A história da água

2.446 visualizações

Publicada em

Uma história ilustrada sobre a origem da água.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

A história da água

  1. 1. HISTÓRIA DA ÁGUA PROF. OMAR FÜRST
  2. 2. “Essa água brilhante que corre nos rios e regatos não é apenas água, mas o sangue de nossos ancestrais. O murmúrio da água é a voz de meu pai”. Os rios são nossos irmãos, eles estancam nossa sede. “Se te vendermos nossa terra, terás de te lembrar e ensinar a teus filhos que os rios são irmãos nossos e teus, e terás de mostrar pelos rios a ternura que mostrarias a um irmão”. “Trecho da carta do chefe Seatle para o presidente dos USA”
  3. 3. A história da água começa pela água; isto é, o ciclo da água. Pelo resfriamento, o vapor d’água da atmosfera se condensa e precipita voltando à terra. Evapora novamente, voltando a atmosfera, escoa linearmente formando rios, lagos e riachos. Infiltra-se no subsolo onde alimenta o lençol freático, dando origem as nascentes. Também pode ser absorvido pelas raízes da planta.
  4. 4. Pode-se dizer que a água doce é o mais importante recurso da humanidade, individualmente considerado.
  5. 5. Em escala mundial, o que inibe a expansão da agricultura e o povoamento é o suprimento insuficiente da água...
  6. 6. .......ou o suprimento demasiado
  7. 7. O rio pode originar-se das águas das chuvas, isto é, da junção de vários filetes...
  8. 8. ... da fusão de neve e geleiras.
  9. 9. ... ou ainda de emissários de lagos.
  10. 10. Portanto os rios vivem, no princípio são pequenos, mas com os afluentes, os ribeirões e regatos, tornam-se grandes.
  11. 11. Logo o homem descobriu a utilidade do rio como meio de navegação; econômico e prático.
  12. 12. O rio também era um ótimo lugar para morar. Toda vida se desenvolvia na água, que matava a sede, alimentava e defendia os habitantes da vila contra os inimigos terrestre.
  13. 13. Os rios também têm seus perigos: as cascatas por exemplo
  14. 14. Porém esses perigos tornam-se útil aos homens, que os transformam para obter energia .
  15. 15. Isto é um imissário, assim chamado porque o rio entra no lago.
  16. 16. Isto é um desfiladeiro, construído pelo rio. Durante milhões de anos as águas foram fragmentando as rochas (erosão pluvial).
  17. 17. Isto é um sumidouro, o rio passa a ser subterrâneo.
  18. 18. Quando falta água, a paisagem muda. Os vegetais têm uma defesa própria; os espinhos servem para proteger da evapotranspiração e contra animais sedentos, pois essas plantas são compostas de mais de 90% de água.
  19. 19. No deserto, há um lugar chamado oásis, onde há vegetação abundante e água. Esta pequena poça d’água é alimentada por uma fonte subterrânea chamada lençol freático.
  20. 20. Muitas vezes, as fontes não surgem sozinhas, o homem recorre a vários meios. Essa é uma roda de potes. Recolhe a água subterrânea e faz escorrer sobre as calhas.
  21. 21. Às vezes, a fonte é recoberta pela areia soprada pelo vento, então é preciso cavar até liberá-la.
  22. 22. Na antiguidade, tinha uma construção com 60 m de altura para levar água à cidade. O aqueduto ia sempre descendo, assim a água rolava pela força da gravidade. O precioso líquido era canalizado e mandado para as casas de banho.
  23. 23. Antes usava-se técnicas rudimentares para encontrar água em terras áridas, o serviço era prestado por um rabdomante, que utiliza de uma forquilha.
  24. 24. Hoje, usa-se técnicas modernas para perfurar um poço artesiano.
  25. 25. Segundo a tradição indígena, os índios suplicavam ao sol para ser mais suave e deixar cair a chuva. Depois ameaçava-o, se não eram atendidos, atiravam lanças contra ele.
  26. 26. No sertão nordestino, o dia de Santa Luzia, 13 /12, é o mais importante. Faz-se uma experiência em que consiste colocar-se seis pedras de sal representando os seis primeiros meses do ano, sobre um plano, no sereno da noite. Pela manhã, a pedra que mais estiver dissolvida representa o mês mais chuvoso do ano seguinte.
  27. 27. Se esta experiência der resultados negativos, o sertanejo começa a pensar nos horrores da seca.
  28. 28. Se não chover até o dia 19 de março, dia de São José.
  29. 29. O Sertanejo perde as esperanças; se é pobre trata de migrar..........
  30. 30. ...se é rico, trata de armazenar alimentos.
  31. 31. Aqui temos um canal de irrigação, leva as água do rio aos campos de cultivos.
  32. 32. O homem descobriu que as grandes cargas eram mais facilmente transportadas pelos rios. Bastava descer a correnteza, com chatas carregadas de mercadorias....
  33. 33. ...Já para subir as correntezas, usava-se uma junta de bois, que ficava a margem do rio, puxando as chatas.
  34. 34. Os rios ajudam muito o comércio e a civilização. A água une, mais também separa.
  35. 35. Uma balsa com cordas, sistema primitivo que funciona bem. As cordas serviam como direção e meio de tração ao mesmo tempo.
  36. 36. Uma técnica rudimentar de obtenção de energia usada até nos dias atuais é o moinho de roda. Movido pela água faz girar a máquina. Toda energia é de graça.
  37. 37. Na nossa sociedade atual, o aproveitamento do rio é intenso; desde o recolhimento de cascalho até a produção de energia elétrica.
  38. 38. serve para passar os degraus de um rio, funciona como um elevador. Vamos agora conhecer um sistema chamado eclusa.
  39. 39. A água é nossa amiga, infelizmente nem todos pensam assim. Fábricas descarregam nos rios rejeitos cheios de detritos, poluindo-os.
  40. 40. Agora que sabemos a importância da água. Devemos protegê-la, para não faltar esse precioso
  41. 41. Dia Mundial Da Água!!! 22 de março.
  42. 42. É hora de aprender que esse é um bem finito!

×