Trabalho de doenças ocupacionais 0010

20.169 visualizações

Publicada em

Trabalho de doenças ocupacionais 0010

  1. 1. Doenças Infecciosas e Parasitárias Relacionadas ao Trabalho
  2. 2. Doença infecciosa é qualquer doença causada por um agente biológico (por exemplo: vírus, bactéria ou parasita) Parasitas são organismos que vivem em associação com outros aos quais retiram os meios para a sua sobrevivência, normalmente prejudicando o organismo hospedeiro, um processo conhecido por parasitismo .
  3. 3. Tétano <ul><li>O tétano é geralmente adquirido através da contaminação de ferimentos com esporos  do Clostridium tetani , que são encontrados no ambiente (solo, poeira, esterco, superfície de objetos - principalmente quando metálicos e enferrujados. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  4. 5. <ul><li>O Clostridium tetani , quando contamina ferimentos, sob condições favoráveis (presença de tecidos mortos, corpos estranhos e sujeira), torna-se capaz de multiplicar-se e produzir tetanospasmina , que atua em terminais nervosos, induzindo contraturas musculares intensas. </li></ul>
  5. 6. <ul><li>O tétano é uma doença infecciosa mas não contagiosa do sistema nervoso, caracterizado por violentos espasmos musculares causado pelas toxinas de uma bactéria chamada de Clostridium tetani. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>As contrações são extremamente dolorosas e impedem o doente de respirar. Muitas vezes os pacientes permanecem conscientes o que torna o quadro ainda mais dramático. Os espasmos tetânicos são desencadeados por estímulos externos como luz e barulho. Por isso, os doentes ficam alocados em quartos isolados e silenciosos. </li></ul>
  7. 8. Mas por que objetos ou prego enferrujado transmitem tétano? Esse é mais um daqueles conceitos errados, que viram verdade entre a população. O fato de estar enferrujado em nada muda o perigo da ferida pelo prego. O problema é que uma perfuração por prego, quando infectado, consegue inocular as bactérias mais profundamente. E quanto mais profundo, menor é a quantidade de oxigênio presente. A presença de ferrugem não aumenta a possibilidade do prego estar contaminado com a bactéria.
  8. 9. <ul><li>Qualquer objeto que perfure ou lese a pele pode inocular o Clostridium tetani, inclusive mordidas de animais, queimaduras, uso de drogas endovenosas e lesão por arma de fogo. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>O período de incubação médio é de 7 dias. Após a produção da neurotoxina, esta viaja pelo corpo até o sistema nervoso central onde irá agir sobre os neurônios do córtex motor, levando a uma super estimulação do mesmos e causando prolongadas e mantidas contrações musculares. </li></ul>
  10. 11. <ul><li>Existe também o tétano neonatal, causado por um manuseio pouco higiênico do coto umbilical, principalmente com o uso de moedas. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>Prevenção e Tratamento </li></ul><ul><li>A prevenção é feita com a vacina tríplice, que deve ser reforçada até a idade adulta. Quando uma pessoa é ferida, deve limpar o local com água e sabão e, se existirem corpos estranhos, fazer limpeza cirúrgica. Em seguida, é preciso tomar soro antitetânico e antibiótico e permanecer em observação. Para combater as dores e a rigidez dos músculos, são usados sedativos e medicamentos músculo-relaxadores. É falsa a idéia de que ao ferver os objetos se mata a bactéria do tétano, já que ela sobrevive a alta temperatura. </li></ul>
  12. 14. Leptospirose <ul><li>A leptospirose é uma doença infecciosa febril, aguda, potencialmente grave, causada por uma bactéria, a Leptospira interrogans . É uma zoonose (doença de animais) que ocorre  no mundo inteiro, exceto nas regiões polares. Em seres humanos, ocorre em pessoas de todas as idades e em ambos os sexos. Na maioria (90%) dos casos de leptospirose a evolução é benigna. </li></ul>
  13. 15. <ul><li>Transmissão </li></ul><ul><li>A leptospirose é primariamente uma zoonose . Acomete roedores e outros mamíferos silvestres e é um problema veterinário relevante, atingindo animais domésticos (cães, gatos) e outros de importância econômica (bois, cavalos, porcos, cabras, ovelhas). Esses animais, mesmo quando vacinados , podem tornar-se portadores assintomáticos e eliminar a L. interrogans junto com a urina. </li></ul>
  14. 16. <ul><li>O rato de esgoto ( Rattus novergicus ) é o principal responsável pela infecção humana, em razão de existir em  grande número e da proximidade com seres humanos. A L. interrogans   multiplica-se nos rins desses animais sem causar danos, e é eliminada pela urina, às vezes por toda a vida do animal. A L. interrogans eliminada junto com a urina de animais sobrevive no solo úmido ou na água, que tenham pH neutro ou alcalino. Não sobrevive em águas com alto teor salino. </li></ul>
  15. 17. <ul><li>No Brasil, como em outros países em desenvolvimento, a maioria das infecções ocorre através do contato com águas de enchentes contaminadas por urina de ratos. Nesses países, a ineficácia ou inexistência de rede de esgoto e drenagem de águas pluviais, a coleta de lixo inadequada e as conseqüentes inundações são condições favoráveis à alta endemicidade e às epidemias. </li></ul>
  16. 18. <ul><li>A limpeza de fossas domiciliares, sem proteção adequada, é uma das causas mais freqüentes de aquisição da doença. Existe risco ocupacional para as  pessoas que têm contato com água e terrenos alagados (limpadores de fossas e bueiros, lavradores de plantações de arroz, trabalhadores de rede de esgoto, militares) ou com animais (veterinários, pessoas que manipulam carne). </li></ul>
