SlideShare uma empresa Scribd logo

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 114 - Novos Atenienses

“Paulo, todavia, refere-se à ressurreição dos mortos, deixando entrever a gloriosa continuação da vida, além das ninharias terrestres” Emmanuel

1 de 22
Baixar para ler offline
“Paulo, todavia, refere-se à
ressurreição dos mortos,
deixando entrever a gloriosa
continuação da vida, além das
ninharias terrestres”
Emmanuel
Evangelho
114
NOVOS ATENIENSES
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 114 - Novos Atenienses
Livro Pão Nosso, espírito
Emmanuel, psicografia de
Francisco C. Xavier
Seara Espírita a Caminho do Mestre, Domingo as 9h da manhã
https://www.facebook.com/searaespiritaacaminhodomestre/
https://www.youtube.com/channel/UCiGuBtfdvPyz9fm_w9R5Xjg
Evangelho No Lar - Pão Nosso
O contato de Paulo com os atenienses, no Areópago, apresenta
lição interessante aos discípulos novos.
Enquanto o apóstolo comentava as suas impressões da cidade
célebre, aguçando talvez a vaidade dos circunstantes, pelas
referências aos santuários e pelo jogo sutil dos raciocínios, foi
atentamente ouvido.
Novos Atenienses 1/3
“Mas quando ouviram falar da ressurreição dos mortos, uns
escarneciam e outros diziam: acerca disso te ouviremos outra
vez.” – (Atos, 17:32.)
É possível que a assembléia o aclamasse com fervor, se sua
palavra se detivesse no quadro filosófico das primeiras
exposições. Atenas reverenciá-lo-ia, então, por sábio,
apresentando-o ao mundo na moldura especial de seus nomes
inesquecíveis.
Paulo, todavia, refere-se à ressurreição dos mortos, deixando
entrever a gloriosa continuação da vida, além das ninharias
terrestres. Desde esse instante, os ouvintes sentiram-se menos
bem e chegaram a escarnecer-lhe1 a palavra amorosa e
sincera, deixando-o quase só.
Novos Atenienses 2/3
1. tratar ou considerar (alguém ou algo) com escárnio,
com zombaria; troçar de.
O ensinamento enquadra-se perfeitamente nos dias que correm.
Numerosos trabalhadores do Cristo, nos diversos setores da
cultura moderna, são atenciosamente ouvidos e respeitados
por autoridades nos assuntos em que se especializaram;
contudo, ao declararem sua crença na vida além do corpo, em
afirmando a lei de responsabilidade, para lá do sepulcro,
recebem, de imediato, o riso
escarninho dos admiradores de
minutos antes, que os deixam
sozinhos, proporcionando-lhes
a impressão de verdadeiro
deserto.
Novos Atenienses 3/3

Recomendados

A Bíblia e as Últimas Descobertas
A Bíblia e as Últimas DescobertasA Bíblia e as Últimas Descobertas
A Bíblia e as Últimas DescobertasFabianoMedeiros15
 
Imersão em efésios
Imersão em efésiosImersão em efésios
Imersão em efésiosJorge Neves
 
Alegrai vos no senhor uma exposição de filipenses - russell p. shedd
Alegrai vos no senhor   uma exposição de filipenses - russell p. sheddAlegrai vos no senhor   uma exposição de filipenses - russell p. shedd
Alegrai vos no senhor uma exposição de filipenses - russell p. sheddDeusdete Soares
 
1 as sete cartas éfeso - pr. albino
1   as sete cartas éfeso - pr. albino1   as sete cartas éfeso - pr. albino
1 as sete cartas éfeso - pr. albinoAlbino Filho
 
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)
Barroco (Contexto Histórico, Arte, Literatura)Paula Meyer Piagentini
 
História de um diagnóstico complicado general levino cornélio wischral
História de um diagnóstico complicado   general levino cornélio wischralHistória de um diagnóstico complicado   general levino cornélio wischral
História de um diagnóstico complicado general levino cornélio wischralFernando Fernandes
 
História de um Diagnóstico Complicado - General Levino Cornélio Wischral
História de um Diagnóstico Complicado - General Levino Cornélio WischralHistória de um Diagnóstico Complicado - General Levino Cornélio Wischral
História de um Diagnóstico Complicado - General Levino Cornélio WischralFernando Fernandes
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 114 - Novos Atenienses

