SlideShare uma empresa Scribd logo
Trabalho realizado por:
• Henrique Cardoso nº11
• Inês Carrasco nº 7
• Pedro Tomé nº17
• Tiago Oliveira nº22

Disciplina: Geografia C
Professor: Raul Castelão
Introdução:
Desde a segunda guerra mundial que o poder
mundial se tem vindo a deslocar de país para país
e de região para região a uma velocidade cada vez
mais surpreendente. Com o final da 2ª Grande
Guerra o mundo ficou sob o poder e influência de
dois grandes centros de poder, os Estados Unidos
e a União Soviética. Este período antagónico ficou
denominado por “Guerra Fria”, devido às
constantes ameaças de ataques de ambos os
países. Com a desagregação da União Soviética e
final da Guerra Fria, o mundo ficou abandonado a
uma
única
superpotência,
os
Estados
Unidos, embora a imagem que passava era a de
que este era um mundo multipolar.
Ao mesmo tempo que a URSS perdia peso nas
grandes decisões mundiais, a União Europeia e o
Japão, cada um com os seus modelos de
desenvolvimento, iam entrando para os centros
de poder. A União europeia devido à sua união e
políticas intracomunitárias e o Japão por causa
dos seus recursos humanos que elevam a
produtividade do país. De seguida surge a China
com um estado forte e um setor exportador
muito forte e vocacionado para a indústria têxtil
e mais recentemente eletrónica, juntamente com
a Índia que se apresenta com uma população
dotada de grandes capacidades de pesquisa. A
estes países têm-se juntado outros como o Brasil
e mais de regiões antes impensáveis, como o
sudeste asiático, a américa latina ou a região do
Magrebe.
Fim da 2ª Guerra Mundial

Foram estas as duas potências, que dominaram o mundo após a Segunda Guerra
Mundial, em termos políticos, militares, económicos e culturais e que
bipolarizaram muitos países assim como a sua relação com o exterior. O terror de
destruição mútua levou a que as intenções de ataques militares nunca fossem
postos em prática e com isto se deu a desagregação da URSS devido às políticas de
Gorbatchev que visavam um menor controlo do estado e a implementação de
economias de mercado em alguns países que enfraqueceram o regime comunista.
Fim da Guerra Fria
O fim da guerra fria, marcado pela queda do muro de Berlim, representa
o final da bipolarização mundial. Com o fim da guerra esperava-se o
aparecimento de novos países no centro do poder mundial, devido à
fragmentação do bloco soviético, à democratização dos estados e à
abertura das suas economias. No entanto o que se veio a verificar foi o
domínio de apenas uma superpotência mundial, os Estados Unidos da
América, que adaptaram o mundo à sua cultura para o poderem dominar
em termos políticos e vender os seus produtos às novas economias.
• O “american way of life” é copiado no mundo inteiro e influência a escolha
de muitos consumidores no sentido de dar preferência às marcas norteamericanas

• O poder político dos Estados Unidos conseguido com a vitória da
Segunda Guerra Mundial e com o endividamento dos países perdedores
e até mesmo de alguns seus aliados, fez com que este país conseguisse
conduzir o desenvolvimento mundial de acordo com os seus interesses
• A economia deste país, baseada essencialmente na exportação dos
produtos que caraterizam o “American lifestyle”, com a americanização
do mundo, fez-se próspera e suprema

• O poder militar norte-americano utilizado durante a 2ª Guerra
mundial, com especial enfase para o armamento nuclear, fez dos
Estados Unidos a maior potência militar à qual se subordinam todas as
outras.
Problemas associados
Infelizmente, o fim da Guerra Fria não significou a abolição de
conflitos, pelo contrário, desde o seu fim, dado que o mundo perdeu
referências geopolíticas e que os ataques terroristas ganharam um
maior espaço para crescer através da internet, o mundo ficou mais
instável e descontrolado.
Por um lado, o terrorismo atingiu uma maior escala, passando
de conflitos entre países para conflitos entre etnias ou
religiões, que chegaram até aos
países mais desenvolvidos, o que colocaram algumas questões
e desafios com que nos temos que nos deparar no presente:
• Como combater um inimigo invisível?
• Que papel pode desempenhar a ação diplomática?

