-prova-brasil-e-avaliacao-nacional-de-alfabetizacaopdf
 
Resolução se 37_2015_atendimento_demanda_escolar_em_2016
Resolução se 37_2015_atendimento_demanda_escolar_em_2016Resolução se 37_2015_atendimento_demanda_escolar_em_2016
Resolução se 37_2015_atendimento_demanda_escolar_em_2016
 
Unesp manual 2014 inverno
Unesp   manual 2014 invernoUnesp   manual 2014 inverno
Unesp manual 2014 inverno
 

Destaque

Matematica saresp 2011
Matematica   saresp 2011Matematica   saresp 2011
Matematica saresp 2011
telasnorte1
 
Acaso
AcasoAcaso
Saresp LíNgua Portuguesa.23.11.09
Saresp   LíNgua Portuguesa.23.11.09Saresp   LíNgua Portuguesa.23.11.09
Saresp LíNgua Portuguesa.23.11.09
Milton Alvaro Menon
 
L Portuguesa
L PortuguesaL Portuguesa
L Portuguesa
Milton Alvaro Menon
 
Agile project control Phoenix
Agile project control PhoenixAgile project control Phoenix
Agile project control Phoenix
Joseph Flahiff
 
Ciclo I
Ciclo ICiclo I
Estudo do saresp 2014 wilson
Estudo do saresp 2014   wilsonEstudo do saresp 2014   wilson
Estudo do saresp 2014 wilson
Wilson Barbieri
 
ATPC - 04 DE AGOSTO DE 2014-Tdic- PCAGP
ATPC - 04 DE AGOSTO DE 2014-Tdic- PCAGP ATPC - 04 DE AGOSTO DE 2014-Tdic- PCAGP
ATPC - 04 DE AGOSTO DE 2014-Tdic- PCAGP
Wilson Barbieri
 
DIA DO SARESP NA ESCOLA
DIA DO SARESP NA ESCOLADIA DO SARESP NA ESCOLA
DIA DO SARESP NA ESCOLA
pri_alquimim
 
3. ppt saresp 2013 relatório pedagógico - lp
3. ppt saresp 2013  relatório pedagógico - lp3. ppt saresp 2013  relatório pedagógico - lp
3. ppt saresp 2013 relatório pedagógico - lp
sitedcoeste
 
P pts analise do saresp
P pts analise do sarespP pts analise do saresp
P pts analise do saresp
Gildo Moitinho
 
Saresp 2013 relatório pedagógico matemática
Saresp 2013 relatório pedagógico matemáticaSaresp 2013 relatório pedagógico matemática
Saresp 2013 relatório pedagógico matemática
Katia - uniesp alves
 
Matriz de matemática
Matriz de  matemáticaMatriz de  matemática
Matriz de matemática
elannialins
 
Ppt replanejamento 2015
Ppt  replanejamento 2015Ppt  replanejamento 2015
Ppt replanejamento 2015
Claudia Ortolan Ortolan
 
Texto SAVIANI Concepções Pedagógicas
Texto SAVIANI Concepções PedagógicasTexto SAVIANI Concepções Pedagógicas
Texto SAVIANI Concepções Pedagógicas
Débora Silveira
 
Simulado de matematica 5ºano spaece 2014
Simulado de matematica   5ºano spaece 2014Simulado de matematica   5ºano spaece 2014
Simulado de matematica 5ºano spaece 2014
CASA-FACEBOOK-INSTAGRAM
 
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
Claudia Elisabete Silva
 
Correntes Pedagógicas
Correntes PedagógicasCorrentes Pedagógicas
Correntes Pedagógicas
Kogen Gouveia
 
TENDENCIAS PEDAGÓGICAS didática
TENDENCIAS PEDAGÓGICAS didáticaTENDENCIAS PEDAGÓGICAS didática
TENDENCIAS PEDAGÓGICAS didática
Vinicius O Resiliente
 
As Principais Correntes Pedagógicas
As Principais Correntes PedagógicasAs Principais Correntes Pedagógicas
As Principais Correntes Pedagógicas
Jessica Nuvens
 

Destaque (20)

Matematica saresp 2011
Matematica   saresp 2011Matematica   saresp 2011
Matematica saresp 2011
 
