SlideShare uma empresa Scribd logo
ORIENTAÇÃO TÉCNICA  SARESP CICLO I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
[object Object],[object Object],Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
O SARESP 2009 O SARESP – Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo – aplica anualmente provas aos alunos da Educação Básica da Rede Estadual.  Os resultados apresentados neste Boletim permitem à escola analisar seu desempenho e, com o apoio da Secretaria de Estado da Educação, melhorar a qualidade da aprendizagem dos seus alunos e da gestão escolar. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
O SARESP 2009 DADOS DE PARTICIPAÇÃO Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
SARESP 2.009 – RESULTADOS: Informações para a escola nos documentos: Boletim da Escola: Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
ESCALA DE PROFICIÊNCIA Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
“ AS HABILIDADES POSSIBILITAM INFERIR, PELA ESCALA DE PROFICIÊNCIA ADOTADA, O NÍVEL EM QUE OS ALUNOS DOMINAM AS COMPETÊNCIAS COGNITIVAS, AVALIADAS RELATIVAMENTE AOS CONTEÚDOS DAS DISCIPLINAS E EM CADA SÉRIE OU ANO ESCOLARES. OS CONTEÚDOS E AS COMPETÊNCIAS (FORMAS DE RACIOCINAR E TOMAR DECISÕES) CORRESPONDEM, ASSIM, ÀS DIFERENTES HABILIDADES A SEREM CONSIDERADAS NAS RESPOSTAS ÀS DIFERENTES QUESTÕES OU TAREFAS DAS PROVAS” Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
COMPETÊNCIAS COGNITIVAS SÃO MODALIDADES ESTRUTURAIS DA INTELIGÊNCIA. POR QUE SÃO MODALIDADES? PORQUE EXPRESSAM O QUE É NECESSÁRIO PARA COMPREENDER OU RESOLVER UM PROBLEMA. UM MESMO PROBLEMA PODE SER RESOLVIDO DE DIVERSOS MODOS. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
GRUPO III –  ESQUEMAS OPERATÓRIOS REALIZAR  COMPREENDER GRUPO II  OBSERVAR  GRUPO I ESQUEMAS PROCEDIMENTAIS  ESQUEMAS PRESENTATIVOS Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS COMPETÊNCIAS
NÍVEIS DE PROFICÊNCIA LÍNGUA PORTUGUESA:  ABAIXO DO BÁSICO - 150 MATEMÁTICA: ABAIXO DO BÁSICO -  175 Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
Agrupamento de pontos da Escala de Proficiência caracterizados a partir  das expectativas de aprendizagem para cada série. Análise estatística indica percentual de Alunos nos níveis definidos para cada série e disciplina Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS CLASSIFICAÇÃO NÍVEIS DE PROFICIÊNCIA DESCRIÇÃO INSUFICENTE ABAIXO DO BÁSICO OS ALUNOS NESTE NÍVEL DEMONSTRAM DOMÍNIO INSUFICIENTE DOS CONTEÚDOS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DESEJÁVEIS PARA A SÉRIE/ANO ESCOLAR EM QUE SE ENCONTRAM SUFICIENTE BÁSICO OS ALUNOS NESTE NÍVEL DEMONSTRAM DOMÍNIO MÍNIMO DOS CONTEÚDOS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES, MAS POSSUEM AS ESTRUTURAS NECESSÁRIAS PARA INTERAGIR COM A PROPOSTA CURRICULAR NA SÉRIE/ANO.  ADEQUADO OS ALUNOS NESTE NÍVEL DEMONSTRAM DOMÍNIO PLENO DOS CONTEÚDOS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DESEJÁVEIS PARA A SÉRIE/ANO ESCOLAR EM QUE SE ENCONTRAM AVANÇADO AVANÇADO OS ALUNOS NESTE NÍVEL DEMONSTRAM CONHECIMENTOS E DOMÍNIO DOS CONTEÚDOS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES ACIMA DO REQUERIDO NA SÉRIE/ANO ESCOLAR EM QUE SE ENCONTRAM.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
PROJETOS DE INTERVENÇÃO: TODOS OS ALUNOS TÊM O DIREITO DE APRENDER E APRIMORAR O QUE JÁ SABE. PORTANTO, NÃO PODEMOS ABANDONÁ-LOS À PRÓPRIA SORTE. É NECESSÁRIO ELABORAR UM PROJETO DE INTERVENÇÃO PARA CADA NÍVEL DE PROFICIÊNCIA .  Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
PROJETOS DE INTERVENÇÃO: Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