Necessidade de cooperação entre estados
O japão e a União Europeia
começam a surgir como
novos centros de poder
concorrendo com os EUA o
que leva cada vez mais a um
mundo multipolarizado.
• O peso político das Nações Unidas já não
é suficiente. (imagem crise Iraque)
• Criação do Tribunal Penal Internacional, que
entrou em funções em 2002.
• É necessária a criação de uma nova ordem
mundial, uma ordem internacional mais justa.
• Este tribunal abrange 130 países.
• China e os EUA estão de fora pois não querem
ver a sua soberania limitada.
A integração económica dos países do
ex-bloco
soviético
(URSS),
bem
como,
das
novas
potências
asiáticas, como a Índia e China, criou
no mercado de trabalho uma enorme
instabilidade.
Isto deve-se ao facto de terem agora
ingressado no processo de compra e
venda de produtos/serviços dos novos
países, com novas formas de
produção,
novos
preços,
novas
exigências e novas realidades agora
Consequentemente é gerado um
impostas no mercado.
desequilíbrio entre a oferta e procura a
nível mundial, pois incluem-se agora no
leque da oferta de serviços e
produtos,
elementos
anteriormente
inexistentes, o que faz com que novas
preferências
se
instalem
nos
consumidores,
bem
como,
nos
produtores, havendo deste modo uma
mudança de rumo de tendências em
todo o mercado.
Integração económica dos países

Do ex-bloco soviético

Das potências
emergentes asiáticas

Instabilidade no mercado de trabalho
(desequilíbrio entre a oferta e a procura)
O desenvolvimento do processo tecnológico alterou
simultaneamente a divisão internacional do trabalho

Emergência de uma nova ordem económica internacional

A revolução tecnológica
na área das TIC facilitou

O aumento dos fluxos
(comércio, capitais, mão-deobra, etc.)
A segmentação e a deslocalização
dos processos produtivos
A internacionalização de atividades
comerciais na área dos serviços
Os processos de integração
económica
Os produtos associados às TIC, que são
os mais dinâmicos, acentuaram o seu
consumo. (componentes eletrónicos)

A nova conjugação dos modos de
produção permitiu a entrada de países
emergentes nesta divisão cada mais mais
segmentada do trabalho.

Os países industrializados são responsáveis pelo essencial das trocas de bens
intermédios e componentes, embora essa tendência tenha vindo a diminuir, visto
que os PED (países em desenvolvimento) aparentam agora valores elevados nas
exportações e importações destes mesmos produtos.
Os PED aparecem como exploradores de produtos manufaturados, sobretudo em
resultado da crescente participação dos países da Ásia Oriente e Sudoeste Asiático.

Zonas mais beneficiada
após a reorganização dos
circuitos de produção.

Que não deixam de continuar
dependentes das exportações
de produtos primários. A
reorganização dos PMD (países
menos desenvolvidos) e a sua
exclusão deste processo de
globalização tem-se acentuado.
Ao mesmo tempo com a segmentação e deslocalização
do processo produtivo assistimos à regionalização
crescente das trocas e a processos de integração
económica.

A última década foi marcada pela difusão dos acordos comerciais
regionais. Acordos que agrupam exclusivamente países em
desenvolvimento e países industrializados, geograficamente próximos ou
não.
Hoje em dia 57% do comércio mundial faz-se no âmbito destes acordos.
• As regiões que emergem da organização destas redes de
produção podem não corresponder às zonas de integração
formal como por exemplo: Asia Oriental
• Os aumentos das trocas sul-sul baseiam-se em meios
intermédios. A ásia oriental e o sudeste asiático são os
principais responsáveis por esta evolução.
• A china desempenha a este respeito um papel
determinante dado que possui uma posição central na
divisão da produção que vigora na região.
• Este dinamismo deve-se à emergência das redes de
produção regionais e à atracção do mercado chinês.
Os centros de poder mundiais têm-se apresentado como
rotativos ao longo dos tempos. A guerra fria fez com que os EUA
e a URSS se apresentassem como as mais fortes e temidas
potências mundiais. Contudo, a desagregação do bloco
soviético afirmou o poder dos EUA, sendo que o american way
of life foi seguido por todo o mundo. Posteriormente, a Europa
une-se criando uma só potência que englobava todos os países
a ela pertencente, a União Europeia. Simultaneamente, o
Japão, devido à sua forte motivação populacional, bem como
inúmeros outros fatores positivos e consequentemente
ajudantes contribuintes para a ascensão.
O sudeste asiático, os países da região de Magrebe e os da
América do Sul seguem-se como os atuais centros de poder
mundial. Hoje em dia, os Estados Unidos e os exrepresentantes do topo da hierarquia estão praticamente em
estagnação ou até declínio a nível de representação pelo
mundo. Atualmente, as potências emergentes, ou diga-se
até, emergidas, comandam o destino do mundo, na medida
em que os capitais estão do seu lado. O Brasil, e a China, por
exemplo, detêm pela frente anos de prosperidade, enquanto
que os padrões de oferta e procura mundiais assim se
mantenham e que os mercados mundiais não mudem de
requisitos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Hegemonia dos EUA
A Hegemonia dos EUAA Hegemonia dos EUA
A Hegemonia dos EUA
João Lima
 
