XIII ENIC e IX MPG UNITAU 2008
ELABORAÇÃO DE TEXTOS ACADÊMICO-CIENTÍFICOS  E PROBLEMAS DE ENUNCIAÇÃO Profª Drª Sonia M. Martuscelli
VAMOS AOS  PROBLEMAS MAIS FREQUENTES
MISTURA DE TEMPOS VERBAIS <ul><li>(...)  O bebê  deve  iniciar com o domínio de 3  sic  estágios básicos do movimento para...
<ul><li>1.2 A HISTÓRIA DA MÚSICA NO BRASIL </li></ul><ul><li>Sua história começa  Ø  com os índios e com a música feita pe...
MISTURA DE PESSOAS DO DISCURSO <ul><li>Desse modo, a avaliação é classificatória quando  se   trabalha  com a verificação,...
<ul><li>Muitos de  nós fomos  alfabetizados segundo as famosas cartilhas e segundo o bê-á-bá, aprendendo frases como, por ...
EFEITO DE SENTIDO DE SUBJETIVIDADE   <ul><li>Hoje,  mais do que nunca , os direitos da pessoa se acham  terrivelmente  ame...
USO INADEQUADO DE CONETORES <ul><li>A preferência manual se desenvolve de acordo com o desenvolvimento motor da criança,  ...
PERÍODO MUITO LONGO   <ul><li>Com a “nova música”, ou seja, a mú-sica contemporânea houve mudanças no pensamento humano po...
PROBLEMAS AGUARDAM SOLUÇÃO   <ul><li>Desta forma, os familiares ao tomar ciência da morte, já ficariam cientes da indeniza...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dificuldades na redação de trabalhos acadêmicos

1.199 visualizações

Publicada em

Levantamento dos problemas mais frequentes na redação de trabalhos de conclusão de curso (TCC).

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.199
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Essa quebra da sequência temporal, torna o texto obscuro para o leitor, o que representa fator de incoerência. Além de não se dever misturar o tempo usado para enunciar os dados ou fatos, deve-se atentar ao uso adequado dos modos verbais.
  • Inicialmente, tem-se a falta de contexto linguístico. O título não faz parte do que se diz no parágrafo. O título se refere a um tópico do texto (com seus parágrafos). O autor deve situar o leitor quanto ao contexto linguístico e ao contexto extralinguístico. A seguir, há quebra da unidade do parágrafo, com a inserção de idéia desconectada e descontextualizada. Depois, tem-se parágrafos desconectados entre si e apresentando lacunas semântico-sintáticas. Tudo isso gera incoerência. O texto não é mera soma de frases.
  • A enunciação deve se pautar por um critério uniforme no que tange à escolha do enunciador - em 1ª pes. plural ou 3ª pes. sing. - para deixar o texto claro. A 3ª pes. produz efeito de sentido de objetividade, mas é mais difícil mantê-la no decorrer de todo o texto. Neste exemplo, tem-se um caso explícito de digressão do enunciador, quebrando a unidade textual e gerando incoerência.
  • Há a mistura da 1ª pes. plural com a 1ª pes. sing., deixando o texto incoerente para o leitor. Afinal quem fala, um nós ou um eu? Ademais, o uso de um verbo como &amp;quot;acreditar&amp;quot; é expediente que enfraquece a persuasão. Em nossa cultura, espera-se que se produzam efeitos de sentido de objetividade. O enunciador do texto científico não deve fazer julgamentos subjetivos.
  • O enunciador deixa várias marcas de subjetividade: a) &amp;quot;mais do que nunca&amp;quot;, &amp;quot;assustador&amp;quot;, &amp;quot;terrivelmente&amp;quot;, &amp;quot;intermináveis&amp;quot; são exageros (hipérboles); isso deixa o texto não verossími (não parecer verdadeiro)l, enfraquece a argumentação em face do leitor (que descrê). b) &amp;quot;infelizmente&amp;quot; é clara digressão do enunciador a qual produz efeito similar a &amp;quot;ilustre&amp;quot;, que é uma adjetivação que denota falta de neutralidade do enunciador; além de ser expressão surrada. Ao final, retomar a questão dos verbos de julgamento slide 7.
  • Do ponto de vista da enunciação, o uso inadequado de conetores gera incoerência e compromete a argumentação. Tomar cuidado com o pronome relativo &amp;quot;que&amp;quot; (não abusar de seu uso, substituir por o qual quando estiver distante do antecedente). Tomar cuidado com as conjunções adversativas &amp;quot;contudo&amp;quot;, &amp;quot;mas&amp;quot;, &amp;quot;no entanto&amp;quot;, etc - elas se contrapõem ao que foi dito anteriormente. Se iniciam orações ou parágrafos, podem provocar contradição.
  • Além de tornar o texto maçante, os períodos muito longos tendem a deixar o texto obscuro para o leitor. Sem contar que há um risco maior da ocorrência de lacunas e contradições. Deve-se usar o ponto mais vezes.
  • Faltam vírgulas. Repetição de palavras ou radicais “ciência” e “cientes”, “já”. Falta de concordância “teria(m)”. Regência “por direito”. Sujeito de afastando? Vírugulas? Lacuna antes de &amp;quot;quitam&amp;quot;. Períodos muito longos. Sujeito de dificulta? Contradição: “necessitariam de conseguir vítimas que não teriam familiares dispostos a reclamar...” e “pois” nada explica. Concordância de “lhe(s)”.
  • Dificuldades na redação de trabalhos acadêmicos