MATRIZ CURRICULAR X MATRIZ DE REFERÊNCIA Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
Aspectos que evidenciam a avaliação de Língua Portuguesa 1. A presença do texto; 2. Os descritores, reunidos em seis tópicos, que apresentam as habilidades de leitura a serem avaliadas; 3. As estratégias de perguntas que compõem o denominado item de leitura. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
SARESP – COMPETÊNCIA DE ÁREA Tema 1  – Reconstrução das condições de produção e recepção de textos (da Habilidade 1 a Habilidade 3); Tema 2  – Reconstrução dos sentidos do texto (H 4 ao H 14); Tema 3  – Reconstrução da textualidade (H 15 ao H 20); Tema 4  – Recuperação da intertextualidade e estabelecimento de relações entre textos (H 21 e H 22); Tema 5  – Reflexão sobre os usos da língua falada e escrita (H 23 e H 24); Tema 6  – Compreensão de textos literários (H 25 ao H 40); Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
1ª ATIVIDADE Análise de algumas questões do Saresp, com foco nas habilidades/competências de leitura que foram exigidas na prova do Saresp 2009; Parte A:  Analisem a questão e levantem quais  conhecimentos os alunos precisam mobilizar para resolvê-la, em relação ao texto e à complexidade da tarefa proposta. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
GRUPOS Grupo 1 e 2 – Exemplo 7  (Página 90) Grupo 3 e 4 – Exemplo 15 (Página 99) Grupos 5 e 6 – Exemplo 29 (Página 116) Grupos 7 e 8 – Exemplo  8  (Página 91 ) Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
Dicas de como selecionar textos ... O trabalho deve se organizar em torno da diversidade de textos  e gêneros que circulam socialmente; Dos textos que circulam socialmente, aqueles que podem atender a necessidades detectadas do aluno-leitor para uma efetiva participação cidadã; Os que possibilitam, de maneira mais imediata, a identificação de elementos implícitos; Os que possibilitam o estabelecimento de relações com outros textos já lidos (intertextualidade) e outros discursos (interdiscursividade).  Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
EM GRUPOS... INTERPRETAÇÃO DE UMA QUESTÃO DO SARESP 2.009.  PROCURE ANALISAR OS RESULTADOS (A PORCENTAGEM INDICADA APÓS CADA ALTERNATIVA); DESCREVA O QUE CAUSOU OS DISTRATORES E COMO O ALUNO CHEGOU NA RESPOSTA CORRETA. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
MATRIZ DE REFERÊNCIA DO SARESP – MATEMÁTICA OBJETOS DO CONHECIMENTO : TEMA 1 -NÚMEROS E OPERAÇÕES TEMA 2 – ESPAÇO E FORMA TEMA 3 – GRANDEZAS E MEDIDAS TEMA 4 – TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
Estabelecer relações  entre as habilidades avaliadas no SARESP  (nível básico – pg. 67 e 68 do Relatório Pedagógico) com a Matrizes de Referências e as Expectativas de Aprendizagens . Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
Para que o professor entenda melhor as descrições das habilidades é necessário que avalie algumas questões presentes na Avaliação...  Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
EM GRUPOS... INTERPRETAÇÃO DE UMA QUESTÃO DO SARESP 2.009.  PROCURE ANALISAR OS RESULTADOS (A PORCENTAGEM INDICADA APÓS CADA ALTERNATIVA); DESCREVA O QUE CAUSOU OS DISTRATORES E COMO O ALUNO CHEGOU NA RESPOSTA CORRETA. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
“ A avaliação deve ir muito além de avaliar a aprendizagem do aluno, ela ultrapassa essa dimensão avaliando em contrapartida o trabalho da escola e o desempenho do professor, promovendo a revisão e a redefinição dos objetivos propostos.” Philippe Perrenoud Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS

Mais conteúdo relacionado

Destaque

4. ppt saresp 2013 matematica geral
4. ppt saresp 2013 matematica geral4. ppt saresp 2013 matematica geral
4. ppt saresp 2013 matematica geral
sitedcoeste
 
Calculo saresp
Calculo sarespCalculo saresp
Calculo saresp
telasnorte1
 
Ppt dia do saresp 2013
Ppt dia do saresp 2013Ppt dia do saresp 2013
Ppt dia do saresp 2013
Fernando R. G. Paolini
 
3. ppt saresp 2013 relatório pedagógico - lp
3. ppt saresp 2013  relatório pedagógico - lp3. ppt saresp 2013  relatório pedagógico - lp
3. ppt saresp 2013 relatório pedagógico - lp
sitedcoeste
 
P pts analise do saresp
P pts analise do sarespP pts analise do saresp
P pts analise do saresp
Gildo Moitinho
 
Orientação Técnica Saresp
Orientação Técnica SarespOrientação Técnica Saresp
Orientação Técnica Saresp
Glauber Eduardo Aragon Pereira
 
Carta escrita no ano de 2070
Carta escrita no ano de 2070Carta escrita no ano de 2070
Carta escrita no ano de 2070
MIGUEL LIMA
 
Saresp dia do
Saresp dia  doSaresp dia  do
Saresp dia do
telasnorte1
 
Saresp 2012 análise
Saresp 2012   análiseSaresp 2012   análise
Saresp 2012 análise
Rosemary Batista
 
Cgeb dia do_saresp_na_escola_2014 (1)
Cgeb dia do_saresp_na_escola_2014 (1)Cgeb dia do_saresp_na_escola_2014 (1)
Cgeb dia do_saresp_na_escola_2014 (1)
Wilson Barbieri
 
Saresp 2013 relatório pedagógico matemática
Saresp 2013 relatório pedagógico matemáticaSaresp 2013 relatório pedagógico matemática
Saresp 2013 relatório pedagógico matemática
Katia - uniesp alves
 
Slides 4° Encontro Pcs
Slides   4° Encontro PcsSlides   4° Encontro Pcs
Slides 4° Encontro Pcs
pri_alquimim
 
Semana Pedagógica. 13 dicas valiosas
Semana Pedagógica. 13 dicas valiosasSemana Pedagógica. 13 dicas valiosas
Semana Pedagógica. 13 dicas valiosas
Seduc MT
 
LINGUA PORTUGUESA- DESCRITORES
LINGUA PORTUGUESA- DESCRITORESLINGUA PORTUGUESA- DESCRITORES
LINGUA PORTUGUESA- DESCRITORES
PEDAGOGIADILA
 

Destaque (14)

4. ppt saresp 2013 matematica geral
4. ppt saresp 2013 matematica geral4. ppt saresp 2013 matematica geral
4. ppt saresp 2013 matematica geral
 
Calculo saresp
Calculo sarespCalculo saresp
Calculo saresp
 
Ppt dia do saresp 2013
Ppt dia do saresp 2013Ppt dia do saresp 2013
Ppt dia do saresp 2013
 
3. ppt saresp 2013 relatório pedagógico - lp
3. ppt saresp 2013  relatório pedagógico - lp3. ppt saresp 2013  relatório pedagógico - lp
3. ppt saresp 2013 relatório pedagógico - lp
 
P pts analise do saresp
P pts analise do sarespP pts analise do saresp
P pts analise do saresp
 
Orientação Técnica Saresp
Orientação Técnica SarespOrientação Técnica Saresp
Orientação Técnica Saresp
 
Carta escrita no ano de 2070
Carta escrita no ano de 2070Carta escrita no ano de 2070
Carta escrita no ano de 2070
 
Saresp dia do
Saresp dia  doSaresp dia  do
Saresp dia do
 
Saresp 2012 análise
Saresp 2012   análiseSaresp 2012   análise
Saresp 2012 análise
 
Cgeb dia do_saresp_na_escola_2014 (1)
Cgeb dia do_saresp_na_escola_2014 (1)Cgeb dia do_saresp_na_escola_2014 (1)
Cgeb dia do_saresp_na_escola_2014 (1)
 
Saresp 2013 relatório pedagógico matemática
Saresp 2013 relatório pedagógico matemáticaSaresp 2013 relatório pedagógico matemática
Saresp 2013 relatório pedagógico matemática
 
Slides 4° Encontro Pcs
Slides   4° Encontro PcsSlides   4° Encontro Pcs
Slides 4° Encontro Pcs
 
Semana Pedagógica. 13 dicas valiosas
Semana Pedagógica. 13 dicas valiosasSemana Pedagógica. 13 dicas valiosas
Semana Pedagógica. 13 dicas valiosas
 