Mundo capitalista
Mundo capitalistaMundo capitalista
Mundo capitalista
home
 
Geografia c 12
Geografia c 12Geografia c 12
Geografia c 12
Ilda Bicacro
 
Um mundo policêntrico
Um mundo policêntricoUm mundo policêntrico
Um mundo policêntrico
Morgangie Das Fadas
 
As Novas Dinâmicas Espaciais: O Aumento das Interdependências entre Lugares e...
As Novas Dinâmicas Espaciais: O Aumento das Interdependências entre Lugares e...As Novas Dinâmicas Espaciais: O Aumento das Interdependências entre Lugares e...
As Novas Dinâmicas Espaciais: O Aumento das Interdependências entre Lugares e...
Renato Oliveira
 
Mundialização e globalização
Mundialização e globalizaçãoMundialização e globalização
Mundialização e globalização
fabiofatudatrabalhos
 
Milagre japones
Milagre japonesMilagre japones
Milagre japones
Carlos Vieira
 
Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9
 Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9  Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9
Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9
nanasimao
 
1 globalização
1 globalização1 globalização
1 globalização
manuela3016
 
9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria
Vítor Santos
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
Escoladocs
 
7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue
7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue
7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue
Vítor Santos
 
História A, 12º ano, Módulo 9, Unidade 1
História A, 12º ano, Módulo 9, Unidade 1História A, 12º ano, Módulo 9, Unidade 1
História A, 12º ano, Módulo 9, Unidade 1
Joana Filipa Rodrigues
 
A globalizaçao
A globalizaçaoA globalizaçao
A globalizaçao
nanasimao
 
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra MundialAs transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
Teresa Maia
 
Cronologia prec
Cronologia precCronologia prec
Cronologia prec
Vítor Santos
 
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
Vítor Santos
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
Margarida Moreira
 
7 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 307 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 30
Vítor Santos
 
M8 teste 3 ... correção
M8   teste 3 ... correçãoM8   teste 3 ... correção
M8 teste 3 ... correção
Mónica Esteves
 

Mais procurados (20)

A Hegemonia dos EUA
A Hegemonia dos EUAA Hegemonia dos EUA
A Hegemonia dos EUA
 
Mundo capitalista
Mundo capitalistaMundo capitalista
Mundo capitalista
 
Geografia c 12
Geografia c 12Geografia c 12
Geografia c 12
 
Um mundo policêntrico
Um mundo policêntricoUm mundo policêntrico
Um mundo policêntrico
 
As Novas Dinâmicas Espaciais: O Aumento das Interdependências entre Lugares e...
As Novas Dinâmicas Espaciais: O Aumento das Interdependências entre Lugares e...As Novas Dinâmicas Espaciais: O Aumento das Interdependências entre Lugares e...
As Novas Dinâmicas Espaciais: O Aumento das Interdependências entre Lugares e...
 
Mundialização e globalização
Mundialização e globalizaçãoMundialização e globalização
Mundialização e globalização
 
Milagre japones
Milagre japonesMilagre japones
Milagre japones
 
Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9
 Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9  Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9
Os polos de desenvolvimento económico- Módulo 9
 
1 globalização
1 globalização1 globalização
1 globalização
 
9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria9 01 fim da guerra fria
9 01 fim da guerra fria
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
 
7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue
7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue
7 01 as transformações das primeiras décadas do século xx blogue
 
História A, 12º ano, Módulo 9, Unidade 1
História A, 12º ano, Módulo 9, Unidade 1História A, 12º ano, Módulo 9, Unidade 1
História A, 12º ano, Módulo 9, Unidade 1
 
A globalizaçao
A globalizaçaoA globalizaçao
A globalizaçao
 
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra MundialAs transformações provocadas pela I Guerra Mundial
As transformações provocadas pela I Guerra Mundial
 
Cronologia prec
Cronologia precCronologia prec
Cronologia prec
 
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
8 01 nascimento e afirmação de um novo quadro geopolítico
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
 
7 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 307 02 o_agudizar_anos 30
7 02 o_agudizar_anos 30
 
M8 teste 3 ... correção
M8   teste 3 ... correçãoM8   teste 3 ... correção
M8 teste 3 ... correção
 

Destaque

Semiperiferias
SemiperiferiasSemiperiferias
Semiperiferias
Emília Cabral
 
áGua na índia ou na china
áGua na índia ou na chinaáGua na índia ou na china
áGua na índia ou na china
meripb
 