Tratado prático ou o monge evagrio pôntico
Tratado prático ou o monge   evagrio pônticoTratado prático ou o monge   evagrio pôntico
Tratado prático ou o monge evagrio pônticoAgn-garcia
 
ÉFeso - A Cidade
ÉFeso - A CidadeÉFeso - A Cidade
ÉFeso - A CidadeEid Marques
 
Santo Estêvão, o primeiro mártir.pptx
Santo Estêvão, o primeiro mártir.pptxSanto Estêvão, o primeiro mártir.pptx
Santo Estêvão, o primeiro mártir.pptxMartin M Flynn
 
As sete cartas éfeso pr. albino
As sete cartas éfeso   pr. albinoAs sete cartas éfeso   pr. albino
As sete cartas éfeso pr. albinoChicao Filho
 
comentado por J. van Rijckenborgh
comentado por J. van Rijckenborghcomentado por J. van Rijckenborgh
comentado por J. van RijckenborghRODRIGO ORION
 
Biografia as vidas passadas de emmanuel
Biografia   as vidas passadas de emmanuelBiografia   as vidas passadas de emmanuel
Biografia as vidas passadas de emmanuelrafael dias
 
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908Daniel de Melo
 
Apocalipse - Cartas as Igrejas.pptx
Apocalipse - Cartas as Igrejas.pptxApocalipse - Cartas as Igrejas.pptx
Apocalipse - Cartas as Igrejas.pptxJoberthSilva
 
Os Kyriakós: Apolo - Cap. I e II
Os Kyriakós: Apolo - Cap. I e IIOs Kyriakós: Apolo - Cap. I e II
Os Kyriakós: Apolo - Cap. I e IIMarie Scoss
 
Andre luiz mecanismos da mediunidade - chico xavier
Andre luiz   mecanismos da mediunidade - chico xavierAndre luiz   mecanismos da mediunidade - chico xavier
Andre luiz mecanismos da mediunidade - chico xavierhavatar
 
Rastros de luz 02
Rastros de luz 02Rastros de luz 02
Rastros de luz 02MRS
 
Sao Paulo, Aapostolo 1 (portuguese) Cultura y Conversao
Sao Paulo, Aapostolo   1 (portuguese) Cultura y ConversaoSao Paulo, Aapostolo   1 (portuguese) Cultura y Conversao
Sao Paulo, Aapostolo 1 (portuguese) Cultura y ConversaoMartin M Flynn
 
Jb news informativo nr. 0431
Jb news   informativo nr. 0431Jb news   informativo nr. 0431
Jb news informativo nr. 0431JB News
 
Aristóteles e os segredos da vida
Aristóteles e os segredos da vidaAristóteles e os segredos da vida
Aristóteles e os segredos da vidaFábio Professoris
 

Semelhante a Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 114 - Novos Atenienses (20)

50 anos depois
50 anos depois50 anos depois
50 anos depois
 
50 anos depois
50 anos depois50 anos depois
50 anos depois
 
50 anos depois
50 anos depois50 anos depois
50 anos depois
 
Tratado prático EVAGRIO PONTO
Tratado prático EVAGRIO PONTOTratado prático EVAGRIO PONTO
Tratado prático EVAGRIO PONTO
 
Tratado prático ou o monge evagrio pôntico
Tratado prático ou o monge   evagrio pônticoTratado prático ou o monge   evagrio pôntico
Tratado prático ou o monge evagrio pôntico
 
As cartas de_paulo
As cartas de_pauloAs cartas de_paulo
As cartas de_paulo
 
ÉFeso - A Cidade
ÉFeso - A CidadeÉFeso - A Cidade
ÉFeso - A Cidade
 
Santo Estêvão, o primeiro mártir.pptx
Santo Estêvão, o primeiro mártir.pptxSanto Estêvão, o primeiro mártir.pptx
Santo Estêvão, o primeiro mártir.pptx
 
As sete cartas éfeso pr. albino
As sete cartas éfeso   pr. albinoAs sete cartas éfeso   pr. albino
As sete cartas éfeso pr. albino
 
comentado por J. van Rijckenborgh
comentado por J. van Rijckenborghcomentado por J. van Rijckenborgh
comentado por J. van Rijckenborgh
 