Acaso
AcasoAcaso
Acaso
 
Saresp LíNgua Portuguesa.23.11.09
Saresp   LíNgua Portuguesa.23.11.09Saresp   LíNgua Portuguesa.23.11.09
Saresp LíNgua Portuguesa.23.11.09
 
L Portuguesa
L PortuguesaL Portuguesa
L Portuguesa
 
Agile project control Phoenix
Agile project control PhoenixAgile project control Phoenix
Agile project control Phoenix
 
Ciclo I
Ciclo ICiclo I
Ciclo I
 
Estudo do saresp 2014 wilson
Estudo do saresp 2014   wilsonEstudo do saresp 2014   wilson
Estudo do saresp 2014 wilson
 
ATPC - 04 DE AGOSTO DE 2014-Tdic- PCAGP
ATPC - 04 DE AGOSTO DE 2014-Tdic- PCAGP ATPC - 04 DE AGOSTO DE 2014-Tdic- PCAGP
ATPC - 04 DE AGOSTO DE 2014-Tdic- PCAGP
 
DIA DO SARESP NA ESCOLA
DIA DO SARESP NA ESCOLADIA DO SARESP NA ESCOLA
DIA DO SARESP NA ESCOLA
 
3. ppt saresp 2013 relatório pedagógico - lp
3. ppt saresp 2013  relatório pedagógico - lp3. ppt saresp 2013  relatório pedagógico - lp
3. ppt saresp 2013 relatório pedagógico - lp
 
P pts analise do saresp
P pts analise do sarespP pts analise do saresp
P pts analise do saresp
 
Saresp 2013 relatório pedagógico matemática
Saresp 2013 relatório pedagógico matemáticaSaresp 2013 relatório pedagógico matemática
Saresp 2013 relatório pedagógico matemática
 
Matriz de matemática
Matriz de  matemáticaMatriz de  matemática
Matriz de matemática
 
Ppt replanejamento 2015
Ppt  replanejamento 2015Ppt  replanejamento 2015
Ppt replanejamento 2015
 
Texto SAVIANI Concepções Pedagógicas
Texto SAVIANI Concepções PedagógicasTexto SAVIANI Concepções Pedagógicas
Texto SAVIANI Concepções Pedagógicas
 
Simulado de matematica 5ºano spaece 2014
Simulado de matematica   5ºano spaece 2014Simulado de matematica   5ºano spaece 2014
Simulado de matematica 5ºano spaece 2014
 
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
 
Correntes Pedagógicas
Correntes PedagógicasCorrentes Pedagógicas
Correntes Pedagógicas
 
TENDENCIAS PEDAGÓGICAS didática
TENDENCIAS PEDAGÓGICAS didáticaTENDENCIAS PEDAGÓGICAS didática
TENDENCIAS PEDAGÓGICAS didática
 
As Principais Correntes Pedagógicas
As Principais Correntes PedagógicasAs Principais Correntes Pedagógicas
As Principais Correntes Pedagógicas
 

Semelhante a Reunião 3 colegiais

I Colóquio “Sintonizados no ENEM”
I Colóquio “Sintonizados no ENEM” I Colóquio “Sintonizados no ENEM”
I Colóquio “Sintonizados no ENEM”
EEEP Edson Queiroz
 
SISTEMAS ENEM/SISU
SISTEMAS ENEM/SISUSISTEMAS ENEM/SISU
SISTEMAS ENEM/SISU
Anamaria Jacques
 
Slide alunos revisado. Saerjinho.
Slide alunos revisado. Saerjinho.Slide alunos revisado. Saerjinho.
Slide alunos revisado. Saerjinho.
Mariangela Santos
 
Diálogos com o enem 2012 orientações
Diálogos com o enem 2012 orientaçõesDiálogos com o enem 2012 orientações
Diálogos com o enem 2012 orientações
jcmerij
 
Diálogos com o enem 2012 orientações
Diálogos com o enem 2012 orientaçõesDiálogos com o enem 2012 orientações
Diálogos com o enem 2012 orientações
jcmerij
 
Ingresso universidade slideshare
Ingresso universidade slideshareIngresso universidade slideshare
Ingresso universidade slideshare
16011990larissa
 