  17. 19. <ul><li>Qualquer pessoa pode ter a doença? Sim, qualquer pessoa, independente de sexo ou idade, pode ter a doença. O que se observa é que a maior freqüência de casos ocorre em indivíduos do sexo masculino, na faixa de 20 a 35 anos, em virtude da maior exposição a situações de risco, quer seja em casa, quer seja no trabalho. </li></ul>
  18. 20. <ul><li>Como é feito o tratamento da leptospirose? O tratamento é baseado em antibióticos, hidratação e suporte clínico, orientado sempre por um médico, de acordo com os sintomas apresentados. </li></ul>
  19. 21. <ul><li>Como evitar a doença? </li></ul><ul><li>Pessoas que trabalham em áreas alagadas, limpeza de lamas, detritos e desentupimento de esgoto devem usar botas e luvas de borracha ou sacos plásticos duplos amarrados nas mãos e nos pés. </li></ul>
  20. 23. <ul><li>Trabalhadores que exercem funções em depósitos ou almoxarifados é necessário manusear os materiais com luvas afim de evitar contato com a urina de ratos. Também são necessárias medidas ligadas ao meio ambiente, tais como o controle de roedores, controle do lixo e esgoto. </li></ul>
  21. 24. <ul><li>MUITO CUIDADO!!! AVISO AOS CONSUMIDORES DE BEBIDAS EM LATA: Toda vez que comprar uma lata de refrigerante ou cerveja, tome cuidado de lavar a parte de cima com água corrente e sabão, se possível, use canudo. Bebidas em lata e outros alimentos enlatados ficam guardados em armazéns que geralmente estão infestados de roedores, e posteriormente são transportados para as lojas de venda sem a devida limpeza.Uma pesquisa do INMETRO confirmou que a tampa da latinha do refrigerante é mais poluída que um banheiro público. </li></ul>
  22. 25. <ul><li>Psitacose </li></ul><ul><li>Psitacose , também conhecida como ornitose ou febre dos papagaios, é uma doença infecciosa causada por clamídias (agente etiológico: Chlamydia psittaci ), é de distribuição universal (pode ocorrer em qualquer lugar do mundo), ocorrendo em qualquer época do ano. </li></ul>
  23. 26. <ul><li>Pássaros, principalmente os psitacídeos (papagaios, araras, periquitos), são o reservatório natural da doença, todavia, outras espécies como pombos, perus e gansos também podem atuar como reservatório. </li></ul>
  24. 27. <ul><li>A psitacose é transmitida por via respiratória, por meio da aspiração de poeira contaminada pelos dejetos de animais doentes ou portadores. </li></ul>
  25. 28. <ul><li>Acomete principalmente pessoas que mantêm contato direto com esses animais (ex.: trabalhadores de abatedouros de aves, trabalhadores de lojas de animais e criadores de aves). embora também possam ser infectadas pela doença as pessoas que tenham simplesmente um papagaio ou uma ave semelhante em casa. </li></ul>
  26. 29. Sintomas <ul><li>Os sintomas característicos são febre, prostração, tosse, cefaléia e calafrios, acompanhados de comprometimento das vias aéreas superiores e inferiores, porém os pacientes com psitacose podem apresentar, ainda, epistaxe e esplenomegalia com quadro pulmonar semelhante a uma pneumonia atípica. </li></ul>
  27. 30. <ul><li>DOENÇA DE CHAGAS </li></ul><ul><li>É uma doença infecciosa causada por um protozoário parasita chamado Trypanosoma cruzi , nome dado por seu descobridor, o cientista brasileiro Carlos Chagas. </li></ul>
  28. 31. <ul><li>Como se adquire? </li></ul><ul><li>Através da entrada do Trypanosoma no sangue dos humanos a partir do ferimento da “picada” por triatomas, o popular barbeiro. </li></ul><ul><li>O barbeiro, alimenta-se de sangue e contaminam-se com o parasita quando sugam sangue de animais mamíferos infectados, que são os reservatórios naturais (bovinos, por exemplo) ou mesmo outros humanos contaminados. </li></ul><ul><li>O transmissor, o barbeiro, só passa a doença se estiver contaminado pelo parasita. </li></ul><ul><li>O nome popular, barbeiro, é bem característico porque ataca principalmente a área do rosto. </li></ul>
  29. 32. <ul><li>Após um período de incubação (período sem sintomas), ocorre febre, ínguas por todo o corpo, inchaço do fígado e do baço e um vermelhidão no corpo semelhante a uma alergia e que dura pouco tempo. </li></ul><ul><li>Nos casos mais graves, pode ocorrer inflamação do coração e número de batimentos por minuto aumentado. O coração pode aumentar bastante, tornando inviável seu funcionamento. </li></ul>
  30. 33. <ul><li>Os casos fatais são raros, mas, quando ocorrem é em decorrência da inflamação do coração ou do cérebro. </li></ul><ul><li>Em muitos casos, mesmo sem tratamento, a doença fica mais branda e os sintomas desaparecem após algumas semanas ou meses. </li></ul>
  31. 34. <ul><li>A pessoa contaminada pode permanecer muitos anos ou mesmo o resto da vida sem sintomas, ficando sabendo que está contaminada apenas em testes de laboratório. </li></ul>
  32. 35. <ul><li>Grande quantidade dos casos ocorre na zona rural e acomete trabalhadores das lavouras, na maioria das vezes o contato com o barbeiro acontece em alojamentos de trabalhadores rurais sem a mínima condição de moradia. </li></ul>
  33. 36. <ul><li>Como se previne? </li></ul><ul><li>Basicamente, pela eliminação do vetor, o barbeiro, por meio de medidas que tornem menos propício o convívio deste próximo aos humanos, como a construção de melhores habitações. </li></ul>
  34. 37. Fim Muito Obrigado !!!

×