Biografia as vidas passadas de emmanuel
Biografia   as vidas passadas de emmanuelBiografia   as vidas passadas de emmanuel
Biografia as vidas passadas de emmanuel
 
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
 
Apocalipse - Cartas as Igrejas.pptx
Apocalipse - Cartas as Igrejas.pptxApocalipse - Cartas as Igrejas.pptx
Apocalipse - Cartas as Igrejas.pptx
 
Os Kyriakós: Apolo - Cap. I e II
Os Kyriakós: Apolo - Cap. I e IIOs Kyriakós: Apolo - Cap. I e II
Os Kyriakós: Apolo - Cap. I e II
 
Andre luiz mecanismos da mediunidade - chico xavier
Andre luiz   mecanismos da mediunidade - chico xavierAndre luiz   mecanismos da mediunidade - chico xavier
Andre luiz mecanismos da mediunidade - chico xavier
 
Rastros de luz 02
Rastros de luz 02Rastros de luz 02
Rastros de luz 02
 
Apolonio tiana
Apolonio tianaApolonio tiana
Apolonio tiana
 
Sao Paulo, Aapostolo 1 (portuguese) Cultura y Conversao
Sao Paulo, Aapostolo   1 (portuguese) Cultura y ConversaoSao Paulo, Aapostolo   1 (portuguese) Cultura y Conversao
Sao Paulo, Aapostolo 1 (portuguese) Cultura y Conversao
 
Jb news informativo nr. 0431
Jb news   informativo nr. 0431Jb news   informativo nr. 0431
Jb news informativo nr. 0431
 
Aristóteles e os segredos da vida
Aristóteles e os segredos da vidaAristóteles e os segredos da vida
Aristóteles e os segredos da vida
 

Mais de Ricardo Azevedo

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição Comum
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição ComumSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição Comum
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição ComumRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e Pecador
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e PecadorSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e Pecador
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e PecadorRicardo Azevedo
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 121 - Monturo
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 121 - MonturoEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 121 - Monturo
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 121 - MonturoRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 120 - Conciliação
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 120 - ConciliaçãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 120 - Conciliação
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 120 - ConciliaçãoRicardo Azevedo
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 119 - Ajuda sempre
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 119 - Ajuda sempreEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 119 - Ajuda sempre
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 119 - Ajuda sempreRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 118 - É para isto
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 118 - É para istoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 118 - É para isto
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 118 - É para istoRicardo Azevedo
 
O Papel da Casa Espírita
O Papel da Casa EspíritaO Papel da Casa Espírita
O Papel da Casa EspíritaRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 117 - Em Família
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 117 - Em FamíliaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 117 - Em Família
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 117 - Em FamíliaRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 116 - Ouçam-nos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 116 - Ouçam-nosSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 116 - Ouçam-nos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 116 - Ouçam-nosRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 115 - A Porta
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 115 - A PortaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 115 - A Porta
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 115 - A PortaRicardo Azevedo
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 113 - Tua Fé
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 113 - Tua FéEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 113 - Tua Fé
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 113 - Tua FéRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 112 - Tabernáculos Eternos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 112 - Tabernáculos EternosSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 112 - Tabernáculos Eternos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 112 - Tabernáculos EternosRicardo Azevedo
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 111 - Granjeai Amigos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 111 - Granjeai AmigosEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 111 - Granjeai Amigos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 111 - Granjeai AmigosRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 110 - Magnetismo Pessoal
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 110 - Magnetismo PessoalSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 110 - Magnetismo Pessoal
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 110 - Magnetismo PessoalRicardo Azevedo
 
Serie Evangelho no Lar - Pao Nosso - cap 109 - Três Imperativos.pptxSérie Eva...
Serie Evangelho no Lar - Pao Nosso - cap 109 - Três Imperativos.pptxSérie Eva...Serie Evangelho no Lar - Pao Nosso - cap 109 - Três Imperativos.pptxSérie Eva...
Serie Evangelho no Lar - Pao Nosso - cap 109 - Três Imperativos.pptxSérie Eva...Ricardo Azevedo
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - Oração
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - OraçãoEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - Oração
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - OraçãoRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - Piedade
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - PiedadeSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - Piedade
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - PiedadeRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 106 - Há muita diferença
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 106 - Há muita diferençaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 106 - Há muita diferença
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 106 - Há muita diferençaRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 105 - Observação Primordial
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 105 - Observação PrimordialSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 105 - Observação Primordial
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 105 - Observação PrimordialRicardo Azevedo
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito Sagrado
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito SagradoEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito Sagrado
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito SagradoRicardo Azevedo
 