LINGUA PORTUGUESA- DESCRITORES
LINGUA PORTUGUESA- DESCRITORESLINGUA PORTUGUESA- DESCRITORES
LINGUA PORTUGUESA- DESCRITORES
 

Semelhante a DIA DO SARESP NA ESCOLA

L Portuguesa
L PortuguesaL Portuguesa
L Portuguesa
Milton Alvaro Menon
 
Pps avaliação - técnicas e instrumentos de avaliação
Pps   avaliação - técnicas e instrumentos de avaliaçãoPps   avaliação - técnicas e instrumentos de avaliação
Pps avaliação - técnicas e instrumentos de avaliação
Maria Pedro Silva
 
Triade vice diretor
Triade vice diretorTriade vice diretor
Triade vice diretor
Andreia Carla Lobo
 
Estudo e reflexão sobre avaliação biologia 2013
Estudo e reflexão sobre avaliação   biologia 2013Estudo e reflexão sobre avaliação   biologia 2013
Estudo e reflexão sobre avaliação biologia 2013
Fernanda Rezende Pedroza
 
Triade gremio
Triade gremioTriade gremio
Triade gremio
Andreia Carla Lobo
 
Saresp2
Saresp2Saresp2
Saresp2
telasnorte1
 
SARESP 2009 - 4 SÉRIE
SARESP 2009 - 4 SÉRIESARESP 2009 - 4 SÉRIE
SARESP 2009 - 4 SÉRIE
pri_alquimim
 
Diretoria De Ensino – Regiao De Caieiras – Saresp[1]
Diretoria De Ensino – Regiao De Caieiras – Saresp[1]Diretoria De Ensino – Regiao De Caieiras – Saresp[1]
Diretoria De Ensino – Regiao De Caieiras – Saresp[1]
pri_alquimim
 
Estudo e reflexão sobre avaliação, índices, habilidades e estratégias 2014
Estudo e reflexão sobre avaliação, índices, habilidades e estratégias 2014Estudo e reflexão sobre avaliação, índices, habilidades e estratégias 2014
Estudo e reflexão sobre avaliação, índices, habilidades e estratégias 2014
Fernanda Rezende Pedroza
 
1º encontro de formação
1º encontro de formação1º encontro de formação
1º encontro de formação
Elizabeth Pires
 
ATPC - Adaptação Curricular.ppt
ATPC - Adaptação Curricular.pptATPC - Adaptação Curricular.ppt
ATPC - Adaptação Curricular.ppt
RenatoDeOliveiraAgui
 
Experiências bem sucedidas em gestão pedagógica
Experiências bem sucedidas em gestão pedagógicaExperiências bem sucedidas em gestão pedagógica
Experiências bem sucedidas em gestão pedagógica
Mari_Saracchini
 
Prova brasil e o direito a educacao - P. Alegre
Prova brasil e o direito a educacao - P. AlegreProva brasil e o direito a educacao - P. Alegre
Prova brasil e o direito a educacao - P. Alegre
Editora Moderna
 
1º encontro de professores de matemática 2013 1º dia
1º encontro de professores de matemática 2013   1º dia1º encontro de professores de matemática 2013   1º dia
1º encontro de professores de matemática 2013 1º dia
Ruanna Guido
 
1º encontro de professores de matemática 2013
1º encontro de professores de matemática 20131º encontro de professores de matemática 2013
1º encontro de professores de matemática 2013
Ruanna Guido
 
EXPECTATIVA DE APRENDIZAGEM - CADERNO DO GESTOR
EXPECTATIVA DE APRENDIZAGEM - CADERNO DO GESTOREXPECTATIVA DE APRENDIZAGEM - CADERNO DO GESTOR
EXPECTATIVA DE APRENDIZAGEM - CADERNO DO GESTOR
Jeca Tatu
 

Semelhante a DIA DO SARESP NA ESCOLA (16)

L Portuguesa
L PortuguesaL Portuguesa
L Portuguesa
 
Pps avaliação - técnicas e instrumentos de avaliação
Pps   avaliação - técnicas e instrumentos de avaliaçãoPps   avaliação - técnicas e instrumentos de avaliação
Pps avaliação - técnicas e instrumentos de avaliação
 