Ingresso universidade slideshare
Ingresso universidade slideshareIngresso universidade slideshare
Ingresso universidade slideshare
16011990larissa
 
Manual do estudante_do_ensino_medio_2015
Manual do estudante_do_ensino_medio_2015Manual do estudante_do_ensino_medio_2015
Manual do estudante_do_ensino_medio_2015
josiel rodrigues
 
Mobilização enem 2013
Mobilização enem 2013Mobilização enem 2013
Mobilização enem 2013
LUZIA2013
 
Orientação - 8 Maneiras de Usar o ENEM
Orientação - 8 Maneiras de Usar o ENEM Orientação - 8 Maneiras de Usar o ENEM
Orientação - 8 Maneiras de Usar o ENEM
Julio Cezar Mario
 
Enem pra quê? - Um guia para gestores e educadores
Enem pra quê? - Um guia para gestores e educadoresEnem pra quê? - Um guia para gestores e educadores
Enem pra quê? - Um guia para gestores e educadores
Fernanda Botelho
 
Simulado ENEM - Linguagens, Códigos e suas Tenologias
Simulado ENEM - Linguagens, Códigos e suas TenologiasSimulado ENEM - Linguagens, Códigos e suas Tenologias
Simulado ENEM - Linguagens, Códigos e suas Tenologias
Privada
 
Simulado ENEM - ciências humanas e suas tecnologias - MODERNA
Simulado ENEM - ciências humanas e suas tecnologias - MODERNASimulado ENEM - ciências humanas e suas tecnologias - MODERNA
Simulado ENEM - ciências humanas e suas tecnologias - MODERNA
Privada
 
Simulado ENEM Ciências da Natureza e suas tecnologias - MODERNA
Simulado ENEM Ciências da Natureza e suas tecnologias - MODERNASimulado ENEM Ciências da Natureza e suas tecnologias - MODERNA
Simulado ENEM Ciências da Natureza e suas tecnologias - MODERNA
Privada
 
Diretoria Leste 3 - Exame Nacional do Ensino Médio 2012_como forma de ingress...
Diretoria Leste 3 - Exame Nacional do Ensino Médio 2012_como forma de ingress...Diretoria Leste 3 - Exame Nacional do Ensino Médio 2012_como forma de ingress...
Diretoria Leste 3 - Exame Nacional do Ensino Médio 2012_como forma de ingress...
ferpcruz
 
Prova saerj matemática sexto ano
Prova saerj matemática sexto anoProva saerj matemática sexto ano
Prova saerj matemática sexto ano
Rodolfo Freitas
 
Prova saerj matemática terceiro ano
Prova saerj matemática terceiro anoProva saerj matemática terceiro ano
Prova saerj matemática terceiro ano
Rodolfo Freitas
 
Prova saerj matemática nono ano
Prova saerj matemática nono anoProva saerj matemática nono ano
Prova saerj matemática nono ano
Rodolfo Freitas
 
O que é Prouni?
O que é Prouni?O que é Prouni?
O que é Prouni?
Vanúcia Moreira
 
Palestra Dr. irineu Barreto Jr
Palestra Dr. irineu Barreto JrPalestra Dr. irineu Barreto Jr
Palestra Dr. irineu Barreto Jr
UVVES
 

Semelhante a Reunião 3 colegiais (20)

I Colóquio “Sintonizados no ENEM”
I Colóquio “Sintonizados no ENEM” I Colóquio “Sintonizados no ENEM”
I Colóquio “Sintonizados no ENEM”
 
SISTEMAS ENEM/SISU
SISTEMAS ENEM/SISUSISTEMAS ENEM/SISU
SISTEMAS ENEM/SISU
 
Slide alunos revisado. Saerjinho.
Slide alunos revisado. Saerjinho.Slide alunos revisado. Saerjinho.
Slide alunos revisado. Saerjinho.
 