Lição 3 o terrorismo marca o novo século ebd
Lição 3   o terrorismo marca o novo século   ebdLição 3   o terrorismo marca o novo século   ebd
Lição 3 o terrorismo marca o novo século ebd
Nayara Mayla Brito Damasceno
 
A mundialização do terrorismo cris, chico, vanessa
A mundialização do terrorismo cris, chico, vanessaA mundialização do terrorismo cris, chico, vanessa
A mundialização do terrorismo cris, chico, vanessa
turmac12
 
Ruanda
RuandaRuanda
Ruanda
turmac12
 
Conflitos no mundo geografia
Conflitos no mundo   geografiaConflitos no mundo   geografia
Conflitos no mundo geografia
turmac12
 
O Terrorismo
O TerrorismoO Terrorismo
O Terrorismo
jojopipi
 
Apresentação1 (2) (1)
Apresentação1 (2) (1)Apresentação1 (2) (1)
Apresentação1 (2) (1)
Duarte Rodrigues
 

Destaque (8)

Semiperiferias
SemiperiferiasSemiperiferias
Semiperiferias
 
áGua na índia ou na china
áGua na índia ou na chinaáGua na índia ou na china
áGua na índia ou na china
 
Lição 3 o terrorismo marca o novo século ebd
Lição 3   o terrorismo marca o novo século   ebdLição 3   o terrorismo marca o novo século   ebd
Lição 3 o terrorismo marca o novo século ebd
 
A mundialização do terrorismo cris, chico, vanessa
A mundialização do terrorismo cris, chico, vanessaA mundialização do terrorismo cris, chico, vanessa
A mundialização do terrorismo cris, chico, vanessa
 
Ruanda
RuandaRuanda
Ruanda
 
Conflitos no mundo geografia
Conflitos no mundo   geografiaConflitos no mundo   geografia
Conflitos no mundo geografia
 
O Terrorismo
O TerrorismoO Terrorismo
O Terrorismo
 
Apresentação1 (2) (1)
Apresentação1 (2) (1)Apresentação1 (2) (1)
Apresentação1 (2) (1)
 

Semelhante a Emergência de novos centros de poder

Modulo1.goegrafia 12
Modulo1.goegrafia 12Modulo1.goegrafia 12
Modulo1.goegrafia 12
AntniaRibeiroRibeiro
 
A nova ordem mundial ou mulitpolaridade
A nova ordem mundial ou mulitpolaridadeA nova ordem mundial ou mulitpolaridade
A nova ordem mundial ou mulitpolaridade
Neuma Matos
 
A nova ordem mundial ou mulitpolaridade
A nova ordem mundial ou mulitpolaridadeA nova ordem mundial ou mulitpolaridade
A nova ordem mundial ou mulitpolaridade
Rosemildo Lima
 
Ameaças e oportunidades num mundo multipolar
Ameaças e oportunidades num mundo multipolarAmeaças e oportunidades num mundo multipolar
Ameaças e oportunidades num mundo multipolar
nanasimao
 
Resumos de história 5ºteste 12ºano
Resumos de história 5ºteste 12ºanoResumos de história 5ºteste 12ºano
Resumos de história 5ºteste 12ºano
Maria Rebelo
 
O mundo pos guerra fria
O mundo pos guerra friaO mundo pos guerra fria
O mundo pos guerra fria
Isabel Aguiar
 
Nova_Ordem_Mundial e o neoliberalismo.ppt
Nova_Ordem_Mundial e o neoliberalismo.pptNova_Ordem_Mundial e o neoliberalismo.ppt
Nova_Ordem_Mundial e o neoliberalismo.ppt
CarladeOliveira25
 
Globalizacao e nova ordem mundial
Globalizacao e nova ordem mundialGlobalizacao e nova ordem mundial
Globalizacao e nova ordem mundial
Estude Mais
 
Atualidades
AtualidadesAtualidades
Atualidades
Thulio Cesar
 
Neoliberalismo, globalização e a Crise Socialista - Prof. Altair Aguilar
Neoliberalismo, globalização e a Crise Socialista - Prof. Altair AguilarNeoliberalismo, globalização e a Crise Socialista - Prof. Altair Aguilar
Neoliberalismo, globalização e a Crise Socialista - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Material de apoio - globalização
Material de apoio - globalizaçãoMaterial de apoio - globalização
Material de apoio - globalização
Rafaella Maglioni
 