Mais de Ricardo Azevedo (20)

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição Comum
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição ComumSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição Comum
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 123 - Condição Comum
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e Pecador
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e PecadorSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e Pecador
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 122 - Pecado e Pecador
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 121 - Monturo
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 121 - MonturoEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 121 - Monturo
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 121 - Monturo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 120 - Conciliação
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 120 - ConciliaçãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 120 - Conciliação
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 120 - Conciliação
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 119 - Ajuda sempre
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 119 - Ajuda sempreEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 119 - Ajuda sempre
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 119 - Ajuda sempre
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 118 - É para isto
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 118 - É para istoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 118 - É para isto
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 118 - É para isto
 
O Papel da Casa Espírita
O Papel da Casa EspíritaO Papel da Casa Espírita
O Papel da Casa Espírita
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 117 - Em Família
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 117 - Em FamíliaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 117 - Em Família
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 117 - Em Família
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 116 - Ouçam-nos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 116 - Ouçam-nosSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 116 - Ouçam-nos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 116 - Ouçam-nos
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 115 - A Porta
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 115 - A PortaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 115 - A Porta
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 115 - A Porta
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 113 - Tua Fé
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 113 - Tua FéEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 113 - Tua Fé
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 113 - Tua Fé
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 112 - Tabernáculos Eternos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 112 - Tabernáculos EternosSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 112 - Tabernáculos Eternos
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 112 - Tabernáculos Eternos
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 111 - Granjeai Amigos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 111 - Granjeai AmigosEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 111 - Granjeai Amigos
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 111 - Granjeai Amigos
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 110 - Magnetismo Pessoal
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 110 - Magnetismo PessoalSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 110 - Magnetismo Pessoal
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 110 - Magnetismo Pessoal
 
Serie Evangelho no Lar - Pao Nosso - cap 109 - Três Imperativos.pptxSérie Eva...
Serie Evangelho no Lar - Pao Nosso - cap 109 - Três Imperativos.pptxSérie Eva...Serie Evangelho no Lar - Pao Nosso - cap 109 - Três Imperativos.pptxSérie Eva...
Serie Evangelho no Lar - Pao Nosso - cap 109 - Três Imperativos.pptxSérie Eva...
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - Oração
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - OraçãoEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - Oração
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 108 - Oração
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - Piedade
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - PiedadeSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - Piedade
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 107 - Piedade
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 106 - Há muita diferença
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 106 - Há muita diferençaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 106 - Há muita diferença
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 106 - Há muita diferença
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 105 - Observação Primordial
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 105 - Observação PrimordialSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 105 - Observação Primordial
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 105 - Observação Primordial
 
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito Sagrado
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito SagradoEvangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito Sagrado
Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 104 - Direito Sagrado
 

Último

Oração De São Jorge
Oração De São JorgeOração De São Jorge
Oração De São JorgeNilson Almeida
 
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptxLição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptxCelso Napoleon
 
Ho'oponopono Oração Original
Ho'oponopono Oração OriginalHo'oponopono Oração Original
Ho'oponopono Oração OriginalNilson Almeida
 
A Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioA Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioNilson Almeida
 
Bíblia Sagrada - livro II de Salmos - 42-72 - slides powerpoint.ppt
Bíblia Sagrada - livro II de Salmos - 42-72 - slides powerpoint.pptBíblia Sagrada - livro II de Salmos - 42-72 - slides powerpoint.ppt
Bíblia Sagrada - livro II de Salmos - 42-72 - slides powerpoint.pptIgrejadoVerbo
 
Orações De Nossa Senhora
Orações De Nossa SenhoraOrações De Nossa Senhora
Orações De Nossa SenhoraNilson Almeida
 
Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Nilson Almeida
 
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...Denise Aguiar
 
Oração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo PoderosoOração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo PoderosoNilson Almeida
 
