O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Comunicação visual

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 38 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (19)

Anúncio

Comunicação visual

  1. 1. COMUNICAÇÃO VISUAL AS LINGUAGENS VISUAIS SÃO SISTEMAS DE SIGNOS QUE COMUNICAM IDEIAS, EMOÇÕES E SENTIMENTOS. PARA COMPREENDERMOS MELHOR A COMUNICAÇÃO VISUAL, TORNA-SE NECESSÁRIO A SUA APRENDIZAGEM
  2. 2. COMUNICAÇÃO VISUAL O PROCESSO DA COMUNICAÇÃO • A comunicação é um fenómeno espontâneo, que usamos sem darmos conta, que esconde um processo muito complexo. • Quando comunicamos recorremos a linguagens, a instrumentos e a meios apropriados para o podermos fazer com eficácia.
  3. 3. COMUNICAÇÃO VISUAL O PROCESSO DA COMUNICAÇÃO • O que é a comunicação? Comunicação é a troca de mensagens entre pessoas. É a capacidade que homens e animais têm de emitir e receber mensagens. • Que elementos intervêm na comunicação? Em toda a comunicação há sempre um emissor, um receptor e uma mensagem. Mas para que a comunicação se processe, para que o receptor perceba o que o emissor quer dizer, deverá saber organizar os signos de forma correcta. A esse processo chamamos codificar a mensagem. Ao processo inverso, o da leitura ou decifração, chamamos descodificar a mensagem. Слово MÃE
  4. 4. COMUNICAÇÃO VISUAL O PROCESSO DA COMUNICAÇÃO • Existem então códigos que necessitamos de aprender para podermos construir e decifrar imagens. • O código é constituído por um conjunto de signos e pelas regras que os regem. • Na linguagem verbal, os signos são as palavras e as regras são a gramática. Na linguagem visual os signos são as imagens. • Nas linguagens mistas utilizamos o código verbal (das palavras, do texto) complementado com o código iconográfico (das imagens).
  5. 5. COMUNICAÇÃO VISUAL O PROCESSO DA COMUNICAÇÃO ESQUEMA DA COMUNICAÇÃO • Emissor: Quem diz (sujeito que codifica e envia a mensagem); • Receptor: A quem diz (sujeito que recebe e descodifica a mensagem); • Mensagem: Aquilo que diz (informação transmitida); • Código: Conjunto organizado de signos e regras que devem ser conhecidos pelo emissor e pelo receptor para que a comunicação se processe; • Canal: Meio físico por onde se transmite e circula a mensagem; • Contexto: O conjunto de circunstâncias onde se inscreve a mensagem; • Ruído: Tudo o que perturba ou impede a comunicação. Este esquema também se aplica à comunicação visual.
  6. 6. COMUNICAÇÃO VISUAL O PROCESSO DA COMUNICAÇÃO ESQUEMA DA COMUNICAÇÃO EMISSOR MENSAGEM RECEPTOR CÓDIGO CANAL
  7. 7. COMUNICAÇÃO VISUAL A COMUNICAÇÃO VISUAL Uma grande vantagem das linguagens visuais, como a pintura, a escultura, a arquitectura, o design, a dança, etc., é a de poderem ser compreendidas por pessoas de várias nacionalidades e de culturas muito diversas.