    1. 1. XIII ENIC e IX MPG UNITAU 2008
    2. 2. ELABORAÇÃO DE TEXTOS ACADÊMICO-CIENTÍFICOS E PROBLEMAS DE ENUNCIAÇÃO Profª Drª Sonia M. Martuscelli
    3. 3. VAMOS AOS PROBLEMAS MAIS FREQUENTES
    4. 4. MISTURA DE TEMPOS VERBAIS <ul><li>(...) O bebê deve iniciar com o domínio de 3 sic estágios básicos do movimento para sobreviver e adaptar-se de modo efetivo e eficiente do Mundo sic . A princípio deve -se sic interligar o corpo com a força da gravidade com intuito de alcançar uma postura sentada ereta e uma postura em pé. A seguir, a criança terá que .... o bebê deve desenvolver habilida-des ... (TCC Dep. Ed. Física, Unitau, 2007) </li></ul>
    5. 5. <ul><li>1.2 A HISTÓRIA DA MÚSICA NO BRASIL </li></ul><ul><li>Sua história começa Ø com os índios e com a música feita pelos jesuítas que aqui aportaram. Esse encontro entre a música dos jesuítas e a música dos indígenas é a pré-história da música popular no Brasil. Ø A evolução destes ritmos primitivos: o cateretê ou o cantochão, permite que, ainda hoje, sejam tocados em festas populares. </li></ul><ul><li>Ø O povo brasileiro sempre foi musical. </li></ul><ul><li>Ø Os seus elementos formadores Ø foram Ø em grande escala. </li></ul><ul><li>Ø Desde o século XVI, os missionários vêm explorando o pendor do índio pela música ... </li></ul><ul><li>(TCC do Dep. Pedagogia, Unitau, 2007 ) </li></ul>FALTA DE CONTEXTO/LACUNAS
    6. 6. MISTURA DE PESSOAS DO DISCURSO <ul><li>Desse modo, a avaliação é classificatória quando se trabalha com a verificação, que é estática, não encaminha mudanças. Apenas julga o grau de aprendizado do aluno para dizer se ele é “bom” ou “ruim” e pára por aí. A verificação é uma ação que congela o objeto, a avaliação, por sua vez, direciona o objetivo numa trilha dinâmica de ação. Esta primeira ação que mencionamos é a forma como se processa a avaliação tradicional. </li></ul>
    7. 7. <ul><li>Muitos de nós fomos alfabetizados segundo as famosas cartilhas e segundo o bê-á-bá, aprendendo frases como, por exemplo: “O bebê baba” ou “O boi bebe”. </li></ul><ul><li>Mas será que isso faz das pessoas seres menos críticos ou mais leigos? Acredito realmente que não, por que sic como Ferreiro (2003) mesmo sic diz “a alfabetização é um processo pela vida toda”. Por isso, estamos em constante aprendizagem. </li></ul><ul><li>(TCCs do Dep. Pedagogia, Unitau, 2007) </li></ul>
    8. 8. EFEITO DE SENTIDO DE SUBJETIVIDADE <ul><li>Hoje, mais do que nunca , os direitos da pessoa se acham terrivelmente ameaçados, não só pelo assustador progresso tecnológico mas, principalmente, pela falta de solidariedade e respeito dentro da sociedade moderna, caracterizada, in-felizmente , por todos os tipos de violência. </li></ul><ul><li>................................................................ </li></ul><ul><li>Porém são intermináveis as definições dadas pelos maiores doutrinadores do Direito acerca da definição de dano moral, tendo em vista o contexto subjetivo e psíquico a que está inserido sic. </li></ul><ul><li>O ilustre jurista Miguel Reale (1992, p. 155) classifica ... </li></ul><ul><li>(TCC Dep. Direito, Unitau, 2005) </li></ul>