A Grande Guerra - O fim da Primeira Guerra Mundial e o Tratado de Versalhes.pptx
A Grande Guerra - O fim da Primeira Guerra Mundial e o Tratado de Versalhes.pptxA Grande Guerra - O fim da Primeira Guerra Mundial e o Tratado de Versalhes.pptx
A Grande Guerra - O fim da Primeira Guerra Mundial e o Tratado de Versalhes.pptx
rwnatafreire
 
Atualidades Concurso - Professor Buda
Atualidades Concurso - Professor BudaAtualidades Concurso - Professor Buda
Atualidades Concurso - Professor Buda
Fabio Lucio
 
O Espaço Global e a Nova Ordem Mundial
O Espaço Global e a Nova Ordem MundialO Espaço Global e a Nova Ordem Mundial
O Espaço Global e a Nova Ordem Mundial
Frederico Marques Sodré
 
Revisão bimestral de prova de geografia 2º ano
Revisão bimestral de prova de geografia 2º anoRevisão bimestral de prova de geografia 2º ano
Revisão bimestral de prova de geografia 2º ano
eunamahcado
 
O capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneo
O capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneoO capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneo
O capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneo
polyanabritto35
 
Atividade
AtividadeAtividade
Atividade
Gabriel Reis
 
Geo41
Geo41Geo41
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
Lauro Silva
 
Capitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismoCapitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismo
Maria Cledionora Tavares Tavares
 

Semelhante a Emergência de novos centros de poder (20)

Modulo1.goegrafia 12
Modulo1.goegrafia 12Modulo1.goegrafia 12
Modulo1.goegrafia 12
 
A nova ordem mundial ou mulitpolaridade
A nova ordem mundial ou mulitpolaridadeA nova ordem mundial ou mulitpolaridade
A nova ordem mundial ou mulitpolaridade
 
A nova ordem mundial ou mulitpolaridade
A nova ordem mundial ou mulitpolaridadeA nova ordem mundial ou mulitpolaridade
A nova ordem mundial ou mulitpolaridade
 
Ameaças e oportunidades num mundo multipolar
Ameaças e oportunidades num mundo multipolarAmeaças e oportunidades num mundo multipolar
Ameaças e oportunidades num mundo multipolar
 
Resumos de história 5ºteste 12ºano
Resumos de história 5ºteste 12ºanoResumos de história 5ºteste 12ºano
Resumos de história 5ºteste 12ºano
 
O mundo pos guerra fria
O mundo pos guerra friaO mundo pos guerra fria
O mundo pos guerra fria
 
Nova_Ordem_Mundial e o neoliberalismo.ppt
Nova_Ordem_Mundial e o neoliberalismo.pptNova_Ordem_Mundial e o neoliberalismo.ppt
Nova_Ordem_Mundial e o neoliberalismo.ppt
 
Globalizacao e nova ordem mundial
Globalizacao e nova ordem mundialGlobalizacao e nova ordem mundial
Globalizacao e nova ordem mundial
 
Atualidades
AtualidadesAtualidades
Atualidades
 
Neoliberalismo, globalização e a Crise Socialista - Prof. Altair Aguilar
Neoliberalismo, globalização e a Crise Socialista - Prof. Altair AguilarNeoliberalismo, globalização e a Crise Socialista - Prof. Altair Aguilar
Neoliberalismo, globalização e a Crise Socialista - Prof. Altair Aguilar
 
Material de apoio - globalização
Material de apoio - globalizaçãoMaterial de apoio - globalização
Material de apoio - globalização
 
A Grande Guerra - O fim da Primeira Guerra Mundial e o Tratado de Versalhes.pptx
A Grande Guerra - O fim da Primeira Guerra Mundial e o Tratado de Versalhes.pptxA Grande Guerra - O fim da Primeira Guerra Mundial e o Tratado de Versalhes.pptx
A Grande Guerra - O fim da Primeira Guerra Mundial e o Tratado de Versalhes.pptx
 
Atualidades Concurso - Professor Buda
Atualidades Concurso - Professor BudaAtualidades Concurso - Professor Buda
Atualidades Concurso - Professor Buda
 
O Espaço Global e a Nova Ordem Mundial
O Espaço Global e a Nova Ordem MundialO Espaço Global e a Nova Ordem Mundial
O Espaço Global e a Nova Ordem Mundial
 
Revisão bimestral de prova de geografia 2º ano
Revisão bimestral de prova de geografia 2º anoRevisão bimestral de prova de geografia 2º ano
Revisão bimestral de prova de geografia 2º ano
 
O capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneo
O capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneoO capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneo
O capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneo
 
Atividade
AtividadeAtividade
Atividade
 
Geo41
Geo41Geo41
Geo41
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
 
Capitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismoCapitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismo
 