Oração Da Prosperidade E Da Riqueza
Oração Da Prosperidade E Da RiquezaOração Da Prosperidade E Da Riqueza
Oração Da Prosperidade E Da RiquezaNilson Almeida
 
Orações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-NascidoOrações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-NascidoNilson Almeida
 
Revista adulto usada no projeto 10 dias de oração
Revista adulto usada no projeto 10 dias de oraçãoRevista adulto usada no projeto 10 dias de oração
Revista adulto usada no projeto 10 dias de oraçãoLindiomar Rios
 
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E ProteçãoOração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E ProteçãoNilson Almeida
 
Orações Para Crianças
Orações Para CriançasOrações Para Crianças
Orações Para CriançasNilson Almeida
 
Novena De Preparação Para A Festa De Santo Expedito
Novena De Preparação Para A Festa De Santo ExpeditoNovena De Preparação Para A Festa De Santo Expedito
Novena De Preparação Para A Festa De Santo ExpeditoNilson Almeida
 

Último (20)

Oração De São Jorge
Oração De São JorgeOração De São Jorge
Oração De São Jorge
 
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptxLição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
Lição 8 - A Disciplina na Igreja - .pptx
 
Oração Pelos Filhos
Oração Pelos FilhosOração Pelos Filhos
Oração Pelos Filhos
 
Ho'oponopono Oração Original
Ho'oponopono Oração OriginalHo'oponopono Oração Original
Ho'oponopono Oração Original
 
A Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioA Couraça De São Patrício
A Couraça De São Patrício
 
Bíblia Sagrada - livro II de Salmos - 42-72 - slides powerpoint.ppt
Bíblia Sagrada - livro II de Salmos - 42-72 - slides powerpoint.pptBíblia Sagrada - livro II de Salmos - 42-72 - slides powerpoint.ppt
Bíblia Sagrada - livro II de Salmos - 42-72 - slides powerpoint.ppt
 
Orações De Nossa Senhora
Orações De Nossa SenhoraOrações De Nossa Senhora
Orações De Nossa Senhora
 
Novena De Santa Marta
Novena De Santa MartaNovena De Santa Marta
Novena De Santa Marta
 
Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra Vibração Pelo Planeta Terra
Vibração Pelo Planeta Terra
 
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
ESTUDO DO LIVRO NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO REALIZADA - GRUPO FRATERNIDADE - I...
 
Oração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo PoderosoOração A Deus Pai Todo Poderoso
Oração A Deus Pai Todo Poderoso
 
Oração Da Prosperidade E Da Riqueza
Oração Da Prosperidade E Da RiquezaOração Da Prosperidade E Da Riqueza
Oração Da Prosperidade E Da Riqueza
 
Orações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-NascidoOrações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
Orações Da Noite Junto A Um Recém-Nascido
 
Prece De Caritas
Prece De CaritasPrece De Caritas
Prece De Caritas
 
Oração Do Segredo
Oração Do SegredoOração Do Segredo
Oração Do Segredo
 
Orações Do Cristão
Orações Do CristãoOrações Do Cristão
Orações Do Cristão
 
Revista adulto usada no projeto 10 dias de oração
Revista adulto usada no projeto 10 dias de oraçãoRevista adulto usada no projeto 10 dias de oração
Revista adulto usada no projeto 10 dias de oração
 
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E ProteçãoOração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
Oração Aos Três Arcanjos - Círculo De Luz E Proteção
 
Orações Para Crianças
Orações Para CriançasOrações Para Crianças
Orações Para Crianças
 
Novena De Preparação Para A Festa De Santo Expedito
Novena De Preparação Para A Festa De Santo ExpeditoNovena De Preparação Para A Festa De Santo Expedito
Novena De Preparação Para A Festa De Santo Expedito
 