Diálogos com o enem 2012 orientações
Diálogos com o enem 2012 orientaçõesDiálogos com o enem 2012 orientações
Diálogos com o enem 2012 orientações
 
Diálogos com o enem 2012 orientações
Diálogos com o enem 2012 orientaçõesDiálogos com o enem 2012 orientações
Diálogos com o enem 2012 orientações
 
Ingresso universidade slideshare
Ingresso universidade slideshareIngresso universidade slideshare
Ingresso universidade slideshare
 
Ingresso universidade slideshare
Ingresso universidade slideshareIngresso universidade slideshare
Ingresso universidade slideshare
 
Manual do estudante_do_ensino_medio_2015
Manual do estudante_do_ensino_medio_2015Manual do estudante_do_ensino_medio_2015
Manual do estudante_do_ensino_medio_2015
 
Mobilização enem 2013
Mobilização enem 2013Mobilização enem 2013
Mobilização enem 2013
 
Orientação - 8 Maneiras de Usar o ENEM
Orientação - 8 Maneiras de Usar o ENEM Orientação - 8 Maneiras de Usar o ENEM
Orientação - 8 Maneiras de Usar o ENEM
 
Enem pra quê? - Um guia para gestores e educadores
Enem pra quê? - Um guia para gestores e educadoresEnem pra quê? - Um guia para gestores e educadores
Enem pra quê? - Um guia para gestores e educadores
 
Simulado ENEM - Linguagens, Códigos e suas Tenologias
Simulado ENEM - Linguagens, Códigos e suas TenologiasSimulado ENEM - Linguagens, Códigos e suas Tenologias
Simulado ENEM - Linguagens, Códigos e suas Tenologias
 
Simulado ENEM - ciências humanas e suas tecnologias - MODERNA
Simulado ENEM - ciências humanas e suas tecnologias - MODERNASimulado ENEM - ciências humanas e suas tecnologias - MODERNA
Simulado ENEM - ciências humanas e suas tecnologias - MODERNA
 
Simulado ENEM Ciências da Natureza e suas tecnologias - MODERNA
Simulado ENEM Ciências da Natureza e suas tecnologias - MODERNASimulado ENEM Ciências da Natureza e suas tecnologias - MODERNA
Simulado ENEM Ciências da Natureza e suas tecnologias - MODERNA
 
Diretoria Leste 3 - Exame Nacional do Ensino Médio 2012_como forma de ingress...
Diretoria Leste 3 - Exame Nacional do Ensino Médio 2012_como forma de ingress...Diretoria Leste 3 - Exame Nacional do Ensino Médio 2012_como forma de ingress...
Diretoria Leste 3 - Exame Nacional do Ensino Médio 2012_como forma de ingress...
 
Prova saerj matemática sexto ano
Prova saerj matemática sexto anoProva saerj matemática sexto ano
Prova saerj matemática sexto ano
 
Prova saerj matemática terceiro ano
Prova saerj matemática terceiro anoProva saerj matemática terceiro ano
Prova saerj matemática terceiro ano
 
Prova saerj matemática nono ano
Prova saerj matemática nono anoProva saerj matemática nono ano
Prova saerj matemática nono ano
 
O que é Prouni?
O que é Prouni?O que é Prouni?
O que é Prouni?
 
Palestra Dr. irineu Barreto Jr
Palestra Dr. irineu Barreto JrPalestra Dr. irineu Barreto Jr
Palestra Dr. irineu Barreto Jr
 

Mais de robertaoliva

Meu primeiro beijo
Meu primeiro beijoMeu primeiro beijo
Meu primeiro beijo
robertaoliva
 
O jornal jacqueline
O jornal jacquelineO jornal jacqueline
O jornal jacqueline
robertaoliva
 
Trabalho de português
Trabalho de portuguêsTrabalho de português
Trabalho de português
robertaoliva
 
A pele é o sentido do tato
A pele é o sentido do tatoA pele é o sentido do tato
A pele é o sentido do tato
robertaoliva
 
Trabalho de c
Trabalho de cTrabalho de c
Trabalho de c
robertaoliva
 
Agua e as proximas gerações taq
Agua e as proximas gerações taqAgua e as proximas gerações taq
Agua e as proximas gerações taq
robertaoliva
 
G 20
G 20G 20
Pd m
Pd mPd m
Pd M
Pd MPd M
Homenagem Ao Mestre Edison
Homenagem Ao Mestre EdisonHomenagem Ao Mestre Edison
Homenagem Ao Mestre Edison
robertaoliva
 