  8. 8. COMUNICAÇÃO VISUAL A COMUNICAÇÃO VISUAL Esquema de comunicação aplicado à pintura S. Pedro de Grão Vasco Emissor: pintor renascentista português Grão Vasco, que viveu e trabalhou em Viseu há cerca de 500 anos. Receptor: o público que vê a pintura Mensagem: o conteúdo do quadro. Nesta pintura o conteúdo é o retrato de S. Pedro com cenas alusivas a momentos da sua vida. Embora S. Pedro fosse pobre e pescador, Grão Vasco retratou-o como sendo um imperador, simbolizando desse modo a sua posição de chefe espiritual da Igreja Cristã. Código: é a linguagem visual da pintura. Neste caso as características da pintura renascentista: a representação realista do espaço e da profundidade (fazendo uso das leis da perspectiva), a representação do volume, da cor e da luz. Canal: é a pintura a óleo sobre madeira. Contexto: é a sociedade portuguesa e o meio Grão Vasco (c. 1475-1542), S. Pedro, c. de 1530. Óleo sobre madeira, religioso da época. Museu Grão Vasco, Viseu
  9. 9. COMUNICAÇÃO VISUAL A COMUNICAÇÃO VISUAL Esquema de comunicação aplicado a um cartaz de publicidade Receptor: o público que vê o cartaz na rua ou noutros suportes. Mensagem: é o conteúdo da fotografia e do texto. 1ª leitura- transmite-nos uma leitura anti- racista, de fraternidade, através do gesto simbólico representado pela expressividade do beijo dado por um rapaz branco a uma rapariga negra. 2ª leitura- referência ao texto “United Colors of Benetton”, diz-nos que esta marca promove a mensagem anti-racista. Percebemos então que utiliza também a mensagem para se promover, não directamente (apelando ao seu produto) mas por associação ao conceito humanista. Código: é a linguagem do design gráfico e da Cartaz Kiss, 1991, Benetton, Oliviero Toscani publicidade. Fotografia colorida, enquadramento e expressividade visual dos modelos, a simbologia da cor e texto do logotipo. Emissor: é a empresa de vestuário Benetton através do Canal: é o cartaz impresso. designer e fotógrafo que o executaram. Contexto: é a sociedade contemporânea, nomeadamente a cultura ocidental que discute o
  10. 10. COMUNICAÇÃO VISUAL A COMUNICAÇÃO VISUAL Esquema de comunicação aplicado a um cartaz de publicidade
  11. 11. COMUNICAÇÃO VISUAL A IMAGEM NA COMUNICAÇÃO VISUAL • Tal como existem diferentes intenções quando comunicamos por palavras, também existem diversas formas de comunicar visualmente por imagens. • Essas funções entendem-se facilmente na linguagem verbal, por exemplo: quando alguém dá uma ordem, declama uma poesia, etc. • Embora o universo das imagens visuais pareça de leitura e descodificação fáceis, na verdade obedece à mesma complexidade que as palavras.
  12. 12. COMUNICAÇÃO VISUAL A IMAGEM NA COMUNICAÇÃO VISUAL Embora os pictogramas destas duas imagens Nestes dois exemplos, os automóveis comportam diferentes significados pareçam pertencer à mesma linguagem e ter a visuais e dependem muito do contexto onde se inserem para serem mesma função, os de cima têm a função de percebidos. Em cima, trata-se de um exemplo de função estética informar (sinais de trânsito) enquanto que os de enquanto que em baixo a linguagem é a publicidade e é a função baixo têm apenas função estética sendo a sua exortativa que se referência. linguagem no campo da arte.
  13. 13. COMUNICAÇÃO VISUAL NÍVEIS DE REPRESENTAÇÃO DAS IMAGENS ICONICIDADE E ABSTRACÇÃO Uma imagem é sempre a representação de algo. A sua descodificação (ou leitura) depende do grau de semelhança com o que representa. Níveis de iconicidade - o nível de iconicidade de uma imagem é o grau de semelhança com o modelo real. Uma forma tende para a abstracção quando perde iconicidade, isto é, quando se desliga das características visuais que lembram o referente.
  14. 14. COMUNICAÇÃO VISUAL SIGNIFICAÇÃO DAS IMAGENS SIGNIFICANTE E SIGNIFICADO NUMA IMAGEM • Numa imagem, o significante é a representação de uma coisa material que existe na realidade. Uma pomba ou um mocho, representam apenas duas aves com as suas características próprias. • Numa pintura, escultura, cartaz, etc., o significante é o conjunto de elementos da composição dessa obra. É geralmente fácil de descrever e de identificar. • O significado representa uma ideia, um raciocínio, um pensamento sobre uma coisa. Por exemplo, a paz simbolizada por uma pomba ou a sabedoria pelo mocho. • Numa obra de pintura, de escultura, num cartaz, o significado é o conjunto de ideias, emoções e sentimentos que cada espectador consegue captar.
  15. 15. COMUNICAÇÃO VISUAL SIGNIFICAÇÃO DAS IMAGENS SIGNIFICANTE E SIGNIFICADO NUMA IMAGEM • O significante é objectivo e refere-se a objectos ou coisas exteriores ao sujeito; • O significado é subjectivo, porque se refere ao que pensam os sujeitos. • O significado contempla três aspectos importantes: o valor expressivo, o significado temático e o significado simbólico.