Mais de Pedro Tomé

Causas sociais para a falta de produtividade em Portugal e o mito da elevada ...
Causas sociais para a falta de produtividade em Portugal e o mito da elevada ...Causas sociais para a falta de produtividade em Portugal e o mito da elevada ...
Causas sociais para a falta de produtividade em Portugal e o mito da elevada ...
Pedro Tomé
 
As alteração na circulação de capitais após a integração de Portugal na União...
As alteração na circulação de capitais após a integração de Portugal na União...As alteração na circulação de capitais após a integração de Portugal na União...
As alteração na circulação de capitais após a integração de Portugal na União...
Pedro Tomé
 
O aprofundamento da integração europeia
O aprofundamento da integração europeiaO aprofundamento da integração europeia
O aprofundamento da integração europeia
Pedro Tomé
 
Globalização - O papel das organizações internacionais (FMI, OMC e BM)
Globalização - O papel das organizações internacionais (FMI, OMC e BM)Globalização - O papel das organizações internacionais (FMI, OMC e BM)
Globalização - O papel das organizações internacionais (FMI, OMC e BM)
Pedro Tomé
 
Produto Interno Bruto (PIB)
Produto Interno Bruto (PIB)Produto Interno Bruto (PIB)
Produto Interno Bruto (PIB)
Pedro Tomé
 
Oligopsónio do mercado de trabalho
Oligopsónio do mercado de trabalho Oligopsónio do mercado de trabalho
Oligopsónio do mercado de trabalho
Pedro Tomé
 
Adam smith e a Revolução Industrial
Adam smith e a Revolução IndustrialAdam smith e a Revolução Industrial
Adam smith e a Revolução Industrial
Pedro Tomé
 
Horticultura floricultura & fruticultura
Horticultura floricultura & fruticulturaHorticultura floricultura & fruticultura
Horticultura floricultura & fruticultura
Pedro Tomé
 
Espaço Rural
Espaço RuralEspaço Rural
Espaço Rural
Pedro Tomé
 
Programação Linear
Programação LinearProgramação Linear
Programação Linear
Pedro Tomé
 
PIB
PIBPIB
Estrutura da população activa
Estrutura da população activaEstrutura da população activa
Estrutura da população activa
Pedro Tomé
 
Cobre
Cobre Cobre
Cobre
Pedro Tomé
 
Regiões Climáticas
Regiões Climáticas Regiões Climáticas
Regiões Climáticas
Pedro Tomé
 
Trabalho Infantil
Trabalho InfantilTrabalho Infantil
Trabalho Infantil
Pedro Tomé
 

Mais de Pedro Tomé (15)

Causas sociais para a falta de produtividade em Portugal e o mito da elevada ...
Causas sociais para a falta de produtividade em Portugal e o mito da elevada ...Causas sociais para a falta de produtividade em Portugal e o mito da elevada ...
Causas sociais para a falta de produtividade em Portugal e o mito da elevada ...
 
As alteração na circulação de capitais após a integração de Portugal na União...
As alteração na circulação de capitais após a integração de Portugal na União...As alteração na circulação de capitais após a integração de Portugal na União...
As alteração na circulação de capitais após a integração de Portugal na União...
 
O aprofundamento da integração europeia
O aprofundamento da integração europeiaO aprofundamento da integração europeia
O aprofundamento da integração europeia
 
Globalização - O papel das organizações internacionais (FMI, OMC e BM)
Globalização - O papel das organizações internacionais (FMI, OMC e BM)Globalização - O papel das organizações internacionais (FMI, OMC e BM)
Globalização - O papel das organizações internacionais (FMI, OMC e BM)
 
Produto Interno Bruto (PIB)
Produto Interno Bruto (PIB)Produto Interno Bruto (PIB)
Produto Interno Bruto (PIB)
 
Oligopsónio do mercado de trabalho
Oligopsónio do mercado de trabalho Oligopsónio do mercado de trabalho
Oligopsónio do mercado de trabalho
 
Adam smith e a Revolução Industrial
Adam smith e a Revolução IndustrialAdam smith e a Revolução Industrial
Adam smith e a Revolução Industrial
 
Horticultura floricultura & fruticultura
Horticultura floricultura & fruticulturaHorticultura floricultura & fruticultura
Horticultura floricultura & fruticultura
 
Espaço Rural
Espaço RuralEspaço Rural
Espaço Rural
 
Programação Linear
Programação LinearProgramação Linear
Programação Linear
 
PIB
PIBPIB
PIB
 
Estrutura da população activa
Estrutura da população activaEstrutura da população activa
Estrutura da população activa
 