Homenagem Ao Mestre Edison
Homenagem Ao Mestre EdisonHomenagem Ao Mestre Edison
Homenagem Ao Mestre Edison
robertaoliva
 
A Escrita Ee Jose Penna
A Escrita Ee Jose PennaA Escrita Ee Jose Penna
A Escrita Ee Jose Penna
robertaoliva
 
Melhor Email
Melhor EmailMelhor Email
Melhor Email
robertaoliva
 
Como Administrar Os Proprios Passos
Como Administrar Os Proprios PassosComo Administrar Os Proprios Passos
Como Administrar Os Proprios Passos
robertaoliva
 
[R Mortimer] Filhos Brilhantes Alunos Fascinantes Som
[R Mortimer] Filhos Brilhantes Alunos Fascinantes Som[R Mortimer] Filhos Brilhantes Alunos Fascinantes Som
[R Mortimer] Filhos Brilhantes Alunos Fascinantes Som
robertaoliva
 
O Abacaxi
O AbacaxiO Abacaxi
O Abacaxi
robertaoliva
 
ExortaçãO Ao Excepcional
ExortaçãO Ao ExcepcionalExortaçãO Ao Excepcional
ExortaçãO Ao Excepcional
robertaoliva
 
ExortaçãO Ao Excepcional
ExortaçãO Ao ExcepcionalExortaçãO Ao Excepcional
ExortaçãO Ao Excepcional
robertaoliva
 
Arlete Forum Educacao Inclusiva
Arlete Forum Educacao InclusivaArlete Forum Educacao Inclusiva
Arlete Forum Educacao Inclusiva
robertaoliva
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
robertaoliva
 

Mais de robertaoliva (20)

Meu primeiro beijo
Meu primeiro beijoMeu primeiro beijo
Meu primeiro beijo
 
O jornal jacqueline
O jornal jacquelineO jornal jacqueline
O jornal jacqueline
 
Trabalho de português
Trabalho de portuguêsTrabalho de português
Trabalho de português
 
A pele é o sentido do tato
A pele é o sentido do tatoA pele é o sentido do tato
A pele é o sentido do tato
 
Trabalho de c
Trabalho de cTrabalho de c
Trabalho de c
 
Agua e as proximas gerações taq
Agua e as proximas gerações taqAgua e as proximas gerações taq
Agua e as proximas gerações taq
 
G 20
G 20G 20
G 20
 
Pd m
Pd mPd m
Pd m
 
Pd M
Pd MPd M
Pd M
 
Homenagem Ao Mestre Edison
Homenagem Ao Mestre EdisonHomenagem Ao Mestre Edison
Homenagem Ao Mestre Edison
 
Homenagem Ao Mestre Edison
Homenagem Ao Mestre EdisonHomenagem Ao Mestre Edison
Homenagem Ao Mestre Edison
 
A Escrita Ee Jose Penna
A Escrita Ee Jose PennaA Escrita Ee Jose Penna
A Escrita Ee Jose Penna
 
Melhor Email
Melhor EmailMelhor Email
Melhor Email
 
Como Administrar Os Proprios Passos
Como Administrar Os Proprios PassosComo Administrar Os Proprios Passos
Como Administrar Os Proprios Passos
 
[R Mortimer] Filhos Brilhantes Alunos Fascinantes Som
[R Mortimer] Filhos Brilhantes Alunos Fascinantes Som[R Mortimer] Filhos Brilhantes Alunos Fascinantes Som
[R Mortimer] Filhos Brilhantes Alunos Fascinantes Som
 
O Abacaxi
O AbacaxiO Abacaxi
O Abacaxi
 
ExortaçãO Ao Excepcional
ExortaçãO Ao ExcepcionalExortaçãO Ao Excepcional
ExortaçãO Ao Excepcional
 
ExortaçãO Ao Excepcional
ExortaçãO Ao ExcepcionalExortaçãO Ao Excepcional
ExortaçãO Ao Excepcional
 
Arlete Forum Educacao Inclusiva
Arlete Forum Educacao InclusivaArlete Forum Educacao Inclusiva
Arlete Forum Educacao Inclusiva
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
 