  16. 16. COMUNICAÇÃO VISUAL SIGNIFICAÇÃO DAS IMAGENS
  17. 17. COMUNICAÇÃO VISUAL VALOR EXPRESSIVO • O valor expressivo de uma determinada imagem ou composição é o conjunto dos elementos que provocam no espectador leituras e emoções distintas. • São geralmente descritos por adjectivos: assustador, violento, calmo, misterioso, etc. Por exemplo: o uso predominante da cor preta, de sombras acentuadas, pode exprimir numa imagem o valor misterioso; uma pintura com objectos pontiagudos, de arestas agressivas e de elementos quebrados pode exprimir agressividade; uma fotografia cujos elementos se distribuem na horizontal exprime o valor de calma. Nesta colagem, os elementos expressivos que nos transmitem a ideia de mistério encontram-se na cor predominante (preto), na pouca evidência do rosto humano, na forma de rasgar dos recortes (ao acaso) e no grande plano dos olhos. Nesta pintura, os robôs metálicos, angulosos e pontiagudos exprimem agressividade. As linhas quebradas (ferros torcidos) e a assimetria da composição acentuam ainda mais a agressividade da cena.
  18. 18. COMUNICAÇÃO VISUAL SIGNIFICADO TEMÁTICO • Significado temático é o tema ou assunto que o espectador consegue identificar numa imagem ou numa obra. • O significado temático é o mais fácil de perceber , já que se refere aos elementos representados – os que estamos a ver. • O significado temático tem vindo a ser repetido ao longo da História da Arte. Os temas religiosos, o retrato, a natureza morta, a paisagem são géneros temáticos que os artistas praticaram e continuam a praticar, conforme as épocas, as encomendas e também as suas preferências. Sig. Tem. – paisagem de Capri. Henrique Pousão Sig. Tem. – pintura religiosa Sig. Tem. – retrato de família real. sobre a anunciação à Virgem. Diego Velázquez Grão Vasco
  19. 19. COMUNICAÇÃO VISUAL SIGNIFICADO SIMBÓLICO • Significado simbólico é aquele que os espectadores constroem através de associações mentais sugeridas pelos elementos representados numa obra visual. • Numa imagem ou obra visual, é o significado simbólico que exige maior interpretação e conhecimento do espectador. • O que vemos numa pintura, num desenho, num cartaz sugere-nos ideias e pensamentos que não estão representados, de uma forma directa, nessa obra. Somos nós, espectadores, que temos de estabelecer ligações ou associações mentais para entendermos o seu significado. • Temas como a paz ou a ecologia, por exemplo, só são possíveis de representar simbolicamente. António Carneiro, A Vida – Esperança, Amor, Saudade (tríptico)
  20. 20. COMUNICAÇÃO VISUAL SIGNIFICADO SIMBÓLICO
  21. 21. COMUNICAÇÃO VISUAL EXTENSÃO DE SIGNIFICADO NAS IMAGENS • As imagens não têm todas a mesma extensão de significado. Isto quer dizer que uma imagem pode ser lida por todas as pessoas de modo igual ou interpretada de modo muito diferente por cada um. • Podemos classificar as imagens em três modos de significação: - Imagens monossémicas; - Imagens polissémicas; - Imagens pansémicas.
  22. 22. COMUNICAÇÃO VISUAL EXTENSÃO DE SIGNIFICADO NAS IMAGENS IMAGENS MONOSSÉMICAS – são imagens que apresentam apenas uma leitura ou significado e que temos de aprender.
  23. 23. COMUNICAÇÃO VISUAL EXTENSÃO DE SIGNIFICADO NAS IMAGENS IMAGENS POLISSÉMICAS – são imagens que apresentam vários significados, dependendo do contexto onde se inserem.
  24. 24. COMUNICAÇÃO VISUAL EXTENSÃO DE SIGNIFICADO NAS IMAGENS IMAGENS PANSSÉMICAS – são as imagens que apresentam tantos significados quantos espectadores e sempre que estes as virem. Podem significar quase tudo. As pinturas não figurativas (abstractas) podem ter tantos significados quantos os que os espectadores queiram interpretar; as nuvens no céu podem lembrar o que cada um entende ver.