Cobre
Cobre Cobre
Cobre
 
Regiões Climáticas
Regiões Climáticas Regiões Climáticas
Regiões Climáticas
 
Trabalho Infantil
Trabalho InfantilTrabalho Infantil
Trabalho Infantil
 

Emergência de novos centros de poder

  • 1. Trabalho realizado por: • Henrique Cardoso nº11 • Inês Carrasco nº 7 • Pedro Tomé nº17 • Tiago Oliveira nº22 Disciplina: Geografia C Professor: Raul Castelão
  • 2. Introdução: Desde a segunda guerra mundial que o poder mundial se tem vindo a deslocar de país para país e de região para região a uma velocidade cada vez mais surpreendente. Com o final da 2ª Grande Guerra o mundo ficou sob o poder e influência de dois grandes centros de poder, os Estados Unidos e a União Soviética. Este período antagónico ficou denominado por “Guerra Fria”, devido às constantes ameaças de ataques de ambos os países. Com a desagregação da União Soviética e final da Guerra Fria, o mundo ficou abandonado a uma única superpotência, os Estados Unidos, embora a imagem que passava era a de que este era um mundo multipolar.
  • 3. Ao mesmo tempo que a URSS perdia peso nas grandes decisões mundiais, a União Europeia e o Japão, cada um com os seus modelos de desenvolvimento, iam entrando para os centros de poder. A União europeia devido à sua união e políticas intracomunitárias e o Japão por causa dos seus recursos humanos que elevam a produtividade do país. De seguida surge a China com um estado forte e um setor exportador muito forte e vocacionado para a indústria têxtil e mais recentemente eletrónica, juntamente com a Índia que se apresenta com uma população dotada de grandes capacidades de pesquisa. A estes países têm-se juntado outros como o Brasil e mais de regiões antes impensáveis, como o sudeste asiático, a américa latina ou a região do Magrebe.
  • 4. Fim da 2ª Guerra Mundial Foram estas as duas potências, que dominaram o mundo após a Segunda Guerra Mundial, em termos políticos, militares, económicos e culturais e que bipolarizaram muitos países assim como a sua relação com o exterior. O terror de destruição mútua levou a que as intenções de ataques militares nunca fossem postos em prática e com isto se deu a desagregação da URSS devido às políticas de Gorbatchev que visavam um menor controlo do estado e a implementação de economias de mercado em alguns países que enfraqueceram o regime comunista.
  • 5. Fim da Guerra Fria O fim da guerra fria, marcado pela queda do muro de Berlim, representa o final da bipolarização mundial. Com o fim da guerra esperava-se o aparecimento de novos países no centro do poder mundial, devido à fragmentação do bloco soviético, à democratização dos estados e à abertura das suas economias. No entanto o que se veio a verificar foi o domínio de apenas uma superpotência mundial, os Estados Unidos da América, que adaptaram o mundo à sua cultura para o poderem dominar em termos políticos e vender os seus produtos às novas economias.
  • 6. • O “american way of life” é copiado no mundo inteiro e influência a escolha de muitos consumidores no sentido de dar preferência às marcas norteamericanas • O poder político dos Estados Unidos conseguido com a vitória da Segunda Guerra Mundial e com o endividamento dos países perdedores e até mesmo de alguns seus aliados, fez com que este país conseguisse conduzir o desenvolvimento mundial de acordo com os seus interesses • A economia deste país, baseada essencialmente na exportação dos produtos que caraterizam o “American lifestyle”, com a americanização do mundo, fez-se próspera e suprema • O poder militar norte-americano utilizado durante a 2ª Guerra mundial, com especial enfase para o armamento nuclear, fez dos Estados Unidos a maior potência militar à qual se subordinam todas as outras.
  • 7.
  • 8. Problemas associados Infelizmente, o fim da Guerra Fria não significou a abolição de conflitos, pelo contrário, desde o seu fim, dado que o mundo perdeu referências geopolíticas e que os ataques terroristas ganharam um maior espaço para crescer através da internet, o mundo ficou mais instável e descontrolado. Por um lado, o terrorismo atingiu uma maior escala, passando de conflitos entre países para conflitos entre etnias ou religiões, que chegaram até aos países mais desenvolvidos, o que colocaram algumas questões e desafios com que nos temos que nos deparar no presente: • Como combater um inimigo invisível? • Que papel pode desempenhar a ação diplomática? Necessidade de cooperação entre estados
  • 9. O japão e a União Europeia começam a surgir como novos centros de poder concorrendo com os EUA o que leva cada vez mais a um mundo multipolarizado.
  • 10. • O peso político das Nações Unidas já não é suficiente. (imagem crise Iraque) • Criação do Tribunal Penal Internacional, que entrou em funções em 2002. • É necessária a criação de uma nova ordem mundial, uma ordem internacional mais justa. • Este tribunal abrange 130 países. • China e os EUA estão de fora pois não querem ver a sua soberania limitada.