Último

Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 

Reunião 3 colegiais

  • 1. Apresentação - SARESP O Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo – Saresp – é uma avaliação externa da Educação Básica, realizada desde 1996 pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo – SEE/SP. O Saresp tem como finalidade fornecer informações consistentes, periódicas e comparáveis sobre a situação da escolaridade básica na rede pública de ensino paulista, visando orientar os gestores do ensino no monitoramento das políticas voltadas para a melhoria da qualidade educacional.
  • 2. Os resultados dessa avaliação servirão como instrumentos de melhoria dos processos de ensinar e aprender nas escolas , do monitoramento das políticas públicas de educação e do plano de metas das escolas, diretamente vinculados à gestão escolar e à política de incentivos da SEE/SP.
  • 3. SARESP O SARESP (Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo) avalia os alunos que estão na 2ª, 4ª, 6ª e 8ª série do Ensino Fundamental, e 3º ano do Ensino Médio . É aplicado no fim de cada ano letivo. Além de avaliar os alunos, o SARESP avalia também a escola e a qualidade de ensino daquela instituição. É uma avaliação aplicada apenas em escolas publicas estaduais. As provas são divididas em dois dias. Em cada dia o aluno tem no máximo 3 horas para realizar a prova que contem questões de todas as matérias presentes em sua grade escolar, como português, matemática e outras. Em 2009 as provas foram realizadas nos dias 10, 11 e 12 de novembro . Milhares de alunos fizeram a avaliação.
  • 4. Em 2010 provavelmente o governo do estado de São Paulo irá manter o mesmo critério de avaliação e o mesmo formato para o SARESP. Não se tem muitas noticias sobre a avaliação de 2010, pois a de 2009 ainda foi muito recente. A cada ano alguma novidade é implantada, nos resta aguardar para ver quais serão as novidades de 2010. Como todo ano, a prova será aplicada no final do ano, mais ainda não sabemos precisamente em que dias. A prova que foi criada em 1996, é aplicada todos os anos desde então para milhares de jovens e adolescentes .
  • 5. Retenção e evasão: 76 alunos Retenção e evasão: 81 alunos 2,22: meta que deveria ser atingida 2,62 : meta que deveria ser atingida 2,29 2,1900 2,62 # 2,5300 2,22* 2,13 IDESP 0,7278 # 0,7950* 0,73 INDICADOR DE FLUXO 3,0100 3,1800 2,93 INDICADOR DE DESEMPENHO 2,0350 2,7652 1,91 MATEMÁTICA 3,9787 3,5985 3,95 LÍNGUA PORTUGUESA 2010 2009 2008 2007 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO
  • 6. 0000 000 01,5 000 000 000 AVANÇADO 05,26 12,5 08,8 36,5 28,4 36,9 ADEQUADO 50,53 58,0 35,3 46,2 51,1 44,6 BÁSICO 44,21 29,5 54,4 17,2 20,5 18,5 AB. BÁSICO 2009 2008 2007 2009 2008 2007 MATEMÁTICA LÍNGUA PORTUGUESA NÍVEIS DE PROFICIÊNCIA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO
  • 7. Sobre o Enem O Ministério da Educação apresentou uma proposta de reformulação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e sua utilização como forma de seleção unificada nos processos seletivos das universidades públicas federais. A proposta tem como principais objetivos democratizar as oportunidades de acesso às vagas federais de ensino superior, possibilitar a mobilidade acadêmica e induzir a reestruturação dos currículos do ensino médio.
  • 8. Processo Seletivo As universidades possuem autonomia e poderão optar entre quatro possibilidades de utilização do novo exame como processo seletivo: Como fase única, com o sistema de seleção unificada, informatizado e on-line; Como primeira fase; Combinado com o vestibular da instituição; Como fase única para as vagas remanescentes do vestibular.
  • 9. Histórico Criado em 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tem o objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao fim da escolaridade básica. Podem participar do exame alunos que estão concluindo ou que já concluíram o ensino médio em anos anteriores. Enem é utilizado como critério de seleção para os estudantes que pretendem concorrer a uma bolsa no Programa Universidade para Todos (ProUni). Além disso, cerca de 500 universidades já usam o resultado do exame como critério de seleção para o ingresso no ensino superior, seja complementando ou substituindo o vestibular. (SISU)
  • 10. Como funciona o PROUNI Apresentação