    9. 9. USO INADEQUADO DE CONETORES <ul><li>A preferência manual se desenvolve de acordo com o desenvolvimento motor da criança, que esta sic relacionada às características das mudanças de comportamento motor que acontecem no decorrer do tempo, como resultado de maturação e experiência, influenciadas por diferentes situações ambientais. Portanto , quando a criança tem possibilidade de vivenciar as suas experiências, num ritmo normal, seu desenvolvimento no plano motor é maior ... </li></ul><ul><li>De acordo com Haywood (1993) explica que em muitos casos, a prefe-rência manual ... (...) Isto quer dizer que, sic a criança investe em ações de acordo com os meios de que dispõe, assim, certos fatores favorecem a aprendizagem, tratando-se apenas, verificar sic o que se passa nas relações entre a criança e seu envolvimento. </li></ul><ul><li>Contudo , além do envolvimento da criança na tarefa em si, a capacidade de aprender as habilidades motoras também é influenciada pelo estado de desenvolvimento físico ... (TCC do Dep. Pegagogia, Unitau, 2007) </li></ul>
    10. 10. PERÍODO MUITO LONGO <ul><li>Com a “nova música”, ou seja, a mú-sica contemporânea houve mudanças no pensamento humano porque de acordo com Gainza (1988) o conhe-cimento musical que antes era transmitido de maneira mais ou menos mecânica e impessoal, bem como executado e defendido por um professor que se embasava em uma determinada técnica instrumental e que por isso não permitia aos alunos questionarem a técnica que estavam adquirindo, não proporcionava um pleno desenvolvimento aos indiví-duos que tinham menos lastro cultu-ral e educacional. </li></ul><ul><li>(TCC do Dep. Pegagogia, Unitau, 2007 ) </li></ul>
    11. 11. PROBLEMAS AGUARDAM SOLUÇÃO <ul><li>Desta forma, os familiares ao tomar ciência da morte, já ficariam cientes da indenização a que teria por direito, já afastando os aproveitadores que abordam os familiares num momento de dor prome-tendo mediante a assinatura de uma procuração, “dar” um enterro digno ao familiar morto, quitam as despesas com o funeral e embolsam o valor restante. </li></ul><ul><li>Com a informação de ofício do IML ao convênio DPVAT dificulta também a ação das quadrilhas es-pecializadas em forjar documentos, pois, além de fal-sificar os documentos necessitariam de conseguir ví-timas que não teriam familiares dispostos a reclamar a indenização que lhe é devida. </li></ul><ul><li>(TCC Dep. Direito, Unitau, 2005) </li></ul>

    ×