Triade vice diretor
Triade vice diretorTriade vice diretor
Triade vice diretor
 
Estudo e reflexão sobre avaliação biologia 2013
Estudo e reflexão sobre avaliação   biologia 2013Estudo e reflexão sobre avaliação   biologia 2013
Estudo e reflexão sobre avaliação biologia 2013
 
Triade gremio
Triade gremioTriade gremio
Triade gremio
 
Saresp2
Saresp2Saresp2
Saresp2
 
SARESP 2009 - 4 SÉRIE
SARESP 2009 - 4 SÉRIESARESP 2009 - 4 SÉRIE
SARESP 2009 - 4 SÉRIE
 
Diretoria De Ensino – Regiao De Caieiras – Saresp[1]
Diretoria De Ensino – Regiao De Caieiras – Saresp[1]Diretoria De Ensino – Regiao De Caieiras – Saresp[1]
Diretoria De Ensino – Regiao De Caieiras – Saresp[1]
 
Estudo e reflexão sobre avaliação, índices, habilidades e estratégias 2014
Estudo e reflexão sobre avaliação, índices, habilidades e estratégias 2014Estudo e reflexão sobre avaliação, índices, habilidades e estratégias 2014
Estudo e reflexão sobre avaliação, índices, habilidades e estratégias 2014
 
1º encontro de formação
1º encontro de formação1º encontro de formação
1º encontro de formação
 
ATPC - Adaptação Curricular.ppt
ATPC - Adaptação Curricular.pptATPC - Adaptação Curricular.ppt
ATPC - Adaptação Curricular.ppt
 
Experiências bem sucedidas em gestão pedagógica
Experiências bem sucedidas em gestão pedagógicaExperiências bem sucedidas em gestão pedagógica
Experiências bem sucedidas em gestão pedagógica
 
Prova brasil e o direito a educacao - P. Alegre
Prova brasil e o direito a educacao - P. AlegreProva brasil e o direito a educacao - P. Alegre
Prova brasil e o direito a educacao - P. Alegre
 
1º encontro de professores de matemática 2013 1º dia
1º encontro de professores de matemática 2013   1º dia1º encontro de professores de matemática 2013   1º dia
1º encontro de professores de matemática 2013 1º dia
 
1º encontro de professores de matemática 2013
1º encontro de professores de matemática 20131º encontro de professores de matemática 2013
1º encontro de professores de matemática 2013
 
EXPECTATIVA DE APRENDIZAGEM - CADERNO DO GESTOR
EXPECTATIVA DE APRENDIZAGEM - CADERNO DO GESTOREXPECTATIVA DE APRENDIZAGEM - CADERNO DO GESTOR
EXPECTATIVA DE APRENDIZAGEM - CADERNO DO GESTOR
 

Mais de pri_alquimim

O.T - DIA DO SARESP NA ESCOLA
O.T - DIA DO SARESP NA ESCOLAO.T - DIA DO SARESP NA ESCOLA
O.T - DIA DO SARESP NA ESCOLA
pri_alquimim
 
SARESP - CICLO I
SARESP - CICLO ISARESP - CICLO I
SARESP - CICLO I
pri_alquimim
 
SARESP - CIC
SARESP - CICSARESP - CIC
SARESP - CIC
pri_alquimim
 
11º ENCONTRO - LER E ESCREVER
11º ENCONTRO - LER E ESCREVER  11º ENCONTRO - LER E ESCREVER
11º ENCONTRO - LER E ESCREVER
pri_alquimim
 
7 encontro
7 encontro7 encontro
7 encontro
pri_alquimim
 
Apresentação - Entrega de certificados
Apresentação - Entrega de  certificadosApresentação - Entrega de  certificados
Apresentação - Entrega de certificados
pri_alquimim
 
O.T MATEMÁTICA 22 04
O.T MATEMÁTICA 22 04O.T MATEMÁTICA 22 04
O.T MATEMÁTICA 22 04
pri_alquimim
 
5 encontro
5 encontro5 encontro
5 encontro
pri_alquimim
 
O.T MATEMATICA 15 04
O.T MATEMATICA 15 04O.T MATEMATICA 15 04
O.T MATEMATICA 15 04
pri_alquimim
 
ORIENT TÉCNICA 08 04
ORIENT TÉCNICA 08 04ORIENT TÉCNICA 08 04
ORIENT TÉCNICA 08 04pri_alquimim
 
Orientacao Tecnica Ciclo I 18/03/10
Orientacao Tecnica Ciclo I 18/03/10Orientacao Tecnica Ciclo I 18/03/10
Orientacao Tecnica Ciclo I 18/03/10
pri_alquimim
 