  • 11. O Programa Universidade para Todos (ProUni) tem como finalidade a concessão de bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação em instituições privadas de educação superior.
  • 12. Quem pode se inscrever? Podem se inscrever no processo seletivo do ProUni, referente ao 1° semestre de 2010, os candidatos não portadores de diploma de curso superior que tenham realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2009 e alcançado no mínimo 400 pontos na média das cinco notas (ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias e redação).
  • 13. Para concorrer às bolsas, o candidato deve, também, ter renda familiar de até três salários mínimos por pessoa e satisfazer a pelo menos uma das condições abaixo: Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública; Ter cursado o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição; Ter cursado todo o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral na instituição privada; Ser portador de deficiência; Ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente de instituição pública e que estejam concorrendo a bolsas nos cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Nesses casos não é considerado o critério de renda.
  • 14. Como é feita a inscrição As inscrições são feitas exclusivamente pela internet, acessando o Sistema do ProUni (SisProUni). Para efetuar a inscrição, o candidato deverá informar seu número de inscrição no Enem 2009 e seu número no Cadastro de Pessoa Física (CPF). Ao efetuar sua inscrição o candidato também deverá informar um endereço de e-mail válido.
  • 15. No sistema, o candidato pode pesquisar as instituições e cursos participantes do Programa. Ao efetuar a inscrição, o estudante escolhe a modalidade de bolsa e até cinco opções de instituições de ensino superior, cursos, habilitações ou turnos dentre as disponíveis, conforme sua renda familiar per capita e sua adequação aos critérios do programa. As notas de corte de cada curso são informadas diariamente pelo Sistema, em caráter exclusivamente informativo. O candidato pode acompanhar as notas de corte e alterar suas opções até o encerramento do período de inscrição.
  • 16. Como funciona o SiSU O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) foi desenvolvido pelo Ministério da Educação (MEC) para selecionar os candidatos às vagas das instituições federais que utilizarão a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2009 como única fase de seu processo seletivo. Nesta primeira edição, 51 instituições oferecem 47.913 vagas em bacharelados, licenciaturas e cursos superiores de tecnologia.
  • 17. A seleção é feita pelo sistema com base na nota obtida pelo candidato no Enem 2009. Neste sítio, os candidatos podem consultar as vagas disponíveis, pesquisando os cursos e instituições participantes. As inscrições terão início na próxima sexta-feira, 29, e serão feitas exclusivamente neste portal, por meio do acesso ao sistema.
  • 18. No momento da inscrição, o candidato deverá informar seu número de inscrição no Enem e sua senha de acesso. Caso o aluno não se recorde de sua senha, o sistema permitirá que a recupere. A partir dessa informação, o sistema importará os dados informados na inscrição ao exame e a nota obtida pelo candidato. Para consultar as vagas disponíveis, acesse o menu "Vagas" ou pesquise pelo campo de busca.
  • 19. Etapas de Seleção O processo seletivo por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) será realizado em três etapas. A cada etapa, o candidato poderá inscrever-se em uma opção de curso e instituição e o sistema selecionará automaticamente os candidatos melhor classificados em cada curso de acordo com as suas respectivas notas e o número de vagas disponíveis. Os alunos selecionados pelo sistema terão um prazo para a confirmação da matrícula na instituição. As vagas eventualmente não ocupadas são disponibilizadas na etapa seguinte.
  • 20. ALUNOS APROVADOS 2010 ROBERTO KOMESSU – (BANDEIRANTES - sistema de Informação) CARLOS EDUARDO CUNHA – (UEPG – Engenharia Mecânica) LUCAS RAMON – (PROUNI – AVARÉ) JESSICA ROLIM – (PARANÁ – MÚSICA) MICHELE FUJJI – (USC – BAURU) JEAN - FSP DANIEL – FSP EDUARDO BRISOLA – SP TÂNMELA – (CIÊNCIAS SOCIAIS - UEL) “ Grandes realizações não são feitas por impulso, mas por uma soma de pequenas realizações” (Vincent Van Gogh)