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 114 - Novos Atenienses

  • 1. “Paulo, todavia, refere-se à ressurreição dos mortos, deixando entrever a gloriosa continuação da vida, além das ninharias terrestres” Emmanuel Evangelho 114 NOVOS ATENIENSES
  • 3. Livro Pão Nosso, espírito Emmanuel, psicografia de Francisco C. Xavier Seara Espírita a Caminho do Mestre, Domingo as 9h da manhã https://www.facebook.com/searaespiritaacaminhodomestre/ https://www.youtube.com/channel/UCiGuBtfdvPyz9fm_w9R5Xjg Evangelho No Lar - Pão Nosso
  • 4. O contato de Paulo com os atenienses, no Areópago, apresenta lição interessante aos discípulos novos. Enquanto o apóstolo comentava as suas impressões da cidade célebre, aguçando talvez a vaidade dos circunstantes, pelas referências aos santuários e pelo jogo sutil dos raciocínios, foi atentamente ouvido. Novos Atenienses 1/3 “Mas quando ouviram falar da ressurreição dos mortos, uns escarneciam e outros diziam: acerca disso te ouviremos outra vez.” – (Atos, 17:32.)
  • 5. É possível que a assembléia o aclamasse com fervor, se sua palavra se detivesse no quadro filosófico das primeiras exposições. Atenas reverenciá-lo-ia, então, por sábio, apresentando-o ao mundo na moldura especial de seus nomes inesquecíveis. Paulo, todavia, refere-se à ressurreição dos mortos, deixando entrever a gloriosa continuação da vida, além das ninharias terrestres. Desde esse instante, os ouvintes sentiram-se menos bem e chegaram a escarnecer-lhe1 a palavra amorosa e sincera, deixando-o quase só. Novos Atenienses 2/3 1. tratar ou considerar (alguém ou algo) com escárnio, com zombaria; troçar de.
  • 6. O ensinamento enquadra-se perfeitamente nos dias que correm. Numerosos trabalhadores do Cristo, nos diversos setores da cultura moderna, são atenciosamente ouvidos e respeitados por autoridades nos assuntos em que se especializaram; contudo, ao declararem sua crença na vida além do corpo, em afirmando a lei de responsabilidade, para lá do sepulcro, recebem, de imediato, o riso escarninho dos admiradores de minutos antes, que os deixam sozinhos, proporcionando-lhes a impressão de verdadeiro deserto. Novos Atenienses 3/3
  • 7. Livro Paulo e Estevão, espírito Emmanuel, psicografia de Francisco C. Xavier Paulo e Estevão
  • 8. O jovem Saulo apresentava toda a vivacidade de um homem solteiro, bordejando os seus trinta anos. Na fisionomia cheia de virilidade e máscula beleza, os traços israelitas fixavam-se particularmente nos olhos profundos e percucientes2, próprios dos temperamentos apaixonados e indomáveis, ricos de agudeza e resolução. Trajando a túnica do patriciato, falava de preferência o grego, a que se afeiçoara na cidade natal, ao convívio de mestres bem-amados, trabalhados pelas escolas de Atenas e Alexandria. O jovem Saulo de Tarso 2. que tem penetração, agudeza; perspicaz.
  • 9. O perseguidor dos Cristãos
  • 10. Aquela tranquilidade de Estevão, no entanto, não deixaria de o impressionar bem no imo do coração voluntarioso e inflexível. Onde poderia ele haurir tal serenidade? Sob as pedras que o alvejavam, aqueles olhos encaravam os algozes sem pestanejar, sem revelar temor nem perturbação! Livro Paulo e Estevão, Emmanuel, psicografia de Chico Xavier Não existiria Paulo sem Estevão
  • 11. A conversão no caminho de Damasco Saulo!... Saulo!.... porque me persegues? Quem sois vós Senhor? Eu sou Jesus!... Não recalcitres contra os aguilhões. Saulo compreendeu e chorou. Sim, ele era a ovelha perdida, Jesus era o Pastor amigo que carinhosamente procurava salvá-lo. Senhor!... Que quereis que eu faça?
  • 12. Visitaria Atenas, satisfazendo um velho ideal. Muitas vezes, impressionado com a cultura helênica recebida em Tarso, alimentara o desejo de conhecer-lhe os monumentos gloriosos, os templos soberbos, o espírito sábio e livre. Quando ainda muito jovem, cogitara dessa visita à cidade magnificente dos velhos deuses, disposto a levar-lhe os tesouros da fé, guardados em Jerusalém: procuraria as assembléias cultas e independentes e falaria de Moisés e da sua Lei. Pensando, agora, na realização de tal projeto, considerava que levaria luzes muito mais ricas ao espírito ateniense: anunciaria à cidade famosa o Evangelho de Jesus. Paulo visita Atenas 1/5 Livro Paulo e Estevão, espírito Emmanuel, psicografia de Francisco C. Xavier