  25. 25. COMUNICAÇÃO VISUAL EXTENSÃO DE SIGNIFICADO NAS IMAGENS
  26. 26. COMUNICAÇÃO VISUAL FUNÇÃO DAS IMAGENS Nestes três exemplos, podemos observar que as imagens – retratos – têm além da função informativas outras funções: qui a intenção é apenas esta a intenção é a de exortar a qui a intenção é retratar mas de identificar objectivamente a atitude vencedora do piloto de uma forma expressiva e pessoa automóveis plástica.
  27. 27. COMUNICAÇÃO VISUAL FUNÇÃO DAS IMAGENS Podemos então considerar várias modalidades de funções na comunicação visual e nomeadamente nas imagens. xpressivo-plásica: função que dá relevo nformativa: função que apresenta os ao emissor, isto é, ao autor da mensagem dados e materializa a informação
  28. 28. COMUNICAÇÃO VISUAL FUNÇÃO DAS IMAGENS stética ou poética: função que embeleza pelativa ou exortativa: função que e apresenta o conteúdo da mensagem de apela para o conteúdo da imagem uma forma criativa, diferente do habitual
  29. 29. COMUNICAÇÃO VISUAL FUNÇÃO DAS IMAGENS
  30. 30. COMUNICAÇÃO VISUAL FUNÇÃO DAS IMAGENS
  31. 31. COMUNICAÇÃO VISUAL RETÓRICA VISUAL • A retórica é a arte de comunicar de forma criativa. • Fazer uso da retórica significa dotar a comunicação ou a mensagem de formas diferentes do habitual, utilizando os elementos de comunicação de uma forma criativa.
  32. 32. COMUNICAÇÃO VISUAL RETÓRICA VISUAL • São várias as figuras de retórica, sendo as mais significativas a metáfora, a comparação e a sinédoque. • METÁFORA - é uma comparação à qual falta o referente ou termo real. Trata-se da substituição de uma imagem ou realidade por outra, para assim adquirir as suas características.
  33. 33. COMUNICAÇÃO VISUAL RETÓRICA VISUAL • COMPARAÇÃO significa uma associação de uma ideia com outra que pode ser completamente distinta. Para se explicarem as características de uma coisa, compara-se esta com outra.
  34. 34. COMUNICAÇÃO VISUAL RETÓRICA VISUAL • Sinédoque consiste na forma de se mostrar ou substituir parte de uma coisa como se fosse a coisa completa. Mostra- se um pormenor, uma parte ou o singular para que o espectador adivinhe o resto, a totalidade ou a pluralidade.
  35. 35. COMUNICAÇÃO VISUAL RETÓRICA VISUAL • Existem no entanto outras figuras de retórica importantes: epetição ou redundância é uma forma de ersonificação ou prosopopeia consiste na realçar uma ideia ou uma imagem à custa da atribuição de características humanas a tudo o sua repetição ou insistência. que não é humano produtos, animais). O cartaz da esquerda mostra a silhueta de um homem 26 vezes. O recurso à redundância (repetição) é uma forma de descrever uma multidão de pessoas anónimas, sem rosto e todas iguais. No cartaz da direita as “autoras” da mensagem publicitária, promovendo a carne de frango, são as vacas (mesmo com erros ortográficos).
  36. 36. COMUNICAÇÃO VISUAL RETÓRICA VISUAL ipérbole é o modo de realçar a mensagem aradoxo consiste na integração de elementos pelo exagero da forma. aparentemente sem sentido numa imagem realista ou numa mensagem com sentido. Cria o efeito do absurdo originando impacto pelo sentido inesperado. Na imagem da esquerda, o conceito de grandeza é enfatizado pelo contraste exagerado entre a letra A e a figura humana. No cartaz da direita, os frangos pendurados não têm qualquer relação com o calçado que se publicita. Trata-se de um paradoxo para chamar a atenção.
  37. 37. COMUNICAÇÃO VISUAL RETÓRICA VISUAL
  38. 38. COMUNICAÇÃO VISUAL EXERCÍCIO • Expressar Mistério • Simbolizar Vida formato A4 Técnica à escolha: desenho, colagem, pintura, técnica mista

×