  • 11. A integração económica dos países do ex-bloco soviético (URSS), bem como, das novas potências asiáticas, como a Índia e China, criou no mercado de trabalho uma enorme instabilidade. Isto deve-se ao facto de terem agora ingressado no processo de compra e venda de produtos/serviços dos novos países, com novas formas de produção, novos preços, novas exigências e novas realidades agora Consequentemente é gerado um impostas no mercado. desequilíbrio entre a oferta e procura a nível mundial, pois incluem-se agora no leque da oferta de serviços e produtos, elementos anteriormente inexistentes, o que faz com que novas preferências se instalem nos consumidores, bem como, nos produtores, havendo deste modo uma mudança de rumo de tendências em todo o mercado.
  • 12. Integração económica dos países Do ex-bloco soviético Das potências emergentes asiáticas Instabilidade no mercado de trabalho (desequilíbrio entre a oferta e a procura)
  • 13. O desenvolvimento do processo tecnológico alterou simultaneamente a divisão internacional do trabalho Emergência de uma nova ordem económica internacional A revolução tecnológica na área das TIC facilitou O aumento dos fluxos (comércio, capitais, mão-deobra, etc.) A segmentação e a deslocalização dos processos produtivos A internacionalização de atividades comerciais na área dos serviços Os processos de integração económica
  • 14. Os produtos associados às TIC, que são os mais dinâmicos, acentuaram o seu consumo. (componentes eletrónicos) A nova conjugação dos modos de produção permitiu a entrada de países emergentes nesta divisão cada mais mais segmentada do trabalho. Os países industrializados são responsáveis pelo essencial das trocas de bens intermédios e componentes, embora essa tendência tenha vindo a diminuir, visto que os PED (países em desenvolvimento) aparentam agora valores elevados nas exportações e importações destes mesmos produtos.
  • 15. Os PED aparecem como exploradores de produtos manufaturados, sobretudo em resultado da crescente participação dos países da Ásia Oriente e Sudoeste Asiático. Zonas mais beneficiada após a reorganização dos circuitos de produção. Que não deixam de continuar dependentes das exportações de produtos primários. A reorganização dos PMD (países menos desenvolvidos) e a sua exclusão deste processo de globalização tem-se acentuado.
  • 16. Ao mesmo tempo com a segmentação e deslocalização do processo produtivo assistimos à regionalização crescente das trocas e a processos de integração económica. A última década foi marcada pela difusão dos acordos comerciais regionais. Acordos que agrupam exclusivamente países em desenvolvimento e países industrializados, geograficamente próximos ou não. Hoje em dia 57% do comércio mundial faz-se no âmbito destes acordos.
  • 17. • As regiões que emergem da organização destas redes de produção podem não corresponder às zonas de integração formal como por exemplo: Asia Oriental • Os aumentos das trocas sul-sul baseiam-se em meios intermédios. A ásia oriental e o sudeste asiático são os principais responsáveis por esta evolução. • A china desempenha a este respeito um papel determinante dado que possui uma posição central na divisão da produção que vigora na região. • Este dinamismo deve-se à emergência das redes de produção regionais e à atracção do mercado chinês.
  • 18. Os centros de poder mundiais têm-se apresentado como rotativos ao longo dos tempos. A guerra fria fez com que os EUA e a URSS se apresentassem como as mais fortes e temidas potências mundiais. Contudo, a desagregação do bloco soviético afirmou o poder dos EUA, sendo que o american way of life foi seguido por todo o mundo. Posteriormente, a Europa une-se criando uma só potência que englobava todos os países a ela pertencente, a União Europeia. Simultaneamente, o Japão, devido à sua forte motivação populacional, bem como inúmeros outros fatores positivos e consequentemente ajudantes contribuintes para a ascensão.
  • 19. O sudeste asiático, os países da região de Magrebe e os da América do Sul seguem-se como os atuais centros de poder mundial. Hoje em dia, os Estados Unidos e os exrepresentantes do topo da hierarquia estão praticamente em estagnação ou até declínio a nível de representação pelo mundo. Atualmente, as potências emergentes, ou diga-se até, emergidas, comandam o destino do mundo, na medida em que os capitais estão do seu lado. O Brasil, e a China, por exemplo, detêm pela frente anos de prosperidade, enquanto que os padrões de oferta e procura mundiais assim se mantenham e que os mercados mundiais não mudem de requisitos.