O.T 04 03 10
O.T 04 03 10O.T 04 03 10
O.T 04 03 10
pri_alquimim
 
SARESP 2009
SARESP 2009SARESP 2009
SARESP 2009
pri_alquimim
 
Tematização da Prática
Tematização da PráticaTematização da Prática
Tematização da Prática
pri_alquimim
 
Recuperação Paralela
Recuperação ParalelaRecuperação Paralela
Recuperação Paralela
pri_alquimim
 
AÇÕES DOS GESTORES - LEITURA
AÇÕES DOS GESTORES - LEITURAAÇÕES DOS GESTORES - LEITURA
AÇÕES DOS GESTORES - LEITURA
pri_alquimim
 
OT MATEMÁTICA 04/06
OT MATEMÁTICA 04/06OT MATEMÁTICA 04/06
OT MATEMÁTICA 04/06
pri_alquimim
 
2º ENCONTRO - PIC
2º ENCONTRO - PIC2º ENCONTRO - PIC
2º ENCONTRO - PIC
pri_alquimim
 
OT MATEMÁTICA 07- 05
OT MATEMÁTICA  07- 05OT MATEMÁTICA  07- 05
OT MATEMÁTICA 07- 05
pri_alquimim
 
Ot MatemáTica 07 05
Ot MatemáTica   07 05Ot MatemáTica   07 05
Ot MatemáTica 07 05
pri_alquimim
 

Mais de pri_alquimim (20)

O.T - DIA DO SARESP NA ESCOLA
O.T - DIA DO SARESP NA ESCOLAO.T - DIA DO SARESP NA ESCOLA
O.T - DIA DO SARESP NA ESCOLA
 
SARESP - CICLO I
SARESP - CICLO ISARESP - CICLO I
SARESP - CICLO I
 
SARESP - CIC
SARESP - CICSARESP - CIC
SARESP - CIC
 
11º ENCONTRO - LER E ESCREVER
11º ENCONTRO - LER E ESCREVER  11º ENCONTRO - LER E ESCREVER
11º ENCONTRO - LER E ESCREVER
 
7 encontro
7 encontro7 encontro
7 encontro
 
Apresentação - Entrega de certificados
Apresentação - Entrega de  certificadosApresentação - Entrega de  certificados
Apresentação - Entrega de certificados
 
O.T MATEMÁTICA 22 04
O.T MATEMÁTICA 22 04O.T MATEMÁTICA 22 04
O.T MATEMÁTICA 22 04
 
5 encontro
5 encontro5 encontro
5 encontro
 
O.T MATEMATICA 15 04
O.T MATEMATICA 15 04O.T MATEMATICA 15 04
O.T MATEMATICA 15 04
 
ORIENT TÉCNICA 08 04
ORIENT TÉCNICA 08 04ORIENT TÉCNICA 08 04
ORIENT TÉCNICA 08 04
 
Orientacao Tecnica Ciclo I 18/03/10
Orientacao Tecnica Ciclo I 18/03/10Orientacao Tecnica Ciclo I 18/03/10
Orientacao Tecnica Ciclo I 18/03/10
 
O.T 04 03 10
O.T 04 03 10O.T 04 03 10
O.T 04 03 10
 
SARESP 2009
SARESP 2009SARESP 2009
SARESP 2009
 
Tematização da Prática
Tematização da PráticaTematização da Prática
Tematização da Prática
 
Recuperação Paralela
Recuperação ParalelaRecuperação Paralela
Recuperação Paralela
 
AÇÕES DOS GESTORES - LEITURA
AÇÕES DOS GESTORES - LEITURAAÇÕES DOS GESTORES - LEITURA
AÇÕES DOS GESTORES - LEITURA
 
OT MATEMÁTICA 04/06
OT MATEMÁTICA 04/06OT MATEMÁTICA 04/06
OT MATEMÁTICA 04/06
 
2º ENCONTRO - PIC
2º ENCONTRO - PIC2º ENCONTRO - PIC
2º ENCONTRO - PIC
 
OT MATEMÁTICA 07- 05
OT MATEMÁTICA  07- 05OT MATEMÁTICA  07- 05
OT MATEMÁTICA 07- 05
 
Ot MatemáTica 07 05
Ot MatemáTica   07 05Ot MatemáTica   07 05
Ot MatemáTica 07 05
 