  • 13. Antegozava o prazer de falar à multidão afeiçoada ao trato das coisas espirituais. Indubitavelmente, os filósofos esperavam notícias do Cristo, com impaciência. Teriam nas suas pregações evangélicas o verdadeiro sentido da vida. ... Paulo penetrou na cidade possuído de grande emoção. Atenas ainda ostentava numerosas belezas exteriores. ... Entretanto, o transeunte das ruas não lhe podia ver a alma, e de Paulo viram apenas o corpo esquálido que as privações tornaram exótico. Muita gente o tomou por mendigo, farrapo humano da grande massa que chegava, em fluxo contínuo, do Oriente desamparado. Paulo visita Atenas 2/5
  • 14. Em Atenas ninguém apareceu interessado na leitura dos textos evangélicos. Entretanto, foi tanta a insistência de Paulo junto de algumas personagens em evidência, que o levaram ao Areópago3, para tomar contato com os homens mais sábios e inteligentes da época. Os componentes do nobre conclave receberam-lhe a visita com mais curiosidade que interesse. ... Paulo começou impressionando o auditório aristocrático, referindo- se ao “Deus desconhecido”, homenageado nos altares atenienses. Falava com alta nobreza, com ênfase; as imagens revestiam-se de extraordinário colorido; ... Paulo visita Atenas 3/5 3. Antigo supremo tribunal de justiça de Atenas, conhecido pelo senso de justiça e pela integridade.
  • 15. ... mas, quando, começou a discorrer sobre a ressurreição, houve forte e prolongado murmúrio. ... Os mais irônicos deixavam o recinto com gargalhadas sarcásticas, enquanto os mais comedidos, em consideração a Dionisio, aproximaram-se do Apóstolo com sorrisos intraduzíveis, declarando que o ouviriam de bom grado por outra vez, quando não se desse ao luxo de comentar assuntos de ficção. Paulo ficou, naturalmente, desolado. No momento, não podia chegar à conclusão de que a falsa cultura encontrará sempre, na sabedoria verdadeira, uma expressão de coisas imaginárias e sem sentido. Paulo visita Atenas 4/5
  • 16. Antes de se retirarem, Paulo falou na possibilidade de fundar uma igreja, ainda que fosse num humilde santuário doméstico, onde se estudasse e comentasse o Evangelho. Mas os presentes não regatear am excusativas e pretextos. Dionisio afirmou que lamentava não lhe ser possível amparar o cometimento, dada a angústia de tempo; Dâmaris alegou os impedimentos domésticos; os servos do Areópago, um por um, manifestaram dificuldades extremas. Um era muito pobre, outro muito incompreendido, e Paulo recebeu todas as recusas mantendo singular expressão fisionômica, como o semeador que se vê rodeado somente de pedras e espinheiros. O Apóstolo dos gentios despediu-se com serenidade; mas, tão logo se viu só, chorou copiosamente. Paulo visita Atenas 5/5
  • 17. As duas asas Amor e Sabedoria
  • 18. “Espíritas; amai-vos, eis o primeiro ensinamento; instrui-vos, eis o segundo” O Evangelho Segundo o Espiritismo, Cap. 7 – Advento do Espírito de Verdade, Allan Kardec
  • 19. Não apenas pregava e explicava as virtudes; vivia-as. “Conhece-te a ti mesmo.” “Só sei que nada sei.” Valorizava a razão bem orientada na busca do bem e da verdade. Exemplos dos Bons Mestres Sócrates, o filosofo grego
  • 20. 20
  • 21. Um domingo de sabedoria e uma semana de amor ao próximo!
  • 22. • Livro Pão Nosso, espírito Emmanuel, psicografia de Francisco C. Xavier • O Evangelho Segundo o Espiritismo, Allan Kardec • Livro Paulo e Estevão, espírito Emmanuel, psicografia de Francisco C. Xavier Slides da apresentação: https://pt.slideshare.net/ricardoazevedo9216 Referências Bibliográficas

Notas do Editor

  1. Mesmo sem receber algo que não parecia ter valor, ele continuo trabalhando e procurando.