Último

A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 

Último (20)

A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 

DIA DO SARESP NA ESCOLA

  • 1. ORIENTAÇÃO TÉCNICA SARESP CICLO I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 2.
  • 3. O SARESP 2009 O SARESP – Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo – aplica anualmente provas aos alunos da Educação Básica da Rede Estadual. Os resultados apresentados neste Boletim permitem à escola analisar seu desempenho e, com o apoio da Secretaria de Estado da Educação, melhorar a qualidade da aprendizagem dos seus alunos e da gestão escolar. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 4. O SARESP 2009 DADOS DE PARTICIPAÇÃO Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 5. SARESP 2.009 – RESULTADOS: Informações para a escola nos documentos: Boletim da Escola: Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 6. ESCALA DE PROFICIÊNCIA Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 7. “ AS HABILIDADES POSSIBILITAM INFERIR, PELA ESCALA DE PROFICIÊNCIA ADOTADA, O NÍVEL EM QUE OS ALUNOS DOMINAM AS COMPETÊNCIAS COGNITIVAS, AVALIADAS RELATIVAMENTE AOS CONTEÚDOS DAS DISCIPLINAS E EM CADA SÉRIE OU ANO ESCOLARES. OS CONTEÚDOS E AS COMPETÊNCIAS (FORMAS DE RACIOCINAR E TOMAR DECISÕES) CORRESPONDEM, ASSIM, ÀS DIFERENTES HABILIDADES A SEREM CONSIDERADAS NAS RESPOSTAS ÀS DIFERENTES QUESTÕES OU TAREFAS DAS PROVAS” Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 8. COMPETÊNCIAS COGNITIVAS SÃO MODALIDADES ESTRUTURAIS DA INTELIGÊNCIA. POR QUE SÃO MODALIDADES? PORQUE EXPRESSAM O QUE É NECESSÁRIO PARA COMPREENDER OU RESOLVER UM PROBLEMA. UM MESMO PROBLEMA PODE SER RESOLVIDO DE DIVERSOS MODOS. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 9. GRUPO III – ESQUEMAS OPERATÓRIOS REALIZAR COMPREENDER GRUPO II OBSERVAR GRUPO I ESQUEMAS PROCEDIMENTAIS ESQUEMAS PRESENTATIVOS Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS COMPETÊNCIAS
  • 10. NÍVEIS DE PROFICÊNCIA LÍNGUA PORTUGUESA: ABAIXO DO BÁSICO - 150 MATEMÁTICA: ABAIXO DO BÁSICO - 175 Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 11. Agrupamento de pontos da Escala de Proficiência caracterizados a partir das expectativas de aprendizagem para cada série. Análise estatística indica percentual de Alunos nos níveis definidos para cada série e disciplina Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 12. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS CLASSIFICAÇÃO NÍVEIS DE PROFICIÊNCIA DESCRIÇÃO INSUFICENTE ABAIXO DO BÁSICO OS ALUNOS NESTE NÍVEL DEMONSTRAM DOMÍNIO INSUFICIENTE DOS CONTEÚDOS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DESEJÁVEIS PARA A SÉRIE/ANO ESCOLAR EM QUE SE ENCONTRAM SUFICIENTE BÁSICO OS ALUNOS NESTE NÍVEL DEMONSTRAM DOMÍNIO MÍNIMO DOS CONTEÚDOS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES, MAS POSSUEM AS ESTRUTURAS NECESSÁRIAS PARA INTERAGIR COM A PROPOSTA CURRICULAR NA SÉRIE/ANO. ADEQUADO OS ALUNOS NESTE NÍVEL DEMONSTRAM DOMÍNIO PLENO DOS CONTEÚDOS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DESEJÁVEIS PARA A SÉRIE/ANO ESCOLAR EM QUE SE ENCONTRAM AVANÇADO AVANÇADO OS ALUNOS NESTE NÍVEL DEMONSTRAM CONHECIMENTOS E DOMÍNIO DOS CONTEÚDOS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES ACIMA DO REQUERIDO NA SÉRIE/ANO ESCOLAR EM QUE SE ENCONTRAM.
  • 13.
  • 14. PROJETOS DE INTERVENÇÃO: TODOS OS ALUNOS TÊM O DIREITO DE APRENDER E APRIMORAR O QUE JÁ SABE. PORTANTO, NÃO PODEMOS ABANDONÁ-LOS À PRÓPRIA SORTE. É NECESSÁRIO ELABORAR UM PROJETO DE INTERVENÇÃO PARA CADA NÍVEL DE PROFICIÊNCIA . Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 15. PROJETOS DE INTERVENÇÃO: Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 16. MATRIZ CURRICULAR X MATRIZ DE REFERÊNCIA Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 17. Aspectos que evidenciam a avaliação de Língua Portuguesa 1. A presença do texto; 2. Os descritores, reunidos em seis tópicos, que apresentam as habilidades de leitura a serem avaliadas; 3. As estratégias de perguntas que compõem o denominado item de leitura. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 18. SARESP – COMPETÊNCIA DE ÁREA Tema 1 – Reconstrução das condições de produção e recepção de textos (da Habilidade 1 a Habilidade 3); Tema 2 – Reconstrução dos sentidos do texto (H 4 ao H 14); Tema 3 – Reconstrução da textualidade (H 15 ao H 20); Tema 4 – Recuperação da intertextualidade e estabelecimento de relações entre textos (H 21 e H 22); Tema 5 – Reflexão sobre os usos da língua falada e escrita (H 23 e H 24); Tema 6 – Compreensão de textos literários (H 25 ao H 40); Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 19. 1ª ATIVIDADE Análise de algumas questões do Saresp, com foco nas habilidades/competências de leitura que foram exigidas na prova do Saresp 2009; Parte A: Analisem a questão e levantem quais conhecimentos os alunos precisam mobilizar para resolvê-la, em relação ao texto e à complexidade da tarefa proposta. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 20. GRUPOS Grupo 1 e 2 – Exemplo 7 (Página 90) Grupo 3 e 4 – Exemplo 15 (Página 99) Grupos 5 e 6 – Exemplo 29 (Página 116) Grupos 7 e 8 – Exemplo 8 (Página 91 ) Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 21.
  • 22.
  • 23. Dicas de como selecionar textos ... O trabalho deve se organizar em torno da diversidade de textos e gêneros que circulam socialmente; Dos textos que circulam socialmente, aqueles que podem atender a necessidades detectadas do aluno-leitor para uma efetiva participação cidadã; Os que possibilitam, de maneira mais imediata, a identificação de elementos implícitos; Os que possibilitam o estabelecimento de relações com outros textos já lidos (intertextualidade) e outros discursos (interdiscursividade). Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 24. EM GRUPOS... INTERPRETAÇÃO DE UMA QUESTÃO DO SARESP 2.009. PROCURE ANALISAR OS RESULTADOS (A PORCENTAGEM INDICADA APÓS CADA ALTERNATIVA); DESCREVA O QUE CAUSOU OS DISTRATORES E COMO O ALUNO CHEGOU NA RESPOSTA CORRETA. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 25. MATRIZ DE REFERÊNCIA DO SARESP – MATEMÁTICA OBJETOS DO CONHECIMENTO : TEMA 1 -NÚMEROS E OPERAÇÕES TEMA 2 – ESPAÇO E FORMA TEMA 3 – GRANDEZAS E MEDIDAS TEMA 4 – TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 26. Estabelecer relações entre as habilidades avaliadas no SARESP (nível básico – pg. 67 e 68 do Relatório Pedagógico) com a Matrizes de Referências e as Expectativas de Aprendizagens . Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 27. Para que o professor entenda melhor as descrições das habilidades é necessário que avalie algumas questões presentes na Avaliação... Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 28. EM GRUPOS... INTERPRETAÇÃO DE UMA QUESTÃO DO SARESP 2.009. PROCURE ANALISAR OS RESULTADOS (A PORCENTAGEM INDICADA APÓS CADA ALTERNATIVA); DESCREVA O QUE CAUSOU OS DISTRATORES E COMO O ALUNO CHEGOU NA RESPOSTA CORRETA. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  • 29.
  • 30. “ A avaliação deve ir muito além de avaliar a aprendizagem do aluno, ela ultrapassa essa dimensão avaliando em contrapartida o trabalho da escola e o desempenho do professor, promovendo a revisão e a redefinição dos objetivos propostos.” Philippe Perrenoud Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS